SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
3
1.0 OBJETIVO
Será abordado neste trabalho breves referenciais sobre processos de
separação, tais como filtração, destilação, centrifugação e separação magnética.
Entretanto, o foco principal estará na abordagem de conceitos e explicação que
norteiam a separação magnética.
Utilizada para separar metais presentes em uma mistura heterogênea com o
auxílio de um imã, a separação magnética é empregada de forma segura na área
industrial, como em usinas.
Será também realizado e discutido os resultados de duas experiências, uma
de separação de resíduos férricos da areia e outra da extração do ferro de um cereal
matinal.
2.0 INTRODUÇÃO
Em processos de indústrias químicas, diversas misturas são usadas mas por
vezes, os componentes das misturas precisam ser separados, e para isto são
utilizadas algumas técnicas para realizar a separação de misturas. O tipo de
separação depende do tipo de mistura, como por exemplo as misturas sólidas, que
apresentam diferentes tipos de separação, como catação, peneiração, e entre outras
a separação magnética, que é a separação escolhida para ser desenvolvido este
trabalho.
A separação magnética é um método de separação de misturas heterogêneas
de componentes sólidos, mais especificamente para separação
de misturas contendo ferro magnético (cobalto, o níquel e, até mesmo o ferro),
empregada de forma segura na área industrial, como em usinas.
Assim, este trabalho exemplifica alguns tipos de separações, os seus
procedimentos, qual melhor utilização e quando usa-los, suas aplicações na
indústria e nos laboratórios. Foi elaborado também experimentos que exemplificam a
separação escolhida, a magnética.
4
3.0ABSTRACT
In chemical process industries, many mixtures are used but sometimes the
components of the mixtures must be separated, and there are some techniques that
can be used to realize the mixtures separation. The type of separation depends on
the type of mixture, for example the solid mixtures shows different kinds of
separations, such as grooming, sieving and among other the magnetic separation,
the separation chose for this work.
Magnetic separation is a method of separation of heterogeneous mixtures of
solid components, more particularly for separating mixtures containing magnetic iron
(cobalt, nickel, and even iron) safely used in industry, such as plants.
So, this work exemplifies some types of separations, its proceding, which is
the better use and when to use them, their applications in industry and laboratories. It
was also designed experiments that exemplify the chosen separation,the magnetic.
4.0REFERENCIAL
4.1Separação Magnética
Método usado para separar metais ferromagnéticos, presentes em uma mistura,
por meio da força de atração do ímã.
O uso do eletroímã é empregado de forma segura em usinas, indústrias, ferros-
velhos, etc. Um exemplo da utilização magnética é quando temos uma mistura de
ferro e pó e enxofre que, com a ajuda de um ima ou eletroímã conseguimos atrais o
ferro em pó, separando-o do enxofre. A separação magnética só se torna possível
quando um dos componentes for atraído pelo ímã.
5
4.2Centrifugação
A centrifugação é uma operação unitária para separação de duas fases
(camadas separadas) duma mistura por ação da força centrífuga a que fica sujeita,
quando em movimento de rotação.
A operação é realizada em aparelhos denominados centrífugas.
Aplica-se em diversos processos industriais, tais como na separação da nata
do leite, na clarificação de lacas ou na concentração do látex. Laboratorialmente
usa-se para a determinação do peso e do volume de partículas coloidais, para
acelerar filtrações, para a determinação de pesos moleculares e ainda na separação
de isótopos.
Um exemplo prático de uma centrífuga, ou centrifugador, encontra-se na
máquina de lavar a roupa: no final de um programa de lavagem, existe um programa
de centrifugação que provoca um movimento de rotação acelerado no tambor,
permitindo separar a água, em excesso, da roupa.
Realizar a centrifugação nada mais é do que acelerar o processo de
decantação. Se o objetivo for separar rapidamente o sólido de um líquido, podemos
submeter a mistura a uma centrífuga. Ela vai girando em alta velocidade e
depositando no fundo as partículas sólidas, que são mais densas.
4.3Destilação fracionada
É o processo de separação de misturas homogêneas quando os
componentes da mistura são líquidos. É baseada nos diferentes pontos de ebulição
dos componentes da mistura. O aparato é composto por um balão de vidro com
fundo plano, que é aquecido por uma chama. No balão está a mistura homogênea.
Na boca do balão está presa uma coluna de fracionamento, com bolinhas de vidro
em seu fundo. No topo da coluna está um termômetro, e na lateral, há uma saída
para um condensador feito por um tubo interior, que será envolvido externamente
por água fria. Ao final do condensador está o béquer.
No balão de vidro será colocada a mistura. Ao ser aquecida, a substância de
menor ponto de ebulição vai evaporar primeiro e depois a outra substância vai
evaporar também. As substâncias irão condensar cada uma de uma vez, separando-
as. No fim do processo, o béquer irá conter o líquido mais volátil e o balão de vidro
6
terá o líquido menos volátil. Este processo é usado na separação dos componentes
de petróleo.
4.4Filtração
A filtração é uma das aplicações mais comuns do escoamento de fluidos
através de leitos compactos. A operação industrial é análoga às filtrações realizadas
em um laboratório, que utilizam papel de filtro e funil.
O processo unitário filtração consiste na separação de uma fase sólida de
uma fase liquida. Basicamente, uma operação de separação de sólidos presentes
em uma polpa na qual a fase líquida chamado filtrado, é compelida a passar através
de um meio poroso, este denominado meio filtrante, ao passo que a fase sólida,
nomeada torta de filtração, firma uma camada sobre a superfície do meio poroso. O
objetivo da operação é separar mecanicamente as partículas sólidas de uma
suspensão líquida com o auxílio de um leito poroso. Quando se força a suspensão
através do leito, o sólido da suspensão fica retido sobre o meio filtrante, formando
um depósito que se denomina torta e cuja espessura vai aumentando no decorrer da
operação. O líquido que passa através do leito é chamado de filtrado. A figura a
seguir mostra basicamente o desenho de um sistema de filtração.
5.0 METODOLOGIA
Dentre todas as pesquisas realizadas sobre métodos de separação de
misturas, o grupo optou pela separação magnética para ser apresentada com
maiores detalhes.
5.1 Separação Magnética
5.1.1Definição
A separação magnética é um método usado para separar metais
ferromagnéticos, presentes em uma mistura heterogênea, por meio da força de
atração do ímã, onde um dos componentes da mistura é atraído pelo ímã ou
eletroímã (empregado de forma segura em usinas, indústrias, ferros-velhos, entre
outros).
Este método se baseia no magnetismo.
7
5.1.2 Magnetismo
Magnetismo é a denominação dada aos estudos dos fenômenos relacionados
com as propriedades dos imãs e assim a capacidade que um objeto possui de atrair
outros objetos.
Os primeiros estudos realizados nessa área foram feitos no século VI a.C. por
Tales de Mileto, que observou a capacidade de algumas pedrinhas, que hoje são
chamadas de magnetita, de atraírem umas às outras e também ao ferro.
Os primeiros fenômenos magnéticos foram observados na Grécia antiga, em
uma cidade chamada Magnésia.
Já a primeira aplicação prática do magnetismo foi encontrada pelos chineses:
a bússola, que se baseia na interação do campo magnético de um imã (a agulha da
bússola) com o campo magnético terrestre. No século VI, os chineses já dominavam
a fabricação de imãs.
Já os imãs naturais são compostos por pedaços de ferro magnético ou rochas
magnéticas como a magnetita (óxido de ferro Fe3O4). Os imãs artificiais são
produzidos por ligas metálicas, como por exemplo, níquel-cromo.
Magnetismo sob o ponto de vista químico:
O fenômeno do magnetismo pode ser explicado através das forças dipolo. Por
exemplo, os materiais possuem dois diferentes polos, quando entram em contato
com outros materiais os polos iguais se repelem e os polos opostos se atraem. Este
fenômeno recebe a denominação de “dipolo magnético” e pode ser considerado uma
grandeza. A força do imã é determinada por essa grandeza. Os próprios átomos são
considerados imãs, por exemplo, com polos norte e sul.
Também pode ser explicado pela estrutura da matéria. Nos átomos, os
elétrons e o núcleo encontram-se sempre em um movimento de rotação chamado
spin. Se eles giram em sentidos diferentes, um movimento compensa o outro e não
há magnetismo. É o que acontece na maioria dos materiais. Nos ímãs, porém,
ambos giram na mesma direção e é isso que causa um campo magnético intenso. O
ferro tem a mesma tendência de os átomos mais próximos uns dos outros girarem
no mesmo sentido, criando também minúsculos campos magnéticos. Se ele estiver
próximo de um ímã, os movimentos de rotação desses átomos passam a se
direcionar no sentido do ímã (devido ao campo magnético deste) - e, dessa forma, o
8
ferro é atraído. O mais curioso é que, se o campo magnético do ímã for bastante
intenso, a orientação dos átomos do ferro permanecerá ordenada mesmo depois
que o ímã for retirado. Assim, o próprio ferro passa a ter um campo magnético capaz
de atrair outros objetos ferrosos.
E assim o imã foi estudado e tornou-se possível a invenção e o
aperfeiçoamento de diversos instrumentos que estão presentes no nosso cotidiano,
como o motor elétrico, cartões magnéticos, a produção de energia nas usinas
hidrelétricas, ondas de rádio e televisão, aparelhos de telecomunicação, assim como
novos procedimentos e processos industriais (vide anexo A).
9
6.0 CONCLUSÃO
Na química o processo de separação de misturas é constantemente usado
para a obtenção de substâncias mais puras o possível, para que as reações ocorram
com maior precisão. Vemos na indústria o uso de diversas técnicas para a
separação, como a destilação fracionada, centrifugação, separação magnética e a
filtração.
A centrifugação é o processo no qual as misturas são submetidas a uma
intensa rotação, nas centrifugas para acelerar o processo de decantação, onde a
fase mais densa tende a ocupar a posição inferior enquanto a menos densa tende a
ocupar a posição superior. Usado no enriquecimento do urânio.
A filtração é mais simples, separa misturas heterogêneas sólido/líquido ao
despejar a mistura sobre o filtro, que separará por meio de seus poros, a parte
liquida da sólida. Muito usado na indústria alimentícia.
A destilação fracionada, por sua vez, separa dois ou mais líquidos, por meio
de seus diferentes pontos de ebulição, assim, o líquido com menor ponto de
ebulição irá virar vapor e irá condensar, voltando a ser líquido primeiro e depois os
outros líquidos passarão pelo mesmo processo, separando-os. Usado na separação
dos componentes do petróleo.
O foco do trabalho é no processo de separação magnética, que consiste em
separar misturas heterogêneas, onde um dos materiais é atraído por imã. O
fenômeno que rege este processo é o magnetismo, estudado por muitos cientistas
desde o século VI a. C.
O fenômeno de atração ocorre quando os materiais têm polos opostos, e de
repulsão quando os polos são iguais. Outra explicação para o magnetismo é de que
os elétrons e o núcleo estão em constante rotação, se os átomos dos dois materiais
giram em sentidos diferentes não há magnetismo, e se girarem na mesma direção
tem-se um campo magnético intenso.
Tem-se os imãs naturais, compostos por metais com propriedade magnética e
os artificiais obtidos através do processo de imantação. A separação magnética é
muito usada na indústria, para separar alguns minérios de ferro de suas impurezas.
10
REFERÊNCIAS
Destilação Fracionada
MARTINS, Lucas. Infoescola. Destilação fracionada. Disponível em:
<http://www.infoescola.com/quimica/destilacao-fracionada/>. Acesso em: Março,
2015.
Só biologia. Destilação fracionada. Disponível em:
<http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Oitava_quimica/materia17.php> Acesso
em: Março, 2015.
Separação Magnética
ALVES, Líria. Brasilescola. Separação Magnética, Destilação Simples e
Evaporação. Disponível em: < http://www.brasilescola.com/quimica/separacao-
destilacao-e-evaporacao.htm>. Acesso em: Março, 2015.
TEIXEIRA, Mariane. Mundo Educação. Magnetismo. Disponível em:
<http://mundoestranho.abril.com.br/materia/por-que-o-ima-atrai-o-ferro>. Acesso em
Março, 2015.
Autor Desconhecido. Mundo Estranho Abril. Porque o imã atraí o ferro?
Disponível em: <http://mundoestranho.abril.com.br/materia/por-que-o-ima-atrai-o-
ferro>. Acesso em: Março, 2015.
Centrifugação
TOFFOLI, Leopoldo. Infoescola. Centrifugação e Flotação. Disponível em:
<http://www.infoescola.com/quimica/centrifugacao-e-flotacao/>. Acesso em: Março,
2015.
Filtração
ARRUDA, Cleber. Revista Meio Ambiente. A atuação dos filtros em processos
industriais. Disponível em:
<http://www.meiofiltrante.com.br/materias_ver.asp?action=detalhe&id=724&revista=n
52>. Acesso em: Março, 2015.
11
GONÇALVES, Bento. Ebah. Filtração. Disponível em:
<http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfNN8AC/filtracao>. Acesso em: Março,
2015.
12
ANEXO A - Oil Spill Remediation Using Magnetic Separation
Magnetic separation technology was applied to remove dispersants and crude
oil from water with magnetite and maghemite. Maghemite exhibited rather constant
removal efficiency for dispersants regardless of surfactant types, while magnetite
exhibited higher removal efficiency for anionic surfactant, and the efficiency was
higher in deionized water than in salty water that contains more ions.
Sorption of the dispersants to magnetite can be explained with electrostatic
attraction, while binding of the dispersants to maghemite can be described with
electrostatic attraction as well as with the structural characteristics that provide high
sorption capacity. The result from a water bath experiment, which was to test the
collection efficiency of magnetic particles from water, indicated that the recovery
efficiency of magnetic particles was nearly 100% after the dispersants had been
sorbed.
More than 80% of the oil was collected when the magnetite-to-oil ratio was
more than 0.89, while the same percentage of oil was harvested when the
maghemite-to-oil ratio was more than 0.46 in the oil removal experiment. Sorption of
crude oil to magnetic particles can be explained with the fine particle–oil flocculation,
which is associated with an electrostatic attraction between the magnetic particles
with charged surface and polar compounds in the crude oil.
Fonte:
CHUN Chan- Lan. American society of civil engineers.Oil spill remediation using magnetic
separation. Disponível em:< http://ascelibrary.org/doi/abs/10.1061/%28ASCE%290733-
9372%282001%29127%3A5%28443%29>. Acesso em 23 mar. 2015 20:09:10
13

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Separação magnetica2

Sublimacao flotacao - separacao magnetica
Sublimacao   flotacao - separacao magneticaSublimacao   flotacao - separacao magnetica
Sublimacao flotacao - separacao magnetica
EEB Francisco Mazzola
 
Aula 5 ensaios mecânicos e end - pm
Aula 5   ensaios mecânicos e end - pmAula 5   ensaios mecânicos e end - pm
Aula 5 ensaios mecânicos e end - pm
Alex Leal
 
Aula 20 partículas magnéticas
Aula 20   partículas magnéticasAula 20   partículas magnéticas
Aula 20 partículas magnéticas
Renaldo Adriano
 

Semelhante a Separação magnetica2 (20)

Separacaomagnetica
SeparacaomagneticaSeparacaomagnetica
Separacaomagnetica
 
Separação de misturas sublimação
Separação de misturas sublimaçãoSeparação de misturas sublimação
Separação de misturas sublimação
 
SEPARAÇÃO MAGNÉTICA
SEPARAÇÃO MAGNÉTICASEPARAÇÃO MAGNÉTICA
SEPARAÇÃO MAGNÉTICA
 
Concentração magnética e rezinas de troca Ionica
Concentração magnética  e rezinas de troca IonicaConcentração magnética  e rezinas de troca Ionica
Concentração magnética e rezinas de troca Ionica
 
Sublimacao flotacao - separacao magnetica
Sublimacao   flotacao - separacao magneticaSublimacao   flotacao - separacao magnetica
Sublimacao flotacao - separacao magnetica
 
Separação magnética e eletrostatica
Separação magnética e eletrostaticaSeparação magnética e eletrostatica
Separação magnética e eletrostatica
 
Aula 5 ensaios mecânicos e end - pm
Aula 5   ensaios mecânicos e end - pmAula 5   ensaios mecânicos e end - pm
Aula 5 ensaios mecânicos e end - pm
 
Caracterização de polimeros
Caracterização de polimerosCaracterização de polimeros
Caracterização de polimeros
 
separação magnética e eletrostática: Aplicação Industrial
 separação magnética e eletrostática: Aplicação Industrial separação magnética e eletrostática: Aplicação Industrial
separação magnética e eletrostática: Aplicação Industrial
 
Radiação fisica
Radiação fisicaRadiação fisica
Radiação fisica
 
Chute 1
Chute 1Chute 1
Chute 1
 
Opu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separaçãoOpu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separação
 
Estudo do átomo
Estudo do átomoEstudo do átomo
Estudo do átomo
 
OPERAÇÕES UNITARIAS
OPERAÇÕES UNITARIASOPERAÇÕES UNITARIAS
OPERAÇÕES UNITARIAS
 
Pesquisa sobre Piezoeletricos
Pesquisa sobre PiezoeletricosPesquisa sobre Piezoeletricos
Pesquisa sobre Piezoeletricos
 
Materiais magnéticos
Materiais magnéticosMateriais magnéticos
Materiais magnéticos
 
Microscopia
MicroscopiaMicroscopia
Microscopia
 
Aula 20 partículas magnéticas
Aula 20   partículas magnéticasAula 20   partículas magnéticas
Aula 20 partículas magnéticas
 
Semicondutor
SemicondutorSemicondutor
Semicondutor
 
Sobre Metais e Ligas metálicas
Sobre Metais e Ligas metálicasSobre Metais e Ligas metálicas
Sobre Metais e Ligas metálicas
 

Mais de Cristyan Ribeiro (20)

Separação magnetica 1
Separação magnetica 1Separação magnetica 1
Separação magnetica 1
 
Separação magnetica1
Separação magnetica1Separação magnetica1
Separação magnetica1
 
Senai2
Senai2Senai2
Senai2
 
Senai2
Senai2Senai2
Senai2
 
Senai mario amato
Senai mario amatoSenai mario amato
Senai mario amato
 
Reposição de conteúdo bruno luz 2 qa
Reposição de conteúdo bruno luz 2 qaReposição de conteúdo bruno luz 2 qa
Reposição de conteúdo bruno luz 2 qa
 
DESTILAÇÃO ALCOOL
DESTILAÇÃO ALCOOLDESTILAÇÃO ALCOOL
DESTILAÇÃO ALCOOL
 
OPU
OPUOPU
OPU
 
Petrquimica
PetrquimicaPetrquimica
Petrquimica
 
Peneiramento
PeneiramentoPeneiramento
Peneiramento
 
Opu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separaçãoOpu tipos-de-separação
Opu tipos-de-separação
 
Opu transformações mecânicas dos plásticos
Opu   transformações mecânicas dos plásticosOpu   transformações mecânicas dos plásticos
Opu transformações mecânicas dos plásticos
 
Framaceutica (2)
Framaceutica (2)Framaceutica (2)
Framaceutica (2)
 
Filtração 2 qa-
Filtração 2 qa-Filtração 2 qa-
Filtração 2 qa-
 
Filtração
FiltraçãoFiltração
Filtração
 
Cosméticos 2 qa
Cosméticos 2 qaCosméticos 2 qa
Cosméticos 2 qa
 
Cosméticos 2 qa
Cosméticos 2 qaCosméticos 2 qa
Cosméticos 2 qa
 
Cerâmica!!
Cerâmica!!Cerâmica!!
Cerâmica!!
 
Cerã¢mica power point
Cerã¢mica power pointCerã¢mica power point
Cerã¢mica power point
 
Apresentação petroquiica 1
Apresentação petroquiica 1Apresentação petroquiica 1
Apresentação petroquiica 1
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 

Último (20)

Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 

Separação magnetica2

  • 1. 3 1.0 OBJETIVO Será abordado neste trabalho breves referenciais sobre processos de separação, tais como filtração, destilação, centrifugação e separação magnética. Entretanto, o foco principal estará na abordagem de conceitos e explicação que norteiam a separação magnética. Utilizada para separar metais presentes em uma mistura heterogênea com o auxílio de um imã, a separação magnética é empregada de forma segura na área industrial, como em usinas. Será também realizado e discutido os resultados de duas experiências, uma de separação de resíduos férricos da areia e outra da extração do ferro de um cereal matinal. 2.0 INTRODUÇÃO Em processos de indústrias químicas, diversas misturas são usadas mas por vezes, os componentes das misturas precisam ser separados, e para isto são utilizadas algumas técnicas para realizar a separação de misturas. O tipo de separação depende do tipo de mistura, como por exemplo as misturas sólidas, que apresentam diferentes tipos de separação, como catação, peneiração, e entre outras a separação magnética, que é a separação escolhida para ser desenvolvido este trabalho. A separação magnética é um método de separação de misturas heterogêneas de componentes sólidos, mais especificamente para separação de misturas contendo ferro magnético (cobalto, o níquel e, até mesmo o ferro), empregada de forma segura na área industrial, como em usinas. Assim, este trabalho exemplifica alguns tipos de separações, os seus procedimentos, qual melhor utilização e quando usa-los, suas aplicações na indústria e nos laboratórios. Foi elaborado também experimentos que exemplificam a separação escolhida, a magnética.
  • 2. 4 3.0ABSTRACT In chemical process industries, many mixtures are used but sometimes the components of the mixtures must be separated, and there are some techniques that can be used to realize the mixtures separation. The type of separation depends on the type of mixture, for example the solid mixtures shows different kinds of separations, such as grooming, sieving and among other the magnetic separation, the separation chose for this work. Magnetic separation is a method of separation of heterogeneous mixtures of solid components, more particularly for separating mixtures containing magnetic iron (cobalt, nickel, and even iron) safely used in industry, such as plants. So, this work exemplifies some types of separations, its proceding, which is the better use and when to use them, their applications in industry and laboratories. It was also designed experiments that exemplify the chosen separation,the magnetic. 4.0REFERENCIAL 4.1Separação Magnética Método usado para separar metais ferromagnéticos, presentes em uma mistura, por meio da força de atração do ímã. O uso do eletroímã é empregado de forma segura em usinas, indústrias, ferros- velhos, etc. Um exemplo da utilização magnética é quando temos uma mistura de ferro e pó e enxofre que, com a ajuda de um ima ou eletroímã conseguimos atrais o ferro em pó, separando-o do enxofre. A separação magnética só se torna possível quando um dos componentes for atraído pelo ímã.
  • 3. 5 4.2Centrifugação A centrifugação é uma operação unitária para separação de duas fases (camadas separadas) duma mistura por ação da força centrífuga a que fica sujeita, quando em movimento de rotação. A operação é realizada em aparelhos denominados centrífugas. Aplica-se em diversos processos industriais, tais como na separação da nata do leite, na clarificação de lacas ou na concentração do látex. Laboratorialmente usa-se para a determinação do peso e do volume de partículas coloidais, para acelerar filtrações, para a determinação de pesos moleculares e ainda na separação de isótopos. Um exemplo prático de uma centrífuga, ou centrifugador, encontra-se na máquina de lavar a roupa: no final de um programa de lavagem, existe um programa de centrifugação que provoca um movimento de rotação acelerado no tambor, permitindo separar a água, em excesso, da roupa. Realizar a centrifugação nada mais é do que acelerar o processo de decantação. Se o objetivo for separar rapidamente o sólido de um líquido, podemos submeter a mistura a uma centrífuga. Ela vai girando em alta velocidade e depositando no fundo as partículas sólidas, que são mais densas. 4.3Destilação fracionada É o processo de separação de misturas homogêneas quando os componentes da mistura são líquidos. É baseada nos diferentes pontos de ebulição dos componentes da mistura. O aparato é composto por um balão de vidro com fundo plano, que é aquecido por uma chama. No balão está a mistura homogênea. Na boca do balão está presa uma coluna de fracionamento, com bolinhas de vidro em seu fundo. No topo da coluna está um termômetro, e na lateral, há uma saída para um condensador feito por um tubo interior, que será envolvido externamente por água fria. Ao final do condensador está o béquer. No balão de vidro será colocada a mistura. Ao ser aquecida, a substância de menor ponto de ebulição vai evaporar primeiro e depois a outra substância vai evaporar também. As substâncias irão condensar cada uma de uma vez, separando- as. No fim do processo, o béquer irá conter o líquido mais volátil e o balão de vidro
  • 4. 6 terá o líquido menos volátil. Este processo é usado na separação dos componentes de petróleo. 4.4Filtração A filtração é uma das aplicações mais comuns do escoamento de fluidos através de leitos compactos. A operação industrial é análoga às filtrações realizadas em um laboratório, que utilizam papel de filtro e funil. O processo unitário filtração consiste na separação de uma fase sólida de uma fase liquida. Basicamente, uma operação de separação de sólidos presentes em uma polpa na qual a fase líquida chamado filtrado, é compelida a passar através de um meio poroso, este denominado meio filtrante, ao passo que a fase sólida, nomeada torta de filtração, firma uma camada sobre a superfície do meio poroso. O objetivo da operação é separar mecanicamente as partículas sólidas de uma suspensão líquida com o auxílio de um leito poroso. Quando se força a suspensão através do leito, o sólido da suspensão fica retido sobre o meio filtrante, formando um depósito que se denomina torta e cuja espessura vai aumentando no decorrer da operação. O líquido que passa através do leito é chamado de filtrado. A figura a seguir mostra basicamente o desenho de um sistema de filtração. 5.0 METODOLOGIA Dentre todas as pesquisas realizadas sobre métodos de separação de misturas, o grupo optou pela separação magnética para ser apresentada com maiores detalhes. 5.1 Separação Magnética 5.1.1Definição A separação magnética é um método usado para separar metais ferromagnéticos, presentes em uma mistura heterogênea, por meio da força de atração do ímã, onde um dos componentes da mistura é atraído pelo ímã ou eletroímã (empregado de forma segura em usinas, indústrias, ferros-velhos, entre outros). Este método se baseia no magnetismo.
  • 5. 7 5.1.2 Magnetismo Magnetismo é a denominação dada aos estudos dos fenômenos relacionados com as propriedades dos imãs e assim a capacidade que um objeto possui de atrair outros objetos. Os primeiros estudos realizados nessa área foram feitos no século VI a.C. por Tales de Mileto, que observou a capacidade de algumas pedrinhas, que hoje são chamadas de magnetita, de atraírem umas às outras e também ao ferro. Os primeiros fenômenos magnéticos foram observados na Grécia antiga, em uma cidade chamada Magnésia. Já a primeira aplicação prática do magnetismo foi encontrada pelos chineses: a bússola, que se baseia na interação do campo magnético de um imã (a agulha da bússola) com o campo magnético terrestre. No século VI, os chineses já dominavam a fabricação de imãs. Já os imãs naturais são compostos por pedaços de ferro magnético ou rochas magnéticas como a magnetita (óxido de ferro Fe3O4). Os imãs artificiais são produzidos por ligas metálicas, como por exemplo, níquel-cromo. Magnetismo sob o ponto de vista químico: O fenômeno do magnetismo pode ser explicado através das forças dipolo. Por exemplo, os materiais possuem dois diferentes polos, quando entram em contato com outros materiais os polos iguais se repelem e os polos opostos se atraem. Este fenômeno recebe a denominação de “dipolo magnético” e pode ser considerado uma grandeza. A força do imã é determinada por essa grandeza. Os próprios átomos são considerados imãs, por exemplo, com polos norte e sul. Também pode ser explicado pela estrutura da matéria. Nos átomos, os elétrons e o núcleo encontram-se sempre em um movimento de rotação chamado spin. Se eles giram em sentidos diferentes, um movimento compensa o outro e não há magnetismo. É o que acontece na maioria dos materiais. Nos ímãs, porém, ambos giram na mesma direção e é isso que causa um campo magnético intenso. O ferro tem a mesma tendência de os átomos mais próximos uns dos outros girarem no mesmo sentido, criando também minúsculos campos magnéticos. Se ele estiver próximo de um ímã, os movimentos de rotação desses átomos passam a se direcionar no sentido do ímã (devido ao campo magnético deste) - e, dessa forma, o
  • 6. 8 ferro é atraído. O mais curioso é que, se o campo magnético do ímã for bastante intenso, a orientação dos átomos do ferro permanecerá ordenada mesmo depois que o ímã for retirado. Assim, o próprio ferro passa a ter um campo magnético capaz de atrair outros objetos ferrosos. E assim o imã foi estudado e tornou-se possível a invenção e o aperfeiçoamento de diversos instrumentos que estão presentes no nosso cotidiano, como o motor elétrico, cartões magnéticos, a produção de energia nas usinas hidrelétricas, ondas de rádio e televisão, aparelhos de telecomunicação, assim como novos procedimentos e processos industriais (vide anexo A).
  • 7. 9 6.0 CONCLUSÃO Na química o processo de separação de misturas é constantemente usado para a obtenção de substâncias mais puras o possível, para que as reações ocorram com maior precisão. Vemos na indústria o uso de diversas técnicas para a separação, como a destilação fracionada, centrifugação, separação magnética e a filtração. A centrifugação é o processo no qual as misturas são submetidas a uma intensa rotação, nas centrifugas para acelerar o processo de decantação, onde a fase mais densa tende a ocupar a posição inferior enquanto a menos densa tende a ocupar a posição superior. Usado no enriquecimento do urânio. A filtração é mais simples, separa misturas heterogêneas sólido/líquido ao despejar a mistura sobre o filtro, que separará por meio de seus poros, a parte liquida da sólida. Muito usado na indústria alimentícia. A destilação fracionada, por sua vez, separa dois ou mais líquidos, por meio de seus diferentes pontos de ebulição, assim, o líquido com menor ponto de ebulição irá virar vapor e irá condensar, voltando a ser líquido primeiro e depois os outros líquidos passarão pelo mesmo processo, separando-os. Usado na separação dos componentes do petróleo. O foco do trabalho é no processo de separação magnética, que consiste em separar misturas heterogêneas, onde um dos materiais é atraído por imã. O fenômeno que rege este processo é o magnetismo, estudado por muitos cientistas desde o século VI a. C. O fenômeno de atração ocorre quando os materiais têm polos opostos, e de repulsão quando os polos são iguais. Outra explicação para o magnetismo é de que os elétrons e o núcleo estão em constante rotação, se os átomos dos dois materiais giram em sentidos diferentes não há magnetismo, e se girarem na mesma direção tem-se um campo magnético intenso. Tem-se os imãs naturais, compostos por metais com propriedade magnética e os artificiais obtidos através do processo de imantação. A separação magnética é muito usada na indústria, para separar alguns minérios de ferro de suas impurezas.
  • 8. 10 REFERÊNCIAS Destilação Fracionada MARTINS, Lucas. Infoescola. Destilação fracionada. Disponível em: <http://www.infoescola.com/quimica/destilacao-fracionada/>. Acesso em: Março, 2015. Só biologia. Destilação fracionada. Disponível em: <http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Oitava_quimica/materia17.php> Acesso em: Março, 2015. Separação Magnética ALVES, Líria. Brasilescola. Separação Magnética, Destilação Simples e Evaporação. Disponível em: < http://www.brasilescola.com/quimica/separacao- destilacao-e-evaporacao.htm>. Acesso em: Março, 2015. TEIXEIRA, Mariane. Mundo Educação. Magnetismo. Disponível em: <http://mundoestranho.abril.com.br/materia/por-que-o-ima-atrai-o-ferro>. Acesso em Março, 2015. Autor Desconhecido. Mundo Estranho Abril. Porque o imã atraí o ferro? Disponível em: <http://mundoestranho.abril.com.br/materia/por-que-o-ima-atrai-o- ferro>. Acesso em: Março, 2015. Centrifugação TOFFOLI, Leopoldo. Infoescola. Centrifugação e Flotação. Disponível em: <http://www.infoescola.com/quimica/centrifugacao-e-flotacao/>. Acesso em: Março, 2015. Filtração ARRUDA, Cleber. Revista Meio Ambiente. A atuação dos filtros em processos industriais. Disponível em: <http://www.meiofiltrante.com.br/materias_ver.asp?action=detalhe&id=724&revista=n 52>. Acesso em: Março, 2015.
  • 9. 11 GONÇALVES, Bento. Ebah. Filtração. Disponível em: <http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfNN8AC/filtracao>. Acesso em: Março, 2015.
  • 10. 12 ANEXO A - Oil Spill Remediation Using Magnetic Separation Magnetic separation technology was applied to remove dispersants and crude oil from water with magnetite and maghemite. Maghemite exhibited rather constant removal efficiency for dispersants regardless of surfactant types, while magnetite exhibited higher removal efficiency for anionic surfactant, and the efficiency was higher in deionized water than in salty water that contains more ions. Sorption of the dispersants to magnetite can be explained with electrostatic attraction, while binding of the dispersants to maghemite can be described with electrostatic attraction as well as with the structural characteristics that provide high sorption capacity. The result from a water bath experiment, which was to test the collection efficiency of magnetic particles from water, indicated that the recovery efficiency of magnetic particles was nearly 100% after the dispersants had been sorbed. More than 80% of the oil was collected when the magnetite-to-oil ratio was more than 0.89, while the same percentage of oil was harvested when the maghemite-to-oil ratio was more than 0.46 in the oil removal experiment. Sorption of crude oil to magnetic particles can be explained with the fine particle–oil flocculation, which is associated with an electrostatic attraction between the magnetic particles with charged surface and polar compounds in the crude oil. Fonte: CHUN Chan- Lan. American society of civil engineers.Oil spill remediation using magnetic separation. Disponível em:< http://ascelibrary.org/doi/abs/10.1061/%28ASCE%290733- 9372%282001%29127%3A5%28443%29>. Acesso em 23 mar. 2015 20:09:10
  • 11. 13