SlideShare uma empresa Scribd logo
Estação de Tratamento
de Esgotos de Curvelode Esgotos de Curvelo
 Presente em todos municípios da região desde a
década de 70;
 Opera esgoto em 05 municípios, únicos que
possuem ETEs na região;
COPASA NA REGIÃO CENTRAL
Distrito Regional Curvelo
possuem ETEs na região;
 Opera água em 09 localidades da zona rural;
 Possui 227 empregados próprios;
 Atende uma população de 180 mil pessoas.
 Parceria iniciada há mais de 40 anos;
 Concessão serviços de abastecimento água: 1973.
 Conclusão obras de implantação: 1976;
COPASA EM CURVELO
 Concessão serviços de esgotamento sanitário: 2006;
 Está no grupo de 135 municípios com tratamento
de esgoto monitorado e com eficiência (FEAM);
 Todos os compromissos de concessão foram
cumpridos pela Copasa!
 População urbana com 70.416 pessoas atendidas
pela COPASA-MG;
 Há 27.448 imóveis atendidos com coleta de
esgoto;
COPASA EM CURVELO
Esgotamento Sanitário da Sede
 São 195.916 metros de redes coletoras em
operação;
 ETE em operação tratando cerca de 8 milhões de
litros de esgoto por dia;
 100 % do esgoto coletado pela COPASA é
tratado na nossa ETE.
ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE
ESGOTO DE CURVELO
 Crise hídrica com redução da vazão do corpo
receptor;
ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE
ESGOTO DE CURVELO
CONTEXTO
 Exigências da Sociedade para melhor eficiência;
 CPI da Câmara de Vereadores de Curvelo;
 Programa Pró Mananciais: COPASA e ARSAE-MG;
 Revitaliza Rio das Velhas.
 Prospecção de tecnologias para pós tratamento:
desinfecção, capineira, fertirrigação, etc.;
ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE
ESGOTO DE CURVELO
PESQUISA
 Testes em planta com novas tecnologias: EcoBag,
Filtro Lento, Físico Químico, etc.;
 Avaliação CAPEX x OPEX x Eficiência;
 Implantação em planta dos módulos para floculação
e decantação na ETE Três Marias (54 L/s).
ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE
ESGOTO DE CURVELO
PÓS TRATAMENTO NA ETE TRÊS MARIAS
ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE
ESGOTO DE CURVELO
PÓS TRATAMENTO NA ETE TRÊS MARIAS
ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE
ESGOTO DE CURVELO
PÓS TRATAMENTO NA ETE TRÊS MARIAS
 Operação iniciada em
abril/2018;
 Eficiência de remoção de Eficiência de remoção de
DBO de 93%;
 Sólidos Sedimentáveis <0,1
(turbidez de 15 NTU);
 Eficiência de remoção de
DQO de 86%.
ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE
ESGOTO DE CURVELO
TRATAMENTO FÍSICO QUÍMICO NA ETE CURVELO
ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE
ESGOTO DE CURVELO
TRATAMENTO FÍSICO QUÍMICO NA ETE CURVELO
ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE
ESGOTO DE CURVELO
TRATAMENTO FÍSICO QUÍMICO NA ETE CURVELO
 Operação iniciada em
junho/2018 (pós) e
fevereiro/2019 (esgoto bruto);
 Eficiência de remoção de DBO
de 88%;
 Sólidos Sedimentáveis <0,1
(turbidez de 20 NTU);
 Eficiência de remoção de DQO
de 86%.
COPASA EM CURVELO
DESAFIO: esgotos não domésticos nas redes.
“resíduos líquidos
provenientes da utilização
de água para fins
industriais, comerciais ou
PRECEND – PROGRAMA DE RECEBIMENTO E CONTROLE
DE EFLUENTES PARA USUÁRIOS NÃO DOMÉSTICOS
industriais, comerciais ou
de prestação de serviços
que adquire características
próprias em função do
processo empregado.”
DESAFIO: Adesão de clientes que lançam os
esgotos em cursos d’água e fossas.
• 27.448 imóveis
conectados;
Região da Bela Vista 281 imóveis
Região Central 150 imóveis
COPASA EM CURVELO
conectados;
• 3.702 imóveis com
rede disponível mas
não conectados;
• 1.023 imóveis sem
rede disponível.
Região da Passaginha 123 imóveis
Região do Curiango 88 imóveis
Região do Tibira 75 imóveis
Região do Maria Amália 44 imóveis
DESAFIO: Eliminar lançamento de água
pluvial e lixo nas redes de esgoto.
COPASA EM CURVELO
Desde junho de 2018,
Convênio com a
Prefeitura e CEFET-MG.
DESAFIO: Reduzir odor da Elevatória e ETE
Iniciado em setembro
de 2017 a aplicação
de Hidróxido de Cálcio
COPASA EM CURVELO
de Hidróxido de Cálcio
e Magnésio (Inibiodor)
na EEEF de Curvelo:
redução de 90% na
geração do H2S.
DESAFIO PARA A SOCIEDADE DE CURVELO E INIMUTABA:
Recuperar o Ribeirão Santo Antônio
RIO DAS
VELHAS
Vazão era de 500 L/s
e hoje é de 30 L/s
COPASA EM CURVELO
Desde outubro de 2017, implantado
o Pró Mananciais em Curvelo.
ETE
COPASA EM CURVELO
Mais de 40 anos de história
Antes da Copasa, o esgoto era lançado sem tratamento nos
córregos e grotas da cidade.
Redução de 80% das doenças de veiculação hídrica.
Redução dos gastos com custeio da saúde pública.
A Copasa investe para
melhorar a água dos nossos
rios e garantir mais saúde
para a população.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Drenagem na rmsp apresentação parcial dez 2014
Drenagem na rmsp  apresentação parcial dez 2014Drenagem na rmsp  apresentação parcial dez 2014
Drenagem na rmsp apresentação parcial dez 2014
De Janks
 
Painel Rio Doce - Andréa Azevedo - Renova
Painel Rio Doce - Andréa Azevedo - Renova Painel Rio Doce - Andréa Azevedo - Renova
Painel Rio Doce - Andréa Azevedo - Renova
CBH Rio das Velhas
 
Águas de Março Teresópolis
Águas de Março TeresópolisÁguas de Março Teresópolis
Águas de Março Teresópolis
Tiago Oliveira
 
Gerenciamento de Drenagem Urbana: Praça Julio de Castilhos (Porto Alegre)
Gerenciamento de Drenagem Urbana: Praça Julio de Castilhos (Porto Alegre)Gerenciamento de Drenagem Urbana: Praça Julio de Castilhos (Porto Alegre)
Gerenciamento de Drenagem Urbana: Praça Julio de Castilhos (Porto Alegre)
Mariana Mincarone
 
Projeto manuelzao riodasvelhas-polignano
Projeto manuelzao riodasvelhas-polignanoProjeto manuelzao riodasvelhas-polignano
Projeto manuelzao riodasvelhas-polignano
Expresso das Idéias Produções
 
Atlas Esgotos - Marcos Von Sperling
Atlas Esgotos - Marcos Von SperlingAtlas Esgotos - Marcos Von Sperling
Atlas Esgotos - Marcos Von Sperling
CBH Rio das Velhas
 
Caça esgoto PBH
Caça esgoto PBHCaça esgoto PBH
Caça esgoto PBH
CBH Rio das Velhas
 
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Deise Mara do Nascimento
 
Projeto Nascentes Urbanas
Projeto Nascentes Urbanas Projeto Nascentes Urbanas
Projeto Nascentes Urbanas
Deise Mara do Nascimento
 
recursos hídricos, geografia
recursos hídricos, geografiarecursos hídricos, geografia
recursos hídricos, geografia
Nilton Goulart
 
Plano de Bacia Hidrográfica
Plano de Bacia Hidrográfica Plano de Bacia Hidrográfica
Plano de Bacia Hidrográfica
Tainá Bimbati
 
Gestão das Águas da Pampulha
Gestão das Águas da PampulhaGestão das Águas da Pampulha
Gestão das Águas da Pampulha
Adriana Gotschalg
 
Histórico da Lagoa da Pampulha
Histórico da Lagoa da PampulhaHistórico da Lagoa da Pampulha
Histórico da Lagoa da Pampulha
Adriana Gotschalg
 
Aula 08 (2)
Aula 08 (2)Aula 08 (2)
Aula 08 (2)
robertocasabela
 
Bacias hidrográficas: território, saúde, gestão e revitalização - Revitaliza ...
Bacias hidrográficas: território, saúde, gestão e revitalização - Revitaliza ...Bacias hidrográficas: território, saúde, gestão e revitalização - Revitaliza ...
Bacias hidrográficas: território, saúde, gestão e revitalização - Revitaliza ...
CBH Rio das Velhas
 
20 anos da Lei das Águas no Brasil - José Claudio Junqueira
20 anos da Lei das Águas no Brasil - José Claudio Junqueira20 anos da Lei das Águas no Brasil - José Claudio Junqueira
20 anos da Lei das Águas no Brasil - José Claudio Junqueira
CBH Rio das Velhas
 
Um pouco sobre a Lagoa da Pampulha
Um pouco sobre a Lagoa da PampulhaUm pouco sobre a Lagoa da Pampulha
Um pouco sobre a Lagoa da Pampulha
Adriana Gotschalg
 
Histórico da Lagoa da Pampulha
Histórico da Lagoa da PampulhaHistórico da Lagoa da Pampulha
Histórico da Lagoa da Pampulha
Adriana Gotschalg
 
Sma cartilha nascentes_pag1_10
Sma cartilha nascentes_pag1_10Sma cartilha nascentes_pag1_10
Sma cartilha nascentes_pag1_10
Professora Raquel Silva
 
Projeto de Valorização das Nascentes Urbanas
Projeto de Valorização das Nascentes UrbanasProjeto de Valorização das Nascentes Urbanas
Projeto de Valorização das Nascentes Urbanas
CBH Rio das Velhas
 

Mais procurados (20)

Drenagem na rmsp apresentação parcial dez 2014
Drenagem na rmsp  apresentação parcial dez 2014Drenagem na rmsp  apresentação parcial dez 2014
Drenagem na rmsp apresentação parcial dez 2014
 
Painel Rio Doce - Andréa Azevedo - Renova
Painel Rio Doce - Andréa Azevedo - Renova Painel Rio Doce - Andréa Azevedo - Renova
Painel Rio Doce - Andréa Azevedo - Renova
 
Águas de Março Teresópolis
Águas de Março TeresópolisÁguas de Março Teresópolis
Águas de Março Teresópolis
 
Gerenciamento de Drenagem Urbana: Praça Julio de Castilhos (Porto Alegre)
Gerenciamento de Drenagem Urbana: Praça Julio de Castilhos (Porto Alegre)Gerenciamento de Drenagem Urbana: Praça Julio de Castilhos (Porto Alegre)
Gerenciamento de Drenagem Urbana: Praça Julio de Castilhos (Porto Alegre)
 
Projeto manuelzao riodasvelhas-polignano
Projeto manuelzao riodasvelhas-polignanoProjeto manuelzao riodasvelhas-polignano
Projeto manuelzao riodasvelhas-polignano
 
Atlas Esgotos - Marcos Von Sperling
Atlas Esgotos - Marcos Von SperlingAtlas Esgotos - Marcos Von Sperling
Atlas Esgotos - Marcos Von Sperling
 
Caça esgoto PBH
Caça esgoto PBHCaça esgoto PBH
Caça esgoto PBH
 
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
 
Projeto Nascentes Urbanas
Projeto Nascentes Urbanas Projeto Nascentes Urbanas
Projeto Nascentes Urbanas
 
recursos hídricos, geografia
recursos hídricos, geografiarecursos hídricos, geografia
recursos hídricos, geografia
 
Plano de Bacia Hidrográfica
Plano de Bacia Hidrográfica Plano de Bacia Hidrográfica
Plano de Bacia Hidrográfica
 
Gestão das Águas da Pampulha
Gestão das Águas da PampulhaGestão das Águas da Pampulha
Gestão das Águas da Pampulha
 
Histórico da Lagoa da Pampulha
Histórico da Lagoa da PampulhaHistórico da Lagoa da Pampulha
Histórico da Lagoa da Pampulha
 
Aula 08 (2)
Aula 08 (2)Aula 08 (2)
Aula 08 (2)
 
Bacias hidrográficas: território, saúde, gestão e revitalização - Revitaliza ...
Bacias hidrográficas: território, saúde, gestão e revitalização - Revitaliza ...Bacias hidrográficas: território, saúde, gestão e revitalização - Revitaliza ...
Bacias hidrográficas: território, saúde, gestão e revitalização - Revitaliza ...
 
20 anos da Lei das Águas no Brasil - José Claudio Junqueira
20 anos da Lei das Águas no Brasil - José Claudio Junqueira20 anos da Lei das Águas no Brasil - José Claudio Junqueira
20 anos da Lei das Águas no Brasil - José Claudio Junqueira
 
Um pouco sobre a Lagoa da Pampulha
Um pouco sobre a Lagoa da PampulhaUm pouco sobre a Lagoa da Pampulha
Um pouco sobre a Lagoa da Pampulha
 
Histórico da Lagoa da Pampulha
Histórico da Lagoa da PampulhaHistórico da Lagoa da Pampulha
Histórico da Lagoa da Pampulha
 
Sma cartilha nascentes_pag1_10
Sma cartilha nascentes_pag1_10Sma cartilha nascentes_pag1_10
Sma cartilha nascentes_pag1_10
 
Projeto de Valorização das Nascentes Urbanas
Projeto de Valorização das Nascentes UrbanasProjeto de Valorização das Nascentes Urbanas
Projeto de Valorização das Nascentes Urbanas
 

Semelhante a Copasa

Jornal Semasa - Saneamento Básico de Santo André
Jornal Semasa - Saneamento Básico de Santo AndréJornal Semasa - Saneamento Básico de Santo André
Jornal Semasa - Saneamento Básico de Santo André
Erica Santos
 
Estudo do caso 2 saneamento
Estudo do caso 2   saneamentoEstudo do caso 2   saneamento
Estudo do caso 2 saneamento
Elisane Almeida Pires
 
Apresentação Copasa
Apresentação CopasaApresentação Copasa
Apresentação Copasa
CBH Rio das Velhas
 
Déda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da Deso
Déda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da DesoDéda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da Deso
Déda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da Deso
Governo de Sergipe
 
Audiência pública SAAE São Carlos 17 de junho de 2015
Audiência pública SAAE São Carlos 17 de junho de 2015Audiência pública SAAE São Carlos 17 de junho de 2015
Audiência pública SAAE São Carlos 17 de junho de 2015
Vanessa Gurian
 
Ppt peixe vivo
Ppt peixe vivoPpt peixe vivo
Ppt peixe vivo
CBH Rio das Velhas
 
Sisnate200705
Sisnate200705Sisnate200705
Sisnate200705
Tiago Soares
 
PLANO DE SANEAMENTO BASICO DE RIO NEGRINHO - SC
PLANO DE SANEAMENTO BASICO DE RIO NEGRINHO - SCPLANO DE SANEAMENTO BASICO DE RIO NEGRINHO - SC
PLANO DE SANEAMENTO BASICO DE RIO NEGRINHO - SC
samaerne
 
PLANO DE SANEAMENTO BÁSICO DE RIO NEGRINHO - SC
PLANO DE SANEAMENTO BÁSICO DE RIO NEGRINHO - SCPLANO DE SANEAMENTO BÁSICO DE RIO NEGRINHO - SC
PLANO DE SANEAMENTO BÁSICO DE RIO NEGRINHO - SC
claudinor
 
Apresentação Copasa
Apresentação CopasaApresentação Copasa
Apresentação Copasa
CBH Rio das Velhas
 
Presentstion pdf file full versioRio vle.pdf
Presentstion pdf file full versioRio vle.pdfPresentstion pdf file full versioRio vle.pdf
Presentstion pdf file full versioRio vle.pdf
filiperigueira1
 
Fórum Aquecimento Global - Soluções Viáveis, 17/08/2009 - Apresentação de Edu...
Fórum Aquecimento Global - Soluções Viáveis, 17/08/2009 - Apresentação de Edu...Fórum Aquecimento Global - Soluções Viáveis, 17/08/2009 - Apresentação de Edu...
Fórum Aquecimento Global - Soluções Viáveis, 17/08/2009 - Apresentação de Edu...
FecomercioSP
 
Avanços e Novos Programas na SAPESP, por Gesner Oliveira, SAPESP
Avanços e Novos Programas na SAPESP, por Gesner Oliveira, SAPESPAvanços e Novos Programas na SAPESP, por Gesner Oliveira, SAPESP
Avanços e Novos Programas na SAPESP, por Gesner Oliveira, SAPESP
Instituto Besc
 
IAS 2023 REC.pptx
IAS 2023 REC.pptxIAS 2023 REC.pptx
IAS 2023 REC.pptx
EduardoGuambeJnior
 
Seminario Revitaliza Rio das Velhas - status
Seminario Revitaliza  Rio das Velhas - statusSeminario Revitaliza  Rio das Velhas - status
Seminario Revitaliza Rio das Velhas - status
CBH Rio das Velhas
 
Projeto central de tratamento de residuos residuo zero
Projeto central de tratamento de residuos residuo zeroProjeto central de tratamento de residuos residuo zero
Projeto central de tratamento de residuos residuo zero
Roberta Pacheco
 
Slide de toritama
Slide de toritamaSlide de toritama
Slide de toritama
icarojose
 
Marielene Ramos Politica Estadual De DestinaçãO De ResíDuos SóLidos
Marielene Ramos   Politica Estadual De DestinaçãO De ResíDuos SóLidosMarielene Ramos   Politica Estadual De DestinaçãO De ResíDuos SóLidos
Marielene Ramos Politica Estadual De DestinaçãO De ResíDuos SóLidos
Fórum de Desenvolvimento do Rio
 
Apresentação - FITABES - Regulamentação do Reuso
Apresentação - FITABES - Regulamentação do ReusoApresentação - FITABES - Regulamentação do Reuso
Apresentação - FITABES - Regulamentação do Reuso
Fernando S. Marcato
 
Wokshop Água - Setimo Aparecida Vargas
Wokshop Água - Setimo Aparecida VargasWokshop Água - Setimo Aparecida Vargas
Wokshop Água - Setimo Aparecida Vargas
Fiesp Federação das Indústrias do Estado de SP
 

Semelhante a Copasa (20)

Jornal Semasa - Saneamento Básico de Santo André
Jornal Semasa - Saneamento Básico de Santo AndréJornal Semasa - Saneamento Básico de Santo André
Jornal Semasa - Saneamento Básico de Santo André
 
Estudo do caso 2 saneamento
Estudo do caso 2   saneamentoEstudo do caso 2   saneamento
Estudo do caso 2 saneamento
 
Apresentação Copasa
Apresentação CopasaApresentação Copasa
Apresentação Copasa
 
Déda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da Deso
Déda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da DesoDéda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da Deso
Déda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da Deso
 
Audiência pública SAAE São Carlos 17 de junho de 2015
Audiência pública SAAE São Carlos 17 de junho de 2015Audiência pública SAAE São Carlos 17 de junho de 2015
Audiência pública SAAE São Carlos 17 de junho de 2015
 
Ppt peixe vivo
Ppt peixe vivoPpt peixe vivo
Ppt peixe vivo
 
Sisnate200705
Sisnate200705Sisnate200705
Sisnate200705
 
PLANO DE SANEAMENTO BASICO DE RIO NEGRINHO - SC
PLANO DE SANEAMENTO BASICO DE RIO NEGRINHO - SCPLANO DE SANEAMENTO BASICO DE RIO NEGRINHO - SC
PLANO DE SANEAMENTO BASICO DE RIO NEGRINHO - SC
 
PLANO DE SANEAMENTO BÁSICO DE RIO NEGRINHO - SC
PLANO DE SANEAMENTO BÁSICO DE RIO NEGRINHO - SCPLANO DE SANEAMENTO BÁSICO DE RIO NEGRINHO - SC
PLANO DE SANEAMENTO BÁSICO DE RIO NEGRINHO - SC
 
Apresentação Copasa
Apresentação CopasaApresentação Copasa
Apresentação Copasa
 
Presentstion pdf file full versioRio vle.pdf
Presentstion pdf file full versioRio vle.pdfPresentstion pdf file full versioRio vle.pdf
Presentstion pdf file full versioRio vle.pdf
 
Fórum Aquecimento Global - Soluções Viáveis, 17/08/2009 - Apresentação de Edu...
Fórum Aquecimento Global - Soluções Viáveis, 17/08/2009 - Apresentação de Edu...Fórum Aquecimento Global - Soluções Viáveis, 17/08/2009 - Apresentação de Edu...
Fórum Aquecimento Global - Soluções Viáveis, 17/08/2009 - Apresentação de Edu...
 
Avanços e Novos Programas na SAPESP, por Gesner Oliveira, SAPESP
Avanços e Novos Programas na SAPESP, por Gesner Oliveira, SAPESPAvanços e Novos Programas na SAPESP, por Gesner Oliveira, SAPESP
Avanços e Novos Programas na SAPESP, por Gesner Oliveira, SAPESP
 
IAS 2023 REC.pptx
IAS 2023 REC.pptxIAS 2023 REC.pptx
IAS 2023 REC.pptx
 
Seminario Revitaliza Rio das Velhas - status
Seminario Revitaliza  Rio das Velhas - statusSeminario Revitaliza  Rio das Velhas - status
Seminario Revitaliza Rio das Velhas - status
 
Projeto central de tratamento de residuos residuo zero
Projeto central de tratamento de residuos residuo zeroProjeto central de tratamento de residuos residuo zero
Projeto central de tratamento de residuos residuo zero
 
Slide de toritama
Slide de toritamaSlide de toritama
Slide de toritama
 
Marielene Ramos Politica Estadual De DestinaçãO De ResíDuos SóLidos
Marielene Ramos   Politica Estadual De DestinaçãO De ResíDuos SóLidosMarielene Ramos   Politica Estadual De DestinaçãO De ResíDuos SóLidos
Marielene Ramos Politica Estadual De DestinaçãO De ResíDuos SóLidos
 
Apresentação - FITABES - Regulamentação do Reuso
Apresentação - FITABES - Regulamentação do ReusoApresentação - FITABES - Regulamentação do Reuso
Apresentação - FITABES - Regulamentação do Reuso
 
Wokshop Água - Setimo Aparecida Vargas
Wokshop Água - Setimo Aparecida VargasWokshop Água - Setimo Aparecida Vargas
Wokshop Água - Setimo Aparecida Vargas
 

Mais de CBH Rio das Velhas

Portaria igam n045.2019
Portaria igam n045.2019Portaria igam n045.2019
Portaria igam n045.2019
CBH Rio das Velhas
 
Qualidade agua - FIEMG
Qualidade agua - FIEMGQualidade agua - FIEMG
Qualidade agua - FIEMG
CBH Rio das Velhas
 
Senai
SenaiSenai
Saae
SaaeSaae
Pro mananciais
Pro mananciaisPro mananciais
Pro mananciais
CBH Rio das Velhas
 
Projeto jequitiba
Projeto jequitibaProjeto jequitiba
Projeto jequitiba
CBH Rio das Velhas
 
Trilha agroecologica estudantes
Trilha agroecologica estudantesTrilha agroecologica estudantes
Trilha agroecologica estudantes
CBH Rio das Velhas
 
Apresentacao SEMAD
Apresentacao SEMADApresentacao SEMAD
Apresentacao SEMAD
CBH Rio das Velhas
 
ProfÀgua
ProfÀguaProfÀgua
Modelo carta de indicacao - Santo Antonio Maquine
Modelo carta de indicacao - Santo Antonio MaquineModelo carta de indicacao - Santo Antonio Maquine
Modelo carta de indicacao - Santo Antonio Maquine
CBH Rio das Velhas
 
Reuniao final fechos 30_04_2019
Reuniao final fechos 30_04_2019Reuniao final fechos 30_04_2019
Reuniao final fechos 30_04_2019
CBH Rio das Velhas
 
Ppt feam
Ppt feamPpt feam
Ppt copasa
Ppt copasaPpt copasa
Ppt copasa
CBH Rio das Velhas
 
Evento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em Itabirito
Evento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em ItabiritoEvento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em Itabirito
Evento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em Itabirito
CBH Rio das Velhas
 
Subcomitê Ribeirões Caete Sabara
Subcomitê Ribeirões Caete SabaraSubcomitê Ribeirões Caete Sabara
Subcomitê Ribeirões Caete Sabara
CBH Rio das Velhas
 
Projeto urbanistico pac arrudas
Projeto urbanistico pac arrudasProjeto urbanistico pac arrudas
Projeto urbanistico pac arrudas
CBH Rio das Velhas
 
Dn 07 2006 scbh caete-sabara
Dn 07 2006 scbh caete-sabaraDn 07 2006 scbh caete-sabara
Dn 07 2006 scbh caete-sabara
CBH Rio das Velhas
 
modelo indicacao de representante - Caete Sabara
 modelo indicacao de representante - Caete Sabara modelo indicacao de representante - Caete Sabara
modelo indicacao de representante - Caete Sabara
CBH Rio das Velhas
 
Dn cbh velhas 07 2011 scbh rib cardoso cirstais-macacos-peixes
Dn cbh velhas 07 2011 scbh rib cardoso cirstais-macacos-peixesDn cbh velhas 07 2011 scbh rib cardoso cirstais-macacos-peixes
Dn cbh velhas 07 2011 scbh rib cardoso cirstais-macacos-peixes
CBH Rio das Velhas
 
Modelo carta de indicacao de representante
Modelo carta de indicacao de representanteModelo carta de indicacao de representante
Modelo carta de indicacao de representante
CBH Rio das Velhas
 

Mais de CBH Rio das Velhas (20)

Portaria igam n045.2019
Portaria igam n045.2019Portaria igam n045.2019
Portaria igam n045.2019
 
Qualidade agua - FIEMG
Qualidade agua - FIEMGQualidade agua - FIEMG
Qualidade agua - FIEMG
 
Senai
SenaiSenai
Senai
 
Saae
SaaeSaae
Saae
 
Pro mananciais
Pro mananciaisPro mananciais
Pro mananciais
 
Projeto jequitiba
Projeto jequitibaProjeto jequitiba
Projeto jequitiba
 
Trilha agroecologica estudantes
Trilha agroecologica estudantesTrilha agroecologica estudantes
Trilha agroecologica estudantes
 
Apresentacao SEMAD
Apresentacao SEMADApresentacao SEMAD
Apresentacao SEMAD
 
ProfÀgua
ProfÀguaProfÀgua
ProfÀgua
 
Modelo carta de indicacao - Santo Antonio Maquine
Modelo carta de indicacao - Santo Antonio MaquineModelo carta de indicacao - Santo Antonio Maquine
Modelo carta de indicacao - Santo Antonio Maquine
 
Reuniao final fechos 30_04_2019
Reuniao final fechos 30_04_2019Reuniao final fechos 30_04_2019
Reuniao final fechos 30_04_2019
 
Ppt feam
Ppt feamPpt feam
Ppt feam
 
Ppt copasa
Ppt copasaPpt copasa
Ppt copasa
 
Evento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em Itabirito
Evento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em ItabiritoEvento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em Itabirito
Evento inicial - Projeto na sub-bacia do Ribeirão Carioca em Itabirito
 
Subcomitê Ribeirões Caete Sabara
Subcomitê Ribeirões Caete SabaraSubcomitê Ribeirões Caete Sabara
Subcomitê Ribeirões Caete Sabara
 
Projeto urbanistico pac arrudas
Projeto urbanistico pac arrudasProjeto urbanistico pac arrudas
Projeto urbanistico pac arrudas
 
Dn 07 2006 scbh caete-sabara
Dn 07 2006 scbh caete-sabaraDn 07 2006 scbh caete-sabara
Dn 07 2006 scbh caete-sabara
 
modelo indicacao de representante - Caete Sabara
 modelo indicacao de representante - Caete Sabara modelo indicacao de representante - Caete Sabara
modelo indicacao de representante - Caete Sabara
 
Dn cbh velhas 07 2011 scbh rib cardoso cirstais-macacos-peixes
Dn cbh velhas 07 2011 scbh rib cardoso cirstais-macacos-peixesDn cbh velhas 07 2011 scbh rib cardoso cirstais-macacos-peixes
Dn cbh velhas 07 2011 scbh rib cardoso cirstais-macacos-peixes
 
Modelo carta de indicacao de representante
Modelo carta de indicacao de representanteModelo carta de indicacao de representante
Modelo carta de indicacao de representante
 

Último

Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdfMuro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
Marco Zero Conteúdo
 
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdfApostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
Ademir36
 
Aula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdf
Aula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdfAula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdf
Aula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdf
PriscilaLira27
 
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison TeixeiraMecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
Geagra UFG
 
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdfMuro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
Marco Zero Conteúdo
 
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptxManejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Geagra UFG
 
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdfCIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
viictorrkk
 
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdfEconomia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
DeboraGomes73
 
Melhoramento animal genética e estatística
Melhoramento animal genética e estatísticaMelhoramento animal genética e estatística
Melhoramento animal genética e estatística
tyciavilela
 

Último (9)

Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdfMuro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
 
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdfApostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
 
Aula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdf
Aula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdfAula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdf
Aula 09 - Uso da pedometria no mapeamento de solos.pdf
 
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison TeixeiraMecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
Mecanismos de ação dos inseticidas. Marlison Teixeira
 
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdfMuro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
 
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptxManejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
 
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdfCIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
 
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdfEconomia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
 
Melhoramento animal genética e estatística
Melhoramento animal genética e estatísticaMelhoramento animal genética e estatística
Melhoramento animal genética e estatística
 

Copasa

  • 1. Estação de Tratamento de Esgotos de Curvelode Esgotos de Curvelo
  • 2.  Presente em todos municípios da região desde a década de 70;  Opera esgoto em 05 municípios, únicos que possuem ETEs na região; COPASA NA REGIÃO CENTRAL Distrito Regional Curvelo possuem ETEs na região;  Opera água em 09 localidades da zona rural;  Possui 227 empregados próprios;  Atende uma população de 180 mil pessoas.
  • 3.  Parceria iniciada há mais de 40 anos;  Concessão serviços de abastecimento água: 1973.  Conclusão obras de implantação: 1976; COPASA EM CURVELO  Concessão serviços de esgotamento sanitário: 2006;  Está no grupo de 135 municípios com tratamento de esgoto monitorado e com eficiência (FEAM);  Todos os compromissos de concessão foram cumpridos pela Copasa!
  • 4.  População urbana com 70.416 pessoas atendidas pela COPASA-MG;  Há 27.448 imóveis atendidos com coleta de esgoto; COPASA EM CURVELO Esgotamento Sanitário da Sede  São 195.916 metros de redes coletoras em operação;  ETE em operação tratando cerca de 8 milhões de litros de esgoto por dia;  100 % do esgoto coletado pela COPASA é tratado na nossa ETE.
  • 5. ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO DE CURVELO
  • 6.  Crise hídrica com redução da vazão do corpo receptor; ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO DE CURVELO CONTEXTO  Exigências da Sociedade para melhor eficiência;  CPI da Câmara de Vereadores de Curvelo;  Programa Pró Mananciais: COPASA e ARSAE-MG;  Revitaliza Rio das Velhas.
  • 7.  Prospecção de tecnologias para pós tratamento: desinfecção, capineira, fertirrigação, etc.; ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO DE CURVELO PESQUISA  Testes em planta com novas tecnologias: EcoBag, Filtro Lento, Físico Químico, etc.;  Avaliação CAPEX x OPEX x Eficiência;  Implantação em planta dos módulos para floculação e decantação na ETE Três Marias (54 L/s).
  • 8. ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO DE CURVELO PÓS TRATAMENTO NA ETE TRÊS MARIAS
  • 9. ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO DE CURVELO PÓS TRATAMENTO NA ETE TRÊS MARIAS
  • 10. ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO DE CURVELO PÓS TRATAMENTO NA ETE TRÊS MARIAS  Operação iniciada em abril/2018;  Eficiência de remoção de Eficiência de remoção de DBO de 93%;  Sólidos Sedimentáveis <0,1 (turbidez de 15 NTU);  Eficiência de remoção de DQO de 86%.
  • 11. ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO DE CURVELO TRATAMENTO FÍSICO QUÍMICO NA ETE CURVELO
  • 12. ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO DE CURVELO TRATAMENTO FÍSICO QUÍMICO NA ETE CURVELO
  • 13. ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO DE CURVELO TRATAMENTO FÍSICO QUÍMICO NA ETE CURVELO  Operação iniciada em junho/2018 (pós) e fevereiro/2019 (esgoto bruto);  Eficiência de remoção de DBO de 88%;  Sólidos Sedimentáveis <0,1 (turbidez de 20 NTU);  Eficiência de remoção de DQO de 86%.
  • 14. COPASA EM CURVELO DESAFIO: esgotos não domésticos nas redes. “resíduos líquidos provenientes da utilização de água para fins industriais, comerciais ou PRECEND – PROGRAMA DE RECEBIMENTO E CONTROLE DE EFLUENTES PARA USUÁRIOS NÃO DOMÉSTICOS industriais, comerciais ou de prestação de serviços que adquire características próprias em função do processo empregado.”
  • 15. DESAFIO: Adesão de clientes que lançam os esgotos em cursos d’água e fossas. • 27.448 imóveis conectados; Região da Bela Vista 281 imóveis Região Central 150 imóveis COPASA EM CURVELO conectados; • 3.702 imóveis com rede disponível mas não conectados; • 1.023 imóveis sem rede disponível. Região da Passaginha 123 imóveis Região do Curiango 88 imóveis Região do Tibira 75 imóveis Região do Maria Amália 44 imóveis
  • 16. DESAFIO: Eliminar lançamento de água pluvial e lixo nas redes de esgoto. COPASA EM CURVELO Desde junho de 2018, Convênio com a Prefeitura e CEFET-MG.
  • 17. DESAFIO: Reduzir odor da Elevatória e ETE Iniciado em setembro de 2017 a aplicação de Hidróxido de Cálcio COPASA EM CURVELO de Hidróxido de Cálcio e Magnésio (Inibiodor) na EEEF de Curvelo: redução de 90% na geração do H2S.
  • 18. DESAFIO PARA A SOCIEDADE DE CURVELO E INIMUTABA: Recuperar o Ribeirão Santo Antônio RIO DAS VELHAS Vazão era de 500 L/s e hoje é de 30 L/s COPASA EM CURVELO Desde outubro de 2017, implantado o Pró Mananciais em Curvelo. ETE
  • 19. COPASA EM CURVELO Mais de 40 anos de história Antes da Copasa, o esgoto era lançado sem tratamento nos córregos e grotas da cidade. Redução de 80% das doenças de veiculação hídrica. Redução dos gastos com custeio da saúde pública. A Copasa investe para melhorar a água dos nossos rios e garantir mais saúde para a população.