SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 81
Prof: Mauri Berton
Formação em Marketing
Pós graduado Docência do ensino superior
profmauriberton@gmail.com
“A SOMA DASPARTESÉ MAIOR QUE O
TODO”
TEORIA DE MASLOWTEORIA DE MASLOW
•Quem constitui o mercado? (Ocupantes)Quem constitui o mercado? (Ocupantes)
•O que o mercado compra? (Objetos)O que o mercado compra? (Objetos)
•Por que o mercado compra? (Objetivos)Por que o mercado compra? (Objetivos)
•Quem participa da compra? (Organizações)Quem participa da compra? (Organizações)
•Como o mercado compra? (Operações)Como o mercado compra? (Operações)
•Quando o mercado compra? (Ocasiões)Quando o mercado compra? (Ocasiões)
•Onde o mercado compra? (Outlets “Pontos de vendas”)Onde o mercado compra? (Outlets “Pontos de vendas”)
MODELO DE COMPORTAMENTOMODELO DE COMPORTAMENTO
““ COMO FUNCIONA AS FABULOSASCOMO FUNCIONA AS FABULOSAS
ESTRATÉGIAS DE UM MERCADO”ESTRATÉGIAS DE UM MERCADO”
Algumas lojas têm áreas de
lazer, como cafés. Em
média, ficamos 28 minutos
em mercados do tipo.
Passamos 80% do nosso tempo naPassamos 80% do nosso tempo na
loja procurando osloja procurando os
Itens que vamos comprarItens que vamos comprar
Apenas ¼ das
pessoas faz lista
de compras
Supermercados não
costumam ter
relógios nem janelas
para que você não
sinta o tempo
passando
Pelo menos 60%
das compras são
decididas no
próprio ponto de
venda PDV
Em 50% das vezes
que as pessoas vão
ao mercado, elas
levam cinco itens ou
menos.
Após anos de observação, os
pesquisadores constataram que
quem entra pela direita em uma
loja tende a gastar pelo menos
US$ 2 a mais. Não se sabe
exatamente o motivo, mas
mercados que induzem o
consumidor a entrar pela direita
costumam estar mais cheios.
As áreas perto dos caixas vivem
cheias de produtos baratos ou que
não são essenciais. A idéia é essa
mesmo, você tem a sensação de
missão cumprida, já comprou ovo
e xampu, agora pode pegar um
doce e uma revista de fofoca. E
com a fila, a chance de comprar
por impulso é maior.
Grandes empresas vendem até
80 mil produtos. Mas usamos no
máximo 300 em um ano. Menos
pode ser mais. No exterior a
Danone reduziu sua quantidade
de produtos em 40%. Só 15%
do público notou, e as vendas
subiram 20%
As pessoas tendem a passar menos
tempos em locais que parecem muito
cheios. Por isso, produtos disponíveis
em muitas marcas e que levam mais
tempo para serem comprados
(cereais, café,ou vinho, por exemplo)
costumam estar em áreas com menos
movimento - geralmente, no lado
esquerdo, já que a entrada costuma
ser do lado direito da loja.
Há uma razão para produtos
importantes como laticínios, pães
e carnes ficarem na parte de trás
do mercado; para chegar até eles,
temos de atravessar a loja. E,
durante o passeio, cresce a
chance de encontrar agregados
não lembrados antes de entrar no
mercado.
Aquelas promoções de curto
prazo, aparelhos de DVDs e
televisão, em que os produtos são
empilhados na própria caixa,
costumam ficar no centro da loja.
A presença de caixas dá a
impressão de que há poucas
unidades à venda e que você vai
fazer um bom negócio se levar
uma
Ponta de gondula
faz aumentar as
vendas do produto
oferecido em 5%
Empresas pagam mais para ter os
produtos expostos na altura média dos
olhos da população (1,60m). É a área
nobre das prateleiras, onde vende mais.
Só que um novo estudo analisou os olhos
dos consumidores e descobriu que
passamos mais tempo olhando para o
que esta na altura do peito. A fabricante
P&G, ao saber da pesquisa, começou a
pedir prateleiras mais baixas – mais
baratas, nos mercados Americanos.
Dinâmica do Branco
TRANSMISSÃO DA CULTURA
A família - valores e costumes
As instituições educativas e
religiosas (certo e errado)
Os meios de comunicação
-tratam sobre o que é
socialmente aceito
CLIENTE
Quem compra
periodicamente numa loja
ou empresa.
Pode ser ou não o
utilizador final.
CONSUMIDOR
• Quem consome o produto
para obter o seu benefício
principal.
• Pode ser a pessoa que
toma a decisão de
comprar.
EXEMPLO
A esposa que compra um
perfume para o marido.
ESPOSA: CLIENTE
MARIDO: CONSUMIDOR
CLIENTECLIENTECONSUMIDORCONSUMIDOR =/
A IMPORTÂNCIA DESSESA IMPORTÂNCIA DESSES
ESTUDOSESTUDOS
Permite às empresas, compreenderPermite às empresas, compreender
a vida dos seus clientes, seua vida dos seus clientes, seu
cotidiano e a maneira comocotidiano e a maneira como
encaram os produtos e serviços.encaram os produtos e serviços.
O MARKETINGO MARKETING
Os profissionais deOs profissionais de
marketing não criammarketing não criam
necessidades. Asnecessidades. As
necessidades,necessidades,
simplesmente, já existem. Ésimplesmente, já existem. É
da natureza humana sentirda natureza humana sentir
necessidades. O que onecessidades. O que o
marketing faz é influenciarmarketing faz é influenciar
os desejos.os desejos.
CULTURA: A criança em crescimento adquire conjunto
de valores, percepções, preferências e comportamentos
através da vida familiar.
SUBCULTURA: Religião, Raça, Geografia, “Tribos”
CLASSES SOCIAIS: Estratificação dos emergentes,
Hierarquia da sociedade.
GRUPOS DE REFERÊNCIA: Grupos influenciadores
FAMÍLIA: Influenciadores primários
PAPÉIS E POSIÇÕES SOCIAIS: Um produto para cada
papel do itinerário. “Celulares, veículos, bebidas,
vestuário....”
IDADE E ESTÁGIOS DO CICLO DE VIDA: 7 ETAPAS;
Jovem não vive com aJovem não vive com a
família, poucosfamília, poucos
compromissoscompromissos
financeiros. Líderes definanceiros. Líderes de
opinião sobre moda. Sãoopinião sobre moda. São
orientados para aorientados para a
recreação. Compramrecreação. Compram
equipamentos básicosequipamentos básicos
de cozinha, móveisde cozinha, móveis
simples, carros,simples, carros,
enxovais paraenxovais para
casamento, férias.casamento, férias.
Jovens, sem filhos.Jovens, sem filhos.
Melhor situaçãoMelhor situação
financeira do que emfinanceira do que em
futuro próximo. Taxa defuturo próximo. Taxa de
compra mais elevada ecompra mais elevada e
média de compramédia de compra
superior para benssuperior para bens
duráveis. Compramduráveis. Compram
carros, refrigeradores,carros, refrigeradores,
fornos, mobiliário fino efornos, mobiliário fino e
durável, férias.durável, férias.
N
inho
cheio
1
N
inho
cheio
1
Filhos com menos de seis anos de idade, despesasFilhos com menos de seis anos de idade, despesas
domésticas no “pico”. Patrimônio liquido baixo.domésticas no “pico”. Patrimônio liquido baixo.
Insatisfeitos com a situação financeira e a baixaInsatisfeitos com a situação financeira e a baixa
capacidade de poupança. Interessados em novoscapacidade de poupança. Interessados em novos
produtos. Gostam dos produtos anunciados, Compramprodutos. Gostam dos produtos anunciados, Compram
lavadoras, secadoras, Tv´s, alimentos para bebês,lavadoras, secadoras, Tv´s, alimentos para bebês,
medicamentos contra tosse e doenças respiratórias,medicamentos contra tosse e doenças respiratórias,
vitaminas, bonecas, peruas e caminhonetes, bicicletas evitaminas, bonecas, peruas e caminhonetes, bicicletas e
skatesskates
Ninho cheio 2
Ninho cheio 2
Casais com filhos acima de seis anos de idade,Casais com filhos acima de seis anos de idade,
melhor situação financeira. Algumas esposasmelhor situação financeira. Algumas esposas
trabalham fora, são menos influenciados pelatrabalham fora, são menos influenciados pela
propaganda. Compram em lotes maiores, apreciampropaganda. Compram em lotes maiores, apreciam
ofertas no atacado. Compram: Alimentos variados,ofertas no atacado. Compram: Alimentos variados,
material de limpeza e higiene, bicicletas, aulas dematerial de limpeza e higiene, bicicletas, aulas de
música, pianos.música, pianos.
B
Ninho cheio 3
Ninho cheio 3
Casais maduros com situação financeira ainda melhor,Casais maduros com situação financeira ainda melhor,
Maior número de filhos ainda dependentes, esposasMaior número de filhos ainda dependentes, esposas
trabalham fora. Alguns filhos conseguem empregos.trabalham fora. Alguns filhos conseguem empregos.
Difíceis de ser influenciados por propaganda. Média altaDifíceis de ser influenciados por propaganda. Média alta
de compra de bens duráveis. Compram: novidades,de compra de bens duráveis. Compram: novidades,
móveis requintados, viagens de automóvel,móveis requintados, viagens de automóvel,
eletrodomésticos desnecessários, barcos, serviçoseletrodomésticos desnecessários, barcos, serviços
odontológicos, revistas.odontológicos, revistas.
Ninho vazio 1
Ninho vazio 1
Casais maduros com filhos vivendo fora de casa, chefeCasais maduros com filhos vivendo fora de casa, chefe
de família trabalhando, aquisição de residências node família trabalhando, aquisição de residências no
“pico”. Mais satisfeitos com a situação financeira e“pico”. Mais satisfeitos com a situação financeira e
capacidade de poupança. Interessados em viagens,capacidade de poupança. Interessados em viagens,
recreação. Presenteiam e fazem contribuições erecreação. Presenteiam e fazem contribuições e
donativos. Não estão interessados em novos produtos.donativos. Não estão interessados em novos produtos.
Compram: férias, artigos de luxo e melhoramentos paraCompram: férias, artigos de luxo e melhoramentos para
a residência.a residência.
Ninho vazio
Ninho vazio 22
Casais maduros com filhos vivendo fora de casa, chefeCasais maduros com filhos vivendo fora de casa, chefe
da família aposentado, redução drástica da rendada família aposentado, redução drástica da renda
pessoal. Passam mais tempo em casa. Compram:pessoal. Passam mais tempo em casa. Compram:
aparelhos médicos, produtos que facilitam a saúde,aparelhos médicos, produtos que facilitam a saúde,
sono e digestão.sono e digestão.
OCUPAÇÃO: STATUS CONFORME SUA PROFISSÃO
CONDIÇÕES ECONÔMICAS: CONDIÇÕES
RELACIONADA A POUPANÇAS VS DESPESAS
ESTILO DE VIDA: ATIVIDADES, INTERESSES
SOCIAIS, OPINIÃO
MOTIVAÇÃO: SEGUNDO “FREUD” FORÇAS
PSICOLÓGICAS REAIS QUE MOLDAM O
COMPORTAMENTO DAS PESSOAS SÃO ALTAMENTE
INCONSIENTES.
PERCEPÇÃO: AMBIENTE PREPARADO NOS MINIMOS
DETALHES PARA COLABORAR NA VENDA.
APRENDIZAGEM: MUDANÇAS DO
COMPORTAMENTO DECORRENTES DA
EXPERIÊNCIA
CRENÇAS E ATITUDES: CRENÇA É UM
PENSAMENTO DESCRITIVO QUE UMA PESSOA
SUSTENTA SOBRE ALGO.
AÇÃO + APRENDIZAGEM = CRENÇA
PAPÉIS ASSUMIDOS EM UMA DECISÃO DE COMPRAPAPÉIS ASSUMIDOS EM UMA DECISÃO DE COMPRA
1.1.IniciadorIniciador (surge a idéia)(surge a idéia)
2.2.InfluenciadorInfluenciador (Amigo ou familiar)(Amigo ou familiar)
3.3.DecisorDecisor (sim; o quê; como; onde)(sim; o quê; como; onde)
4.4.CompradorComprador (Quem faz a compra)(Quem faz a compra)
5.5.UsuárioUsuário (Que consome)(Que consome)
Desapontado
Satisfeito
Encantado
PSICOLÓGICO DOPSICOLÓGICO DO
CONSUMIDOR APÓS ACONSUMIDOR APÓS A
COMPRACOMPRA
•PÓS VENDASPÓS VENDAS
•INDICA OU NÃOINDICA OU NÃO
•A MARCA CONSEGUIUA MARCA CONSEGUIU
OBTER UMOBTER UM TOP OF MINdTOP OF MINd??
Saciado ou nãoSaciado ou não
Comportamento do consumidor Completo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentacao casas bahia
Apresentacao casas bahiaApresentacao casas bahia
Apresentacao casas bahia
luizhs_
 
A PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIA
A PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIAA PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIA
A PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIA
Charlayne Primo
 

Mais procurados (15)

Dado schneider o cliente nem sempre tem razão
Dado schneider o cliente nem sempre tem razãoDado schneider o cliente nem sempre tem razão
Dado schneider o cliente nem sempre tem razão
 
Tudo mudou
Tudo mudouTudo mudou
Tudo mudou
 
Campanha hortifruti
Campanha   hortifrutiCampanha   hortifruti
Campanha hortifruti
 
Empresa Simulada
Empresa SimuladaEmpresa Simulada
Empresa Simulada
 
Apresentacao casas bahia
Apresentacao casas bahiaApresentacao casas bahia
Apresentacao casas bahia
 
Apresentação neuromarketing e sinestesia
Apresentação neuromarketing e sinestesiaApresentação neuromarketing e sinestesia
Apresentação neuromarketing e sinestesia
 
Magazines
MagazinesMagazines
Magazines
 
1 introdução ao marketing
1   introdução ao marketing1   introdução ao marketing
1 introdução ao marketing
 
DELICIA DE TRABALHO
DELICIA DE TRABALHODELICIA DE TRABALHO
DELICIA DE TRABALHO
 
A PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIA
A PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIAA PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIA
A PUBLICIDADE DIRECIONADA ÀS CLASSES BAIXAS: UM ESTUDO DE CASO DAS CASAS BAHIA
 
Coluna Tendências 2011
Coluna Tendências 2011Coluna Tendências 2011
Coluna Tendências 2011
 
Starbucks Brand and Consumer Experience
Starbucks Brand and Consumer ExperienceStarbucks Brand and Consumer Experience
Starbucks Brand and Consumer Experience
 
Lojas Leader
Lojas LeaderLojas Leader
Lojas Leader
 
Branding Refresh - Lojas Americanas
Branding Refresh - Lojas AmericanasBranding Refresh - Lojas Americanas
Branding Refresh - Lojas Americanas
 
Palestra CDL Jovem BH
Palestra CDL Jovem BHPalestra CDL Jovem BH
Palestra CDL Jovem BH
 

Semelhante a Comportamento do consumidor Completo

Como Estimular Suas Vendas Dia Das CriançAs
Como Estimular Suas Vendas   Dia Das CriançAsComo Estimular Suas Vendas   Dia Das CriançAs
Como Estimular Suas Vendas Dia Das CriançAs
guest826102
 

Semelhante a Comportamento do consumidor Completo (20)

Cerveja Devassa
Cerveja DevassaCerveja Devassa
Cerveja Devassa
 
Introdução ao Marketing
Introdução ao MarketingIntrodução ao Marketing
Introdução ao Marketing
 
A publicidade
A publicidadeA publicidade
A publicidade
 
(1) livro v marketing
(1) livro v marketing(1) livro v marketing
(1) livro v marketing
 
Marketing Commodities
Marketing CommoditiesMarketing Commodities
Marketing Commodities
 
Marketing Commodities
Marketing CommoditiesMarketing Commodities
Marketing Commodities
 
5 tendências dos anos 90 que estão mudando o mundo e
5 tendências dos anos 90 que estão mudando o mundo e5 tendências dos anos 90 que estão mudando o mundo e
5 tendências dos anos 90 que estão mudando o mundo e
 
De Vendedor Para Gerente De Clientes
De Vendedor Para Gerente De ClientesDe Vendedor Para Gerente De Clientes
De Vendedor Para Gerente De Clientes
 
BIZCOOL - COMO ENTENDER SEU CLIENTE E DESCOBRIR O QUE ELE AINDA NEM SABE QUE ...
BIZCOOL - COMO ENTENDER SEU CLIENTE E DESCOBRIR O QUE ELE AINDA NEM SABE QUE ...BIZCOOL - COMO ENTENDER SEU CLIENTE E DESCOBRIR O QUE ELE AINDA NEM SABE QUE ...
BIZCOOL - COMO ENTENDER SEU CLIENTE E DESCOBRIR O QUE ELE AINDA NEM SABE QUE ...
 
10042015 evolução do varejo acirp
10042015 evolução do varejo acirp10042015 evolução do varejo acirp
10042015 evolução do varejo acirp
 
Definição do negócio 2012_01
Definição do negócio 2012_01Definição do negócio 2012_01
Definição do negócio 2012_01
 
Vendas impacto - A melhor estratégia para o melhor vendedor!
Vendas impacto - A melhor estratégia para o melhor vendedor!Vendas impacto - A melhor estratégia para o melhor vendedor!
Vendas impacto - A melhor estratégia para o melhor vendedor!
 
Técnicas de vendas 3.0 saulo veríssimo
Técnicas de vendas 3.0 saulo veríssimoTécnicas de vendas 3.0 saulo veríssimo
Técnicas de vendas 3.0 saulo veríssimo
 
Identificando uma oportunidade 2012_01
Identificando uma oportunidade 2012_01Identificando uma oportunidade 2012_01
Identificando uma oportunidade 2012_01
 
02 22-2010 - mkt-design
02 22-2010 - mkt-design02 22-2010 - mkt-design
02 22-2010 - mkt-design
 
Brasil mercado
Brasil mercadoBrasil mercado
Brasil mercado
 
(3) marketing e vendas no século 21
(3) marketing e vendas no século 21(3) marketing e vendas no século 21
(3) marketing e vendas no século 21
 
Treinamento mmn x piramide
Treinamento mmn x piramideTreinamento mmn x piramide
Treinamento mmn x piramide
 
Como Estimular Suas Vendas Dia Das CriançAs
Como Estimular Suas Vendas   Dia Das CriançAsComo Estimular Suas Vendas   Dia Das CriançAs
Como Estimular Suas Vendas Dia Das CriançAs
 
LBJ LIÇÃO 13 - E agora, como viveremos na sociedade de consumo
LBJ LIÇÃO 13 - E agora, como viveremos na sociedade de consumoLBJ LIÇÃO 13 - E agora, como viveremos na sociedade de consumo
LBJ LIÇÃO 13 - E agora, como viveremos na sociedade de consumo
 

Último

O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 

Comportamento do consumidor Completo

  • 1.
  • 2.
  • 3. Prof: Mauri Berton Formação em Marketing Pós graduado Docência do ensino superior profmauriberton@gmail.com
  • 4. “A SOMA DASPARTESÉ MAIOR QUE O TODO”
  • 5.
  • 7. •Quem constitui o mercado? (Ocupantes)Quem constitui o mercado? (Ocupantes) •O que o mercado compra? (Objetos)O que o mercado compra? (Objetos) •Por que o mercado compra? (Objetivos)Por que o mercado compra? (Objetivos) •Quem participa da compra? (Organizações)Quem participa da compra? (Organizações) •Como o mercado compra? (Operações)Como o mercado compra? (Operações) •Quando o mercado compra? (Ocasiões)Quando o mercado compra? (Ocasiões) •Onde o mercado compra? (Outlets “Pontos de vendas”)Onde o mercado compra? (Outlets “Pontos de vendas”) MODELO DE COMPORTAMENTOMODELO DE COMPORTAMENTO
  • 8. ““ COMO FUNCIONA AS FABULOSASCOMO FUNCIONA AS FABULOSAS ESTRATÉGIAS DE UM MERCADO”ESTRATÉGIAS DE UM MERCADO”
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25. Algumas lojas têm áreas de lazer, como cafés. Em média, ficamos 28 minutos em mercados do tipo.
  • 26.
  • 27. Passamos 80% do nosso tempo naPassamos 80% do nosso tempo na loja procurando osloja procurando os Itens que vamos comprarItens que vamos comprar
  • 28. Apenas ¼ das pessoas faz lista de compras
  • 29. Supermercados não costumam ter relógios nem janelas para que você não sinta o tempo passando
  • 30. Pelo menos 60% das compras são decididas no próprio ponto de venda PDV
  • 31. Em 50% das vezes que as pessoas vão ao mercado, elas levam cinco itens ou menos.
  • 32. Após anos de observação, os pesquisadores constataram que quem entra pela direita em uma loja tende a gastar pelo menos US$ 2 a mais. Não se sabe exatamente o motivo, mas mercados que induzem o consumidor a entrar pela direita costumam estar mais cheios.
  • 33. As áreas perto dos caixas vivem cheias de produtos baratos ou que não são essenciais. A idéia é essa mesmo, você tem a sensação de missão cumprida, já comprou ovo e xampu, agora pode pegar um doce e uma revista de fofoca. E com a fila, a chance de comprar por impulso é maior.
  • 34.
  • 35. Grandes empresas vendem até 80 mil produtos. Mas usamos no máximo 300 em um ano. Menos pode ser mais. No exterior a Danone reduziu sua quantidade de produtos em 40%. Só 15% do público notou, e as vendas subiram 20%
  • 36. As pessoas tendem a passar menos tempos em locais que parecem muito cheios. Por isso, produtos disponíveis em muitas marcas e que levam mais tempo para serem comprados (cereais, café,ou vinho, por exemplo) costumam estar em áreas com menos movimento - geralmente, no lado esquerdo, já que a entrada costuma ser do lado direito da loja.
  • 37. Há uma razão para produtos importantes como laticínios, pães e carnes ficarem na parte de trás do mercado; para chegar até eles, temos de atravessar a loja. E, durante o passeio, cresce a chance de encontrar agregados não lembrados antes de entrar no mercado.
  • 38. Aquelas promoções de curto prazo, aparelhos de DVDs e televisão, em que os produtos são empilhados na própria caixa, costumam ficar no centro da loja. A presença de caixas dá a impressão de que há poucas unidades à venda e que você vai fazer um bom negócio se levar uma
  • 39.
  • 40. Ponta de gondula faz aumentar as vendas do produto oferecido em 5%
  • 41.
  • 42.
  • 43.
  • 44. Empresas pagam mais para ter os produtos expostos na altura média dos olhos da população (1,60m). É a área nobre das prateleiras, onde vende mais. Só que um novo estudo analisou os olhos dos consumidores e descobriu que passamos mais tempo olhando para o que esta na altura do peito. A fabricante P&G, ao saber da pesquisa, começou a pedir prateleiras mais baixas – mais baratas, nos mercados Americanos.
  • 45.
  • 46.
  • 48. TRANSMISSÃO DA CULTURA A família - valores e costumes As instituições educativas e religiosas (certo e errado) Os meios de comunicação -tratam sobre o que é socialmente aceito
  • 49. CLIENTE Quem compra periodicamente numa loja ou empresa. Pode ser ou não o utilizador final.
  • 50. CONSUMIDOR • Quem consome o produto para obter o seu benefício principal. • Pode ser a pessoa que toma a decisão de comprar.
  • 51. EXEMPLO A esposa que compra um perfume para o marido. ESPOSA: CLIENTE MARIDO: CONSUMIDOR CLIENTECLIENTECONSUMIDORCONSUMIDOR =/
  • 52. A IMPORTÂNCIA DESSESA IMPORTÂNCIA DESSES ESTUDOSESTUDOS Permite às empresas, compreenderPermite às empresas, compreender a vida dos seus clientes, seua vida dos seus clientes, seu cotidiano e a maneira comocotidiano e a maneira como encaram os produtos e serviços.encaram os produtos e serviços.
  • 53. O MARKETINGO MARKETING Os profissionais deOs profissionais de marketing não criammarketing não criam necessidades. Asnecessidades. As necessidades,necessidades, simplesmente, já existem. Ésimplesmente, já existem. É da natureza humana sentirda natureza humana sentir necessidades. O que onecessidades. O que o marketing faz é influenciarmarketing faz é influenciar os desejos.os desejos.
  • 54. CULTURA: A criança em crescimento adquire conjunto de valores, percepções, preferências e comportamentos através da vida familiar.
  • 55. SUBCULTURA: Religião, Raça, Geografia, “Tribos”
  • 56. CLASSES SOCIAIS: Estratificação dos emergentes, Hierarquia da sociedade.
  • 57. GRUPOS DE REFERÊNCIA: Grupos influenciadores
  • 59. PAPÉIS E POSIÇÕES SOCIAIS: Um produto para cada papel do itinerário. “Celulares, veículos, bebidas, vestuário....”
  • 60. IDADE E ESTÁGIOS DO CICLO DE VIDA: 7 ETAPAS;
  • 61. Jovem não vive com aJovem não vive com a família, poucosfamília, poucos compromissoscompromissos financeiros. Líderes definanceiros. Líderes de opinião sobre moda. Sãoopinião sobre moda. São orientados para aorientados para a recreação. Compramrecreação. Compram equipamentos básicosequipamentos básicos de cozinha, móveisde cozinha, móveis simples, carros,simples, carros, enxovais paraenxovais para casamento, férias.casamento, férias.
  • 62. Jovens, sem filhos.Jovens, sem filhos. Melhor situaçãoMelhor situação financeira do que emfinanceira do que em futuro próximo. Taxa defuturo próximo. Taxa de compra mais elevada ecompra mais elevada e média de compramédia de compra superior para benssuperior para bens duráveis. Compramduráveis. Compram carros, refrigeradores,carros, refrigeradores, fornos, mobiliário fino efornos, mobiliário fino e durável, férias.durável, férias.
  • 63. N inho cheio 1 N inho cheio 1 Filhos com menos de seis anos de idade, despesasFilhos com menos de seis anos de idade, despesas domésticas no “pico”. Patrimônio liquido baixo.domésticas no “pico”. Patrimônio liquido baixo. Insatisfeitos com a situação financeira e a baixaInsatisfeitos com a situação financeira e a baixa capacidade de poupança. Interessados em novoscapacidade de poupança. Interessados em novos produtos. Gostam dos produtos anunciados, Compramprodutos. Gostam dos produtos anunciados, Compram lavadoras, secadoras, Tv´s, alimentos para bebês,lavadoras, secadoras, Tv´s, alimentos para bebês, medicamentos contra tosse e doenças respiratórias,medicamentos contra tosse e doenças respiratórias, vitaminas, bonecas, peruas e caminhonetes, bicicletas evitaminas, bonecas, peruas e caminhonetes, bicicletas e skatesskates
  • 64. Ninho cheio 2 Ninho cheio 2 Casais com filhos acima de seis anos de idade,Casais com filhos acima de seis anos de idade, melhor situação financeira. Algumas esposasmelhor situação financeira. Algumas esposas trabalham fora, são menos influenciados pelatrabalham fora, são menos influenciados pela propaganda. Compram em lotes maiores, apreciampropaganda. Compram em lotes maiores, apreciam ofertas no atacado. Compram: Alimentos variados,ofertas no atacado. Compram: Alimentos variados, material de limpeza e higiene, bicicletas, aulas dematerial de limpeza e higiene, bicicletas, aulas de música, pianos.música, pianos.
  • 65. B Ninho cheio 3 Ninho cheio 3 Casais maduros com situação financeira ainda melhor,Casais maduros com situação financeira ainda melhor, Maior número de filhos ainda dependentes, esposasMaior número de filhos ainda dependentes, esposas trabalham fora. Alguns filhos conseguem empregos.trabalham fora. Alguns filhos conseguem empregos. Difíceis de ser influenciados por propaganda. Média altaDifíceis de ser influenciados por propaganda. Média alta de compra de bens duráveis. Compram: novidades,de compra de bens duráveis. Compram: novidades, móveis requintados, viagens de automóvel,móveis requintados, viagens de automóvel, eletrodomésticos desnecessários, barcos, serviçoseletrodomésticos desnecessários, barcos, serviços odontológicos, revistas.odontológicos, revistas.
  • 66. Ninho vazio 1 Ninho vazio 1 Casais maduros com filhos vivendo fora de casa, chefeCasais maduros com filhos vivendo fora de casa, chefe de família trabalhando, aquisição de residências node família trabalhando, aquisição de residências no “pico”. Mais satisfeitos com a situação financeira e“pico”. Mais satisfeitos com a situação financeira e capacidade de poupança. Interessados em viagens,capacidade de poupança. Interessados em viagens, recreação. Presenteiam e fazem contribuições erecreação. Presenteiam e fazem contribuições e donativos. Não estão interessados em novos produtos.donativos. Não estão interessados em novos produtos. Compram: férias, artigos de luxo e melhoramentos paraCompram: férias, artigos de luxo e melhoramentos para a residência.a residência.
  • 67. Ninho vazio Ninho vazio 22 Casais maduros com filhos vivendo fora de casa, chefeCasais maduros com filhos vivendo fora de casa, chefe da família aposentado, redução drástica da rendada família aposentado, redução drástica da renda pessoal. Passam mais tempo em casa. Compram:pessoal. Passam mais tempo em casa. Compram: aparelhos médicos, produtos que facilitam a saúde,aparelhos médicos, produtos que facilitam a saúde, sono e digestão.sono e digestão.
  • 68. OCUPAÇÃO: STATUS CONFORME SUA PROFISSÃO
  • 70. ESTILO DE VIDA: ATIVIDADES, INTERESSES SOCIAIS, OPINIÃO
  • 71. MOTIVAÇÃO: SEGUNDO “FREUD” FORÇAS PSICOLÓGICAS REAIS QUE MOLDAM O COMPORTAMENTO DAS PESSOAS SÃO ALTAMENTE INCONSIENTES.
  • 72. PERCEPÇÃO: AMBIENTE PREPARADO NOS MINIMOS DETALHES PARA COLABORAR NA VENDA.
  • 73. APRENDIZAGEM: MUDANÇAS DO COMPORTAMENTO DECORRENTES DA EXPERIÊNCIA
  • 74. CRENÇAS E ATITUDES: CRENÇA É UM PENSAMENTO DESCRITIVO QUE UMA PESSOA SUSTENTA SOBRE ALGO. AÇÃO + APRENDIZAGEM = CRENÇA
  • 75. PAPÉIS ASSUMIDOS EM UMA DECISÃO DE COMPRAPAPÉIS ASSUMIDOS EM UMA DECISÃO DE COMPRA 1.1.IniciadorIniciador (surge a idéia)(surge a idéia) 2.2.InfluenciadorInfluenciador (Amigo ou familiar)(Amigo ou familiar) 3.3.DecisorDecisor (sim; o quê; como; onde)(sim; o quê; como; onde) 4.4.CompradorComprador (Quem faz a compra)(Quem faz a compra) 5.5.UsuárioUsuário (Que consome)(Que consome)
  • 77. PSICOLÓGICO DOPSICOLÓGICO DO CONSUMIDOR APÓS ACONSUMIDOR APÓS A COMPRACOMPRA
  • 78. •PÓS VENDASPÓS VENDAS •INDICA OU NÃOINDICA OU NÃO •A MARCA CONSEGUIUA MARCA CONSEGUIU OBTER UMOBTER UM TOP OF MINdTOP OF MINd??
  • 79.