SlideShare uma empresa Scribd logo
Como produzir materiais para o ensino de línguasVilson Leffa2008 Disponível em http://www.leffa.pro.br/textos/trabalhos/prod_mat.pdf
sequência de atividades que tem por objetivo criar um instrumento de aprendizagem  Definição de produção de materiais:
Materiais podem ser simples ou complexos SIMPLESCOMPLEXOS                                                                     (ex.resumos  esquemáticos)                                                    (ex. grandes projetos) Maior necessidade de planejamento
Etapas da produção de materiais
Necessidades dos alunos  o que precisam aprender  (competências ditadas pelas circunstâncias, descontando o que ele já sabe) nível do aprendizado em que o aluno está (o que servirá de andaime para o novo aprendizado) características pessoais dos alunos (expectativas, estilos de aprendizagem) 1ª ETAPA: ANÁLISE APÓS A ANÁLISE, OBJETIVOS SÃO TRAÇADOS
Definição de objetivos (gerais ou específicos) Definição da abordagem Definição do conteúdo Definição das atividades Definição dos recursos Ordenamento das atividades Motivação 2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO
2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO: OBJETIVOS GERAIS: Ex.Planejamento do curso GERAIS: Ex.Planejamento do curso ESPECÍFICOS: Ex. Uma aula, atividade VERBOS QUE DENOTAM COMPORTAMENTOS PRETENDIDOS (não diretamente observáveis): Saber, compreender, aplicar, analisar, criar, apreciar, julgar, etc VERBOS QUE DENOTAM AÇÕES/COMPORTAMENTOS OBSERVÁVEIS : Identificar, definir, nomear, relacionar, distinguir, escrever, localizar, responder, detectar, etc VERBOS QUE DENOTAM COMPORTAMENTOS PRETENDIDOS (não diretamente observáveis): Saber, compreender, aplicar, analisar, criar, apreciar, julgar, etc MODELO DE BLOOM:  objetivo = o que o aluno deve alcançar, sob a perspectiva do próprio aluno
OBJETIVOS: 3 componentes ,[object Object]
o comportamento que o aluno deve demonstrar (expresso por um verbo)
o critério de execução da tarefa.EXEMPLO: Ao assistir ao vídeo, o aluno deverá identificar  4expressões de polidez utilizadas pelos personagens. Comportamento que o aluno irá demonstrar Condições para desempenhar a tarefa 4 = critério para execução da tarefa
COGNITIVO Exemplos: Conhece o vocabulário relacionado a um determinado tópico Compreende e aplica regras gramaticais Analisa textos escritos Integra conhecimentos de diferentes áreas Julga o valor de material escrito OBJETIVOS COGNITIVOS, AFETIVOS E PSICOMOTOR PSICOMOTOR Exemplos: Reconhece vogais na língua estrangeira Sabe a posição dos órgãos da fala para os diferentes fonemas Imita sentenças que ouve Fala fluentemente Ajusta a fala à situação AFETIVO Exemplos: Aceita diferenças culturais Demonstra interesse no tópico Aprecia obras literárias Integra conhecimento da língua em seu plano de vida Demonstra consistência na prática da língua estrangeira
2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO: definição da abordagem a prática sugere a integração de duas ou mais abordagens, dependendo dos objetivos de aprendizagem
ABORDAGEM METODOLÓGICA(6 grandes abordagens no ensino de línguas Abordagem estrutural Abordagem nocional/funcional Abordagem situacional Abordagem baseada em competências Abordagem baseada em tarefa Abordagem baseada em conteúdo
2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO: definição do conteúdo O conteúdo a ser trabalhado é geralmente delineado pela concepção de língua adotada pelo professor  e pela  abordagem teórica que lhe dá sustentação A produção de materiais tem privilegiado o ensino por tarefas (aproximação com a realidade através do uso de material autêntico) Solicitar ao aluno, desde o início, a realizar tarefas significativas facilita e acelera seu aprendizado
2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO: definição das atividades FOCO NAS QUATRO HABILIDADES:   (que podem ser integradas ou não) Fala Escuta Leitura Escrita
2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO: definição dos recursos Papel (livros, apostilas, revistas, etc) Fitas de áudio e vídeo Recursos da NTICs (objetos de aprendizagem)
2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO: ordenamento das atividades 9 eventos instrucionais de Gagné: Garanta atenção – desperte a curiosidade do aluno para o tópico da atividade Informe os objetivos -crie uma expectativa através dos objetivos Acione o conhecimento prévio   Apresente o conteúdo   Facilite a aprendizagem -  oriente, esclareça, dê exemplos Solicite desempenho - mantenha a participação ativa dos alunos.   Forneça feedback -   tente inserir feedback no material Avalie o desempenho -  abra espaço para avaliação contínua Ajude na retenção e transferência
2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO: manutenção da motivação MODELO ARCS: Estratégias de ATENÇÃO (estimular a curiosidade) Estratégias de RELEVÂNCIA (mostrar a utilidade da tarefa) Estratégias de CONFIANÇA (oferecer oportunidades de sucesso na realização da tarefa) Estratégias de SATISFAÇÃO (mostrar reconhecimento pela realização da tarefa)
o material vai ser usado pelo próprio professor (intervenção oral do próprio professor) o material vai ser usado por outro professor (necessidade de instruções claras) o material vai ser usado diretamente pelo aluno sem presença de um professor  (situação mais complexa) 3ª ETAPA: IMPLEMENTAÇÃO 3 situações:
DOIS GRANDES DESAFIOS: Necessidade de alta motivação Falta de uma avaliação externa 3ª ETAPA: IMPLEMENTAÇÃO Material usado sem presença do professor: A aprendizagem autônoma ganha novos contornos com as possibilidades do aprendizado em rede através das novas ferramentas tecnológicas
INFORMAL O professor aperfeiçoa o material à medida em que vai utilizando-o 4ª ETAPA: AVALIAÇÃO FORMAL Consultoria a especialistas Questionários / entrevistas com alunos pilotagem

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Tecnologia Industrial Básica - Diretrizes para o Setor de Máquinas e Equipame...
Tecnologia Industrial Básica - Diretrizes para o Setor de Máquinas e Equipame...Tecnologia Industrial Básica - Diretrizes para o Setor de Máquinas e Equipame...
Tecnologia Industrial Básica - Diretrizes para o Setor de Máquinas e Equipame...
Guilherme Witte Cruz Machado
 
Di Se Li 22
Di Se Li 22Di Se Li 22
Di Se Li 22Luz Zas
 
Etapas de la vida
Etapas de la vidaEtapas de la vida
Etapas de la vida
guest1f951f
 
Alguns conceitos de química
Alguns conceitos de químicaAlguns conceitos de química
Alguns conceitos de química
SESI 422 - Americana
 
Apresentação1 atividade avaliativa
Apresentação1 atividade avaliativaApresentação1 atividade avaliativa
Apresentação1 atividade avaliativa
guestdb7cec
 
Palestra MongoDB
Palestra MongoDBPalestra MongoDB
Palestra MongoDB
James G Silva
 
Caos En Los Derechos De Autor2
Caos En Los Derechos De Autor2Caos En Los Derechos De Autor2
Caos En Los Derechos De Autor2
villarino_l
 
Article 1
Article 1Article 1
Article 1
Sheena Joseph
 
Empaquetar, hacer Cajas Regalos
Empaquetar, hacer Cajas RegalosEmpaquetar, hacer Cajas Regalos
Empaquetar, hacer Cajas Regalos
hojita fria
 
Semana de leitura 8º ano
Semana de leitura  8º anoSemana de leitura  8º ano
Semana de leitura 8º ano
junior santiago
 
Tomemos Mate
Tomemos MateTomemos Mate
Tomemos Mate
suigeneris
 
Paris
ParisParis
Económico tv - 04.10.2010 - Sovereign Funds
Económico tv - 04.10.2010 - Sovereign FundsEconómico tv - 04.10.2010 - Sovereign Funds
Económico tv - 04.10.2010 - Sovereign Funds
Hugo Mendes Domingos
 
Aula 2 - Conjuntos
Aula 2 - ConjuntosAula 2 - Conjuntos
Aula 2 - Conjuntos
SoterO o/
 
Eval1rosariomendoza
Eval1rosariomendozaEval1rosariomendoza
Eval1rosariomendoza
rosario
 
Educación de Calidad por Merly Gómez
Educación de Calidad por Merly GómezEducación de Calidad por Merly Gómez
Educación de Calidad por Merly Gómez
educ.ar
 
2.tecido conjuntivo
2.tecido conjuntivo2.tecido conjuntivo
2.tecido conjuntivo
Ana Paula Ribeiro
 
Pinturas Wdv
Pinturas WdvPinturas Wdv
Pinturas Wdv
viruz
 
P L A N E T A R I O V I R T U A L 3º B
P L A N E T A R I O  V I R T U A L 3º  BP L A N E T A R I O  V I R T U A L 3º  B
P L A N E T A R I O V I R T U A L 3º B
profmarinafq
 
The coming collapse of thailand สู่จุดจบ!
The coming collapse of thailand   สู่จุดจบ!The coming collapse of thailand   สู่จุดจบ!
The coming collapse of thailand สู่จุดจบ!Thanon Ratchadaphisek
 

Destaque (20)

Tecnologia Industrial Básica - Diretrizes para o Setor de Máquinas e Equipame...
Tecnologia Industrial Básica - Diretrizes para o Setor de Máquinas e Equipame...Tecnologia Industrial Básica - Diretrizes para o Setor de Máquinas e Equipame...
Tecnologia Industrial Básica - Diretrizes para o Setor de Máquinas e Equipame...
 
Di Se Li 22
Di Se Li 22Di Se Li 22
Di Se Li 22
 
Etapas de la vida
Etapas de la vidaEtapas de la vida
Etapas de la vida
 
Alguns conceitos de química
Alguns conceitos de químicaAlguns conceitos de química
Alguns conceitos de química
 
Apresentação1 atividade avaliativa
Apresentação1 atividade avaliativaApresentação1 atividade avaliativa
Apresentação1 atividade avaliativa
 
Palestra MongoDB
Palestra MongoDBPalestra MongoDB
Palestra MongoDB
 
Caos En Los Derechos De Autor2
Caos En Los Derechos De Autor2Caos En Los Derechos De Autor2
Caos En Los Derechos De Autor2
 
Article 1
Article 1Article 1
Article 1
 
Empaquetar, hacer Cajas Regalos
Empaquetar, hacer Cajas RegalosEmpaquetar, hacer Cajas Regalos
Empaquetar, hacer Cajas Regalos
 
Semana de leitura 8º ano
Semana de leitura  8º anoSemana de leitura  8º ano
Semana de leitura 8º ano
 
Tomemos Mate
Tomemos MateTomemos Mate
Tomemos Mate
 
Paris
ParisParis
Paris
 
Económico tv - 04.10.2010 - Sovereign Funds
Económico tv - 04.10.2010 - Sovereign FundsEconómico tv - 04.10.2010 - Sovereign Funds
Económico tv - 04.10.2010 - Sovereign Funds
 
Aula 2 - Conjuntos
Aula 2 - ConjuntosAula 2 - Conjuntos
Aula 2 - Conjuntos
 
Eval1rosariomendoza
Eval1rosariomendozaEval1rosariomendoza
Eval1rosariomendoza
 
Educación de Calidad por Merly Gómez
Educación de Calidad por Merly GómezEducación de Calidad por Merly Gómez
Educación de Calidad por Merly Gómez
 
2.tecido conjuntivo
2.tecido conjuntivo2.tecido conjuntivo
2.tecido conjuntivo
 
Pinturas Wdv
Pinturas WdvPinturas Wdv
Pinturas Wdv
 
P L A N E T A R I O V I R T U A L 3º B
P L A N E T A R I O  V I R T U A L 3º  BP L A N E T A R I O  V I R T U A L 3º  B
P L A N E T A R I O V I R T U A L 3º B
 
The coming collapse of thailand สู่จุดจบ!
The coming collapse of thailand   สู่จุดจบ!The coming collapse of thailand   สู่จุดจบ!
The coming collapse of thailand สู่จุดจบ!
 

Semelhante a Como produzir materiais_Vilson Leffa2008

Projeto, Sequencia didática e Plano de Aula.pdf
Projeto, Sequencia didática e Plano de Aula.pdfProjeto, Sequencia didática e Plano de Aula.pdf
Projeto, Sequencia didática e Plano de Aula.pdf
SIRLENEMOTAPINHEIROD
 
Técnicas ensino
Técnicas  ensinoTécnicas  ensino
Técnicas ensino
Quesia Matiello
 
Apresenta..
Apresenta..Apresenta..
Apresenta..
elannialins
 
Como_produzir_materiais_para_ensino_leffa
Como_produzir_materiais_para_ensino_leffaComo_produzir_materiais_para_ensino_leffa
Como_produzir_materiais_para_ensino_leffa
Gonzalo Abio
 
Métodos de Ensino e Aprendizagem
Métodos de Ensino e AprendizagemMétodos de Ensino e Aprendizagem
Métodos de Ensino e Aprendizagem
Joao Papelo
 
Estudo dirigido
Estudo dirigidoEstudo dirigido
Estudo dirigido
familiaestagio
 
Dicastit producao aulas
Dicastit producao aulasDicastit producao aulas
Dicastit producao aulas
Grupo de Oração Kenosis Rcc
 
PLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docx
PLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docxPLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docx
PLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docx
MelchiorS1
 
Sessao_3_Apresentacao_Turma_28.pptx
Sessao_3_Apresentacao_Turma_28.pptxSessao_3_Apresentacao_Turma_28.pptx
Sessao_3_Apresentacao_Turma_28.pptx
Ordem dos Biólogos
 
Guiao tarefa trabalho-campo_LEPA
Guiao tarefa trabalho-campo_LEPAGuiao tarefa trabalho-campo_LEPA
Guiao tarefa trabalho-campo_LEPA
Carolina Gonçalves
 
Roteiro de proposta de projeto
Roteiro de proposta de projetoRoteiro de proposta de projeto
Roteiro de proposta de projeto
tecampinasoeste
 
Didática
DidáticaDidática
COMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUAS
COMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUASCOMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUAS
COMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUAS
Vinicius O Resiliente
 
COMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUAS
COMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUASCOMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUAS
COMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUAS
Leonardo Messias
 
[Bloco 8.1] Oficina Guia de Aprendizagem.pptx
[Bloco 8.1] Oficina Guia de Aprendizagem.pptx[Bloco 8.1] Oficina Guia de Aprendizagem.pptx
[Bloco 8.1] Oficina Guia de Aprendizagem.pptx
LinoReisLino
 
FACELI - Disciplina Especial - Didática com Márcia Perini Valle - 03 - Plano ...
FACELI - Disciplina Especial - Didática com Márcia Perini Valle - 03 - Plano ...FACELI - Disciplina Especial - Didática com Márcia Perini Valle - 03 - Plano ...
FACELI - Disciplina Especial - Didática com Márcia Perini Valle - 03 - Plano ...
Jordano Santos Cerqueira
 

Semelhante a Como produzir materiais_Vilson Leffa2008 (16)

Projeto, Sequencia didática e Plano de Aula.pdf
Projeto, Sequencia didática e Plano de Aula.pdfProjeto, Sequencia didática e Plano de Aula.pdf
Projeto, Sequencia didática e Plano de Aula.pdf
 
Técnicas ensino
Técnicas  ensinoTécnicas  ensino
Técnicas ensino
 
Apresenta..
Apresenta..Apresenta..
Apresenta..
 
Como_produzir_materiais_para_ensino_leffa
Como_produzir_materiais_para_ensino_leffaComo_produzir_materiais_para_ensino_leffa
Como_produzir_materiais_para_ensino_leffa
 
Métodos de Ensino e Aprendizagem
Métodos de Ensino e AprendizagemMétodos de Ensino e Aprendizagem
Métodos de Ensino e Aprendizagem
 
Estudo dirigido
Estudo dirigidoEstudo dirigido
Estudo dirigido
 
Dicastit producao aulas
Dicastit producao aulasDicastit producao aulas
Dicastit producao aulas
 
PLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docx
PLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docxPLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docx
PLANO DE AULA-PASSO A PASSO GRUPO 1.docx
 
Sessao_3_Apresentacao_Turma_28.pptx
Sessao_3_Apresentacao_Turma_28.pptxSessao_3_Apresentacao_Turma_28.pptx
Sessao_3_Apresentacao_Turma_28.pptx
 
Guiao tarefa trabalho-campo_LEPA
Guiao tarefa trabalho-campo_LEPAGuiao tarefa trabalho-campo_LEPA
Guiao tarefa trabalho-campo_LEPA
 
Roteiro de proposta de projeto
Roteiro de proposta de projetoRoteiro de proposta de projeto
Roteiro de proposta de projeto
 
Didática
DidáticaDidática
Didática
 
COMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUAS
COMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUASCOMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUAS
COMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUAS
 
COMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUAS
COMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUASCOMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUAS
COMO PRODUZIR MATERIAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUAS
 
[Bloco 8.1] Oficina Guia de Aprendizagem.pptx
[Bloco 8.1] Oficina Guia de Aprendizagem.pptx[Bloco 8.1] Oficina Guia de Aprendizagem.pptx
[Bloco 8.1] Oficina Guia de Aprendizagem.pptx
 
FACELI - Disciplina Especial - Didática com Márcia Perini Valle - 03 - Plano ...
FACELI - Disciplina Especial - Didática com Márcia Perini Valle - 03 - Plano ...FACELI - Disciplina Especial - Didática com Márcia Perini Valle - 03 - Plano ...
FACELI - Disciplina Especial - Didática com Márcia Perini Valle - 03 - Plano ...
 

Mais de Aparecida Moreira

Aparecida apresentação CBLA 2013
Aparecida apresentação CBLA 2013Aparecida apresentação CBLA 2013
Aparecida apresentação CBLA 2013
Aparecida Moreira
 
Dengue 2013
Dengue 2013Dengue 2013
Dengue 2013
Aparecida Moreira
 
Cefet oficina simpósio-2012
Cefet oficina simpósio-2012Cefet oficina simpósio-2012
Cefet oficina simpósio-2012
Aparecida Moreira
 
Rio Now & Then - Usina
Rio Now & Then - UsinaRio Now & Then - Usina
Rio Now & Then - Usina
Aparecida Moreira
 
Dengue in Brazil and in Singapore
Dengue in Brazil and in SingaporeDengue in Brazil and in Singapore
Dengue in Brazil and in Singapore
Aparecida Moreira
 
A evolução do livro -do papiro à internet
A evolução do livro -do papiro à internetA evolução do livro -do papiro à internet
A evolução do livro -do papiro à internet
Aparecida Moreira
 
Participação de aprendizes de inglês em uma CAO
Participação de aprendizes de inglês em uma CAOParticipação de aprendizes de inglês em uma CAO
Participação de aprendizes de inglês em uma CAO
Aparecida Moreira
 
Computer mediated collaborative learning-Warschauer97
Computer mediated collaborative learning-Warschauer97Computer mediated collaborative learning-Warschauer97
Computer mediated collaborative learning-Warschauer97
Aparecida Moreira
 
Produção de materiais:WEBTAREFAS
Produção de materiais:WEBTAREFASProdução de materiais:WEBTAREFAS
Produção de materiais:WEBTAREFAS
Aparecida Moreira
 
Teoria da atividade_Ana Lucia Segadas
Teoria da atividade_Ana Lucia SegadasTeoria da atividade_Ana Lucia Segadas
Teoria da atividade_Ana Lucia Segadas
Aparecida Moreira
 
Aprendizagem e comunidades de prática_Silva2008
Aprendizagem e comunidades de prática_Silva2008Aprendizagem e comunidades de prática_Silva2008
Aprendizagem e comunidades de prática_Silva2008
Aparecida Moreira
 
Call: introdução geral_P.Hubbarb_2009
Call: introdução geral_P.Hubbarb_2009Call: introdução geral_P.Hubbarb_2009
Call: introdução geral_P.Hubbarb_2009
Aparecida Moreira
 
Chinglish
ChinglishChinglish
Webtasks
Webtasks Webtasks
Aquisição lexical através da internet
Aquisição lexical através da internetAquisição lexical através da internet
Aquisição lexical através da internet
Aparecida Moreira
 
Projeto interdisciplinar no Colégio PedroII ing fr
Projeto interdisciplinar no Colégio PedroII  ing frProjeto interdisciplinar no Colégio PedroII  ing fr
Projeto interdisciplinar no Colégio PedroII ing fr
Aparecida Moreira
 
Aparecida Moreira - comunidade virtual de aprendizagem
Aparecida Moreira - comunidade virtual de aprendizagemAparecida Moreira - comunidade virtual de aprendizagem
Aparecida Moreira - comunidade virtual de aprendizagem
Aparecida Moreira
 
A General Introduction To Computer Assisted Language Learning Revised
A General Introduction To Computer Assisted Language Learning RevisedA General Introduction To Computer Assisted Language Learning Revised
A General Introduction To Computer Assisted Language Learning Revised
Aparecida Moreira
 

Mais de Aparecida Moreira (18)

Aparecida apresentação CBLA 2013
Aparecida apresentação CBLA 2013Aparecida apresentação CBLA 2013
Aparecida apresentação CBLA 2013
 
Dengue 2013
Dengue 2013Dengue 2013
Dengue 2013
 
Cefet oficina simpósio-2012
Cefet oficina simpósio-2012Cefet oficina simpósio-2012
Cefet oficina simpósio-2012
 
Rio Now & Then - Usina
Rio Now & Then - UsinaRio Now & Then - Usina
Rio Now & Then - Usina
 
Dengue in Brazil and in Singapore
Dengue in Brazil and in SingaporeDengue in Brazil and in Singapore
Dengue in Brazil and in Singapore
 
A evolução do livro -do papiro à internet
A evolução do livro -do papiro à internetA evolução do livro -do papiro à internet
A evolução do livro -do papiro à internet
 
Participação de aprendizes de inglês em uma CAO
Participação de aprendizes de inglês em uma CAOParticipação de aprendizes de inglês em uma CAO
Participação de aprendizes de inglês em uma CAO
 
Computer mediated collaborative learning-Warschauer97
Computer mediated collaborative learning-Warschauer97Computer mediated collaborative learning-Warschauer97
Computer mediated collaborative learning-Warschauer97
 
Produção de materiais:WEBTAREFAS
Produção de materiais:WEBTAREFASProdução de materiais:WEBTAREFAS
Produção de materiais:WEBTAREFAS
 
Teoria da atividade_Ana Lucia Segadas
Teoria da atividade_Ana Lucia SegadasTeoria da atividade_Ana Lucia Segadas
Teoria da atividade_Ana Lucia Segadas
 
Aprendizagem e comunidades de prática_Silva2008
Aprendizagem e comunidades de prática_Silva2008Aprendizagem e comunidades de prática_Silva2008
Aprendizagem e comunidades de prática_Silva2008
 
Call: introdução geral_P.Hubbarb_2009
Call: introdução geral_P.Hubbarb_2009Call: introdução geral_P.Hubbarb_2009
Call: introdução geral_P.Hubbarb_2009
 
Chinglish
ChinglishChinglish
Chinglish
 
Webtasks
Webtasks Webtasks
Webtasks
 
Aquisição lexical através da internet
Aquisição lexical através da internetAquisição lexical através da internet
Aquisição lexical através da internet
 
Projeto interdisciplinar no Colégio PedroII ing fr
Projeto interdisciplinar no Colégio PedroII  ing frProjeto interdisciplinar no Colégio PedroII  ing fr
Projeto interdisciplinar no Colégio PedroII ing fr
 
Aparecida Moreira - comunidade virtual de aprendizagem
Aparecida Moreira - comunidade virtual de aprendizagemAparecida Moreira - comunidade virtual de aprendizagem
Aparecida Moreira - comunidade virtual de aprendizagem
 
A General Introduction To Computer Assisted Language Learning Revised
A General Introduction To Computer Assisted Language Learning RevisedA General Introduction To Computer Assisted Language Learning Revised
A General Introduction To Computer Assisted Language Learning Revised
 

Último

Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 

Último (20)

Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 

Como produzir materiais_Vilson Leffa2008

  • 1. Como produzir materiais para o ensino de línguasVilson Leffa2008 Disponível em http://www.leffa.pro.br/textos/trabalhos/prod_mat.pdf
  • 2. sequência de atividades que tem por objetivo criar um instrumento de aprendizagem Definição de produção de materiais:
  • 3. Materiais podem ser simples ou complexos SIMPLESCOMPLEXOS (ex.resumos esquemáticos) (ex. grandes projetos) Maior necessidade de planejamento
  • 4. Etapas da produção de materiais
  • 5. Necessidades dos alunos o que precisam aprender (competências ditadas pelas circunstâncias, descontando o que ele já sabe) nível do aprendizado em que o aluno está (o que servirá de andaime para o novo aprendizado) características pessoais dos alunos (expectativas, estilos de aprendizagem) 1ª ETAPA: ANÁLISE APÓS A ANÁLISE, OBJETIVOS SÃO TRAÇADOS
  • 6. Definição de objetivos (gerais ou específicos) Definição da abordagem Definição do conteúdo Definição das atividades Definição dos recursos Ordenamento das atividades Motivação 2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO
  • 7. 2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO: OBJETIVOS GERAIS: Ex.Planejamento do curso GERAIS: Ex.Planejamento do curso ESPECÍFICOS: Ex. Uma aula, atividade VERBOS QUE DENOTAM COMPORTAMENTOS PRETENDIDOS (não diretamente observáveis): Saber, compreender, aplicar, analisar, criar, apreciar, julgar, etc VERBOS QUE DENOTAM AÇÕES/COMPORTAMENTOS OBSERVÁVEIS : Identificar, definir, nomear, relacionar, distinguir, escrever, localizar, responder, detectar, etc VERBOS QUE DENOTAM COMPORTAMENTOS PRETENDIDOS (não diretamente observáveis): Saber, compreender, aplicar, analisar, criar, apreciar, julgar, etc MODELO DE BLOOM: objetivo = o que o aluno deve alcançar, sob a perspectiva do próprio aluno
  • 8.
  • 9. o comportamento que o aluno deve demonstrar (expresso por um verbo)
  • 10. o critério de execução da tarefa.EXEMPLO: Ao assistir ao vídeo, o aluno deverá identificar 4expressões de polidez utilizadas pelos personagens. Comportamento que o aluno irá demonstrar Condições para desempenhar a tarefa 4 = critério para execução da tarefa
  • 11. COGNITIVO Exemplos: Conhece o vocabulário relacionado a um determinado tópico Compreende e aplica regras gramaticais Analisa textos escritos Integra conhecimentos de diferentes áreas Julga o valor de material escrito OBJETIVOS COGNITIVOS, AFETIVOS E PSICOMOTOR PSICOMOTOR Exemplos: Reconhece vogais na língua estrangeira Sabe a posição dos órgãos da fala para os diferentes fonemas Imita sentenças que ouve Fala fluentemente Ajusta a fala à situação AFETIVO Exemplos: Aceita diferenças culturais Demonstra interesse no tópico Aprecia obras literárias Integra conhecimento da língua em seu plano de vida Demonstra consistência na prática da língua estrangeira
  • 12. 2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO: definição da abordagem a prática sugere a integração de duas ou mais abordagens, dependendo dos objetivos de aprendizagem
  • 13. ABORDAGEM METODOLÓGICA(6 grandes abordagens no ensino de línguas Abordagem estrutural Abordagem nocional/funcional Abordagem situacional Abordagem baseada em competências Abordagem baseada em tarefa Abordagem baseada em conteúdo
  • 14. 2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO: definição do conteúdo O conteúdo a ser trabalhado é geralmente delineado pela concepção de língua adotada pelo professor e pela abordagem teórica que lhe dá sustentação A produção de materiais tem privilegiado o ensino por tarefas (aproximação com a realidade através do uso de material autêntico) Solicitar ao aluno, desde o início, a realizar tarefas significativas facilita e acelera seu aprendizado
  • 15. 2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO: definição das atividades FOCO NAS QUATRO HABILIDADES: (que podem ser integradas ou não) Fala Escuta Leitura Escrita
  • 16. 2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO: definição dos recursos Papel (livros, apostilas, revistas, etc) Fitas de áudio e vídeo Recursos da NTICs (objetos de aprendizagem)
  • 17. 2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO: ordenamento das atividades 9 eventos instrucionais de Gagné: Garanta atenção – desperte a curiosidade do aluno para o tópico da atividade Informe os objetivos -crie uma expectativa através dos objetivos Acione o conhecimento prévio  Apresente o conteúdo  Facilite a aprendizagem -  oriente, esclareça, dê exemplos Solicite desempenho - mantenha a participação ativa dos alunos.  Forneça feedback -   tente inserir feedback no material Avalie o desempenho -  abra espaço para avaliação contínua Ajude na retenção e transferência
  • 18. 2ª ETAPA: DESENVOLVIMENTO: manutenção da motivação MODELO ARCS: Estratégias de ATENÇÃO (estimular a curiosidade) Estratégias de RELEVÂNCIA (mostrar a utilidade da tarefa) Estratégias de CONFIANÇA (oferecer oportunidades de sucesso na realização da tarefa) Estratégias de SATISFAÇÃO (mostrar reconhecimento pela realização da tarefa)
  • 19. o material vai ser usado pelo próprio professor (intervenção oral do próprio professor) o material vai ser usado por outro professor (necessidade de instruções claras) o material vai ser usado diretamente pelo aluno sem presença de um professor (situação mais complexa) 3ª ETAPA: IMPLEMENTAÇÃO 3 situações:
  • 20. DOIS GRANDES DESAFIOS: Necessidade de alta motivação Falta de uma avaliação externa 3ª ETAPA: IMPLEMENTAÇÃO Material usado sem presença do professor: A aprendizagem autônoma ganha novos contornos com as possibilidades do aprendizado em rede através das novas ferramentas tecnológicas
  • 21. INFORMAL O professor aperfeiçoa o material à medida em que vai utilizando-o 4ª ETAPA: AVALIAÇÃO FORMAL Consultoria a especialistas Questionários / entrevistas com alunos pilotagem
  • 22. CONCLUSÃO A produção de materiais não está centrada nem no professor nem no aluno; está centrada na tarefa. É importante não confundir produto com tarefa.  O produto é o artefato produzido (a folha de exercício, a fita de áudio, o programa de computador).  A tarefa é a atividade que resulta do encontro desse artefato com o aluno. 
  • 23. Apresentado por Maria Aparecida MoreiraUFF 2011-2