SlideShare uma empresa Scribd logo
EM BUSCA DA VITÓRIA 
Cinemática 
ENEM
CONCEITOS BÁSICOS 
 Partícula
CONCEITOS BÁSICOS 
 Referencial 
É todo o local onde o observador fixa um sistema de referencia 
para, a partir do qual, estudar o movimento ou o repouso do 
objeto.
CONCEITOS BÁSICOS 
 Movimento e repouso
CONCEITOS BÁSICOS 
 Movimento e repouso
CONCEITOS BÁSICOS 
 Velocidade média 
푉푚 = 
Δ푠 
Δ푡 
Sendo: 
Δ푠 = 푠 − 푠표 
e 
Δ푡 = 푡 − 푡표
Movimento Uniforme (M.U) 
v = cte. 
a = cte = 0
Movimento Uniforme (M.U) 
 Gráfico da velocidade
Movimento Uniforme (M.U) 
 Função horária
Movimento Uniforme (M.U) 
 Gráfico s x t
Movimento Uniforme (M.U) 
 Gráfico s x t
Movimento Uniformemente 
Variado(M.U.V) 
Aceleração constante
Movimento Uniformemente 
Variado(M.U.V) 
 Equações
Movimento Uniformemente 
Variado(M.U.V) 
 Gráfico s x t
Movimento Uniformemente 
Variado(M.U.V) 
 Gráfico a x t
Movimento Uniformemente 
Variado(M.U.V) 
 Gráfico v x t
Questões ENEM 
 1) (Enem 2008) O gráfico a seguir 
modela a distância percorrida, em km, 
por uma pessoa em certo período de 
tempo. A escala de tempo a ser 
adotada para o eixo das abscissas 
depende da maneira como essa 
pessoa se desloca.
Cinemática - Questões do Enem
 Qual é a opção que apresenta a 
melhor associação entre meio ou 
forma de locomoção e unidade de 
tempo, quando são percorridos 10 
km? 
a) carroça – semana b) carro - dia 
c) caminhada - hora d) bicicleta - 
minuto 
e) avião – segundo
 2) Um sistema de radar é programado 
para registrar automaticamente a 
velocidade de todos os veículos 
trafegando por uma avenida, onde 
passam em média 300 veículos por 
hora, sendo 55km/h a máxima 
velocidade permitida. Um levantamento 
estatístico dos registros do radar 
permitiu a elaboração da distribuição 
percentual de veículos de acordo com 
sua velocidade aproximada.
Cinemática - Questões do Enem
 A velocidade média dos veículos que 
trafegam nessa avenida é de: 
 a) 35 km/h b) 44 km/h 
 c) 55 km/h d) 76 km/h 
 e) 85 km/h
Cinemática - Questões do Enem
3) Baseado no gráfico, em que intervalo 
de tempo a VELOCIDADE do corredor 
é aproximadamente constante? 
a) Entre 0 e 1 segundo. 
b) Entre 1 e 5 segundos. 
c) Entre 5 e 8 segundos. 
d) Entre 8 e 11 segundos. 
e) Entre 12 e 15 segundos.
 4) Em que intervalo de tempo o 
corredor apresenta ACELERAÇÃO 
máxima? 
a) Entre 0 e 1 segundo. 
b) Entre 1 e 5 segundos. 
c) Entre 5 e 8 segundos. 
d) Entre 8 e 11 segundos. 
e) Entre 9 e 15 segundos.
 5) Rua da Passagem 
 Os automóveis atrapalham o trânsito. 
 Gentileza é fundamental. 
 Não adianta esquentar a cabeça. 
 Menos peso do pé no pedal. 
 O trecho da música, de Lenine e Arnaldo Antunes (1999), 
ilustra a preocupação com o trânsito nas cidades, motivo de 
uma campanha publicitária de uma seguradora brasileira. 
Considere dois automóveis, A e B, respectivamente 
conduzidos por um motorista imprudente e por um motorista 
consciente e adepto da campanha citada. Ambos se 
encontram lado a lado no instante inicial t = 0 s, quando 
avistam um semáforo amarelo (que indica atenção, parada 
obrigatória ao se tornar vermelho). O movimento de A e B 
pode ser analisado por meio do gráfico, que representa a 
velocidade de cada automóvel em função do tempo.
Cinemática - Questões do Enem
 As velocidades dos veículos variam com 
o tempo em dois intervalos: (I) entre os 
instantes 10s e 20s; (II) entre os 
instantes 30s e 40s. De acordo com o 
gráfico, quais são os módulos das taxas 
de variação da velocidade do veículo 
conduzido pelo motorista imprudente, 
em m/s2, nos intervalos (I) e (II), 
respectivamente? 
 a) 1,0 e 3,0 b) 2,0 e 1,0 
 c) 2,0 e 1,5 d) 2,0 e 3,0 
 e) 10,0 e 30,0
6) Para melhorar a mobilidade urbana na rede 
metroviária é necessário minimizar o tempo 
entre estações. Para isso a administração do 
metrô de uma grande cidade adotou o seguinte 
procedimento entre duas estações: a 
locomotiva parte do repouso com aceleração 
constante por um terço do tempo de percurso, 
mantém a velocidade constante por outro terço 
e reduz sua velocidade com desaceleração 
constante no trecho final, até parar. Qual é o 
gráfico de posição (eixo vertical) em função do 
tempo (eixo horizontal) que representa o 
movimento desse trem?
Cinemática - Questões do Enem
7) Uma empresa de transportes precisa efetuar a 
entrega de uma encomenda o mais breve 
possível. Para tanto, a equipe de logística 
analisa o trajeto desde a empresa até o local 
de entrega. Ela verifica que o trajeto apresenta 
dois trechos de distâncias diferentes e 
velocidades máximas permitidas diferentes. No 
primeiro trecho, a velocidade máxima permitida 
é de 80 km/h e a distância a ser percorrida é 
de 80 km. No segundo trecho, cujo 
comprimento vale 60 km, a velocidade máxima 
permitida é de 120 km/h. Supondo que as 
condições de trânsito sejam favoráveis para 
que o veiculo da empresa permitida, qual será 
o tempo necessário, em horas, para a 
realização da entrega? 
8) a) 0,7 b) 1,4 c) 1,5 d) 2,0 e) 3,0
8) “ Seu olhar 
Na eternidade 
Eu quisera ter 
Tantos anos-luz 
Quantos fosse precisar 
Pra cruzar o túnel 
Do tempo do seu olhar”. (Gilberto Gil, 1984). 
Gilberto Gil usa na letra da música a palavra composta 
anos-luz. O sentido prático, em geral, não é 
obrigatoriamente o mesmo que na ciência. Na Física, um 
ano luz é uma medida que relaciona a velocidade da luz 
e o tempo de um ano e que, portanto, se refere a 
a) tempo. 
b) aceleração. 
c) distância. 
d) velocidade. 
e) luminosidade.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Velocidade Escalar Média
Velocidade Escalar MédiaVelocidade Escalar Média
Velocidade Escalar Média
Miky Mine
 
Ponto MáXimo E Ponto MíNimo
Ponto MáXimo E Ponto MíNimoPonto MáXimo E Ponto MíNimo
Ponto MáXimo E Ponto MíNimo
Luciane Antoniolli
 
Análise combinatória
Análise combinatóriaAnálise combinatória
Análise combinatória
betencourt
 
2409 atividades de física assunto mru e mruv prof waldir montenegro
2409 atividades de física assunto mru  e  mruv prof waldir montenegro2409 atividades de física assunto mru  e  mruv prof waldir montenegro
2409 atividades de física assunto mru e mruv prof waldir montenegro
Waldir Montenegro
 
Ondas gabarito versão final
Ondas gabarito versão finalOndas gabarito versão final
Ondas gabarito versão final
Luiz Alfredo Andrade Ferraz
 
1 ano função afim
1 ano   função afim1 ano   função afim
1 ano função afim
Ariosvaldo Carvalho
 
Exercicios resolvidos movimento retilíneo uniforme
Exercicios resolvidos movimento retilíneo uniformeExercicios resolvidos movimento retilíneo uniforme
Exercicios resolvidos movimento retilíneo uniforme
razonetecontabil
 
3° Bimestre_1° Avaliação_3° ano EJA_AM_BM
3° Bimestre_1° Avaliação_3° ano EJA_AM_BM3° Bimestre_1° Avaliação_3° ano EJA_AM_BM
3° Bimestre_1° Avaliação_3° ano EJA_AM_BM
O mundo da FÍSICA
 
Lista 01 exercícios de função do 1º grau
Lista 01 exercícios de função do 1º grauLista 01 exercícios de função do 1º grau
Lista 01 exercícios de função do 1º grau
Manoel Silva
 
Exercicios ondas
Exercicios ondasExercicios ondas
Exercicios ondas
Prof. Sergio
 
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUVMovimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
O mundo da FÍSICA
 
Slide Cinemática
Slide CinemáticaSlide Cinemática
Slide Cinemática
joaberb
 
Exercícios de Aprendizagem - Velocidade média e escalar média.
Exercícios de Aprendizagem - Velocidade média e escalar média.Exercícios de Aprendizagem - Velocidade média e escalar média.
Exercícios de Aprendizagem - Velocidade média e escalar média.
UFPB
 
Aula 01.1 exercicios velocidade média
Aula 01.1 exercicios velocidade médiaAula 01.1 exercicios velocidade média
Aula 01.1 exercicios velocidade média
Pedro Mateus
 
1°ano força centrípeta
1°ano força centrípeta1°ano força centrípeta
1°ano força centrípeta
fisigomes
 
Cinemática Escalar
Cinemática EscalarCinemática Escalar
Cinemática Escalar
Marco Antonio Sanches
 
Plano de aula Cinemática
Plano de aula CinemáticaPlano de aula Cinemática
Plano de aula Cinemática
LucianaOliveira403
 
Introducao a-fisica
Introducao a-fisicaIntroducao a-fisica
Introducao a-fisica
Adrianne Mendonça
 
Exercícios de distribuição eletrônica
Exercícios de distribuição eletrônicaExercícios de distribuição eletrônica
Exercícios de distribuição eletrônica
Valquiria R. Nascimento
 
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
Aula de física  movimento, repouso, velocidade médiaAula de física  movimento, repouso, velocidade média
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
luam1969
 

Mais procurados (20)

Velocidade Escalar Média
Velocidade Escalar MédiaVelocidade Escalar Média
Velocidade Escalar Média
 
Ponto MáXimo E Ponto MíNimo
Ponto MáXimo E Ponto MíNimoPonto MáXimo E Ponto MíNimo
Ponto MáXimo E Ponto MíNimo
 
Análise combinatória
Análise combinatóriaAnálise combinatória
Análise combinatória
 
2409 atividades de física assunto mru e mruv prof waldir montenegro
2409 atividades de física assunto mru  e  mruv prof waldir montenegro2409 atividades de física assunto mru  e  mruv prof waldir montenegro
2409 atividades de física assunto mru e mruv prof waldir montenegro
 
Ondas gabarito versão final
Ondas gabarito versão finalOndas gabarito versão final
Ondas gabarito versão final
 
1 ano função afim
1 ano   função afim1 ano   função afim
1 ano função afim
 
Exercicios resolvidos movimento retilíneo uniforme
Exercicios resolvidos movimento retilíneo uniformeExercicios resolvidos movimento retilíneo uniforme
Exercicios resolvidos movimento retilíneo uniforme
 
3° Bimestre_1° Avaliação_3° ano EJA_AM_BM
3° Bimestre_1° Avaliação_3° ano EJA_AM_BM3° Bimestre_1° Avaliação_3° ano EJA_AM_BM
3° Bimestre_1° Avaliação_3° ano EJA_AM_BM
 
Lista 01 exercícios de função do 1º grau
Lista 01 exercícios de função do 1º grauLista 01 exercícios de função do 1º grau
Lista 01 exercícios de função do 1º grau
 
Exercicios ondas
Exercicios ondasExercicios ondas
Exercicios ondas
 
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUVMovimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
 
Slide Cinemática
Slide CinemáticaSlide Cinemática
Slide Cinemática
 
Exercícios de Aprendizagem - Velocidade média e escalar média.
Exercícios de Aprendizagem - Velocidade média e escalar média.Exercícios de Aprendizagem - Velocidade média e escalar média.
Exercícios de Aprendizagem - Velocidade média e escalar média.
 
Aula 01.1 exercicios velocidade média
Aula 01.1 exercicios velocidade médiaAula 01.1 exercicios velocidade média
Aula 01.1 exercicios velocidade média
 
1°ano força centrípeta
1°ano força centrípeta1°ano força centrípeta
1°ano força centrípeta
 
Cinemática Escalar
Cinemática EscalarCinemática Escalar
Cinemática Escalar
 
Plano de aula Cinemática
Plano de aula CinemáticaPlano de aula Cinemática
Plano de aula Cinemática
 
Introducao a-fisica
Introducao a-fisicaIntroducao a-fisica
Introducao a-fisica
 
Exercícios de distribuição eletrônica
Exercícios de distribuição eletrônicaExercícios de distribuição eletrônica
Exercícios de distribuição eletrônica
 
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
Aula de física  movimento, repouso, velocidade médiaAula de física  movimento, repouso, velocidade média
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
 

Destaque

Apostila de fisica para o enem cinemática -matematica _funções afim ou de 1º...
Apostila de fisica para o enem  cinemática -matematica _funções afim ou de 1º...Apostila de fisica para o enem  cinemática -matematica _funções afim ou de 1º...
Apostila de fisica para o enem cinemática -matematica _funções afim ou de 1º...
neocontextual
 
Questões Corrigidas, em Word: Cinemática Escalar - Conteúdo vinculado ao blog...
Questões Corrigidas, em Word: Cinemática Escalar - Conteúdo vinculado ao blog...Questões Corrigidas, em Word: Cinemática Escalar - Conteúdo vinculado ao blog...
Questões Corrigidas, em Word: Cinemática Escalar - Conteúdo vinculado ao blog...
Rodrigo Penna
 
Física - Exercícios Resolvidos de Cinemática
Física - Exercícios Resolvidos de CinemáticaFísica - Exercícios Resolvidos de Cinemática
Física - Exercícios Resolvidos de Cinemática
Joana Figueredo
 
Introdução à Cinemática
Introdução à CinemáticaIntrodução à Cinemática
Introdução à Cinemática
Aryleudo De Oliveira
 
Fisica resolucao exercicios gabarito cinematica 2011 1_serie
Fisica resolucao exercicios gabarito cinematica 2011 1_serieFisica resolucao exercicios gabarito cinematica 2011 1_serie
Fisica resolucao exercicios gabarito cinematica 2011 1_serie
comentada
 
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercícios Resolvidos de Cinemática
www.aulasdefisicaapoio.com   - Física - Exercícios Resolvidos de Cinemáticawww.aulasdefisicaapoio.com   - Física - Exercícios Resolvidos de Cinemática
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercícios Resolvidos de Cinemática
Videoaulas De Física Apoio
 
Aula 03 cinemática introdução
Aula 03 cinemática introduçãoAula 03 cinemática introdução
Aula 03 cinemática introdução
Márcio Nicontchuk
 
Física - Cinemática
Física - CinemáticaFísica - Cinemática
Física - Cinemática
João Monteiro
 
Questões Corrigidas, em Word: Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...
Questões Corrigidas, em Word:  Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...Questões Corrigidas, em Word:  Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...
Questões Corrigidas, em Word: Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...
Rodrigo Penna
 
Cinemática nos esportes lançamento oblíquo
Cinemática nos esportes   lançamento oblíquoCinemática nos esportes   lançamento oblíquo
Cinemática nos esportes lançamento oblíquo
RicardoDiLucia
 
Fisica exercicios resolvidos 003
Fisica exercicios resolvidos  003Fisica exercicios resolvidos  003
Fisica exercicios resolvidos 003
comentada
 
Noções básicas de cinemática
Noções básicas de cinemáticaNoções básicas de cinemática
Noções básicas de cinemática
Angélica Brasil
 
Física cinemática - aula - 11
Física   cinemática - aula - 11Física   cinemática - aula - 11
Física cinemática - aula - 11
Bruce Colombi
 
Fisica tópico 3 – movimento uniformemente variado
Fisica tópico 3 – movimento uniformemente variadoFisica tópico 3 – movimento uniformemente variado
Fisica tópico 3 – movimento uniformemente variado
comentada
 
919 Questões de Física (resolvidas)
919 Questões de Física (resolvidas)919 Questões de Física (resolvidas)
919 Questões de Física (resolvidas)
Adriano Capilupe
 
Questões Corrigidas, em Word: Vetores - Conteúdo vinculado ao blog http...
Questões Corrigidas, em Word:  Vetores - Conteúdo vinculado ao blog      http...Questões Corrigidas, em Word:  Vetores - Conteúdo vinculado ao blog      http...
Questões Corrigidas, em Word: Vetores - Conteúdo vinculado ao blog http...
Rodrigo Penna
 
Questões Corrigidas, em Word: Algarismos Significativos e Grandezas - Conteúd...
Questões Corrigidas, em Word: Algarismos Significativos e Grandezas - Conteúd...Questões Corrigidas, em Word: Algarismos Significativos e Grandezas - Conteúd...
Questões Corrigidas, em Word: Algarismos Significativos e Grandezas - Conteúd...
Rodrigo Penna
 
LISTA EXERCICIOS - MRUV - 1 ANO
LISTA EXERCICIOS - MRUV - 1 ANOLISTA EXERCICIOS - MRUV - 1 ANO
LISTA EXERCICIOS - MRUV - 1 ANO
Taciano Santos
 
ENEM Física: corrigido e comentado de 98 a 2008, em Word - Conteúdo vinculado...
ENEM Física: corrigido e comentado de 98 a 2008, em Word - Conteúdo vinculado...ENEM Física: corrigido e comentado de 98 a 2008, em Word - Conteúdo vinculado...
ENEM Física: corrigido e comentado de 98 a 2008, em Word - Conteúdo vinculado...
Rodrigo Penna
 
Questões cinemática
Questões   cinemáticaQuestões   cinemática
Questões cinemática
Robert Silva
 

Destaque (20)

Apostila de fisica para o enem cinemática -matematica _funções afim ou de 1º...
Apostila de fisica para o enem  cinemática -matematica _funções afim ou de 1º...Apostila de fisica para o enem  cinemática -matematica _funções afim ou de 1º...
Apostila de fisica para o enem cinemática -matematica _funções afim ou de 1º...
 
Questões Corrigidas, em Word: Cinemática Escalar - Conteúdo vinculado ao blog...
Questões Corrigidas, em Word: Cinemática Escalar - Conteúdo vinculado ao blog...Questões Corrigidas, em Word: Cinemática Escalar - Conteúdo vinculado ao blog...
Questões Corrigidas, em Word: Cinemática Escalar - Conteúdo vinculado ao blog...
 
Física - Exercícios Resolvidos de Cinemática
Física - Exercícios Resolvidos de CinemáticaFísica - Exercícios Resolvidos de Cinemática
Física - Exercícios Resolvidos de Cinemática
 
Introdução à Cinemática
Introdução à CinemáticaIntrodução à Cinemática
Introdução à Cinemática
 
Fisica resolucao exercicios gabarito cinematica 2011 1_serie
Fisica resolucao exercicios gabarito cinematica 2011 1_serieFisica resolucao exercicios gabarito cinematica 2011 1_serie
Fisica resolucao exercicios gabarito cinematica 2011 1_serie
 
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercícios Resolvidos de Cinemática
www.aulasdefisicaapoio.com   - Física - Exercícios Resolvidos de Cinemáticawww.aulasdefisicaapoio.com   - Física - Exercícios Resolvidos de Cinemática
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercícios Resolvidos de Cinemática
 
Aula 03 cinemática introdução
Aula 03 cinemática introduçãoAula 03 cinemática introdução
Aula 03 cinemática introdução
 
Física - Cinemática
Física - CinemáticaFísica - Cinemática
Física - Cinemática
 
Questões Corrigidas, em Word: Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...
Questões Corrigidas, em Word:  Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...Questões Corrigidas, em Word:  Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...
Questões Corrigidas, em Word: Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...
 
Cinemática nos esportes lançamento oblíquo
Cinemática nos esportes   lançamento oblíquoCinemática nos esportes   lançamento oblíquo
Cinemática nos esportes lançamento oblíquo
 
Fisica exercicios resolvidos 003
Fisica exercicios resolvidos  003Fisica exercicios resolvidos  003
Fisica exercicios resolvidos 003
 
Noções básicas de cinemática
Noções básicas de cinemáticaNoções básicas de cinemática
Noções básicas de cinemática
 
Física cinemática - aula - 11
Física   cinemática - aula - 11Física   cinemática - aula - 11
Física cinemática - aula - 11
 
Fisica tópico 3 – movimento uniformemente variado
Fisica tópico 3 – movimento uniformemente variadoFisica tópico 3 – movimento uniformemente variado
Fisica tópico 3 – movimento uniformemente variado
 
919 Questões de Física (resolvidas)
919 Questões de Física (resolvidas)919 Questões de Física (resolvidas)
919 Questões de Física (resolvidas)
 
Questões Corrigidas, em Word: Vetores - Conteúdo vinculado ao blog http...
Questões Corrigidas, em Word:  Vetores - Conteúdo vinculado ao blog      http...Questões Corrigidas, em Word:  Vetores - Conteúdo vinculado ao blog      http...
Questões Corrigidas, em Word: Vetores - Conteúdo vinculado ao blog http...
 
Questões Corrigidas, em Word: Algarismos Significativos e Grandezas - Conteúd...
Questões Corrigidas, em Word: Algarismos Significativos e Grandezas - Conteúd...Questões Corrigidas, em Word: Algarismos Significativos e Grandezas - Conteúd...
Questões Corrigidas, em Word: Algarismos Significativos e Grandezas - Conteúd...
 
LISTA EXERCICIOS - MRUV - 1 ANO
LISTA EXERCICIOS - MRUV - 1 ANOLISTA EXERCICIOS - MRUV - 1 ANO
LISTA EXERCICIOS - MRUV - 1 ANO
 
ENEM Física: corrigido e comentado de 98 a 2008, em Word - Conteúdo vinculado...
ENEM Física: corrigido e comentado de 98 a 2008, em Word - Conteúdo vinculado...ENEM Física: corrigido e comentado de 98 a 2008, em Word - Conteúdo vinculado...
ENEM Física: corrigido e comentado de 98 a 2008, em Word - Conteúdo vinculado...
 
Questões cinemática
Questões   cinemáticaQuestões   cinemática
Questões cinemática
 

Semelhante a Cinemática - Questões do Enem

F
FF
Lista de exercícios 9° ano
Lista de exercícios 9° anoLista de exercícios 9° ano
Lista de exercícios 9° ano
Wellington Sampaio
 
Cinemática
CinemáticaCinemática
Cinemática
HEBERTDEAMORIMFOLLI
 
Lista graficos
Lista graficosLista graficos
Lista graficos
fisica_prefederal
 
Exercícios mruv-17-de-abril
Exercícios mruv-17-de-abrilExercícios mruv-17-de-abril
Exercícios mruv-17-de-abril
Maikkom Tavares
 
Lista01 cinemática 2012
Lista01 cinemática 2012Lista01 cinemática 2012
Lista01 cinemática 2012
vitin912
 
05 fisica a
05 fisica a05 fisica a
05 fisica a
marcosvier
 
A representação gráfica_do_movimento
A representação gráfica_do_movimentoA representação gráfica_do_movimento
A representação gráfica_do_movimento
Rosa Bossa
 
Resumo movimento uniforme
Resumo movimento uniformeResumo movimento uniforme
Resumo movimento uniforme
JFPMartins
 
_REVISAO DE CINEMATICA 1 anos.pptx
_REVISAO  DE CINEMATICA 1 anos.pptx_REVISAO  DE CINEMATICA 1 anos.pptx
_REVISAO DE CINEMATICA 1 anos.pptx
LUCIANAALVAREZCEZARE
 
_REVISAO DE CINEMATICA.pptx
_REVISAO  DE CINEMATICA.pptx_REVISAO  DE CINEMATICA.pptx
_REVISAO DE CINEMATICA.pptx
SimoneBarboza7
 
Mru, mruv e queda livre 1 ano (2)
Mru, mruv e queda livre 1 ano (2)Mru, mruv e queda livre 1 ano (2)
Mru, mruv e queda livre 1 ano (2)
Ricardo Pádua
 
Movimento retilíneo uniforme - MUV...ppt
Movimento retilíneo uniforme - MUV...pptMovimento retilíneo uniforme - MUV...ppt
Movimento retilíneo uniforme - MUV...ppt
CanalFsicaFcil
 
Física 1º ano prof. pedro ivo - (gráfico da função horária da velocidade do...
Física 1º ano   prof. pedro ivo - (gráfico da função horária da velocidade do...Física 1º ano   prof. pedro ivo - (gráfico da função horária da velocidade do...
Física 1º ano prof. pedro ivo - (gráfico da função horária da velocidade do...
Pedro Ivo Andrade Sousa
 
Cinemática Vetorial
Cinemática VetorialCinemática Vetorial
Cinemática Vetorial
Marco Antonio Sanches
 
Introduçao cinematica
Introduçao cinematicaIntroduçao cinematica
Apostila Física T1A e T1B.docx
Apostila Física T1A e T1B.docxApostila Física T1A e T1B.docx
Apostila Física T1A e T1B.docx
MarcosRibeiro339314
 
Fis 1 lista_1 b
Fis 1 lista_1 bFis 1 lista_1 b
Fis 1 lista_1 b
comentada
 
2012 lista capítulo 2 1
2012 lista  capítulo 2 12012 lista  capítulo 2 1
2012 lista capítulo 2 1
Dulceval Andrade Santana
 
CINEMÁTICA.pptx
CINEMÁTICA.pptxCINEMÁTICA.pptx
CINEMÁTICA.pptx
TopsAvakinImvu
 

Semelhante a Cinemática - Questões do Enem (20)

F
FF
F
 
Lista de exercícios 9° ano
Lista de exercícios 9° anoLista de exercícios 9° ano
Lista de exercícios 9° ano
 
Cinemática
CinemáticaCinemática
Cinemática
 
Lista graficos
Lista graficosLista graficos
Lista graficos
 
Exercícios mruv-17-de-abril
Exercícios mruv-17-de-abrilExercícios mruv-17-de-abril
Exercícios mruv-17-de-abril
 
Lista01 cinemática 2012
Lista01 cinemática 2012Lista01 cinemática 2012
Lista01 cinemática 2012
 
05 fisica a
05 fisica a05 fisica a
05 fisica a
 
A representação gráfica_do_movimento
A representação gráfica_do_movimentoA representação gráfica_do_movimento
A representação gráfica_do_movimento
 
Resumo movimento uniforme
Resumo movimento uniformeResumo movimento uniforme
Resumo movimento uniforme
 
_REVISAO DE CINEMATICA 1 anos.pptx
_REVISAO  DE CINEMATICA 1 anos.pptx_REVISAO  DE CINEMATICA 1 anos.pptx
_REVISAO DE CINEMATICA 1 anos.pptx
 
_REVISAO DE CINEMATICA.pptx
_REVISAO  DE CINEMATICA.pptx_REVISAO  DE CINEMATICA.pptx
_REVISAO DE CINEMATICA.pptx
 
Mru, mruv e queda livre 1 ano (2)
Mru, mruv e queda livre 1 ano (2)Mru, mruv e queda livre 1 ano (2)
Mru, mruv e queda livre 1 ano (2)
 
Movimento retilíneo uniforme - MUV...ppt
Movimento retilíneo uniforme - MUV...pptMovimento retilíneo uniforme - MUV...ppt
Movimento retilíneo uniforme - MUV...ppt
 
Física 1º ano prof. pedro ivo - (gráfico da função horária da velocidade do...
Física 1º ano   prof. pedro ivo - (gráfico da função horária da velocidade do...Física 1º ano   prof. pedro ivo - (gráfico da função horária da velocidade do...
Física 1º ano prof. pedro ivo - (gráfico da função horária da velocidade do...
 
Cinemática Vetorial
Cinemática VetorialCinemática Vetorial
Cinemática Vetorial
 
Introduçao cinematica
Introduçao cinematicaIntroduçao cinematica
Introduçao cinematica
 
Apostila Física T1A e T1B.docx
Apostila Física T1A e T1B.docxApostila Física T1A e T1B.docx
Apostila Física T1A e T1B.docx
 
Fis 1 lista_1 b
Fis 1 lista_1 bFis 1 lista_1 b
Fis 1 lista_1 b
 
2012 lista capítulo 2 1
2012 lista  capítulo 2 12012 lista  capítulo 2 1
2012 lista capítulo 2 1
 
CINEMÁTICA.pptx
CINEMÁTICA.pptxCINEMÁTICA.pptx
CINEMÁTICA.pptx
 

Mais de Maxsuel Aquino

Lição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessário
Lição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessárioLição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessário
Lição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessário
Maxsuel Aquino
 
Lição 04 - Curando o filho de um oficial
Lição 04 - Curando o filho de um oficialLição 04 - Curando o filho de um oficial
Lição 04 - Curando o filho de um oficial
Maxsuel Aquino
 
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de JesusLição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
Maxsuel Aquino
 
Física: Conhecimentos básicos e fundamentais
Física: Conhecimentos básicos e fundamentaisFísica: Conhecimentos básicos e fundamentais
Física: Conhecimentos básicos e fundamentais
Maxsuel Aquino
 
Lição 11 - A Igreja e a Política
Lição 11 - A Igreja e a PolíticaLição 11 - A Igreja e a Política
Lição 11 - A Igreja e a Política
Maxsuel Aquino
 
Lição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
Lição 08- A Igreja e Os Dons EspirituaisLição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
Lição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
Maxsuel Aquino
 
Lição 01- A Origem e Desenvolvimento da Igreja
Lição 01- A Origem e Desenvolvimento da IgrejaLição 01- A Origem e Desenvolvimento da Igreja
Lição 01- A Origem e Desenvolvimento da Igreja
Maxsuel Aquino
 
Lição 11- Profecias da Consumação da História
Lição 11- Profecias da Consumação da HistóriaLição 11- Profecias da Consumação da História
Lição 11- Profecias da Consumação da História
Maxsuel Aquino
 
Lição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
Lição 08- Primeiras Profecias MessiânicasLição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
Lição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
Maxsuel Aquino
 
Lição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de Judá
Lição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de JudáLição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de Judá
Lição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de Judá
Maxsuel Aquino
 
Lição 05- Predições de Juízo e Glória
Lição 05- Predições de   Juízo e GlóriaLição 05- Predições de   Juízo e Glória
Lição 05- Predições de Juízo e Glória
Maxsuel Aquino
 
Lição 04- O Juízo de Judá e de Jerusalém
Lição 04- O Juízo de Judá e de JerusalémLição 04- O Juízo de Judá e de Jerusalém
Lição 04- O Juízo de Judá e de Jerusalém
Maxsuel Aquino
 
Lição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de IsaíasLição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Maxsuel Aquino
 
Lição 01- Conhecendo o Livro de Isaías
Lição 01- Conhecendo o Livro de IsaíasLição 01- Conhecendo o Livro de Isaías
Lição 01- Conhecendo o Livro de Isaías
Maxsuel Aquino
 
Aula 02- O Cânon Sagrado
Aula 02- O Cânon SagradoAula 02- O Cânon Sagrado
Aula 02- O Cânon Sagrado
Maxsuel Aquino
 
Lição 08- Conflitos Familiares
Lição 08- Conflitos FamiliaresLição 08- Conflitos Familiares
Lição 08- Conflitos Familiares
Maxsuel Aquino
 
Lição 07- O Papel da Esposa na Família
Lição 07- O Papel da Esposa na FamíliaLição 07- O Papel da Esposa na Família
Lição 07- O Papel da Esposa na Família
Maxsuel Aquino
 
Lição 05- Deixando Pai e Mãe
Lição 05- Deixando Pai e MãeLição 05- Deixando Pai e Mãe
Lição 05- Deixando Pai e Mãe
Maxsuel Aquino
 
Lição 04- Preparando-se para Construir uma Família
Lição 04- Preparando-se para Construir uma FamíliaLição 04- Preparando-se para Construir uma Família
Lição 04- Preparando-se para Construir uma Família
Maxsuel Aquino
 
Lição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da Família
Lição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da FamíliaLição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da Família
Lição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da Família
Maxsuel Aquino
 

Mais de Maxsuel Aquino (20)

Lição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessário
Lição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessárioLição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessário
Lição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessário
 
Lição 04 - Curando o filho de um oficial
Lição 04 - Curando o filho de um oficialLição 04 - Curando o filho de um oficial
Lição 04 - Curando o filho de um oficial
 
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de JesusLição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
 
Física: Conhecimentos básicos e fundamentais
Física: Conhecimentos básicos e fundamentaisFísica: Conhecimentos básicos e fundamentais
Física: Conhecimentos básicos e fundamentais
 
Lição 11 - A Igreja e a Política
Lição 11 - A Igreja e a PolíticaLição 11 - A Igreja e a Política
Lição 11 - A Igreja e a Política
 
Lição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
Lição 08- A Igreja e Os Dons EspirituaisLição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
Lição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
 
Lição 01- A Origem e Desenvolvimento da Igreja
Lição 01- A Origem e Desenvolvimento da IgrejaLição 01- A Origem e Desenvolvimento da Igreja
Lição 01- A Origem e Desenvolvimento da Igreja
 
Lição 11- Profecias da Consumação da História
Lição 11- Profecias da Consumação da HistóriaLição 11- Profecias da Consumação da História
Lição 11- Profecias da Consumação da História
 
Lição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
Lição 08- Primeiras Profecias MessiânicasLição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
Lição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
 
Lição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de Judá
Lição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de JudáLição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de Judá
Lição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de Judá
 
Lição 05- Predições de Juízo e Glória
Lição 05- Predições de   Juízo e GlóriaLição 05- Predições de   Juízo e Glória
Lição 05- Predições de Juízo e Glória
 
Lição 04- O Juízo de Judá e de Jerusalém
Lição 04- O Juízo de Judá e de JerusalémLição 04- O Juízo de Judá e de Jerusalém
Lição 04- O Juízo de Judá e de Jerusalém
 
Lição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de IsaíasLição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
 
Lição 01- Conhecendo o Livro de Isaías
Lição 01- Conhecendo o Livro de IsaíasLição 01- Conhecendo o Livro de Isaías
Lição 01- Conhecendo o Livro de Isaías
 
Aula 02- O Cânon Sagrado
Aula 02- O Cânon SagradoAula 02- O Cânon Sagrado
Aula 02- O Cânon Sagrado
 
Lição 08- Conflitos Familiares
Lição 08- Conflitos FamiliaresLição 08- Conflitos Familiares
Lição 08- Conflitos Familiares
 
Lição 07- O Papel da Esposa na Família
Lição 07- O Papel da Esposa na FamíliaLição 07- O Papel da Esposa na Família
Lição 07- O Papel da Esposa na Família
 
Lição 05- Deixando Pai e Mãe
Lição 05- Deixando Pai e MãeLição 05- Deixando Pai e Mãe
Lição 05- Deixando Pai e Mãe
 
Lição 04- Preparando-se para Construir uma Família
Lição 04- Preparando-se para Construir uma FamíliaLição 04- Preparando-se para Construir uma Família
Lição 04- Preparando-se para Construir uma Família
 
Lição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da Família
Lição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da FamíliaLição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da Família
Lição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da Família
 

Último

oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
IsaiasJohaneSimango
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
Daniel273024
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 

Cinemática - Questões do Enem

  • 1. EM BUSCA DA VITÓRIA Cinemática ENEM
  • 3. CONCEITOS BÁSICOS  Referencial É todo o local onde o observador fixa um sistema de referencia para, a partir do qual, estudar o movimento ou o repouso do objeto.
  • 4. CONCEITOS BÁSICOS  Movimento e repouso
  • 5. CONCEITOS BÁSICOS  Movimento e repouso
  • 6. CONCEITOS BÁSICOS  Velocidade média 푉푚 = Δ푠 Δ푡 Sendo: Δ푠 = 푠 − 푠표 e Δ푡 = 푡 − 푡표
  • 7. Movimento Uniforme (M.U) v = cte. a = cte = 0
  • 8. Movimento Uniforme (M.U)  Gráfico da velocidade
  • 9. Movimento Uniforme (M.U)  Função horária
  • 10. Movimento Uniforme (M.U)  Gráfico s x t
  • 11. Movimento Uniforme (M.U)  Gráfico s x t
  • 12. Movimento Uniformemente Variado(M.U.V) Aceleração constante
  • 17. Questões ENEM  1) (Enem 2008) O gráfico a seguir modela a distância percorrida, em km, por uma pessoa em certo período de tempo. A escala de tempo a ser adotada para o eixo das abscissas depende da maneira como essa pessoa se desloca.
  • 19.  Qual é a opção que apresenta a melhor associação entre meio ou forma de locomoção e unidade de tempo, quando são percorridos 10 km? a) carroça – semana b) carro - dia c) caminhada - hora d) bicicleta - minuto e) avião – segundo
  • 20.  2) Um sistema de radar é programado para registrar automaticamente a velocidade de todos os veículos trafegando por uma avenida, onde passam em média 300 veículos por hora, sendo 55km/h a máxima velocidade permitida. Um levantamento estatístico dos registros do radar permitiu a elaboração da distribuição percentual de veículos de acordo com sua velocidade aproximada.
  • 22.  A velocidade média dos veículos que trafegam nessa avenida é de:  a) 35 km/h b) 44 km/h  c) 55 km/h d) 76 km/h  e) 85 km/h
  • 24. 3) Baseado no gráfico, em que intervalo de tempo a VELOCIDADE do corredor é aproximadamente constante? a) Entre 0 e 1 segundo. b) Entre 1 e 5 segundos. c) Entre 5 e 8 segundos. d) Entre 8 e 11 segundos. e) Entre 12 e 15 segundos.
  • 25.  4) Em que intervalo de tempo o corredor apresenta ACELERAÇÃO máxima? a) Entre 0 e 1 segundo. b) Entre 1 e 5 segundos. c) Entre 5 e 8 segundos. d) Entre 8 e 11 segundos. e) Entre 9 e 15 segundos.
  • 26.  5) Rua da Passagem  Os automóveis atrapalham o trânsito.  Gentileza é fundamental.  Não adianta esquentar a cabeça.  Menos peso do pé no pedal.  O trecho da música, de Lenine e Arnaldo Antunes (1999), ilustra a preocupação com o trânsito nas cidades, motivo de uma campanha publicitária de uma seguradora brasileira. Considere dois automóveis, A e B, respectivamente conduzidos por um motorista imprudente e por um motorista consciente e adepto da campanha citada. Ambos se encontram lado a lado no instante inicial t = 0 s, quando avistam um semáforo amarelo (que indica atenção, parada obrigatória ao se tornar vermelho). O movimento de A e B pode ser analisado por meio do gráfico, que representa a velocidade de cada automóvel em função do tempo.
  • 28.  As velocidades dos veículos variam com o tempo em dois intervalos: (I) entre os instantes 10s e 20s; (II) entre os instantes 30s e 40s. De acordo com o gráfico, quais são os módulos das taxas de variação da velocidade do veículo conduzido pelo motorista imprudente, em m/s2, nos intervalos (I) e (II), respectivamente?  a) 1,0 e 3,0 b) 2,0 e 1,0  c) 2,0 e 1,5 d) 2,0 e 3,0  e) 10,0 e 30,0
  • 29. 6) Para melhorar a mobilidade urbana na rede metroviária é necessário minimizar o tempo entre estações. Para isso a administração do metrô de uma grande cidade adotou o seguinte procedimento entre duas estações: a locomotiva parte do repouso com aceleração constante por um terço do tempo de percurso, mantém a velocidade constante por outro terço e reduz sua velocidade com desaceleração constante no trecho final, até parar. Qual é o gráfico de posição (eixo vertical) em função do tempo (eixo horizontal) que representa o movimento desse trem?
  • 31. 7) Uma empresa de transportes precisa efetuar a entrega de uma encomenda o mais breve possível. Para tanto, a equipe de logística analisa o trajeto desde a empresa até o local de entrega. Ela verifica que o trajeto apresenta dois trechos de distâncias diferentes e velocidades máximas permitidas diferentes. No primeiro trecho, a velocidade máxima permitida é de 80 km/h e a distância a ser percorrida é de 80 km. No segundo trecho, cujo comprimento vale 60 km, a velocidade máxima permitida é de 120 km/h. Supondo que as condições de trânsito sejam favoráveis para que o veiculo da empresa permitida, qual será o tempo necessário, em horas, para a realização da entrega? 8) a) 0,7 b) 1,4 c) 1,5 d) 2,0 e) 3,0
  • 32. 8) “ Seu olhar Na eternidade Eu quisera ter Tantos anos-luz Quantos fosse precisar Pra cruzar o túnel Do tempo do seu olhar”. (Gilberto Gil, 1984). Gilberto Gil usa na letra da música a palavra composta anos-luz. O sentido prático, em geral, não é obrigatoriamente o mesmo que na ciência. Na Física, um ano luz é uma medida que relaciona a velocidade da luz e o tempo de um ano e que, portanto, se refere a a) tempo. b) aceleração. c) distância. d) velocidade. e) luminosidade.