SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 37
ASSEMBLEIA DE DEUS
ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
FLORÂNIA
MAXSUEL AQUINO
EU E MINHA
CASA
Orientação da palavra de
Deus a família no século
XXI
LIÇÃO 03
AS DIFERENTES MUDANÇAS SOCIAIS
DA FAMÍLIA
TEXTO DO DIA
“Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza do vosso coração, vos permitiu
repudiar vossa mulher; mas, ao princípio, não foi assim."
(Mt 19.8)
SÍNTESE
A sociedade, ao longo
dos tempos, admitiu a
formação de variados
arranjos familiares.
Entretanto, o padrão
divino para a família
estabelecido no Éden não
se alterou, pois a Palavra
de Deus não muda.
TEXTO
BÍBLICO
01 E aconteceu que. concluindo
Jesus esses discursos, saiu da
Galileia e dirigiu-se aos confins
da Judeia, além do Jordão.
Mateus 19.1-8
02 E seguiram-no muitas gentes
e curou- -as ali.
TEXTO
BÍBLICO
03 Então, chegaram ao pé dele
os fariseus. tentando-o e
dizendo-lhe: É licito ao homem
repudiar sua mulher por
qualquer motivo?
Mateus 19.1-8
04 Ele. porém, respondendo,
disse-lhes: Não tendes lido que.
no principio, o Criador os fez
macho e fêmea
05 e disse: Portanto, deixará o
homem pai e mãe e se unirá à
sua mulher, e serão dois numa
só carne?
06 Assim não são mais dois.
mas uma só carne. Portanto, o
que Deus ajuntou não separe o
homem.
TEXTO
BÍBLICO
07 Disseram-lhe eles: Então,
por que mandou Moisés dar-
lhe carta de divórcio e repudiá-
la?
Mateus 19.1-8
08 Disse-lhes ele: Moisés, por
causa da dureza do vosso
coração, vos permitiu repudiar
vossa mulher: mas. ao
principio. não foi assim.
NO Episódio
DE HOJE:
I – Direito e Família
II – A família durante os séculos
III – A monogamia como
modelo Bíblico
INTRODUÇÃO
O modelo familiar adquiriu
inúmeros e diferentes
contornos ao longo da história
cultural das civilizações
Quanto maior o afastamento de
Deus, maior a deturpação do
modelo tradicional divino
(Gn 4.23)
INTRODUÇÃO
Deus “gravou” na natureza
humana o seu projeto familiar
original, desde cedo, o qual foi
inaugurado no Éden: a família
tradicional monogâmica,
genuinamente bíblica, formada
a partir de pais e filhos.
I – DIREITO E FAMÍLIA
I – Conceito
Família = grupo social indispensável para o estabelecimento de uma
civilização forte e duradoura (célula-mãe da sociedade)
À luz do direito pode assumir várias conotações,
dependendo da cultura e da época da sociedade
que se analisa.
De forma geral = grupo social composto por
pessoas ligadas pela consanguinidade, afinidade
e/ou pela existência de vínculos matrimoniais
I – Conceito
Entre os hebreus abrangia muito além de cônjuges e descendentes,
pois incluía também os parentes por afinidade e os escravos (Gn
47.12)
Somente os filhos tinham direito à herança, exceto
na ausência destes (Gn 15.2-4)
II – Relevâncias jurídicas
e sociais
Questões familiares é tão
importante para a sociedade
que existe uma área do direito
dedicada exclusivamente a esse
tema: “O Direito de Família”
Nas grandes cidades do Brasil,
juízes exclusivos (divórcio,
pensão alimentícia, guarda de
filhos, direito de visitas dos
filhos, dentre outras)
III – Variantes históricas
III – Variantes históricas
PENSE!
Será que Deus se importa com
o tipo de família que é
constituída socialmente?
IMPORTANTE!
O amor de Deus não
permite que Ele fique
indiferente a questões
que prejudiquem o
desenvolvimento
humano.
II -A FAMÍLIA DURANTE OS SÉCULOS
I – O padrão divino
"Portanto, deixará o varão o
seu pai e a sua mãe e apegar-
se-á à sua mulher, e serão
ambos uma carne" (Gn 2.24)
E Jesus complementou:
‘Portanto, o que Deus ajuntou,
não o separe o homem"
(Mc 10.9).
I – O padrão divino
A poligamia, por exemplo, foi
tolerada por Deus em
determinados períodos. mas
vê-se claramente, na Bíblia, as
funestas consequências
sofridas por quem andou por
esse caminho
(Gn. 30.1.2:1 Rs 11.3).
O padrão de Deus para o
casamento é que ele seja
monogâmico (cada qual deve
ter apenas um cônjuge)
heterossexual (realizado entre
homem e mulher)
monossomático (os cônjuges
devem se tornar uma só carne)
e indissolúvel (deve durar para
sempre).
II – O homem como
chefe da família
No AT a sociedade era patriarcal, o pai
era o chefe da família (Gn 3.16)
 O pai tinha direitos de vida e morte
sobre os membros da sua família
(Dt 21.11-21);
 o chefe do clã familiar (avô, bisavô,
etc.) detinha autoridade sobre toda
a descendência (Gn 9.25,27; 27.27-
40; 48.15,20; 49);
 O castigo para desobediência
poderia a morte (Dt 21.18-21).
 Pais responsáveis p/ instrução
religiosa e secular dos membros da
família (Êx 12.12.26; Dt 6.20)
III – Afetividade é
suficiente?
O casal em união estável tem a
bênção de Deus?
Dizem os críticos do casamento:
“O casamento é só um pedaço
de papel. Para que casar?"
Afetividade é suficiente para a
formação de um núcleo
familiar?
Homem e mulher podem unir-
se para construir uma nova
família, independentemente do
casamento?
Um documento que estabelece
um novo status social aos
nubentes, que cria direitos e
deveres
A Bíblia diz: ‘Venerado seja
entre todos o matrimônio e o
leito sem mácula: porém aos
que se dão à prostituição e aos
adúlteros Deus os julgará" (Hb
13.4).
PENSE!
Alguns jovens, não crentes,
pensam que o casamento é
algo muito complicado. e
acreditam que é melhor que o
rapaz e a moça primeiro
passem a morar juntos e,
depois, se der certo, pensem
em casar.
IMPORTANTE!
O padrão divino para a família é
a melhor experiência da vida. O
Senhor, que fez a família, sabe
que começar bem no
casamento faz toda a diferença
no futuro.
III - A MONOGAMIA COMO MODELO
BÍBLICO
I – No Antigo Testamento
Monogamia e poligamia no AT:
conveniências culturais,
econômicas, políticas, entre
outras.
As exceções resumem-se quase
que exclusivamente a Jacó (por
contingências culturais
contrárias à sua vontade) e Davi
(por causa de alianças políticas)
II – No Novo Testamento
Do mesmo modo. no tempo de
Jesus, a família judaica surgia
predominantemente de
casamentos monogâmicos.
Em Mateus 19.3 Jesus é
questionado pelos fariseus
sobre a dissolução de um
casamento. • Em Mateus
22.23-28, os saduceus
questionaram Jesus sobre um
problema teológico em relação
à lei do levirato (Gn 38.7-11).
III – Atualidade nacional
No Brasil, o Código Civil de
1916 = o marido como o chefe
da família, a esposa e os filhos
hierarquicamente inferiores e
os filhos ilegítimos não eram
considerados herdeiros. O
casamento era indissolúvel
III – Atualidade nacional
O divórcio veio a ser permitido
apenas em 1977.
Com a Constituição Federal de
1988 = queda do modelo
patriarcal (isonomia dos
direitos do marido e da mulher
na sociedade conjugal) e fim da
discriminação de filiação
pessoal ou hereditária.
III – Atualidade nacional
Diante de recentes decisões do
Supremo Tribunal Federal, está
sendo admitido o casamento
entre pessoas do mesmo sexo
e, inclusive, a adoção de
crianças por casais
homoafetivos.
PENSE!
Reconhecendo a lei humana a
existência de arranjos
matrimoniais diferentes da
monogamia, o que
fazer? Aprovar a lei dos homens
ou ficar com a de Deus?
IMPORTANTE!
A união entre marido, mulher e
filhos foi o projeto de família
escolhido pelo Senhor para a
humanidade.
CONCLUSÃO
Famílias pós-modernas são
formadas por filhos rebeldes
que não obedecem a Deus nem
respeitam seus pais e por
cônjuges que buscam, cada vez
mais o divórcio.
Não há mais lugar para Jesus e
para a Bíblia na maior parte
dessas famílias! Qual o fim
disso tudo? 0 que fazer?
Está escrito: "Porém, se vos parece mal aos
vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei
hoje a quem sirvais [...] porém eu e a
minha casa serviremos ao Senhor"
(Js 24.15).
HORA DA REVISÃO
1 – Cite três características que o casamento
deve ter.
2 – Por que a família deve ser preservada nos
moldes bíblicos?
3 – Cite dois exemplos de homens de Deus que
foram polígamos.
4 – Em qual versículo bíblico está o padrão que Deus
estabeleceu para a família?
5 – Segundo a lição, em qual ano. no Brasil, a família
perdeu legalmente o modelo patriarcal?
PRÓXIMA LIÇÃO
Lição 04
PREPARANDO-SE
PARA CONSTRUIR
UMA FAMÍLIA
REFERÊNCIAS
http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/
http://euvoupraebd.blogspot.com.br/
http://ebdweb.com.br/
PFEIFFER, Charles F.; REA, John; VOS, Howard F. (Eds). Dicionário Bíblico Wycliffe.
http://portalebd.org.br/
http://natalinodasneves.blogspot.com.br/
BENTHO, Esdras Costa. A Família no Antigo Testamento 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD.
2011.
GOMER. Ralph. Usos e Costumes dos Tempos Bíblicos 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD.
2002.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ibadep a familia crista
Ibadep   a familia cristaIbadep   a familia crista
Ibadep a familia cristaRicardo819
 
LBJ LIÇÃO 11 - A FAMÍLIA SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS
LBJ LIÇÃO 11 - A FAMÍLIA SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUSLBJ LIÇÃO 11 - A FAMÍLIA SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS
LBJ LIÇÃO 11 - A FAMÍLIA SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUSNatalino das Neves Neves
 
LBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRI
LBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRILBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRI
LBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRINatalino das Neves Neves
 
A família e cristã
A família e cristãA família e cristã
A família e cristãAsafe Maia
 
Eu e minha casa serviremos ao senhor
Eu e minha casa serviremos ao senhorEu e minha casa serviremos ao senhor
Eu e minha casa serviremos ao senhorMoisés Sampaio
 
Lbj lição 13 a família do século xxi
Lbj lição 13   a família do século xxiLbj lição 13   a família do século xxi
Lbj lição 13 a família do século xxiboasnovassena
 
A família e a sexualidade
A família e a sexualidadeA família e a sexualidade
A família e a sexualidadeMoisés Sampaio
 
LIÇÃO 07 – HONRARÁS PAI E MÃE
LIÇÃO 07 – HONRARÁS PAI E MÃE LIÇÃO 07 – HONRARÁS PAI E MÃE
LIÇÃO 07 – HONRARÁS PAI E MÃE Lourinaldo Serafim
 
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em família
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em famíliaLição 2 (jovens) - Relacionamento em família
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em famíliaNatalino das Neves Neves
 
Estudos biblicos relacionados a familia
Estudos biblicos relacionados a familiaEstudos biblicos relacionados a familia
Estudos biblicos relacionados a familiamgno42
 
LBJ LIÇÃO 4 - Preparando-se para construir uma família
LBJ LIÇÃO 4 - Preparando-se para construir uma famíliaLBJ LIÇÃO 4 - Preparando-se para construir uma família
LBJ LIÇÃO 4 - Preparando-se para construir uma famíliaboasnovassena
 
2013 2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhor
2013   2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhor2013   2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhor
2013 2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhorNatalino das Neves Neves
 
LBJ LIÇÃO 7 - O PAPEL DA ESPOSA NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 7 - O PAPEL DA ESPOSA NA FAMÍLIALBJ LIÇÃO 7 - O PAPEL DA ESPOSA NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 7 - O PAPEL DA ESPOSA NA FAMÍLIANatalino das Neves Neves
 
Família, criação de Deus
Família, criação de DeusFamília, criação de Deus
Família, criação de DeusMoisés Sampaio
 
Lição 04- Preparando-se para Construir uma Família
Lição 04- Preparando-se para Construir uma FamíliaLição 04- Preparando-se para Construir uma Família
Lição 04- Preparando-se para Construir uma FamíliaMaxsuel Aquino
 

Mais procurados (20)

Ibadep a familia crista
Ibadep   a familia cristaIbadep   a familia crista
Ibadep a familia crista
 
LBJ LIÇÃO 11 - A FAMÍLIA SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS
LBJ LIÇÃO 11 - A FAMÍLIA SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUSLBJ LIÇÃO 11 - A FAMÍLIA SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS
LBJ LIÇÃO 11 - A FAMÍLIA SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS
 
LBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRI
LBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRILBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRI
LBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRI
 
A família e cristã
A família e cristãA família e cristã
A família e cristã
 
Eu e minha casa serviremos ao senhor
Eu e minha casa serviremos ao senhorEu e minha casa serviremos ao senhor
Eu e minha casa serviremos ao senhor
 
LBJ LIÇÃO 5 - DEIXANDO PAI E MÃE
LBJ LIÇÃO 5 - DEIXANDO PAI E MÃELBJ LIÇÃO 5 - DEIXANDO PAI E MÃE
LBJ LIÇÃO 5 - DEIXANDO PAI E MÃE
 
Lbj lição 13 a família do século xxi
Lbj lição 13   a família do século xxiLbj lição 13   a família do século xxi
Lbj lição 13 a família do século xxi
 
A família e a sexualidade
A família e a sexualidadeA família e a sexualidade
A família e a sexualidade
 
LIÇÃO 07 – HONRARÁS PAI E MÃE
LIÇÃO 07 – HONRARÁS PAI E MÃE LIÇÃO 07 – HONRARÁS PAI E MÃE
LIÇÃO 07 – HONRARÁS PAI E MÃE
 
LBJ LIÇÃO 12 - A FAMÍLIA DE JESUS
LBJ LIÇÃO 12 - A FAMÍLIA DE JESUSLBJ LIÇÃO 12 - A FAMÍLIA DE JESUS
LBJ LIÇÃO 12 - A FAMÍLIA DE JESUS
 
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em família
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em famíliaLição 2 (jovens) - Relacionamento em família
Lição 2 (jovens) - Relacionamento em família
 
Lição 6 - O Papel do Marido na Família
Lição 6 - O Papel do Marido na FamíliaLição 6 - O Papel do Marido na Família
Lição 6 - O Papel do Marido na Família
 
Estudos biblicos relacionados a familia
Estudos biblicos relacionados a familiaEstudos biblicos relacionados a familia
Estudos biblicos relacionados a familia
 
A familia e a sexualidade
A familia e a sexualidadeA familia e a sexualidade
A familia e a sexualidade
 
LBJ LIÇÃO 4 - Preparando-se para construir uma família
LBJ LIÇÃO 4 - Preparando-se para construir uma famíliaLBJ LIÇÃO 4 - Preparando-se para construir uma família
LBJ LIÇÃO 4 - Preparando-se para construir uma família
 
2013 2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhor
2013   2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhor2013   2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhor
2013 2 tri - lição 13 - eu e minha casa serviremos ao senhor
 
LBJ LIÇÃO 7 - O PAPEL DA ESPOSA NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 7 - O PAPEL DA ESPOSA NA FAMÍLIALBJ LIÇÃO 7 - O PAPEL DA ESPOSA NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 7 - O PAPEL DA ESPOSA NA FAMÍLIA
 
Família, criação de Deus
Família, criação de DeusFamília, criação de Deus
Família, criação de Deus
 
Família feliz, igreja forte 2
Família feliz, igreja forte 2Família feliz, igreja forte 2
Família feliz, igreja forte 2
 
Lição 04- Preparando-se para Construir uma Família
Lição 04- Preparando-se para Construir uma FamíliaLição 04- Preparando-se para Construir uma Família
Lição 04- Preparando-se para Construir uma Família
 

Semelhante a Lição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da Família

Licao 3 2o trim 2016 as diferentes mudancas
Licao 3 2o trim 2016   as diferentes mudancasLicao 3 2o trim 2016   as diferentes mudancas
Licao 3 2o trim 2016 as diferentes mudancasDannilo Stelio
 
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua natureza
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua naturezaLBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua natureza
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua naturezaNatalino das Neves Neves
 
2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico
2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico
2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblicoNatalino das Neves Neves
 
ocasamentobblico-130407155914-phpapp01.ppt
ocasamentobblico-130407155914-phpapp01.pptocasamentobblico-130407155914-phpapp01.ppt
ocasamentobblico-130407155914-phpapp01.pptMARCIO MARTINS SILVA
 
Lição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
Lição 13- Sobre a Família e a sua NaturezaLição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
Lição 13- Sobre a Família e a sua NaturezaÉder Tomé
 
Slide licao 4 3 t - 2019 - a mordomia da familia
Slide licao 4   3 t - 2019 - a mordomia da familiaSlide licao 4   3 t - 2019 - a mordomia da familia
Slide licao 4 3 t - 2019 - a mordomia da familiaVilma Longuini
 
Lição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da FamíliaLição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da FamíliaMarina de Morais
 
Licao 4 3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)
Licao 4   3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)Licao 4   3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)
Licao 4 3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)gsansoa1
 
2013 - 2 tri - lição 9 - a família e a sexualidade
2013 - 2 tri - lição 9 - a família e a sexualidade2013 - 2 tri - lição 9 - a família e a sexualidade
2013 - 2 tri - lição 9 - a família e a sexualidadeNatalino das Neves Neves
 
Lição 1: Família, criação de Deus
Lição 1: Família, criação de DeusLição 1: Família, criação de Deus
Lição 1: Família, criação de DeusDaniel Viana
 
Casamento biblico 2013
Casamento biblico 2013Casamento biblico 2013
Casamento biblico 2013Neide Santos
 
LIÇÃO 4 - A SUTILEZA DA NORMALIZAÇÃO DO DIVÓRCIO.pptx
LIÇÃO 4 - A SUTILEZA DA NORMALIZAÇÃO DO DIVÓRCIO.pptxLIÇÃO 4 - A SUTILEZA DA NORMALIZAÇÃO DO DIVÓRCIO.pptx
LIÇÃO 4 - A SUTILEZA DA NORMALIZAÇÃO DO DIVÓRCIO.pptxNathanaelLacerda1
 
A família e a sexualidade – lição 09 – para escola dominical
A família e a sexualidade – lição 09 – para escola dominicalA família e a sexualidade – lição 09 – para escola dominical
A família e a sexualidade – lição 09 – para escola dominicalyosseph2013
 
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deusNatalino das Neves Neves
 
Lição 02 jovens 2015 4º trimestre
Lição 02 jovens 2015 4º trimestreLição 02 jovens 2015 4º trimestre
Lição 02 jovens 2015 4º trimestreMarcelo Cleto Chagas
 
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua naturezaLição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua naturezaErberson Pinheiro
 
Lição 3 (adultos) - E Deus os criou, homem e mulher
Lição 3 (adultos) - E Deus os criou, homem e mulherLição 3 (adultos) - E Deus os criou, homem e mulher
Lição 3 (adultos) - E Deus os criou, homem e mulherNatalino das Neves Neves
 

Semelhante a Lição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da Família (20)

Licao 3 2o trim 2016 as diferentes mudancas
Licao 3 2o trim 2016   as diferentes mudancasLicao 3 2o trim 2016   as diferentes mudancas
Licao 3 2o trim 2016 as diferentes mudancas
 
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua natureza
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua naturezaLBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua natureza
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua natureza
 
2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico
2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico
2013_2 tri - lição 2 - o casamento bíblico
 
ocasamentobblico-130407155914-phpapp01.ppt
ocasamentobblico-130407155914-phpapp01.pptocasamentobblico-130407155914-phpapp01.ppt
ocasamentobblico-130407155914-phpapp01.ppt
 
Lição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
Lição 13- Sobre a Família e a sua NaturezaLição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
Lição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
 
Slide licao 4 3 t - 2019 - a mordomia da familia
Slide licao 4   3 t - 2019 - a mordomia da familiaSlide licao 4   3 t - 2019 - a mordomia da familia
Slide licao 4 3 t - 2019 - a mordomia da familia
 
Lição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da FamíliaLição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da Família
 
O casamento bíblico
O casamento bíblicoO casamento bíblico
O casamento bíblico
 
Razões da nossa fé lição 12
Razões da nossa fé   lição 12Razões da nossa fé   lição 12
Razões da nossa fé lição 12
 
Licao 4 3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)
Licao 4   3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)Licao 4   3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)
Licao 4 3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)
 
Licao 4 3 t - 2019 - MORDOMIA DA FAMILA
Licao 4   3 t - 2019 - MORDOMIA DA FAMILALicao 4   3 t - 2019 - MORDOMIA DA FAMILA
Licao 4 3 t - 2019 - MORDOMIA DA FAMILA
 
2013 - 2 tri - lição 9 - a família e a sexualidade
2013 - 2 tri - lição 9 - a família e a sexualidade2013 - 2 tri - lição 9 - a família e a sexualidade
2013 - 2 tri - lição 9 - a família e a sexualidade
 
Lição 1: Família, criação de Deus
Lição 1: Família, criação de DeusLição 1: Família, criação de Deus
Lição 1: Família, criação de Deus
 
Casamento biblico 2013
Casamento biblico 2013Casamento biblico 2013
Casamento biblico 2013
 
LIÇÃO 4 - A SUTILEZA DA NORMALIZAÇÃO DO DIVÓRCIO.pptx
LIÇÃO 4 - A SUTILEZA DA NORMALIZAÇÃO DO DIVÓRCIO.pptxLIÇÃO 4 - A SUTILEZA DA NORMALIZAÇÃO DO DIVÓRCIO.pptx
LIÇÃO 4 - A SUTILEZA DA NORMALIZAÇÃO DO DIVÓRCIO.pptx
 
A família e a sexualidade – lição 09 – para escola dominical
A família e a sexualidade – lição 09 – para escola dominicalA família e a sexualidade – lição 09 – para escola dominical
A família e a sexualidade – lição 09 – para escola dominical
 
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
 
Lição 02 jovens 2015 4º trimestre
Lição 02 jovens 2015 4º trimestreLição 02 jovens 2015 4º trimestre
Lição 02 jovens 2015 4º trimestre
 
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua naturezaLição 13 - Sobre a família e a sua natureza
Lição 13 - Sobre a família e a sua natureza
 
Lição 3 (adultos) - E Deus os criou, homem e mulher
Lição 3 (adultos) - E Deus os criou, homem e mulherLição 3 (adultos) - E Deus os criou, homem e mulher
Lição 3 (adultos) - E Deus os criou, homem e mulher
 

Mais de Maxsuel Aquino

Lição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessário
Lição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessárioLição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessário
Lição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessárioMaxsuel Aquino
 
Lição 04 - Curando o filho de um oficial
Lição 04 - Curando o filho de um oficialLição 04 - Curando o filho de um oficial
Lição 04 - Curando o filho de um oficialMaxsuel Aquino
 
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de JesusLição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de JesusMaxsuel Aquino
 
Física: Conhecimentos básicos e fundamentais
Física: Conhecimentos básicos e fundamentaisFísica: Conhecimentos básicos e fundamentais
Física: Conhecimentos básicos e fundamentaisMaxsuel Aquino
 
Lição 11 - A Igreja e a Política
Lição 11 - A Igreja e a PolíticaLição 11 - A Igreja e a Política
Lição 11 - A Igreja e a PolíticaMaxsuel Aquino
 
Lição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
Lição 08- A Igreja e Os Dons EspirituaisLição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
Lição 08- A Igreja e Os Dons EspirituaisMaxsuel Aquino
 
Lição 01- A Origem e Desenvolvimento da Igreja
Lição 01- A Origem e Desenvolvimento da IgrejaLição 01- A Origem e Desenvolvimento da Igreja
Lição 01- A Origem e Desenvolvimento da IgrejaMaxsuel Aquino
 
Lição 11- Profecias da Consumação da História
Lição 11- Profecias da Consumação da HistóriaLição 11- Profecias da Consumação da História
Lição 11- Profecias da Consumação da HistóriaMaxsuel Aquino
 
Lição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
Lição 08- Primeiras Profecias MessiânicasLição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
Lição 08- Primeiras Profecias MessiânicasMaxsuel Aquino
 
Lição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de Judá
Lição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de JudáLição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de Judá
Lição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de JudáMaxsuel Aquino
 
Lição 05- Predições de Juízo e Glória
Lição 05- Predições de   Juízo e GlóriaLição 05- Predições de   Juízo e Glória
Lição 05- Predições de Juízo e GlóriaMaxsuel Aquino
 
Lição 04- O Juízo de Judá e de Jerusalém
Lição 04- O Juízo de Judá e de JerusalémLição 04- O Juízo de Judá e de Jerusalém
Lição 04- O Juízo de Judá e de JerusalémMaxsuel Aquino
 
Lição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de IsaíasLição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de IsaíasMaxsuel Aquino
 
Lição 01- Conhecendo o Livro de Isaías
Lição 01- Conhecendo o Livro de IsaíasLição 01- Conhecendo o Livro de Isaías
Lição 01- Conhecendo o Livro de IsaíasMaxsuel Aquino
 
Aula 02- O Cânon Sagrado
Aula 02- O Cânon SagradoAula 02- O Cânon Sagrado
Aula 02- O Cânon SagradoMaxsuel Aquino
 
Lição 08- Conflitos Familiares
Lição 08- Conflitos FamiliaresLição 08- Conflitos Familiares
Lição 08- Conflitos FamiliaresMaxsuel Aquino
 
Lição 07- O Papel da Esposa na Família
Lição 07- O Papel da Esposa na FamíliaLição 07- O Papel da Esposa na Família
Lição 07- O Papel da Esposa na FamíliaMaxsuel Aquino
 
Lição 05- Deixando Pai e Mãe
Lição 05- Deixando Pai e MãeLição 05- Deixando Pai e Mãe
Lição 05- Deixando Pai e MãeMaxsuel Aquino
 
Lição 01- A Instituição da Família
Lição 01- A Instituição da FamíliaLição 01- A Instituição da Família
Lição 01- A Instituição da FamíliaMaxsuel Aquino
 
Lição 07- Adão e o Pecado
Lição 07- Adão e o PecadoLição 07- Adão e o Pecado
Lição 07- Adão e o PecadoMaxsuel Aquino
 

Mais de Maxsuel Aquino (20)

Lição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessário
Lição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessárioLição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessário
Lição 02- Nem pobreza nem riqueza, mas o necessário
 
Lição 04 - Curando o filho de um oficial
Lição 04 - Curando o filho de um oficialLição 04 - Curando o filho de um oficial
Lição 04 - Curando o filho de um oficial
 
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de JesusLição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
Lição 02 - O propósito dos milagres no ministério de Jesus
 
Física: Conhecimentos básicos e fundamentais
Física: Conhecimentos básicos e fundamentaisFísica: Conhecimentos básicos e fundamentais
Física: Conhecimentos básicos e fundamentais
 
Lição 11 - A Igreja e a Política
Lição 11 - A Igreja e a PolíticaLição 11 - A Igreja e a Política
Lição 11 - A Igreja e a Política
 
Lição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
Lição 08- A Igreja e Os Dons EspirituaisLição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
Lição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
 
Lição 01- A Origem e Desenvolvimento da Igreja
Lição 01- A Origem e Desenvolvimento da IgrejaLição 01- A Origem e Desenvolvimento da Igreja
Lição 01- A Origem e Desenvolvimento da Igreja
 
Lição 11- Profecias da Consumação da História
Lição 11- Profecias da Consumação da HistóriaLição 11- Profecias da Consumação da História
Lição 11- Profecias da Consumação da História
 
Lição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
Lição 08- Primeiras Profecias MessiânicasLição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
Lição 08- Primeiras Profecias Messiânicas
 
Lição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de Judá
Lição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de JudáLição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de Judá
Lição 06- A Parábola do Castigo e Exílio de Judá
 
Lição 05- Predições de Juízo e Glória
Lição 05- Predições de   Juízo e GlóriaLição 05- Predições de   Juízo e Glória
Lição 05- Predições de Juízo e Glória
 
Lição 04- O Juízo de Judá e de Jerusalém
Lição 04- O Juízo de Judá e de JerusalémLição 04- O Juízo de Judá e de Jerusalém
Lição 04- O Juízo de Judá e de Jerusalém
 
Lição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de IsaíasLição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
Lição 02- O Contexto da Profecia de Isaías
 
Lição 01- Conhecendo o Livro de Isaías
Lição 01- Conhecendo o Livro de IsaíasLição 01- Conhecendo o Livro de Isaías
Lição 01- Conhecendo o Livro de Isaías
 
Aula 02- O Cânon Sagrado
Aula 02- O Cânon SagradoAula 02- O Cânon Sagrado
Aula 02- O Cânon Sagrado
 
Lição 08- Conflitos Familiares
Lição 08- Conflitos FamiliaresLição 08- Conflitos Familiares
Lição 08- Conflitos Familiares
 
Lição 07- O Papel da Esposa na Família
Lição 07- O Papel da Esposa na FamíliaLição 07- O Papel da Esposa na Família
Lição 07- O Papel da Esposa na Família
 
Lição 05- Deixando Pai e Mãe
Lição 05- Deixando Pai e MãeLição 05- Deixando Pai e Mãe
Lição 05- Deixando Pai e Mãe
 
Lição 01- A Instituição da Família
Lição 01- A Instituição da FamíliaLição 01- A Instituição da Família
Lição 01- A Instituição da Família
 
Lição 07- Adão e o Pecado
Lição 07- Adão e o PecadoLição 07- Adão e o Pecado
Lição 07- Adão e o Pecado
 

Último

Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdfAntonio Barros
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 

Último (20)

Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 

Lição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da Família

  • 1. ASSEMBLEIA DE DEUS ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL FLORÂNIA MAXSUEL AQUINO
  • 2. EU E MINHA CASA Orientação da palavra de Deus a família no século XXI
  • 3. LIÇÃO 03 AS DIFERENTES MUDANÇAS SOCIAIS DA FAMÍLIA TEXTO DO DIA “Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza do vosso coração, vos permitiu repudiar vossa mulher; mas, ao princípio, não foi assim." (Mt 19.8)
  • 4. SÍNTESE A sociedade, ao longo dos tempos, admitiu a formação de variados arranjos familiares. Entretanto, o padrão divino para a família estabelecido no Éden não se alterou, pois a Palavra de Deus não muda.
  • 5. TEXTO BÍBLICO 01 E aconteceu que. concluindo Jesus esses discursos, saiu da Galileia e dirigiu-se aos confins da Judeia, além do Jordão. Mateus 19.1-8 02 E seguiram-no muitas gentes e curou- -as ali.
  • 6. TEXTO BÍBLICO 03 Então, chegaram ao pé dele os fariseus. tentando-o e dizendo-lhe: É licito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo? Mateus 19.1-8 04 Ele. porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que. no principio, o Criador os fez macho e fêmea 05 e disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe e se unirá à sua mulher, e serão dois numa só carne? 06 Assim não são mais dois. mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem.
  • 7. TEXTO BÍBLICO 07 Disseram-lhe eles: Então, por que mandou Moisés dar- lhe carta de divórcio e repudiá- la? Mateus 19.1-8 08 Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza do vosso coração, vos permitiu repudiar vossa mulher: mas. ao principio. não foi assim.
  • 8. NO Episódio DE HOJE: I – Direito e Família II – A família durante os séculos III – A monogamia como modelo Bíblico
  • 9. INTRODUÇÃO O modelo familiar adquiriu inúmeros e diferentes contornos ao longo da história cultural das civilizações Quanto maior o afastamento de Deus, maior a deturpação do modelo tradicional divino (Gn 4.23)
  • 10. INTRODUÇÃO Deus “gravou” na natureza humana o seu projeto familiar original, desde cedo, o qual foi inaugurado no Éden: a família tradicional monogâmica, genuinamente bíblica, formada a partir de pais e filhos.
  • 11. I – DIREITO E FAMÍLIA
  • 12. I – Conceito Família = grupo social indispensável para o estabelecimento de uma civilização forte e duradoura (célula-mãe da sociedade) À luz do direito pode assumir várias conotações, dependendo da cultura e da época da sociedade que se analisa. De forma geral = grupo social composto por pessoas ligadas pela consanguinidade, afinidade e/ou pela existência de vínculos matrimoniais
  • 13. I – Conceito Entre os hebreus abrangia muito além de cônjuges e descendentes, pois incluía também os parentes por afinidade e os escravos (Gn 47.12) Somente os filhos tinham direito à herança, exceto na ausência destes (Gn 15.2-4)
  • 14. II – Relevâncias jurídicas e sociais Questões familiares é tão importante para a sociedade que existe uma área do direito dedicada exclusivamente a esse tema: “O Direito de Família” Nas grandes cidades do Brasil, juízes exclusivos (divórcio, pensão alimentícia, guarda de filhos, direito de visitas dos filhos, dentre outras)
  • 15. III – Variantes históricas
  • 16. III – Variantes históricas
  • 17. PENSE! Será que Deus se importa com o tipo de família que é constituída socialmente?
  • 18. IMPORTANTE! O amor de Deus não permite que Ele fique indiferente a questões que prejudiquem o desenvolvimento humano.
  • 19. II -A FAMÍLIA DURANTE OS SÉCULOS
  • 20. I – O padrão divino "Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar- se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne" (Gn 2.24) E Jesus complementou: ‘Portanto, o que Deus ajuntou, não o separe o homem" (Mc 10.9).
  • 21. I – O padrão divino A poligamia, por exemplo, foi tolerada por Deus em determinados períodos. mas vê-se claramente, na Bíblia, as funestas consequências sofridas por quem andou por esse caminho (Gn. 30.1.2:1 Rs 11.3). O padrão de Deus para o casamento é que ele seja monogâmico (cada qual deve ter apenas um cônjuge) heterossexual (realizado entre homem e mulher) monossomático (os cônjuges devem se tornar uma só carne) e indissolúvel (deve durar para sempre).
  • 22. II – O homem como chefe da família No AT a sociedade era patriarcal, o pai era o chefe da família (Gn 3.16)  O pai tinha direitos de vida e morte sobre os membros da sua família (Dt 21.11-21);  o chefe do clã familiar (avô, bisavô, etc.) detinha autoridade sobre toda a descendência (Gn 9.25,27; 27.27- 40; 48.15,20; 49);  O castigo para desobediência poderia a morte (Dt 21.18-21).  Pais responsáveis p/ instrução religiosa e secular dos membros da família (Êx 12.12.26; Dt 6.20)
  • 23. III – Afetividade é suficiente? O casal em união estável tem a bênção de Deus? Dizem os críticos do casamento: “O casamento é só um pedaço de papel. Para que casar?" Afetividade é suficiente para a formação de um núcleo familiar? Homem e mulher podem unir- se para construir uma nova família, independentemente do casamento? Um documento que estabelece um novo status social aos nubentes, que cria direitos e deveres A Bíblia diz: ‘Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula: porém aos que se dão à prostituição e aos adúlteros Deus os julgará" (Hb 13.4).
  • 24. PENSE! Alguns jovens, não crentes, pensam que o casamento é algo muito complicado. e acreditam que é melhor que o rapaz e a moça primeiro passem a morar juntos e, depois, se der certo, pensem em casar.
  • 25. IMPORTANTE! O padrão divino para a família é a melhor experiência da vida. O Senhor, que fez a família, sabe que começar bem no casamento faz toda a diferença no futuro.
  • 26. III - A MONOGAMIA COMO MODELO BÍBLICO
  • 27. I – No Antigo Testamento Monogamia e poligamia no AT: conveniências culturais, econômicas, políticas, entre outras. As exceções resumem-se quase que exclusivamente a Jacó (por contingências culturais contrárias à sua vontade) e Davi (por causa de alianças políticas)
  • 28. II – No Novo Testamento Do mesmo modo. no tempo de Jesus, a família judaica surgia predominantemente de casamentos monogâmicos. Em Mateus 19.3 Jesus é questionado pelos fariseus sobre a dissolução de um casamento. • Em Mateus 22.23-28, os saduceus questionaram Jesus sobre um problema teológico em relação à lei do levirato (Gn 38.7-11).
  • 29. III – Atualidade nacional No Brasil, o Código Civil de 1916 = o marido como o chefe da família, a esposa e os filhos hierarquicamente inferiores e os filhos ilegítimos não eram considerados herdeiros. O casamento era indissolúvel
  • 30. III – Atualidade nacional O divórcio veio a ser permitido apenas em 1977. Com a Constituição Federal de 1988 = queda do modelo patriarcal (isonomia dos direitos do marido e da mulher na sociedade conjugal) e fim da discriminação de filiação pessoal ou hereditária.
  • 31. III – Atualidade nacional Diante de recentes decisões do Supremo Tribunal Federal, está sendo admitido o casamento entre pessoas do mesmo sexo e, inclusive, a adoção de crianças por casais homoafetivos.
  • 32. PENSE! Reconhecendo a lei humana a existência de arranjos matrimoniais diferentes da monogamia, o que fazer? Aprovar a lei dos homens ou ficar com a de Deus?
  • 33. IMPORTANTE! A união entre marido, mulher e filhos foi o projeto de família escolhido pelo Senhor para a humanidade.
  • 34. CONCLUSÃO Famílias pós-modernas são formadas por filhos rebeldes que não obedecem a Deus nem respeitam seus pais e por cônjuges que buscam, cada vez mais o divórcio. Não há mais lugar para Jesus e para a Bíblia na maior parte dessas famílias! Qual o fim disso tudo? 0 que fazer? Está escrito: "Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais [...] porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor" (Js 24.15).
  • 35. HORA DA REVISÃO 1 – Cite três características que o casamento deve ter. 2 – Por que a família deve ser preservada nos moldes bíblicos? 3 – Cite dois exemplos de homens de Deus que foram polígamos. 4 – Em qual versículo bíblico está o padrão que Deus estabeleceu para a família? 5 – Segundo a lição, em qual ano. no Brasil, a família perdeu legalmente o modelo patriarcal?
  • 37. REFERÊNCIAS http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/ http://euvoupraebd.blogspot.com.br/ http://ebdweb.com.br/ PFEIFFER, Charles F.; REA, John; VOS, Howard F. (Eds). Dicionário Bíblico Wycliffe. http://portalebd.org.br/ http://natalinodasneves.blogspot.com.br/ BENTHO, Esdras Costa. A Família no Antigo Testamento 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD. 2011. GOMER. Ralph. Usos e Costumes dos Tempos Bíblicos 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD. 2002.