SlideShare uma empresa Scribd logo
China Antiga
O Império Chinês foi uma das civilizações mais avançadas do mundo. Os registros da mais antiga
linha dinástica chinesa, a dinastia Shang, datam desde 1600 a.C., mas unidade do império
consolidou-se apenas no século III a.C.
Achina é enorme, basta olhar no mapa para se dar conta da imensa extensão
territorial que ocupa. É quase metade de
um continente. É tão grande que existem
diversos climas e paisagens que
atravessam o território chinês. A China é
um mundo em si mesma com florestas
fechadas, desertos vastos, montanhas
insuperáveis, pradarias férteis, pântanos
densos e planícies congeladas.
Fonte: https://goo.gl/nY7Xau
Há muito tempo, os chineses
observaram que o mundo era composto
por coisas muito diferentes e que cada
uma tinha o seu oposto. Então, foram descobrindo que a natureza tinha um equilíbrio,
uma harmonia entre forças diferentes e opostas. Assim, se em algum lugar fazia frio, era
porque do outro lado estava fazendo calor. Se existia terra, era porque também existia ar.
Se o sol brilhava durante o dia, era a lua que reinava a noite. E se havia homens, então
deviam existir mulheres. Essas observações sobre a natureza que os rodeava serviram a
eles como base para elaborar a famosa tradição da sabedoria chinesa, com a qual
construíram uma grande civilização que durou por milhares de anos.
2
Traçando uma linha pelo meio da China vemos o Rio Amarelo, foi aí que
começaram a se desenvolver os povos que antecederam essa grande civilização, 5.000
anos a.C. Esses povos cresceram e se desenvolveram, mas por volta de 1.500 a.C. foram
dominados por terríveis governantes chamados Shang. Como todos eram descendentes
da mesma família, receberam o título de “dinastia”. A dinastia Shang durou mais de 700
anos, depois a dinastia Shang foi substituída pela dinastia Zhou, mas em seguida várias
famílias queriam o poder, então virou todos contra todos. Essa época ficou conhecida
como A Era dos Reinos Combatentes e durou
até 221 a.C. quando uma nova dinastia de
governantes guerreiros, a dinastia Qin,
conseguiu unificar o país e estabelecer o
império que deu nome a China. Qin Shi Huang
proclamou-se imperador, o primeiro de toda a
história da China. Ele era considerado filho do
céu, ninguém podia discutir nada com ele e seu
poder era considerado mágico.
 Gravura de Qin Shi Huang
Fonte:https://goo.gl/OIoE2u
O senhor dos homens não podia brincar,
não cantava, nem ria, devia-se manter sempre
de pé e seus movimentos eram lentos demais.
Qin Shi Huang foi organizador do império, ele
construiu um sistema de estradas e canais para
facilitar o comercio e então todos começaram a
usar o mesmo dinheiro, o mesmo calendário e até a mesmo escrita, ele impôs um sistema
de leis, mas haviam pessoas que não gostavam de Qin Shi Huang, então o povo
começou a tomar cada vez mais nojo dele e representando todo povo 466 sábios se
opuseram as medidas criadas pelo imperador. Qin Shi Huang não hesitou e mandou
mata-los. Todos os livros dos grandes sábios da China foram queimados em fogueiras.
Qin Shi Huang tinha outra preocupação além de derrotar os revolucionários; o
império era frequentemente atacado por bárbaros vindos do Norte. Qin Shi Huang queria
mantê-los afastados, mas como? O plano dele era simples; ele decidiu construir um
grande muro para que nenhum exército inimigo conseguisse ultrapassar as fronteiras do
2
império. Essa seria uma das maiores construções da história da humanidade. A
construção da muralha foi iniciada no reinado de Qin Shihuang mas ela continuou por
várias etapas, este processo durou mais de 2.000 anos. A muralha acompanha vales,
montanhas e desertos e possui mais de 20 mil torres de vigilância. Construiu essa
muralha exigiu um esforço sobre humana, para isso, o imperador reuniu milhares de
homens que trabalharam como escravos seguindo uma disciplina militar, muitos morreram
de exaustão e seus corpos eram enterrados nos muros em construção, então não era
apenas a maior muralha do mundo, era também o maior cemitério do mundo. A muralha
não só serviu de defesa, mas também ajudou a unificar o império. Já que por cima dela
havia uma rota através da qual era possível viajar de uma ponta a outra no território.
Assim várias caravanas e comerciantes podiam transitar suas mercadorias sem medo de
ser surpreendidos por bandidos ou ladrões.
Fonte: https://goo.gl/G583iK
 No final, o muro tinha mais de 9 metros de altura e chegou a medir 7.300km,equivalente a toda
extensão da América do Sul.
Quando o imperador chegou no fim de seus dias, ele decidiu que sua morte tinha que ser
tão importante quanto a sua vida. Os chineses acreditavam que você pode levar objetos
consigo para o outro lado da vida, e Qin ShiHuang não ia levar pouca coisa. Ela mandou
construir uma tumba na qual colocou um exército de 8 mil estatuas de guerreiros
Terracota, mas não eram cópias de um mesmo molde, cada estatua era um cópia exata
de pessoas que acompanhavam o imperador quando ele estava vivo. Porém, se alguém
ousasse entrar na tumba para perturbar o sono do imperador, arcos disparavam flechas
automaticamente.
2
Fonte: http://goo.gl/xGUI4t
 O exército de Terracota adornava o mausoléu do imperador Qin Shi Huang
Enquanto Qin Shi Huang se proclamava o primeiro
imperador da China, Roma, por exemplo, ainda não
era um império e nem sequer controlava a Itália inteira.
Em 221 a.C. Roma era uma república e era governada por um grupo de
pessoas cultas chamadas senadores. Vinte anos mais tarde, em 201 a.C.
depois de conquistar a poderosa cidade de Cartago, Roma continuava a
estender seu território, porém ainda era uma republica sem imperador.
Vários anos mais tarde, em 51 a.C. um grande general chamado Júlio
César conseguiu conquistar terras Gaulesas estratégicas e deu origem a
formação do grande império romano. No ano 27 d.C., seu filho adotivo
Otávio sagrou-se ao posto do primeiro imperador romano.
O que estava acontecendo em
outros lugares do mundo nessa
mesma época?
2
Em 551 a.C., enquanto a China estava em plena era dos reinos combatentes, nasceu
um homem muito especial. Com o passar dos anos, tornou-se um grande sábio, que com
os seus ensinamentos criou uma doutrina que caracteriza a cultura chinesa ainda hoje,
mais de 1.000 anos depois. Confúcio nasceu numa família pobre, no entanto, isso não o
impediu de estudar e trabalhar muito até se tornar ministro de uns dos reis que lutava pelo
poder. Mas um dia cansado de tanta violência, traição e mentira, Confúcio abandonou o
cargo de ministro e se dedicou a caminhar entre um reino e outro com o objetivo de
compartilhar sua sabedoria. Os livros de Confúcio pregam oito virtudes básicas: o respeito
pelos outros; a tolerância; o perdão; fidelidade; a devoção; confiança; o dever e o culto
aos antepassados. Essas são as oito virtudes que o homem deve seguir para ser bom e
honesto. A popularidade de seus ensinamentos cresceu, mas somente 350 anos depois a
sabedoria de Confúcio iria tornar-se popular em toda China. Isso aconteceu durante a
dinastia Han. Nessa época Confúcio havia se transformado em uma figura lendária e seus
seguidores chamavam-lhe de mestre Kong, seus ensinamentos serviam de guia espiritual
e eram praticados como uma religião.
Essa doutrina era conhecida como Confucionismo, mas ela não era a única reunião na
China Antiga, também existia o: Taoísmo e o Budismo. Cada pessoa tinha o direito de
escolher e praticar livremente sua religião. As três eram fundamentadas na busca de uma
harmonia interior que está em relação direta com a harmonia da natureza.
Na china antiga, as pessoas acreditavam que o universo era o produto do equilíbrio
entre forças opostas. Isso também era válido para as pessoas, ou seja, qualquer dor ou
mal-estar era reflexo entre o desequilíbrio de forças do corpo que estariam em
desarmonia com o universo.
A medicina tradicional chinesa é a ciência que busca recolocar o homem em estado de
equilíbrio e harmonia com a natureza, por exemplo, a cabeça é como o céu, os pés são
como a terra, os braços e a pernas são as 4 estações, a respiração é o vento, e o sangue
a chuva. Para estar sadio todas as forças deviam coexistir em harmonia, por isso os
médicos recorreriam frequentemente a extratos de ervas, frutos, grãos e minerais.
2
Muitas vezes os chineses recorriam à acupuntura, eles acreditavam que enfiando essas
agulhas finas na pele estipulariam a energia do corpo a fluir corretamente, contribuindo
assim para restabelecer a harmonia natural do paciente.
A harmonia com a natureza era muito importante para a cultura chinesa. Isso podia ser
observado através da projeção de belos jardins. Projetar jardins era uma arte como uma
pintura onde o jardineiro tinha que combinar plantas, flores, água e animais para construir
um lugar de perfeita paz, tranquilidade e harmonia.
Ao invés de escrever palavras com letras, os chineses tentaram capturar a essência da
coisa em si. Para que escrever a palavra “pássaro” se é possível desenhar um pássaro
traçando algumas linhas?
Esse tipo de escrita é chamado de pictograma. Os pictogramas não representam sons e,
sim, o próprio objeto.
Os pictogramas foram utilizados na china pela primeira vez por volta de 1500 a.C. Com o
passar dos séculos, eles foram evoluindo e apesar de não parecem tanto com os objetos
que representavam ainda davam uma ideia do objeto, por exemplo, o símbolo de arvore
desenhado várias vezes
significava floresta é por
isso que agora eram
chamados de ideogramas.
Hoje, a escrita chinesa tem
mais de 20 mil ideogramas.
A escrita chinesa não servia
apenas para a
comunicação, era também
uma arte. A caligrafia
chinesa era tão apreciada
quanto as pinturas.
Fonte: http://goo.gl/fuyA0S
 Os calígrafos famosos e talentosos tentavam capturar a essência e a beleza das coisas ao pintar os
Ideogramas em papel de arroz.
2
Foram os chineses que descobriram a bússola. A primeira referência é datada de 1040
descrevendo uma agulha imantada presa em um bambu, em recipiente com água e que
os metais com esta propriedade sempre apontam para o norte. Os chineses também
inventaram o papel, o carimbo e a tinta, ou seja, a primeira forma de impressão,
inventaram a pipa, porcelana, a primeira calculadora, a pólvora (mistura de sais, enxofre e
carvão vegetal). Eles acreditavam que
os fogos de artifício espantavam os
maus espíritos.
 Mulheres chinesas preparando seda
numa gravura do século XII
A descoberta mais importante foi a do
bicho da seda. Ninguém sabe como,
mas há mais de 5000 anos atrás, os
chineses descobriram que cada um
dos bichos da seda antes de virarem
borboletas, faziam um casulo
enrolando um único e finíssimo, que
media 1 quilometro e pesava menos de 1 grama
As mulheres chinesas o desenrolavam pacientemente e fabricavam um tecido leve e
delicados. As roupas fabricadas em seda eram muito especiais, que lhe atribuíam um
valor mágico.
Durante séculos, os chineses mantiveram o segredo sobre a fabricação desse tecido. Isto
significa que se alguém quisesse comprar seda, teria que ir até a China.
No ano 138 a.C., o imperador Mu, da dinastia Han, enviou um embaixador ao encontro
dos povos do ocidente. O embaixador foi escoltado e acompanhado de uma centena de
comerciantes chineses. Foi uma viagem muito longa. Ao regressar, o embaixador e os
comerciantes trouxeram para o imperador artigos valiosíssimos. Os produtos ocidentais
despertaram nos chineses o desejo de negociar com todos os povos da Europa e da Ásia
central. Logo, esta rota começou a ser muito popular e os comerciantes de todas as
partes do mundo passaram a se encontrar no Oásis de Kashi; Comerciantes e artesãos
de diferentes culturas e países reuniam-se para a troca de bens. O oásis tornou-se um
mercado internacional. Os romanos, por exemplo, ficaram tão impressionados com a seda
que compravam a preço de ouro. A seda chinesa chegou ao resto do mundo por esta
rota, que passou a ser conhecida como “ A Rota da Seda”.
Fonte:http://goo.gl/TP
Rxdt
2
Na metade do século Xlll,
em plena idade média, o
mundo conhecido pelos
europeus não ia muito
além do Oriente Médio. O
oriente era muito
assustador, cheio de
histórias de monstros e
dragões. O que fazia com
que poucos europeus
aventurassem para além
do deserto da Arábia, mas
então surgiu um viajante
aventureiro, um
comerciante de Veneza, seu nome era Marco Polo.
Ele decidiu empreender a longuíssima viagem de um extremo ao outro da famosa rota da
seda e depois voltar a Veneza. Marco polo viveu 20 anos na China. Inclusive, chegou a
ter uma relação muito próxima com o imperador. Quando voltou à Europa escreveu um
livro que deixou os europeus encantados. Nele tentou escrever a civilização com a qual
conviveu durante tanto tempo. As coisas fabulosas do livro pareciam tão inacreditável
para os europeus que em seu leito de morte a família de Marco Polo perguntou se ele
dizia a verdade sobre todas as histórias fabulosas e ele respondeu: ”A China é tão grande
e maravilhosa que só consegui contar só a metade do que eu vi lá”.
As cruzadas estavam acontecendo, ou seja, potências da
Europa e do Oriente Médio lutavam pelo controle das
terras próximas a Jerusalém. O império romano estava
em franco declínio. E Veneza, uma cidade na Itália,
tornava-se uma grande potência. A república de Veneza possuía uma
frota que dominava desde o mar mediterrâneo até o mar negro. O
comércio era muito importante para os venezianos.
O que estava acontecendo na
Europa enquanto Marco Polo
viajava pela China?
Fonte:http://goo.gl/Rqib9A
2
Historiadores estimam que, no início do século XV,
durante o período Ming, a China era a maior potência
naval do mundo, bem superior à Armada espanhola. Entre
1405 e 1433, os chineses empreenderam sete expedições
de longa distância, do sudeste asiático ao golfo Pérsico,
chegando à costa oriental da África décadas antes dos
portugueses se aventurarem por lá.
Entretanto, menos de um século depois dessas
expedições, os chineses perderam a dianteira naval para
os europeus. Uma das explicações para isso teria sido a
necessidade de concentrar esforços militares nas
fronteiras do Norte, ainda sob ameaça de invasão pelos
mongóis. Mesmo depois de a dinastia Qing, iniciada em
1644, ter revigorado o país, a China não conseguiria mais
acompanhar o crescimento das potencias do ocidente. No
século XIX, após várias invasões a nação era controlada
no Norte pelos alemães, no centro pelos britânicos e no
Sudoeste pelos franceses.
Somente depois das duas guerras mundiais e de décadas
da guerra civil é que a China voltaria a encontrar um eixo
unificador pelas mãos do líder comunista Mao Tsé-tung,
que proclamou, em 1949, a República Popular da China.
A CHINA HOJE
Desde 2010, quando o
Produto Interno Bruto
(PIB) da China
ultrapassou a do
Japão, a nação tornou-
se a segunda maior
economia do planeta,
atrás apenas da dos
Estados Unidos. A
atual ascensão
econômica do país,
iniciada no fim dos
anos 1970, pode ser
considerada uma
retomada da sua
condição de potência
global, que desfrutava
entre os séculos XIII e
XV. Tornou-se o
principal centro
manufatureiro e
exportador do mundo,
a maior detentora de
reservas em dólares e
mostra-se um
investidor divaricado e
agressivo, como no
pré-sal do Brasil, nos
minérios na África, nos
vinhedos de Bordeaux,
na França. Mesmo em
desaceleração, a
economia chinesa
cresceu 7,4% em
2014, número muito
acima da média
mundial.
2

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais  Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
Frederico Marques Sodré
 
PRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOS
PRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOSPRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOS
PRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOS
carlosbidu
 
A escravidão não foi só africana...
A escravidão não foi só africana...A escravidão não foi só africana...
A escravidão não foi só africana...
Edenilson Morais
 
Resumão Egito Antigo
Resumão Egito AntigoResumão Egito Antigo
Resumão Egito Antigo
Wilton Silva
 
Crise do feudalismo atividade.
Crise do feudalismo atividade.Crise do feudalismo atividade.
Crise do feudalismo atividade.
Jean Carlos Nunes Paixão
 
Iluminismo cruzadinhas 8º ano
Iluminismo cruzadinhas 8º anoIluminismo cruzadinhas 8º ano
Iluminismo cruzadinhas 8º ano
Thais Ribeiro
 
Feudalismo e idade média.
Feudalismo e idade média.Feudalismo e idade média.
Feudalismo e idade média.
Lara Lídia
 
Independencia Afroasiática
Independencia AfroasiáticaIndependencia Afroasiática
Independencia Afroasiática
eiprofessor
 
Renascimento e Reforma
 Renascimento e Reforma Renascimento e Reforma
Renascimento e Reforma
Luis Silva
 
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAvaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Acrópole - História & Educação
 
Mapa conceitual Absolutismo e Mercantilismo
Mapa conceitual Absolutismo e MercantilismoMapa conceitual Absolutismo e Mercantilismo
Mapa conceitual Absolutismo e Mercantilismo
Frederico Marques Sodré
 
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
Douglas Barraqui
 
PLANO DE AULA – JOGANDO COM A REVOLUÇÃO RUSSA.
PLANO DE AULA – JOGANDO COM A REVOLUÇÃO RUSSA.PLANO DE AULA – JOGANDO COM A REVOLUÇÃO RUSSA.
PLANO DE AULA – JOGANDO COM A REVOLUÇÃO RUSSA.
Tissiane Gomes
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
83230085 caca-palavras-feudalismo
83230085 caca-palavras-feudalismo83230085 caca-palavras-feudalismo
83230085 caca-palavras-feudalismo
Klonetur Viagens E Turismo Ltda Me
 
Renascimento cultural
Renascimento cultural Renascimento cultural
Renascimento cultural
Jean Carlos Nunes Paixão
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Nefer19
 
Tempo e história
Tempo e históriaTempo e história
Os astecas
Os astecasOs astecas
Os astecas
edna2
 

Mais procurados (20)

Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais  Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
Mapa Conceitual Revoltas Regenciais
 
PRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOS
PRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOSPRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOS
PRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOS
 
A escravidão não foi só africana...
A escravidão não foi só africana...A escravidão não foi só africana...
A escravidão não foi só africana...
 
Resumão Egito Antigo
Resumão Egito AntigoResumão Egito Antigo
Resumão Egito Antigo
 
Crise do feudalismo atividade.
Crise do feudalismo atividade.Crise do feudalismo atividade.
Crise do feudalismo atividade.
 
Iluminismo cruzadinhas 8º ano
Iluminismo cruzadinhas 8º anoIluminismo cruzadinhas 8º ano
Iluminismo cruzadinhas 8º ano
 
Feudalismo e idade média.
Feudalismo e idade média.Feudalismo e idade média.
Feudalismo e idade média.
 
Independencia Afroasiática
Independencia AfroasiáticaIndependencia Afroasiática
Independencia Afroasiática
 
Renascimento e Reforma
 Renascimento e Reforma Renascimento e Reforma
Renascimento e Reforma
 
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAvaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
 
Mapa conceitual Absolutismo e Mercantilismo
Mapa conceitual Absolutismo e MercantilismoMapa conceitual Absolutismo e Mercantilismo
Mapa conceitual Absolutismo e Mercantilismo
 
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
 
A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
 
PLANO DE AULA – JOGANDO COM A REVOLUÇÃO RUSSA.
PLANO DE AULA – JOGANDO COM A REVOLUÇÃO RUSSA.PLANO DE AULA – JOGANDO COM A REVOLUÇÃO RUSSA.
PLANO DE AULA – JOGANDO COM A REVOLUÇÃO RUSSA.
 
Islamismo
IslamismoIslamismo
Islamismo
 
83230085 caca-palavras-feudalismo
83230085 caca-palavras-feudalismo83230085 caca-palavras-feudalismo
83230085 caca-palavras-feudalismo
 
Renascimento cultural
Renascimento cultural Renascimento cultural
Renascimento cultural
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2016)
 
Tempo e história
Tempo e históriaTempo e história
Tempo e história
 
Os astecas
Os astecasOs astecas
Os astecas
 

Semelhante a China Antiga

Primeiras Civilizações - China Antiga
Primeiras Civilizações - China AntigaPrimeiras Civilizações - China Antiga
Primeiras Civilizações - China Antiga
Diego Bian Filo Moreira
 
A china antiga
A china antigaA china antiga
China Antiga
China AntigaChina Antiga
China Antiga
Vanessa Eduarda
 
Imagens china
Imagens chinaImagens china
Imagens china
Péricles Penuel
 
Modo de produção asiático em outras geografias
Modo de produção asiático em outras geografiasModo de produção asiático em outras geografias
Modo de produção asiático em outras geografias
Carlos Glufke
 
China
ChinaChina
Resumo china
Resumo chinaResumo china
Resumo china
Péricles Penuel
 
china wesley help me
china wesley help mechina wesley help me
china wesley help me
Micael José
 
china porra weslley me ajuda nigga
china porra weslley me ajuda niggachina porra weslley me ajuda nigga
china porra weslley me ajuda nigga
Micael José
 
China antiga
China antiga China antiga
China antiga
Carlos Zaranza
 
China antiga 1
China antiga 1China antiga 1
China antiga 1
Carlos Zaranza
 
A china antiga e o japão
A china antiga  e o japãoA china antiga  e o japão
A china antiga e o japão
ProfessoresColeguium
 
A china antiga
A china antigaA china antiga
A china antiga
Nelia Salles Nantes
 
Índia e China.
Índia e China.Índia e China.
Índia e China.
Camila Brito
 
China
ChinaChina
China 131028165255-phpapp02
China 131028165255-phpapp02China 131028165255-phpapp02
China 131028165255-phpapp02
aparadoxo
 
china-131028165255-phpapp02.pdf
china-131028165255-phpapp02.pdfchina-131028165255-phpapp02.pdf
china-131028165255-phpapp02.pdf
RafaelPereira753209
 
A china antiga
A china antigaA china antiga
A china antiga
Juliana Zalamena
 
China , historia da china
China , historia da chinaChina , historia da china
China , historia da china
Raimund M Souza
 
História da China - Resumo
História da China - ResumoHistória da China - Resumo
História da China - Resumo
aparadoxo
 

Semelhante a China Antiga (20)

Primeiras Civilizações - China Antiga
Primeiras Civilizações - China AntigaPrimeiras Civilizações - China Antiga
Primeiras Civilizações - China Antiga
 
A china antiga
A china antigaA china antiga
A china antiga
 
China Antiga
China AntigaChina Antiga
China Antiga
 
Imagens china
Imagens chinaImagens china
Imagens china
 
Modo de produção asiático em outras geografias
Modo de produção asiático em outras geografiasModo de produção asiático em outras geografias
Modo de produção asiático em outras geografias
 
China
ChinaChina
China
 
Resumo china
Resumo chinaResumo china
Resumo china
 
china wesley help me
china wesley help mechina wesley help me
china wesley help me
 
china porra weslley me ajuda nigga
china porra weslley me ajuda niggachina porra weslley me ajuda nigga
china porra weslley me ajuda nigga
 
China antiga
China antiga China antiga
China antiga
 
China antiga 1
China antiga 1China antiga 1
China antiga 1
 
A china antiga e o japão
A china antiga  e o japãoA china antiga  e o japão
A china antiga e o japão
 
A china antiga
A china antigaA china antiga
A china antiga
 
Índia e China.
Índia e China.Índia e China.
Índia e China.
 
China
ChinaChina
China
 
China 131028165255-phpapp02
China 131028165255-phpapp02China 131028165255-phpapp02
China 131028165255-phpapp02
 
china-131028165255-phpapp02.pdf
china-131028165255-phpapp02.pdfchina-131028165255-phpapp02.pdf
china-131028165255-phpapp02.pdf
 
A china antiga
A china antigaA china antiga
A china antiga
 
China , historia da china
China , historia da chinaChina , historia da china
China , historia da china
 
História da China - Resumo
História da China - ResumoHistória da China - Resumo
História da China - Resumo
 

Mais de GuilhermeVillela4

Bossa Nova
Bossa NovaBossa Nova
Bossa Nova
GuilhermeVillela4
 
A ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE AULA
A ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE  AULAA ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE  AULA
A ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE AULA
GuilhermeVillela4
 
Amor, casamento e sexo na Grécia Antiga
Amor, casamento e sexo na Grécia AntigaAmor, casamento e sexo na Grécia Antiga
Amor, casamento e sexo na Grécia Antiga
GuilhermeVillela4
 
Procedimentos metodológicos no ensino de História
Procedimentos metodológicos no ensino de HistóriaProcedimentos metodológicos no ensino de História
Procedimentos metodológicos no ensino de História
GuilhermeVillela4
 
Cruzadas
CruzadasCruzadas
O movimento Hippie
O movimento HippieO movimento Hippie
O movimento Hippie
GuilhermeVillela4
 

Mais de GuilhermeVillela4 (6)

Bossa Nova
Bossa NovaBossa Nova
Bossa Nova
 
A ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE AULA
A ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE  AULAA ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE  AULA
A ARTETERAPIA COMO INSTRUMENTO NA SALA DE AULA
 
Amor, casamento e sexo na Grécia Antiga
Amor, casamento e sexo na Grécia AntigaAmor, casamento e sexo na Grécia Antiga
Amor, casamento e sexo na Grécia Antiga
 
Procedimentos metodológicos no ensino de História
Procedimentos metodológicos no ensino de HistóriaProcedimentos metodológicos no ensino de História
Procedimentos metodológicos no ensino de História
 
Cruzadas
CruzadasCruzadas
Cruzadas
 
O movimento Hippie
O movimento HippieO movimento Hippie
O movimento Hippie
 

Último

Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 

China Antiga

  • 1. China Antiga O Império Chinês foi uma das civilizações mais avançadas do mundo. Os registros da mais antiga linha dinástica chinesa, a dinastia Shang, datam desde 1600 a.C., mas unidade do império consolidou-se apenas no século III a.C. Achina é enorme, basta olhar no mapa para se dar conta da imensa extensão territorial que ocupa. É quase metade de um continente. É tão grande que existem diversos climas e paisagens que atravessam o território chinês. A China é um mundo em si mesma com florestas fechadas, desertos vastos, montanhas insuperáveis, pradarias férteis, pântanos densos e planícies congeladas. Fonte: https://goo.gl/nY7Xau Há muito tempo, os chineses observaram que o mundo era composto por coisas muito diferentes e que cada uma tinha o seu oposto. Então, foram descobrindo que a natureza tinha um equilíbrio, uma harmonia entre forças diferentes e opostas. Assim, se em algum lugar fazia frio, era porque do outro lado estava fazendo calor. Se existia terra, era porque também existia ar. Se o sol brilhava durante o dia, era a lua que reinava a noite. E se havia homens, então deviam existir mulheres. Essas observações sobre a natureza que os rodeava serviram a eles como base para elaborar a famosa tradição da sabedoria chinesa, com a qual construíram uma grande civilização que durou por milhares de anos.
  • 2. 2 Traçando uma linha pelo meio da China vemos o Rio Amarelo, foi aí que começaram a se desenvolver os povos que antecederam essa grande civilização, 5.000 anos a.C. Esses povos cresceram e se desenvolveram, mas por volta de 1.500 a.C. foram dominados por terríveis governantes chamados Shang. Como todos eram descendentes da mesma família, receberam o título de “dinastia”. A dinastia Shang durou mais de 700 anos, depois a dinastia Shang foi substituída pela dinastia Zhou, mas em seguida várias famílias queriam o poder, então virou todos contra todos. Essa época ficou conhecida como A Era dos Reinos Combatentes e durou até 221 a.C. quando uma nova dinastia de governantes guerreiros, a dinastia Qin, conseguiu unificar o país e estabelecer o império que deu nome a China. Qin Shi Huang proclamou-se imperador, o primeiro de toda a história da China. Ele era considerado filho do céu, ninguém podia discutir nada com ele e seu poder era considerado mágico.  Gravura de Qin Shi Huang Fonte:https://goo.gl/OIoE2u O senhor dos homens não podia brincar, não cantava, nem ria, devia-se manter sempre de pé e seus movimentos eram lentos demais. Qin Shi Huang foi organizador do império, ele construiu um sistema de estradas e canais para facilitar o comercio e então todos começaram a usar o mesmo dinheiro, o mesmo calendário e até a mesmo escrita, ele impôs um sistema de leis, mas haviam pessoas que não gostavam de Qin Shi Huang, então o povo começou a tomar cada vez mais nojo dele e representando todo povo 466 sábios se opuseram as medidas criadas pelo imperador. Qin Shi Huang não hesitou e mandou mata-los. Todos os livros dos grandes sábios da China foram queimados em fogueiras. Qin Shi Huang tinha outra preocupação além de derrotar os revolucionários; o império era frequentemente atacado por bárbaros vindos do Norte. Qin Shi Huang queria mantê-los afastados, mas como? O plano dele era simples; ele decidiu construir um grande muro para que nenhum exército inimigo conseguisse ultrapassar as fronteiras do
  • 3. 2 império. Essa seria uma das maiores construções da história da humanidade. A construção da muralha foi iniciada no reinado de Qin Shihuang mas ela continuou por várias etapas, este processo durou mais de 2.000 anos. A muralha acompanha vales, montanhas e desertos e possui mais de 20 mil torres de vigilância. Construiu essa muralha exigiu um esforço sobre humana, para isso, o imperador reuniu milhares de homens que trabalharam como escravos seguindo uma disciplina militar, muitos morreram de exaustão e seus corpos eram enterrados nos muros em construção, então não era apenas a maior muralha do mundo, era também o maior cemitério do mundo. A muralha não só serviu de defesa, mas também ajudou a unificar o império. Já que por cima dela havia uma rota através da qual era possível viajar de uma ponta a outra no território. Assim várias caravanas e comerciantes podiam transitar suas mercadorias sem medo de ser surpreendidos por bandidos ou ladrões. Fonte: https://goo.gl/G583iK  No final, o muro tinha mais de 9 metros de altura e chegou a medir 7.300km,equivalente a toda extensão da América do Sul. Quando o imperador chegou no fim de seus dias, ele decidiu que sua morte tinha que ser tão importante quanto a sua vida. Os chineses acreditavam que você pode levar objetos consigo para o outro lado da vida, e Qin ShiHuang não ia levar pouca coisa. Ela mandou construir uma tumba na qual colocou um exército de 8 mil estatuas de guerreiros Terracota, mas não eram cópias de um mesmo molde, cada estatua era um cópia exata de pessoas que acompanhavam o imperador quando ele estava vivo. Porém, se alguém ousasse entrar na tumba para perturbar o sono do imperador, arcos disparavam flechas automaticamente.
  • 4. 2 Fonte: http://goo.gl/xGUI4t  O exército de Terracota adornava o mausoléu do imperador Qin Shi Huang Enquanto Qin Shi Huang se proclamava o primeiro imperador da China, Roma, por exemplo, ainda não era um império e nem sequer controlava a Itália inteira. Em 221 a.C. Roma era uma república e era governada por um grupo de pessoas cultas chamadas senadores. Vinte anos mais tarde, em 201 a.C. depois de conquistar a poderosa cidade de Cartago, Roma continuava a estender seu território, porém ainda era uma republica sem imperador. Vários anos mais tarde, em 51 a.C. um grande general chamado Júlio César conseguiu conquistar terras Gaulesas estratégicas e deu origem a formação do grande império romano. No ano 27 d.C., seu filho adotivo Otávio sagrou-se ao posto do primeiro imperador romano. O que estava acontecendo em outros lugares do mundo nessa mesma época?
  • 5. 2 Em 551 a.C., enquanto a China estava em plena era dos reinos combatentes, nasceu um homem muito especial. Com o passar dos anos, tornou-se um grande sábio, que com os seus ensinamentos criou uma doutrina que caracteriza a cultura chinesa ainda hoje, mais de 1.000 anos depois. Confúcio nasceu numa família pobre, no entanto, isso não o impediu de estudar e trabalhar muito até se tornar ministro de uns dos reis que lutava pelo poder. Mas um dia cansado de tanta violência, traição e mentira, Confúcio abandonou o cargo de ministro e se dedicou a caminhar entre um reino e outro com o objetivo de compartilhar sua sabedoria. Os livros de Confúcio pregam oito virtudes básicas: o respeito pelos outros; a tolerância; o perdão; fidelidade; a devoção; confiança; o dever e o culto aos antepassados. Essas são as oito virtudes que o homem deve seguir para ser bom e honesto. A popularidade de seus ensinamentos cresceu, mas somente 350 anos depois a sabedoria de Confúcio iria tornar-se popular em toda China. Isso aconteceu durante a dinastia Han. Nessa época Confúcio havia se transformado em uma figura lendária e seus seguidores chamavam-lhe de mestre Kong, seus ensinamentos serviam de guia espiritual e eram praticados como uma religião. Essa doutrina era conhecida como Confucionismo, mas ela não era a única reunião na China Antiga, também existia o: Taoísmo e o Budismo. Cada pessoa tinha o direito de escolher e praticar livremente sua religião. As três eram fundamentadas na busca de uma harmonia interior que está em relação direta com a harmonia da natureza. Na china antiga, as pessoas acreditavam que o universo era o produto do equilíbrio entre forças opostas. Isso também era válido para as pessoas, ou seja, qualquer dor ou mal-estar era reflexo entre o desequilíbrio de forças do corpo que estariam em desarmonia com o universo. A medicina tradicional chinesa é a ciência que busca recolocar o homem em estado de equilíbrio e harmonia com a natureza, por exemplo, a cabeça é como o céu, os pés são como a terra, os braços e a pernas são as 4 estações, a respiração é o vento, e o sangue a chuva. Para estar sadio todas as forças deviam coexistir em harmonia, por isso os médicos recorreriam frequentemente a extratos de ervas, frutos, grãos e minerais.
  • 6. 2 Muitas vezes os chineses recorriam à acupuntura, eles acreditavam que enfiando essas agulhas finas na pele estipulariam a energia do corpo a fluir corretamente, contribuindo assim para restabelecer a harmonia natural do paciente. A harmonia com a natureza era muito importante para a cultura chinesa. Isso podia ser observado através da projeção de belos jardins. Projetar jardins era uma arte como uma pintura onde o jardineiro tinha que combinar plantas, flores, água e animais para construir um lugar de perfeita paz, tranquilidade e harmonia. Ao invés de escrever palavras com letras, os chineses tentaram capturar a essência da coisa em si. Para que escrever a palavra “pássaro” se é possível desenhar um pássaro traçando algumas linhas? Esse tipo de escrita é chamado de pictograma. Os pictogramas não representam sons e, sim, o próprio objeto. Os pictogramas foram utilizados na china pela primeira vez por volta de 1500 a.C. Com o passar dos séculos, eles foram evoluindo e apesar de não parecem tanto com os objetos que representavam ainda davam uma ideia do objeto, por exemplo, o símbolo de arvore desenhado várias vezes significava floresta é por isso que agora eram chamados de ideogramas. Hoje, a escrita chinesa tem mais de 20 mil ideogramas. A escrita chinesa não servia apenas para a comunicação, era também uma arte. A caligrafia chinesa era tão apreciada quanto as pinturas. Fonte: http://goo.gl/fuyA0S  Os calígrafos famosos e talentosos tentavam capturar a essência e a beleza das coisas ao pintar os Ideogramas em papel de arroz.
  • 7. 2 Foram os chineses que descobriram a bússola. A primeira referência é datada de 1040 descrevendo uma agulha imantada presa em um bambu, em recipiente com água e que os metais com esta propriedade sempre apontam para o norte. Os chineses também inventaram o papel, o carimbo e a tinta, ou seja, a primeira forma de impressão, inventaram a pipa, porcelana, a primeira calculadora, a pólvora (mistura de sais, enxofre e carvão vegetal). Eles acreditavam que os fogos de artifício espantavam os maus espíritos.  Mulheres chinesas preparando seda numa gravura do século XII A descoberta mais importante foi a do bicho da seda. Ninguém sabe como, mas há mais de 5000 anos atrás, os chineses descobriram que cada um dos bichos da seda antes de virarem borboletas, faziam um casulo enrolando um único e finíssimo, que media 1 quilometro e pesava menos de 1 grama As mulheres chinesas o desenrolavam pacientemente e fabricavam um tecido leve e delicados. As roupas fabricadas em seda eram muito especiais, que lhe atribuíam um valor mágico. Durante séculos, os chineses mantiveram o segredo sobre a fabricação desse tecido. Isto significa que se alguém quisesse comprar seda, teria que ir até a China. No ano 138 a.C., o imperador Mu, da dinastia Han, enviou um embaixador ao encontro dos povos do ocidente. O embaixador foi escoltado e acompanhado de uma centena de comerciantes chineses. Foi uma viagem muito longa. Ao regressar, o embaixador e os comerciantes trouxeram para o imperador artigos valiosíssimos. Os produtos ocidentais despertaram nos chineses o desejo de negociar com todos os povos da Europa e da Ásia central. Logo, esta rota começou a ser muito popular e os comerciantes de todas as partes do mundo passaram a se encontrar no Oásis de Kashi; Comerciantes e artesãos de diferentes culturas e países reuniam-se para a troca de bens. O oásis tornou-se um mercado internacional. Os romanos, por exemplo, ficaram tão impressionados com a seda que compravam a preço de ouro. A seda chinesa chegou ao resto do mundo por esta rota, que passou a ser conhecida como “ A Rota da Seda”. Fonte:http://goo.gl/TP Rxdt
  • 8. 2 Na metade do século Xlll, em plena idade média, o mundo conhecido pelos europeus não ia muito além do Oriente Médio. O oriente era muito assustador, cheio de histórias de monstros e dragões. O que fazia com que poucos europeus aventurassem para além do deserto da Arábia, mas então surgiu um viajante aventureiro, um comerciante de Veneza, seu nome era Marco Polo. Ele decidiu empreender a longuíssima viagem de um extremo ao outro da famosa rota da seda e depois voltar a Veneza. Marco polo viveu 20 anos na China. Inclusive, chegou a ter uma relação muito próxima com o imperador. Quando voltou à Europa escreveu um livro que deixou os europeus encantados. Nele tentou escrever a civilização com a qual conviveu durante tanto tempo. As coisas fabulosas do livro pareciam tão inacreditável para os europeus que em seu leito de morte a família de Marco Polo perguntou se ele dizia a verdade sobre todas as histórias fabulosas e ele respondeu: ”A China é tão grande e maravilhosa que só consegui contar só a metade do que eu vi lá”. As cruzadas estavam acontecendo, ou seja, potências da Europa e do Oriente Médio lutavam pelo controle das terras próximas a Jerusalém. O império romano estava em franco declínio. E Veneza, uma cidade na Itália, tornava-se uma grande potência. A república de Veneza possuía uma frota que dominava desde o mar mediterrâneo até o mar negro. O comércio era muito importante para os venezianos. O que estava acontecendo na Europa enquanto Marco Polo viajava pela China? Fonte:http://goo.gl/Rqib9A
  • 9. 2 Historiadores estimam que, no início do século XV, durante o período Ming, a China era a maior potência naval do mundo, bem superior à Armada espanhola. Entre 1405 e 1433, os chineses empreenderam sete expedições de longa distância, do sudeste asiático ao golfo Pérsico, chegando à costa oriental da África décadas antes dos portugueses se aventurarem por lá. Entretanto, menos de um século depois dessas expedições, os chineses perderam a dianteira naval para os europeus. Uma das explicações para isso teria sido a necessidade de concentrar esforços militares nas fronteiras do Norte, ainda sob ameaça de invasão pelos mongóis. Mesmo depois de a dinastia Qing, iniciada em 1644, ter revigorado o país, a China não conseguiria mais acompanhar o crescimento das potencias do ocidente. No século XIX, após várias invasões a nação era controlada no Norte pelos alemães, no centro pelos britânicos e no Sudoeste pelos franceses. Somente depois das duas guerras mundiais e de décadas da guerra civil é que a China voltaria a encontrar um eixo unificador pelas mãos do líder comunista Mao Tsé-tung, que proclamou, em 1949, a República Popular da China. A CHINA HOJE Desde 2010, quando o Produto Interno Bruto (PIB) da China ultrapassou a do Japão, a nação tornou- se a segunda maior economia do planeta, atrás apenas da dos Estados Unidos. A atual ascensão econômica do país, iniciada no fim dos anos 1970, pode ser considerada uma retomada da sua condição de potência global, que desfrutava entre os séculos XIII e XV. Tornou-se o principal centro manufatureiro e exportador do mundo, a maior detentora de reservas em dólares e mostra-se um investidor divaricado e agressivo, como no pré-sal do Brasil, nos minérios na África, nos vinhedos de Bordeaux, na França. Mesmo em desaceleração, a economia chinesa cresceu 7,4% em 2014, número muito acima da média mundial.
  • 10. 2