SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
A China Antiga.
Localização: Península situada no leste da Ásia, banhada pelo oceano Pacífico. Atravessado por dois importantes rios: O Hoang- ho (rio amarelo) e o Iang-tsé (rio Azul)
[object Object]
Esse pensamento fazia com que acreditassem ser o único reino verdadeiramente civilizado.,[object Object]
Cultivavam também amoreiras para a criação de bicho da seda. A fabricação de seda éuma arte milenar e bastante apreciada pelos Chineses. Seu comércio era feito com indianos e árabes. A Rota da seda, foi como ficou conhecido o caminho pelo qual as caravanas chinesas passavam vendendo e comprando mercadorias.
Política. No sec. IV os chineses tinham unidade cultural, mas não unidade política nem governo centralizado. Estavam divididos em diversos reinos que viviam em guerra. Esse período da história da China ficou conhecido como período dos “reinos guerreiros” Os principais eram: Chin, Chao, Chu, Chi, Han, Wei e Yen
A China imperial: A dinastia Chin (ou Quin) No ano 221 a.C., Qin Shi Huang (ou Hoang-Ti) pôs fim às lutas dos Reinos Combatentes e fundou a dinastia Qin (Chin). Hoang- Ti unificou a região e criou o reino da China, tornand0-se o 1° imperador.
[object Object]
 a unidade de medida
a moeda,
estabeleceu o sistema de prefeituras e distritos,
construiu a famosa Grande Muralha
o palácio imperial
a tumba e a residência temporária para si próprio, em Xianyang e Lishan,[object Object]
A Grande muralha da China, construída em seu governo contava com 2500 quilômetros de extensão e 2500 torres de vigia, tinha 10 metros de altura e 6 de largura, contou com mais de  400 mil trabalhadores.
A dinastia Han No final da dinastia Qin, Liu Bang, de origem humilde e Xiang Yu, general aristocrático, acabaram lutando pelo domínio de Qin. Depois de alguns anos Liu Bang venceu a Xiang e criou a forte dinastia Han, no ano 206 a.C. China oficialmente transformou-se em um estado confucionista e progrediu em questões internas: a agricultura, artesanato e o comércio floresceram, e a população chegou à 55 milhão
Sociedade ,[object Object]
 Grandes proprietários de terras.
Mandarins (funcionários  públicos letrados)
 Grandes comerciantes e empresários manufatureiros
 funcionários do governo
 Pequenos comerciantes
 Pequenos  proprietários

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O Que é Filosofia? 1º Ano!
O Que é Filosofia? 1º Ano!O Que é Filosofia? 1º Ano!
O Que é Filosofia? 1º Ano!
Lu Rebordosa
 
História da índia antiguidade
História da índia   antiguidadeHistória da índia   antiguidade
História da índia antiguidade
historiando
 
Modo de produção asiatico
Modo de produção asiaticoModo de produção asiatico
Modo de produção asiatico
Elaine Santos
 

Mais procurados (20)

Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
 
China Antiga
China AntigaChina Antiga
China Antiga
 
Império bizantino
Império bizantinoImpério bizantino
Império bizantino
 
Filosofia política
Filosofia políticaFilosofia política
Filosofia política
 
China Antiga - 6º Ano (2016)
China Antiga - 6º Ano (2016)China Antiga - 6º Ano (2016)
China Antiga - 6º Ano (2016)
 
O Que é Filosofia? 1º Ano!
O Que é Filosofia? 1º Ano!O Que é Filosofia? 1º Ano!
O Que é Filosofia? 1º Ano!
 
China Antiga - 6º Ano (2017)
China Antiga - 6º Ano (2017)China Antiga - 6º Ano (2017)
China Antiga - 6º Ano (2017)
 
Slides bizantinos 1º. ano
Slides bizantinos    1º. anoSlides bizantinos    1º. ano
Slides bizantinos 1º. ano
 
Renascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e CientíficoRenascimento Cultural e Científico
Renascimento Cultural e Científico
 
História da índia antiguidade
História da índia   antiguidadeHistória da índia   antiguidade
História da índia antiguidade
 
3° ano EM - Antigo Egito - antiguidade oriental 01
3° ano EM - Antigo Egito - antiguidade oriental 013° ano EM - Antigo Egito - antiguidade oriental 01
3° ano EM - Antigo Egito - antiguidade oriental 01
 
Idade Antiga - Índia
Idade Antiga - ÍndiaIdade Antiga - Índia
Idade Antiga - Índia
 
Egito Antigo
Egito AntigoEgito Antigo
Egito Antigo
 
O Brasil Holandês
O Brasil HolandêsO Brasil Holandês
O Brasil Holandês
 
Imagens china
Imagens chinaImagens china
Imagens china
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
História grecia-roma
História   grecia-romaHistória   grecia-roma
História grecia-roma
 
Roma Antiga
Roma AntigaRoma Antiga
Roma Antiga
 
Hebreus
HebreusHebreus
Hebreus
 
Modo de produção asiatico
Modo de produção asiaticoModo de produção asiatico
Modo de produção asiatico
 

Destaque

China antiga
China antigaChina antiga
China antiga
profdu
 
China Antiga & Atual
China Antiga & AtualChina Antiga & Atual
China Antiga & Atual
StellaValerio
 
Cultura chinesa sociologia
Cultura chinesa   sociologiaCultura chinesa   sociologia
Cultura chinesa sociologia
Ana Pereira
 
Civilização Chinesa
Civilização ChinesaCivilização Chinesa
Civilização Chinesa
Doug Caesar
 

Destaque (20)

A china antiga
A china antigaA china antiga
A china antiga
 
China antiga
China antigaChina antiga
China antiga
 
História da China - Resumo
História da China - ResumoHistória da China - Resumo
História da China - Resumo
 
China Antiga & Atual
China Antiga & AtualChina Antiga & Atual
China Antiga & Atual
 
Cultura chinesa sociologia
Cultura chinesa   sociologiaCultura chinesa   sociologia
Cultura chinesa sociologia
 
Cultura chinesa
Cultura chinesaCultura chinesa
Cultura chinesa
 
China
ChinaChina
China
 
China
ChinaChina
China
 
A china antiga
A china antigaA china antiga
A china antiga
 
A china antiga e o japão
A china antiga  e o japãoA china antiga  e o japão
A china antiga e o japão
 
Resumo china
Resumo chinaResumo china
Resumo china
 
Civilização Chinesa
Civilização ChinesaCivilização Chinesa
Civilização Chinesa
 
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
 
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASILABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
ABOLIÇÃO E REPÚBLICA NO BRASIL
 
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIALA SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
A SOCIEDADE MINERADORA NO BRASIL COLONIAL
 
O REINADO DE D. PEDRO I
O REINADO DE D. PEDRO IO REINADO DE D. PEDRO I
O REINADO DE D. PEDRO I
 
Rebelioes regenciais blog
Rebelioes regenciais blogRebelioes regenciais blog
Rebelioes regenciais blog
 
A EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIXA EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIX
 
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIOQUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
QUESTÕES DE HISTÓRIA - BRASIL IMPÉRIO
 
Slide imigração e fim trafico negreiro
Slide imigração e fim trafico negreiro Slide imigração e fim trafico negreiro
Slide imigração e fim trafico negreiro
 

Semelhante a China antiga

Modo de produção asiático em outras geografias
Modo de produção asiático em outras geografiasModo de produção asiático em outras geografias
Modo de produção asiático em outras geografias
Carlos Glufke
 
Achinaantiga 100519182556-phpapp02 (1)
Achinaantiga 100519182556-phpapp02 (1)Achinaantiga 100519182556-phpapp02 (1)
Achinaantiga 100519182556-phpapp02 (1)
Arnaldo Alves
 
China e Índia na Antiguidade
China e Índia na AntiguidadeChina e Índia na Antiguidade
China e Índia na Antiguidade
Paulo Alexandre
 
A civilização inca
A civilização incaA civilização inca
A civilização inca
Roberto
 
China 131028165255-phpapp02
China 131028165255-phpapp02China 131028165255-phpapp02
China 131028165255-phpapp02
aparadoxo
 
7º ano - HISTÓRIA 1 - Slides. smileleiva
7º ano - HISTÓRIA 1 - Slides. smileleiva7º ano - HISTÓRIA 1 - Slides. smileleiva
7º ano - HISTÓRIA 1 - Slides. smileleiva
Edna Calderaro
 

Semelhante a China antiga (20)

Modo de produção asiático em outras geografias
Modo de produção asiático em outras geografiasModo de produção asiático em outras geografias
Modo de produção asiático em outras geografias
 
Achinaantiga 100519182556-phpapp02 (1)
Achinaantiga 100519182556-phpapp02 (1)Achinaantiga 100519182556-phpapp02 (1)
Achinaantiga 100519182556-phpapp02 (1)
 
China medieval
China medievalChina medieval
China medieval
 
Índia e China.
Índia e China.Índia e China.
Índia e China.
 
china wesley help me
china wesley help mechina wesley help me
china wesley help me
 
china porra weslley me ajuda nigga
china porra weslley me ajuda niggachina porra weslley me ajuda nigga
china porra weslley me ajuda nigga
 
China Antiga
China AntigaChina Antiga
China Antiga
 
China
China China
China
 
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
 
Resumo china e índia
Resumo   china e índiaResumo   china e índia
Resumo china e índia
 
China e Índia na Antiguidade
China e Índia na AntiguidadeChina e Índia na Antiguidade
China e Índia na Antiguidade
 
A civilização inca
A civilização incaA civilização inca
A civilização inca
 
China 131028165255-phpapp02
China 131028165255-phpapp02China 131028165255-phpapp02
China 131028165255-phpapp02
 
China 7ºanos
China   7ºanosChina   7ºanos
China 7ºanos
 
china-131028165255-phpapp02.pdf
china-131028165255-phpapp02.pdfchina-131028165255-phpapp02.pdf
china-131028165255-phpapp02.pdf
 
China antiga
China antigaChina antiga
China antiga
 
Incas
IncasIncas
Incas
 
Os incas
Os incasOs incas
Os incas
 
INCAS
INCAS INCAS
INCAS
 
7º ano - HISTÓRIA 1 - Slides. smileleiva
7º ano - HISTÓRIA 1 - Slides. smileleiva7º ano - HISTÓRIA 1 - Slides. smileleiva
7º ano - HISTÓRIA 1 - Slides. smileleiva
 

Mais de Carlos Zaranza

O ciclo do ouro durante o período colonial brasileiro
O ciclo do ouro durante o período colonial brasileiroO ciclo do ouro durante o período colonial brasileiro
O ciclo do ouro durante o período colonial brasileiro
Carlos Zaranza
 
História do cinema brasileiro - apostila
História do cinema brasileiro -  apostilaHistória do cinema brasileiro -  apostila
História do cinema brasileiro - apostila
Carlos Zaranza
 
História da Música Brasileira
História da Música BrasileiraHistória da Música Brasileira
História da Música Brasileira
Carlos Zaranza
 

Mais de Carlos Zaranza (20)

O ciclo do ouro durante o período colonial brasileiro
O ciclo do ouro durante o período colonial brasileiroO ciclo do ouro durante o período colonial brasileiro
O ciclo do ouro durante o período colonial brasileiro
 
O movimento abolicionista durante o império brasileiro
O movimento abolicionista durante o império brasileiroO movimento abolicionista durante o império brasileiro
O movimento abolicionista durante o império brasileiro
 
Retrabalho Inove 2018
Retrabalho Inove 2018Retrabalho Inove 2018
Retrabalho Inove 2018
 
Império Carolíngio - os francos
Império Carolíngio -  os francosImpério Carolíngio -  os francos
Império Carolíngio - os francos
 
Sociedade mineradora
Sociedade mineradoraSociedade mineradora
Sociedade mineradora
 
Brasil - a marcha da colonização da América portuguesa 2016
Brasil - a marcha da colonização da América portuguesa 2016Brasil - a marcha da colonização da América portuguesa 2016
Brasil - a marcha da colonização da América portuguesa 2016
 
Africanos no Brasil - dominação e resistência
Africanos no Brasil - dominação e resistênciaAfricanos no Brasil - dominação e resistência
Africanos no Brasil - dominação e resistência
 
8 ano 2 tri P2 revisaço com gabarito discursivas
8 ano  2 tri P2 revisaço com gabarito discursivas8 ano  2 tri P2 revisaço com gabarito discursivas
8 ano 2 tri P2 revisaço com gabarito discursivas
 
8o ano história 2 trimestre p2 revisaço sem gabarito
8o ano história 2 trimestre p2 revisaço sem gabarito8o ano história 2 trimestre p2 revisaço sem gabarito
8o ano história 2 trimestre p2 revisaço sem gabarito
 
Revolução industrial texto de aprofundamento
Revolução industrial   texto de aprofundamentoRevolução industrial   texto de aprofundamento
Revolução industrial texto de aprofundamento
 
Revolução industrial texto de aprofundamento
Revolução industrial   texto de aprofundamentoRevolução industrial   texto de aprofundamento
Revolução industrial texto de aprofundamento
 
Revolução industrial atividade revisão
Revolução industrial   atividade revisãoRevolução industrial   atividade revisão
Revolução industrial atividade revisão
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
4 bim ativ interventiva - gabarito
4 bim ativ interventiva - gabarito4 bim ativ interventiva - gabarito
4 bim ativ interventiva - gabarito
 
História do cinema brasileiro - apostila
História do cinema brasileiro -  apostilaHistória do cinema brasileiro -  apostila
História do cinema brasileiro - apostila
 
Cinema brasileiro
Cinema brasileiroCinema brasileiro
Cinema brasileiro
 
Desenrolando o Egito
Desenrolando o EgitoDesenrolando o Egito
Desenrolando o Egito
 
História da Música Brasileira
História da Música BrasileiraHistória da Música Brasileira
História da Música Brasileira
 
Mesopotamia
MesopotamiaMesopotamia
Mesopotamia
 
Ariano Suassuna
Ariano SuassunaAriano Suassuna
Ariano Suassuna
 

China antiga

  • 2. Localização: Península situada no leste da Ásia, banhada pelo oceano Pacífico. Atravessado por dois importantes rios: O Hoang- ho (rio amarelo) e o Iang-tsé (rio Azul)
  • 3.
  • 4.
  • 5. Cultivavam também amoreiras para a criação de bicho da seda. A fabricação de seda éuma arte milenar e bastante apreciada pelos Chineses. Seu comércio era feito com indianos e árabes. A Rota da seda, foi como ficou conhecido o caminho pelo qual as caravanas chinesas passavam vendendo e comprando mercadorias.
  • 6. Política. No sec. IV os chineses tinham unidade cultural, mas não unidade política nem governo centralizado. Estavam divididos em diversos reinos que viviam em guerra. Esse período da história da China ficou conhecido como período dos “reinos guerreiros” Os principais eram: Chin, Chao, Chu, Chi, Han, Wei e Yen
  • 7. A China imperial: A dinastia Chin (ou Quin) No ano 221 a.C., Qin Shi Huang (ou Hoang-Ti) pôs fim às lutas dos Reinos Combatentes e fundou a dinastia Qin (Chin). Hoang- Ti unificou a região e criou o reino da China, tornand0-se o 1° imperador.
  • 8.
  • 9. a unidade de medida
  • 11. estabeleceu o sistema de prefeituras e distritos,
  • 12. construiu a famosa Grande Muralha
  • 14.
  • 15. A Grande muralha da China, construída em seu governo contava com 2500 quilômetros de extensão e 2500 torres de vigia, tinha 10 metros de altura e 6 de largura, contou com mais de 400 mil trabalhadores.
  • 16. A dinastia Han No final da dinastia Qin, Liu Bang, de origem humilde e Xiang Yu, general aristocrático, acabaram lutando pelo domínio de Qin. Depois de alguns anos Liu Bang venceu a Xiang e criou a forte dinastia Han, no ano 206 a.C. China oficialmente transformou-se em um estado confucionista e progrediu em questões internas: a agricultura, artesanato e o comércio floresceram, e a população chegou à 55 milhão
  • 17.
  • 19. Mandarins (funcionários públicos letrados)
  • 20. Grandes comerciantes e empresários manufatureiros
  • 23. Pequenos proprietários
  • 27.
  • 28. Taoísmo. Atribuído ao filosofo Lao- Tsé, que viveu durante o período dos reinos guerreiros. Tao, significa caminho e a principal idéia desta doutrina era que o homem deveria levar uma vida em perfeita harmonia coma a natureza Enfatizava a simplicidade, a naturalidade e a espontaneidade Lao- Tsé
  • 29. Confucionismo Confúcio foi um importante filosofo chinês, pregava rígidos valores morais baseados: No culto aos ancestrais. Obediência aos pais Respeito as antigas tradições Lealdade e submissão a lei e à autoridade. Responsabilidade social das classes privilegiadas. Confúcio
  • 30. O Budismo A tradição atribui a introdução do budismo na China ao imperador han Ming-Ti. O budismo só se espalhou na China nos séculos V e VI com o apoio da dinastia Wei e Tang. Durante este período estabelecem-se na China escolas budistas de origem indiana ao mesmo tempo que se desenvolvem escolas próprias chinesas. Sidarta Gautama Buda
  • 31. Cultura. A medicina Chinesa era preventiva, os médicos cuidavam para que os pacientes não ficassem doente para isso desenvolveram técnicas como a acupuntura e utilização de ervas e raízes medicinais como Ginseng
  • 32. Eram hábeis inventores, desenvolveram a bussola, o sismógrafo, o papel, o papel moeda, a pólvora etc. o papel das mulheres era inferior, deviam obediência ao homens (pai, irmão, marido), submetiam-se aos “pés de Lótus” na qual enfaixavam os pés para que ficassem bem pequenos.
  • 33. A administração governamental estava a cargo dos mandarins, altos funcionários que conheciam os segredos da escrita chinesa, composta por mais de 40 mil ideograma. Os mais letrados mandarins conheciam cerca de 5 mil.
  • 34. O imperado era conhecido como filho do céu, era o grande sacerdote e mediador das relações entre homens e os deuses. Conta a lenda que o 1° imperador Huang-ti recebeu um pergaminho sagrado da boca do Deus Dragão e por isso adotou como simbolo de seu império um dragão.