Incofidencia mineira e baiana

2.534 visualizações

Publicada em

Ante4cedentes/ Causas/ Líderes/ Propostas/ repressão aos movimento

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Incofidencia mineira e baiana

  1. 1. Profª. Fatima Ap. de Freitas
  2. 2. SUMÁRIO Rebeliões coloniais: Inconfidência Mineira Conjuração Baiana. Família Real no Brasil
  3. 3. • Causas: esgotamento do ouro, crise econômica, exploração abusiva de Portugal: (impostos, derrama, proibição de produção de manufaturados na colônia – Alvará de D. Maria I). • Líderes: elite mineira (Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga, Alvarenga Peixoto, Joaquim José da Silva Xavier – o “Tiradentes”) • Objetivos: • Separar o Brasil de Portugal e proclamar uma República com sede em São João del Rei • criar o serviço militar obrigatório; • Incentivar a natalidade e oferecer pensões com mães com muitos filhos • Perdão de todas as dívidas; • Estímulo ao desenvolvimento de manufaturas têxteis e siderúrgicas, • Criação de uma Universidade em Vila Rica, bandeira com a inscrição “Libertas quae sera tamen” (Liberdade ainda que tardia).
  4. 4. o A revolta foi denunciada por Joaquim Silvério dos Reis ao governador de MG, que em troca recebeu o perdão de suas dívidas junto à Fazenda Real..o Seus líderes presos, julgados condenados sendo que onze deles receberam sentença de morte, mas a rainha D. Maria I, modificando a pena para o degredado para a África.o Só Tiradentes teve sua pena de morte mantida, é enforcado e esquartejado para servir como exemplo, no Largo da Lampadosa no Rio de Janeiro, no dia 21 de abril de 1792.
  5. 5. SENTENÇA DE MORTE DE TIRADENTES
  6. 6. CONJURAÇÃO BAIANA 1798 Confronto da Conjuração Baiana
  7. 7. Causas da revolta: extrema pobreza, alta nos preços dos alimentos. Más condições de vida desigualdades sociais. Queda nos preços do açúcar.Planos dos revoltosos Proclamar a independência, República, liberdade decomércio, igualdade em todos os níveis, aumento daremuneração dos soldos, abertura dos portos brasileiros atodas as nações, melhoria de vida de toda população eabolição da escravidão.Influência da Revolução Francesa (Liberdade –Igualdade – Fraternidade).Distribuíam panfletos na porta das igrejas e colavamcartazes nos muros e em lugares públicos.Um deles dizia: “Está para chegar o tempo em quetodos seremos irmãos. O tempo em que todos seremosiguais.”
  8. 8.  Líderes: João de Deus Nascimento, Manuel Faustino dos Santos (alfaiates e mulatos), Luís Gonzaga das Virgens, Lucas Dantas Amorim Torres (soldados e mulatos), entre outros. Todos pobres. Repressão: foi intensa por parte de Portugal, os líderes foram julgados, condenados e LÍDERES DA CONJURAÇÃO BAIANA 1798 esquartejados..
  9. 9. O SOLDADO LUIZ GONZAGA
  10. 10. QUADRO RESUMO DAS REVOLTAS
  11. 11. CAUSAS DA VINDA PARA O BRASIL Invasão do exército napoleônico em Portugal por furar o Bloqueio Continental. Sem condições de resistir ao ataque, D. João, que na época era príncipe regente, e toda a Corte vem para o Brasil escoltado pela marinha britânica. Chegaram à Bahia em 22 de janeiro de 1808.
  12. 12. FIM DO MONOPÓLIO COMERCIAL  Abertura dos portos às nações amigas. (sal e pau-brasil)  Assinatura dos Tratados de Comércio e Navegação de 1810 com a Inglaterra.
  13. 13. NO DIA 23 DE FEVEREIRO DE 1808, A PRINCIPAIS MEDIDAS TOMADAS PORCORTE INSTALOU-SE NO RIO DE D. JOÃOJANEIRO  Organizou a estrutura administrativa da monarquia no Brasil (nomeou ministros, colocou em funcionamento diversos órgãos públicos)  Instalou Tribunais e Justiça.  Fundou o Banco do Brasil.  Criou o Jardim Botânico.  Criou a Imprensa Régia e a Biblioteca Nacional.  Elevou o Brasil à Categoria de Reino Unido a Portugal e Algarves em1815.  Invasão da Guiana Francesa e do Uruguai.  Concedeu liberdade para funcionarem fábricas no Brasil.
  14. 14. PROMOÇÃO DA VIDA CULTURAL Academia Militar e da Marinha. Hospital Militar. Instituições de Ensino superior (2 escolas de medicina) Academia de Belas Artes. Missão Artística Francesa (Debret, Taunay, etc.) Essas realizações não tinham a preocupação de beneficiar a população, mas sim de satisfazer as elites coloniais e a Corte que migrara para a colônia. As aquarelas de Debret documenta a vida da corte na 1ª. Fase e depois saiu às ruas para documentar através de seu pincel o cotidiano na capital federal.
  15. 15. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS WWW. Wikipédia.com História Global – Gilberto Cotrim História – Divalte Sua pesquisa.com Sugestões de filmes:•Carlota Joaquina, princesa do Brasil – 1994• Tiradentes – Dir. Osvaldo Caldeira

×