SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Baixar para ler offline
Bronzeamento artificial e o risco do Câncer de pele
No último século aconteceram mudanças muito grandes em relação há exposições excessivas ao sol. Um dos fatores mais responsáveis por esta mudança foi à questão de que os seres humanos são muito vaidosos, pois hoje em dia estes visam muito mais a aparência do que a própria saúde. 		Os bronzeamentos artificiais por ser uma fonte de renda, a mídia e os meios de informação aproveitaram deste meio para expor corpos bronzeados que os telespectadores gostariam de obter. Porem o que muitas pessoas não sabem ou preferem não saber é que a radiação ultravioleta solar é reconhecidamente um carcinógeno humano completo, pois preferem correr o risco à saúde pela vaidade. O que muitos centros de bronzeamentos artificiais não fazem é questionar aos clientes se eles estão totalmente cientes sobre os riscos a saúde causada pela radiação ultravioleta.
O instituto nacional do câncer realizou alguns estudos no Brasil, nos quais obtiveram resultados que o câncer de pele tem sido o que mais cresceu na última década, no qual foi relacionado com o câncer de mama, que é o câncer que mais mata no Brasil. Outra conclusão que se chegou com esse estudo foi que muito dos brasileiros que obtiveram resultado positivo para câncer de pele, não trataram ou não deram continuidade no tratamento, por saber que essa patologia tem mortalidade menor comparado a outras ou por falta de conhecimento sobre os meios de tratamento. 		Estudos realizados com a população de outros países mostraram também um alto índice de aumento do melanoma cutâneo e a freqüência de queimaduras solares devido à radiação UV, principalmente aqueles países que estão abaixo da linha do equador. 		Fatores como usar os filtros solares adequados a pele de cada um e não expor-se a longos períodos de exposição ao sol ainda é a melhor opção para evitar danos à saúde da pele.
Objetivo Este trabalho tem como objetivo mostrar a revisão de artigo “Bronzeamento e Risco de Melanoma Cutâneo”, e juntamente uma pesquisa de campo realizada na cidade de Santo Antônio do Monte – MG, na qual foi avaliado o nível de conhecimento da população e opinião geral da relação aos riscos desta prática.  		O objetivo foi de conscientizar e mostrar a todos que a radiação ultravioleta pode ser tão maléfica quanto a qualquer outro tipo de radiação ionizante, pois nada melhor do que conscientizar a todos e ensinar algumas medidas básicas de proteção que ainda podem salvar vidas.
 Métodos e materiais 		Este trabalho foi realizado com base em revisão de literatura científica, contendo todas as informações seguras. Foi realizada uma pesquisa de campo em Santo Antônio do Monte no período 06/09/2010 há 16/10/2010, pelo o grupo em questão. Com mais de 400 pessoas entrevistadas (número exato 486 pessoas).  		Nesta pesquisa foram utilizadas seis perguntas diretas, questionando sobre o bronzeamento artificial. A população respondeu de três formas: sim, não e um pouco, só que na maioria das perguntas o entrevistado respondeu somente sim ou não. Foram utilizadas as seguintes perguntas:
01 - Você já ouviu falar sobre bronzeamento artificial? 02 - Você já fez bronzeamento artificial? 03 - (Se você já fez, responda esta pergunta) Quando você submeteu ao bronzeamento artificial, estava ciente aos riscos que estava correndo? 04 - Você conhece os riscos que o bronzeamento artificial pode causar? 05 - Você acredita que o bronzeamento artificial pode levar ao câncer de pele? 06 - Mesmo você sabendo dos danos que causa à saúde, você acha que vale a pena correr este risco?
		A pesquisa foi realizada com maiores de 18 anos, sendo mulheres e homens nos quais foram preservados todos os aspectos éticos e legais para fazer uma pesquisa científica. A quantidade de homens foi de 99 e de mulheres foi de 387. Foram utilizados gráficos para demonstrar a quantidade total de cada resposta da pesquisa.
Resultado da pesquisa 		Foram obtidos os seguintes resultados na pesquisa realizada com a população de Santo Antônio do Monte:
Conclusão A adolescência e marcada por uma baixa percepção de riscos, forte influencia de amigos, e preocupação excessiva com a aparência e maior tolerância a queimaduras solares graves. A combinação de todos estes fatores tem elevado cada dia mais a adoção do comportamento que resultam na exposição solar excessiva. Esta exposição excessiva não ocorre somente com o objetivo de um bronzeado perfeito, mas também pela despreocupação com a proteção na execução de tarefas cotidianas.  As ocorrências de queimaduras graves na infância e adolescência apresentam maio risco de desenvolvimento do melanoma cutâneo.
	O desejo de manutenção ou obtenção de uma cor mais saudável e atraente vem aumentado cada vez mais à substituição do sol pelo bronzeamento artificial, isso eleva o risco, pois aumenta a exposição de indivíduos com fototipo cutâneo de maior risco. Estudos comprovam que o risco de desenvolver melanoma é maior para usuários habituais, o risco era de 1,77 vezes maior dos que nunca fizeram bronzeamento artificial.
		Embora sejam feitas campanhas centradas na divulgação dos riscos e no incentivo as pessoas a se protegeram evitando o sol nos horários mais críticos aparentemente aumentou o conhecimento dos jovens porem não ouve mudança de comportamento.
	Assim como há campanhas para desestimular o tabagismo, devido os danos causados a saúde, o mesmo deveria ocorrer sobre a exposição excessiva ao sol e utilização das camas de bronzeamento. Divulgando que uma pele bronzeada não é sinônimo de pele saudável e sim que a pele foi danificada devido à radiação ultravioleta, seja ela solar ou artificial, e começar campanhas efetiva para mudanças de comportamento e meios de proteção com isso poderiam ver resultados nas próximas gerações.

Mais conteúdo relacionado

Destaque (17)

Recursos eletrotérmicos: radiação ultravioleta
Recursos eletrotérmicos: radiação ultravioleta Recursos eletrotérmicos: radiação ultravioleta
Recursos eletrotérmicos: radiação ultravioleta
 
Fototerapia
FototerapiaFototerapia
Fototerapia
 
Câncer de pele
Câncer de peleCâncer de pele
Câncer de pele
 
Ligação covalente e geometria molecular
Ligação covalente e geometria molecularLigação covalente e geometria molecular
Ligação covalente e geometria molecular
 
Síntese de Melanina e o Desenvolvimento do Melanoma
Síntese de Melanina e o Desenvolvimento do MelanomaSíntese de Melanina e o Desenvolvimento do Melanoma
Síntese de Melanina e o Desenvolvimento do Melanoma
 
Câncer de pele
Câncer de peleCâncer de pele
Câncer de pele
 
O que não é Melanoma
O que não é MelanomaO que não é Melanoma
O que não é Melanoma
 
Carcinoma
CarcinomaCarcinoma
Carcinoma
 
Raios ultravioleta
Raios ultravioletaRaios ultravioleta
Raios ultravioleta
 
infravermelho
infravermelhoinfravermelho
infravermelho
 
Radiacao ultravioleta
Radiacao ultravioletaRadiacao ultravioleta
Radiacao ultravioleta
 
Câncer de pele
Câncer de peleCâncer de pele
Câncer de pele
 
Fototerapia
FototerapiaFototerapia
Fototerapia
 
Melanoma Maligno
Melanoma MalignoMelanoma Maligno
Melanoma Maligno
 
Infra Vermelho
Infra VermelhoInfra Vermelho
Infra Vermelho
 
Aula: Câncer de Pele, Protetores Solar e Envelhecimento Cutâneo
Aula: Câncer de Pele, Protetores Solar e Envelhecimento CutâneoAula: Câncer de Pele, Protetores Solar e Envelhecimento Cutâneo
Aula: Câncer de Pele, Protetores Solar e Envelhecimento Cutâneo
 
Fototerapia
FototerapiaFototerapia
Fototerapia
 

Semelhante a Bronzeamento artificial e o risco do melanoma cutâneo

2017 65 14109 (1) cancer de pele 7
2017 65 14109 (1) cancer de pele 72017 65 14109 (1) cancer de pele 7
2017 65 14109 (1) cancer de pele 7Dany Guedes
 
Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16Setemi News
 
Cartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdf
Cartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdfCartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdf
Cartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdfmaxion03
 
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptx
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptxOutubro Rosa - Emilia_Wilson.pptx
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptxWilsonBonifcio
 
Artigo com Nathalia Belletato sobre o Outubro Rosa
Artigo com Nathalia Belletato sobre o Outubro RosaArtigo com Nathalia Belletato sobre o Outubro Rosa
Artigo com Nathalia Belletato sobre o Outubro RosaNathalia Belletato
 
Informações equivocadas sobre CA de Mama
Informações equivocadas sobre CA de MamaInformações equivocadas sobre CA de Mama
Informações equivocadas sobre CA de MamaAishameriane Schmidt
 
Cartilha Campanha Outubro Rosa 2014 - Câncer de Mama: é preciso falar disso
Cartilha Campanha Outubro Rosa 2014 - Câncer de Mama: é preciso falar dissoCartilha Campanha Outubro Rosa 2014 - Câncer de Mama: é preciso falar disso
Cartilha Campanha Outubro Rosa 2014 - Câncer de Mama: é preciso falar dissoFarmacêutico Digital
 
Porquê o cancro da mama
Porquê o cancro da mamaPorquê o cancro da mama
Porquê o cancro da mamaCorujita
 
Cartilha cuidados com a pele idosa
Cartilha cuidados com a pele idosaCartilha cuidados com a pele idosa
Cartilha cuidados com a pele idosaMartin Henkel
 
Câncer infantil - Materno infantil.
Câncer infantil - Materno infantil. Câncer infantil - Materno infantil.
Câncer infantil - Materno infantil. MARAILZA LIMA
 
2ano cancer pele
2ano cancer pele2ano cancer pele
2ano cancer peleLaura Gomes
 
Jornal Setemi News
Jornal Setemi NewsJornal Setemi News
Jornal Setemi NewsSetemi News
 
CULTURARTEEN 179 - outubro 2017
CULTURARTEEN 179 - outubro 2017CULTURARTEEN 179 - outubro 2017
CULTURARTEEN 179 - outubro 2017josé pery salgado
 

Semelhante a Bronzeamento artificial e o risco do melanoma cutâneo (20)

Artigo01
Artigo01Artigo01
Artigo01
 
2017 65 14109 (1) cancer de pele 7
2017 65 14109 (1) cancer de pele 72017 65 14109 (1) cancer de pele 7
2017 65 14109 (1) cancer de pele 7
 
Câncer de Mama
Câncer de MamaCâncer de Mama
Câncer de Mama
 
Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16
 
Cartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdf
Cartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdfCartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdf
Cartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdf
 
Outubro rosa
Outubro rosaOutubro rosa
Outubro rosa
 
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptx
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptxOutubro Rosa - Emilia_Wilson.pptx
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptx
 
Artigo com Nathalia Belletato sobre o Outubro Rosa
Artigo com Nathalia Belletato sobre o Outubro RosaArtigo com Nathalia Belletato sobre o Outubro Rosa
Artigo com Nathalia Belletato sobre o Outubro Rosa
 
Informações equivocadas sobre CA de Mama
Informações equivocadas sobre CA de MamaInformações equivocadas sobre CA de Mama
Informações equivocadas sobre CA de Mama
 
cartilha_cancer_de_mama_2022.pdf
cartilha_cancer_de_mama_2022.pdfcartilha_cancer_de_mama_2022.pdf
cartilha_cancer_de_mama_2022.pdf
 
Cartilha Campanha Outubro Rosa 2014 - Câncer de Mama: é preciso falar disso
Cartilha Campanha Outubro Rosa 2014 - Câncer de Mama: é preciso falar dissoCartilha Campanha Outubro Rosa 2014 - Câncer de Mama: é preciso falar disso
Cartilha Campanha Outubro Rosa 2014 - Câncer de Mama: é preciso falar disso
 
Porquê o cancro da mama
Porquê o cancro da mamaPorquê o cancro da mama
Porquê o cancro da mama
 
Outubro Rosa
Outubro RosaOutubro Rosa
Outubro Rosa
 
Cartilha cuidados com a pele idosa
Cartilha cuidados com a pele idosaCartilha cuidados com a pele idosa
Cartilha cuidados com a pele idosa
 
Câncer infantil - Materno infantil.
Câncer infantil - Materno infantil. Câncer infantil - Materno infantil.
Câncer infantil - Materno infantil.
 
Câncer
CâncerCâncer
Câncer
 
OUTUBRO ROSA.pptx
OUTUBRO ROSA.pptxOUTUBRO ROSA.pptx
OUTUBRO ROSA.pptx
 
2ano cancer pele
2ano cancer pele2ano cancer pele
2ano cancer pele
 
Jornal Setemi News
Jornal Setemi NewsJornal Setemi News
Jornal Setemi News
 
CULTURARTEEN 179 - outubro 2017
CULTURARTEEN 179 - outubro 2017CULTURARTEEN 179 - outubro 2017
CULTURARTEEN 179 - outubro 2017
 

Último

19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzAlexandrePereira818171
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 

Último (20)

19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 

Bronzeamento artificial e o risco do melanoma cutâneo

  • 1. Bronzeamento artificial e o risco do Câncer de pele
  • 2. No último século aconteceram mudanças muito grandes em relação há exposições excessivas ao sol. Um dos fatores mais responsáveis por esta mudança foi à questão de que os seres humanos são muito vaidosos, pois hoje em dia estes visam muito mais a aparência do que a própria saúde. Os bronzeamentos artificiais por ser uma fonte de renda, a mídia e os meios de informação aproveitaram deste meio para expor corpos bronzeados que os telespectadores gostariam de obter. Porem o que muitas pessoas não sabem ou preferem não saber é que a radiação ultravioleta solar é reconhecidamente um carcinógeno humano completo, pois preferem correr o risco à saúde pela vaidade. O que muitos centros de bronzeamentos artificiais não fazem é questionar aos clientes se eles estão totalmente cientes sobre os riscos a saúde causada pela radiação ultravioleta.
  • 3. O instituto nacional do câncer realizou alguns estudos no Brasil, nos quais obtiveram resultados que o câncer de pele tem sido o que mais cresceu na última década, no qual foi relacionado com o câncer de mama, que é o câncer que mais mata no Brasil. Outra conclusão que se chegou com esse estudo foi que muito dos brasileiros que obtiveram resultado positivo para câncer de pele, não trataram ou não deram continuidade no tratamento, por saber que essa patologia tem mortalidade menor comparado a outras ou por falta de conhecimento sobre os meios de tratamento. Estudos realizados com a população de outros países mostraram também um alto índice de aumento do melanoma cutâneo e a freqüência de queimaduras solares devido à radiação UV, principalmente aqueles países que estão abaixo da linha do equador. Fatores como usar os filtros solares adequados a pele de cada um e não expor-se a longos períodos de exposição ao sol ainda é a melhor opção para evitar danos à saúde da pele.
  • 4. Objetivo Este trabalho tem como objetivo mostrar a revisão de artigo “Bronzeamento e Risco de Melanoma Cutâneo”, e juntamente uma pesquisa de campo realizada na cidade de Santo Antônio do Monte – MG, na qual foi avaliado o nível de conhecimento da população e opinião geral da relação aos riscos desta prática. O objetivo foi de conscientizar e mostrar a todos que a radiação ultravioleta pode ser tão maléfica quanto a qualquer outro tipo de radiação ionizante, pois nada melhor do que conscientizar a todos e ensinar algumas medidas básicas de proteção que ainda podem salvar vidas.
  • 5. Métodos e materiais Este trabalho foi realizado com base em revisão de literatura científica, contendo todas as informações seguras. Foi realizada uma pesquisa de campo em Santo Antônio do Monte no período 06/09/2010 há 16/10/2010, pelo o grupo em questão. Com mais de 400 pessoas entrevistadas (número exato 486 pessoas). Nesta pesquisa foram utilizadas seis perguntas diretas, questionando sobre o bronzeamento artificial. A população respondeu de três formas: sim, não e um pouco, só que na maioria das perguntas o entrevistado respondeu somente sim ou não. Foram utilizadas as seguintes perguntas:
  • 6. 01 - Você já ouviu falar sobre bronzeamento artificial? 02 - Você já fez bronzeamento artificial? 03 - (Se você já fez, responda esta pergunta) Quando você submeteu ao bronzeamento artificial, estava ciente aos riscos que estava correndo? 04 - Você conhece os riscos que o bronzeamento artificial pode causar? 05 - Você acredita que o bronzeamento artificial pode levar ao câncer de pele? 06 - Mesmo você sabendo dos danos que causa à saúde, você acha que vale a pena correr este risco?
  • 7. A pesquisa foi realizada com maiores de 18 anos, sendo mulheres e homens nos quais foram preservados todos os aspectos éticos e legais para fazer uma pesquisa científica. A quantidade de homens foi de 99 e de mulheres foi de 387. Foram utilizados gráficos para demonstrar a quantidade total de cada resposta da pesquisa.
  • 8. Resultado da pesquisa Foram obtidos os seguintes resultados na pesquisa realizada com a população de Santo Antônio do Monte:
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15. Conclusão A adolescência e marcada por uma baixa percepção de riscos, forte influencia de amigos, e preocupação excessiva com a aparência e maior tolerância a queimaduras solares graves. A combinação de todos estes fatores tem elevado cada dia mais a adoção do comportamento que resultam na exposição solar excessiva. Esta exposição excessiva não ocorre somente com o objetivo de um bronzeado perfeito, mas também pela despreocupação com a proteção na execução de tarefas cotidianas. As ocorrências de queimaduras graves na infância e adolescência apresentam maio risco de desenvolvimento do melanoma cutâneo.
  • 16. O desejo de manutenção ou obtenção de uma cor mais saudável e atraente vem aumentado cada vez mais à substituição do sol pelo bronzeamento artificial, isso eleva o risco, pois aumenta a exposição de indivíduos com fototipo cutâneo de maior risco. Estudos comprovam que o risco de desenvolver melanoma é maior para usuários habituais, o risco era de 1,77 vezes maior dos que nunca fizeram bronzeamento artificial.
  • 17. Embora sejam feitas campanhas centradas na divulgação dos riscos e no incentivo as pessoas a se protegeram evitando o sol nos horários mais críticos aparentemente aumentou o conhecimento dos jovens porem não ouve mudança de comportamento.
  • 18. Assim como há campanhas para desestimular o tabagismo, devido os danos causados a saúde, o mesmo deveria ocorrer sobre a exposição excessiva ao sol e utilização das camas de bronzeamento. Divulgando que uma pele bronzeada não é sinônimo de pele saudável e sim que a pele foi danificada devido à radiação ultravioleta, seja ela solar ou artificial, e começar campanhas efetiva para mudanças de comportamento e meios de proteção com isso poderiam ver resultados nas próximas gerações.