O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Ligação covalente e geometria molecular

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Ligações interatômicas
Ligações interatômicas
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 14 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Semelhante a Ligação covalente e geometria molecular (20)

Anúncio

Mais de António Gonçalves (20)

Mais recentes (20)

Anúncio

Ligação covalente e geometria molecular

  1. 1. Departamento de Físico-Química - 2012/2013 Prof. António Gonçalves Fevereiro 2013
  2. 2. Fonte: http://www.profpc.com.br Segundo a teoria das ligações covalentes, o que mantém uma molécula ligada é a partilha de pares de eletrões de valência Fonte: http://www.c2o.pro.br
  3. 3. Fonte: http://www.profpc.com.br O equilíbrio estabelece-se entre as forças elétricas de atração entre cargas elétricas de sinal contrário e a repulsão de cargas elétricas com o mesmo sinal Fonte: http://www.c2o.pro.br
  4. 4. Fonte: http://www.profpc.com.br Zona de mais baixa energia potencial, onde se estabelece o equilíbrio entre as forças de ligação envolvidas. Esse equilíbrio determina a distância de ligação. Fonte: http://www.c2o.pro.br
  5. 5. Modelo da ligação covalente para moléculas diatómicas Notação de Lewis para dois átomos de Hidrogénio. Os eletrões representados aqui por pontos, são os que irão participar na ligação
  6. 6. Modelo da ligação covalente para moléculas diatómicas
  7. 7. Fórmula de Ordem da Energia de Comprimento da Reatividade estrutura ligação ligação ligação H-H 1 436 kJ/mol 74 pm maior F-F 1 159 KJ/mol 14 pm maior O=O 2 497 KJ/mol 121 pm intermédia N≡N 3 946 KJ/mol 109 pm menor Em geral, se a ordem de ligação aumenta, a energia de ligação aumenta e o comprimento da ligação diminui.
  8. 8. Modelo da ligação covalente para moléculas poliatómicas
  9. 9. Modelo da ligação covalente para moléculas poliatómicas A repulsão entre pares de eletrões ligantes e pares de eletrões ligantes e não ligantes, determina a geometria da molécula. No exemplo, a molécula de água
  10. 10. Modelo da ligação covalente para moléculas poliatómicas
  11. 11. Modelo da ligação covalente para moléculas poliatómicas
  12. 12. Modelo da ligação covalente para moléculas poliatómicas Os eletrões não ligantes irão “empurrar” os eletrões ligantes (entre o H e o N), forçando a geometria piramidal
  13. 13. Modelo da ligação covalente para moléculas poliatómicas Os átomos de N e H estão nos vértices de uma pirâmide triangular
  14. 14. Teste de avaliação: geometria molecular e nomenclatura ● Fórmula molecular e fórmula de estrutura ● Geometria molecular ● Localização dos elementos químicos na TP dos (construção) elementos químicos e identificação da família ● Nome (justificação) – 2 ● Ângulos das ligações ● Classificação: hidrácidos, oxoácidos, hidróxidos, sais, óxidos de metais, óxidos de não metais, hidrocarbonetos, alcanos, alcenos, alcinos. ● Comprimento das ● Massa Molar (cálculos) - 1 ligações ● Densidade (condições PTN) - 3 ● Configuração eletrónica (Apresentar passos) ● Riscos para a Saúde ● Eletrões de valência (justificação) ● Notação de Lewis ● DL50 (mdose) - 1 ● Fórmula de estrutura (justificação) - 1 ● Tipo de ligação (justificação) ● Solubilidade (C?) - 2 ● Ordem das ligações (justificação) ● Identificar pares ligantes e não ligantes (Justificação) ● Riscos ambientais Previsão da geometria molecular (Justificação) - 3 p.e e p.f. ● ●

×