SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Situação de aprendizagem
Crônica :AVESTRUZ
Mário Prata
Avestruz : Situação de aprendizagem
• Objetivos: desenvolver a interpretação textual; desenvolver a escrita de
textos de variados gêneros a partir de um tema;
• Recursos: projeção de slide com imagens de avestruzes e do produtos feitos
a partir de deles; sala de informática ( caso possível);
• Desenvolvimento: Atividades de levantamento de hipóteses (antes da
leitura) e durante a leitura – tomada de notas para posterior pesquisa de
vocabulário e de expressões. Após leitura – pesquisa de outros animais
exóticos de forma interdisciplinar com Ciências, para elaboração da
atividade de avaliação.
• Duração: 6 a 8 aulas.
• Avaliação: elaboração dos gêneros selecionados para cada grupo, de forma a
atender a estrutura de composição.
• Devolutiva:na forma de reescrita coletiva de um dos textos elaborados ( o
que apresentar maior problemas nos aspectos linguístico-discursivos)
Levantamento de hipóteses
Questões:
• Quem já viu um avestruz?
• Onde o viu?
• Descreva-o
• Quem já viu um ovo de avestruz?
Neste momento, após instigar a fala dos alunos seria interessante, caso
se pudesse, mostrar um ovo ou suas fotos, assim como as do animal.
DURANTE A LEITURA
• Leitura silenciosa;
• Exploração de vocabulário : levantamento e
pesquisa em dicionários, em grupos;
• Chamar atenção para expressões, como:
• “ter estômago de avestruz” “ enterrar a cabeça
como avestruz”;
Esta etapa pode ser feita em grupos com 4 alunos ou em duplas e caso
haja a possibilidade também podem pesquisar na internet o porquê
destas expressões.
O avestruz enterra a cabeça quando fica
com muito medo
• A cena é típica de desenho animado, mas não passa de
mito. Quando sente medo, o avestruz normalmente sai
correndo, como a maioria dos animais. Ou ataca, quando
se vê ameaçado e não tem para onde correr. Mas jamais
enterra a cabeça. Essa lenda certamente tem origem no
seu hábito de ficar ciscando em meio à vegetação
rasteira. Extremamente curiosa, essa ave abaixa a cabeça
para vasculhar o terreno e apanhar com o bico tudo
aquilo que achar interessante.
Curiosidades
• Qual a finalidade da criação de avestruzes?
• O que se aproveita dele?
Esta parte também pode ser feita na internet ou de forma interdisciplinar
com Ciências
PÓS LEITURA
Questão:
• Quem tem animal de estimação exótico ou conhece
alguém que tenha?
• Explicar porque é considerado exótico- o que significa.
• Atividade intertextual com Ciências: propor pesquisa de
outros animais exóticos usados como de estimação e
seus nomes científicos e curiosidades.
Esta pesquisa será usada para embasar a próxima atividade que é de
escrita de textos de vários gêneros relacionados aos animais
escolhidos pelos grupos
ATIVIDADE / AVALIAÇÃO
• A partir da pesquisa sobre animais
exóticos, criar textos de diferentes gêneros:
 Crônica;
 H.Q.;
 Notícia;
 Cartaz de utilidade pública;
• Socialização dos textos criados;
• Reescrita de uma produção coletivamente:
observando aspectos linguísticos.
chinchila
furão
Yellow snack
Grupo - 1
Elizandra
Simone
Molini
Cristina
Sandra
Iraídes

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (10)

AVESTRUZ - MARIO PRATA
AVESTRUZ - MARIO PRATAAVESTRUZ - MARIO PRATA
AVESTRUZ - MARIO PRATA
 
Sequência didática
Sequência didáticaSequência didática
Sequência didática
 
Atividade do curso_de_melhor_gestao_de_ensino_15.05[1]
Atividade do curso_de_melhor_gestao_de_ensino_15.05[1]Atividade do curso_de_melhor_gestao_de_ensino_15.05[1]
Atividade do curso_de_melhor_gestao_de_ensino_15.05[1]
 
Grupo 1 ativ3
Grupo 1 ativ3Grupo 1 ativ3
Grupo 1 ativ3
 
Crônica avestruz
Crônica avestruzCrônica avestruz
Crônica avestruz
 
Projeto a bota do bode
Projeto a bota do bodeProjeto a bota do bode
Projeto a bota do bode
 
Perfil
Perfil Perfil
Perfil
 
PROJETO DE LEITURA - O AVESTRUZ (Mário Prata)
PROJETO DE LEITURA - O AVESTRUZ (Mário Prata)PROJETO DE LEITURA - O AVESTRUZ (Mário Prata)
PROJETO DE LEITURA - O AVESTRUZ (Mário Prata)
 
Texto avestruz mário prata (1) (2)
Texto avestruz mário prata (1) (2)Texto avestruz mário prata (1) (2)
Texto avestruz mário prata (1) (2)
 
Análise, leitura e produção de texto plano de aula grupo 4
Análise, leitura e produção de texto plano de aula grupo 4Análise, leitura e produção de texto plano de aula grupo 4
Análise, leitura e produção de texto plano de aula grupo 4
 

Destaque

отчет о работе группы «звездочки»
отчет о работе группы «звездочки»отчет о работе группы «звездочки»
отчет о работе группы «звездочки»
virtualtaganrog
 
5.3 diğer rastlanan sağlık sorunları
5.3 diğer rastlanan sağlık sorunları5.3 diğer rastlanan sağlık sorunları
5.3 diğer rastlanan sağlık sorunları
eabdep
 
Patterns of Reading Impairments in Cases of Anomia - Dr Christopher Williams
Patterns of Reading Impairments in Cases of Anomia - Dr Christopher WilliamsPatterns of Reading Impairments in Cases of Anomia - Dr Christopher Williams
Patterns of Reading Impairments in Cases of Anomia - Dr Christopher Williams
Dr Christopher Williams
 
Front Cover from Weil & Brady 15e 2016
Front Cover from Weil & Brady 15e 2016Front Cover from Weil & Brady 15e 2016
Front Cover from Weil & Brady 15e 2016
Ray Weil
 
CORPEI Huella de Carbono 2013
CORPEI Huella de Carbono 2013CORPEI Huella de Carbono 2013
CORPEI Huella de Carbono 2013
ERIC VINUEZA
 

Destaque (12)

отчет о работе группы «звездочки»
отчет о работе группы «звездочки»отчет о работе группы «звездочки»
отчет о работе группы «звездочки»
 
5.3 diğer rastlanan sağlık sorunları
5.3 diğer rastlanan sağlık sorunları5.3 diğer rastlanan sağlık sorunları
5.3 diğer rastlanan sağlık sorunları
 
Patterns of Reading Impairments in Cases of Anomia - Dr Christopher Williams
Patterns of Reading Impairments in Cases of Anomia - Dr Christopher WilliamsPatterns of Reading Impairments in Cases of Anomia - Dr Christopher Williams
Patterns of Reading Impairments in Cases of Anomia - Dr Christopher Williams
 
Rupak Mukherjee-Resume
Rupak Mukherjee-ResumeRupak Mukherjee-Resume
Rupak Mukherjee-Resume
 
Tu Lider Preferido
Tu Lider PreferidoTu Lider Preferido
Tu Lider Preferido
 
iGrow Network Marketing Plan-Compensation Plan (English)
iGrow Network Marketing Plan-Compensation Plan (English) iGrow Network Marketing Plan-Compensation Plan (English)
iGrow Network Marketing Plan-Compensation Plan (English)
 
Introduction to MongoDB
Introduction to MongoDBIntroduction to MongoDB
Introduction to MongoDB
 
Yarli презентация 2015
Yarli презентация 2015Yarli презентация 2015
Yarli презентация 2015
 
Culture and leadership
Culture and leadershipCulture and leadership
Culture and leadership
 
Front Cover from Weil & Brady 15e 2016
Front Cover from Weil & Brady 15e 2016Front Cover from Weil & Brady 15e 2016
Front Cover from Weil & Brady 15e 2016
 
Abbas diab resume_2016
Abbas diab resume_2016Abbas diab resume_2016
Abbas diab resume_2016
 
CORPEI Huella de Carbono 2013
CORPEI Huella de Carbono 2013CORPEI Huella de Carbono 2013
CORPEI Huella de Carbono 2013
 

Semelhante a Avestruz ii

Estratégias de leitura sequência didática - texto avestruz- ok
Estratégias de leitura   sequência didática - texto avestruz- okEstratégias de leitura   sequência didática - texto avestruz- ok
Estratégias de leitura sequência didática - texto avestruz- ok
gruposete
 
Sequência didática mário
Sequência didática márioSequência didática mário
Sequência didática mário
tcpthais
 
Sequência didática curso n line 2013
Sequência didática   curso n line 2013Sequência didática   curso n line 2013
Sequência didática curso n line 2013
Cintia Sitta
 
Sequência didática curso n line 2013
Sequência didática   curso n line 2013Sequência didática   curso n line 2013
Sequência didática curso n line 2013
Cintia Sitta
 
Sequãšncia didãtica curso n line 2013
Sequãšncia didãtica   curso n line 2013Sequãšncia didãtica   curso n line 2013
Sequãšncia didãtica curso n line 2013
gis22
 
Sequência didática com base no texto de mário
Sequência didática com base no texto de márioSequência didática com base no texto de mário
Sequência didática com base no texto de mário
Mocinha05
 
Sequência didática com base no texto de mário
Sequência didática com base no texto de márioSequência didática com base no texto de mário
Sequência didática com base no texto de mário
Mocinha05
 
Sequência didática com base no texto de mário
Sequência didática com base no texto de márioSequência didática com base no texto de mário
Sequência didática com base no texto de mário
Mocinha05
 
Mgme língua portuguesa mª de fatima (1)
Mgme    língua portuguesa mª de fatima (1)Mgme    língua portuguesa mª de fatima (1)
Mgme língua portuguesa mª de fatima (1)
soniaecompanhia5
 
Mgme língua portuguesa mª de fatima
Mgme    língua portuguesa mª de fatimaMgme    língua portuguesa mª de fatima
Mgme língua portuguesa mª de fatima
soniaecompanhia5
 
Mgme língua portuguesa mª de fatima (1)
Mgme    língua portuguesa mª de fatima (1)Mgme    língua portuguesa mª de fatima (1)
Mgme língua portuguesa mª de fatima (1)
soniaecompanhia5
 
Mgme língua portuguesa mª de fatima (1)
Mgme    língua portuguesa mª de fatima (1)Mgme    língua portuguesa mª de fatima (1)
Mgme língua portuguesa mª de fatima (1)
soniaecompanhia5
 
Mgme língua portuguesa mª de fatima
Mgme    língua portuguesa mª de fatimaMgme    língua portuguesa mª de fatima
Mgme língua portuguesa mª de fatima
soniaecompanhia5
 
01 ler, compreender e interpretar final (1)
01 ler, compreender e interpretar final (1)01 ler, compreender e interpretar final (1)
01 ler, compreender e interpretar final (1)
Ramacciotti
 

Semelhante a Avestruz ii (20)

Estratégias de leitura sequência didática - texto avestruz- ok
Estratégias de leitura   sequência didática - texto avestruz- okEstratégias de leitura   sequência didática - texto avestruz- ok
Estratégias de leitura sequência didática - texto avestruz- ok
 
Apresentação avestruz2
Apresentação avestruz2Apresentação avestruz2
Apresentação avestruz2
 
Avestruz
AvestruzAvestruz
Avestruz
 
Avestruz
AvestruzAvestruz
Avestruz
 
Sequência didática mário
Sequência didática márioSequência didática mário
Sequência didática mário
 
Sequência didática curso n line 2013
Sequência didática   curso n line 2013Sequência didática   curso n line 2013
Sequência didática curso n line 2013
 
Sequência didática curso n line 2013
Sequência didática   curso n line 2013Sequência didática   curso n line 2013
Sequência didática curso n line 2013
 
Sequãšncia didãtica curso n line 2013
Sequãšncia didãtica   curso n line 2013Sequãšncia didãtica   curso n line 2013
Sequãšncia didãtica curso n line 2013
 
Sequência didática com base no texto de mário
Sequência didática com base no texto de márioSequência didática com base no texto de mário
Sequência didática com base no texto de mário
 
Sequência didática com base no texto de mário
Sequência didática com base no texto de márioSequência didática com base no texto de mário
Sequência didática com base no texto de mário
 
Sequência didática com base no texto de mário
Sequência didática com base no texto de márioSequência didática com base no texto de mário
Sequência didática com base no texto de mário
 
Mgme língua portuguesa mª de fatima (1)
Mgme    língua portuguesa mª de fatima (1)Mgme    língua portuguesa mª de fatima (1)
Mgme língua portuguesa mª de fatima (1)
 
Mgme língua portuguesa mª de fatima
Mgme    língua portuguesa mª de fatimaMgme    língua portuguesa mª de fatima
Mgme língua portuguesa mª de fatima
 
Mgme língua portuguesa mª de fatima (1)
Mgme    língua portuguesa mª de fatima (1)Mgme    língua portuguesa mª de fatima (1)
Mgme língua portuguesa mª de fatima (1)
 
Mgme língua portuguesa mª de fatima (1)
Mgme    língua portuguesa mª de fatima (1)Mgme    língua portuguesa mª de fatima (1)
Mgme língua portuguesa mª de fatima (1)
 
Mgme língua portuguesa mª de fatima
Mgme    língua portuguesa mª de fatimaMgme    língua portuguesa mª de fatima
Mgme língua portuguesa mª de fatima
 
Texto avestruz priscila
Texto avestruz priscilaTexto avestruz priscila
Texto avestruz priscila
 
Reptil
ReptilReptil
Reptil
 
Aves
AvesAves
Aves
 
01 ler, compreender e interpretar final (1)
01 ler, compreender e interpretar final (1)01 ler, compreender e interpretar final (1)
01 ler, compreender e interpretar final (1)
 

Avestruz ii

  • 1. Situação de aprendizagem Crônica :AVESTRUZ Mário Prata
  • 2. Avestruz : Situação de aprendizagem • Objetivos: desenvolver a interpretação textual; desenvolver a escrita de textos de variados gêneros a partir de um tema; • Recursos: projeção de slide com imagens de avestruzes e do produtos feitos a partir de deles; sala de informática ( caso possível); • Desenvolvimento: Atividades de levantamento de hipóteses (antes da leitura) e durante a leitura – tomada de notas para posterior pesquisa de vocabulário e de expressões. Após leitura – pesquisa de outros animais exóticos de forma interdisciplinar com Ciências, para elaboração da atividade de avaliação. • Duração: 6 a 8 aulas. • Avaliação: elaboração dos gêneros selecionados para cada grupo, de forma a atender a estrutura de composição. • Devolutiva:na forma de reescrita coletiva de um dos textos elaborados ( o que apresentar maior problemas nos aspectos linguístico-discursivos)
  • 3. Levantamento de hipóteses Questões: • Quem já viu um avestruz? • Onde o viu? • Descreva-o • Quem já viu um ovo de avestruz? Neste momento, após instigar a fala dos alunos seria interessante, caso se pudesse, mostrar um ovo ou suas fotos, assim como as do animal.
  • 4.
  • 5. DURANTE A LEITURA • Leitura silenciosa; • Exploração de vocabulário : levantamento e pesquisa em dicionários, em grupos; • Chamar atenção para expressões, como: • “ter estômago de avestruz” “ enterrar a cabeça como avestruz”; Esta etapa pode ser feita em grupos com 4 alunos ou em duplas e caso haja a possibilidade também podem pesquisar na internet o porquê destas expressões.
  • 6.
  • 7. O avestruz enterra a cabeça quando fica com muito medo • A cena é típica de desenho animado, mas não passa de mito. Quando sente medo, o avestruz normalmente sai correndo, como a maioria dos animais. Ou ataca, quando se vê ameaçado e não tem para onde correr. Mas jamais enterra a cabeça. Essa lenda certamente tem origem no seu hábito de ficar ciscando em meio à vegetação rasteira. Extremamente curiosa, essa ave abaixa a cabeça para vasculhar o terreno e apanhar com o bico tudo aquilo que achar interessante.
  • 8. Curiosidades • Qual a finalidade da criação de avestruzes? • O que se aproveita dele? Esta parte também pode ser feita na internet ou de forma interdisciplinar com Ciências
  • 9.
  • 10. PÓS LEITURA Questão: • Quem tem animal de estimação exótico ou conhece alguém que tenha? • Explicar porque é considerado exótico- o que significa. • Atividade intertextual com Ciências: propor pesquisa de outros animais exóticos usados como de estimação e seus nomes científicos e curiosidades. Esta pesquisa será usada para embasar a próxima atividade que é de escrita de textos de vários gêneros relacionados aos animais escolhidos pelos grupos
  • 11. ATIVIDADE / AVALIAÇÃO • A partir da pesquisa sobre animais exóticos, criar textos de diferentes gêneros:  Crônica;  H.Q.;  Notícia;  Cartaz de utilidade pública; • Socialização dos textos criados; • Reescrita de uma produção coletivamente: observando aspectos linguísticos.