SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
ATIVIDADE AVALIATÓRIA DE LEITURA
LIVRO “COMÉDIAS PARA SE LER NA ESCOLA” –
LUIS FERNANDO VERÍSSIMO
NOTA
ALUNO: nº.
SÉRIE: DATA: _____/_____/_____ VALOR: 2.0
Sobre as histórias lidas no livro de Luis Fernando Veríssimo, assinale V para verdadeiro e F para falso:
1. (___) Na crônica “Suflê de Chuchu”, o prato predileto de Duda é suflê de chuchu.
2. (___) Na crônica “Sozinhos”, o casal ouve, na fita que gravaram, o ronco um do outro e vozes sussurrando.
3. (___) Na crônica “A Foto”, seu Domício, após ser fotografado, foi dormir.
4. (___) Na crônica “A Bola”, o garoto agradece o presente e vai jogar um futebol como seu pai.
5. (___) Na crônica “Historia estranha”, o homem se reconhece num garoto de sete anos de idade.
6. (___) Na crônica “Vivendo e...”, o narrador se lembra das artes que fazia quando criança.
7. (___) Na crônica “Adolescência”, Jander era um adolescente que tocava violão.
8. (___) Na crônica “Sexa”, o garoto quer saber qual o significada da palavra “sexa”.
9. (___) Na crônica “Pá, Pá. Pá”, a amiga da narradora é americana.
10. (___) Na crônica “Defenestração”o narrador era fascinado por palavras pouco usadas.
11. (___) Na crônica “Tintim”, o narrador brinca com algumas palavras.
12. (___) Na crônica “Papos”, há um diálogo, em que os interlocutores discutem sobre a colocação de pronomes.
13. (___) Na crônica “O Jargão”, o narrador se diz fascinado pela linguagem poética.
14. (___) Na crônica “Pudor”, o narrador ganhou dez em Geografia por responder a uma questão feita pela
professora.
15. (___) Na crônica “Palavreado”, o autor constrói a história usando palavras bastante conhecidas.
16. (___) Na crônica “A Novata”, Sandrinha foi elogiada por Dalva pelo trabalho que fez.
17. (___) Na crônica “Bobagem”, os amigos se entendem e nem se lembram mais qual foi o motivo da briga.
18. (___) Na crônica “Hábito Nacional”, São Pedro não concorda com a decisão tomada pelo Todo-Poderoso.
19. (___) Na crônica “Pode Acontecer”, , “Mão em Cumbuca” e “Boca na Botija” são os nomes das personagens.
20. (___) Na crônica “Direitos Humanos”, a história se passa no Rio de Janeiro.
21. (___) Na crônica “Segurança”, o texto critica, com um tom humorístico, a falta de segurança nas cidades.
22. (___) Na crônica “Fobias”, o narrador sente medo de não ter o que ler e acaba lendo a revista Amiga.
23. (___) Na crônica “Anedotas”, um computador não seria capaz de produzir uma anedota.
24. (___) Na crônica “Da Timidez”, o tímido é uma pessoa convencida de que é o centro do Universo.
25. (___) Na crônica “ABC”, nossa última aventura intelectual seria a cartilha.
26. (___) Na crônica “Amor”, as palavras estão organizadas em forma de poema.
27. (___) Na crônica “Um, Dois, Três”, a crônica ensina os leitores a dançar uma valsa antiga.
28. (___) Na crônica “O Ator”, o homem assume seu papel como ator.
29. (___) Na crônica “O Recital”, há um quarteto de cordas.
30. (___) Na crônica “Siglas”, TCHAU foi a sigla escolhida para nomear o partido.
31. (___) Na crônica “Rápido”, a vida de um casal é relatada com muitos detalhes, mas com rapidez.
32. (___) Na crônica “O Classificado Através da História”, são os mesmos tipos de classificados encontrados em
jornais.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sequência II - Cordel
Sequência II - CordelSequência II - Cordel
Sequência II - Cordel
Bruna Maria
 
Exemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de OpiniãoExemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de Opinião
7 de Setembro
 
O Gênero Literário Ficção Científica
O Gênero Literário Ficção CientíficaO Gênero Literário Ficção Científica
O Gênero Literário Ficção Científica
Kathy Vasconcellos
 

Mais procurados (20)

Quadro dos pronomes
Quadro dos pronomesQuadro dos pronomes
Quadro dos pronomes
 
Interpretaçao de charges natal
Interpretaçao de charges natalInterpretaçao de charges natal
Interpretaçao de charges natal
 
Atividades origem festa junina
Atividades origem  festa juninaAtividades origem  festa junina
Atividades origem festa junina
 
Sequência II - Cordel
Sequência II - CordelSequência II - Cordel
Sequência II - Cordel
 
Polissemia_24-03-15-pronta
Polissemia_24-03-15-prontaPolissemia_24-03-15-pronta
Polissemia_24-03-15-pronta
 
Apostila generos textuais see
Apostila generos textuais seeApostila generos textuais see
Apostila generos textuais see
 
Exemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de OpiniãoExemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de Opinião
 
TIRINHAS 2.pdf
TIRINHAS 2.pdfTIRINHAS 2.pdf
TIRINHAS 2.pdf
 
Folha de pronomes – correção
Folha de pronomes – correçãoFolha de pronomes – correção
Folha de pronomes – correção
 
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5º ANO - 3º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5º ANO - 3º BIMESTREAVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5º ANO - 3º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5º ANO - 3º BIMESTRE
 
1 avaliação 18-concurso de leitura
1  avaliação  18-concurso de leitura1  avaliação  18-concurso de leitura
1 avaliação 18-concurso de leitura
 
Sistematização Dia Internacional da Mulher
Sistematização Dia Internacional da MulherSistematização Dia Internacional da Mulher
Sistematização Dia Internacional da Mulher
 
LINGUA PORTUGUES CADERNO DE ATIVIDADE 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ ALUNO
LINGUA PORTUGUES CADERNO DE ATIVIDADE 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ ALUNOLINGUA PORTUGUES CADERNO DE ATIVIDADE 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ ALUNO
LINGUA PORTUGUES CADERNO DE ATIVIDADE 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ ALUNO
 
O Gênero Literário Ficção Científica
O Gênero Literário Ficção CientíficaO Gênero Literário Ficção Científica
O Gênero Literário Ficção Científica
 
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
Língua Portuguesa 6º ano: como se faz uma redação?
 
Avaliação Port 1º ano 2º Bimestre
Avaliação Port 1º ano 2º BimestreAvaliação Port 1º ano 2º Bimestre
Avaliação Port 1º ano 2º Bimestre
 
Interpretaçao de charges
Interpretaçao de chargesInterpretaçao de charges
Interpretaçao de charges
 
PROVA DE MATEMÁTICA - 2º ANO DO F1. 2º BIMESTRE -
PROVA DE MATEMÁTICA - 2º ANO DO F1.  2º BIMESTRE - PROVA DE MATEMÁTICA - 2º ANO DO F1.  2º BIMESTRE -
PROVA DE MATEMÁTICA - 2º ANO DO F1. 2º BIMESTRE -
 
Autobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textualAutobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textual
 
Simulado 1 (port. 5º ano blog do prof. Warles)
Simulado 1 (port. 5º ano   blog do prof. Warles)Simulado 1 (port. 5º ano   blog do prof. Warles)
Simulado 1 (port. 5º ano blog do prof. Warles)
 

Destaque

Texto. Dois mais dois. Fernando Verissimo
Texto. Dois mais dois. Fernando VerissimoTexto. Dois mais dois. Fernando Verissimo
Texto. Dois mais dois. Fernando Verissimo
Adilson P Motta Motta
 
A Descoberta - Luis Fernando Verissimo
A Descoberta - Luis Fernando VerissimoA Descoberta - Luis Fernando Verissimo
A Descoberta - Luis Fernando Verissimo
Adilson P Motta Motta
 
Luis Fernando Verissimo O Santinho (Doc) (Rev)
Luis Fernando Verissimo   O Santinho (Doc) (Rev)Luis Fernando Verissimo   O Santinho (Doc) (Rev)
Luis Fernando Verissimo O Santinho (Doc) (Rev)
Mara Virginia
 
Avaliação de Língua Portuguesa 3º Ensino Médio
Avaliação de Língua Portuguesa 3º Ensino MédioAvaliação de Língua Portuguesa 3º Ensino Médio
Avaliação de Língua Portuguesa 3º Ensino Médio
Marcia Oliveira
 

Destaque (20)

Texto. Dois mais dois. Fernando Verissimo
Texto. Dois mais dois. Fernando VerissimoTexto. Dois mais dois. Fernando Verissimo
Texto. Dois mais dois. Fernando Verissimo
 
Leitura de Luis Fernando Verissimo, com base na teoria de Coseriu.
Leitura de Luis Fernando Verissimo, com base na teoria de Coseriu. Leitura de Luis Fernando Verissimo, com base na teoria de Coseriu.
Leitura de Luis Fernando Verissimo, com base na teoria de Coseriu.
 
A Descoberta - Luis Fernando Verissimo
A Descoberta - Luis Fernando VerissimoA Descoberta - Luis Fernando Verissimo
A Descoberta - Luis Fernando Verissimo
 
V Enecult 2009 - Luis Albornoz
V Enecult 2009 - Luis AlbornozV Enecult 2009 - Luis Albornoz
V Enecult 2009 - Luis Albornoz
 
Indicação Bibliográfica
Indicação BibliográficaIndicação Bibliográfica
Indicação Bibliográfica
 
Prova 2012 a 2014
Prova 2012 a 2014Prova 2012 a 2014
Prova 2012 a 2014
 
Lp 6ano
Lp 6anoLp 6ano
Lp 6ano
 
O Diamante
O DiamanteO Diamante
O Diamante
 
Lp 6ano
Lp 6anoLp 6ano
Lp 6ano
 
Leitura e interpretação de texto
Leitura e interpretação de textoLeitura e interpretação de texto
Leitura e interpretação de texto
 
Crônica o lixo
Crônica o lixoCrônica o lixo
Crônica o lixo
 
O diamante
O diamanteO diamante
O diamante
 
Lp 7ano
Lp 7anoLp 7ano
Lp 7ano
 
Linha cruzada - Luis Fernando Veríssimo
Linha cruzada - Luis Fernando VeríssimoLinha cruzada - Luis Fernando Veríssimo
Linha cruzada - Luis Fernando Veríssimo
 
Como Se Faz Um Trabalho Escolar
Como Se Faz Um Trabalho EscolarComo Se Faz Um Trabalho Escolar
Como Se Faz Um Trabalho Escolar
 
Luis Fernando Verissimo O Santinho (Doc) (Rev)
Luis Fernando Verissimo   O Santinho (Doc) (Rev)Luis Fernando Verissimo   O Santinho (Doc) (Rev)
Luis Fernando Verissimo O Santinho (Doc) (Rev)
 
Planejamento e Avaliação Diagnostica EF-LP-2013
Planejamento e Avaliação Diagnostica EF-LP-2013Planejamento e Avaliação Diagnostica EF-LP-2013
Planejamento e Avaliação Diagnostica EF-LP-2013
 
Simulado língua portuguesa 3º
Simulado língua portuguesa 3ºSimulado língua portuguesa 3º
Simulado língua portuguesa 3º
 
Simulado de Língua Portuguesa 3º ano
Simulado de Língua Portuguesa  3º anoSimulado de Língua Portuguesa  3º ano
Simulado de Língua Portuguesa 3º ano
 
Avaliação de Língua Portuguesa 3º Ensino Médio
Avaliação de Língua Portuguesa 3º Ensino MédioAvaliação de Língua Portuguesa 3º Ensino Médio
Avaliação de Língua Portuguesa 3º Ensino Médio
 

Mais de Andréa Sousa Silveira Silva (6)

Aap lp ago 2015_ caderno do professor_ 6_ef_intranet (2) (1)
Aap lp ago 2015_ caderno do professor_ 6_ef_intranet (2) (1)Aap lp ago 2015_ caderno do professor_ 6_ef_intranet (2) (1)
Aap lp ago 2015_ caderno do professor_ 6_ef_intranet (2) (1)
 
Aap lp ago 2015 caderno do professor_2 em_intranet (3)
Aap lp ago 2015 caderno do professor_2 em_intranet (3)Aap lp ago 2015 caderno do professor_2 em_intranet (3)
Aap lp ago 2015 caderno do professor_2 em_intranet (3)
 
A cartomante
A cartomanteA cartomante
A cartomante
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
2ª etapa da ii gincana literária
2ª etapa da ii gincana literária 2ª etapa da ii gincana literária
2ª etapa da ii gincana literária
 
Deveres do aluno e do pai eca
Deveres do aluno e do pai ecaDeveres do aluno e do pai eca
Deveres do aluno e do pai eca
 

Último

AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
ssuserbb4ac2
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
anapsuls
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 

Último (20)

Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 

Aval de leitura comédias para se ler na escola

  • 1. ATIVIDADE AVALIATÓRIA DE LEITURA LIVRO “COMÉDIAS PARA SE LER NA ESCOLA” – LUIS FERNANDO VERÍSSIMO NOTA ALUNO: nº. SÉRIE: DATA: _____/_____/_____ VALOR: 2.0 Sobre as histórias lidas no livro de Luis Fernando Veríssimo, assinale V para verdadeiro e F para falso: 1. (___) Na crônica “Suflê de Chuchu”, o prato predileto de Duda é suflê de chuchu. 2. (___) Na crônica “Sozinhos”, o casal ouve, na fita que gravaram, o ronco um do outro e vozes sussurrando. 3. (___) Na crônica “A Foto”, seu Domício, após ser fotografado, foi dormir. 4. (___) Na crônica “A Bola”, o garoto agradece o presente e vai jogar um futebol como seu pai. 5. (___) Na crônica “Historia estranha”, o homem se reconhece num garoto de sete anos de idade. 6. (___) Na crônica “Vivendo e...”, o narrador se lembra das artes que fazia quando criança. 7. (___) Na crônica “Adolescência”, Jander era um adolescente que tocava violão. 8. (___) Na crônica “Sexa”, o garoto quer saber qual o significada da palavra “sexa”. 9. (___) Na crônica “Pá, Pá. Pá”, a amiga da narradora é americana. 10. (___) Na crônica “Defenestração”o narrador era fascinado por palavras pouco usadas. 11. (___) Na crônica “Tintim”, o narrador brinca com algumas palavras. 12. (___) Na crônica “Papos”, há um diálogo, em que os interlocutores discutem sobre a colocação de pronomes. 13. (___) Na crônica “O Jargão”, o narrador se diz fascinado pela linguagem poética. 14. (___) Na crônica “Pudor”, o narrador ganhou dez em Geografia por responder a uma questão feita pela professora. 15. (___) Na crônica “Palavreado”, o autor constrói a história usando palavras bastante conhecidas. 16. (___) Na crônica “A Novata”, Sandrinha foi elogiada por Dalva pelo trabalho que fez. 17. (___) Na crônica “Bobagem”, os amigos se entendem e nem se lembram mais qual foi o motivo da briga. 18. (___) Na crônica “Hábito Nacional”, São Pedro não concorda com a decisão tomada pelo Todo-Poderoso. 19. (___) Na crônica “Pode Acontecer”, , “Mão em Cumbuca” e “Boca na Botija” são os nomes das personagens. 20. (___) Na crônica “Direitos Humanos”, a história se passa no Rio de Janeiro. 21. (___) Na crônica “Segurança”, o texto critica, com um tom humorístico, a falta de segurança nas cidades. 22. (___) Na crônica “Fobias”, o narrador sente medo de não ter o que ler e acaba lendo a revista Amiga. 23. (___) Na crônica “Anedotas”, um computador não seria capaz de produzir uma anedota. 24. (___) Na crônica “Da Timidez”, o tímido é uma pessoa convencida de que é o centro do Universo. 25. (___) Na crônica “ABC”, nossa última aventura intelectual seria a cartilha. 26. (___) Na crônica “Amor”, as palavras estão organizadas em forma de poema. 27. (___) Na crônica “Um, Dois, Três”, a crônica ensina os leitores a dançar uma valsa antiga. 28. (___) Na crônica “O Ator”, o homem assume seu papel como ator. 29. (___) Na crônica “O Recital”, há um quarteto de cordas. 30. (___) Na crônica “Siglas”, TCHAU foi a sigla escolhida para nomear o partido. 31. (___) Na crônica “Rápido”, a vida de um casal é relatada com muitos detalhes, mas com rapidez. 32. (___) Na crônica “O Classificado Através da História”, são os mesmos tipos de classificados encontrados em jornais.