SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 27
Baixar para ler offline
Nesta conversa desenhada,
queremos falar com vocês,
professores, pais, mães e
profissionais de saúde, sobre
milhares de crianças que estão
precisando de sua atenção
para começarem a ultrapassar
as barreiras do autismo.
como ajudá-las? e como é, na
realidade, o autismo?
leia nesta cartilha.
Autismo & Realidade – Associação de Estudos e Apoio
Rua Guarará, 529 Cj. 91 - Jardim Paulista
São Paulo - SP , CEP: 01425-001 - tel.: (11) 2389 4332
www. autismoerealidade.org
Direitos Reservados à A&R -
Reprodução Proibida
Direitos Reservados à A&R - Reprodução Proibida
AUTISMO: UMA REALIDADE
por
ZIRALDO
MEGATÉRIO ESTÚDIO
Texto: Gustavo Luiz
Arte: Miguel Mendes, Marco, Fábio Ferreira
Outubro de 2013
Quando uma nova vida chega em nossas
vidas, nos traz alegria...
1
...desejos, esperanças, preocupações...
2
VAI
TORCER
PRO MEU
TIME!
SERÁ QUE
ELA É
SAUDÁVEL?
A ANINHA
VAI SER
ENGENHEIRA!
...E todo momento deve ser de atenção ao
desenvolvimento desta nova vida.
Nos primeiros carinhos com a mãe...
Nos primeiros passos pelo caminho...
Nas primeiras palavras ao mundo...
3
Mas a fase das primeiras letras, nas escolas,
é uma grande oportunidade para observar o
desenvolvimento da criança...
4
... e saber se ela enfrenta esse tipo de problema
que, apesar de comum, ainda é pouco conhecido:
O AUTISMO*
EPA!
ISSO É
GRAVE?
5
* Ou transtornos do
espectro autista (TEA)
O autista nasce com um transtorno neurobiológico, ou
seja, uma alteração no desenvolvimento que faz com
que ele tenha dificuldades no relacionamento com as
pessoas e com o ambiente onde vive. Ele precisa, assim,
de ajuda para se desenvolver e superar suas limitações.
E COMO
vou saber se
algum de meus
alunos apresenta
autismo?
6
OBSERVANDO
ESTES SINAIS...
O aluno evita
contato visual?
O desenvolvimento
da linguagem parece
diferente?
7
Fica fazendo
movimentos repetitivos
sem motivo aparente?
O aluno não responde
quando é chamado?
Parece até surdo?
8
Costuma mexer
com os dedos e
as mãos de forma
peculiar?
Repete frases e outros conteúdos que ouviu em
filmes e desenhos animados?
9
PARA O
ALTO E
AVANTE!
PARA O
ALTO E
AVANTE!
PARA O
ALTO E
AVANTE!
PARA O
ALTO E
AVANTE!
Costuma emitir sons e palavras
repetidas, fora do assunto?
Isola-se dos colegas sem motivo?
10
Comunica-se melhor
apenas quando fala
de temas de seu
interesse?
11
Confunde-se
com frases de sentido
figurado
e leva tudo
ao pé da letra?
ESTA SEMANA
VAMOS MATAR
A SEXTA-FEIRA!
Brinca com os objetos
e brinquedos de
maneira inusitada?
Reage
excessivamente a
barulhos altos ou a
contato físico?
Tem pouca noção de
situações perigosas?
12
Parece ter reduzida
capacidade de abstração,
ou seja, imaginar?
Apresenta interesse
exagerado em
assuntos muito
específicos?
Segue rotinas próprias
muito rígidas? Incomoda-se
quando foge
da rotina?
Se apresentar alguns
desses comportamentos, pode ser
que seu aluno seja autista.
13
O AUTISMO
TEM CURA?
O autismo, no momento, não
tem cura, mas estão sendo feitas
pesquisas sobre o cérebro para
buscar novos tratamentos.
Autismo não se transmite e não é
causado por hábitos nem acidentes.
14
E O QUE EU
DEVO FAZER?
Encaminhe a criança ao serviço
de saúde, procurando o setor de
Saúde Mental Infantil.
15
QUAL é O
TRATAMENTO?
Antes de mais nada, o autista precisa de muito
amor, carinho e atenção. Ele deve ser respeitado,
incluído no meio social e estimulado a acreditar
em seu potencial. Seu aluno autista pode também
desenvolver um talento especial e contribuir
para a turma como qualquer outro aluno.
16
Uma equipe formada por vários profissionais
– pediatra, psiquiatra, neurologista, psicólogo
e fonoaudiólogo – deve prescrever e orientar o
tratamento.
17
Mas é a união da escola com a família
a medida mais importante para a melhoria de vida
da criança autista.
Quanto mais cedo for feito o diagnóstico
e iniciado o tratamento do autismo,
melhor para o desenvolvimento da criança...
18
19
... como aconteceu
comigo, a Ana, que
você conheceu lá no
início da história.
Recebi meu
diagnóstico bem
cedo...
“... e cresci com muito calor humano, convivendo
com a família e os amigos...”
BATI!
20
“... sendo estimulada na escola...”
ESSA
É AQUI,
ANA.
21
“... fazendo terapias orientadas pelos médicos
e psicólogos...”
22
siga estas
recomendações
e RETORNE NO MÊS
QUE VEM.
“... e vivendo outras coisas legais!”
23
GOSTO
DISSO!
“Hoje, vejam só, sou formada
em Cinema e posso dirigir a
história do meu futuro.”
24
Nesta conversa desenhada,
queremos falar com vocês,
professores, pais, mães e
profissionais de saúde, sobre
milhares de crianças que estão
precisando de sua atenção
para começarem a ultrapassar
as barreiras do autismo.
como ajudá-las? e como é, na
realidade, o autismo?
leia nesta cartilha.
Autismo & Realidade – Associação de Estudos e Apoio
Rua Guarará, 529 Cj. 91 - Jardim Paulista
São Paulo - SP , CEP: 01425-001 - tel.: (11) 2389 4332
www. autismoerealidade.org
Direitos Reservados à A&R -
Reprodução Proibida
Direitos Reservados à A&R - Reprodução Proibida

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Autismo e educação
Autismo e educaçãoAutismo e educação
Autismo e educação
 
Autismo: desafios da inclusão da criança autista na escola regular
Autismo: desafios da inclusão da criança autista na escola regularAutismo: desafios da inclusão da criança autista na escola regular
Autismo: desafios da inclusão da criança autista na escola regular
 
Espectro Autismo
Espectro AutismoEspectro Autismo
Espectro Autismo
 
Autismo
AutismoAutismo
Autismo
 
Pedagogia - Autismo
Pedagogia - AutismoPedagogia - Autismo
Pedagogia - Autismo
 
Autismo
AutismoAutismo
Autismo
 
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILA IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Palestra Dislexia, Tdah, Autismo, Down
Palestra Dislexia, Tdah, Autismo, DownPalestra Dislexia, Tdah, Autismo, Down
Palestra Dislexia, Tdah, Autismo, Down
 
Autismo: o que os profissionais precisam saber?
Autismo: o que os profissionais precisam saber?Autismo: o que os profissionais precisam saber?
Autismo: o que os profissionais precisam saber?
 
Curso cuidador infantil
Curso cuidador infantilCurso cuidador infantil
Curso cuidador infantil
 
Dislexia
DislexiaDislexia
Dislexia
 
Autismo
AutismoAutismo
Autismo
 
Psicologia da velhice
Psicologia da velhicePsicologia da velhice
Psicologia da velhice
 
A importancia do brincar
A importancia do brincarA importancia do brincar
A importancia do brincar
 
TRANSTORNO GLOBAL DO DESENVOLVIMENTO - TGD
TRANSTORNO GLOBAL DO DESENVOLVIMENTO - TGDTRANSTORNO GLOBAL DO DESENVOLVIMENTO - TGD
TRANSTORNO GLOBAL DO DESENVOLVIMENTO - TGD
 
Habilidades sociais oficina
Habilidades sociais oficinaHabilidades sociais oficina
Habilidades sociais oficina
 
Autismo aula power point
Autismo aula power pointAutismo aula power point
Autismo aula power point
 
Autismo infantil
Autismo infantilAutismo infantil
Autismo infantil
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
 
Gravidez na adolescência
Gravidez na adolescênciaGravidez na adolescência
Gravidez na adolescência
 

Semelhante a Autismo ziraldo ilustrado

Semelhante a Autismo ziraldo ilustrado (20)

Página miúdos educação especial 130610
Página miúdos educação especial 130610Página miúdos educação especial 130610
Página miúdos educação especial 130610
 
Autismo orientação para os pais
Autismo   orientação para os paisAutismo   orientação para os pais
Autismo orientação para os pais
 
Cartilha autismo para pais
Cartilha autismo para paisCartilha autismo para pais
Cartilha autismo para pais
 
autismo como tratar.pdf
autismo como tratar.pdfautismo como tratar.pdf
autismo como tratar.pdf
 
Conselhos para pais de autistas
Conselhos para pais de autistasConselhos para pais de autistas
Conselhos para pais de autistas
 
Conselhos para Pais de Autistas
Conselhos para Pais de Autistas Conselhos para Pais de Autistas
Conselhos para Pais de Autistas
 
Autismo
AutismoAutismo
Autismo
 
Dossier tematico escolas_cm_palmela
Dossier tematico escolas_cm_palmelaDossier tematico escolas_cm_palmela
Dossier tematico escolas_cm_palmela
 
Manual de atividades lúdicas
Manual de atividades lúdicasManual de atividades lúdicas
Manual de atividades lúdicas
 
Educa%e7%e3o inclusica
Educa%e7%e3o inclusicaEduca%e7%e3o inclusica
Educa%e7%e3o inclusica
 
Manual Sobre autismo para médicos e terapeutas
Manual Sobre autismo para médicos e terapeutasManual Sobre autismo para médicos e terapeutas
Manual Sobre autismo para médicos e terapeutas
 
Autismo conceitos
Autismo conceitosAutismo conceitos
Autismo conceitos
 
Down
DownDown
Down
 
Down
DownDown
Down
 
Como estimular o seu bebê
Como estimular o seu bebêComo estimular o seu bebê
Como estimular o seu bebê
 
mundo-singular.pdf
mundo-singular.pdfmundo-singular.pdf
mundo-singular.pdf
 
Autismo
AutismoAutismo
Autismo
 
Sindrome de down
Sindrome de downSindrome de down
Sindrome de down
 
Sindrome De Down
Sindrome De DownSindrome De Down
Sindrome De Down
 
Sindromede Down1772 Kb
Sindromede Down1772 KbSindromede Down1772 Kb
Sindromede Down1772 Kb
 

Último

MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfprofesfrancleite
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivararambomarcos
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaCentro Jacques Delors
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaREGIANELAURALOUREIRO1
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioWyngDaFelyzitahLamba
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................mariagrave
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 

Último (20)

MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 

Autismo ziraldo ilustrado

  • 1. Nesta conversa desenhada, queremos falar com vocês, professores, pais, mães e profissionais de saúde, sobre milhares de crianças que estão precisando de sua atenção para começarem a ultrapassar as barreiras do autismo. como ajudá-las? e como é, na realidade, o autismo? leia nesta cartilha. Autismo & Realidade – Associação de Estudos e Apoio Rua Guarará, 529 Cj. 91 - Jardim Paulista São Paulo - SP , CEP: 01425-001 - tel.: (11) 2389 4332 www. autismoerealidade.org Direitos Reservados à A&R - Reprodução Proibida Direitos Reservados à A&R - Reprodução Proibida
  • 2. AUTISMO: UMA REALIDADE por ZIRALDO MEGATÉRIO ESTÚDIO Texto: Gustavo Luiz Arte: Miguel Mendes, Marco, Fábio Ferreira Outubro de 2013
  • 3. Quando uma nova vida chega em nossas vidas, nos traz alegria... 1
  • 4. ...desejos, esperanças, preocupações... 2 VAI TORCER PRO MEU TIME! SERÁ QUE ELA É SAUDÁVEL? A ANINHA VAI SER ENGENHEIRA!
  • 5. ...E todo momento deve ser de atenção ao desenvolvimento desta nova vida. Nos primeiros carinhos com a mãe... Nos primeiros passos pelo caminho... Nas primeiras palavras ao mundo... 3
  • 6. Mas a fase das primeiras letras, nas escolas, é uma grande oportunidade para observar o desenvolvimento da criança... 4
  • 7. ... e saber se ela enfrenta esse tipo de problema que, apesar de comum, ainda é pouco conhecido: O AUTISMO* EPA! ISSO É GRAVE? 5 * Ou transtornos do espectro autista (TEA)
  • 8. O autista nasce com um transtorno neurobiológico, ou seja, uma alteração no desenvolvimento que faz com que ele tenha dificuldades no relacionamento com as pessoas e com o ambiente onde vive. Ele precisa, assim, de ajuda para se desenvolver e superar suas limitações. E COMO vou saber se algum de meus alunos apresenta autismo? 6
  • 9. OBSERVANDO ESTES SINAIS... O aluno evita contato visual? O desenvolvimento da linguagem parece diferente? 7
  • 10. Fica fazendo movimentos repetitivos sem motivo aparente? O aluno não responde quando é chamado? Parece até surdo? 8
  • 11. Costuma mexer com os dedos e as mãos de forma peculiar? Repete frases e outros conteúdos que ouviu em filmes e desenhos animados? 9 PARA O ALTO E AVANTE! PARA O ALTO E AVANTE! PARA O ALTO E AVANTE! PARA O ALTO E AVANTE!
  • 12. Costuma emitir sons e palavras repetidas, fora do assunto? Isola-se dos colegas sem motivo? 10
  • 13. Comunica-se melhor apenas quando fala de temas de seu interesse? 11 Confunde-se com frases de sentido figurado e leva tudo ao pé da letra? ESTA SEMANA VAMOS MATAR A SEXTA-FEIRA!
  • 14. Brinca com os objetos e brinquedos de maneira inusitada? Reage excessivamente a barulhos altos ou a contato físico? Tem pouca noção de situações perigosas? 12
  • 15. Parece ter reduzida capacidade de abstração, ou seja, imaginar? Apresenta interesse exagerado em assuntos muito específicos? Segue rotinas próprias muito rígidas? Incomoda-se quando foge da rotina? Se apresentar alguns desses comportamentos, pode ser que seu aluno seja autista. 13
  • 16. O AUTISMO TEM CURA? O autismo, no momento, não tem cura, mas estão sendo feitas pesquisas sobre o cérebro para buscar novos tratamentos. Autismo não se transmite e não é causado por hábitos nem acidentes. 14
  • 17. E O QUE EU DEVO FAZER? Encaminhe a criança ao serviço de saúde, procurando o setor de Saúde Mental Infantil. 15
  • 18. QUAL é O TRATAMENTO? Antes de mais nada, o autista precisa de muito amor, carinho e atenção. Ele deve ser respeitado, incluído no meio social e estimulado a acreditar em seu potencial. Seu aluno autista pode também desenvolver um talento especial e contribuir para a turma como qualquer outro aluno. 16
  • 19. Uma equipe formada por vários profissionais – pediatra, psiquiatra, neurologista, psicólogo e fonoaudiólogo – deve prescrever e orientar o tratamento. 17
  • 20. Mas é a união da escola com a família a medida mais importante para a melhoria de vida da criança autista. Quanto mais cedo for feito o diagnóstico e iniciado o tratamento do autismo, melhor para o desenvolvimento da criança... 18
  • 21. 19 ... como aconteceu comigo, a Ana, que você conheceu lá no início da história. Recebi meu diagnóstico bem cedo...
  • 22. “... e cresci com muito calor humano, convivendo com a família e os amigos...” BATI! 20
  • 23. “... sendo estimulada na escola...” ESSA É AQUI, ANA. 21
  • 24. “... fazendo terapias orientadas pelos médicos e psicólogos...” 22 siga estas recomendações e RETORNE NO MÊS QUE VEM.
  • 25. “... e vivendo outras coisas legais!” 23 GOSTO DISSO!
  • 26. “Hoje, vejam só, sou formada em Cinema e posso dirigir a história do meu futuro.” 24
  • 27. Nesta conversa desenhada, queremos falar com vocês, professores, pais, mães e profissionais de saúde, sobre milhares de crianças que estão precisando de sua atenção para começarem a ultrapassar as barreiras do autismo. como ajudá-las? e como é, na realidade, o autismo? leia nesta cartilha. Autismo & Realidade – Associação de Estudos e Apoio Rua Guarará, 529 Cj. 91 - Jardim Paulista São Paulo - SP , CEP: 01425-001 - tel.: (11) 2389 4332 www. autismoerealidade.org Direitos Reservados à A&R - Reprodução Proibida Direitos Reservados à A&R - Reprodução Proibida