SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
SISTEMA NERVOSO
Prof. Msc. Marília Gomes
ESTRUTURAS DOS SISTEMA NERVOSO
• O tecido nervoso compreende
basicamente dois tipos de celulares: os
neurônios e as células glias:
• Neurônio: é a unidade estrutural e funcional do sistema nervoso que é
especializada para a comunicação rápida. Tem a função básica de
processar e enviar informações.
• Células Glias: compreende as células que ocupam os espaços entre os
neurônios e tem como função sustentação, revestimento ou isolamento
modulação da atividade neural.
• Neurônios são divididos em:
1. Corpo Celular:
Centro metabólico do neurônio
Responsável pela síntese de todas as proteínas neuronais
Forma e tamanho variáveis conforme o tipo de neurônio
O corpo celular junto com os dendritos é o local de recepção de estímulos,
através de contatos sinápticos
NEURÔNIOS
2. Dendritos:
Curtos e ramificados
Processos ou projeções que transmitem impulsos para os corpos celulares
dos neurônios ou para os axônios
Em geral os dendritos são não mielinizados
Um neurônio pode apresentar milhares de dendritos
Especializados em receber estímulos
3. Axônios:
A maioria dos neurônios possui um axônio
Prolongamento longo e fino: origina do corpo celular ou de um dendrito
principal
Apresenta comprimento muito variável
Processos que transmitem impulsos
A porção terminal do axônio é ramificada para formar terminais axônicos,
onde são armazenados os neurotransmissores químicos
Especializado em gerar e conduzir o potencial de ação
TIPOS DE NEURÔNIOS
1. Sensitivo conduz a informação da periferia em direção ao SNC, sendo
também chamado neurônio aferente (SNC/SNP)
2. Motor conduz informação do SNC em direção à periferia, sendo
conhecido como neurônio eferente (SNC/SNP)
3. Interneurônio são aqueles que conectam um neurônio a outro, sendo
encontrados no SNC
CLASSIFICAÇÃO DOS NEURÔNIOS
• Bipolares: dois prolongamentos
deixam o corpo celular, um
dendrito e um axônio
• Multipolares: possuem vários
dendritos e um axônio
• Pseudo-unipolares: um
prolongamento deixa o corpo
celular
FUNÇÕES DO SISTEMA NERVOSO
Sensitiva: os nervos sensitivos captam informações do meio interno e
externo do corpo e as conduzem ao SNC
Integradora: a informação sensitiva trazida ao SNC é processada ou
interpretada
Motora: os nervos motores conduzem a informação do SNC em direção
aos músculos e às glândulas do corpo, levando as informações do SNC
SINAPSES
• Pontos de contato entre neurônios - encontramos vesículas sinápticas
(armazenam neurotransmissores)
• A comunicação ocorre por neurotransmissores – agentes químicos
secretados por um neurônio
• Os neurotransmissores mais comuns são: acetilcolina e norepinefrina.
Outros: epinefrina, serotonina, GABA e endorfinas
• Interneuronais: neurônio –
neurônio
• Neuromusculares: neurônio –
músculo
• Neuroglandulares: neurônio –
célula glandular
FIBRAS NERVOSAS
• Compreende um axônio e, quando presente, seu envoltório de origem
glial
• O principal envoltório é a bainha de mielina (camadas de substâncias de
lipídeos e proteína) - isolamento elétrico:
Fibras nervosas mielínicas: quando envolvidos por bainha de mielina
Fibras nervosas amielínicas: na ausência de mielina
• No SNP a bainha de mielina é formada por células de Schwann
• No SNC é formada por oligodendrócitos
• A bainha de mielina permite condução rápida do impulso nervoso
• Ao longo dos axônios a condução é saltatória (através dos nódulos de
Ranvier)
• Epineuro: envolve vários feixes
• Perineuro: envolve um feixe
• Endoneuro: envolve uma fibra
NERVOS
• Nervos espinhais e cranianos: Após sair
do tronco encefálico, da medula
espinhal ou dos gânglios sensitivos, as
fibras nervosas motoras e sensitivas
reúnem-se em feixes que se associam a
estruturas conjuntivas
• Nervos espinhais: união de uma raiz ventral (motora) e dorsal (sensorial)
• O tronco do nervo espinhal é funcionalmente misto e deixa o canal vertebral
pelo forame intervertebral
1. Ramo dorsal: inerva a pele e músculos da região dorsal do tronco, da nuca e
região occipital da cabeça
2. Ramo ventral: inerva a pele, musculatura, ossos e vasos dos membros e região
anterolateral do pescoço e tronco
CÉLULAS DA GLIA
• Astrócitos:
Captam neurotransmissores
Tem funções metabólicas
Tem prolongamentos inseridos nos vasos sanguíneos
• Oligondendrócitos:
Possuem corpo arrendondado
Atuam na manutenção dos neurônios
Síntese das bainhas de mielina
SISTEMA NERVOSO E SUAS DIVISÕES
EMBRIOLOGIA
• Espessamento do ectoderma dorsal do embrião => placa neural => suco
neural => tubo neural => 5 vesículas
1
2
3
1 2
3
4
5
ANATOMIA DAS CAMADAS
SISTEMA NERVOSO
• Regulador das atividades corporais
• Subdivide em três segmentos:
1. Sistema Nervoso Central (SNC)
2. Sistema Nervoso Periférico (SNP)
Sistema Nervoso Autônomo (SNA)
CONTINUAMOS NA PRÓXIMA AULA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistema nervoso e endócrino aprof.
Sistema nervoso e endócrino aprof.Sistema nervoso e endócrino aprof.
Sistema nervoso e endócrino aprof.
letyap
 
Célula nervosa pronto mesmo!
Célula nervosa pronto mesmo!Célula nervosa pronto mesmo!
Célula nervosa pronto mesmo!
Ana Carolina
 
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power PointSistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Bio
 
14 o sistema nervoso
14   o sistema nervoso14   o sistema nervoso
14 o sistema nervoso
Rebeca Vale
 
Aula Sistema Muscular
Aula Sistema MuscularAula Sistema Muscular
Aula Sistema Muscular
guest9307a3e0
 

Mais procurados (20)

Aula 08 sistema sensorial - anatomia e fisiologia
Aula 08   sistema sensorial - anatomia e fisiologiaAula 08   sistema sensorial - anatomia e fisiologia
Aula 08 sistema sensorial - anatomia e fisiologia
 
Sistema nervoso e endócrino aprof.
Sistema nervoso e endócrino aprof.Sistema nervoso e endócrino aprof.
Sistema nervoso e endócrino aprof.
 
Célula nervosa pronto mesmo!
Célula nervosa pronto mesmo!Célula nervosa pronto mesmo!
Célula nervosa pronto mesmo!
 
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power PointSistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
 
Sistema Muscular
Sistema MuscularSistema Muscular
Sistema Muscular
 
Sistema nervoso
Sistema nervoso Sistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema sensorial - anatomia humana
Sistema sensorial - anatomia humanaSistema sensorial - anatomia humana
Sistema sensorial - anatomia humana
 
Sistema Esqueletico
Sistema EsqueleticoSistema Esqueletico
Sistema Esqueletico
 
Aula 03 sitema nervoso
Aula 03 sitema nervosoAula 03 sitema nervoso
Aula 03 sitema nervoso
 
Sistema endócrino - Anatomia humana
Sistema endócrino - Anatomia humanaSistema endócrino - Anatomia humana
Sistema endócrino - Anatomia humana
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema nervoso periférico
Sistema nervoso periféricoSistema nervoso periférico
Sistema nervoso periférico
 
Aula de Revisão - Neuroanatomia
Aula de Revisão - NeuroanatomiaAula de Revisão - Neuroanatomia
Aula de Revisão - Neuroanatomia
 
14 o sistema nervoso
14   o sistema nervoso14   o sistema nervoso
14 o sistema nervoso
 
1. aula 1 anatomia e fisiologia
1. aula 1 anatomia e fisiologia1. aula 1 anatomia e fisiologia
1. aula 1 anatomia e fisiologia
 
Anatomia e fisiologia
Anatomia e  fisiologiaAnatomia e  fisiologia
Anatomia e fisiologia
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Siatema muscular
Siatema muscularSiatema muscular
Siatema muscular
 
Aula Sistema Muscular
Aula Sistema MuscularAula Sistema Muscular
Aula Sistema Muscular
 
Tecido nervoso
Tecido nervosoTecido nervoso
Tecido nervoso
 

Semelhante a Sistema nervoso - anatomia humana

Est.mov. m3 - sistema nervoso
Est.mov.   m3 - sistema nervosoEst.mov.   m3 - sistema nervoso
Est.mov. m3 - sistema nervoso
Filipe Matos
 
Tecido Nervoso Pris
Tecido Nervoso PrisTecido Nervoso Pris
Tecido Nervoso Pris
Natalianeto
 
Histo II - Sist. Nervoso
Histo II - Sist. NervosoHisto II - Sist. Nervoso
Histo II - Sist. Nervoso
Pedro Guarnier
 
Vet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptx
Vet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptxVet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptx
Vet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptx
EsterCome1
 

Semelhante a Sistema nervoso - anatomia humana (20)

Aula 8 - anatomia I - sistema nervoso - Fama
Aula 8 - anatomia I - sistema nervoso - FamaAula 8 - anatomia I - sistema nervoso - Fama
Aula 8 - anatomia I - sistema nervoso - Fama
 
Sistema nervoso - Anatomia animal
Sistema nervoso - Anatomia animalSistema nervoso - Anatomia animal
Sistema nervoso - Anatomia animal
 
Est.mov. m3 - sistema nervoso
Est.mov.   m3 - sistema nervosoEst.mov.   m3 - sistema nervoso
Est.mov. m3 - sistema nervoso
 
Aula 10 - Tecido Nervoso.pdf
Aula 10 - Tecido Nervoso.pdfAula 10 - Tecido Nervoso.pdf
Aula 10 - Tecido Nervoso.pdf
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Estrutura..
Estrutura..Estrutura..
Estrutura..
 
Sist Neurohormonal
Sist NeurohormonalSist Neurohormonal
Sist Neurohormonal
 
06 sistema nervoso central-snc
06 sistema nervoso central-snc06 sistema nervoso central-snc
06 sistema nervoso central-snc
 
Fisiologia1 - SN
Fisiologia1 - SNFisiologia1 - SN
Fisiologia1 - SN
 
Sistema neuro hormonal - 9 ano
Sistema neuro hormonal - 9 anoSistema neuro hormonal - 9 ano
Sistema neuro hormonal - 9 ano
 
Sistema Nervoso.
Sistema Nervoso.Sistema Nervoso.
Sistema Nervoso.
 
02. Anatomia e Fisiologia do Sistema nervoso
02. Anatomia e Fisiologia do Sistema nervoso02. Anatomia e Fisiologia do Sistema nervoso
02. Anatomia e Fisiologia do Sistema nervoso
 
Estrutura..
Estrutura..Estrutura..
Estrutura..
 
Tecido Nervoso Pris
Tecido Nervoso PrisTecido Nervoso Pris
Tecido Nervoso Pris
 
Sistema nervoso
Sistema nervoso Sistema nervoso
Sistema nervoso
 
Histo II - Sist. Nervoso
Histo II - Sist. NervosoHisto II - Sist. Nervoso
Histo II - Sist. Nervoso
 
Vet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptx
Vet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptxVet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptx
Vet Aula 6 Introducao a Fisiologia do Sistema Nervoso Animal PPT.pptx
 
ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DO SISTEMA NERVOSO.pptx
ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DO SISTEMA NERVOSO.pptxESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DO SISTEMA NERVOSO.pptx
ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DO SISTEMA NERVOSO.pptx
 
Sistema Neurológico
Sistema NeurológicoSistema Neurológico
Sistema Neurológico
 
Sistema nervoso 9º ano
Sistema nervoso 9º ano Sistema nervoso 9º ano
Sistema nervoso 9º ano
 

Mais de Marília Gomes

Mais de Marília Gomes (20)

Possibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterinária
Possibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterináriaPossibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterinária
Possibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterinária
 
Patologias do sistema reprodutor
Patologias do sistema reprodutorPatologias do sistema reprodutor
Patologias do sistema reprodutor
 
Patologias do sistema urinário
Patologias do sistema urinárioPatologias do sistema urinário
Patologias do sistema urinário
 
Bem-estar em avicultura e suinocultura
Bem-estar em avicultura e suinoculturaBem-estar em avicultura e suinocultura
Bem-estar em avicultura e suinocultura
 
Principais doenças que acometem aves comerciais
Principais doenças que acometem aves comerciaisPrincipais doenças que acometem aves comerciais
Principais doenças que acometem aves comerciais
 
Necropsia em aves
Necropsia em avesNecropsia em aves
Necropsia em aves
 
Tratamento via água e ração
Tratamento via água e raçãoTratamento via água e ração
Tratamento via água e ração
 
Medicina de mamíferos selvagens
Medicina de mamíferos selvagensMedicina de mamíferos selvagens
Medicina de mamíferos selvagens
 
Medicina de répteis
Medicina de répteisMedicina de répteis
Medicina de répteis
 
Medicina de aves selvagens
Medicina de aves selvagensMedicina de aves selvagens
Medicina de aves selvagens
 
Semiologia de animais selvagens
Semiologia de animais selvagensSemiologia de animais selvagens
Semiologia de animais selvagens
 
Conceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagens
Conceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagensConceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagens
Conceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagens
 
Anatomia topográfica das aves
Anatomia topográfica das avesAnatomia topográfica das aves
Anatomia topográfica das aves
 
Topografia veterinária - membros torácicos e pélvicos
Topografia veterinária - membros torácicos e pélvicosTopografia veterinária - membros torácicos e pélvicos
Topografia veterinária - membros torácicos e pélvicos
 
Patologias do sistema respiratório
Patologias do sistema respiratórioPatologias do sistema respiratório
Patologias do sistema respiratório
 
patologias do sistema cardiovascular
patologias do sistema cardiovascularpatologias do sistema cardiovascular
patologias do sistema cardiovascular
 
Topografia veterinária - abdômen
Topografia veterinária - abdômenTopografia veterinária - abdômen
Topografia veterinária - abdômen
 
Topografia veterinária - tórax
Topografia veterinária - tóraxTopografia veterinária - tórax
Topografia veterinária - tórax
 
Pigmentos e pigmentações
Pigmentos e pigmentaçõesPigmentos e pigmentações
Pigmentos e pigmentações
 
Calcificações patológicas
Calcificações patológicasCalcificações patológicas
Calcificações patológicas
 

Último

atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
GisellySobral
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 

Último (20)

UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 

Sistema nervoso - anatomia humana

  • 1. SISTEMA NERVOSO Prof. Msc. Marília Gomes
  • 2. ESTRUTURAS DOS SISTEMA NERVOSO • O tecido nervoso compreende basicamente dois tipos de celulares: os neurônios e as células glias:
  • 3. • Neurônio: é a unidade estrutural e funcional do sistema nervoso que é especializada para a comunicação rápida. Tem a função básica de processar e enviar informações. • Células Glias: compreende as células que ocupam os espaços entre os neurônios e tem como função sustentação, revestimento ou isolamento modulação da atividade neural.
  • 4. • Neurônios são divididos em: 1. Corpo Celular: Centro metabólico do neurônio Responsável pela síntese de todas as proteínas neuronais Forma e tamanho variáveis conforme o tipo de neurônio O corpo celular junto com os dendritos é o local de recepção de estímulos, através de contatos sinápticos NEURÔNIOS
  • 5. 2. Dendritos: Curtos e ramificados Processos ou projeções que transmitem impulsos para os corpos celulares dos neurônios ou para os axônios Em geral os dendritos são não mielinizados Um neurônio pode apresentar milhares de dendritos Especializados em receber estímulos
  • 6. 3. Axônios: A maioria dos neurônios possui um axônio Prolongamento longo e fino: origina do corpo celular ou de um dendrito principal Apresenta comprimento muito variável Processos que transmitem impulsos A porção terminal do axônio é ramificada para formar terminais axônicos, onde são armazenados os neurotransmissores químicos Especializado em gerar e conduzir o potencial de ação
  • 7.
  • 8. TIPOS DE NEURÔNIOS 1. Sensitivo conduz a informação da periferia em direção ao SNC, sendo também chamado neurônio aferente (SNC/SNP) 2. Motor conduz informação do SNC em direção à periferia, sendo conhecido como neurônio eferente (SNC/SNP) 3. Interneurônio são aqueles que conectam um neurônio a outro, sendo encontrados no SNC
  • 9. CLASSIFICAÇÃO DOS NEURÔNIOS • Bipolares: dois prolongamentos deixam o corpo celular, um dendrito e um axônio • Multipolares: possuem vários dendritos e um axônio • Pseudo-unipolares: um prolongamento deixa o corpo celular
  • 10. FUNÇÕES DO SISTEMA NERVOSO Sensitiva: os nervos sensitivos captam informações do meio interno e externo do corpo e as conduzem ao SNC Integradora: a informação sensitiva trazida ao SNC é processada ou interpretada Motora: os nervos motores conduzem a informação do SNC em direção aos músculos e às glândulas do corpo, levando as informações do SNC
  • 11. SINAPSES • Pontos de contato entre neurônios - encontramos vesículas sinápticas (armazenam neurotransmissores) • A comunicação ocorre por neurotransmissores – agentes químicos secretados por um neurônio • Os neurotransmissores mais comuns são: acetilcolina e norepinefrina. Outros: epinefrina, serotonina, GABA e endorfinas
  • 12. • Interneuronais: neurônio – neurônio • Neuromusculares: neurônio – músculo • Neuroglandulares: neurônio – célula glandular
  • 13. FIBRAS NERVOSAS • Compreende um axônio e, quando presente, seu envoltório de origem glial • O principal envoltório é a bainha de mielina (camadas de substâncias de lipídeos e proteína) - isolamento elétrico: Fibras nervosas mielínicas: quando envolvidos por bainha de mielina Fibras nervosas amielínicas: na ausência de mielina
  • 14.
  • 15. • No SNP a bainha de mielina é formada por células de Schwann • No SNC é formada por oligodendrócitos • A bainha de mielina permite condução rápida do impulso nervoso • Ao longo dos axônios a condução é saltatória (através dos nódulos de Ranvier)
  • 16.
  • 17.
  • 18. • Epineuro: envolve vários feixes • Perineuro: envolve um feixe • Endoneuro: envolve uma fibra
  • 19.
  • 20. NERVOS • Nervos espinhais e cranianos: Após sair do tronco encefálico, da medula espinhal ou dos gânglios sensitivos, as fibras nervosas motoras e sensitivas reúnem-se em feixes que se associam a estruturas conjuntivas
  • 21.
  • 22.
  • 23. • Nervos espinhais: união de uma raiz ventral (motora) e dorsal (sensorial) • O tronco do nervo espinhal é funcionalmente misto e deixa o canal vertebral pelo forame intervertebral 1. Ramo dorsal: inerva a pele e músculos da região dorsal do tronco, da nuca e região occipital da cabeça 2. Ramo ventral: inerva a pele, musculatura, ossos e vasos dos membros e região anterolateral do pescoço e tronco
  • 24.
  • 25. CÉLULAS DA GLIA • Astrócitos: Captam neurotransmissores Tem funções metabólicas Tem prolongamentos inseridos nos vasos sanguíneos • Oligondendrócitos: Possuem corpo arrendondado Atuam na manutenção dos neurônios Síntese das bainhas de mielina
  • 26.
  • 27. SISTEMA NERVOSO E SUAS DIVISÕES
  • 28. EMBRIOLOGIA • Espessamento do ectoderma dorsal do embrião => placa neural => suco neural => tubo neural => 5 vesículas
  • 31.
  • 32. SISTEMA NERVOSO • Regulador das atividades corporais • Subdivide em três segmentos: 1. Sistema Nervoso Central (SNC) 2. Sistema Nervoso Periférico (SNP) Sistema Nervoso Autônomo (SNA)
  • 33.