SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 48
ANATOMIA
DAS AVES
Prof. Marilia Gomes
ESTRUTUR
AS
EXTERNAS
ESQUELET
O
o 160 ossos - suporte
o Mais ricos em concentração
mineral do que os de
mamíferos
o Cavidades medulares – longos
e chatos - pneumáticos
MEMBROS
TORÁCICOS
MEMBROS
PÉLVICOS
COROA
SOLTEIRO
MORANGO
CRAVO
ALMOFADA
ROSA
NOZ
ERVILHA
V
• Coroa - Buttercup siciliano é a única raça que tem esse pente que
parece uma variação do pente único ou solteiro. Os pontos deste pente
vêm em círculo completo para formar uma pequena coroa.
• Cravo - tipo de pente muito raro, com pontos extras em ângulos
retos ao longo das costas do pente. Penedesenca e Empordanesa são
as únicas raças possuidoras.
• Morango - o pente está em um ângulo dianteiro na cabeça, parece um
morango. Yokohama e galinhas malaias.
• Ervilha - pentes muito pequenos, excelentes para galinhas que vivem
em climas muito frios. Brahmas, Ameraucanas e Buckeyes.
• Noz - pente grande em forma de nozes. Orloff e Silkie.
• Rosa - pente muito plano com pico posterior, ideal para climas com
invernos rigorosos. Bantams e Wyandottes têm este pente.
• Solteiro - o pente único tem pontos distintos no pico, é ereto, comum
nas galinhas. Ayam Cemani, Barnevelders, Faverolles,
Leghorns e Rhode Island Reds.
• Almofada - versão menor do pente morango, parece uma pequena
almofada. Raça Chanticleers.
• V - conhecido como chifre do diabo, o pente V é encontrado em um
seleto grupo de galinhas. Raças Sultão, Crèvecœur e La Flèche.
ESTRUTURAS ANEXAS
o Barbela – altamente vascularizada
o Brinco
o Orelhas
ESTRUTURAS
ANEXAS
Bico:
o Estrutura córnea
(chamado de ranfoteca)
o Grossos e curtos
o Interfere na dieta
ESTRUTURAS ANEXAS
o Penas:
 Não crescem continuamente
 Ficam presas no folículo
 Mudam 1x a 2x ao ano
 Fotoperíodo negativo – menos ovos e muda forçada
ESTRUTURAS ANEXAS
o Penas:
 Semipluma: localizam-se às margens das penas de contorno
próximas ao corpo. São comuns na região abdominal e
auxiliam no isolamento necessário para reter calor corporal
durante o inverno e maximizar a absorção de calor no meio
ambiente durante o verão.
ESTRUTURAS ANEXAS
o Penas:
 Filopluma: semelhante a um fio de cabelo rudimentar, é
distribuída em todos os tratos de penas do corpo, inclusive nas
penas curtas da cabeça. Permanecem na carcaça depois que
todas as penas foram removidas pelos métodos usuais de
depenamento.
ESTRUTURAS ANEXAS
o Penas:
 Penas de contorno: são as penas externas que cobrem todo o
corpo dando o formato à ave empenada. Variam grandemente
quanto ao tamanho e formam uma camada isolante que ajuda
na manutenção da temperatura corporal. Também são
importantes durante o voo, no acasalamento e como material
para o ninho.
Cálamo - É a ponta oca que
fica dentro da pele da ave
Raque (ou raqui) - É a parte
central, o “eixo da pena”
Barbas - São os “raminhos” das
penas que estão presos à
raque
Bárbulas - São as pequeninas
ramifi cações das barbas
ESTRUTURAS EXTERNAS
o Pele:
Epiderme e derme
Não possuem glândulas
sudoríparas e sebáceas
Glândula uropigiana -
impermeabilização das penas
ESTRUTURA
S EXTERNAS
o Pele – fina e flexível
Proteger contra forças, substâncias e
organismos prejudiciais
Evitar perda de sangue e fluidos
Auxiliar na regulação da temperatura
corporal
Auxiliar na locomoção e outros
comportamentos
Fornecer suporte para órgãos de
sensibilidade à dor, à temperatura, à
pressão e à vibração
ESTRUTURAS
EXTERNAS
o Asas
o Pernas
Tecido queratinizado
Ausência de penas
Perda de calor
o Pés - 4 dedos
ESTRUTURAS
INTERNAS
LINFONOD
OS
Ausentes nos galináceos
Presentes em patos e gansos
TIMO
Glândula linfoide primária
Amadurecem os linfócitos T
Vários lobos no pescoço
GLÂNDULA
UROPIGIAN
A
Secreta lipídeos
Impermeabilidade
SISTEMA RESPIRATÓRIO
o Respiração pulmonar (pequenos = 2%p.v)
o Pulmões inelásticos - não possuem alvéolos
o Para-bronquíolos - trocas gasosas
o Os pulmões se ligam por projeções chamadas sacos aéreos -
passam por todo corpo do animal, inclusive no interior dos ossos
• 9 sacos em galinhas, pombos,
patos e perus
• Interclavicular (ímpar),
cervicais, torácicos craniais,
torácicos caudais e abdominais
SIRINGE
• Está na junção da traqueia
e dos brônquios
• Órgão de fonação
• Diferentes formatos =
diferentes sons
SISTEMA DIGESTÓRIO
o Bico rígido
o Ausência de dentes
o Papo - umedece
o Moela - tritura
o Intestino
o Cloaca - digestório e reprodutivo
SISTEMA REPRODUTIVO
o Ovíparos - produzem ovos
o Fecundação interna - ocorre antes que o óvulo seja revestido
pela casca calcária
o No interior do ovo, há membranas protetoras e reservas
alimentares na forma de gema e clara
o A casca porosa é formada por carbonato de cálcio - troca gasosa
entre o embrião e o ambiente
o Cloaca - postura dos ovos
SISTEMA URINÁRIO
o Presença de um sistema porta renal (aves, répteis, anfíbios e
peixes)
o Formação de ácido úrico ao invés de ureia como produto final da
catabolismo do nitrogênio
o Os uratos aparecem nas fezes como uma mancha branca
o Modificação pós-renal da urina
o Ausência de vesícula urinária e uretra
SISTEMA CIRCULATÓRIO
o Coração com quatro câmaras - dois átrios e dois ventrículos.
o Câmaras direitas - sangue não oxigenado
o Câmaras esquerdas - sangue oxigenado
SISTEMA NERVOSO
o O cérebro é responsável pela coordenação e equilíbrio
o Bastante volumoso
o Permite a movimentação em três dimensões durante o voo
OBRIGADA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Anatomia topográfica acessos - abdome 1
Anatomia topográfica   acessos - abdome 1Anatomia topográfica   acessos - abdome 1
Anatomia topográfica acessos - abdome 1
Vivian Leao
 
Musculos do cão
Musculos do cãoMusculos do cão
Musculos do cão
Lisi Camana
 

Mais procurados (20)

Miologia - anatomia veterinária I
Miologia - anatomia veterinária IMiologia - anatomia veterinária I
Miologia - anatomia veterinária I
 
Introdução a Equinocultura
Introdução a EquinoculturaIntrodução a Equinocultura
Introdução a Equinocultura
 
Sistema endócrino veterinária
Sistema endócrino veterináriaSistema endócrino veterinária
Sistema endócrino veterinária
 
Programa Nacional de sanidade das aves
Programa Nacional de sanidade das avesPrograma Nacional de sanidade das aves
Programa Nacional de sanidade das aves
 
Sistema reprodutor feminino Animal
Sistema reprodutor feminino AnimalSistema reprodutor feminino Animal
Sistema reprodutor feminino Animal
 
Sistema digestório - Anatomia animal
Sistema digestório - Anatomia animal Sistema digestório - Anatomia animal
Sistema digestório - Anatomia animal
 
Fisiologia renal Veterinária
Fisiologia renal VeterináriaFisiologia renal Veterinária
Fisiologia renal Veterinária
 
Tecnica cirúrgica veterinária- esofagotomia,traqueostomia e traqueorrafia
Tecnica cirúrgica veterinária- esofagotomia,traqueostomia e traqueorrafiaTecnica cirúrgica veterinária- esofagotomia,traqueostomia e traqueorrafia
Tecnica cirúrgica veterinária- esofagotomia,traqueostomia e traqueorrafia
 
Sistema cardiovascular e linfático - anatomia animal
Sistema cardiovascular e linfático - anatomia animalSistema cardiovascular e linfático - anatomia animal
Sistema cardiovascular e linfático - anatomia animal
 
Aula 1 Anatomia - Osteologia veterinária
Aula 1 Anatomia - Osteologia veterináriaAula 1 Anatomia - Osteologia veterinária
Aula 1 Anatomia - Osteologia veterinária
 
Sistema sensorial - anatomia animal
Sistema sensorial - anatomia animalSistema sensorial - anatomia animal
Sistema sensorial - anatomia animal
 
Anatomia dos animais de produção ii
Anatomia dos animais de produção iiAnatomia dos animais de produção ii
Anatomia dos animais de produção ii
 
Cronometria dentaria de Equinos
Cronometria dentaria de EquinosCronometria dentaria de Equinos
Cronometria dentaria de Equinos
 
Diferenças entre ovinos e caprinos
Diferenças entre ovinos e caprinosDiferenças entre ovinos e caprinos
Diferenças entre ovinos e caprinos
 
Apresentação membro torácico
Apresentação membro torácicoApresentação membro torácico
Apresentação membro torácico
 
Anatomia topográfica acessos - abdome 1
Anatomia topográfica   acessos - abdome 1Anatomia topográfica   acessos - abdome 1
Anatomia topográfica acessos - abdome 1
 
Protocolos de Vacinação e Vermifugação em Cães e Gatos
Protocolos de Vacinação e Vermifugação em Cães e GatosProtocolos de Vacinação e Vermifugação em Cães e Gatos
Protocolos de Vacinação e Vermifugação em Cães e Gatos
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Exame fisico geral
Exame fisico geralExame fisico geral
Exame fisico geral
 
Musculos do cão
Musculos do cãoMusculos do cão
Musculos do cão
 

Semelhante a Anatomia topográfica das aves

ZOOLOGIA - CORDdddddddddddADOS1 ppt..ppt
ZOOLOGIA - CORDdddddddddddADOS1 ppt..pptZOOLOGIA - CORDdddddddddddADOS1 ppt..ppt
ZOOLOGIA - CORDdddddddddddADOS1 ppt..ppt
wilbiologia
 

Semelhante a Anatomia topográfica das aves (20)

classe das aves
classe das avesclasse das aves
classe das aves
 
Aves e Mamíferos
Aves e Mamíferos Aves e Mamíferos
Aves e Mamíferos
 
aves 2.pdf
aves 2.pdfaves 2.pdf
aves 2.pdf
 
Aula cordados
Aula cordadosAula cordados
Aula cordados
 
ZOOLOGIA - CORDdddddddddddADOS1 ppt..ppt
ZOOLOGIA - CORDdddddddddddADOS1 ppt..pptZOOLOGIA - CORDdddddddddddADOS1 ppt..ppt
ZOOLOGIA - CORDdddddddddddADOS1 ppt..ppt
 
Vertebrados II
Vertebrados IIVertebrados II
Vertebrados II
 
Protocordados vertebrados16082011
Protocordados vertebrados16082011Protocordados vertebrados16082011
Protocordados vertebrados16082011
 
Aracnídeos
AracnídeosAracnídeos
Aracnídeos
 
aula 12- aves, sua reprodução, origem e alimentação
aula 12- aves, sua reprodução, origem e alimentaçãoaula 12- aves, sua reprodução, origem e alimentação
aula 12- aves, sua reprodução, origem e alimentação
 
Filo chordata
Filo chordataFilo chordata
Filo chordata
 
3 cordados
3 cordados3 cordados
3 cordados
 
Répteis
RépteisRépteis
Répteis
 
Reino animalia Vertebrados
Reino animalia   VertebradosReino animalia   Vertebrados
Reino animalia Vertebrados
 
Arthropoda 2
Arthropoda 2Arthropoda 2
Arthropoda 2
 
Mamiferos
MamiferosMamiferos
Mamiferos
 
Os vertebrados
Os vertebradosOs vertebrados
Os vertebrados
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
 
Aves
AvesAves
Aves
 
Aves
AvesAves
Aves
 
Anfíbios
AnfíbiosAnfíbios
Anfíbios
 

Mais de Marília Gomes

Mais de Marília Gomes (20)

Possibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterinária
Possibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterináriaPossibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterinária
Possibilidades de tratamentos integrativos na medicina veterinária
 
Patologias do sistema reprodutor
Patologias do sistema reprodutorPatologias do sistema reprodutor
Patologias do sistema reprodutor
 
Patologias do sistema urinário
Patologias do sistema urinárioPatologias do sistema urinário
Patologias do sistema urinário
 
Bem-estar em avicultura e suinocultura
Bem-estar em avicultura e suinoculturaBem-estar em avicultura e suinocultura
Bem-estar em avicultura e suinocultura
 
Principais doenças que acometem aves comerciais
Principais doenças que acometem aves comerciaisPrincipais doenças que acometem aves comerciais
Principais doenças que acometem aves comerciais
 
Necropsia em aves
Necropsia em avesNecropsia em aves
Necropsia em aves
 
Tratamento via água e ração
Tratamento via água e raçãoTratamento via água e ração
Tratamento via água e ração
 
Medicina de mamíferos selvagens
Medicina de mamíferos selvagensMedicina de mamíferos selvagens
Medicina de mamíferos selvagens
 
Medicina de répteis
Medicina de répteisMedicina de répteis
Medicina de répteis
 
Medicina de aves selvagens
Medicina de aves selvagensMedicina de aves selvagens
Medicina de aves selvagens
 
Semiologia de animais selvagens
Semiologia de animais selvagensSemiologia de animais selvagens
Semiologia de animais selvagens
 
Conceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagens
Conceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagensConceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagens
Conceitos, biosseguridade e conservação de animais selvagens
 
Topografia veterinária - membros torácicos e pélvicos
Topografia veterinária - membros torácicos e pélvicosTopografia veterinária - membros torácicos e pélvicos
Topografia veterinária - membros torácicos e pélvicos
 
Patologias do sistema respiratório
Patologias do sistema respiratórioPatologias do sistema respiratório
Patologias do sistema respiratório
 
patologias do sistema cardiovascular
patologias do sistema cardiovascularpatologias do sistema cardiovascular
patologias do sistema cardiovascular
 
Topografia veterinária - abdômen
Topografia veterinária - abdômenTopografia veterinária - abdômen
Topografia veterinária - abdômen
 
Topografia veterinária - tórax
Topografia veterinária - tóraxTopografia veterinária - tórax
Topografia veterinária - tórax
 
Pigmentos e pigmentações
Pigmentos e pigmentaçõesPigmentos e pigmentações
Pigmentos e pigmentações
 
Calcificações patológicas
Calcificações patológicasCalcificações patológicas
Calcificações patológicas
 
Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21
Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21
Lesões celulares reversíveis e irreversíveis 15.09.21
 

Último

Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
andreaLisboa7
 

Último (20)

"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 

Anatomia topográfica das aves

  • 2.
  • 4. ESQUELET O o 160 ossos - suporte o Mais ricos em concentração mineral do que os de mamíferos o Cavidades medulares – longos e chatos - pneumáticos
  • 5.
  • 6.
  • 9.
  • 10.
  • 12. • Coroa - Buttercup siciliano é a única raça que tem esse pente que parece uma variação do pente único ou solteiro. Os pontos deste pente vêm em círculo completo para formar uma pequena coroa. • Cravo - tipo de pente muito raro, com pontos extras em ângulos retos ao longo das costas do pente. Penedesenca e Empordanesa são as únicas raças possuidoras. • Morango - o pente está em um ângulo dianteiro na cabeça, parece um morango. Yokohama e galinhas malaias.
  • 13. • Ervilha - pentes muito pequenos, excelentes para galinhas que vivem em climas muito frios. Brahmas, Ameraucanas e Buckeyes. • Noz - pente grande em forma de nozes. Orloff e Silkie. • Rosa - pente muito plano com pico posterior, ideal para climas com invernos rigorosos. Bantams e Wyandottes têm este pente.
  • 14. • Solteiro - o pente único tem pontos distintos no pico, é ereto, comum nas galinhas. Ayam Cemani, Barnevelders, Faverolles, Leghorns e Rhode Island Reds. • Almofada - versão menor do pente morango, parece uma pequena almofada. Raça Chanticleers. • V - conhecido como chifre do diabo, o pente V é encontrado em um seleto grupo de galinhas. Raças Sultão, Crèvecœur e La Flèche.
  • 15. ESTRUTURAS ANEXAS o Barbela – altamente vascularizada o Brinco o Orelhas
  • 16. ESTRUTURAS ANEXAS Bico: o Estrutura córnea (chamado de ranfoteca) o Grossos e curtos o Interfere na dieta
  • 17.
  • 18. ESTRUTURAS ANEXAS o Penas:  Não crescem continuamente  Ficam presas no folículo  Mudam 1x a 2x ao ano  Fotoperíodo negativo – menos ovos e muda forçada
  • 19.
  • 20. ESTRUTURAS ANEXAS o Penas:  Semipluma: localizam-se às margens das penas de contorno próximas ao corpo. São comuns na região abdominal e auxiliam no isolamento necessário para reter calor corporal durante o inverno e maximizar a absorção de calor no meio ambiente durante o verão.
  • 21. ESTRUTURAS ANEXAS o Penas:  Filopluma: semelhante a um fio de cabelo rudimentar, é distribuída em todos os tratos de penas do corpo, inclusive nas penas curtas da cabeça. Permanecem na carcaça depois que todas as penas foram removidas pelos métodos usuais de depenamento.
  • 22. ESTRUTURAS ANEXAS o Penas:  Penas de contorno: são as penas externas que cobrem todo o corpo dando o formato à ave empenada. Variam grandemente quanto ao tamanho e formam uma camada isolante que ajuda na manutenção da temperatura corporal. Também são importantes durante o voo, no acasalamento e como material para o ninho.
  • 23.
  • 24. Cálamo - É a ponta oca que fica dentro da pele da ave Raque (ou raqui) - É a parte central, o “eixo da pena” Barbas - São os “raminhos” das penas que estão presos à raque Bárbulas - São as pequeninas ramifi cações das barbas
  • 25. ESTRUTURAS EXTERNAS o Pele: Epiderme e derme Não possuem glândulas sudoríparas e sebáceas Glândula uropigiana - impermeabilização das penas
  • 26. ESTRUTURA S EXTERNAS o Pele – fina e flexível Proteger contra forças, substâncias e organismos prejudiciais Evitar perda de sangue e fluidos Auxiliar na regulação da temperatura corporal Auxiliar na locomoção e outros comportamentos Fornecer suporte para órgãos de sensibilidade à dor, à temperatura, à pressão e à vibração
  • 27. ESTRUTURAS EXTERNAS o Asas o Pernas Tecido queratinizado Ausência de penas Perda de calor o Pés - 4 dedos
  • 29.
  • 31. TIMO Glândula linfoide primária Amadurecem os linfócitos T Vários lobos no pescoço
  • 33. SISTEMA RESPIRATÓRIO o Respiração pulmonar (pequenos = 2%p.v) o Pulmões inelásticos - não possuem alvéolos o Para-bronquíolos - trocas gasosas o Os pulmões se ligam por projeções chamadas sacos aéreos - passam por todo corpo do animal, inclusive no interior dos ossos
  • 34.
  • 35.
  • 36. • 9 sacos em galinhas, pombos, patos e perus • Interclavicular (ímpar), cervicais, torácicos craniais, torácicos caudais e abdominais
  • 37. SIRINGE • Está na junção da traqueia e dos brônquios • Órgão de fonação • Diferentes formatos = diferentes sons
  • 38. SISTEMA DIGESTÓRIO o Bico rígido o Ausência de dentes o Papo - umedece o Moela - tritura o Intestino o Cloaca - digestório e reprodutivo
  • 39.
  • 40. SISTEMA REPRODUTIVO o Ovíparos - produzem ovos o Fecundação interna - ocorre antes que o óvulo seja revestido pela casca calcária o No interior do ovo, há membranas protetoras e reservas alimentares na forma de gema e clara o A casca porosa é formada por carbonato de cálcio - troca gasosa entre o embrião e o ambiente o Cloaca - postura dos ovos
  • 41.
  • 42. SISTEMA URINÁRIO o Presença de um sistema porta renal (aves, répteis, anfíbios e peixes) o Formação de ácido úrico ao invés de ureia como produto final da catabolismo do nitrogênio o Os uratos aparecem nas fezes como uma mancha branca o Modificação pós-renal da urina o Ausência de vesícula urinária e uretra
  • 43.
  • 44. SISTEMA CIRCULATÓRIO o Coração com quatro câmaras - dois átrios e dois ventrículos. o Câmaras direitas - sangue não oxigenado o Câmaras esquerdas - sangue oxigenado
  • 45.
  • 46. SISTEMA NERVOSO o O cérebro é responsável pela coordenação e equilíbrio o Bastante volumoso o Permite a movimentação em três dimensões durante o voo
  • 47.