SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
Aula 2 – O que é Literatura?
Um dos conceitos....
• A literatura (do latim littera, que
significa “letra”) é uma das
manifestações artísticas do ser
humano, ao lado da música, dança,
teatro, escultura, arquitetura, dentre
outras.
• Ela representa comunicação,
linguagem e criatividade, sendo
considerada a arte das palavras.
Mais conceitos de literatura ....
• Literatura é a arte de criar e compor textos, e
existem diversos tipos de produções literárias,
como poesia, prosa, literatura de ficção, literatura
de romance, literatura médica, literatura técnica,
literatura portuguesa, literatura popular, literatura
de cordel e etc. A literatura também pode ser um
conjunto de textos escritos, sejam eles de um
país, de uma personalidade, de uma época, e
etc.
figuras de
linguagens
Escolas literárias
•Ao todo, existem 14 escolas literárias no mundo
e no Brasil, são elas:
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo,
Quinhentismo, Barroco, Arcadismo, Romantismo,
Realismo, Naturalismo, Parnasianismo,
Simbolismo, Pré-Modernismo, Modernismo e
Tendências Contemporâneas (Pós Modernismo).
Literatura e sua
importância
• A literatura não se mantém intacta durante
a evolução histórica, social, política da
humanidade. A literatura acompanha nossa
realidade, nossa cultura, nossas tradições.
Se alguma coisa muda, a literatura irá se
transformar também. Se a literatura não
nos acompanhassem os livros de literatura
escritos hoje seguiriam a forma e o estilo
dos escritos durante o período colonial. Já
imaginou que terror?
PASSOS DA LITERATURA
1
• A Literatura contribui para a formação, estabilização e desenvolvimento de
uma língua, como patrimônio coletivo. O que seria da língua portuguesa
sem Luís de Camões? O que seria do italiano sem Dante Alighieri? O que
seria do espanhol sem Cervantes? O que seria do inglês sem
Shakespeare? O que seria da civilização e da língua grega sem Homero? O
que seria da língua russa sem Púchkin? É bom lembrar que impérios que
não tiveram uma Literatura que sobressaísse entraram em decadência
sem alcançar o apogeu, como o vasto império mongol de Genghis Khan, o
maior em extensão territorial da história.
2 • A Literatura mantém o
exercício, o arejamento,
o frescor da língua, que
é o principal fator de
criação de identidade,
de noção de
comunidade, do
sentimento de pátria e
pertencimento a uma
placenta cultural que
nos acolhe e nos dá
sentido à vida tanto
individual quanto
coletivamente.
3
• A Literatura proporciona o
aprendizado, de uma forma
lúdica e segura, ao mesmo
tempo em que permite o
acesso das novas gerações
aos valores acumulados pelo
processo civilizatório e
universalmente aceitos
como válidos, como a
honestidade, o respeito ao
próximo, a importância da
cultura, enfim a transmissão
de valores morais, bons ou
ruins e o senso crítico de
escolha dentre eles ou até
de rejeitá-los por inteiro
4
• A Literatura expande a rede
neural do leitor, possibilitando
a diversidade das ideias, a
capacidade de reflexão, a
noção de flexibilidade e a
tolerância para com o
diferente, proporciona a
empatia (capacidade de se
colocar no lugar do outro —
pré-condição para a existência
da ética na sociedade),
prevenindo as pessoas contra
o sectarismo político, o
fanatismo, a submissão cega a
líderes maliciosos, a ideologias
e a religiões.
5
•A Literatura enseja o
surgimento e a
disseminação de valores
estéticos, aguça a
sensibilidade, introduzindo
na vida das pessoas o
verdadeiro sentido do belo,
distinguindo-nos da fauna
geral, onde gosto não se
6
• A Literatura, como toda
arte, estimula o cruzamento
de informações, possibilita
a sinergia do pensamento,
amplia a visão da realidade
e até cria realidade nova.
7
• A Literatura faz a
aproximação entre a
ciência e a vida. No
dizer de Roland
Barthes: “A ciência é
grosseira, a vida é sutil,
e é para corrigir essa
distância que a
literatura nos importa”.
8
• A Literatura cria as pré-
condições para que os atos
e os fatos ganhem
dimensão simbólica. E é
na dimensão simbólica das
coisas que a vida ganha
sentido. Afinal, como diz o
axioma histórico: “Os atos
e os fatos não existem por
si, mas nascem do sentido
que lhes é atribuído”.
É importante ressaltar que em
Literatura (e em toda arte)
nada é estático, ou seja, é
perfeitamente possível que um
texto com caraterísticas
barrocas (escola literária do
século XVII) seja escrito hoje.
O estudo que fazemos da arte
literária, entretanto, segue a
cronologia histórica mais por
questões didáticas que por
questões estéticas.
Bons Estudos!
Clarice Lispector

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Aula 2 – O que é Literatura.pptx

Aula da disciplina de L.pptx
Aula da disciplina de L.pptxAula da disciplina de L.pptx
Aula da disciplina de L.pptx
Neomare
 
TEXTO 05 - Linguagem e interdisciplinaridade. FIORIN.pdf
TEXTO 05 - Linguagem e interdisciplinaridade. FIORIN.pdfTEXTO 05 - Linguagem e interdisciplinaridade. FIORIN.pdf
TEXTO 05 - Linguagem e interdisciplinaridade. FIORIN.pdf
Bonfim Queiroz Lima
 
Ler e escrever na cultura digital
Ler e escrever na cultura digitalLer e escrever na cultura digital
Ler e escrever na cultura digital
lidcabral
 
Trabalho de lingua portuguesa
Trabalho de lingua portuguesaTrabalho de lingua portuguesa
Trabalho de lingua portuguesa
Ayrton Lucas
 
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIOPLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
IFMA
 

Semelhante a Aula 2 – O que é Literatura.pptx (20)

Gustavo_de_Castro_COMUNICACAO_E_TRANSCEN.pdf
Gustavo_de_Castro_COMUNICACAO_E_TRANSCEN.pdfGustavo_de_Castro_COMUNICACAO_E_TRANSCEN.pdf
Gustavo_de_Castro_COMUNICACAO_E_TRANSCEN.pdf
 
A lingua portuguesa e as literacias do século XXI
A lingua portuguesa e as literacias do século XXIA lingua portuguesa e as literacias do século XXI
A lingua portuguesa e as literacias do século XXI
 
Introduoliteratura 110318091736-phpapp01
Introduoliteratura 110318091736-phpapp01Introduoliteratura 110318091736-phpapp01
Introduoliteratura 110318091736-phpapp01
 
Literatura e Movimentos Literários - uma introdução
Literatura e Movimentos Literários - uma introduçãoLiteratura e Movimentos Literários - uma introdução
Literatura e Movimentos Literários - uma introdução
 
Renascimento
Renascimento Renascimento
Renascimento
 
Entre o real e a ficção - as marcas literárias no jornalismo de Eliane Brum
Entre o real e a ficção - as marcas literárias no jornalismo de Eliane BrumEntre o real e a ficção - as marcas literárias no jornalismo de Eliane Brum
Entre o real e a ficção - as marcas literárias no jornalismo de Eliane Brum
 
Prof abigail literatura - 1o ano
Prof abigail   literatura - 1o anoProf abigail   literatura - 1o ano
Prof abigail literatura - 1o ano
 
Aula da disciplina de L.pptx
Aula da disciplina de L.pptxAula da disciplina de L.pptx
Aula da disciplina de L.pptx
 
Prof Abigail | Literatura | 1º ano
Prof Abigail | Literatura | 1º anoProf Abigail | Literatura | 1º ano
Prof Abigail | Literatura | 1º ano
 
terry-eagleton
terry-eagletonterry-eagleton
terry-eagleton
 
Movimento Literário Humanismo em Portugal 1º ano B 2013
Movimento Literário Humanismo em Portugal 1º ano B 2013Movimento Literário Humanismo em Portugal 1º ano B 2013
Movimento Literário Humanismo em Portugal 1º ano B 2013
 
Atps lite (2)
Atps lite (2)Atps lite (2)
Atps lite (2)
 
TEXTO 05 - Linguagem e interdisciplinaridade. FIORIN.pdf
TEXTO 05 - Linguagem e interdisciplinaridade. FIORIN.pdfTEXTO 05 - Linguagem e interdisciplinaridade. FIORIN.pdf
TEXTO 05 - Linguagem e interdisciplinaridade. FIORIN.pdf
 
TEXTO 05 - Linguagem e interdisciplinaridade. FIORIN.pdf
TEXTO 05 - Linguagem e interdisciplinaridade. FIORIN.pdfTEXTO 05 - Linguagem e interdisciplinaridade. FIORIN.pdf
TEXTO 05 - Linguagem e interdisciplinaridade. FIORIN.pdf
 
01 o que é literatura - 1o ano - 2014 - literatura
01   o que é literatura - 1o ano - 2014 - literatura01   o que é literatura - 1o ano - 2014 - literatura
01 o que é literatura - 1o ano - 2014 - literatura
 
Ler e escrever na cultura digital
Ler e escrever na cultura digitalLer e escrever na cultura digital
Ler e escrever na cultura digital
 
Literatura é arte/O QUE É LITERATURA E ARTE
Literatura é arte/O QUE É LITERATURA E ARTELiteratura é arte/O QUE É LITERATURA E ARTE
Literatura é arte/O QUE É LITERATURA E ARTE
 
Trabalho de lingua portuguesa
Trabalho de lingua portuguesaTrabalho de lingua portuguesa
Trabalho de lingua portuguesa
 
INTRODUÇÃO À LITERATURA
INTRODUÇÃO À LITERATURAINTRODUÇÃO À LITERATURA
INTRODUÇÃO À LITERATURA
 
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIOPLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
PLANO DIDÁTICO ANUAL LITERATURA 1º ANO ENSINO MÉDIO
 

Mais de Ana Vaz

8º-ano-B-Viagem-ao-centro-da-terra-1.pdf
8º-ano-B-Viagem-ao-centro-da-terra-1.pdf8º-ano-B-Viagem-ao-centro-da-terra-1.pdf
8º-ano-B-Viagem-ao-centro-da-terra-1.pdf
Ana Vaz
 
TEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.ppt
TEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.pptTEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.ppt
TEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.ppt
Ana Vaz
 
variedades_linguisticas.ppt
variedades_linguisticas.pptvariedades_linguisticas.ppt
variedades_linguisticas.ppt
Ana Vaz
 

Mais de Ana Vaz (16)

MAPA_EMédio_1 Ano do EM_LINGUAGENS 2024.pdf
MAPA_EMédio_1 Ano do EM_LINGUAGENS 2024.pdfMAPA_EMédio_1 Ano do EM_LINGUAGENS 2024.pdf
MAPA_EMédio_1 Ano do EM_LINGUAGENS 2024.pdf
 
Figuras de linguagem.pdf
Figuras de linguagem.pdfFiguras de linguagem.pdf
Figuras de linguagem.pdf
 
Aula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdfAula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdf
 
4-19-08-L-portuguesa-Grau-comparativo-do-adjetivo-Casa.pdf
4-19-08-L-portuguesa-Grau-comparativo-do-adjetivo-Casa.pdf4-19-08-L-portuguesa-Grau-comparativo-do-adjetivo-Casa.pdf
4-19-08-L-portuguesa-Grau-comparativo-do-adjetivo-Casa.pdf
 
Conto de mistério 6º ano.pptx
Conto de mistério 6º ano.pptxConto de mistério 6º ano.pptx
Conto de mistério 6º ano.pptx
 
7ano_Transitividade Verbal.pptx
7ano_Transitividade Verbal.pptx7ano_Transitividade Verbal.pptx
7ano_Transitividade Verbal.pptx
 
8º-ano-B-Viagem-ao-centro-da-terra-1.pdf
8º-ano-B-Viagem-ao-centro-da-terra-1.pdf8º-ano-B-Viagem-ao-centro-da-terra-1.pdf
8º-ano-B-Viagem-ao-centro-da-terra-1.pdf
 
ESTRUTURA E PROCESSOS DE FORMAÇÃO DAS PALAVRAS.pptx
ESTRUTURA E PROCESSOS DE FORMAÇÃO DAS PALAVRAS.pptxESTRUTURA E PROCESSOS DE FORMAÇÃO DAS PALAVRAS.pptx
ESTRUTURA E PROCESSOS DE FORMAÇÃO DAS PALAVRAS.pptx
 
Concordância verbal.pptx
Concordância verbal.pptxConcordância verbal.pptx
Concordância verbal.pptx
 
Orações coordenadas.ppt
Orações coordenadas.pptOrações coordenadas.ppt
Orações coordenadas.ppt
 
aula inglês 2º ANO.pptx
aula inglês 2º ANO.pptxaula inglês 2º ANO.pptx
aula inglês 2º ANO.pptx
 
5. Fisiologia Respiratória.pptx
5. Fisiologia Respiratória.pptx5. Fisiologia Respiratória.pptx
5. Fisiologia Respiratória.pptx
 
03 Códigos de Cura Grabovoi.pdf
03 Códigos de Cura Grabovoi.pdf03 Códigos de Cura Grabovoi.pdf
03 Códigos de Cura Grabovoi.pdf
 
TEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.ppt
TEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.pptTEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.ppt
TEATRO - Texto teatral gênero, enredo, diálogos, monólogos.ppt
 
aula1-141201213923-conversion-gate01.pdf
aula1-141201213923-conversion-gate01.pdfaula1-141201213923-conversion-gate01.pdf
aula1-141201213923-conversion-gate01.pdf
 
variedades_linguisticas.ppt
variedades_linguisticas.pptvariedades_linguisticas.ppt
variedades_linguisticas.ppt
 

Último

O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 

Último (20)

Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 

Aula 2 – O que é Literatura.pptx

  • 1. Aula 2 – O que é Literatura?
  • 2.
  • 3. Um dos conceitos.... • A literatura (do latim littera, que significa “letra”) é uma das manifestações artísticas do ser humano, ao lado da música, dança, teatro, escultura, arquitetura, dentre outras. • Ela representa comunicação, linguagem e criatividade, sendo considerada a arte das palavras.
  • 4. Mais conceitos de literatura .... • Literatura é a arte de criar e compor textos, e existem diversos tipos de produções literárias, como poesia, prosa, literatura de ficção, literatura de romance, literatura médica, literatura técnica, literatura portuguesa, literatura popular, literatura de cordel e etc. A literatura também pode ser um conjunto de textos escritos, sejam eles de um país, de uma personalidade, de uma época, e etc.
  • 5.
  • 7. Escolas literárias •Ao todo, existem 14 escolas literárias no mundo e no Brasil, são elas: Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quinhentismo, Barroco, Arcadismo, Romantismo, Realismo, Naturalismo, Parnasianismo, Simbolismo, Pré-Modernismo, Modernismo e Tendências Contemporâneas (Pós Modernismo).
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11. Literatura e sua importância • A literatura não se mantém intacta durante a evolução histórica, social, política da humanidade. A literatura acompanha nossa realidade, nossa cultura, nossas tradições. Se alguma coisa muda, a literatura irá se transformar também. Se a literatura não nos acompanhassem os livros de literatura escritos hoje seguiriam a forma e o estilo dos escritos durante o período colonial. Já imaginou que terror?
  • 13. 1 • A Literatura contribui para a formação, estabilização e desenvolvimento de uma língua, como patrimônio coletivo. O que seria da língua portuguesa sem Luís de Camões? O que seria do italiano sem Dante Alighieri? O que seria do espanhol sem Cervantes? O que seria do inglês sem Shakespeare? O que seria da civilização e da língua grega sem Homero? O que seria da língua russa sem Púchkin? É bom lembrar que impérios que não tiveram uma Literatura que sobressaísse entraram em decadência sem alcançar o apogeu, como o vasto império mongol de Genghis Khan, o maior em extensão territorial da história.
  • 14. 2 • A Literatura mantém o exercício, o arejamento, o frescor da língua, que é o principal fator de criação de identidade, de noção de comunidade, do sentimento de pátria e pertencimento a uma placenta cultural que nos acolhe e nos dá sentido à vida tanto individual quanto coletivamente.
  • 15. 3 • A Literatura proporciona o aprendizado, de uma forma lúdica e segura, ao mesmo tempo em que permite o acesso das novas gerações aos valores acumulados pelo processo civilizatório e universalmente aceitos como válidos, como a honestidade, o respeito ao próximo, a importância da cultura, enfim a transmissão de valores morais, bons ou ruins e o senso crítico de escolha dentre eles ou até de rejeitá-los por inteiro
  • 16. 4 • A Literatura expande a rede neural do leitor, possibilitando a diversidade das ideias, a capacidade de reflexão, a noção de flexibilidade e a tolerância para com o diferente, proporciona a empatia (capacidade de se colocar no lugar do outro — pré-condição para a existência da ética na sociedade), prevenindo as pessoas contra o sectarismo político, o fanatismo, a submissão cega a líderes maliciosos, a ideologias e a religiões.
  • 17. 5 •A Literatura enseja o surgimento e a disseminação de valores estéticos, aguça a sensibilidade, introduzindo na vida das pessoas o verdadeiro sentido do belo, distinguindo-nos da fauna geral, onde gosto não se
  • 18. 6 • A Literatura, como toda arte, estimula o cruzamento de informações, possibilita a sinergia do pensamento, amplia a visão da realidade e até cria realidade nova.
  • 19. 7 • A Literatura faz a aproximação entre a ciência e a vida. No dizer de Roland Barthes: “A ciência é grosseira, a vida é sutil, e é para corrigir essa distância que a literatura nos importa”.
  • 20. 8 • A Literatura cria as pré- condições para que os atos e os fatos ganhem dimensão simbólica. E é na dimensão simbólica das coisas que a vida ganha sentido. Afinal, como diz o axioma histórico: “Os atos e os fatos não existem por si, mas nascem do sentido que lhes é atribuído”.
  • 21. É importante ressaltar que em Literatura (e em toda arte) nada é estático, ou seja, é perfeitamente possível que um texto com caraterísticas barrocas (escola literária do século XVII) seja escrito hoje. O estudo que fazemos da arte literária, entretanto, segue a cronologia histórica mais por questões didáticas que por questões estéticas.