SlideShare uma empresa Scribd logo
C. CURRICULAR: ANATOMIA E
FISIOLOGIA HUMANA II
CAMPO/ATUAÇÃO: CIÊNCIAS DA
NATUREZA E SUAS
TECNOLOGIAS/CIÊNCIAS DA
SÁÚDE
Prof.ª Francisca Aline
Brito de Sousa
Graduada em Ciências
Biológicas, com
habilitação em
química, física e
matemática ( UEMA)
Pós graduada em
ensino de ciências e
biologia ( FAVENI).
Pós graduação Ciências
da natureza e suas
tecnologias ( UFPI)
Esp. Informática na
educação ( IFMA)
Acadêmica de ciências
socias ( UEMA)
SISTEMA URINÁRIO
• O sistema excretor tem papel fundamental na
manutenção da estabilidade dos fluídos
corporais:
- Elimina certas substâncias indesejadas
(amônia, uréia ácido úrico) ao organismo;
- Retém aquelas que ainda possam ser
aproveitadas (água, sais, aminoácidos).
FUNÇÕES DO SISTEMA RENAL
ESTRUTURA DO RIM
Cada rim contém cerca de um milhão de unidades
filtradoras, chamadas néfrons. Esses são constituídos de um fino
túbulo excretor que se origina numa estrutura chamada de cápsula
de Bowman que envolve um novelo capilar chamado glomérulo.
Cada túbulo termina em ductos coletores que desembocam numa
cavidade do rim, daí para o ureter.
FILTRAÇÃO – FORMAÇÃO
DA URINA
Os rins são recobertos pelo peritônio e circundados por uma massa de
gordura e de tecido areolar frouxo. Cada rim tem cerca de 11,25cm de
comprimento, 5 a 7,5cm de largura e um pouco mais que 2,5cm de espessura. O
peso do rim do homem adulto varia entre 125 a 170g; na mulher adulta,
entre 115 a 155g. O rim direito normalmente situa-se ligeiramente abaixo
do rim esquerdo devido ao grande tamanho do lobo direito do fígado.
Os rins realizam o trabalho principal do sistema urinário, com
as outras partes do sistema atuando, principalmente, como
vias de passagem e áreas de armazenamento. Com a filtração do
sangue e a formação da urina, os rins contribuem para a
homeostase do corpo.
As funções dos rins incluem:
• Regulação da composição iônica do sangue
• Manutenção da osmolaridade do sangue
• Regulação do volume sanguíneo
• Regulação da pressão arterial
• Regulação do pH do sangue
• Liberação de hormônios
• Regulação do nível de glicose no sangue
• Excreção de resíduos e substâncias estranhas.
2000 LITROS DE SANGUE FILTRADOS POR DIA!!
1. Quais as funções gerais do sistema urinário?
2. quais os componentes das vias urinárias?
3. na hemodiálise, o sangue do doente é filtrado para retirar assim purezas e
substâncias tóxicas nele acumuladas. Esse processo clínico substitui a função
do:
4. imagine que você foi ao médico e ele observou a presença de cálculos renais na
região dos ureteres. Até serem eliminados, esses cálculos passarão por quais
partes do sistema urinário?
EXERCÍCIO
Sistema Digestório
Imagem 1 – Fonte: https://www.coc.com.br/blog/soualuno/biologia/como-funciona-o-sistema-digestorio
Anatomia do Aparelho Digestivo
1ª Etapa: mastigação
Mecânica: estrutura física 2ª Etapa: deglutição
3ª Etapa: movimentos peristálticos
Digestão
Química: altera composição química
Sistema Digestório
Imagem 2 – Fonte: http://www.colegioideologia.com.br/download/materiais%20professores/rafael/sistema_digestorio.pdf
Organização do Sistema
Digestório
Sistema Digestório
Faringe
Órgãos do Tubo Digestório
Estrutura e Órgãos Anexos
Imagem 3 - Fonte: https://mundoeducacao.uol.com.br/biologia/sistema-digestorio.htm
Boca
- Entrada dos alimentos
- Lábios e bochechas: manter alimento
entre os dentes
- Língua e palatos: moldam o alimento para ser
deglutido
- Dentes: triturar, cortar, rasgar
Sistema Digestório
Imagem 4 - Fonte: https://sites.google.com/site/sistdigestorio/home/boca-e-cavidade-bucal
Sistema Digestório
Boca - Dentes
Imagem 5 - Fonte:
https://www.biologianet.com/anatomia-fisiologia-
animal/estrutura-basica-dos-dentes.htm
Imagem 6 - Fonte:
Sistema Digestório
Boca – Glândulas Salivares
- Saliva: água + amilase salivar (enzima)
- umedecer os alimentos
- auxilia na percepção dos sabores
- inicia a digestão dos carboidratos
Amido (carboidrato)
Maltose (carboidratos menores) Imagem 7 - Fonte: https://www.biologianet.com/anatomia-fisiologia-animal/glandulas-
salivares.htm
Faringe
- Tubo muscular (músculo estriado esquelético) = deglutição
Sistema Digestório
Imagem 8 - Fonte:
https://mundoeducacao.uol.com.br/biologia/faringe.htm
Imagem 9 - Fonte: https://www.todamateria.com.br/digestao/
Esôfago
- Tubo muscular = transporte do bolo alimentar até o estômago
Sistema Digestório
Imagem 10 - Fonte:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Es%C3%B3fago
Imagem 11 - Fonte: https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/fatos-
r%C3%A1pidos-dist%C3%BArbios-digestivos/tumores-do-sistema-
digestivo/c%C3%A2ncer-de-es%C3%B4fago
Imagem 12 - Fonte:
https://www.biologianet.com/anatomia-fisiologia-
animal/movimentos-peristalticos-sua-importancia-para-
digestao.htm
Sistema Digestório
Estômago – suco gástrico = água + ácido clorídrico + pepsina (proteínas)
Imagem 13 - Fonte:
https://escola.britannica.com.br/artigo/est%C3%B4mago/48258
5
Imagem 14 - Fonte: https://pt.slideshare.net/claudiacssmoura/sistema-
digestivo-7927698
Pâncreas - glândula mista
- endócrina: hormônios insulina e glucagon
- exócrina: suco pancreático (lançado do duodeno)
Sistema Digestório
Água
+
Amilase (carboidratos)
+
Tripsina (proteínas)
+
Lipase (gorduras)
+
Bicarbonato de sódio
Imagem 15 - Fonte:http://ablucan.org.br/publico-alvo/cancer-de-pancreas/
Fígado - maior glândula do corpo
- Bile: emulsificar gorduras (armazenada na
vesícula biliar)
- Metabolizar os nutrientes
- Metabolizar drogas e hormônios
-Armazenar glicogênio, vitaminas
(A, B12, D, E, K), ferro e cobre
Sistema Digestório
Imagem 16 - Fonte: https://www.todamateria.com.br/figado/
Intestino Delgado - responsável pela maior parte da digestão e absorção dos
nutrientes
Sistema Digestório
Imagem 17 - Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Intestino_delgado
Imagem 18 - Fonte:
https://objetivo.br/arquivos/cadernos/EF
_2/2021/1bimestre/cad_C1_8ano_1bim
_ciencias.pdf
Imagem 19 - Fonte:
https://objetivo.br/arquivos/cadernos/EF
_2/2021/1bimestre/cad_C1_8ano_1bim
_ciencias.pdf
Intestino Delgado
- digestão mecânica:
segmentação + peristalse
Sistema Digestório
Imagem 20 - Fonte:
https://resumosdemedicina.wordpress.com/2
016/04/11/motilidade-trato-gastrintestinal/
Intestino Delgado
- digestão química: suco pancreático + bile + suco entérico
Sistema Digestório
Quilificação
Transforma QUIMO em QUILO
de carboidratos,
proteínas, água e
Absorção
lipídios,
vitaminas
Intestino Grosso
Sistema Digestório
Digestão mecânica: movimentos peristálticos
em direção ao reto
Digestão química: proteínas restantes são
convertidas em aminoácidos + absorção de água
e sais minerais
Bactérias presentes no intestino fermentam os
carboidratos não digeridos liberando gases
como hidrogênio, gás carbônico e metano
Imagem 21 - Fonte:
https://objetivo.br/arquivos/cadernos/EF
_2/2021/1bimestre/cad_C1_8ano_1bim
_ciencias.pdf
EXERCÍCIO
1- O tubo digestório é o trajeto que o alimento faz desde que entra pela boca até ter os nutrientes absorvidos e
o restante eliminado pelo ânus.
Assinale a sequência correta que o alimento percorre no tubo digestório:
a) boca, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso e ânus.
b) boca, estômago, esôfago, intestino delgado, intestino grosso e ânus.
c) boca, esôfago, intestino delgado, intestino grosso, estômago e ânus.
d) boca, estômago, intestino grosso, intestino delgado, esôfago e ânus.
2- O processo de digestão consiste na quebra dos alimentos e ocorre também através das enzimas.
A digestão dos alimentos pelas enzimas começa a ocorrer na:
a) na boca.
b) no fígado.
c) no estômago.
d) no intestino delgado.
3- O sistema digestório humano, apesar de ser altamente sofisticado, é suscetível
a diversos tipos de doenças. No que diz respeito a essas doenças, assinale a
afirmação FALSA.
A Pancreatite é uma inflamação que ocorre no ceco, porção inicial do intestino
grosso, causada pela migração de pequenos cálculos biliares.
B Uma das medidas para prevenir a pancreatite é evitar o consumo excessivo de
bebida alcoólica.
C Gastrite é uma inflamação aguda ou crônica da mucosa que reveste as paredes
internas do estômago.
D Azia, ou queimação, é um dos sintomas da gastrite e ocorre quando há refluxo
do suco gástrico para o esôfago.
Alternativa correta: A
Aula
de
Biologia
Tema:
Sistema
Respiratório
Sistema Respiratório
O QUE É
RESPIRAÇÃO?
Respiração celular:
• Ocorre no interior das
mitocôndrias.
Respiração pulmonar:
• Trocas gasosas entre o
ar atmosférico e o
sangue.
Sistema Respiratório
1) Componentes
FOSSAS NASAIS
LARINGE
FARINGE
TRAQUÉIA
BRÔNQUIOS
PULMÕES
Sistema Respiratório
1.1 ) Fossas nasais e faringe
Filtração (Pelos e
muco)
Aquecimento
(capilares)
Umidificação (muco)
Sistema Respiratório
Mecânica respiratória
• A entrada e saída de ar dos pulmões depende da diferença de pressão entre
a caixa torácica e o meio.
Sistema Respiratório
Frequência respiratória
BRADIPNÉ
IA
TAQUIPNÉ
IA
NORMOPNÉIA
Eupnéia, dispnéia e apnéia
Respiração Humana
Inspiração e Expiração
Inspiração e Expiração
Diafragma: músculo membranoso que separa o tórax do abdômen e auxilia os
movimentos respiratórios.
Trocas Gasosas - Hematose
Trocas Gasosas - Hematose
Trocas Gasosas - Hematose
Trocas Gasosas - Hematose
Enfisema Pulmonar
O enfisema pulmonar é uma doença
respiratória na qual os pulmões perdem
a elasticidade devido à exposição
constante a poluente ou tabaco,
principalmente, o que leva à destruição
dos alvéolos.
Altitude e Respiração
EXERCICIO
1- Qual a função básica do sistema respiratório?
2- O sistema respiratório é composto por órgãos que atuam no equilíbrio do organismo. Entre as suas funções estão: trocas gasosas,
defesa pulmonar e produção de sons. identifica os órgãos do sistema respiratório:
3- É correto afirmar que na embolia pulmonar o(a)
a) espaço morto fisiológico está aumentado.
b) pressão de artéria pulmonar está diminuída.
c) relação ventilação‐perfusão está diminuída.
d) pressão arterial de oxigênio está aumentada.
4- cite as principais doenças do sistema respiratorio:
Sistema Cardiovascular
Fisiologia Humana e
anatomia
humana
Componentes do
Sistema
Cardiovascular
Coração
Sangue
Vasos
Sanguíneos
Parte 1: SANGUE
Características Físicas:
•38oC
•Levemente Alcalino (pH = 7,35 a 7,45)
•8% do peso corporal
•5-6 L Homens e 4-5 L Mulheres
•Volume e Pressão Osmótica regulados por:
Aldosterona, ADH e Peptídeo Natriurético Atrial
Funções do SANGUE
1. Transporte:
- O2 e CO2 (Pulmão)
- Nutrientes (TGI)
- Escórias (Células p/ Rins)
- Hormônios (S. Endócrino)
2. Regulação:
- pH, Temperatura, íons e proteínas
3. Proteção:
- Coagulação (Lesões)
- Glóbulos Brancos (Defesa e imunidade)
Composição do SANGUE
Elementos Figurados
(Células)
Hematopoiese (Hemopoiese)
• É a produção de células sanguíneas!
• Acontece na Medula Óssea Vermelha, por
células-tronco pluripotenciais que se
diferenciam em duas linhagens:
1. Mielóide (origina Gl. Vermelhos, Plaquetas,
Monócitos (Macrófago), Neutrófilos e Eosinófilos)
2. Linfóide (origina Linfócitos B (Plasmócito) e T)
Célula/Elemento Principaisprodutos Funçõesprincipais
Eritrócitos Hemoglobina, proteína cuja função
primordial é o transporte de O2.
Transporte dos gases respiratórios: O2 e
CO2.
Neutrófilos Grânulos específicos
e lisossomos.
Fagocitose de
bactérias
Eosinófilos Grânulos específicos e substâncias
farmacologicamente ativas.
Defesa contra vermes parasitas e
modulação dos processos inflamatórios.
Basófilo Grânulos específicos contendo histamina e
heparina.
Liberação de histamina e outros
mediadores dos processos
inflamatórios.
Monócito Grânulos contendo enzimas lisossômicas. Geração de macrófagos nos tecidos
conjuntivos, que por sua vez fagocitam e
digerem bactérias, vírus, protozoários e
células velhas.
Linfócito B Anticorpos ou
imunoglobulinas.
Diferenciam-se em plasmócitos,
as
células produtoras de anticorpos.
Linfócito T Substâncias que matam
células e
Eliminam células infectadas por
vírus e
substâncias que controlam a
atividade de outros leucócitos
(chamadas interleucinas).
regulam as respostas imunes.
Linfócito NK (Natural Killer) defesa Elimina células infectadas por
vírus e
células cancerosas
sem necessidade de
estímulo prévio.
Plaquetas Fatores de coagulação
sangüínea.
Coagulação do sangue.
Conceitos fundamentais:
•
•
•
Hematopoise: produção de sangue.
Eritropoiese: produção de eritrócitos/hemácias.
Eritropoietina: hormônio produzido nos rins que estimula a
produção de eritrócitos/hemácias na medula óssea.
Trombopoietina: horm. Produzido no fígado que estimula a
produção de plaquetas (trombócitos).
Hemoglobina: proteína que dá ao sangue total sua cor
vermelha, é formada por globina e 4 grupos heme (Fe3+).
Leucocitose: aumento dos Glóbulos Brancos.
Leucopenia: diminuição dos Glóbulos Brancos.
Hemostasia: sequência de repostas que interrompe o
sangramanto.
Trombopenia: diminuição das plaquetas/trombócito.
Trombocitose: aumento do número de plaquetas/trombócitos.
•
•
•
•
•
•
•
Tipagem Sanguínea
• Existem glicoproteínas e glicolipídios na
membrana das hemácias/eritrócitos que
determinam a tipagem sanguínea de cada
indivíduo.
• Grupos Sanguíneos ABO
- A, B, AB e O.
• Grupos Sanguíneos Rh
- Rh+ ou Rh-
Parte 2: CORAÇÃO
Revisão Anatômia:
- Mediastino
- Pericárdio
- Camadas – Epicárdio, Miocárdio e
Endocárdio
- Câmaras Cardíacas
- Válvulas
- Vasos da Base
- Grupos de células Marcapasso/Auto-rítmicas
Mediastino
Vasos da Base
Ápice
do
Coração
Pericárdio
Camadas do tecido cardíaco
Epicárdio
(Pericárdio
Visceral)
Miocárdio
Endocárdio
Câmaras
Cardíacas
Atrio Esquerdo
Ventrículo
Direito
Ventrículo
Esquerdo
Atrio
Direito
Vasos da Base
Cardíaca
Arco da Artéria
AORTA
Artéria Tronco
Pulmonar
Veias
Pulmonares
Veias
Cavas
Superior e
Inferior
Válvulas Cardíacas
Circulação Sanguínea
• Circulação Sistêmica:
✓Grande Circulação
✓Tecidos - Coração - Tecidos
• Circulação Pulmonar:
✓Pequena Circulação
✓Coração – Pulmão - Coração
• Circulação Coronária:
✓ Próprio Coração
Circulação
Sanguínea
Circulaçao
Coronariana
Artéira Coronária
Esquerda
Artéira
Coronária
Direita
Veias Coronárias (Azul)
C. ELETROCARDIOGRAMA
Eletrocardiograma (ECG)
• É uma maneira de medir como estão se
espalhando (propagando) os P.A. ao longo das
paredes do coração.
• É um registro composto dos P.A. produzidos
pelas fibras musculares cardíacas durante
cada batimento.
Movimento Cardíaco
• 1º se contraem os ÁTRIOS e depois os
VENTRÍCULOS.
• Portanto os dois lados se contraem ao
mesmo tempo e de modo coordenado.
• Sístole é a Contração dos Ventrículos.
• Diástole o Relaxamento dos Ventrículos.
Contração Ventricular
Relaxamento Ventricular
Bulhas Cardíacas
• B1 “TUM” – som que identifica o
fechmanto das valvas AV (Mitral e
Tricúspide) – Marca o início da SÍSTOLE.
• B2 “TÁ” – som que identifica o
fechamento das VS (Pulmonar e Aórtica) –
Marca o final da sístole e início da
DIÁSTOLE (enchimento ventricular).
FASE 1:
Relaxamento isovolumétrico:
✓Pequeno intervalo onde o volume de sangue
no ventrículo não de modifica.
✓Valvas AV e Semilunares estão fechadas.
✓Qdo a pressão no ventrículo cai abaixo da pressão
no átrio, as valvas AV se abrem começando a pró
FASE 2:
Enchimento Ventricular:
✓Período de relaxamento qdo as 4
câmaras estão em diástole.
✓V.
✓Qdo a pressão no ventrículo cai abaixo
da pressão no átrio, as valvas AV se abrem
começando a pró
Funções do sangue:
Levar oxigênio para as células do corpo e recolher
CO2;
Distribuir nutrientes para as células;
Recolher excretas;
Distribuir hormônios;
Transporte de anticorpos;
Manter a temperatura do corpo.
VASOS SANGUÍNEOS
Artérias: parede espessa, saem do coração levando sangue para
os órgãos e tecidos do corpo. É elástica e carregam sangue
arterial.
Veias: vasos que chegam ao coração, carregando o sangue
oriundo dos tecidos e órgãos (venoso). Não são tão espessas
como as artérias e suportam uma pressão menor. Possuem
válvulas (garantir a circulação unidirecional).
LOCALIZAÇÃO DO CORAÇÃO
FISIOLOGIA DA CIRCULAÇÃO
PC: VD  Artérias pulmonares  PULMÕES  Veias pulmonares  AE
GC: VE  Artéria aorta  CORPO  Veia cava superior e inferior  AD
EXERCICIO
EXERCICIO
1)Qual é a função do sistema circulatório?
2)Quais as principais doenças que acomete o sistema circulatório?
3)Qual frequencia cardíaca considerada normal de OMS?
4)Quantos litros de sangue passa pelo coração?
A cada minuto, o coração bate cerca de 70 vezes e bombeia
aproximadamente 4 litros de sangue.
Masculino e feminino
*
Docente: Paulo H.
Aparecida de Goiânia, outubro de 2015
1) Introdução
O sistema reprodutor humano possui uma série de órgãos e estruturas que
permitem a realização da reprodução sexuada.
Reprodução sexuada: Tipo de reprodução entre indivíduos da mesma espécie
em que ocorre a troca ou mistura de material genético.
Sistema Reprodutor Humano
2) Aparelho reprodutor masculino
a) Bolsa escrotal (Escroto): Armazena e protege os testículos (gônadas masculinas)
 Possui músculo (cremáster) que controla a temperatura dos testículos
 ↑ Temperatura: bolsa distende (diminui a temperatura interna)
 ↓ Temperatura: bolsa contrai (aumenta a temperatura interna)
 O controle da temperatura dos testículos é importante para a espermatogênese
Sistema Reprodutor Humano
2) Aparelho reprodutor masculino
b) Testículos (gônadas masculina) – 1 par
 Produz os gametas masculinos (espermatozóides)
 Produz o hormônio sexual masculino (Testosterona)
Sistema Reprodutor Humano
Sistema Reprodutor Humano
2) Aparelho reprodutor masculino
Estrutura do espermatozóide
Cabeça
Peça intermédia
Cauda – formada pelo flagelo, cujos batimentos impulsionam o espermatozóide.
2) Aparelho reprodutor masculino
c) Epidídimo
 Local de amadurecimento e armazenamento de espermatozóides.
Sistema Reprodutor Humano
2) Aparelho reprodutor masculino
d) Canal deferente: Comunica o epidídimo à vesícula seminal
Sistema Reprodutor Humano
2) Aparelho reprodutor masculino
e) Vesícula Seminal
 Produz o líquido seminal, o qual contém substâncias nutritivas, principalmente
frutose, que irá nutrir o espermatozóide fora do organismo masculino.
Sistema Reprodutor Humano
2) Aparelho reprodutor masculino
f) Próstata
 Produz a secreção prostática (alcalina) que reduz a acidez da vagina, favorecendo a
sobrevivência dos espermatozóides naquele ambiente.
Sistema Reprodutor Humano
2) Aparelho reprodutor masculino
g) Glândula Bulbouretral
 Produz uma secreção que lubrifica o canal da uretra e facilita a motilidade dos
espermatozóides.
Sistema Reprodutor Humano
2) Aparelho reprodutor masculino
h) Uretra
 Canal que comunica o sistema excretor (micção) e o sistema reprodutor (ejaculação)
com o meio externo.
Sistema Reprodutor Humano
2) Aparelho reprodutor masculino
i) Pênis
 Órgão copulador masculino
 Quando estimulado, torna-se ereto, devido a entrada de sangue sem seu interior.
Sistema Reprodutor Humano
2) Aparelho reprodutor masculino
i) Pênis
 Corpos cavernosos e corpo esponjoso, enchem de sangue e promovem a ereção do
pênis.
Glande: Região do pênis que possui grande sensibilidade à estimulação sexual
Sistema Reprodutor Humano
2) Aparelho reprodutor masculino
i) Pênis
Prepúcio: Pele que reveste e protege a glande
Sistema Reprodutor Humano
Circuncisão (judeus) – Operação que
remove parte do prepúcio em torno da
glande.
3) Aparelho reprodutor feminino
I) Externo
Sistema Reprodutor Humano
Ânus
Abertura da vagina
Pequeno lábio
Grande lábio
Clitóris
Abertura da uretra
Você homem conhece o sistema
reprodutor feminino?
Responda: Aonde está o clitóris?
A
B
C
3) Aparelho reprodutor feminino
a) Pequenos e grandes lábios: Delimitam a entrada da vagina
Sistema Reprodutor Humano
Ânus
Abertura da vagina
Pequeno lábio
Grande lábio
Clitóris
Abertura da uretra
3) Aparelho reprodutor feminino
b) Abertura da vagina: Entrada do sistema reprodutor feminino
Sistema Reprodutor Humano
Ânus
Abertura da vagina
Pequeno lábio
Grande lábio
Clitóris
Abertura da uretra
3) Aparelho reprodutor feminino
c) Abertura da uretra: Entrada do sistema excretor
Sistema Reprodutor Humano
Ânus
Abertura da vagina
Pequeno lábio
Grande lábio
Clitóris
Abertura da uretra
3) Aparelho reprodutor feminino
d) Clitóris: Órgão erétil dotado de grande sensibilidade (órgão do prazer)
Sistema Reprodutor Humano
Ânus
Abertura da vagina
Pequeno lábio
Grande lábio
Clitóris
Abertura da uretra
3) Aparelho reprodutor feminino
II) Interno
Sistema Reprodutor Humano
Colo do Útero
Canal da
vagina
Útero
Tuba Uterina
Ovário
Hímen
3) Aparelho reprodutor feminino
Hímen: Película que delimita a entrada da vagina
o Protege contra infecção na infância
o Rompido, geralmente, no primeiro ato sexual
Sistema Reprodutor Humano
Colo do Útero
Canal da
vagina
Útero
Tuba Uterina
Ovário
Hímen
3) Aparelho reprodutor feminino
Vagina: Comunica o útero com o meio externo
o Possui em média 10 cm de comprimento
o Dilata-se durante o parto e o ato sexual
Sistema Reprodutor Humano
Colo do Útero
Canal da
vagina
Útero
Tuba Uterina
Ovário
Endométrio
Miométrio
Hímen
3) Aparelho reprodutor feminino
Útero: Órgão muscular oco
o Expande-se durante a gravidez
o Miométrio (tecido muscular), Endométrio (mucosa que reveste o útero)
Sistema Reprodutor Humano
Colo do Útero
Canal da
vagina
Útero
Tuba Uterina
Ovário
Endométrio
Miométrio
Hímen
Endométrio
Local onde
ocorre a nidação
(fixação do
embrião)
Colo do útero
(cérvix) – Porção
estreita do útero
Local típico de
ação do vírus
HPV
3) Aparelho reprodutor feminino
Tuba uterina: (Trompa de Falópio) – Comunica as gônadas femininas (ovários) ao útero.
o Possui três regiões
o Terço distal, Terço médio e Terço proximal
Sistema Reprodutor Humano
Colo do Útero
Canal da
vagina
Útero
Tuba Uterina
Ovário
Endométrio
Miométrio
Hímen
3) Aparelho reprodutor feminino
Tuba uterina: (Trompa de Falópio) – Comunica as gônadas femininas (ovários) ao útero.
o Local onde ocorre a fecundação: Terço distal da tuba uterina
o A tuba uterina possui ciliatura que auxilia a locomoção do embrião até o útero
Sistema Reprodutor Humano
Fecundação
Terço distal
Terço médio
Terço proximal
3) Aparelho reprodutor feminino
Ovários: Gônadas femininas
o Produz óvulos
o Produz os hormônios estrógeno e progesterona.
Sistema Reprodutor Humano
Colo do Útero
Canal da
vagina
Útero
Tuba Uterina
Ovário
Endométrio
Miométrio
Hímen
4) Métodos contraceptivos
a) Coito interrompido
 Consiste na retirada do pênis da vagina momentos antes da ejaculação.
o Possui pouca eficiência pois antes da ejaculação pode ocorrer a liberação de pequena
quantidade de espermatozóide.
o Não previne contra as DST’s.
b) Tabelinha
 Consiste na suspensão das relações sexuais durante o período fértil.
o Pouca eficiência: Os ciclos menstruais podem variar
o Não previne contra as DST’s
Sistema Reprodutor Humano
1 10 14 18 28
Abstinência sexual
4) Métodos contraceptivos
c) Preservativo (camisinha)
 Protetor de látex que envolve o pênis e impede que o esperma atinja o interior da
vagina durante o ato sexual.
o Possui bastante eficiência.
o Previne contra a maioria das DST’s.
d) Pílula anticoncepcional
o Droga que aumenta os níveis dos hormônios estrógeno e progesterona no organismo
feminino.
o Com o aumento de Estrógeno e Progesterona os hormônios FSH e LH, os quais
promovem o amadurecimento dos folículos ovarianos e ovulação, não são produzidos.
o Início do uso: 5º dia após a menstruação  21 comprimidos consecutivos.
o Após o término da pílula  níveis de progesterona ↓  ocorre menstruação.
o Eficácia: 98%
Sistema Reprodutor Humano
4) Métodos contraceptivos
e) Pílula do dia seguinte
 Deve ser ministrada até 72 horas depois de um ato sexual desprotegido.
 Droga que aumenta bruscamente a concentração dos hormônios Progesterona e
Estrógeno no sangue.
 Com a diminuição desses hormônios no sangue, ocorre a descamação do endométrio
(menstruação) e conseqüentemente impede a implantação do embrião no útero.
o É um método abortivo? Depende do ponto de vista!
f) Diafragma
 Dispositivo de borracha colocado no colo do útero para impedir a passagem de
espermatozóides.
 Geralmente é usado com espermicida para aumentar sua eficiência.
 Vantagem: Após bem lavado pode ser reutilizado.
Sistema Reprodutor Humano
4) Métodos contraceptivos
f) DIU (Dispositivo Intra Uterino)
 Dispositivos de plástico ou metal que são inseridos no útero e que causam pequenas
inflamações que atraem macrófagos que impedem o desenvolvimento do endomério
e a implantação do embrião (nidação).
g) Camisinha feminina
 Bolsa de plástico que é inserida no interior da vagina que retém o esperma e impede
que os espermatozóides atinjam o útero.
Sistema Reprodutor Humano
Camisinha feminina
 Previne contra várias
DST’s
 Descartável
É abortivo? Depende do ponto de
vista!
4) Métodos contraceptivos (Esterilização)
h) Vasectomia - Homens
 Cirurgia que promove a secção dos ductos deferentes.
 Espermatozóides não chegam a uretra.
 Não causa impotência sexual.
i) Ligadura tubária (ligadura de tromas) - Mulheres
 Cirurgia que promove a secção das tubas uterinas.
 Óvulos (ovócitos II) produzidos não conseguem chegar ao útero.
Sistema Reprodutor Humano
Ligadura tubária
Sistema Reprodutor Humano
Exercícios
Sistema Reprodutor Humano
Sistema Reprodutor Humano
1) O processo de união dos núcleos do óvulo e do espermatozóide é chamado de:
a) segmentação
b) estrobilização
c) fecundação
d) nidação
e) permutação
•2) (FUVEST-SP) Desde a sua origem até a fecundação do óvulo, o espermatozóide humano segue o
seguinte trajeto:
•a) testículo, epidídimo, canal deferente, uretra, vagina, útero, tuba uterina.
•b) testículo, uretra, canal deferente, epidídimo, vagina, útero, tuba uterina.
•c) epidídimo, testículo, canal deferente, uretra, útero, vagina, tuba uterina.
•d) testículo, próstata, epidídimo, canal deferente, uretra, vagina, útero, tuba uterina, ovário.
•e) canal deferente, testículo, epidídimo, uretra, vagina, útero, ovário.
Resposta: C
Sistema Reprodutor Humano
Resposta: a
3) O esperma normal é composto de:
a) espermatozóides unicamente.
b) espermatozóides e líquido seminal.
c) espermatozóides, líquido seminal e líquido prostático.
d) espermatozóides, líquido seminal, plasma e líquido prostático.
e) espermatozóides, sangue, linfa, líquido seminal e líquido prostático.
Resposta: c
AULA 03- ANATOMIA E FISIOLOGIA......pptx

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a AULA 03- ANATOMIA E FISIOLOGIA......pptx

Sistema digestório atualizado
Sistema digestório atualizadoSistema digestório atualizado
Sistema digestório atualizado
aulasdotubao
 
Sistema digestório atualizado
Sistema digestório atualizadoSistema digestório atualizado
Sistema digestório atualizado
aulasdotubao
 
Sistema digestório endocrino e renal
Sistema digestório endocrino e renalSistema digestório endocrino e renal
Sistema digestório endocrino e renal
ENFERMAGEMUNIS
 
Avaliação de Ciências Edite Porto 2014
Avaliação de Ciências Edite Porto 2014 Avaliação de Ciências Edite Porto 2014
Avaliação de Ciências Edite Porto 2014
Angela Maria
 
Aula 13 Mamíferos Eutérios 1
Aula 13 Mamíferos Eutérios 1Aula 13 Mamíferos Eutérios 1
Aula 13 Mamíferos Eutérios 1
jucajp
 
Respiração
RespiraçãoRespiração
Respiração
Ceu Acm
 
Relembrar sem esquecer
Relembrar sem esquecerRelembrar sem esquecer
Relembrar sem esquecer
MariaJoão Agualuza
 
Avaliação Ciências
Avaliação CiênciasAvaliação Ciências
Avaliação Ciências
Isa ...
 
aula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologia
aula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologiaaula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologia
aula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologia
IsanaCarlaAmorimSouz
 
2 EJA MÉDIO 2 BIMESTRE 2-23.docx
2 EJA MÉDIO 2 BIMESTRE 2-23.docx2 EJA MÉDIO 2 BIMESTRE 2-23.docx
2 EJA MÉDIO 2 BIMESTRE 2-23.docx
Elaine Cristina Nunes
 
Sistema digestório
Sistema digestórioSistema digestório
Sistema digestório
César Milani
 
slides de Sistema Digestório de Aves.pdf
slides de Sistema Digestório de Aves.pdfslides de Sistema Digestório de Aves.pdf
slides de Sistema Digestório de Aves.pdf
GabrielaCPimentel2
 
MEU RESUMO FISIOLOGIA, contiene resumos de varios capitulos del libro guyton,...
MEU RESUMO FISIOLOGIA, contiene resumos de varios capitulos del libro guyton,...MEU RESUMO FISIOLOGIA, contiene resumos de varios capitulos del libro guyton,...
MEU RESUMO FISIOLOGIA, contiene resumos de varios capitulos del libro guyton,...
DaniFernandes22
 
Fisiologia da Digestão sistema digestiv
Fisiologia da Digestão sistema digestivFisiologia da Digestão sistema digestiv
Fisiologia da Digestão sistema digestiv
ProfessorThialesDias
 
Ficha nº5 - sistema excretor
Ficha nº5 - sistema excretorFicha nº5 - sistema excretor
Ficha nº5 - sistema excretor
sandranascimento
 
Ap1 - Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Digestório, Endócrino e Renal.pdf
Ap1 - Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Digestório, Endócrino e Renal.pdfAp1 - Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Digestório, Endócrino e Renal.pdf
Ap1 - Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Digestório, Endócrino e Renal.pdf
ssuser9dd71f
 
Avaliação de ciências 3° bimestre.docx
Avaliação de ciências 3° bimestre.docxAvaliação de ciências 3° bimestre.docx
Avaliação de ciências 3° bimestre.docx
marciasouza253897
 
Fisiologia - Sistema Digestorio
Fisiologia - Sistema DigestorioFisiologia - Sistema Digestorio
Fisiologia - Sistema Digestorio
Pedro Miguel
 
3 sistema gastrointestinal.pptx
3 sistema gastrointestinal.pptx3 sistema gastrointestinal.pptx
3 sistema gastrointestinal.pptx
GeniViana
 
Sistema digestório prof Ivanise Meyer
Sistema digestório prof Ivanise MeyerSistema digestório prof Ivanise Meyer
Sistema digestório prof Ivanise Meyer
Ivanise Meyer
 

Semelhante a AULA 03- ANATOMIA E FISIOLOGIA......pptx (20)

Sistema digestório atualizado
Sistema digestório atualizadoSistema digestório atualizado
Sistema digestório atualizado
 
Sistema digestório atualizado
Sistema digestório atualizadoSistema digestório atualizado
Sistema digestório atualizado
 
Sistema digestório endocrino e renal
Sistema digestório endocrino e renalSistema digestório endocrino e renal
Sistema digestório endocrino e renal
 
Avaliação de Ciências Edite Porto 2014
Avaliação de Ciências Edite Porto 2014 Avaliação de Ciências Edite Porto 2014
Avaliação de Ciências Edite Porto 2014
 
Aula 13 Mamíferos Eutérios 1
Aula 13 Mamíferos Eutérios 1Aula 13 Mamíferos Eutérios 1
Aula 13 Mamíferos Eutérios 1
 
Respiração
RespiraçãoRespiração
Respiração
 
Relembrar sem esquecer
Relembrar sem esquecerRelembrar sem esquecer
Relembrar sem esquecer
 
Avaliação Ciências
Avaliação CiênciasAvaliação Ciências
Avaliação Ciências
 
aula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologia
aula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologiaaula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologia
aula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologia
 
2 EJA MÉDIO 2 BIMESTRE 2-23.docx
2 EJA MÉDIO 2 BIMESTRE 2-23.docx2 EJA MÉDIO 2 BIMESTRE 2-23.docx
2 EJA MÉDIO 2 BIMESTRE 2-23.docx
 
Sistema digestório
Sistema digestórioSistema digestório
Sistema digestório
 
slides de Sistema Digestório de Aves.pdf
slides de Sistema Digestório de Aves.pdfslides de Sistema Digestório de Aves.pdf
slides de Sistema Digestório de Aves.pdf
 
MEU RESUMO FISIOLOGIA, contiene resumos de varios capitulos del libro guyton,...
MEU RESUMO FISIOLOGIA, contiene resumos de varios capitulos del libro guyton,...MEU RESUMO FISIOLOGIA, contiene resumos de varios capitulos del libro guyton,...
MEU RESUMO FISIOLOGIA, contiene resumos de varios capitulos del libro guyton,...
 
Fisiologia da Digestão sistema digestiv
Fisiologia da Digestão sistema digestivFisiologia da Digestão sistema digestiv
Fisiologia da Digestão sistema digestiv
 
Ficha nº5 - sistema excretor
Ficha nº5 - sistema excretorFicha nº5 - sistema excretor
Ficha nº5 - sistema excretor
 
Ap1 - Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Digestório, Endócrino e Renal.pdf
Ap1 - Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Digestório, Endócrino e Renal.pdfAp1 - Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Digestório, Endócrino e Renal.pdf
Ap1 - Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Digestório, Endócrino e Renal.pdf
 
Avaliação de ciências 3° bimestre.docx
Avaliação de ciências 3° bimestre.docxAvaliação de ciências 3° bimestre.docx
Avaliação de ciências 3° bimestre.docx
 
Fisiologia - Sistema Digestorio
Fisiologia - Sistema DigestorioFisiologia - Sistema Digestorio
Fisiologia - Sistema Digestorio
 
3 sistema gastrointestinal.pptx
3 sistema gastrointestinal.pptx3 sistema gastrointestinal.pptx
3 sistema gastrointestinal.pptx
 
Sistema digestório prof Ivanise Meyer
Sistema digestório prof Ivanise MeyerSistema digestório prof Ivanise Meyer
Sistema digestório prof Ivanise Meyer
 

Mais de FranciscaalineBrito

aula 02.pptxcultura espano americanos.....
aula 02.pptxcultura espano americanos.....aula 02.pptxcultura espano americanos.....
aula 02.pptxcultura espano americanos.....
FranciscaalineBrito
 
Apresentação de portfólio fotográfico minimalista preto e branco com fotos.pptx
Apresentação de portfólio fotográfico minimalista preto e branco com fotos.pptxApresentação de portfólio fotográfico minimalista preto e branco com fotos.pptx
Apresentação de portfólio fotográfico minimalista preto e branco com fotos.pptx
FranciscaalineBrito
 
aula 1- .INTRODUÇÃO A HISTORIA - pptx...
aula 1- .INTRODUÇÃO A HISTORIA - pptx...aula 1- .INTRODUÇÃO A HISTORIA - pptx...
aula 1- .INTRODUÇÃO A HISTORIA - pptx...
FranciscaalineBrito
 
aula01- INTRODUÇÃO A biotecnologia.pptx..
aula01- INTRODUÇÃO A biotecnologia.pptx..aula01- INTRODUÇÃO A biotecnologia.pptx..
aula01- INTRODUÇÃO A biotecnologia.pptx..
FranciscaalineBrito
 
biblia gente.pptx.........................
biblia gente.pptx.........................biblia gente.pptx.........................
biblia gente.pptx.........................
FranciscaalineBrito
 
francisca-aycon-francilandia.pp.........tx
francisca-aycon-francilandia.pp.........txfrancisca-aycon-francilandia.pp.........tx
francisca-aycon-francilandia.pp.........tx
FranciscaalineBrito
 
teoriasevolucionistas-240225193000-95caa65a.pptx
teoriasevolucionistas-240225193000-95caa65a.pptxteoriasevolucionistas-240225193000-95caa65a.pptx
teoriasevolucionistas-240225193000-95caa65a.pptx
FranciscaalineBrito
 
Licao_7_2016-05-14_OS_Escritos_Poeticos.pptx
Licao_7_2016-05-14_OS_Escritos_Poeticos.pptxLicao_7_2016-05-14_OS_Escritos_Poeticos.pptx
Licao_7_2016-05-14_OS_Escritos_Poeticos.pptx
FranciscaalineBrito
 
sistemacardiovascular-120604180020-phpapp02.pptx
sistemacardiovascular-120604180020-phpapp02.pptxsistemacardiovascular-120604180020-phpapp02.pptx
sistemacardiovascular-120604180020-phpapp02.pptx
FranciscaalineBrito
 
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ AnatomiaAnatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
FranciscaalineBrito
 
Apresentação1.pptxc..........uriosidades
Apresentação1.pptxc..........uriosidadesApresentação1.pptxc..........uriosidades
Apresentação1.pptxc..........uriosidades
FranciscaalineBrito
 
AULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptx
AULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptxAULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptx
AULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptx
FranciscaalineBrito
 
130820231812394Aula Sistema Urinário.ppt
130820231812394Aula Sistema Urinário.ppt130820231812394Aula Sistema Urinário.ppt
130820231812394Aula Sistema Urinário.ppt
FranciscaalineBrito
 
AULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.ppt
AULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.pptAULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.ppt
AULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.ppt
FranciscaalineBrito
 
Aula 3 - TECNICAS DE ESTUDO..........pptx
Aula 3 - TECNICAS DE ESTUDO..........pptxAula 3 - TECNICAS DE ESTUDO..........pptx
Aula 3 - TECNICAS DE ESTUDO..........pptx
FranciscaalineBrito
 
fichamento.pptx fichamento.pptx..........
fichamento.pptx fichamento.pptx..........fichamento.pptx fichamento.pptx..........
fichamento.pptx fichamento.pptx..........
FranciscaalineBrito
 
SLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptx
SLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptxSLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptx
SLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptx
FranciscaalineBrito
 
AULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptx
AULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptxAULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptx
AULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptx
FranciscaalineBrito
 
AULA 03 - DENGUE.pptxAULA 03 - DENGUE.pptx
AULA 03 - DENGUE.pptxAULA 03 - DENGUE.pptxAULA 03 - DENGUE.pptxAULA 03 - DENGUE.pptx
AULA 03 - DENGUE.pptxAULA 03 - DENGUE.pptx
FranciscaalineBrito
 
AULA 03- DIVISAO CELULARDIVISAO CELULAR .pptx
AULA 03- DIVISAO CELULARDIVISAO CELULAR .pptxAULA 03- DIVISAO CELULARDIVISAO CELULAR .pptx
AULA 03- DIVISAO CELULARDIVISAO CELULAR .pptx
FranciscaalineBrito
 

Mais de FranciscaalineBrito (20)

aula 02.pptxcultura espano americanos.....
aula 02.pptxcultura espano americanos.....aula 02.pptxcultura espano americanos.....
aula 02.pptxcultura espano americanos.....
 
Apresentação de portfólio fotográfico minimalista preto e branco com fotos.pptx
Apresentação de portfólio fotográfico minimalista preto e branco com fotos.pptxApresentação de portfólio fotográfico minimalista preto e branco com fotos.pptx
Apresentação de portfólio fotográfico minimalista preto e branco com fotos.pptx
 
aula 1- .INTRODUÇÃO A HISTORIA - pptx...
aula 1- .INTRODUÇÃO A HISTORIA - pptx...aula 1- .INTRODUÇÃO A HISTORIA - pptx...
aula 1- .INTRODUÇÃO A HISTORIA - pptx...
 
aula01- INTRODUÇÃO A biotecnologia.pptx..
aula01- INTRODUÇÃO A biotecnologia.pptx..aula01- INTRODUÇÃO A biotecnologia.pptx..
aula01- INTRODUÇÃO A biotecnologia.pptx..
 
biblia gente.pptx.........................
biblia gente.pptx.........................biblia gente.pptx.........................
biblia gente.pptx.........................
 
francisca-aycon-francilandia.pp.........tx
francisca-aycon-francilandia.pp.........txfrancisca-aycon-francilandia.pp.........tx
francisca-aycon-francilandia.pp.........tx
 
teoriasevolucionistas-240225193000-95caa65a.pptx
teoriasevolucionistas-240225193000-95caa65a.pptxteoriasevolucionistas-240225193000-95caa65a.pptx
teoriasevolucionistas-240225193000-95caa65a.pptx
 
Licao_7_2016-05-14_OS_Escritos_Poeticos.pptx
Licao_7_2016-05-14_OS_Escritos_Poeticos.pptxLicao_7_2016-05-14_OS_Escritos_Poeticos.pptx
Licao_7_2016-05-14_OS_Escritos_Poeticos.pptx
 
sistemacardiovascular-120604180020-phpapp02.pptx
sistemacardiovascular-120604180020-phpapp02.pptxsistemacardiovascular-120604180020-phpapp02.pptx
sistemacardiovascular-120604180020-phpapp02.pptx
 
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ AnatomiaAnatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
 
Apresentação1.pptxc..........uriosidades
Apresentação1.pptxc..........uriosidadesApresentação1.pptxc..........uriosidades
Apresentação1.pptxc..........uriosidades
 
AULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptx
AULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptxAULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptx
AULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptx
 
130820231812394Aula Sistema Urinário.ppt
130820231812394Aula Sistema Urinário.ppt130820231812394Aula Sistema Urinário.ppt
130820231812394Aula Sistema Urinário.ppt
 
AULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.ppt
AULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.pptAULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.ppt
AULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.ppt
 
Aula 3 - TECNICAS DE ESTUDO..........pptx
Aula 3 - TECNICAS DE ESTUDO..........pptxAula 3 - TECNICAS DE ESTUDO..........pptx
Aula 3 - TECNICAS DE ESTUDO..........pptx
 
fichamento.pptx fichamento.pptx..........
fichamento.pptx fichamento.pptx..........fichamento.pptx fichamento.pptx..........
fichamento.pptx fichamento.pptx..........
 
SLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptx
SLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptxSLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptx
SLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptx
 
AULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptx
AULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptxAULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptx
AULA 03 DOENCAS POR INSETOS.........pptx
 
AULA 03 - DENGUE.pptxAULA 03 - DENGUE.pptx
AULA 03 - DENGUE.pptxAULA 03 - DENGUE.pptxAULA 03 - DENGUE.pptxAULA 03 - DENGUE.pptx
AULA 03 - DENGUE.pptxAULA 03 - DENGUE.pptx
 
AULA 03- DIVISAO CELULARDIVISAO CELULAR .pptx
AULA 03- DIVISAO CELULARDIVISAO CELULAR .pptxAULA 03- DIVISAO CELULARDIVISAO CELULAR .pptx
AULA 03- DIVISAO CELULARDIVISAO CELULAR .pptx
 

Último

Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 

Último (20)

Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 

AULA 03- ANATOMIA E FISIOLOGIA......pptx

  • 1. C. CURRICULAR: ANATOMIA E FISIOLOGIA HUMANA II CAMPO/ATUAÇÃO: CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS/CIÊNCIAS DA SÁÚDE Prof.ª Francisca Aline Brito de Sousa Graduada em Ciências Biológicas, com habilitação em química, física e matemática ( UEMA) Pós graduada em ensino de ciências e biologia ( FAVENI). Pós graduação Ciências da natureza e suas tecnologias ( UFPI) Esp. Informática na educação ( IFMA) Acadêmica de ciências socias ( UEMA)
  • 2.
  • 4. • O sistema excretor tem papel fundamental na manutenção da estabilidade dos fluídos corporais: - Elimina certas substâncias indesejadas (amônia, uréia ácido úrico) ao organismo; - Retém aquelas que ainda possam ser aproveitadas (água, sais, aminoácidos). FUNÇÕES DO SISTEMA RENAL
  • 5.
  • 6.
  • 8. Cada rim contém cerca de um milhão de unidades filtradoras, chamadas néfrons. Esses são constituídos de um fino túbulo excretor que se origina numa estrutura chamada de cápsula de Bowman que envolve um novelo capilar chamado glomérulo. Cada túbulo termina em ductos coletores que desembocam numa cavidade do rim, daí para o ureter.
  • 10.
  • 11. Os rins são recobertos pelo peritônio e circundados por uma massa de gordura e de tecido areolar frouxo. Cada rim tem cerca de 11,25cm de comprimento, 5 a 7,5cm de largura e um pouco mais que 2,5cm de espessura. O peso do rim do homem adulto varia entre 125 a 170g; na mulher adulta, entre 115 a 155g. O rim direito normalmente situa-se ligeiramente abaixo do rim esquerdo devido ao grande tamanho do lobo direito do fígado.
  • 12. Os rins realizam o trabalho principal do sistema urinário, com as outras partes do sistema atuando, principalmente, como vias de passagem e áreas de armazenamento. Com a filtração do sangue e a formação da urina, os rins contribuem para a homeostase do corpo. As funções dos rins incluem: • Regulação da composição iônica do sangue • Manutenção da osmolaridade do sangue • Regulação do volume sanguíneo • Regulação da pressão arterial • Regulação do pH do sangue • Liberação de hormônios • Regulação do nível de glicose no sangue • Excreção de resíduos e substâncias estranhas.
  • 13. 2000 LITROS DE SANGUE FILTRADOS POR DIA!!
  • 14.
  • 15. 1. Quais as funções gerais do sistema urinário? 2. quais os componentes das vias urinárias? 3. na hemodiálise, o sangue do doente é filtrado para retirar assim purezas e substâncias tóxicas nele acumuladas. Esse processo clínico substitui a função do: 4. imagine que você foi ao médico e ele observou a presença de cálculos renais na região dos ureteres. Até serem eliminados, esses cálculos passarão por quais partes do sistema urinário? EXERCÍCIO
  • 16.
  • 17. Sistema Digestório Imagem 1 – Fonte: https://www.coc.com.br/blog/soualuno/biologia/como-funciona-o-sistema-digestorio
  • 18. Anatomia do Aparelho Digestivo
  • 19. 1ª Etapa: mastigação Mecânica: estrutura física 2ª Etapa: deglutição 3ª Etapa: movimentos peristálticos Digestão Química: altera composição química Sistema Digestório Imagem 2 – Fonte: http://www.colegioideologia.com.br/download/materiais%20professores/rafael/sistema_digestorio.pdf
  • 20. Organização do Sistema Digestório Sistema Digestório Faringe Órgãos do Tubo Digestório Estrutura e Órgãos Anexos Imagem 3 - Fonte: https://mundoeducacao.uol.com.br/biologia/sistema-digestorio.htm
  • 21. Boca - Entrada dos alimentos - Lábios e bochechas: manter alimento entre os dentes - Língua e palatos: moldam o alimento para ser deglutido - Dentes: triturar, cortar, rasgar Sistema Digestório Imagem 4 - Fonte: https://sites.google.com/site/sistdigestorio/home/boca-e-cavidade-bucal
  • 22. Sistema Digestório Boca - Dentes Imagem 5 - Fonte: https://www.biologianet.com/anatomia-fisiologia- animal/estrutura-basica-dos-dentes.htm Imagem 6 - Fonte:
  • 23. Sistema Digestório Boca – Glândulas Salivares - Saliva: água + amilase salivar (enzima) - umedecer os alimentos - auxilia na percepção dos sabores - inicia a digestão dos carboidratos Amido (carboidrato) Maltose (carboidratos menores) Imagem 7 - Fonte: https://www.biologianet.com/anatomia-fisiologia-animal/glandulas- salivares.htm
  • 24. Faringe - Tubo muscular (músculo estriado esquelético) = deglutição Sistema Digestório Imagem 8 - Fonte: https://mundoeducacao.uol.com.br/biologia/faringe.htm Imagem 9 - Fonte: https://www.todamateria.com.br/digestao/
  • 25. Esôfago - Tubo muscular = transporte do bolo alimentar até o estômago Sistema Digestório Imagem 10 - Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Es%C3%B3fago Imagem 11 - Fonte: https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/fatos- r%C3%A1pidos-dist%C3%BArbios-digestivos/tumores-do-sistema- digestivo/c%C3%A2ncer-de-es%C3%B4fago Imagem 12 - Fonte: https://www.biologianet.com/anatomia-fisiologia- animal/movimentos-peristalticos-sua-importancia-para- digestao.htm
  • 26. Sistema Digestório Estômago – suco gástrico = água + ácido clorídrico + pepsina (proteínas) Imagem 13 - Fonte: https://escola.britannica.com.br/artigo/est%C3%B4mago/48258 5 Imagem 14 - Fonte: https://pt.slideshare.net/claudiacssmoura/sistema- digestivo-7927698
  • 27. Pâncreas - glândula mista - endócrina: hormônios insulina e glucagon - exócrina: suco pancreático (lançado do duodeno) Sistema Digestório Água + Amilase (carboidratos) + Tripsina (proteínas) + Lipase (gorduras) + Bicarbonato de sódio Imagem 15 - Fonte:http://ablucan.org.br/publico-alvo/cancer-de-pancreas/
  • 28. Fígado - maior glândula do corpo - Bile: emulsificar gorduras (armazenada na vesícula biliar) - Metabolizar os nutrientes - Metabolizar drogas e hormônios -Armazenar glicogênio, vitaminas (A, B12, D, E, K), ferro e cobre Sistema Digestório Imagem 16 - Fonte: https://www.todamateria.com.br/figado/
  • 29. Intestino Delgado - responsável pela maior parte da digestão e absorção dos nutrientes Sistema Digestório Imagem 17 - Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Intestino_delgado Imagem 18 - Fonte: https://objetivo.br/arquivos/cadernos/EF _2/2021/1bimestre/cad_C1_8ano_1bim _ciencias.pdf Imagem 19 - Fonte: https://objetivo.br/arquivos/cadernos/EF _2/2021/1bimestre/cad_C1_8ano_1bim _ciencias.pdf
  • 30. Intestino Delgado - digestão mecânica: segmentação + peristalse Sistema Digestório Imagem 20 - Fonte: https://resumosdemedicina.wordpress.com/2 016/04/11/motilidade-trato-gastrintestinal/
  • 31. Intestino Delgado - digestão química: suco pancreático + bile + suco entérico Sistema Digestório Quilificação Transforma QUIMO em QUILO de carboidratos, proteínas, água e Absorção lipídios, vitaminas
  • 32. Intestino Grosso Sistema Digestório Digestão mecânica: movimentos peristálticos em direção ao reto Digestão química: proteínas restantes são convertidas em aminoácidos + absorção de água e sais minerais Bactérias presentes no intestino fermentam os carboidratos não digeridos liberando gases como hidrogênio, gás carbônico e metano Imagem 21 - Fonte: https://objetivo.br/arquivos/cadernos/EF _2/2021/1bimestre/cad_C1_8ano_1bim _ciencias.pdf
  • 33.
  • 34. EXERCÍCIO 1- O tubo digestório é o trajeto que o alimento faz desde que entra pela boca até ter os nutrientes absorvidos e o restante eliminado pelo ânus. Assinale a sequência correta que o alimento percorre no tubo digestório: a) boca, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso e ânus. b) boca, estômago, esôfago, intestino delgado, intestino grosso e ânus. c) boca, esôfago, intestino delgado, intestino grosso, estômago e ânus. d) boca, estômago, intestino grosso, intestino delgado, esôfago e ânus. 2- O processo de digestão consiste na quebra dos alimentos e ocorre também através das enzimas. A digestão dos alimentos pelas enzimas começa a ocorrer na: a) na boca. b) no fígado. c) no estômago. d) no intestino delgado.
  • 35. 3- O sistema digestório humano, apesar de ser altamente sofisticado, é suscetível a diversos tipos de doenças. No que diz respeito a essas doenças, assinale a afirmação FALSA. A Pancreatite é uma inflamação que ocorre no ceco, porção inicial do intestino grosso, causada pela migração de pequenos cálculos biliares. B Uma das medidas para prevenir a pancreatite é evitar o consumo excessivo de bebida alcoólica. C Gastrite é uma inflamação aguda ou crônica da mucosa que reveste as paredes internas do estômago. D Azia, ou queimação, é um dos sintomas da gastrite e ocorre quando há refluxo do suco gástrico para o esôfago. Alternativa correta: A
  • 36.
  • 38. O QUE É RESPIRAÇÃO? Respiração celular: • Ocorre no interior das mitocôndrias. Respiração pulmonar: • Trocas gasosas entre o ar atmosférico e o sangue.
  • 39. Sistema Respiratório 1) Componentes FOSSAS NASAIS LARINGE FARINGE TRAQUÉIA BRÔNQUIOS PULMÕES
  • 40.
  • 41. Sistema Respiratório 1.1 ) Fossas nasais e faringe Filtração (Pelos e muco) Aquecimento (capilares) Umidificação (muco)
  • 42. Sistema Respiratório Mecânica respiratória • A entrada e saída de ar dos pulmões depende da diferença de pressão entre a caixa torácica e o meio.
  • 45.
  • 48.
  • 49.
  • 50.
  • 51.
  • 52. Diafragma: músculo membranoso que separa o tórax do abdômen e auxilia os movimentos respiratórios.
  • 53.
  • 54.
  • 55.
  • 56. Trocas Gasosas - Hematose
  • 57. Trocas Gasosas - Hematose
  • 58. Trocas Gasosas - Hematose
  • 59. Trocas Gasosas - Hematose
  • 60. Enfisema Pulmonar O enfisema pulmonar é uma doença respiratória na qual os pulmões perdem a elasticidade devido à exposição constante a poluente ou tabaco, principalmente, o que leva à destruição dos alvéolos.
  • 62. EXERCICIO 1- Qual a função básica do sistema respiratório? 2- O sistema respiratório é composto por órgãos que atuam no equilíbrio do organismo. Entre as suas funções estão: trocas gasosas, defesa pulmonar e produção de sons. identifica os órgãos do sistema respiratório: 3- É correto afirmar que na embolia pulmonar o(a) a) espaço morto fisiológico está aumentado. b) pressão de artéria pulmonar está diminuída. c) relação ventilação‐perfusão está diminuída. d) pressão arterial de oxigênio está aumentada. 4- cite as principais doenças do sistema respiratorio:
  • 63.
  • 66. Parte 1: SANGUE Características Físicas: •38oC •Levemente Alcalino (pH = 7,35 a 7,45) •8% do peso corporal •5-6 L Homens e 4-5 L Mulheres •Volume e Pressão Osmótica regulados por: Aldosterona, ADH e Peptídeo Natriurético Atrial
  • 67. Funções do SANGUE 1. Transporte: - O2 e CO2 (Pulmão) - Nutrientes (TGI) - Escórias (Células p/ Rins) - Hormônios (S. Endócrino) 2. Regulação: - pH, Temperatura, íons e proteínas 3. Proteção: - Coagulação (Lesões) - Glóbulos Brancos (Defesa e imunidade)
  • 68. Composição do SANGUE Elementos Figurados (Células)
  • 69. Hematopoiese (Hemopoiese) • É a produção de células sanguíneas! • Acontece na Medula Óssea Vermelha, por células-tronco pluripotenciais que se diferenciam em duas linhagens: 1. Mielóide (origina Gl. Vermelhos, Plaquetas, Monócitos (Macrófago), Neutrófilos e Eosinófilos) 2. Linfóide (origina Linfócitos B (Plasmócito) e T)
  • 70. Célula/Elemento Principaisprodutos Funçõesprincipais Eritrócitos Hemoglobina, proteína cuja função primordial é o transporte de O2. Transporte dos gases respiratórios: O2 e CO2. Neutrófilos Grânulos específicos e lisossomos. Fagocitose de bactérias Eosinófilos Grânulos específicos e substâncias farmacologicamente ativas. Defesa contra vermes parasitas e modulação dos processos inflamatórios. Basófilo Grânulos específicos contendo histamina e heparina. Liberação de histamina e outros mediadores dos processos inflamatórios. Monócito Grânulos contendo enzimas lisossômicas. Geração de macrófagos nos tecidos conjuntivos, que por sua vez fagocitam e digerem bactérias, vírus, protozoários e células velhas.
  • 71. Linfócito B Anticorpos ou imunoglobulinas. Diferenciam-se em plasmócitos, as células produtoras de anticorpos. Linfócito T Substâncias que matam células e Eliminam células infectadas por vírus e substâncias que controlam a atividade de outros leucócitos (chamadas interleucinas). regulam as respostas imunes. Linfócito NK (Natural Killer) defesa Elimina células infectadas por vírus e células cancerosas sem necessidade de estímulo prévio. Plaquetas Fatores de coagulação sangüínea. Coagulação do sangue.
  • 72. Conceitos fundamentais: • • • Hematopoise: produção de sangue. Eritropoiese: produção de eritrócitos/hemácias. Eritropoietina: hormônio produzido nos rins que estimula a produção de eritrócitos/hemácias na medula óssea. Trombopoietina: horm. Produzido no fígado que estimula a produção de plaquetas (trombócitos). Hemoglobina: proteína que dá ao sangue total sua cor vermelha, é formada por globina e 4 grupos heme (Fe3+). Leucocitose: aumento dos Glóbulos Brancos. Leucopenia: diminuição dos Glóbulos Brancos. Hemostasia: sequência de repostas que interrompe o sangramanto. Trombopenia: diminuição das plaquetas/trombócito. Trombocitose: aumento do número de plaquetas/trombócitos. • • • • • • •
  • 73. Tipagem Sanguínea • Existem glicoproteínas e glicolipídios na membrana das hemácias/eritrócitos que determinam a tipagem sanguínea de cada indivíduo. • Grupos Sanguíneos ABO - A, B, AB e O. • Grupos Sanguíneos Rh - Rh+ ou Rh-
  • 74. Parte 2: CORAÇÃO Revisão Anatômia: - Mediastino - Pericárdio - Camadas – Epicárdio, Miocárdio e Endocárdio - Câmaras Cardíacas - Válvulas - Vasos da Base - Grupos de células Marcapasso/Auto-rítmicas
  • 77. Camadas do tecido cardíaco Epicárdio (Pericárdio Visceral) Miocárdio Endocárdio
  • 79. Vasos da Base Cardíaca Arco da Artéria AORTA Artéria Tronco Pulmonar Veias Pulmonares Veias Cavas Superior e Inferior
  • 81. Circulação Sanguínea • Circulação Sistêmica: ✓Grande Circulação ✓Tecidos - Coração - Tecidos • Circulação Pulmonar: ✓Pequena Circulação ✓Coração – Pulmão - Coração • Circulação Coronária: ✓ Próprio Coração
  • 85. Eletrocardiograma (ECG) • É uma maneira de medir como estão se espalhando (propagando) os P.A. ao longo das paredes do coração. • É um registro composto dos P.A. produzidos pelas fibras musculares cardíacas durante cada batimento.
  • 86. Movimento Cardíaco • 1º se contraem os ÁTRIOS e depois os VENTRÍCULOS. • Portanto os dois lados se contraem ao mesmo tempo e de modo coordenado. • Sístole é a Contração dos Ventrículos. • Diástole o Relaxamento dos Ventrículos.
  • 88. Bulhas Cardíacas • B1 “TUM” – som que identifica o fechmanto das valvas AV (Mitral e Tricúspide) – Marca o início da SÍSTOLE. • B2 “TÁ” – som que identifica o fechamento das VS (Pulmonar e Aórtica) – Marca o final da sístole e início da DIÁSTOLE (enchimento ventricular).
  • 89. FASE 1: Relaxamento isovolumétrico: ✓Pequeno intervalo onde o volume de sangue no ventrículo não de modifica. ✓Valvas AV e Semilunares estão fechadas. ✓Qdo a pressão no ventrículo cai abaixo da pressão no átrio, as valvas AV se abrem começando a pró
  • 90. FASE 2: Enchimento Ventricular: ✓Período de relaxamento qdo as 4 câmaras estão em diástole. ✓V. ✓Qdo a pressão no ventrículo cai abaixo da pressão no átrio, as valvas AV se abrem começando a pró
  • 91. Funções do sangue: Levar oxigênio para as células do corpo e recolher CO2; Distribuir nutrientes para as células; Recolher excretas; Distribuir hormônios; Transporte de anticorpos; Manter a temperatura do corpo.
  • 92.
  • 93. VASOS SANGUÍNEOS Artérias: parede espessa, saem do coração levando sangue para os órgãos e tecidos do corpo. É elástica e carregam sangue arterial. Veias: vasos que chegam ao coração, carregando o sangue oriundo dos tecidos e órgãos (venoso). Não são tão espessas como as artérias e suportam uma pressão menor. Possuem válvulas (garantir a circulação unidirecional).
  • 94.
  • 95.
  • 96.
  • 98.
  • 99.
  • 100.
  • 101. FISIOLOGIA DA CIRCULAÇÃO PC: VD  Artérias pulmonares  PULMÕES  Veias pulmonares  AE GC: VE  Artéria aorta  CORPO  Veia cava superior e inferior  AD
  • 103. EXERCICIO 1)Qual é a função do sistema circulatório? 2)Quais as principais doenças que acomete o sistema circulatório? 3)Qual frequencia cardíaca considerada normal de OMS? 4)Quantos litros de sangue passa pelo coração? A cada minuto, o coração bate cerca de 70 vezes e bombeia aproximadamente 4 litros de sangue.
  • 104.
  • 105. Masculino e feminino * Docente: Paulo H. Aparecida de Goiânia, outubro de 2015
  • 106. 1) Introdução O sistema reprodutor humano possui uma série de órgãos e estruturas que permitem a realização da reprodução sexuada. Reprodução sexuada: Tipo de reprodução entre indivíduos da mesma espécie em que ocorre a troca ou mistura de material genético. Sistema Reprodutor Humano
  • 107. 2) Aparelho reprodutor masculino a) Bolsa escrotal (Escroto): Armazena e protege os testículos (gônadas masculinas)  Possui músculo (cremáster) que controla a temperatura dos testículos  ↑ Temperatura: bolsa distende (diminui a temperatura interna)  ↓ Temperatura: bolsa contrai (aumenta a temperatura interna)  O controle da temperatura dos testículos é importante para a espermatogênese Sistema Reprodutor Humano
  • 108. 2) Aparelho reprodutor masculino b) Testículos (gônadas masculina) – 1 par  Produz os gametas masculinos (espermatozóides)  Produz o hormônio sexual masculino (Testosterona) Sistema Reprodutor Humano
  • 109. Sistema Reprodutor Humano 2) Aparelho reprodutor masculino Estrutura do espermatozóide Cabeça Peça intermédia Cauda – formada pelo flagelo, cujos batimentos impulsionam o espermatozóide.
  • 110. 2) Aparelho reprodutor masculino c) Epidídimo  Local de amadurecimento e armazenamento de espermatozóides. Sistema Reprodutor Humano
  • 111. 2) Aparelho reprodutor masculino d) Canal deferente: Comunica o epidídimo à vesícula seminal Sistema Reprodutor Humano
  • 112. 2) Aparelho reprodutor masculino e) Vesícula Seminal  Produz o líquido seminal, o qual contém substâncias nutritivas, principalmente frutose, que irá nutrir o espermatozóide fora do organismo masculino. Sistema Reprodutor Humano
  • 113. 2) Aparelho reprodutor masculino f) Próstata  Produz a secreção prostática (alcalina) que reduz a acidez da vagina, favorecendo a sobrevivência dos espermatozóides naquele ambiente. Sistema Reprodutor Humano
  • 114. 2) Aparelho reprodutor masculino g) Glândula Bulbouretral  Produz uma secreção que lubrifica o canal da uretra e facilita a motilidade dos espermatozóides. Sistema Reprodutor Humano
  • 115. 2) Aparelho reprodutor masculino h) Uretra  Canal que comunica o sistema excretor (micção) e o sistema reprodutor (ejaculação) com o meio externo. Sistema Reprodutor Humano
  • 116. 2) Aparelho reprodutor masculino i) Pênis  Órgão copulador masculino  Quando estimulado, torna-se ereto, devido a entrada de sangue sem seu interior. Sistema Reprodutor Humano
  • 117. 2) Aparelho reprodutor masculino i) Pênis  Corpos cavernosos e corpo esponjoso, enchem de sangue e promovem a ereção do pênis. Glande: Região do pênis que possui grande sensibilidade à estimulação sexual Sistema Reprodutor Humano
  • 118. 2) Aparelho reprodutor masculino i) Pênis Prepúcio: Pele que reveste e protege a glande Sistema Reprodutor Humano Circuncisão (judeus) – Operação que remove parte do prepúcio em torno da glande.
  • 119. 3) Aparelho reprodutor feminino I) Externo Sistema Reprodutor Humano Ânus Abertura da vagina Pequeno lábio Grande lábio Clitóris Abertura da uretra Você homem conhece o sistema reprodutor feminino? Responda: Aonde está o clitóris? A B C
  • 120. 3) Aparelho reprodutor feminino a) Pequenos e grandes lábios: Delimitam a entrada da vagina Sistema Reprodutor Humano Ânus Abertura da vagina Pequeno lábio Grande lábio Clitóris Abertura da uretra
  • 121. 3) Aparelho reprodutor feminino b) Abertura da vagina: Entrada do sistema reprodutor feminino Sistema Reprodutor Humano Ânus Abertura da vagina Pequeno lábio Grande lábio Clitóris Abertura da uretra
  • 122. 3) Aparelho reprodutor feminino c) Abertura da uretra: Entrada do sistema excretor Sistema Reprodutor Humano Ânus Abertura da vagina Pequeno lábio Grande lábio Clitóris Abertura da uretra
  • 123. 3) Aparelho reprodutor feminino d) Clitóris: Órgão erétil dotado de grande sensibilidade (órgão do prazer) Sistema Reprodutor Humano Ânus Abertura da vagina Pequeno lábio Grande lábio Clitóris Abertura da uretra
  • 124. 3) Aparelho reprodutor feminino II) Interno Sistema Reprodutor Humano Colo do Útero Canal da vagina Útero Tuba Uterina Ovário Hímen
  • 125. 3) Aparelho reprodutor feminino Hímen: Película que delimita a entrada da vagina o Protege contra infecção na infância o Rompido, geralmente, no primeiro ato sexual Sistema Reprodutor Humano Colo do Útero Canal da vagina Útero Tuba Uterina Ovário Hímen
  • 126. 3) Aparelho reprodutor feminino Vagina: Comunica o útero com o meio externo o Possui em média 10 cm de comprimento o Dilata-se durante o parto e o ato sexual Sistema Reprodutor Humano Colo do Útero Canal da vagina Útero Tuba Uterina Ovário Endométrio Miométrio Hímen
  • 127. 3) Aparelho reprodutor feminino Útero: Órgão muscular oco o Expande-se durante a gravidez o Miométrio (tecido muscular), Endométrio (mucosa que reveste o útero) Sistema Reprodutor Humano Colo do Útero Canal da vagina Útero Tuba Uterina Ovário Endométrio Miométrio Hímen Endométrio Local onde ocorre a nidação (fixação do embrião) Colo do útero (cérvix) – Porção estreita do útero Local típico de ação do vírus HPV
  • 128. 3) Aparelho reprodutor feminino Tuba uterina: (Trompa de Falópio) – Comunica as gônadas femininas (ovários) ao útero. o Possui três regiões o Terço distal, Terço médio e Terço proximal Sistema Reprodutor Humano Colo do Útero Canal da vagina Útero Tuba Uterina Ovário Endométrio Miométrio Hímen
  • 129. 3) Aparelho reprodutor feminino Tuba uterina: (Trompa de Falópio) – Comunica as gônadas femininas (ovários) ao útero. o Local onde ocorre a fecundação: Terço distal da tuba uterina o A tuba uterina possui ciliatura que auxilia a locomoção do embrião até o útero Sistema Reprodutor Humano Fecundação Terço distal Terço médio Terço proximal
  • 130. 3) Aparelho reprodutor feminino Ovários: Gônadas femininas o Produz óvulos o Produz os hormônios estrógeno e progesterona. Sistema Reprodutor Humano Colo do Útero Canal da vagina Útero Tuba Uterina Ovário Endométrio Miométrio Hímen
  • 131. 4) Métodos contraceptivos a) Coito interrompido  Consiste na retirada do pênis da vagina momentos antes da ejaculação. o Possui pouca eficiência pois antes da ejaculação pode ocorrer a liberação de pequena quantidade de espermatozóide. o Não previne contra as DST’s. b) Tabelinha  Consiste na suspensão das relações sexuais durante o período fértil. o Pouca eficiência: Os ciclos menstruais podem variar o Não previne contra as DST’s Sistema Reprodutor Humano 1 10 14 18 28 Abstinência sexual
  • 132. 4) Métodos contraceptivos c) Preservativo (camisinha)  Protetor de látex que envolve o pênis e impede que o esperma atinja o interior da vagina durante o ato sexual. o Possui bastante eficiência. o Previne contra a maioria das DST’s. d) Pílula anticoncepcional o Droga que aumenta os níveis dos hormônios estrógeno e progesterona no organismo feminino. o Com o aumento de Estrógeno e Progesterona os hormônios FSH e LH, os quais promovem o amadurecimento dos folículos ovarianos e ovulação, não são produzidos. o Início do uso: 5º dia após a menstruação  21 comprimidos consecutivos. o Após o término da pílula  níveis de progesterona ↓  ocorre menstruação. o Eficácia: 98% Sistema Reprodutor Humano
  • 133. 4) Métodos contraceptivos e) Pílula do dia seguinte  Deve ser ministrada até 72 horas depois de um ato sexual desprotegido.  Droga que aumenta bruscamente a concentração dos hormônios Progesterona e Estrógeno no sangue.  Com a diminuição desses hormônios no sangue, ocorre a descamação do endométrio (menstruação) e conseqüentemente impede a implantação do embrião no útero. o É um método abortivo? Depende do ponto de vista! f) Diafragma  Dispositivo de borracha colocado no colo do útero para impedir a passagem de espermatozóides.  Geralmente é usado com espermicida para aumentar sua eficiência.  Vantagem: Após bem lavado pode ser reutilizado. Sistema Reprodutor Humano
  • 134. 4) Métodos contraceptivos f) DIU (Dispositivo Intra Uterino)  Dispositivos de plástico ou metal que são inseridos no útero e que causam pequenas inflamações que atraem macrófagos que impedem o desenvolvimento do endomério e a implantação do embrião (nidação). g) Camisinha feminina  Bolsa de plástico que é inserida no interior da vagina que retém o esperma e impede que os espermatozóides atinjam o útero. Sistema Reprodutor Humano Camisinha feminina  Previne contra várias DST’s  Descartável É abortivo? Depende do ponto de vista!
  • 135. 4) Métodos contraceptivos (Esterilização) h) Vasectomia - Homens  Cirurgia que promove a secção dos ductos deferentes.  Espermatozóides não chegam a uretra.  Não causa impotência sexual. i) Ligadura tubária (ligadura de tromas) - Mulheres  Cirurgia que promove a secção das tubas uterinas.  Óvulos (ovócitos II) produzidos não conseguem chegar ao útero. Sistema Reprodutor Humano Ligadura tubária
  • 137. Sistema Reprodutor Humano 1) O processo de união dos núcleos do óvulo e do espermatozóide é chamado de: a) segmentação b) estrobilização c) fecundação d) nidação e) permutação •2) (FUVEST-SP) Desde a sua origem até a fecundação do óvulo, o espermatozóide humano segue o seguinte trajeto: •a) testículo, epidídimo, canal deferente, uretra, vagina, útero, tuba uterina. •b) testículo, uretra, canal deferente, epidídimo, vagina, útero, tuba uterina. •c) epidídimo, testículo, canal deferente, uretra, útero, vagina, tuba uterina. •d) testículo, próstata, epidídimo, canal deferente, uretra, vagina, útero, tuba uterina, ovário. •e) canal deferente, testículo, epidídimo, uretra, vagina, útero, ovário. Resposta: C Sistema Reprodutor Humano Resposta: a
  • 138. 3) O esperma normal é composto de: a) espermatozóides unicamente. b) espermatozóides e líquido seminal. c) espermatozóides, líquido seminal e líquido prostático. d) espermatozóides, líquido seminal, plasma e líquido prostático. e) espermatozóides, sangue, linfa, líquido seminal e líquido prostático. Resposta: c