SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 36
Ciências Humanas e suas
Tecnologias - História
Ensino Médio, 3º Ano
As contestações a República Oligárquica:
Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Introdução
• A República Oligárquica foi um período turbulento, várias
revoltas sacudiram o país.
• No geral, essas revoltas mostravam insatisfação diante de
um sistema de governo que alterava muito pouco as
condições de vida da população.
• Entre as principais estão: Guerra de Canudos, Guerra do
Contestado, Revolta da Vacina, Revolta da Chibata,
Cangaço e Tenentismo.
• Nesta aula, não abordaremos o Tenentismo e a Revolta da
Chibata, que serão abordados em aula específica.
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Guerra de Canudos (BA 1896 – 1897)
• Enquadra-se nos denominados movimentos messiânicos. O
termo é usado para dar nome aos movimentos sociais nos
quais milhares de sertanejos fundaram comunidades
comandadas por um líder religioso.
• Surgiu em áreas rurais pobres atingidas pela miséria.
• Os principais componentes eram a religiosidade popular do
sertanejo e seu sentimento de revolta.
• Antônio Vicente Mendes Maciel (Antônio Conselheiro) foi o
líder.
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Guerra de Canudos (BA 1896 – 1897)
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Imagem: Mapa de Canudos / Autor: Rsabbatini /GNU
Free Documentation License.
Imagem: Desenho de Angelo Agostini, Antônio Conselheiro rechaça a
República, in:Revista Ilustrada c. 1896 / Autor: Angelo Agostini (1843-1910) /
public domain.
Causas da Guerra de Canudos
• Concentração fundiária.
• Miséria e fome da população sertaneja.
• superexploração do trabalhador rural.
• Seca e aumento de imposto.
• Camponeses seguem Antônio Conselheiro, formando o
Arraial de Canudos (ou Arraial do Belo Monte), no interior
da BA.
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Canudos antes do conflito
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Imagem: O arraial de Canudos / Autor: Desconhecido / public domain.
Guerra de Canudos (BA 1896 – 1897)
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Imagem: Rebeldes de Canudos / Autor: Flávio de Barros / public domain. Imagem: Vila de Canudos / Autor: Rsabbatini / public domain.
• Comunidade forma um Estado paralelo à República,
abandonando as fazendas, deixando de pagar o dízimo e
os impostos republicanos, os sertanejos deslocam-se para
Canudos.
• Governo republicano + Coronéis + Igreja unem-se contra
Canudos.
• Os principais jornais da capital difamam Canudos,
associando àquela cidade ao retorno da monarquia.
(Sebastianismo).
• Após 4 expedições militares, Canudos é massacrada.
• A obra literária que retrata o conflito: “Os Sertões” – de
Euclides da Cunha.
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Guerra de Canudos (BA 1896 – 1897)
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Imagem: O 40º Batalhão de Infantaria, da província do Pará, em Canudos, 1897 / Autor: Flávio de Barros / public
domain.
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Imagem: A única foto conhecida de Antônio Conselheiro, místico rebelde e líder espiritual do
arraial de Canudos (1893-1897) / Autor: Flávio de Barros / public domain.
Imagem:
Caricatura
de
Euclides
da
Cunha
/
Autor:
Raul
Pederneiras
/
public
domain.
Vídeo resumo sobre Canudos
http://www.youtube.com/watch?v=dMzUoUKNMpE
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Guerra do Contestado
(SC/PR 1912 – 1916)
• Líder: Monge José Maria, após sua morte, o monge João
Maria (Miguel Lucena Boaventura) foi o líder.
• Causas: exploração de camponeses, concessão de terras
e benefícios para empresas inglesas e americanas que
provocaram a expulsão e marginalização de pequenos
camponeses para construir a ferrovia São Paulo-Porto
Alegre.
• Origem do nome: região contestada entre os estados de
Santa Catarina e Paraná.
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Guerra do Contestado (SC/PR 1912 – 1916)
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Imagem: Marcos históricos da Guerra do Contestado. (Museu do Contestado) / Autor: Edson L. Pedrassani /
GNU Free Documentation License.
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Imagem: Bandeira da "Monarquia Celestial". Branca com uma cruz verde, evoca os estandartes das antigas ordens
monástico militares como as dos templários / Autor: E2m / public domain.
Guerra do Contestado
(SC/PR 1912 – 1916)
• José Maria reuniu mais de 20 mil sertanejos e fundou com
eles alguns povoados que compunham a chamada
“Monarquia Celeste”.
• A “monarquia” do Contestado tinha um governo próprio e
normas igualitárias, não obedecendo às ordens emanadas
das autoridades da república.
• Os sertanejos do Contestado foram violentamente
perseguidos pelos coronéis-fazendeiros e pelos donos das
empresas estrangeiras, com o apoio das tropas do governo.
• Assim como Canudos, os participantes foram violentamente
massacrados.
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Guerra do Contestado
(SC/PR 1912 – 1916)
Imagem: Monument - Contestado Museum - Caçador - SC – Brazil /
Autor Edson L. Pedrassani / GNU Free Documentation License.
Imagem: Fotografia do Cemitério do Contestado, em Santa Catarina /
Autoria e disponibilização por J.M.Guimarães / Domínio Público.
Vídeo sobre A guerra do Contestado
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
http://www.youtube.com/watch?v=UXOdIYxhgT8
Cangaço (1870-1940)
• Ocorreu, por cerca de setenta anos, no sertão do Nordeste do
Brasil.
• Para alguns pesquisadores, ele foi uma forma pura e simples
de banditismo e criminalidade. Para outros, foi uma forma de
banditismo social.
• Caracterizava-se por ações violentas de grupos ou indivíduos
isolados: assaltavam fazendas, sequestravam coronéis
(grandes fazendeiros) e saqueavam comboios e armazéns.
• Os cangaceiros não tinham moradia fixa: viviam perambulando
pelo sertão, praticando tais crimes, fugindo e se escondendo.
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Cangaço
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Imagem: Mapa de atuação do Cangaço, na Região Nordeste do
Brasil (1890-1930) / Autor: André Koehne / GNU Free
Documentation License.
Imagem: Retratos do cangaço / Autor: Benjamin Abraão
Botto / public domain.
Causas do Cangaço (1870-1940)
• Miséria e fome da população do Semiárido nordestino.
• Má distribuição de terras.
• Descaso do Estado e dos coronéis para com os mais pobres.
• Violência dos coronéis sobre os pobres.
• Mito do “Robin Hood”.
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Cangaço
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Imagem: O encontro de Abrahão com o bando de Virgulino, em foto tirada pelo cangaceiro
Juriti / Autor: Benjamin Abraão Botto / public domain.
Imagem: Cangaceiros Dadá (Sérgia Ribeiro) e
Corisco / Benjamin Abrahão Botto / public domain.
Lampião (o rei do Cangaço)
• O cangaceiro mais famoso foi Virgulino Ferreira da Silva, o
“Lampião", denominado o "Senhor do Sertão" e também "O
Rei do Cangaço”.
• Por parte das autoridades e de suas vítimas, Lampião
simbolizava a brutalidade, o mal, uma doença que
precisava ser cortada.
• Para uma parte da população do sertão ele encarnou
valores como a bravura, o heroísmo e o senso da honra.
• Em 28/06/1938, na localidade de Angicos, Sergipe,
Lampião foi morto junto com sua mulher, Maria Bonita e
outros cangaceiros de seu bando pela polícia volante.
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Cangaço
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Imagem:
Virgulino
Ferreira
da
Silva
-
Lampião
/
Autor:
Benjamin
Abraão
Botto
/
public
domain.
Imagem:
Retratos
do
cangaço
-
Maria
Bonita
/
Autor:
Benjamin
Abraão
Botto
/
public
domain.
Fim do Cangaço
• O bando de Lampião teve suas cabeças decepadas e
expostas em locais públicos, pois o governo queria
assustar e desestimular esta prática na região.
• Os cangaceiros foram perseguidos pela polícia volante e
exterminados um a um. Eram os únicos que
despertavam medo nos coronéis, justamente por não
terem perspectiva de melhorar sua condição e, portanto,
não precisar temer o desrespeito das leis vigentes
• Cangaceiros: bandidos ou heróis?
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Fim do Cangaço
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Imagem: Imagem oficial da degola do bando de Lampião / Autor:
Desconhecido / public dormain.
Imagem: Impresso do Governo do Estado da Bahia (Brasil), anunciando
uma recompensa pela captura do bandido Lampião, 1930 / Autor:
Desconhecido - Digitalizado da Revista da UnB / public domain.
Vídeo resumo do Cangaço
http://www.youtube.com/watch?v=-cqGSki32EU
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Guerra ou Revolta da Vacina(RJ – 1904)
• No Rio de Janeiro, já não havia muitos ratos e mosquitos
transmissores de doenças, como febre amarela, peste
bubônica e varíola.
• Modernização do Rio de Janeiro.
• Destruição de cortiços e favelas, ampliação das avenidas,
construção de novos prédios inspirando-se em Paris.
• Expulsão de comunidades pobres das regiões centrais,
para morros e o subúrbio, alta do custo de vida.
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Guerra
Ou
Revolta
da
Vacina
(RJ – 1904)
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Imagem: A Revista da Semana, publicada em 27/11/1904 / Public Domain
Guerra ou Revolta da Vacina
• o diretor de Saúde Pública, Oswaldo Cruz, convenceu o presidente
a decretar a lei da vacinação obrigatória contra a varíola.
• A população não foi esclarecida sobre a necessidade da vacina. A
sociedade reagiu à vacina obrigatória.
• Durante o conflito, um grupo de partidários radicais do Mal,
denominados “jacobinos florianistas” tenta tomar o poder, não
obtendo resultados satisfatórios
• O governo decretou estado de sítio, reprimiu e perseguiu
violentamente os revoltosos. O regulamento da vacina foi alterado,
tornando facultativa sua aplicação.
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Guerra ou Revolta da Vacina
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Imagem:
Oswaldo
Pinto
Cruzis
Filho,
médico
brasileiro
(1872-1917)
/
Autor:
Desconhecido
/
public
domain.
Guerra ou Revolta da Vacina
• O governo decretou estado de sítio, reprimiu e
perseguiu violentamente os revoltosos.
• O regulamento da vacina foi alterado, tornando
facultativa sua aplicação.
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Guerra ou Revolta da Vacina
HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio
As contestações da República Oligárquica: Canudos,
Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
Imagem:“ Bonde virado na Revolta da VACINA/ A
Revista da Semana, publicada em 27/11/190/
disponibilizado por Meloaraujo/ Domínio Publico.
Imagem: Capa da Revista da Semana sobre a
Revolta da Vacina, outubro de 1904 / Autor:
Deconhecido / public domain.
Tabela de Imagens
n° do
slide
direito da imagem como está ao lado da foto link do site onde se conseguiu a informação Data do
Acesso
4a Mapa de Canudos / Autor: Rsabbatini /GNU
Free Documentation License.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Canudos-
map.jpg
12/09/2012
4b Desenho de Angelo Agostini, Antônio
Conselheiro rechaça a República, in:Revista
Ilustrada c. 1896 / Autor: Angelo Agostini
(1843-1910) / public domain.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Conselheir
o_Revista_Ilustrada.jpg
12/09/2012
6 O arraial de Canudos / Autor: Desconhecido
/ public domain.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Canudos.jp
g
12/09/2012
7a Rebeldes de Canudos / Autor: Flávio de
Barros / public domain.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Canudos_r
ebels.jpg
12/09/2012
7b Vila de Canudos / Autor: Rsabbatini / public
domain.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Canudos_v
illage.jpg
12/09/2012
9 O 40º Batalhão de Infantaria, da província do
Pará, em Canudos, 1897 / Autor: Flávio de
Barros / public domain.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:40th_infan
try_batallion_canudos_1897.jpg
12/09/2012
10a Caricatura de Euclides da Cunha / Autor:
Raul Pederneiras / public domain.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Caricatura
euclides.jpg
12/09/2012
10b A única foto conhecida de Antônio
Conselheiro, místico rebelde e líder
espiritual do arraial de Canudos (1893-1897)
/ Autor: Flávio de Barros / public domain.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Antonio_C
onselheiro.jpg
12/09/2012
Tabela de Imagens
n° do
slide
direito da imagem como está ao lado da foto link do site onde se conseguiu a informação Data do
Acesso
13 Marcos históricos da Guerra do Contestado.
(Museu do Contestado) / Autor: Edson L.
Pedrassani / GNU Free Documentation
License.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Contestad
o-war02.jpg
12/09/2012
14 Bandeira da "Monarquia Celestial". Branca
com uma cruz verde, evoca os estandartes
das antigas ordens monástico militares como
as dos templários / Autor: E2m / public
domain.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bandeira_
do_Contestado.svg
12/09/2012
16a Monument - Contestado Museum - Caçador
- SC – Brazil / Autor Edson L. Pedrassani /
GNU Free Documentation License.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Contestad
o-war01.jpg
12/11/2012
16b Fotografia do Cemitério do Contestado, em
Santa Catarina / Autoria e disponibilização
por J.M.Guimarães / Domínio Público.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Cemiterio_
do_contestado_01.JPG
12/11/2012
19a Mapa de atuação do Cangaço, na Região
Nordeste do Brasil (1890-1930) / Autor:
André Koehne / GNU Free Documentation
License.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Map_of_C
anga%C3%A7o.png
12/09/2012
19b Retratos do cangaço / Autor: Benjamin
Abraão Botto / public domain.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:1886lampi
ao2g.jpg?uselang=pt-br
12/09/2012
Tabela de Imagens
n° do
slide
direito da imagem como está ao lado da foto link do site onde se conseguiu a informação Data do
Acesso
23a Virgulino Ferreira da Silva – Lampião / Autor:
Benjamin Abraão Botto / public domain.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Lampi%C3
%A3o_MB.jpg
12/09/2012
23b Retratos do cangaço - Maria Bonita / Autor:
Benjamin Abraão Botto / public domain.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:1886lampi
ao4g.jpg
12/09/2012
25a Imagem oficial da degola do bando de
Lampião / Autor: Desconhecido / public
dormain.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Degola_de
_Lampi%C3%A3o_MB.jpg
12/09/2012
25b Impresso do Governo do Estado da Bahia
(Brasil), anunciando uma recompensa pela
captura do bandido Lampião, 1930 / Autor:
Desconhecido - Digitalizado da Revista da
UnB / public domain.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Cartazlam
p.jpg
12/09/2012
28 A Revista da Semana, publicada em
27/11/1904 / Public Domain
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bonde_-
_Revolta_da_Vacina.JPG
19/10/2012
30 Oswaldo Pinto Cruzis Filho, médico brasileiro
(1872-1917) / Autor: Desconhecido / public
domain.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Oswcruz.jp
g
12/09/2012
32a Capa da Revista da Semana sobre a Revolta
da Vacina, outubro de 1904 / Autor:
Deconhecido / public domain.
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Revista_da
_Semana.jpg
12/09/2012
Tabela de Imagens
n° do
slide
direito da imagem como está ao lado da foto link do site onde se conseguiu a informação Data do
Acesso
32b Bonde virado na Revolta da VACINA/ A
Revista da Semana, publicada em
27/11/190/ disponibilizado por Meloaraujo/
Domínio Publico
http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3ABonde
_-_Revolta_da_Vacina.JPG
28/08/2012

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Independencia Afroasiática
Independencia AfroasiáticaIndependencia Afroasiática
Independencia Afroasiáticaeiprofessor
 
Ditadura militar 64.filé
Ditadura militar 64.filéDitadura militar 64.filé
Ditadura militar 64.filémundica broda
 
Povos e reinos africanos (séculos VII-XVI)
Povos e reinos africanos (séculos VII-XVI)Povos e reinos africanos (séculos VII-XVI)
Povos e reinos africanos (séculos VII-XVI)Zé Knust
 
Império espanhol nas américas
Império espanhol nas américasImpério espanhol nas américas
Império espanhol nas américasPrivada
 
A guerra de canudos
A guerra de canudos A guerra de canudos
A guerra de canudos Mateus Silva
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América EspanholaAulas de História
 
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADESOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADEDouglas Barraqui
 
República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)Edenilson Morais
 
Aula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anosAula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anosCarlos Néri
 
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUAINDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUAIsabel Aguiar
 
Povos pré colombianos maias, astecas e incas - resumo geral
Povos pré colombianos maias, astecas e incas - resumo geralPovos pré colombianos maias, astecas e incas - resumo geral
Povos pré colombianos maias, astecas e incas - resumo geralRose vargas
 
Das Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução IndustrialDas Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução IndustrialDouglas Barraqui
 
História do Brasil: da República a Era Vargas
História do Brasil: da República a Era VargasHistória do Brasil: da República a Era Vargas
História do Brasil: da República a Era VargasMarilia Pimentel
 
PRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOS
PRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOSPRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOS
PRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOScarlosbidu
 

Mais procurados (20)

Independencia Afroasiática
Independencia AfroasiáticaIndependencia Afroasiática
Independencia Afroasiática
 
9º ano - PÓS DITADURA
9º ano - PÓS DITADURA9º ano - PÓS DITADURA
9º ano - PÓS DITADURA
 
Ditadura militar 64.filé
Ditadura militar 64.filéDitadura militar 64.filé
Ditadura militar 64.filé
 
Reforma Protestante e Contra Reforma
Reforma Protestante e Contra ReformaReforma Protestante e Contra Reforma
Reforma Protestante e Contra Reforma
 
Povos e reinos africanos (séculos VII-XVI)
Povos e reinos africanos (séculos VII-XVI)Povos e reinos africanos (séculos VII-XVI)
Povos e reinos africanos (séculos VII-XVI)
 
06 10 leis abolicionistas
06 10 leis abolicionistas06 10 leis abolicionistas
06 10 leis abolicionistas
 
Belle Époque - Prof.Altair Aguilar.
Belle Époque - Prof.Altair Aguilar.Belle Époque - Prof.Altair Aguilar.
Belle Époque - Prof.Altair Aguilar.
 
Império espanhol nas américas
Império espanhol nas américasImpério espanhol nas américas
Império espanhol nas américas
 
A guerra de canudos
A guerra de canudos A guerra de canudos
A guerra de canudos
 
2014 africa-america-questões
2014 africa-america-questões2014 africa-america-questões
2014 africa-america-questões
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADESOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
SOCIOLOGIA: CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE
 
República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)
 
Aula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anosAula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anos
 
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUAINDEPENDÊNCIA DOS EUA
INDEPENDÊNCIA DOS EUA
 
Povos pré colombianos maias, astecas e incas - resumo geral
Povos pré colombianos maias, astecas e incas - resumo geralPovos pré colombianos maias, astecas e incas - resumo geral
Povos pré colombianos maias, astecas e incas - resumo geral
 
Das Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução IndustrialDas Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
Das Revoluções Inglesa à Revolução Industrial
 
História do Brasil: da República a Era Vargas
História do Brasil: da República a Era VargasHistória do Brasil: da República a Era Vargas
História do Brasil: da República a Era Vargas
 
PRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOS
PRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOSPRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOS
PRÉ-HISTÓRIA SLIDES COMPLETOS
 
Índia e China.
Índia e China.Índia e China.
Índia e China.
 

Semelhante a As contestaçõesa República Oligárquica Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina.pptx

23-02 As contestaçõesa República Oligárquica Canudos, Contestado, Cangaço e G...
23-02 As contestaçõesa República Oligárquica Canudos, Contestado, Cangaço e G...23-02 As contestaçõesa República Oligárquica Canudos, Contestado, Cangaço e G...
23-02 As contestaçõesa República Oligárquica Canudos, Contestado, Cangaço e G...MariaMarques385773
 
Movimentos sociais na república velha (1889 1930)
Movimentos sociais na república velha (1889 1930)Movimentos sociais na república velha (1889 1930)
Movimentos sociais na república velha (1889 1930)Jorge Marcos Oliveira
 
Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaEdenilson Morais
 
Revoltas da rep velha3
Revoltas da rep velha3Revoltas da rep velha3
Revoltas da rep velha3Privada
 
Revoltas populares na republica velha
Revoltas populares na republica velhaRevoltas populares na republica velha
Revoltas populares na republica velhaIsabel Aguiar
 
Os sertões euclides_da_cunha
Os sertões euclides_da_cunhaOs sertões euclides_da_cunha
Os sertões euclides_da_cunhaLucio Braga
 
MODERNISMO - EUCLIDES DA CUNHA
MODERNISMO - EUCLIDES DA CUNHAMODERNISMO - EUCLIDES DA CUNHA
MODERNISMO - EUCLIDES DA CUNHASthefanie Vieira
 
Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01
Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01
Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01wladimir1aguiar
 
revoltas rurais, revoltas do campo; pdf.
revoltas rurais, revoltas do campo; pdf.revoltas rurais, revoltas do campo; pdf.
revoltas rurais, revoltas do campo; pdf.MatheusDaniel23
 
Historia-9os-semana1-Brasil A República das Oligarquias.ppt
Historia-9os-semana1-Brasil A República das Oligarquias.pptHistoria-9os-semana1-Brasil A República das Oligarquias.ppt
Historia-9os-semana1-Brasil A República das Oligarquias.pptGisele Finatti Baraglio
 
Movimentos sociais na Republica Oligárquica
Movimentos sociais na Republica Oligárquica Movimentos sociais na Republica Oligárquica
Movimentos sociais na Republica Oligárquica alinesantana1422
 
3°-ANO-Pré-Modernismo-material-complementar.pptx
3°-ANO-Pré-Modernismo-material-complementar.pptx3°-ANO-Pré-Modernismo-material-complementar.pptx
3°-ANO-Pré-Modernismo-material-complementar.pptxJeissyCosta
 
Revoltas República Velha
Revoltas República VelhaRevoltas República Velha
Revoltas República VelhaRose Vital
 
Brasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.ppt
Brasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.pptBrasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.ppt
Brasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.pptMarcosRamos392778
 
12. brasil aula sobre as revoltas na república velha
12. brasil aula sobre as  revoltas na república velha12. brasil aula sobre as  revoltas na república velha
12. brasil aula sobre as revoltas na república velhaDarlan Campos
 

Semelhante a As contestaçõesa República Oligárquica Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina.pptx (20)

23-02 As contestaçõesa República Oligárquica Canudos, Contestado, Cangaço e G...
23-02 As contestaçõesa República Oligárquica Canudos, Contestado, Cangaço e G...23-02 As contestaçõesa República Oligárquica Canudos, Contestado, Cangaço e G...
23-02 As contestaçõesa República Oligárquica Canudos, Contestado, Cangaço e G...
 
República ppt net
República ppt netRepública ppt net
República ppt net
 
Movimentos sociais na república velha (1889 1930)
Movimentos sociais na república velha (1889 1930)Movimentos sociais na república velha (1889 1930)
Movimentos sociais na república velha (1889 1930)
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
 
Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
 
Revoltas da rep velha3
Revoltas da rep velha3Revoltas da rep velha3
Revoltas da rep velha3
 
Revoltas populares na republica velha
Revoltas populares na republica velhaRevoltas populares na republica velha
Revoltas populares na republica velha
 
Os sertões euclides_da_cunha
Os sertões euclides_da_cunhaOs sertões euclides_da_cunha
Os sertões euclides_da_cunha
 
MODERNISMO - EUCLIDES DA CUNHA
MODERNISMO - EUCLIDES DA CUNHAMODERNISMO - EUCLIDES DA CUNHA
MODERNISMO - EUCLIDES DA CUNHA
 
Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01
Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01
Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01
 
revoltas rurais, revoltas do campo; pdf.
revoltas rurais, revoltas do campo; pdf.revoltas rurais, revoltas do campo; pdf.
revoltas rurais, revoltas do campo; pdf.
 
Deserd. RepúB.
Deserd. RepúB.Deserd. RepúB.
Deserd. RepúB.
 
Historia-9os-semana1-Brasil A República das Oligarquias.ppt
Historia-9os-semana1-Brasil A República das Oligarquias.pptHistoria-9os-semana1-Brasil A República das Oligarquias.ppt
Historia-9os-semana1-Brasil A República das Oligarquias.ppt
 
Movimentos sociais na Republica Oligárquica
Movimentos sociais na Republica Oligárquica Movimentos sociais na Republica Oligárquica
Movimentos sociais na Republica Oligárquica
 
GUERRA DE CANUDOS
GUERRA DE CANUDOSGUERRA DE CANUDOS
GUERRA DE CANUDOS
 
3°-ANO-Pré-Modernismo-material-complementar.pptx
3°-ANO-Pré-Modernismo-material-complementar.pptx3°-ANO-Pré-Modernismo-material-complementar.pptx
3°-ANO-Pré-Modernismo-material-complementar.pptx
 
Revoltas República Velha
Revoltas República VelhaRevoltas República Velha
Revoltas República Velha
 
11 república velha iii
11 república velha iii11 república velha iii
11 república velha iii
 
Brasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.ppt
Brasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.pptBrasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.ppt
Brasil A República das Oligarquias.ppt 9ºano.ppt
 
12. brasil aula sobre as revoltas na república velha
12. brasil aula sobre as  revoltas na república velha12. brasil aula sobre as  revoltas na república velha
12. brasil aula sobre as revoltas na república velha
 

Último

Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfrarakey779
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosbiancaborges0906
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxSolangeWaltre
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaaCarolineFrancielle
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxMartin M Flynn
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaLuanaAlves940822
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - FalamansaMary Alvarenga
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfemeio123
 

Último (20)

Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
 

As contestaçõesa República Oligárquica Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina.pptx

  • 1. Ciências Humanas e suas Tecnologias - História Ensino Médio, 3º Ano As contestações a República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 2. Introdução • A República Oligárquica foi um período turbulento, várias revoltas sacudiram o país. • No geral, essas revoltas mostravam insatisfação diante de um sistema de governo que alterava muito pouco as condições de vida da população. • Entre as principais estão: Guerra de Canudos, Guerra do Contestado, Revolta da Vacina, Revolta da Chibata, Cangaço e Tenentismo. • Nesta aula, não abordaremos o Tenentismo e a Revolta da Chibata, que serão abordados em aula específica. HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 3. Guerra de Canudos (BA 1896 – 1897) • Enquadra-se nos denominados movimentos messiânicos. O termo é usado para dar nome aos movimentos sociais nos quais milhares de sertanejos fundaram comunidades comandadas por um líder religioso. • Surgiu em áreas rurais pobres atingidas pela miséria. • Os principais componentes eram a religiosidade popular do sertanejo e seu sentimento de revolta. • Antônio Vicente Mendes Maciel (Antônio Conselheiro) foi o líder. HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 4. Guerra de Canudos (BA 1896 – 1897) HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina Imagem: Mapa de Canudos / Autor: Rsabbatini /GNU Free Documentation License. Imagem: Desenho de Angelo Agostini, Antônio Conselheiro rechaça a República, in:Revista Ilustrada c. 1896 / Autor: Angelo Agostini (1843-1910) / public domain.
  • 5. Causas da Guerra de Canudos • Concentração fundiária. • Miséria e fome da população sertaneja. • superexploração do trabalhador rural. • Seca e aumento de imposto. • Camponeses seguem Antônio Conselheiro, formando o Arraial de Canudos (ou Arraial do Belo Monte), no interior da BA. HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 6. Canudos antes do conflito HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina Imagem: O arraial de Canudos / Autor: Desconhecido / public domain.
  • 7. Guerra de Canudos (BA 1896 – 1897) HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina Imagem: Rebeldes de Canudos / Autor: Flávio de Barros / public domain. Imagem: Vila de Canudos / Autor: Rsabbatini / public domain.
  • 8. • Comunidade forma um Estado paralelo à República, abandonando as fazendas, deixando de pagar o dízimo e os impostos republicanos, os sertanejos deslocam-se para Canudos. • Governo republicano + Coronéis + Igreja unem-se contra Canudos. • Os principais jornais da capital difamam Canudos, associando àquela cidade ao retorno da monarquia. (Sebastianismo). • Após 4 expedições militares, Canudos é massacrada. • A obra literária que retrata o conflito: “Os Sertões” – de Euclides da Cunha. HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 9. Guerra de Canudos (BA 1896 – 1897) HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina Imagem: O 40º Batalhão de Infantaria, da província do Pará, em Canudos, 1897 / Autor: Flávio de Barros / public domain.
  • 10. HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina Imagem: A única foto conhecida de Antônio Conselheiro, místico rebelde e líder espiritual do arraial de Canudos (1893-1897) / Autor: Flávio de Barros / public domain. Imagem: Caricatura de Euclides da Cunha / Autor: Raul Pederneiras / public domain.
  • 11. Vídeo resumo sobre Canudos http://www.youtube.com/watch?v=dMzUoUKNMpE HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 12. Guerra do Contestado (SC/PR 1912 – 1916) • Líder: Monge José Maria, após sua morte, o monge João Maria (Miguel Lucena Boaventura) foi o líder. • Causas: exploração de camponeses, concessão de terras e benefícios para empresas inglesas e americanas que provocaram a expulsão e marginalização de pequenos camponeses para construir a ferrovia São Paulo-Porto Alegre. • Origem do nome: região contestada entre os estados de Santa Catarina e Paraná. HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 13. Guerra do Contestado (SC/PR 1912 – 1916) HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina Imagem: Marcos históricos da Guerra do Contestado. (Museu do Contestado) / Autor: Edson L. Pedrassani / GNU Free Documentation License.
  • 14. HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina Imagem: Bandeira da "Monarquia Celestial". Branca com uma cruz verde, evoca os estandartes das antigas ordens monástico militares como as dos templários / Autor: E2m / public domain.
  • 15. Guerra do Contestado (SC/PR 1912 – 1916) • José Maria reuniu mais de 20 mil sertanejos e fundou com eles alguns povoados que compunham a chamada “Monarquia Celeste”. • A “monarquia” do Contestado tinha um governo próprio e normas igualitárias, não obedecendo às ordens emanadas das autoridades da república. • Os sertanejos do Contestado foram violentamente perseguidos pelos coronéis-fazendeiros e pelos donos das empresas estrangeiras, com o apoio das tropas do governo. • Assim como Canudos, os participantes foram violentamente massacrados. HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 16. HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina Guerra do Contestado (SC/PR 1912 – 1916) Imagem: Monument - Contestado Museum - Caçador - SC – Brazil / Autor Edson L. Pedrassani / GNU Free Documentation License. Imagem: Fotografia do Cemitério do Contestado, em Santa Catarina / Autoria e disponibilização por J.M.Guimarães / Domínio Público.
  • 17. Vídeo sobre A guerra do Contestado HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina http://www.youtube.com/watch?v=UXOdIYxhgT8
  • 18. Cangaço (1870-1940) • Ocorreu, por cerca de setenta anos, no sertão do Nordeste do Brasil. • Para alguns pesquisadores, ele foi uma forma pura e simples de banditismo e criminalidade. Para outros, foi uma forma de banditismo social. • Caracterizava-se por ações violentas de grupos ou indivíduos isolados: assaltavam fazendas, sequestravam coronéis (grandes fazendeiros) e saqueavam comboios e armazéns. • Os cangaceiros não tinham moradia fixa: viviam perambulando pelo sertão, praticando tais crimes, fugindo e se escondendo. HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 19. Cangaço HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina Imagem: Mapa de atuação do Cangaço, na Região Nordeste do Brasil (1890-1930) / Autor: André Koehne / GNU Free Documentation License. Imagem: Retratos do cangaço / Autor: Benjamin Abraão Botto / public domain.
  • 20. Causas do Cangaço (1870-1940) • Miséria e fome da população do Semiárido nordestino. • Má distribuição de terras. • Descaso do Estado e dos coronéis para com os mais pobres. • Violência dos coronéis sobre os pobres. • Mito do “Robin Hood”. HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 21. Cangaço HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina Imagem: O encontro de Abrahão com o bando de Virgulino, em foto tirada pelo cangaceiro Juriti / Autor: Benjamin Abraão Botto / public domain. Imagem: Cangaceiros Dadá (Sérgia Ribeiro) e Corisco / Benjamin Abrahão Botto / public domain.
  • 22. Lampião (o rei do Cangaço) • O cangaceiro mais famoso foi Virgulino Ferreira da Silva, o “Lampião", denominado o "Senhor do Sertão" e também "O Rei do Cangaço”. • Por parte das autoridades e de suas vítimas, Lampião simbolizava a brutalidade, o mal, uma doença que precisava ser cortada. • Para uma parte da população do sertão ele encarnou valores como a bravura, o heroísmo e o senso da honra. • Em 28/06/1938, na localidade de Angicos, Sergipe, Lampião foi morto junto com sua mulher, Maria Bonita e outros cangaceiros de seu bando pela polícia volante. HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 23. Cangaço HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina Imagem: Virgulino Ferreira da Silva - Lampião / Autor: Benjamin Abraão Botto / public domain. Imagem: Retratos do cangaço - Maria Bonita / Autor: Benjamin Abraão Botto / public domain.
  • 24. Fim do Cangaço • O bando de Lampião teve suas cabeças decepadas e expostas em locais públicos, pois o governo queria assustar e desestimular esta prática na região. • Os cangaceiros foram perseguidos pela polícia volante e exterminados um a um. Eram os únicos que despertavam medo nos coronéis, justamente por não terem perspectiva de melhorar sua condição e, portanto, não precisar temer o desrespeito das leis vigentes • Cangaceiros: bandidos ou heróis? HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 25. Fim do Cangaço HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina Imagem: Imagem oficial da degola do bando de Lampião / Autor: Desconhecido / public dormain. Imagem: Impresso do Governo do Estado da Bahia (Brasil), anunciando uma recompensa pela captura do bandido Lampião, 1930 / Autor: Desconhecido - Digitalizado da Revista da UnB / public domain.
  • 26. Vídeo resumo do Cangaço http://www.youtube.com/watch?v=-cqGSki32EU HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 27. Guerra ou Revolta da Vacina(RJ – 1904) • No Rio de Janeiro, já não havia muitos ratos e mosquitos transmissores de doenças, como febre amarela, peste bubônica e varíola. • Modernização do Rio de Janeiro. • Destruição de cortiços e favelas, ampliação das avenidas, construção de novos prédios inspirando-se em Paris. • Expulsão de comunidades pobres das regiões centrais, para morros e o subúrbio, alta do custo de vida. HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 28. Guerra Ou Revolta da Vacina (RJ – 1904) HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina Imagem: A Revista da Semana, publicada em 27/11/1904 / Public Domain
  • 29. Guerra ou Revolta da Vacina • o diretor de Saúde Pública, Oswaldo Cruz, convenceu o presidente a decretar a lei da vacinação obrigatória contra a varíola. • A população não foi esclarecida sobre a necessidade da vacina. A sociedade reagiu à vacina obrigatória. • Durante o conflito, um grupo de partidários radicais do Mal, denominados “jacobinos florianistas” tenta tomar o poder, não obtendo resultados satisfatórios • O governo decretou estado de sítio, reprimiu e perseguiu violentamente os revoltosos. O regulamento da vacina foi alterado, tornando facultativa sua aplicação. HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 30. Guerra ou Revolta da Vacina HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina Imagem: Oswaldo Pinto Cruzis Filho, médico brasileiro (1872-1917) / Autor: Desconhecido / public domain.
  • 31. Guerra ou Revolta da Vacina • O governo decretou estado de sítio, reprimiu e perseguiu violentamente os revoltosos. • O regulamento da vacina foi alterado, tornando facultativa sua aplicação. HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina
  • 32. Guerra ou Revolta da Vacina HISTÓRIA - 3º Ano do Ensino Médio As contestações da República Oligárquica: Canudos, Contestado, Cangaço e Guerra da Vacina Imagem:“ Bonde virado na Revolta da VACINA/ A Revista da Semana, publicada em 27/11/190/ disponibilizado por Meloaraujo/ Domínio Publico. Imagem: Capa da Revista da Semana sobre a Revolta da Vacina, outubro de 1904 / Autor: Deconhecido / public domain.
  • 33. Tabela de Imagens n° do slide direito da imagem como está ao lado da foto link do site onde se conseguiu a informação Data do Acesso 4a Mapa de Canudos / Autor: Rsabbatini /GNU Free Documentation License. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Canudos- map.jpg 12/09/2012 4b Desenho de Angelo Agostini, Antônio Conselheiro rechaça a República, in:Revista Ilustrada c. 1896 / Autor: Angelo Agostini (1843-1910) / public domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Conselheir o_Revista_Ilustrada.jpg 12/09/2012 6 O arraial de Canudos / Autor: Desconhecido / public domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Canudos.jp g 12/09/2012 7a Rebeldes de Canudos / Autor: Flávio de Barros / public domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Canudos_r ebels.jpg 12/09/2012 7b Vila de Canudos / Autor: Rsabbatini / public domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Canudos_v illage.jpg 12/09/2012 9 O 40º Batalhão de Infantaria, da província do Pará, em Canudos, 1897 / Autor: Flávio de Barros / public domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:40th_infan try_batallion_canudos_1897.jpg 12/09/2012 10a Caricatura de Euclides da Cunha / Autor: Raul Pederneiras / public domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Caricatura euclides.jpg 12/09/2012 10b A única foto conhecida de Antônio Conselheiro, místico rebelde e líder espiritual do arraial de Canudos (1893-1897) / Autor: Flávio de Barros / public domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Antonio_C onselheiro.jpg 12/09/2012
  • 34. Tabela de Imagens n° do slide direito da imagem como está ao lado da foto link do site onde se conseguiu a informação Data do Acesso 13 Marcos históricos da Guerra do Contestado. (Museu do Contestado) / Autor: Edson L. Pedrassani / GNU Free Documentation License. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Contestad o-war02.jpg 12/09/2012 14 Bandeira da "Monarquia Celestial". Branca com uma cruz verde, evoca os estandartes das antigas ordens monástico militares como as dos templários / Autor: E2m / public domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bandeira_ do_Contestado.svg 12/09/2012 16a Monument - Contestado Museum - Caçador - SC – Brazil / Autor Edson L. Pedrassani / GNU Free Documentation License. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Contestad o-war01.jpg 12/11/2012 16b Fotografia do Cemitério do Contestado, em Santa Catarina / Autoria e disponibilização por J.M.Guimarães / Domínio Público. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Cemiterio_ do_contestado_01.JPG 12/11/2012 19a Mapa de atuação do Cangaço, na Região Nordeste do Brasil (1890-1930) / Autor: André Koehne / GNU Free Documentation License. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Map_of_C anga%C3%A7o.png 12/09/2012 19b Retratos do cangaço / Autor: Benjamin Abraão Botto / public domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:1886lampi ao2g.jpg?uselang=pt-br 12/09/2012
  • 35. Tabela de Imagens n° do slide direito da imagem como está ao lado da foto link do site onde se conseguiu a informação Data do Acesso 23a Virgulino Ferreira da Silva – Lampião / Autor: Benjamin Abraão Botto / public domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Lampi%C3 %A3o_MB.jpg 12/09/2012 23b Retratos do cangaço - Maria Bonita / Autor: Benjamin Abraão Botto / public domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:1886lampi ao4g.jpg 12/09/2012 25a Imagem oficial da degola do bando de Lampião / Autor: Desconhecido / public dormain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Degola_de _Lampi%C3%A3o_MB.jpg 12/09/2012 25b Impresso do Governo do Estado da Bahia (Brasil), anunciando uma recompensa pela captura do bandido Lampião, 1930 / Autor: Desconhecido - Digitalizado da Revista da UnB / public domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Cartazlam p.jpg 12/09/2012 28 A Revista da Semana, publicada em 27/11/1904 / Public Domain http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Bonde_- _Revolta_da_Vacina.JPG 19/10/2012 30 Oswaldo Pinto Cruzis Filho, médico brasileiro (1872-1917) / Autor: Desconhecido / public domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Oswcruz.jp g 12/09/2012 32a Capa da Revista da Semana sobre a Revolta da Vacina, outubro de 1904 / Autor: Deconhecido / public domain. http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Revista_da _Semana.jpg 12/09/2012
  • 36. Tabela de Imagens n° do slide direito da imagem como está ao lado da foto link do site onde se conseguiu a informação Data do Acesso 32b Bonde virado na Revolta da VACINA/ A Revista da Semana, publicada em 27/11/190/ disponibilizado por Meloaraujo/ Domínio Publico http://commons.wikimedia.org/wiki/File%3ABonde _-_Revolta_da_Vacina.JPG 28/08/2012

Notas do Editor

  1. A melhor momento para proposição de vídeos ou quaisquer atividades extras é ao término da aula
  2. A melhor momento para proposição de vídeos ou quaisquer atividades extras é ao término da aula
  3. A melhor momento para proposição de vídeos ou quaisquer atividades extras é ao término da aula