SlideShare uma empresa Scribd logo
Interações
Moleculares
CONCEITO
Forças de atração que ocorrem entre as moléculas
para manterem-nas unidas. Elas são responsáveis
pelos três estados físicos: sólido, líquido e gasoso.
Nelas, a extremidade positiva de uma molécula
atrai a extremidade negativa da molécula vizinha e
assim por diante.
Quando a molécula é apolar, a força de atração
predominante é do tipo dipolo induzido-dipolo
induzido, também chamado dipolo instantâneo ou
força de London.
Quando a molécula é polar, podem ocorrer dois
tipos de força de atração: o dipolo permanente e
a ligação de hidrogênio, também chamada de
ponte de hidrogênio.
FORÇAS DE LONDON
É a interação mais fraca de todas e ocorre em
moléculas apolares. Neste caso, a molécula estará
momentaneamente polarizada e por indução
APOSTILA – QUÍMICA – 2014 Página 1 de 12
elétrica, irá provocar a polarização de uma
molécula vizinha (dipolo induzido), levando as
duas a se atraírem mutuamente.
No estado sólido ou líquido, devido à sua maior
proximidade, ocorrerá uma deformação
momentânea nas nuvens eletrônicas das
moléculas, originando polos – e +.
Exemplos: Cl2, CO2, H2
DIPOLO PERMANENTE
Interação é a que ocorre entre moléculas polares,
nas quais há de um lado um átomo mais
eletropositivo e do outro, um átomo mais
eletronegativo. Estabelece-se de modo que a
extremidade negativa do dipolo de uma molécula
se oriente na direção da extremidade positiva do
dipolo de outra molécula.
Exemplos: HCl, HBr, HI
SIMULADO – ENEM – 2014 Página 2 de 12
LIGAÇOES DE HIDROGÊNIO
Ocorre quando o hidrogênio (H) estiver ligado a
flúor (F), oxigênio (O) ou nitrogênio (N), elementos
de alta eletronegatividade.
Exemplos: H20, NH3, HF, alcoóis, fenóis, ácidos
carboxílicos, aminas, amidas.
SIMULADO – ENEM – 2014 Página 3 de 12
Observação:
- As pontes de hidrogênio são mais fortes que as
atrações dipolo-dipolo.
Exercícios
1- (UEPG) Identifique as forças intermoleculares
que unem moléculas de H2O, de HCl e de CCl4
entre si, respectivamente, e assinale a alternativa
correta.
a) Ligação de hidrogênio, metálica e Van der
Walls.
SIMULADO – ENEM – 2014 Página 4 de 12
b) Ligação de hidrogênio, dipolo-dipolo e Van der
Walls.
c) Van der Walls, dipolo-dipolo e metálica.
d) Metálica, iônica e covalente.
e) Ligação de hidrogênio, iônica e Van der Walls.
2- (PUC) As pontes de hidrogênio aparecem:
a) quando o hidrogênio está ligado a um elemento
muito eletropositivo;
b) quando o hidrogênio está ligado a um elemento
muito eletronegativo;
c) em todos os compostos hidrogenados;
d) somente em compostos inorgânicos;
e) somente nos ácidos de Arrhenius.
3- (FEeVale/1-2001) O CO2 é de importância
crucial em vários processos que se desenvolvem
na Terra, participando, por exemplo, da
fotossíntese, fonte de carbono para formação da
matéria que compõe as plantas terrestres e
marinhas. Sabendo que a molécula de CO2 é
apolar, podemos afirmar que as forças
intermoleculares que unem as moléculas de CO2
são do tipo:
a) iônico.
b) ponte de hidrogênio.
c) forças dipolo-dipolo.
d) forças de London.
e) covalente.
SIMULADO – ENEM – 2014 Página 5 de 12
4- (UFSC-2007) A adulteração da gasolina visa à
redução de seu preço e compromete o
funcionamento dos motores. De acordo com as
especificações da Agência Nacional de Petróleo
(ANP), a gasolina deve apresentar um teor de
etanol entre 22% e 26% em volume. A
determinação do teor de etanol na gasolina é feita
através do processo de extração com água.
Considere o seguinte procedimento efetuado na
análise de uma amostra de gasolina: em uma
proveta de 100 mL foram adicionados 50 mL de
gasolina e 50 mL de água. Após agitação e
repouso observou-se que o volume final de
gasolina foi igual a 36 mL. De acordo com as
informações acima, assinale a(s) proposição(ões)
CORRETA(S).
01) A determinação de etanol na amostra em
questão atende as especificações da ANP.
02) No procedimento descrito acima, a mistura
final resulta num sistema homogêneo.
04) A água e o etanol estabelecem interações do
tipo dipolo permanente-dipolo permanente.
08) As interações entre as moléculas de etanol e
de água são mais intensas do que aquelas
existentes entre as moléculas dos componentes da
gasolina e do etanol.
16) Água e moléculas dos componentes da
gasolina interagem por ligações de hidrogênio.
SIMULADO – ENEM – 2014 Página 6 de 12
5- (Mack-2004) A alternativa que apresenta
somente moléculas polares é:
Dados: (número atômico)
H = 1; C = 6; N = 7; O = 8; P = 15; S = 16; Cl = 17.
(tabela de eletronegatividade)
F > O > Cl = N > Br > I = C = S > P = H
a) N2 e H2
b) H2O e NH3
c) PH3 e CO2
d) H2S e CCl4
e) CH4 e HCl
6- (UFC-2005) A atividade contraceptiva dos DIUs
(Diafragmas Intra-Uterinos) modernos é atribuída,
em parte, à ação espermaticida de sais de cobre
(II) que são gradativamente liberados por estes
diafragmas no útero feminino. Quanto aos sais de
cobre (II) em meio aquoso, assinale a alternativa
correta.
a) Apresentam interações íon-dipolo.
b) Permanecem no estado sólido.
c) Envolvem interações entre espécies apolares.
d) A configuração eletrônica do íon cobre (II) é
1s² 2s² 2p³.
e) O íon cobre(II) encontra-se na forma reduzida,
Cu²-.
7- A capacidade que um átomo tem
de atrair elétrons de outro átomo, quando os dois
formam uma ligação química, é denominada
SIMULADO – ENEM – 2014 Página 7 de 12
eletronegatividade. Esta é uma das propriedades
químicas consideradas no estudo da polaridade
das ligações. Assinale a opção que apresenta,
corretamente, os compostos H2O, H2S e H2Se em
ordem crescente de polaridade.
a) H2Se < H2O < H2S
b) H2S < H2Se < H2O
c) H2S < H2O < H2Se2
d) H2O < H2Se < H2S
e) H2Se < H2S < H2O
8- A compreensão das interações intermoleculares
é importante para a racionalização das
propriedades físico-químicas macroscópicas, bem
como para o entendimento dos processos de
reconhecimento molecular que ocorrem nos
sistemas biológicos. A tabela abaixo apresenta as
temperaturas de ebulição (TE), para três líquidos à
pressão atmosférica.
Líquido Fórmula Química TE (ºC)
Acetona (CH3)2CO 56
Água H2O 100
Etanol CH3CH2OH 78
Com relação aos dados apresentados na tabela
acima, podemos afirmar que:
a) as interações intermoleculares presentes na
acetona são mais fortes que aquelas presentes na
água.
SIMULADO – ENEM – 2014 Página 8 de 12
b) as interações intermoleculares presentes no
etanol são mais fracas que aquelas presentes na
acetona.
c) dos três líquidos, a acetona é o que apresenta
ligações de hidrogênio mais fortes.
d) a magnitude das interações intermoleculares é a
mesma para os três líquidos.
e) as interações intermoleculares presentes no
etanol são mais fracas que aquelas presentes na
água.
9- No gelo seco, as moléculas do dióxido de
carbono estão unidas por:
a) pontes de hidrogênio.
b) forças de van der Waals.
c) ligações covalentes.
d) ligações iônicas.
e) ligações metálicas.
10- Pode-se verificar que uma massa de água
ocupa maior volume no estado sólido (gelo) do que
no estado líquido. Isto pode ser explicado pela
natureza dipolar das ligações entre os átomos de
hidrogênio e oxigênio, pela geometria da molécula
de água e pela rigidez dos cristais. As interações
entre as moléculas de água são denominadas:
a) forças de Van der Waals.
b) forças de dipolo induzido.
c) forças de dipolo permanente.
SIMULADO – ENEM – 2014 Página 9 de 12
d) pontes de hidrogênio.
e) ligações covalentes.
11- Um dos testes realizados para a determinação
da quantidade de álcool na gasolina é aquele em
que se adiciona água à mesma, ocasionando a
extração do álcool pela água. Isso pode ser
explicado pelo fato de álcool e água possuírem:
a) ligações covalentes simples e dativas.
b) forças de atração por pontes de hidrogênio.
c) forças de atração por forças de Van der Waals.
d) o grupo OH- carboxila.
e) moléculas apolares.
12- (UEM – Adaptado) Assinale o que for correto.
01) A interação existente entre um lipídio (óleo ou
gordura) com a água é do tipo van der Waals.
02) Numa amostra de amônia líquida, as
interações intermoleculares predominantes são do
tipo forças de London.
04) Na água sólida, as interações intermoleculares
predominantes são do tipo ligações de hidrogênio.
08) A força de van der Waals (ou de London) é
típica na interação entre moléculas apolares.
16) As interações intermoleculares que podem
ocorrer no metóxi-pentano são dipolo-dipolo e Van
der Waals.
GABARITO
1- C
SIMULADO – ENEM – 2014 Página 10 de 12
2- B
3- D
4- 04 + 08 = 12
5- B
6- A
7- E
8- E
9- B
10- D
11- B
12- 04 + 08 + 16 = 28
SIMULADO – ENEM – 2014 Página 11 de 12
SIMULADO – ENEM – 2014 Página 12 de 12

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

4 interacoes-moleculares
4 interacoes-moleculares4 interacoes-moleculares
4 interacoes-moleculares
Fisica-Quimica
 
Forças intermoleculares
Forças intermolecularesForças intermoleculares
Forças intermoleculares
jorgehenriqueangelim
 
Apresentação forças intermoleculares
Apresentação forças intermolecularesApresentação forças intermoleculares
Apresentação forças intermoleculares
Claudia Cinara Braga
 
Forças intermoleculares
Forças intermoleculares Forças intermoleculares
Forças intermoleculares
Marco Bumba
 
Forças intermoleculares
Forças intermolecularesForças intermoleculares
Forças intermoleculares
Dacio Cardoso
 
Aula 01 - Forças Intermoleculares
Aula 01 - Forças IntermolecularesAula 01 - Forças Intermoleculares
Aula 01 - Forças Intermoleculares
José Nunes da Silva Jr.
 
Tipos de interações moleculares
Tipos de interações molecularesTipos de interações moleculares
Tipos de interações moleculares
Marília Isabel Tarnowski Correia
 
Aula 4 ligações de hidrogênio e propriedades dos líquidos
Aula 4   ligações de hidrogênio e propriedades dos líquidosAula 4   ligações de hidrogênio e propriedades dos líquidos
Aula 4 ligações de hidrogênio e propriedades dos líquidos
Fernando Lucas
 
Geometria molecular, forças intermoleculares e solubilidade
Geometria molecular, forças intermoleculares e solubilidadeGeometria molecular, forças intermoleculares e solubilidade
Geometria molecular, forças intermoleculares e solubilidade
Valquiria R. Nascimento
 
Forças intermoleculares
Forças intermolecularesForças intermoleculares
Forças intermoleculares
Aninha Felix Vieira Dias
 
Forças intermoleculares (van der waals e ligação
Forças intermoleculares (van der waals e ligaçãoForças intermoleculares (van der waals e ligação
Forças intermoleculares (van der waals e ligação
Adrianne Mendonça
 
Resumo polaridade, geometria molecular e ligações intermoleculares
Resumo    polaridade, geometria molecular e ligações intermolecularesResumo    polaridade, geometria molecular e ligações intermoleculares
Resumo polaridade, geometria molecular e ligações intermoleculares
Profª Alda Ernestina
 
Propriedades F Sicas
Propriedades F SicasPropriedades F Sicas
Propriedades F Sicas
Telso M Ferreira Junior
 
Interações intermoleculares laureana
Interações intermoleculares laureanaInterações intermoleculares laureana
Interações intermoleculares laureana
quimica_prefederal
 
Polaridade das moléculas e forças intermoleculares
Polaridade das moléculas e forças intermolecularesPolaridade das moléculas e forças intermoleculares
Polaridade das moléculas e forças intermoleculares
Bio Sem Limites
 
Ligações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecular
Ligações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecularLigações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecular
Ligações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecular
Carlos Priante
 
Aula polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Aula   polaridade,  geometria molecular e forças intermolecularesAula   polaridade,  geometria molecular e forças intermoleculares
Aula polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Profª Alda Ernestina
 
Ligacao quimica
Ligacao quimicaLigacao quimica
Ligacao quimica
Roberta Calixto
 
Propriedades físicas dos compostos orgânicos
Propriedades físicas dos compostos orgânicosPropriedades físicas dos compostos orgânicos
Propriedades físicas dos compostos orgânicos
Ana Luisa Santana
 
Quimica geral 1
Quimica geral 1Quimica geral 1
Quimica geral 1
Euclides Formica
 

Mais procurados (20)

4 interacoes-moleculares
4 interacoes-moleculares4 interacoes-moleculares
4 interacoes-moleculares
 
Forças intermoleculares
Forças intermolecularesForças intermoleculares
Forças intermoleculares
 
Apresentação forças intermoleculares
Apresentação forças intermolecularesApresentação forças intermoleculares
Apresentação forças intermoleculares
 
Forças intermoleculares
Forças intermoleculares Forças intermoleculares
Forças intermoleculares
 
Forças intermoleculares
Forças intermolecularesForças intermoleculares
Forças intermoleculares
 
Aula 01 - Forças Intermoleculares
Aula 01 - Forças IntermolecularesAula 01 - Forças Intermoleculares
Aula 01 - Forças Intermoleculares
 
Tipos de interações moleculares
Tipos de interações molecularesTipos de interações moleculares
Tipos de interações moleculares
 
Aula 4 ligações de hidrogênio e propriedades dos líquidos
Aula 4   ligações de hidrogênio e propriedades dos líquidosAula 4   ligações de hidrogênio e propriedades dos líquidos
Aula 4 ligações de hidrogênio e propriedades dos líquidos
 
Geometria molecular, forças intermoleculares e solubilidade
Geometria molecular, forças intermoleculares e solubilidadeGeometria molecular, forças intermoleculares e solubilidade
Geometria molecular, forças intermoleculares e solubilidade
 
Forças intermoleculares
Forças intermolecularesForças intermoleculares
Forças intermoleculares
 
Forças intermoleculares (van der waals e ligação
Forças intermoleculares (van der waals e ligaçãoForças intermoleculares (van der waals e ligação
Forças intermoleculares (van der waals e ligação
 
Resumo polaridade, geometria molecular e ligações intermoleculares
Resumo    polaridade, geometria molecular e ligações intermolecularesResumo    polaridade, geometria molecular e ligações intermoleculares
Resumo polaridade, geometria molecular e ligações intermoleculares
 
Propriedades F Sicas
Propriedades F SicasPropriedades F Sicas
Propriedades F Sicas
 
Interações intermoleculares laureana
Interações intermoleculares laureanaInterações intermoleculares laureana
Interações intermoleculares laureana
 
Polaridade das moléculas e forças intermoleculares
Polaridade das moléculas e forças intermolecularesPolaridade das moléculas e forças intermoleculares
Polaridade das moléculas e forças intermoleculares
 
Ligações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecular
Ligações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecularLigações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecular
Ligações químicas, Forças intermoleculares, Geometria molecular
 
Aula polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Aula   polaridade,  geometria molecular e forças intermolecularesAula   polaridade,  geometria molecular e forças intermoleculares
Aula polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
 
Ligacao quimica
Ligacao quimicaLigacao quimica
Ligacao quimica
 
Propriedades físicas dos compostos orgânicos
Propriedades físicas dos compostos orgânicosPropriedades físicas dos compostos orgânicos
Propriedades físicas dos compostos orgânicos
 
Quimica geral 1
Quimica geral 1Quimica geral 1
Quimica geral 1
 

Destaque

Introdução a interações moleculares
Introdução a interações molecularesIntrodução a interações moleculares
Introdução a interações moleculares
Marília Isabel Tarnowski Correia
 
Gabarito final do vestibular seriado da UPE 2012
Gabarito final do vestibular seriado da UPE 2012Gabarito final do vestibular seriado da UPE 2012
Gabarito final do vestibular seriado da UPE 2012
Jornal do Commercio
 
Questões tabela periódica e ligações prevupe
Questões tabela periódica e ligações   prevupeQuestões tabela periódica e ligações   prevupe
Questões tabela periódica e ligações prevupe
juniorpaulistano
 
1º EQ UERJ 2015 - QUÍMICA-GABARITO COMENTADO - PROF. FERNANDO ABREU
1º EQ UERJ 2015 - QUÍMICA-GABARITO COMENTADO - PROF. FERNANDO ABREU1º EQ UERJ 2015 - QUÍMICA-GABARITO COMENTADO - PROF. FERNANDO ABREU
1º EQ UERJ 2015 - QUÍMICA-GABARITO COMENTADO - PROF. FERNANDO ABREU
Fernando Abreu
 
Interações Intermoleculares jaque
Interações Intermoleculares jaqueInterações Intermoleculares jaque
Interações Intermoleculares jaque
quimica_prefederal
 
Sl quimica organica
Sl quimica organicaSl quimica organica
Sl quimica organica
Lyndon Johnson de Paiva Souza
 

Destaque (6)

Introdução a interações moleculares
Introdução a interações molecularesIntrodução a interações moleculares
Introdução a interações moleculares
 
Gabarito final do vestibular seriado da UPE 2012
Gabarito final do vestibular seriado da UPE 2012Gabarito final do vestibular seriado da UPE 2012
Gabarito final do vestibular seriado da UPE 2012
 
Questões tabela periódica e ligações prevupe
Questões tabela periódica e ligações   prevupeQuestões tabela periódica e ligações   prevupe
Questões tabela periódica e ligações prevupe
 
1º EQ UERJ 2015 - QUÍMICA-GABARITO COMENTADO - PROF. FERNANDO ABREU
1º EQ UERJ 2015 - QUÍMICA-GABARITO COMENTADO - PROF. FERNANDO ABREU1º EQ UERJ 2015 - QUÍMICA-GABARITO COMENTADO - PROF. FERNANDO ABREU
1º EQ UERJ 2015 - QUÍMICA-GABARITO COMENTADO - PROF. FERNANDO ABREU
 
Interações Intermoleculares jaque
Interações Intermoleculares jaqueInterações Intermoleculares jaque
Interações Intermoleculares jaque
 
Sl quimica organica
Sl quimica organicaSl quimica organica
Sl quimica organica
 

Semelhante a Apostila Interações Moleculares

Lista de exercicios forcas intermoleculares e propriedades dos compostos
Lista de exercicios forcas intermoleculares e propriedades dos compostosLista de exercicios forcas intermoleculares e propriedades dos compostos
Lista de exercicios forcas intermoleculares e propriedades dos compostos
DAVINCCI LOURENÇO DE ALMEIDA
 
Forças intermoleculares e propriedades físicas
Forças intermoleculares e propriedades físicasForças intermoleculares e propriedades físicas
Forças intermoleculares e propriedades físicas
Alda Ernestina dos Santos
 
Exerc concursos-ligações
Exerc concursos-ligaçõesExerc concursos-ligações
Exerc concursos-ligações
Renata Martins
 
Lista 38 forças intermoleculares
Lista 38   forças intermolecularesLista 38   forças intermoleculares
Lista 38 forças intermoleculares
Colegio CMC
 
Propriedades fisicas dos comp. org.
Propriedades fisicas dos comp. org.Propriedades fisicas dos comp. org.
Propriedades fisicas dos comp. org.
JulianaGimenes
 
Aula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Aula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.pptAula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Aula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
VaniaMaria37
 
Ficha formativa 8. 10 q
Ficha formativa 8. 10 qFicha formativa 8. 10 q
Ficha formativa 8. 10 q
cristinamcarvalhal75
 
1. introdução ao estudo da química
1. introdução ao estudo da química1. introdução ao estudo da química
1. introdução ao estudo da química
Aninha Felix Vieira Dias
 
Polaridade e interações intermoleculares
Polaridade e interações intermolecularesPolaridade e interações intermoleculares
Polaridade e interações intermoleculares
Júlio César Maciel Cruz
 
Lista lq
Lista lqLista lq
Lista lq
Unioeste
 
Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Geometria molecular e forças intermoleculares.pptGeometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Lalyson Matheus
 
Aula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Aula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.pptAula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Aula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
CristianoRamosSilva1
 
Aula_3_Ligações Químicas.ppt
Aula_3_Ligações Químicas.pptAula_3_Ligações Químicas.ppt
Aula_3_Ligações Químicas.ppt
RicardoBrunoFelix
 
Aula_3_Ligações Químicas.pdf
Aula_3_Ligações Químicas.pdfAula_3_Ligações Químicas.pdf
Aula_3_Ligações Químicas.pdf
RaquelSilvaJustinoJu
 
Aula_3_Ligações Químicas.ppt
Aula_3_Ligações Químicas.pptAula_3_Ligações Químicas.ppt
Aula_3_Ligações Químicas.ppt
GluciaCoutinho3
 
aula 3 ligações químicas. aula sobre a estrutura das ligações.
aula 3 ligações químicas. aula sobre a estrutura das ligações.aula 3 ligações químicas. aula sobre a estrutura das ligações.
aula 3 ligações químicas. aula sobre a estrutura das ligações.
MariajulianaAraujode1
 
As forças
As forçasAs forças
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
Joana Figueredo
 
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
Joana Figueredo
 
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
Joana Figueredo
 

Semelhante a Apostila Interações Moleculares (20)

Lista de exercicios forcas intermoleculares e propriedades dos compostos
Lista de exercicios forcas intermoleculares e propriedades dos compostosLista de exercicios forcas intermoleculares e propriedades dos compostos
Lista de exercicios forcas intermoleculares e propriedades dos compostos
 
Forças intermoleculares e propriedades físicas
Forças intermoleculares e propriedades físicasForças intermoleculares e propriedades físicas
Forças intermoleculares e propriedades físicas
 
Exerc concursos-ligações
Exerc concursos-ligaçõesExerc concursos-ligações
Exerc concursos-ligações
 
Lista 38 forças intermoleculares
Lista 38   forças intermolecularesLista 38   forças intermoleculares
Lista 38 forças intermoleculares
 
Propriedades fisicas dos comp. org.
Propriedades fisicas dos comp. org.Propriedades fisicas dos comp. org.
Propriedades fisicas dos comp. org.
 
Aula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Aula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.pptAula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Aula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
 
Ficha formativa 8. 10 q
Ficha formativa 8. 10 qFicha formativa 8. 10 q
Ficha formativa 8. 10 q
 
1. introdução ao estudo da química
1. introdução ao estudo da química1. introdução ao estudo da química
1. introdução ao estudo da química
 
Polaridade e interações intermoleculares
Polaridade e interações intermolecularesPolaridade e interações intermoleculares
Polaridade e interações intermoleculares
 
Lista lq
Lista lqLista lq
Lista lq
 
Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Geometria molecular e forças intermoleculares.pptGeometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
 
Aula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Aula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.pptAula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
Aula_4_ Geometria molecular e forças intermoleculares.ppt
 
Aula_3_Ligações Químicas.ppt
Aula_3_Ligações Químicas.pptAula_3_Ligações Químicas.ppt
Aula_3_Ligações Químicas.ppt
 
Aula_3_Ligações Químicas.pdf
Aula_3_Ligações Químicas.pdfAula_3_Ligações Químicas.pdf
Aula_3_Ligações Químicas.pdf
 
Aula_3_Ligações Químicas.ppt
Aula_3_Ligações Químicas.pptAula_3_Ligações Químicas.ppt
Aula_3_Ligações Químicas.ppt
 
aula 3 ligações químicas. aula sobre a estrutura das ligações.
aula 3 ligações químicas. aula sobre a estrutura das ligações.aula 3 ligações químicas. aula sobre a estrutura das ligações.
aula 3 ligações químicas. aula sobre a estrutura das ligações.
 
As forças
As forçasAs forças
As forças
 
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
 
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
 
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
www.exerciciosresolvidosde.com.br - Química - Exercícios Resolvidos Proprieda...
 

Mais de Lucas Forlin

Sabão Líquido
Sabão LíquidoSabão Líquido
Sabão Líquido
Lucas Forlin
 
Relative clauses
Relative clausesRelative clauses
Relative clauses
Lucas Forlin
 
Modal verbs
Modal verbsModal verbs
Modal verbs
Lucas Forlin
 
Sistema de cotas
Sistema de cotasSistema de cotas
Sistema de cotas
Lucas Forlin
 
José de alencar
José de alencarJosé de alencar
José de alencar
Lucas Forlin
 
O governo de FHC
O governo de FHCO governo de FHC
O governo de FHC
Lucas Forlin
 
Isaac Newton
Isaac Newton Isaac Newton
Isaac Newton
Lucas Forlin
 
Ácido carboxílico
Ácido carboxílicoÁcido carboxílico
Ácido carboxílico
Lucas Forlin
 
Método de aprendizagem visual
Método de aprendizagem visualMétodo de aprendizagem visual
Método de aprendizagem visual
Lucas Forlin
 

Mais de Lucas Forlin (9)

Sabão Líquido
Sabão LíquidoSabão Líquido
Sabão Líquido
 
Relative clauses
Relative clausesRelative clauses
Relative clauses
 
Modal verbs
Modal verbsModal verbs
Modal verbs
 
Sistema de cotas
Sistema de cotasSistema de cotas
Sistema de cotas
 
José de alencar
José de alencarJosé de alencar
José de alencar
 
O governo de FHC
O governo de FHCO governo de FHC
O governo de FHC
 
Isaac Newton
Isaac Newton Isaac Newton
Isaac Newton
 
Ácido carboxílico
Ácido carboxílicoÁcido carboxílico
Ácido carboxílico
 
Método de aprendizagem visual
Método de aprendizagem visualMétodo de aprendizagem visual
Método de aprendizagem visual
 

Último

Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 

Apostila Interações Moleculares

  • 1. Interações Moleculares CONCEITO Forças de atração que ocorrem entre as moléculas para manterem-nas unidas. Elas são responsáveis pelos três estados físicos: sólido, líquido e gasoso. Nelas, a extremidade positiva de uma molécula atrai a extremidade negativa da molécula vizinha e assim por diante. Quando a molécula é apolar, a força de atração predominante é do tipo dipolo induzido-dipolo induzido, também chamado dipolo instantâneo ou força de London. Quando a molécula é polar, podem ocorrer dois tipos de força de atração: o dipolo permanente e a ligação de hidrogênio, também chamada de ponte de hidrogênio. FORÇAS DE LONDON É a interação mais fraca de todas e ocorre em moléculas apolares. Neste caso, a molécula estará momentaneamente polarizada e por indução APOSTILA – QUÍMICA – 2014 Página 1 de 12
  • 2. elétrica, irá provocar a polarização de uma molécula vizinha (dipolo induzido), levando as duas a se atraírem mutuamente. No estado sólido ou líquido, devido à sua maior proximidade, ocorrerá uma deformação momentânea nas nuvens eletrônicas das moléculas, originando polos – e +. Exemplos: Cl2, CO2, H2 DIPOLO PERMANENTE Interação é a que ocorre entre moléculas polares, nas quais há de um lado um átomo mais eletropositivo e do outro, um átomo mais eletronegativo. Estabelece-se de modo que a extremidade negativa do dipolo de uma molécula se oriente na direção da extremidade positiva do dipolo de outra molécula. Exemplos: HCl, HBr, HI SIMULADO – ENEM – 2014 Página 2 de 12
  • 3. LIGAÇOES DE HIDROGÊNIO Ocorre quando o hidrogênio (H) estiver ligado a flúor (F), oxigênio (O) ou nitrogênio (N), elementos de alta eletronegatividade. Exemplos: H20, NH3, HF, alcoóis, fenóis, ácidos carboxílicos, aminas, amidas. SIMULADO – ENEM – 2014 Página 3 de 12
  • 4. Observação: - As pontes de hidrogênio são mais fortes que as atrações dipolo-dipolo. Exercícios 1- (UEPG) Identifique as forças intermoleculares que unem moléculas de H2O, de HCl e de CCl4 entre si, respectivamente, e assinale a alternativa correta. a) Ligação de hidrogênio, metálica e Van der Walls. SIMULADO – ENEM – 2014 Página 4 de 12
  • 5. b) Ligação de hidrogênio, dipolo-dipolo e Van der Walls. c) Van der Walls, dipolo-dipolo e metálica. d) Metálica, iônica e covalente. e) Ligação de hidrogênio, iônica e Van der Walls. 2- (PUC) As pontes de hidrogênio aparecem: a) quando o hidrogênio está ligado a um elemento muito eletropositivo; b) quando o hidrogênio está ligado a um elemento muito eletronegativo; c) em todos os compostos hidrogenados; d) somente em compostos inorgânicos; e) somente nos ácidos de Arrhenius. 3- (FEeVale/1-2001) O CO2 é de importância crucial em vários processos que se desenvolvem na Terra, participando, por exemplo, da fotossíntese, fonte de carbono para formação da matéria que compõe as plantas terrestres e marinhas. Sabendo que a molécula de CO2 é apolar, podemos afirmar que as forças intermoleculares que unem as moléculas de CO2 são do tipo: a) iônico. b) ponte de hidrogênio. c) forças dipolo-dipolo. d) forças de London. e) covalente. SIMULADO – ENEM – 2014 Página 5 de 12
  • 6. 4- (UFSC-2007) A adulteração da gasolina visa à redução de seu preço e compromete o funcionamento dos motores. De acordo com as especificações da Agência Nacional de Petróleo (ANP), a gasolina deve apresentar um teor de etanol entre 22% e 26% em volume. A determinação do teor de etanol na gasolina é feita através do processo de extração com água. Considere o seguinte procedimento efetuado na análise de uma amostra de gasolina: em uma proveta de 100 mL foram adicionados 50 mL de gasolina e 50 mL de água. Após agitação e repouso observou-se que o volume final de gasolina foi igual a 36 mL. De acordo com as informações acima, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S). 01) A determinação de etanol na amostra em questão atende as especificações da ANP. 02) No procedimento descrito acima, a mistura final resulta num sistema homogêneo. 04) A água e o etanol estabelecem interações do tipo dipolo permanente-dipolo permanente. 08) As interações entre as moléculas de etanol e de água são mais intensas do que aquelas existentes entre as moléculas dos componentes da gasolina e do etanol. 16) Água e moléculas dos componentes da gasolina interagem por ligações de hidrogênio. SIMULADO – ENEM – 2014 Página 6 de 12
  • 7. 5- (Mack-2004) A alternativa que apresenta somente moléculas polares é: Dados: (número atômico) H = 1; C = 6; N = 7; O = 8; P = 15; S = 16; Cl = 17. (tabela de eletronegatividade) F > O > Cl = N > Br > I = C = S > P = H a) N2 e H2 b) H2O e NH3 c) PH3 e CO2 d) H2S e CCl4 e) CH4 e HCl 6- (UFC-2005) A atividade contraceptiva dos DIUs (Diafragmas Intra-Uterinos) modernos é atribuída, em parte, à ação espermaticida de sais de cobre (II) que são gradativamente liberados por estes diafragmas no útero feminino. Quanto aos sais de cobre (II) em meio aquoso, assinale a alternativa correta. a) Apresentam interações íon-dipolo. b) Permanecem no estado sólido. c) Envolvem interações entre espécies apolares. d) A configuração eletrônica do íon cobre (II) é 1s² 2s² 2p³. e) O íon cobre(II) encontra-se na forma reduzida, Cu²-. 7- A capacidade que um átomo tem de atrair elétrons de outro átomo, quando os dois formam uma ligação química, é denominada SIMULADO – ENEM – 2014 Página 7 de 12
  • 8. eletronegatividade. Esta é uma das propriedades químicas consideradas no estudo da polaridade das ligações. Assinale a opção que apresenta, corretamente, os compostos H2O, H2S e H2Se em ordem crescente de polaridade. a) H2Se < H2O < H2S b) H2S < H2Se < H2O c) H2S < H2O < H2Se2 d) H2O < H2Se < H2S e) H2Se < H2S < H2O 8- A compreensão das interações intermoleculares é importante para a racionalização das propriedades físico-químicas macroscópicas, bem como para o entendimento dos processos de reconhecimento molecular que ocorrem nos sistemas biológicos. A tabela abaixo apresenta as temperaturas de ebulição (TE), para três líquidos à pressão atmosférica. Líquido Fórmula Química TE (ºC) Acetona (CH3)2CO 56 Água H2O 100 Etanol CH3CH2OH 78 Com relação aos dados apresentados na tabela acima, podemos afirmar que: a) as interações intermoleculares presentes na acetona são mais fortes que aquelas presentes na água. SIMULADO – ENEM – 2014 Página 8 de 12
  • 9. b) as interações intermoleculares presentes no etanol são mais fracas que aquelas presentes na acetona. c) dos três líquidos, a acetona é o que apresenta ligações de hidrogênio mais fortes. d) a magnitude das interações intermoleculares é a mesma para os três líquidos. e) as interações intermoleculares presentes no etanol são mais fracas que aquelas presentes na água. 9- No gelo seco, as moléculas do dióxido de carbono estão unidas por: a) pontes de hidrogênio. b) forças de van der Waals. c) ligações covalentes. d) ligações iônicas. e) ligações metálicas. 10- Pode-se verificar que uma massa de água ocupa maior volume no estado sólido (gelo) do que no estado líquido. Isto pode ser explicado pela natureza dipolar das ligações entre os átomos de hidrogênio e oxigênio, pela geometria da molécula de água e pela rigidez dos cristais. As interações entre as moléculas de água são denominadas: a) forças de Van der Waals. b) forças de dipolo induzido. c) forças de dipolo permanente. SIMULADO – ENEM – 2014 Página 9 de 12
  • 10. d) pontes de hidrogênio. e) ligações covalentes. 11- Um dos testes realizados para a determinação da quantidade de álcool na gasolina é aquele em que se adiciona água à mesma, ocasionando a extração do álcool pela água. Isso pode ser explicado pelo fato de álcool e água possuírem: a) ligações covalentes simples e dativas. b) forças de atração por pontes de hidrogênio. c) forças de atração por forças de Van der Waals. d) o grupo OH- carboxila. e) moléculas apolares. 12- (UEM – Adaptado) Assinale o que for correto. 01) A interação existente entre um lipídio (óleo ou gordura) com a água é do tipo van der Waals. 02) Numa amostra de amônia líquida, as interações intermoleculares predominantes são do tipo forças de London. 04) Na água sólida, as interações intermoleculares predominantes são do tipo ligações de hidrogênio. 08) A força de van der Waals (ou de London) é típica na interação entre moléculas apolares. 16) As interações intermoleculares que podem ocorrer no metóxi-pentano são dipolo-dipolo e Van der Waals. GABARITO 1- C SIMULADO – ENEM – 2014 Página 10 de 12
  • 11. 2- B 3- D 4- 04 + 08 = 12 5- B 6- A 7- E 8- E 9- B 10- D 11- B 12- 04 + 08 + 16 = 28 SIMULADO – ENEM – 2014 Página 11 de 12
  • 12. SIMULADO – ENEM – 2014 Página 12 de 12