SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 73
Baixar para ler offline
www.indicacursos.tk
1
Marketing Digital
www.indicacursos.tk
2
Lista de Siglas
GE – General Eletrics
GM - General Motors
LBS - do Inglês Location Based Services
MSN - do Inglês MICROSOFT NETWORK
MMS - do Inglês Multi-Media Message System
MP3 – do inglês MPEG Layer 3
RDF - Resouce Description Framework
RSS - Really Simple Syndication
SMS - Do Inglês Short message service
SMP - Serviço Móvel Pessoal
XML - EXtensible Markup Language
W3C - World Wide Web Consortium
WWW - Word-Wide-We
www.indicacursos.tk
3
Capitulo 1
Importância, Contexto e
Finalidade do Estudo
www.indicacursos.tk
4
1.Importância, Contexto e Finalidade do Estudo
1.1.Introdução
O presente estudo apresenta um estudo da importância das
novas mídias na internet, para a construção de um método de
comunicação direta e transparente com o cliente. Visando à
colaboração em massa para contribuir na criação de bens e
serviços.
Neste contexto, nosso principal objetivo é mostrar como as
novas mídias, na condição de ferramentas estratégicas de
comunicação, podem criar uma imagem corporativa eficiente,
concisa e confiável, através de suas diversas manifestações.
Para isso, procura-se demonstrar de que forma as novas mídias
podem agregar valor a um serviço ou produto oferecido por
uma empresa, gerando diferencial competitivo. Ao verificar
como as empresas percebem a necessidade de apresentar uma
imagem corporativa confiável no seu plano de negócio, é
possível utilizar as mídias como veículos de comunicação para
os produtos ou serviços, de maneira que sejam eficientes e que
revertam os esforços realizados de maneira positiva.
O trabalho propõe ainda como instrumento para compreensão
do termo, a análise da realidade da empresa TECNISA no
mercado atual, em termos de uso das novas mídias na internet
como forma de aproximação com o cliente, mostrando a
transparência da empresa, além de verificar a eficácia deste,
enquanto ferramenta estratégica de comunicação.
www.indicacursos.tk
5
No mercado de hoje, é fato que as empresas estão utilizando
diversas maneiras de comunicação direta com o cliente. Isto se
deve, principalmente, ao avanço tecnológico alcançado na
última década, o qual possibilitou o desenvolvimento de
produtos e serviços que atendam mais as necessidades dos
consumidores.
Segundo Drucker (1999), um dos grandes desafios gerenciais a
serem enfrentados pelas organizações atuais, é a necessidade
de estarem preparadas para agir em um ambiente de mudanças
constantes. Isto é, as empresas precisam ser receptivas a
inovações em todos os aspectos, visualizando essas novas
situações como oportunidades, de forma a torná-las eficazes
dentro e fora da organização. Só assim, elas conseguirão
garantir sua sobrevivência num mercado altamente
competitivo.
É fato que, muito do processo de escolha do produto deve-se à
imagem da empresa no mercado e na mente do consumidor.
Por este motivo, torna-se fundamental o desenvolvimento de
uma imagem corporativa forte, capaz de gerar resultados
tangíveis e obter diferencial competitivo.
A metodologia aplicada na realização deste estudo foi o estudo
de caso da empresa TECNISA, através de pesquisa bibliográfica
em fontes primárias e secundárias.
1.2. Situação Problema
As empresas Internacionais mantém uma comunicação direta
com seus consumidores, clientes internos e externos através da
www.indicacursos.tk
6
internet em diversas formas, sendo que o Blog é o que possui
um melhor relacionamento com clientes, podendo dar
sugestões, opiniões e reclamações, resultando em produtos
melhores atendendo as expectativas nos quais eles procuram.
Portanto o investimento em novas mídias e tecnologias no
mercado são mais intensos e resultantes.
Comparando com o mesmo cenário das empresas nacionais, os
investimentos nas áreas tecnológicas apresentam defasagem,
pois para os empresários brasileiros esse tipo de comunicação
não possui o resultado desejado pela empresa.
1.3. Objetivo Central do Estudo
Buscamos através deste estudo apresentar os benefícios
resultantes, os problemas encontrados e recomendações sobre
a implantação de novas mídias tais como Blog corporativo,
Podcast`s e outras tecnologias que podem influenciar
positivamente na colaboração em massa em busca de melhorar
sua imagem e seu relacionamento com os clientes.
www.indicacursos.tk
7
Capitulo 2
Referencial Teórico
www.indicacursos.tk
8
2. Referencial Teórico
2.1. Marketing Digital
São muitas as definições sobre a utilização do marketing digital,
porém, pretendemos aqui evidenciar apenas algumas a fim de
darmos um panorama sobre o tema.
Segundo Fascioni (2007), temos a definição de marketing digital
com uma maneira de se fazer marketing através de ações de
comunicação que as empresas utilizam com recursos digitais,
podendo ser representados via Internet. Sempre lembrando
que o conceito de marketing é muito mais amplo que
marketing digital, ou do comercial e da propaganda, que é
representado como marketing digital para algumas empresas.
Segundo Sheth (2002,p.14-15), o marketing como função
corporativa objetiva a satisfação do cliente, a internet
propiciou uma visão radical de como a missão básica do
marketing é realizada, embasando-se neste conceito, podemos
verificar três mudanças de paradigmas fundamentais:.
Em primeiro lugar, na era industrial, os profissionais de
marketing iniciavam e controlavam o processo de troca. Já na
era da internet, os clientes definem de que informações
necessitam, qual a melhor oferta e a que preços estão dispostos
a pagar, por determinado serviço, e ou produto para atender as
suas necessidades.
Em segundo lugar, os clientes estão mais exigentes, procurando
produtos de qualidade a preços razoáveis, e serviços mais
rápidos e melhores. Desta maneira, a tradicional troca entre
eficácia e eficiência já não é tão relevante. O que se espera do
www.indicacursos.tk
9
profissional de marketing na era da internet é satisfazer todas
as necessidades presentes e futuras dos clientes de maneira
eficaz e eficiente.
Em terceiro lugar, as empresas com visão no futuro, estão
focando a satisfação dos clientes, surgindo o “Espaço de
Mercado”, “Um espaço de mercado é o contexto no qual os
clientes estão ligados não só a produto, mas ao sistema por
inteiro, e no qual as empresas podem fornecer um conjunto
completo de serviços com valor agregado, como mecanismo
para obter vantagem competitiva sustentável sobre suas
concorrentes” (SHETH, 2002) Como por exemplo temos a GE,
que não só fabrica e vende motores de avião, como também
vende para Southwest Airlines o “Power By The Hour”, um
serviço de monitoramento eletrônico do desempenho do motor
durante o vôo e o rastreamento dos dados de manutenção e
consertos.(SHETH, 2002) É visível que o Marketing Digital é
uma das expressões mais utilizadas nos últimos anos e vem
ganhando muita força na Internet, no e-commerce e no e-
business.
2.2. Web 2.0
Segundo Sampaio (2007, p.04-09), a internet evoluiu desde os
primórdios até atualmente da seguinte maneira:
Os primórdios ou WEB 0.0 :
www.indicacursos.tk
10
Março de 1989: Tim Berners-Lee lançou a primeira
especificação sa Word-wide-web, composta pelo protocolo
HTTP e a linguagem HTML.
Início de 1993: Marc Andreessen e Eric Bina, ambos da
National Center for Supercomputing Applications (NCSA) ,
criaram o navegador gráfico Mosaic.
Junho de 1993: Thomas R. Bruce criou o primeiro browser para
Windows: o Cello.
Abril de 1994: A empresa Mosaic Communications
Corporation, fundada por Andreessen e Jin Clark, muda seu
nome para Netscape Communications.
Abril de 1994: O website de Jerry Yang e David Filo muda seu
nome para Yahoo.
Outubro de 1994: O consorcio W3C é fundado.
Maio de 1995: A linguagem Java é disponibilizada para o
mercado pela Sun.
Julho de 1995: A Amazon.com entra em funcionamento.
Agosto de 1995: A Microsoft lança o navegador MS Internet
Explorer, dentro do pacote PLUS para Windows.
Outubro de 1995: Gustavo Viberti e Fábio Oliveira fundam o
primeiro site de buscas brasileiro: o Cadê.
Dezembro de 1995: A versão 2.0B3 do navegador Netscape traz
a linguagem interpretada Javascript.
www.indicacursos.tk
11
Final de 1995: Jack London cria a livraria virtual Booknet no
Brasil.
1996: Nascem os primeiros jornais online: JB Online e Globo
Online.
Agosto de 1996: A Microsoft lança a versão 3 do Internet
Explorer, com suporte a tecnologia ActiveX.
A partir de 1996, começaram algumas iniciativas de e-
Commerce, mas a internet ainda não era “educada” para este
tipo de comercio, os “internautas” utilizavam tipicamente os
seguintes recursos: Páginas Pessoais, Buscas, Noticias, Chat,
Softwares e Novidades.
A Comercialização ou WEB 1.0:
Junho de 1995: É liberada a primeira versão do PHP.
Junho de 1996: A Sun lança a especificação Java Servlet API.
Dezembro de 1996: A Microsoft lança a tecnologia Active
Server Pages ou ASP.
Dezembro de 1996: A Macromedia lança o Flash 1.0.
Outubro de 1997: O site eBay passa a ter oficialmente este
nome.
1998: eBay se torna uma companhia de capital aberto.
Outubro de 1998: O Google é Lançado.
Entre 1998 e 1999: Bancos abrem sites para movimentação de
contas na internet.
www.indicacursos.tk
12
1999: A Sun lança a tecnologia JavaServer Pages e a
especificação Java 2 Enterprise Edition.
Março de 1999: A Microsoft lança o Internet Explorer versão
5.0 com o objeto XMLHttpRequest, o princípio do AJAX.
Março de 1999: A primeira versão do RSS é lançada no portal
Netscape.
Outubro de 1999: Americanas.com entra no ar.
Novembro de 1999: Submarino.com entra no ar.
Janeiro de 2000: A America On Line(AOL) compra a Time
Warner.
Neste período, com a o surgimento das tecnologias como ASP,
PHP, Servlets e JSP, facilitou a criação de websites dinâmicos e
de e-Commerces. Muitas empresas começaram a entrar no
mercado das Ponto.COM, e as pessoas (internautas)
começaram a utilizar a internet de maneira maciça. O usuário
típico desta época acessava: On-line Banking, Notícias,
Compras, Serviços, Chat, Impostos, Concursos, e-Learning,
Pesquisa de Preços, entre outros.
O estouro da bolha da nova economia:
Após o escândalo da MCI-WorldCom em 2001, a grande
concorrência na Web e a ausência de retornos, as fornecedoras
de “Venture Capital” pararam de investir.
Outro importante fator foram os seis aumentos na taxa de
juros básica, promovido pelo Federal Reserve entre 1999 e
2000.
www.indicacursos.tk
13
Esses e outros fatores contribuíram para a perda de confiança
neste tipo de modelo de negócios, fazendo com que muitas
empresas fossem adquiridas ou fundidas com empresas da
“velha economia”, pois as empresas não tinham como investir
devido ao alto custo e sem um retorno previsível.
Esse período – entre 2000 e 2002 – foi muito difícil para as
empresas WEB, sem muitas inovações tecnológicas e mudanças
de hábitos.
A Web 2.0:
Janeiro de 2001: A Wikipedia, versão em inglês, entra no ar.
Fevereiro de 2003: A Google compra a Pyra Labs e lança o
serviço Blogger.
Janeiro de 2004: O Orkut entra no ar.
Fevereiro de 2004: o Flickr.com entra no ar.
2004: Primeira conferência sobre WEB 2.0 (O’Reilly).
2004: Yahoo Maps API e Google Maps API são lançadas.
Após o estouro da “bolha”, uma grande mudança
comportamental foi iniciada com o crescimento das redes de
relacionamento e do compartilhamento de informações. As
pessoas deixaram a visão comercial da Web e voltaram às
origens, buscando gerar novos portfólios através da utilização
de conteúdos já existentes.
www.indicacursos.tk
14
Segundo O’Reilly (2005), o conceito de Web 2.0 começou em
uma conferência entre a MediaLive Internacional e a O’Reilly.
Onde o vice-presidente da O’Reilly Dale Doughherty, notou
que, após o estouro da bolha, ao contrário da web ter
fracassado, ela estava sendo adotada como um dos principais
meios de comunicação entre pessoas e empresas, no seu auge
de acesso. Surgindo novas aplicações e sites com uma
regularidade surpreendente. E que todas as empresas que
sobreviveram tinham algo em comum. Acreditava- se que o
colapso ponto-com marcou uma espécie de virada, dando
sentido a uma convocação do tipo “WEB 2.0”,
desta maneira surgi a Conferência Web 2.0.
www.indicacursos.tk
15
Segundo Terra (2008, p.21), o termo Web 2.0 refere-se à
segunda geração de serviços e aplicativos da web, aos recursos,
tecnologias e novos conceitos que permitem que a internet seja
mais interativa e colaborativa. A diferença entre a primeira
geração, é principalmente pelo dinamismo das interfaces em
contraposição as páginas estáticas da web 1.0 .
“O termo Web 2.0 é utilizado para descrever a segunda geração
da World Wide Web --tendência que reforça o conceito de
troca de informações e colaboração dos internautas com sites e
serviços virtuais. A idéia é que o ambiente on-line se torne mais
dinâmico e que os usuários colaborem para a organização de
conteúdo." (Folha Online 2006) “O importante é que não existe
nenhuma inovação tecnológica na Web 2.0, mas apenas o reuso
das tecnologias já consagradas com um novo enfoque.”
SAMPAIO Segundo Edmundo(18/10/2007), a web 2.0 é
caracterizada por aplicativos que podem ser incorporados - na
maioria sem custos - em sites, a partir de pequenos pedaços de
códigos , também conhecidos como widget’s. E os principais
desses aplicativos são:
www.indicacursos.tk
16
BLOGS : paginas pessoais que permitem o autor escrever e
dialogar com seus leitores através de comentários, também
utilizados por empresas.
WIKIS : sites onde os visitantes podem colaborara com o
conteúdo, alterando e incluindo informações sem a
necessidade de cadastro, como o Wikipedia. Redes Sociais:
redes onde os participantes criam seu perfil, participa de
comunidades, fazendo troca de mensagens e conhecimentos
entre os outros participantes, como o MySpace, Orkut,
Facebook, Last.Fm,etc.
Compartilhamento de Vídeos e Imagem: Sites como o YouTube
e Flickr onde é permitido enviar fotos e vídeos, podendo
comentar os mesmos, e outras funcionalidades.
Mundos Virtuais: Ambientes virtuais onde os participantes
criam seus avatares e interagem com os outros usuários, o mais
famoso é o Second Life.
Podcasting e VideoCasting: Programas virtuais de Rádio e TV
que podem ser compartilhados e distribuídos para os usuários.
www.indicacursos.tk
17
“Os microcomputadores trouxeram assim uma grande
mudança no que diz respeito aos usuários do serviço on-line,
que não são mais apenas os profissionais da informação, mas
aqueles que, anteriormente, se valiam de um intermediário e
agora fazem a sua busca independentemente. [...] os serviços
on-line são idealmente adequados em termos de serviços
oferecidos, tornando os seus usuários mais exigentes em
questão de qualidade e mais cientes do valor do serviço.”
(FIGUEIREDO, 1991)
2.3. Novas Mídias de Marketing Digital
A seguir serão citados algumas das principais formas de se
utilizar as novas mídias pela Internet.
2.3.1. Blog
“O Termo Blog vem de uma palavra de origem inglesa
composta pelas palavras Web que é uma página de Internet e
log que é diário de bordo, com o tempo a palavra foi abreviada
www.indicacursos.tk
18
para Blog e a grande diferença de um Blog para um site
institucional, além dos conteúdos atuais ficando sempre acima
dos conteúdos menos recentes é a interatividade, é o espaço
para comentário então um blog necessariamente tem que abrir
espaço para comentários.”
(TERRA, 2008)
Existem várias definições para a sigla BLOG, na enciclopédia on-
line Wikipedia, o termo BLOG vem de "WEB LOG", concebido
por Jorn Barger (autor de um dos primeiros FAQ - Frequently
Asked Questions) em 1997, definindo-o como uma página da
Web onde um diarista (da Web) relata todas as outras páginas
interessantes que encontra, logo após, o termo foi alterado por
Peter Merholz (http://www.peterme.com/), que decidiu
pronunciar "wee-blog", que tornou inevitável o encurtamento
para o termo definitivo "blog".
"Blogs são páginas pessoais da Internet que têm mecanismos
de interação e permitem manter conversas entre grupos. Essas
páginas tornaram-se muito populares entre jovens, que
transformaram o ciberespaço em seus diários pessoais. Algum
tempo depois do surgimento desta febre, esse sistema foi
descoberto por repórteres e editores de vários países, passando
a servir de ferramentas para um novo gênero de jornalismo,
uma tribuna para a exposição das opiniões que normalmente
são deixadas de lado na cobertura noticiosa, ao mesmo tempo
em que põem em contato direto leitores e jornalistas." (Site
UltimoSegundo, 2008) Segundo o jornal Estado de São Paulo
(2008), uma pesquisa do Ibope/NetRatings apontou 45% dos
internautas acessam blogs , e 65% dos acessos, vem através de
buscas no Google, o resto são internautas fiéis aos blogs.
www.indicacursos.tk
19
“Ferramenta foi absorvida pelo mercado e pela mídia, mas
grande parte dos blogs é produzida por internautas amadores”.
MARTINS(2008)
“A Blogosfera é um espaço que se alimenta do ‘mundo’ que
rodeia seus autores, seja ele a instituição, o pais, etc., mas
também da leitura de outros blogs e da crítica do que aí se lê. ”
(CARDOSO 2007)
O blog pode ter muitos objetivos, segundo o site BLOGGER, "O
blog é um diário pessoal. Uma tribuna diária. Um espaço
interativo. Um local para discussões políticas. Um canal com as
últimas notícias. Um conjunto de links. Suas idéias.
Mensagens para o mundo.".
No Diário de Comunicação (RABAÇA e BARBOSA, 2002), afirma
que os blogs podem ter objetivos de entretenimento,
profissionais, entre outros, diz também que os blogs funcionam
www.indicacursos.tk
20
como ferramentas comunicação que dão suporte à interação de
pequenos grupos de uma maneira simples, fácil e prática por
meio de um sistema de troca de mensagens, podendo ser
utilizados pelos membros de uma família, uma empresa ou
qualquer instituição.
Cipriani (2006, p.30) diz que o um Blog corporativo pode ser um
ponto de encontro entre clientes, parceiros e funcionários de
uma organização, utilizando-o como um blog-portal de
relacionamento, um blog-ponte de ligação entre as
preocupações do mercado e a realidade interna corporativa,
um blog-canal aberto com o presidente, ou até mesmo um
blog-exposição da opinião de clientes atuais, onde basta ter
criatividade e autenticidade, pois as possibilidades são infinitas.
O mesmo autor(2006, p.34) diz também que um blog pode ser o
agente transformador que dará inicio à admiração da empresa
para o sucesso, pois o blog aproxima a visão da empresa para
um tipo de estrutura organizacional obrigatória, para aquelas
que desejam se tornar bem-sucedidas: ”a organização focada
no cliente”.
Para Terra(2008, p.73), os blogs corporativos são um canal de
comunicação entre a empresa e seus públicos que permite uma
conversa bilateral e mais informal, e a ferramenta pode ser
explorada no mundo corporativo como relacionamento,
divulgação, endosso de terceiros à reputação e imagem
corporativas e diálogo.
"os blog fazem o papel de catalizador de notícias ou fatos
relevantes.
www.indicacursos.tk
21
São um verdadeiro canal de marketing boca-a-boca. Contando
com uma rede mundial de milhões de blogs, que cresce em
ritmo assustador, tudo que é considerado interessante
consegue se espalhar de um modo fenomenal por meio dos
links." (Cipriani 2006)
“O impacto dessa rápida disseminação de idéias e opiniões
pode ser encarado como um problema ou uma grande
oportunidade para as organizações - basta apenas que a
empresa esteja atenta ao que acontece na Internet, sem jamais
ignorar seus eventuais pontos negativos. Os blogs corporativos
são mais do que uma tendência; são uma realidade que chegou
para ficar, assim como a necessidade das empresas se
adaptarem à ela.” (BEGARA,2006).
Os blogs corporativos são divididos basicamente em dois tipos:
externos e internos.
www.indicacursos.tk
22
a) Externos
Para Terra (2008), os blog corporativos externos são aqueles
que a empresa pública para acesso de qualquer pessoa na
internet, com o proposito de interação externa, seja como
canal de comunicação, de reforço da marca, de feedback para
desenvolvimento de produtos, de gerenciamento de crises, de
relações públicas, de relacionamento com a mídia, de
posicionamento estratégico, etc.
Terra (2008, p.75) diz que o Blog externo não é o substituto da
página Web tradicional, e afirma que a diferença entre a página
web e o Blog é que a primeira funciona como uma biblioteca,
onde o cliente conhece sobre a empresa , e no segundo, o
cliente “conversa” com a empresa, além de consulta-la.
b) Internos
Begara (2006) diz que blogs corporativos internos são
geralmente utilizados como uma ferramenta de interação entre
funcionários. É um meio muito eficiente de conduzir as bases
de uma comunicação interna, gerenciando conhecimento e
projetos e reforçando as iniciativas dos recursos humanos.
Cipriani (2006) diz que como o blog passará a ser o porta-voz de
informação de dentro da empresa, é necessário haver alguns
cuidados importantes ao convidar seus funcionários a escrever
ao público da companhia, como ter alguém para monitorar o
que os funcionários estão escrevendo, para evitar que não
contenha palavrões ou textos impróprios, assuntos
confidenciais, difamação de outros colegas de trabalho, enfim,
definir regras que sigam o padrão ético-moral da empresa, mas
www.indicacursos.tk
23
não sendo muito fechadas ou restritas, pois o que torna o blog
um canal de sucesso é o conteúdo pessoal e o mais espontâneo
possível.
2.3.2. Marketing Viral
O conceito de Marketing Viral ou Marketing de Guerrilha é
passar adiante a proposta de uma determinada marca, muitas
vezes de forma bem humorada para o consumidor, difundindo-
o como se fosse uma “epidemia” geralmente pela internet
(blogs, e-mail, sites aparentemente amadores), mas também
podem ser utilizadas anúncios e outdoors, tornando simples
ideias, em grandes ações.
“O marketing viral e a publicidade viral referem-se a técnicas
de marketing que tentam explorar redes sociais pré-existentes
para produzir aumentos exponenciais em conhecimento de
marca, com processos similares a extensão de uma epidemia.
A definição de marketing viral foi cunhada originalmente para
descrever a prática de vários serviços livres de e-mail de
adicionar sua publicidade ao e-mail que sai de seus usuários.
O que se assume é que se tal anuncio alcança um usuário
"susceptível", esse usuário "será infectado" (ou seja, se ativará
uma conta) e pode então seguir infectando a outros usuários
susceptíveis (...). Essa técnica muitas vezes esta patrocinada por
uma marca, que busca construir conhecimento de um produto
ou serviço. Os anúncios virais tomam muitas vezes a forma de
vídeo clips ou jogos Flash interativos, imagens, e inclusive
textos.” (Wikipedia, 2008)
www.indicacursos.tk
24
Segundo Personi (2008) um dos pioneiros a utilizar o Marketing
Viral através da internet foi o Hotmail. Que anunciava no
rodapé das mensagens enviadas, convites a usuários não
cadastrados para que pudessem se cadastrar no site e utilizar o
serviços.
www.indicacursos.tk
25
De acordo com o que observamos no nosso estudo, da mesma
forma, o GOOGLE divulgou seus produtos (ORKUT / GMAIL).
Fazendo que se espalhassem até chegar na popularidade em
que esta hoje.
2.3.3. PodCasting
O podcast (também conhecido como podcasting) são arquivos
de áudio que são distribuídos via internet por meio do RSS. Os
arquivos ficam em um servidor e cada vez que é gerado um
novo arquivo é atualizado o RSS, assim as pessoas que assinam
o mesmo já recebem as atualizações.
Segundo Geoghegan e Klass (2005), o ex-VJ da MTV e
desenvolvedor de mídia interativa Adam Curry procurou por
vários anos caminhos para usar a internet para transmitir vídeo
e audio, e em 2000, ele se reuniu com Dave Winer(um dos
criadores do RSS) , que alterou o RSS para habilitar o envio de
arquivos também.
Uma matéria publicada na Folha Online(20/06/2008) fala que a
palavra podcast vem da fusão da palavra iPod (Tocador de MP3
da Apple) com broadcast (Transmissão via rádio).
Segundo o site Podcasting Brasil, o PodCasting é uma nova
mídia digital onde você ouve seus programas preferidos onde e
quando quiser.
www.indicacursos.tk
26
Sauers(2006) ilustra isso da seguinte forma:
“Podcasts são populares porque permitem que você crie sua
própria estação de rádio, ouvindo apenas a narração e a música
que você está interessado e no horário que você desejar.”
SAUERS (2006, tradução nossa).
O mesmo autor (2006) também diz que em 2005, “podcast” foi
nomeada a palavra do ano pela New Oxford English Diccionary.
Existem várias maneiras para ouvir os podcasts, desde baixar o
arquivo MP3 para a máquina, ouvir no próprio website, até
usar programas como os leitores de RSS. O programa mais
comum, é o iTunes, que é um programa gratuito e também faz
a sincronia com o iPod/iPhone.
www.indicacursos.tk
27
Segundo o site da Apple, a iTunes Store (Loja online do iTunes
onde você pode desde comprar músicas até se inscrever em
podcasts) possui mais de 100 mil podcasts, desde criadores
independentes até grandes nomes como HBO, ESPN, New York
Times, etc.
2.3.4. RSS
O RSS (do inglês “Really Simple Syndication”, algo como
“publicação muito simples”) é um formato para distribuição de
informações pela internet em tempo real.
Esta maneira de distribuição (também conhecida como "feeds")
é muito utilizada em blogs e portais de notícias devido à
quantidade de informações e a velocidade em que elas
precisam ser disponibilizadas.
www.indicacursos.tk
28
Segundo o site RSS Especifications (2008), a história do RSS
pode ser traçada desde 1997 com a criação do RDF (Resouce
Description Framework), que é similar ao RSS. Em 1999, Dan
Libby da empresa Netscape criou um padrão chamado RSS
versão 0.90 e o release da versão 0.91, mas começou a ocorrer
conflitos, pois Dave Winer da empresa Userland criou uma
nova versão do RSS e também a chamou de RSS versão 0.91.
A Netscape abandonou o projeto do RSS, e em 2000, pois
acreditava não ser viável para o determinado momento. A
Userland lançou a especificação do RSS versão 0.91. Após varias
alterações, em 2002 é lançada a versão 2.0, que foi desenhada
por Dave Winer após sair da Userland.
Em 15/07/2003 a posse do RSS 2.0 foi passado para Harvard
através da licença Creative Commons.
A Locaweb explica o seu funcionamento do RSS da seguinte
maneira:
“Num arquivo RSS são incluídas informações como título,
página (endereço URL), descrição da alteração, data e autor de
todas as últimas atualizações do site ao qual ele está agregado.
De poucos em poucos minutos, o arquivo RSS é atualizado,
permitindo compartilhar conteúdo Web em tempo real. Ele
permite, por exemplo, que o administrador de um site de
www.indicacursos.tk
29
notícias crie um arquivo XML com as últimas manchetes
publicadas, a fim de compartilhá-las mais rapidamente com
seus leitores.” (LOCALWEB, 2008)
Para que as pessoas possam ler as informações do RSS, é
necessário que elas utilizem um leitor de RSS, também
conhecido como ‘agregador de conteúdo’.
Esse agregador interpreta as informações do RSS e exibe de
maneira amigável para o usuário, entre os agregadores
existentes estão o Google Reader, Bloglines,
Newsgator, entre outros.
O site RSSDay (2008), diz que o principal benefício do RSS, é que
ele permite que as pessoas estejam sempre conectadas em
seus web sites favoritos sem precisar visitar os mesmos. Pois
quando a pessoa se inscreve no RSS de um site, ela vai receber
automaticamente as atualizações daquele site.
www.indicacursos.tk
30
2.3.5. Second Life
Segundo Ferrari (2007, p.94-95), o Second Life foi criado em
2003 por uma empresa californiana chamada Linden Lab, é um
jogo que simula um mundo real de maneira virtual, em 3
dimensões, com o direito de criar hoteis, lojas, boates,
empresas, etc.
Cada usuário cria seu avatar, compra roupas, acessórios,
conversam e interagem com outros usuários. Os usuários
podem criar seus próprios itens, de roupas a edifícios, obtendo
todos os direitos sobre eles, podendo vende-los.
Todas as transações são utilizadas em sua moeda local, o
“linden”, E esses lindens podem ser trocados por dinheiro de
real ($).
Varias empresas descobriram que o jogo também é um local
interessante para ações de marketing, a Adidas por exemplo
criou uma loja virtual para lançar uma nova linha de tênis,
assim como Toyota, Sony e IBM fizeram o mesmo.
Empresas brasileiras estão investindo no Second Life, segundo
Zmoginski(2008) na Info Online, a empresa BRSL, que
administra ilhas e explora eventos no universo do Second Life,
reproduziu alguns trechos da avenida Paulista, onde os
avatares podem andar de metrô, passear pelo Conjunto
Nacional e visitar construções históricas da avenida.
Algumas empresas também usam o Second Life para encontrar
profissionais, Balieiro (2008) na Info Online, mostra o caso da T-
Systems do Brasil, que usou o
www.indicacursos.tk
31
Second Life para selecionar possíveis candidatos para um
processo real de seleção.
“Lá, a funcionária virtual do RH Pink Spirit recebe as visitas e
fornece informações sobre a companhia. Além de apresentar as
vagas disponíveis e os benefícios oferecidos, Pink Spirit convida
o visitante para uma mini- entrevista.”(BALIERO, 2008)
2.3.6. Redes Sociais
Segundo o site G1(2008), rede social é a relação estabelecida
entre indivíduos que tem os mesmos interesses em um mesmo
ambiente. Na internet, as redes sociais são conhecidas como
comunidades online, que permite que os internautas se
comuniquem e compartilhe informações.
Spyer (2007, p.71) diz que desde o final dos anos 90, era comum
encontrar sites de relacionamento que ajudavam pessoas a
encontrar parceiros. Mas o conceito evoluiu para atender a
demanda para outros níveis como o profissional e social e por
temas de interesses específicos.
A principal diferença das novas redes sociais, é que elas não se
limitam apenas a cruzar informações dos usuários para
aproximar desconhecidos com potencial de relacionamento,
mas também fazem as pessoas reconstruírem suas redes de
familiares , amigos e colegas.
Segundo Schnoor(2008), uma pesquisa do Ibope//NetRatings
informou que 90% dos brasileiros usam redes sociais, o Orkut é
a rede mais usada no Brasil, com cerca de 16 milhões de
usuários únicos mensais, em segundo lugar está o Sonico, com
1,8 milhão e depois o MySpace, com 1,1 milhão.
www.indicacursos.tk
32
Segundo o jornal Estadão em 07/01/2008 , o Myspace é o maior
site de relacionamentos do mundo, com aproximadamente 110
milhões de usuários, mas atualmente, o Facebook vem
ganhando mais espaço, conforme mostrado no gráfico abaixo
retirado site Alexa.com , que mede a quantidade de acessos de
um site da web.
www.indicacursos.tk
33
No Brasil, o site mais acessado é o Orkut, seguido pelo Sônico e
Myspace, e por ultimo o Facebook.
No Brasil existem outras redes que estão aparecendo, como o
Last.FM que é um site que agrega uma comunidade virtual com
uma rádio on-line, o Twitter que é uma rede social e um
servidor para miniblogging e o Flickr, que é um site onde você
hospeda e compartilha fotos.
Segundo informações Obtidas no site Last.fm(2008) , o site é
um serviço que “aprende” com as musicas que o usuário ouve,
onde cada faixa que você escuta é gravada em seu perfil,
revelando um pouco do gosto musical. Através dele, os
usuários poderão se conectar entre si, recomendando musicas
e aumentando a rede. O site também indica bandas parecidas
com o gosto musical do usuário, assim fazendo com que
conheça bandas novas.
www.indicacursos.tk
34
Twitter
Segundo o portal de notícias G1 (09/04/2008), o Twitter é uma
rede baseada em mensagens instantâneas curtas (máximo de
140 caracteres), e ele foi o primeiro a popularizar o conceito de
microblogging. A ideia inicial do Twitter era permitir que os
usuários de maneira rápida falassem o que estavam fazendo,
mas atualmente a ferramenta também é usada para coberturas
jornalísticas em tempo real.
Flickr
O Flickr é uma rede social voltada para imagens e vídeos, onde
seus usuários hospedam e compartilham imagens e vídeos
através do site. Segundo o site do Flickr (2008), o site tem dois
www.indicacursos.tk
35
objetivos: o de ajudar as pessoas a disponibilizar seus
conteúdos para as pessoas importantes para elas, e permitir
novas maneiras de organizar as fotos e vídeos. Através do site
os outros usuários podem dar notas, comentar e compartilhar
seus conteúdos.
YouTube
O Youtube (2008) é um site que permite que seus usuários
coloquem seus vídeos, assistam e compartilhem os mesmos em
formato digital.
Segundo informações obtidas no site do Youtube (2008), ele foi
criado em 2005 por três funcionários da PayPal, que criaram o
www.indicacursos.tk
36
site com a intenção de publicar seus vídeos pessoais, mas o site
tornou-se um sucesso na internet rapidamente.
No ano de 2006, o YouTube ganhou o título de “A invenção do
Ano” pela revista TIME , e em outubro de 2006 foi comprado
pelo GOOGLE, pelo valor de US$ 1.65 Bilhões em ações.
Atualmente é o líder em vídeos online. Os vídeos podem ser
vistos através do website, celulares, blogs e e-mails.
“Todas as pessoas podem assistir vídeos no YouTube.
Pessoas podem ver em primeira mão vídeos dos
acontecimentos atuais, vídeos sobre seus hobbies e interesses.
Quanto mais pessoas capturar momentos especiais em vídeos,
o YouTube é encarregado de torna-los os organismos de radio
de fusão de amanhã.” YOUTUBE (2008)
"O que faz do YouTube e dos vídeos ferramentas poderosas de
divulgação é o fator 'novidade'. O Youtube é um site que
retrata os novos tempos de uma maneira genial. Faz com que
nos tornemos Big Brothers da vida alheia através dos vídeos
www.indicacursos.tk
37
postados. Permite que mostremos nossa criatividade para o
mundo. Permite que empresas valorizem seus usuários por
meio de campanhas específicas pra internet" . VAZ (2008).
O YouTube é basicamente um compartilhador de vídeos , onde
o usuário pode fazer o upload (enviar para o servidor) do vídeo
e permitir que o mundo inteiro o assista, comentem, dêem
notas , compartilhe seu vídeo exibindo-o em outras páginas
Web, enviar para amigos, etc.
A Importância dos Links Patrocinados (GOOGLE ADWORDS)
Segundo Monteiro (2007, p-5), o link patrocinado é um modelo
de propaganda onde o anunciante paga pelo clique no anúncio,
e não pela exposição do mesmo.
Este tipo de anúncio é também chamado de campanha por
palavra chave ou PPC (pay-per-click), pois o anúncio é mostrado
através de alguma palavra chave.
O Adwords é um programa de publicidade do GOOGLE, onde os
anúncios são exibidos em forma de links. Esses anuncios são
exibidos nas pesquisas do site e nos sites que utilizam o
adsense, um serviço de publicidade onde os donos de sites se
inscrevem no serviço e disponibilizam os resultados em suas
páginas, gerando lucro baseado na quantidade de cliques ou
visualizações dos anúncios.
Segundo Vaz (2008), dos formatos de publicidade oferecidos
pelo Google no AdWords, o mais comum é o em forma de
texto, seguido pelos anúncios gráficos e os de animação. Outros
www.indicacursos.tk
38
formatos oferecidos também são anúncios em vídeos, anúncios
de empresas locais e em celulares.
“...Com o AdWords você pode criar anúncios simples e eficazes,
e exibi-los para pessoas que estarão pesquisando informações
relacionadas com seu negócio on-line.” VAZ (2008)
Segundo Moraz (2006, p.83), o Google Adwords trata-se de um
veiculo de publicidade que utiliza as as páginas de resultados
das pesquisas e sites que utilizam o ad-sense para exibir links
relacionados aos resultados da pesquisa.
Segundo informações do site do AdWords Google (2008), os
nlinks patrocinados funcionam porque o seu alcance é
segmentado, pois a sua exibição será somente quando houver
pesquisas relacionadas à sua palavra-chave cadastrada; maior
controle, pois pode ser exibido de diversos formatos , inclusive
por área geográfica e idiomas; e valor mensurável , pois não há
compromisso de tempo ou requisito de gasto mínimo, com a
opção de custo por clique, só é cobrado quando recebe um
clique, isso significa que todo o seu orçamento é usado para
clientes potenciais.
www.indicacursos.tk
39
Capitulo 3
Pontos de Investigação do
Estudo
www.indicacursos.tk
40
3. Pontos de Investigação do Estudo
O objetivo central do estudo é investigar como as empresas
utilizam as novas mídias na internet. Conforme o conteúdo
apresentado no presente trabalho, foi realizado um Estudo de
Caso da empresa TECNISA, baseando-se no material
bibliográfico disponibilizado no portal da empresa e entrevista
junto ao gestor responsável da utilização das mídias na
internet.
Os pontos de investigação do Estudo, organizados nas
dimensões do composto das Novas mídias na Internet:
3.1. AS NOVAS MÍDIAS
Como são empregadas o uso das novas mídias na internet:
a) Tipos: Quais seriam os tipos de mídia na Internet foram
utilizados pela empresa.
b) Características das Mídias: Quais seriam os diferenciais
competitivos, a segmentação para seu público alvo,
abrangência das mídias utilizadas.
c) Design: Qual seria o design diferenciado, na qual ao ser
acessado é reconhecido.
www.indicacursos.tk
41
Capitulo 4
Metodologia
www.indicacursos.tk
42
4. Metodologia
4.1. Considerações gerais
O presente estudo está enquadrado em termos de
metodologia como num estudo exploratório e qualitativo no
qual utilizaremos os métodos de levantamento de dados do:
Estudo de Caso, da Entrevista e da Pesquisa Documental,
servindo como técnicas de pesquisas para explorar nossos
objetivos, e exemplificar o uso das novas mídias na internet no
caso da empresa TECNISA (Empresa pioneira a utilizar BLOG
corporativo no setor imobiliário).
Investigando junto à empresa TECNISA, o foco da nossa
pesquisa foi verificar como era o cenário antes da implantação
de mídias na internet, e qual foi o impacto pós-implantação
para a empresa; com esta experiência, comparamos as
expectativas e os resultados obtidos.
Para realizar o levantamento dos dados foram feitas analises
nos casos disponíveis no portal da empresa TECNISA, assim
verificando a implementação das novas mídias; e entrevista
junto ao Roberto Loureiro responsável pelo setor de redes
sociais da empresa.
4.2. Fundamentação Teórica de Metodologia
Utilizada
4.2.1 Pesquisa Qualitativa
Segundo Geargeoura (2008, p.26) a pesquisa qualitativa tem
como função elencar quais são os parâmetros ou variáveis da
www.indicacursos.tk
43
pesquisa que influência no fenômeno ou assunto abordado,
podendo ser mensuráveis ou não. Como por exemplo, qual a
sensação das pessoas em relação ao ambiente, quando
adentram a uma determinada loja. A pesquisa qualitativa visa
esclarecer a estrutura e as variáveis relevantes ao estudo, e não
a relação entre causa e efeito ocorrido pelo fenômeno ou
assunto abordado.
4.2.2. Estudo de Caso
Segundo Geargeoura (2008, p.30) Estudo de Caso é um formato
ou desenho (design) de pesquisa, técnica utilizada para
organizar os dados em torno de uma unidade (objeto de
pesquisa).
Segundo Gil (1999, p.72-73), o estudo de caso é caracterizado
pela profunda e exaustiva analise de um ou mais objetos de
pesquisa. Desta maneira, proporcionar o conhecimento amplo
e detalhado do estudo abordado, praticamente impossível de
ser realizado em outros métodos de pesquisa.
“... é uma abordagem que considera o desenvolvimento dessa
unidade que pode ser uma pessoa, uma família ou outro grupo
social, um conjunto de relações ou processos ( como crises
familiares, ajustamento a doença, formação de amizade,
invasão étnica de uma vizinhança, etc.) ou mesmo dentro de
uma cultura”.(GOODE e HATT, 1975)
De acordo com o autor Pádua (2004) é preciso ter consciência
de que todo e qualquer objeto de estudo, seja físico, biológico
ou social, sabe-se que não possuímos informações concretas
www.indicacursos.tk
44
sobre o assunto. É uma técnica na qual se trabalha em uma
construção intelectual por meio de coleta de dados.
O estudo de caso não pode ser considerado a analise de um
individuo como um todo, ela flexível, na qual utilizamos de um
contexto descritivo para um contexto interpretativo.
Segundo Castro (1977) quando não temos informações
suficientes para um determinado objeto de estudo, é
imprescindível analisar profundamente pelo menos uma parte
de todo o universo pesquisado, tal pratica é uma das principais
características do estudo de caso.
Segundo Yin (1989) estudo de caso é um estudo que investiga
um fenômeno atual, de acordo com seu contexto de realidade,
quando as limitações entre um fenômeno e o contexto não são
claramente definidas, sendo utilizadas varias fontes de
evidencias.
De acordo com Yin (1989) é adequado utilizar o método Estudo
de Caso é quando:
Quando o pesquisador não tem domínio do objeto de estudo;
A análise de um determinado objeto de estudo esta em fase de
experimento;
Quando questões do tipo “como” e “por que” for o foco do
problema de pesquisa;
Quando o objeto de estudo for o foco do contexto da
realidade;
“... permite uma investigação para reter as características
holísticas e significativas dos eventos da vida real...,...
www.indicacursos.tk
45
habilidades em lidar com uma completa variedade de
evidencias, documentos, artefatos, entrevistas e observações
”.(YIN, 1989)
4.2.3. Entrevista
Segundo Gil (1999) Entrevista é a técnica onde o entrevistador
se apresenta frente ao entrevistado realizando perguntas
previamente formuladas com o objetivo de coleta dos dados e
fontes de informação. A Entrevista é uma das técnicas mais
utilizadas na área de ciências sociais, psicólogos, sociólogos,
pedagogos, entre outros profissionais. Tratando dos problemas
humanos, com o objetivo voltado para diagnósticos e
orientação.
Muitos autores acreditam que a entrevista é uma técnica
dentro da investigação social na qual agrega valor, semelhante
há um tubo de ensaio na área Química. Por sua flexibilidade, é
utilizado como técnica de investigação, na qual seu
desenvolvimento das ciências sociais, nas ultimas décadas,
foram obtidos graças a sua aplicação.
Segundo Pádua (2004) Entrevista é uma técnica realizada com o
intuito de ser coletado o maior número de informações ainda
não documentadas, a cerca de um determinado assunto.
Devem-se considerar as limitações da entrevista dependendo
da técnica escolhida, na qual os entrevistados podem passar as
informações imprecisas, lembrando que é preciso levar em
www.indicacursos.tk
46
consideração o entendimento do entrevistador sobre os dados
coletados. A entrevista é usada nas seguintes técnicas:
a) Entrevista pessoal/ Formal/ Estruturada
A entrevista estruturada é quando o entrevistador utiliza-se de
questões previamente formuladas sobre o tema abordado.
b) Entrevista semi - Estruturada
é quando o pesquisador organiza previamente as questões
sobre o tema abordado, porém permite e influência o
entrevistado a falar livremente sobre o assunto.
c) Entrevista Livre Narrativa
O entrevistado é convocado a falar livremente sobre o assunto
abordado, sem nenhuma pergunta previamente formulada.
d) Entrevista Orientada
O entrevistador foca a atenção em experiências obtendo assim
por antecipação as informações que deseja obter com a
entrevista.
e) Entrevista de Grupo
Quando não é somente um entrevistado e sim um grupo de
pessoas a serem entrevistadas, posteriormente as respostas
são organizadas pelo entrevistador mediante de uma avaliação
global.
f) Entrevista Informal
Preferencialmente é utilizada em pesquisas exploratórias,
possibilitando ao entrevistador um conhecimento detalhado do
assunto a ser trabalhado. Tais características favorecem pistas
www.indicacursos.tk
47
para a evolução da pesquisa, possibilita também selecionar
outras fontes ou mesmo informações com os dados
inicialmente levantados.
É imprescindível agendar com antecedência o horário e o local
da entrevista a ser realizada. Caso o entrevistador não possa
gravar a entrevista, é fundamental anotar todas as dúvidas que
possivelmente possam surgir com o decorrer da
entrevista, complementando o roteiro inicial.
Segundo Selltiz (1974) as entrevistas são técnicas de coleta de
dados para a elaboração dos trabalhos, na qual o entrevistado
relata os dados necessários para acrescentar informações que
possam ser observadas nos acontecimentos mencionados.
“A descrição da pessoa pode ou não ser aceita por seu valor
aparente; pode ser interpretada através de outros
conhecimentos a seu respeito ou através de determinada teoria
psicológica; é possível fazer inferências a respeito de aspectos
de sua atuação que não descreveu” (Selltiz, 1974)
Desse modo podemos ver algumas limitações, baseando-se nas
distorções das informações colhidas, hora por bloqueios
psicológicos do entrevistado, ou até mesmo na omissão dos
fatos, pode-se referir a capacidade do entrevistador em
formular as perguntas para o entrevistado.
Selltiz (1974) também indica algumas das vantagens deste
método:
Estimulo e cooperação do entrevistado;
www.indicacursos.tk
48
Abordagem para entrevistados emocionalmente envolvidos,
ou não;
Ausência de envolvimento pessoal do entrevistado;
A possibilidade do entrevistador em esclarecer as perguntas
nos casos de dúvidas;
A possibilidade de o entrevistador checar a veracidade das
informações, na medida em que o entrevistado possa
respondê-las;
A possibilidade de o entrevistado verificar o universo da
pesquisa ao apresentar as perguntas.
4.2.4. Pesquisa Documental
Segundo Pádua (2004, p.68-69) a Pesquisa Documental é aquela
onde se analisa os documentos, autenticados e não fraudados.
É frequentemente utilizada nas ciências sociais e nas
investigações históricas com intuito de descrever e comparar
fatos sociais estabelecendo suas características ou tendências.
“E toda a base de conhecimento fixado materialmente e
suscetível de ser utilizado para consulta, estudo ou prova”.
Algumas fontes que ainda não existem no formato de texto
escrito, podem ser objeto de estudo, afim de que possam ser
documentadas como processo de desenvolvimento, mudanças
de comportamento, entre outros.
Segundo Gil (1999) a Pesquisa Documental é semelhante à
Pesquisa Bibliográfica, diferenciando-as apenas na natureza de
suas fontes, sendo que a Pesquisa Bibliográfica tem a utilização
www.indicacursos.tk
49
basicamente das contribuições de diversos autores sobre um
assunto especifico como, por exemplo: documentos de segunda
mão que já foram analisados “tais como: relatórios de pesquisa,
relatório de empresa, tabelas estatísticas, etc.”.
Por outro lado, a Pesquisa Documental utiliza-se de matérias
que não receberam qualquer tratamento analítico, ou que
ainda podem ser reeditados de acordo com os objetivos da
pesquisa; “tais como: documentos oficiais, reportagens de
Jornal, cartas, contrato, diários, filmes, fotografias, gravações,
etc.”.
Segundo Geargeoura (2008) Pesquisa bibliográfica é realizada
principalmente a partir de artigos e livros científicos. Já a
pesquisa documental é realizada não somente em bibliotecas
científicas, mas também, em outros tipos de dados já
registrados, tornando-se uma pesquisa mais abrangente.
4.3.Justificativa da Escolha da Metodologia
Através da pesquisa qualitativa, com o objetivo de verificar
qual o impacto, a influência e as vantagens do uso das novas
mídias da internet, foi utilizado o método de pesquisa estudo
de caso sobre a empresa TECNISA, afim de que possamos obter
detalhes e organizar todas as informações em torno do
universo a ser pesquisado.
Outro fator importante sobre a escolha do método, é a falta de
informações sobre a abrangência e o impacto do uso das novas
mídias da internet, tais informações são cruciais para realização
do trabalho.
www.indicacursos.tk
50
Atrelado ao método de pesquisa utilizado, utilizamos como
técnicas de levantamento de dados :
A entrevista: A técnica de Entrevista “semi-estruturada”,
possibilita reunir informações ainda não documentadas.
Através de questionários previamente formulados, o
entrevistado responde e faz livres comentários sobre as
questões, agregando informações relevantes para a pesquisa.
Pesquisa Documental: Durante a pesquisa documental, o
objetivo central é juntar todas as informações disponíveis sobre
a empresa TECNISA, dentro dos estudo de casos sobre a
implantação do blog, a WEB 2.0, e a utilização das novas mídias
na internet disponibilizados no portal da empresa.
4.4. Caracterização do Ambiente do Estudo
Escolhemos a empresa TECNISA como referencia para nosso
trabalho pois ela foi a primeira empresa Imobiliária a ter um
Blog Corporativo em 2006. Completou dia 1 de fevereiro 30
anos no mercado, na qual esta entre as maiores empresas do
mercado imobiliário brasileiro. Além de ter uma Excelência em
Serviços ao Cliente, é uma empresa que esta totalmente
informatizada, com as melhores práticas de internet. Pelo 4º
ano consecutivo, em 2007 a empresa ganhou o premio
Consumidor Moderno de Excelência em Serviço ao consumidor.
Com base nesse bom relacionamento com seus clientes uma
pesquisa comprova que ao longo dos últimos “5 anos, se
venderam 4.700 unidades de imóveis, sendo que 5% desse total
foram vendidas para clientes da TECNISA que estão comprando
www.indicacursos.tk
51
sua segunda residência”. Isto prova que o trabalho inconteste
que fazem é realmente um relacionamento com o cliente de
forma exemplar e única.
No ano de 2007 á empresa fechou suas vendas de imoveis
com aproximadamente 30% de vendas originadas na rede e
estão planejando, para 2012, vender 100% de um
empreendimento por meio da internet. É uma empresa com um
referencial tecnológico muito bom, pois em 2007 foi a primeira
empresa a entrar no Second Life, no Flickr, no SlideShare, no
You Tube e ter um Podcast. Sendo que o Second Life foi o mair
destaque da empresa na qual conseguiram recuperar todo o
dinheiro investido e venderam 2 unidades de seus imóveis.
O corretor da TECNISA consegue fazer um trabalho diário de
follow-up com todos os clientes interessados nos
empreendimentos, através de outra ferramenta que facilita o
relacionamento com seus clientes e-contacts. Para que os
colaboradores da empresa tenham maior seriedade com seus
clientes periodicamente são feitas reuniões de qualidade na
qual des de 2006 eles ganham um bonus que estimula bastante
o bom relacionamento com os clientes.
Por esses fatores escolhemos a TECNISA como a empresa para
base do nosso trabalho, pois como se pode verificar com novas
mídias na internet a empresa teve uma evolução muito rápida,
a partir do momento em que implantou o novo sistema de
Mídias Digitais.
www.indicacursos.tk
52
4.5. Objetivo da Pesquisa
Utilizamos como referencia para a pesquisa uma empresa que
tem um alto relacionamento com seus clientes, por meio das
mídias digitais, na qual se faz interessante pesquisar dentro dos
objetivos propostos do estudo.
Para esclarecimento, maiores informações e conclusões sobre o
fenômeno pesquisado, entramos em contato com a empresa
TECNISA, altamente qualificada no ramo de tecnologia e pelo
fato de suas estratégias de marketing serem inovadoras, nunca
antes adotadas no setor imobiliário, resultando em um retorno
consideravelmente positivo no seu crescimento; atraindo novos
clientes, oferecendo produtos e serviços cada vez mais eficaz.
Atrelado ao conceito colaborativo da WEB 2.0, a empresa
TECNISA obteve um grande destaque diante de suas
concorrentes no mercado imobiliário, colhendo informações
sobre os interesses e grau de satisfação de seus clientes.
Contatamos diretamente o responsável pelo departamento de
Redes Sociais, Roberto Loureiro, que nos passou as informações
e quais são os procedimentos de amostragem necessários para
a realização do estudo.
www.indicacursos.tk
53
4.6. Instrumento de Coleta de Dados
Para uma melhor avaliação deste trabalho elaboramos um
roteiro de questionário para que possa ser feita uma analise e
enfim concluirmos o trabalho, as perguntas estão a baixo, mais
como foi feita uma entrevista Semi-Estruturada com Roberto
Loureiro, o entrevistado fez alguns comentários, que estão no
decorrer do trabalho.
a) O que levou a empresa a investir na área de WEB 2.0 (como
podcasting, blogs, second life, etc.)?
b) Porque escolher o AdWords como ferramenta de
publicidade?
c) Como são elaborados os posts do Blog, qual o propósito do
mesmo?
d) Que tipo de usuário visita seu blog?
e) Qual o feedback dos visitantes?
f) Qual a média de visitantes/mês do Blog? Em qual período
tem mais acesso?
g) Referente aos PodCastings, qual o critério utilizado para a
elaboração dos mesmos?
h) Qual o objetivo da empresa em colocar os vídeos no
YouTube? Como a empresa acompanha esses vídeos, pois como
o YouTube é aberto ao público, pode ocorrer de colocarem
vídeos 'contra' a empresa?
i) A TECNISA está em várias redes sociais como o Orkut,
YouTube, Twitter, etc., como a empresa vê esses novos canais
www.indicacursos.tk
54
de comunicação? Qual critério a empresa utiliza para participar,
ou não destas redes?
j) No Second Life, como a empresa investe neste meio? Qual é o
tipo de marketing utilizado no mesmo?
k) A empresa atingiu o retorno esperado com o investimento na
WEB 2.0?
l) A empresa cometeu alguma ação que não foi conforme
esperado, e que evitaria cometer novamente?
www.indicacursos.tk
55
Capitulo 5
Apresentação e Analise dos
Dados do Estudo
www.indicacursos.tk
56
5. Apresentação e Analise dos Dados do Estudo
5.1. Apresentação Dos Dados Coletados
5.1.1 Entrevista
a) O que levou a empresa a investir na área de WEB 2.0 (como
podcasting, blogs, second life, etc.)?
“O nosso diretor Romeu é uma pessoa antenado, e à sete anos
atrás ele percebeu essa possibilidade de se vender imóveis pela
internet, ele começou a brigar pelo site para conseguir ter toda
essa estrutura, e utilizar a Web 2.0 é simplesmente pra
aproveitar melhor estrategicamente a internet.
Então se você tiver só um site não adianta nada, tem que agir
360º dentro da internet, foi assim que começou essa estratégia,
pensando nessa atuação de marketing dentro da internet.”
b) Porque escolher o AdWords como ferramenta de
publicidade?
“Nosso maior investimento são nos links patrocinados, que é
um tipo de publicidade certeira, pois a pessoa que clica no link
é porque quer saber sobre apartamento e você só paga por
clique. Ter um banner é legal, muita gente vê, mas nem todos
estão interessados, diferentemente dos links patrocinados, no
Google, agente não está lá somente na pesquisa por TECNISA,
por exemplo, a gente compra a palavra casamento, e uma
pessoa digita na busca pela palavra casamento ou a palavra
gravidez e vem um anúncio da TECNISA. Inclusive tem um caso
legal onde nós compramos a palavra gravidez com “S”
www.indicacursos.tk
57
(gravides), para caso alguém digitasse errado, e esta palavra
teve apenas um clique, e esse clique virou uma venda. Então a
gente conseguiu vender um apartamento gastando R$0,05 de
investimento.”
c) Como são elaborados os posts do Blog, qual o propósito do
mesmo?
“O Blog nasceu com a intenção de ajuda na busca orgânica do
Google por conteúdo. O blog é uma ferramenta para gerar
muito conteúdo que leva para uma área sua, por exemplo, se
você digitar FGTS no GOOGLE, nosso blog aparece na segunda
página levando em conta que os especialistas em FGTS são os
bancos e agente aparecendo na segunda página é muito bom.
Então o Blog surgiu com esse intuito, de fazer com que buscas
relacionadas a compra de apartamentos redirecione a nosso
blog. Agente procura colocar posts que tem a ver com o
mercado imobiliário e são feitos pelos próprios funcionário da
equipe, pela própria equipe do e-bussines ou por um jornalista.
O jornalista fala um assunto mais genérico, coisa mais do
mercado mesmo e agente fala mais sobre assuntos internos,
então vem post de todo lado. As respostas das pessoas são
encaminhadas para agente e sempre procuramos responder,
dependendo a pergunta a gente encaminha para uma pessoa
de dentro que saiba do que se trata. A gente também procura
colocar palavras no post para ajudar nas buscas do Google.”
d) Que tipo de usuário visita seu blog?
“No blog agente disponibiliza muitas dicas de FGTS,
financiamento e outros assuntos que as pessoas pesquisam na
www.indicacursos.tk
58
hora de comprar um apartamento, pois provavelmente será o
bem mais caro que comprará na sua vida, então você pesquisa
muito para não cair em uma roubada e as coisas que podem
acontecer. Então as pessoas invariavelmente acabam caindo no
blog, clientes que já possuem apartamento e pessoas que estão
procurando apartamento.”
e) Qual o feedback dos visitantes?
“Muito dos clientes utilizam o blog como ouvidoria da TECNISA,
clientes que tentaram falar com relacionamento e não
conseguiram resolver, falaram com o jurídico e não
conseguiram resolver aí eles vão direto ao blog e temos que
responder, desta maneira eles encontraram um novo canal
mais “fácil” para resolver suas duvidas. Os outros visitantes
entram para ter notícias de FGTS e eles agradecem porque a
gente responde. Geralmente esse outro público acham o blog
muito interessante e agradecem e falam bem.”
f) Qual a média de visitantes/mês do Blog? Em qual período
tem mais acesso?
“Nossa média é entre 20 mil e 30 mil visitas por mês, depende
muito do post, e de algum acontecimento esterno, por
exemplo, no período de maio de 2008, o acesso chegou a quase
7000 visitas diárias, pois teve um atraso de obras. Então
depende muito do que está acontecendo no momento, mas
mantém a média constante de 1.500 e 2.500 visitas diárias.
Como nós somo uma empresa de capital aberto às vezes as
ações caem ou sobe, então aparece mais gente perguntando.”
g) Referente aos PodCastings, qual o critério utilizado para a
elaboração dos mesmos?
www.indicacursos.tk
59
“Nos PodCasts, agente procura sempre colocar assuntos
relevantes que possam interessar nossos visitantes no site.
Desde a pessoa que já é cliente ou interessada por Web, pois
nós somos muito focados em Web e entendemos bastante.
Então, nós temos no PodCasts falando de 2.0, falando de
decoração para os clientes que já compraram, dando dica de
FGTS , entre outros. A gente procura sempre fazer PodCasts que
interessam os visitantes. A maioria é dentro da construção civil,
arquitetura, engenharia e dentro de Web na grande maioria das
vezes.”
h) Qual o objetivo da empresa em colocar os vídeos no
YouTube? Como a empresa acompanha esses vídeos, pois como
o YouTube é aberto ao público, pode ocorrer de colocarem
vídeos 'contra' a empresa?
“Os vídeos também são para conteúdo e gerar busca orgânica,
é tudo muito focado para gerar resultado. O objetivo do
Youtube é gerar conteúdo para os clientes, onde eles podem
ver o apartamento em fase de obra, agente filma a construção
das obras e faz vídeo sobre os empreendimentos. A utilização
do Youtube tem como objetivo, gerar relevância no Google por
causa da alta visitação, então lá você tem muitas vezes a
palavra apartamento associada à palavra TECNISA, quando a
pessoa fizer qualquer busca, vai acabar aparecendo agente.”
“Assim como no blog, qualquer coisa que você colocar vai
entrar, agente não apaga a não ser que seja mentira ou não
tenha fundamento. Desde que estou aqui na TECNISA eu só
apaguei dois posts, um a pessoa falava palavrão e nós
mandamos um e-mail pra ela avisando que estava apagando o
post por causa dos palavrões e a pessoa escreveu o mesmo post
www.indicacursos.tk
60
sem os palavrões e dessa forma o post ficou e o outro foi uma
pessoa que fez um monte de reclamações e não colocou o
apartamento nem o prédio dele, nós mandamos um e-mail
para ele perguntando qual era o prédio e o apartamento para a
gente conversar e se você não avisar o seu prédio e
apartamento nós iremos apagar o post aí ele não apareceu
mais. Então a gente não pode ficar refém de qualquer pessoa
que vai no site e escreve qualquer coisa, mas nós não temos
esse controle no Youtube, o que a gente usa é o know-how de
internet, vamos dizer assim, para ir jogando esses comentários
pra baixo no Google, então a gente começa a atuar, colocar
post e quando você procurar por TECNISA vai aparecer lá atrás,
mas nós não temos poder para tirar ou mudar, apenas no Blog
se a pessoa não de identificar nós podemos tirar, agora no
Youtube não temos como tirar, o máximo que podemos fazer é
usar a estratégia para fazer isso sumir, mas tirar não tem
como.”
i) A TECNISA está em várias redes sociais como o Orkut,
YouTube, Twitter, etc., como a empresa vê esses novos canais
de comunicação? Qual critério a empresa utiliza para participar,
ou não destas redes?
“Assim, o Orkut não é nosso a gente só monitora o que está
acontecendo, se tiver muita reclamação a gente vai lá e
responde, mas não é uma rede nossa, porém é muito válido e
acreditamos que é uma nova tendência de exploração de rede
social, o Google vai começar a fazer busca por rede social, um
comentário da sua empresa em uma rede social vale muito
mais porque é uma pessoa que está falando da sua empresa do
que num blog ou em um site. Então se a pessoa tem um Twiter
próprio e está falando de você, é uma indicação pessoal, isso
www.indicacursos.tk
61
tem mais relevância do que um post que você coloca no blog. O
critério de decisão vai muito por conhecimento e por indicação,
não dá para a gente fazer tudo. Nós conhecemos o Twiter aí
começamos a navegar para conhecer e ver como era. Desde
que eu entrei aqui estou pensando como nós vamos fazer no
Twiter, porque é uma ferramenta que pode ter futuro, aí
começamos a pensar em alguma estratégia para usá-lo, foi
assim quer surgiu a estratégia de fazer só divulgação de
lançamentos. Nós pegamos apenas o que a gente acredita que
vai bombar. O Twiter não foi o primeiro, mas é um dos mais
famosos em questão de microblogging, então a gente já vai
nele porque há possibilidade dele vingar é melhor que os
outros.”
j) No Second Life, como a empresa investe neste meio? Qual é o
tipo de marketing utilizado no mesmo?
“O Second Life, por exemplo, nós investimos e saímos. Hoje,
nós não estamos mais no Second Life, na verdade nós entramos
e conseguimos vender 2 apartamentos, mas serviu muito mais
para aparecer na mídia. Então valeu muito a pena porque em
primeiro lugar nós geramos vendas e em segundo gerou mídia
espontânea, mas nós percebemos que foi só uma bolha,
entramos e saímos. Na época contratamos uma empresa para
desenvolver um Stand de venda online e investimos mais em
mídia.”
k) A empresa atingiu o retorno esperado com o investimento na
WEB 2.0?
“Nós tentamos estar sempre na frente, por isso que lançamos o
Twiter, fomos a primeira a entrar no Second Life, fomos os
primeiros a ter blog e no site novo estaremos fazendo
www.indicacursos.tk
62
atendimento 24 horas e qualquer hora você pode ligar na
TECNISA que vai ter um corretor para te atender. Então
procuramos sempre inovar e acho que esse é o segredo porque
no mercado imobiliário todas as empresas estão na internet,
antigamente a TECNISA era a única agora todas querem entrar
para vender apartamento na Internet, por esse motivo nós
estamos procurando fazer alguma coisa nova e diferente que
dê resultado. Buscamos sempre resultado, não vamos fazer
nada só para chamar atenção e nossa estratégia é essa, buscar
o que é novo e medir o retorno para ver se vale a pena
continuar.”
l) A empresa cometeu alguma ação que não foi conforme
esperado, e que evitaria cometer novamente?
“Teve o Second Life que nós entramos e saímos, mas isso
acontece no mundo da comunicação e dos negócios, testamos e
vimos os resultados, mas não vou dizer que foi um erro porque
conseguimos vender dois apartamentos e gerou uma grande
aparição na mídia, mas vimos que não estava rendendo mais e
acabamos saindo. Então não tem nada que nós podemos dizer
que foi uma besteira ou que não deveríamos ter investido, até
porque nós pensamos muito antes de fazer e temos uma
equipe com excelentes profissionais que ajudam a errar menos,
mas errar é normal e a grande coisa é corrigir.”
5.1.2 Sobre o Google Adwords
De acordo com pesquisas documentais da empresa TECNISA em
2005, com a precisão de aumentar a audiência de seu portal, e
consequentemente, o número de cadastros efetuados pelos
www.indicacursos.tk
63
visitantes, alavancando os recursos já existentes, sem dispor de
novos investimentos. Em parceria com a empresa Mídia Digital,
foi desenvolvido um plano de ação incluindo o site da empresa
TECNISA nos links patrocinados do google adwords, inserindo
16 mil palavras-chaves. À medida que o usuário procurava uma
das palavras registradas, o Google resultava no link patrocinado
da empresa TECNISA; ao todo foram 30 mil anúncios.
Segundo o gerente de Mídia on-line, Gustavo Reis “Dentro da
nossa estratégia de mídia-online, a campanha de links
patrocinados do Google teve um peso bastante significativo.”
Além de gerar a 60% o trafego de acessos no site, no ano de
2007, as vendas pela internet atingiram um índice de 25% sobre
o total das vendas.
Para que seja feita a analise e contabilizar os resultados obtidos
com os links patrocinados do Google adwords foi utilizada a
ferramenta Google analytics. A ferramenta é de fácil
implantação, confiável e permite o monitoramento das ações
em tempo real, consequentemente; a obtenção de dados para
tomadas de decisão.
O Google tornou-se o principal meio de divulgação do portal da
empresa, à cerca de 55% à 60% dos visitantes chegam através
do Google, antes da implantação dos links patrocinados, o
número era inferior a 30%.
www.indicacursos.tk
64
5.1.3 Sobre o Blog Corporativo
De acordo com pesquisas documentais da empresa TECNISA
revolucionando suas ações de marketing pela internet, eles
foram à primeira empresa do setor de imobiliário, e uma das
pioneiras empresas brasileiras a possuir um blog corporativo,
obtendo vantagem sobre seus concorrentes. Estima-se que no
futuro, o blog seja uma ferramenta tão usual quanto às malas-
diretas para comunicação e venda.
Desde o início da implantação, foi possível notar a eficácia do
serviço. Na medida em que os comentários eram enviados ao
www.indicacursos.tk
65
blog, os administradores por sua vez, recebiam um aviso via
sms e e-mail. Todas as informações eram avaliadas e
respondidas em menos de 24 h, descartando somente os
comentários de ofensas.
O blog da empresa TECNISA, tem como objetivo demonstrar
sua transparência empresarial, elevar o nível de governança
corporativa, expor a relevância da marca, sua exposição e a
relação com investidores; foco nos assuntos de construção civil
e processos de compras de imóveis. Seu compromisso como
empresa é responder com agilidade.
Todos os colaboradores são responsáveis pelo conteúdo das
respostas, quando, por exemplo, as perguntas envolvem mais
de uma área dentro da empresa.
Para isso, sua maior dificuldade é interagir com todos os
colaboradores da empresa, a comunicação interna é
imprescindível.
Tabela 1 - Acessos ao Podcast em maio de 2008
Tabela 2 - Acessos ao podcast em 2008
5.1.4 Sobre o Podcast
Após a eficácia da implantação do blog corporativo, mais
precisamente um mês depois, foi iniciado o serviço de podcast
da empresa TECNISA. Assim como todo serviço de podcast tem
como objetivo oferecer uma “radio” virtual, a TECNISA oferece
entrevistas e propagandas que podem ser baixados pelos
internautas, sendo escutado no momento mais desejado.
www.indicacursos.tk
66
Assim como o blog corporativo, a TECNISA busca estar cada vez
mais próximo de seus clientes, cada vez mais personalizada e
segmentada para cada público alvo. Os conteúdos não
destinados são somente aos clientes, mas também aos
stakeholders da TECNISA.
Utilizando os melhores recursos a fim de proporcionar o melhor
conforto aos usuários, a TECNISA oferece a opção de ouvir as
matérias na própria página, ou até mesmo fazer o download do
arquivo em mp3. A assinatura do podcast, é feita através de
RSS ou pelo iTunes,da Apple.
As entrevistas realizadas pela TECNISA são gravadas por um
simples gravador mp3, posteriormente são tratadas com uma
edição básica. O serviço gera um ótimo resultado, com
informações relevantes e de baixo custo.
www.indicacursos.tk
67
A integração entre o podcast e o blog corporativo é intensa,
pois uma ferramenta é complementar da outra. Por exemplo,
quando o usuário quer comentar uma reportagem,
automaticamente é levado a um post tratando daquele assunto
específico no blog.
A fim de aprimorar suas estratégias de podcast, a TECNISA fez a
uma parceria com a empresa PodCast One, divulgando seu
canal.
5.1.5 Sobre o Youtube
A TECNISA, mais uma vez aposta na inovação da internet,
investindo em uma nova mídia, e mais uma nova maneira de
interação junto aos seus clientes. A TECNISA considera o site
YouTube como uma forte aliada do marketing de guerrilha.
Seus ideais são divulgar propagandas dos lançamentos e
materiais pertinentes. Os números obtidos com a divulgação
das propagandas são animadores, somando 205 acessos em
pouco mais de três semanas no ar, assim como a avaliação dos
internautas no rating dos usuários cadastrados no portal.
www.indicacursos.tk
68
5.1.6. Sobre o Second Life
Dando continuidade ao ingresso na inovação da internet, a
TECNISA analisa mais uma maneira de relacionamento com o
cliente, divulgar sua marca e fechar possíveis negócios pela
internet. No dia 30 de março de 2007, a empresa TECNISA
torna-se a 1º construtora brasileira a entrar no second life.
Sua primeira ação no mundo do second life, foi comprar um
terreno na ilha Berrini, para posteriormente montar um stand
para atender confortavelmente seus clientes. Adentrando no
stand, é possível acompanhar e interagir com os lançamentos
imobiliários, visitar um modelo decorado, ver as imagens da
planta, assistir a vídeos explicativos do imóvel e tirar dúvidas
com um dos corretores virtuais.
Em menos de dois meses, o second life gerou a venda de um
apartamento real a partir de uma visita virtual. O comprador na
ocasião, foi orientado pelo corretor virtual, e encaminhado
para o site da empresa, a fim de obter maiores informações,
www.indicacursos.tk
69
para posteriormente fechar a compra (tema abordado na
edição 505, de 30 de maio, da revista Isto É Dinheiro.)
5.2. Análise dos Resultados Obtidos
Primeiramente com a implantação do Google Adwords, a
empresa TECNISA aumentou seu índice de trafego de acessos
provenientes a buscas no site Gooble.com em 60%, no ano de
2005. Fato promissor, ao compararmos o mesmo índice antes
da implantação, que era inferior a 30%. Consequentemente,
dois anos depois, em 2007; as vendas realizadas pela internet
atingiram um índice de 25% sobre o total de vendas realizadas
em todo o período.
Após o sucesso da criação de seu Blog Corporativo, a empresa
TECNISA contabilizou os seguintes dados satisfatórios durante o
período de junho/2006 à maio/2007 (11 meses) de serviços
prestados:
www.indicacursos.tk
70
Sobre o Blog da empresa TECNISA, podemos destacar algumas
vantagens intangíveis que oferecem a implantação do mesmo:
Fidelidade com o relacionamento junto ao cliente;
Exposição da Marca;
Inovação da Marca;
Relacionamento e fidelidade com parcerias estratégias;
Aproveitando os excelentes resultados com os investimentos
em mídias na internet, a empresa TECNISA novamente se
mostra inovadora e cria o Podcast TECNISA, a fim de transmitir
novidades e entrevistas aos interessados no portal.
Houve um grande crescimento nos acessos aos podcasts desde
maio de 2007 até maio de 2008 como mostra o gráfico abaixo:
www.indicacursos.tk
71
Os vídeos da TECNISA postados no YouTube, obtiveram um
índice de 205 acessos em pouco mais de 3 semanas no ar, e a
aceitação do público mais uma vez a empresa TECNISA obteve
exito nas suas ações de mídias na internet.
Segundo informações cedidas pela Tecnisa, a audiência no
YouTube em janeiro de 2007 era de 74.033 visitas, já em janeiro
de 2008 passaram para 119.771 visitas.
www.indicacursos.tk
72
Capitulo 6
Conclusões do Estudo
www.indicacursos.tk
73
6. Conclusões do Estudo
Considerando todo o levantamento teórico e pesquisas
realizadas durante o desenvolvimento do trabalho, e a
realização do estudo de caso sobre a 1º empresa do setor
imobiliário a criar um Blog Corporativo, TECNISA; podemos
destacar algumas vantagens da implantação das novas mídias
na internet:
Resultados positivos obtidos em curto prazo;
Requerem poucos investimentos;
Facilita e baixa o custo da divulgação da marca;
Obter vantagens competitivas;
Proporcionam ferramentas eficazes, que influenciam nas
tomadas de decisão;
Obter vantagem competitiva;
A empresa TECNISA no ano de 2006 completou seus 30 anos de
atuação no mercado imobiliário brasileiro. Neste mesmo ano a
empresa TECNISA determinou metas para seu relacionamento
junto aos seus clientes por intermédio da internet.
Fato proporcionou fortes parcerias para atingir seus objetivos.
Hoje em dia a TECNISA, é a empresa do setor imobiliário que
mais investe em mídias na internet, servindo como modelo de
sucesso para outras organizações.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Redes sociais o futuro agora
Redes sociais o futuro agoraRedes sociais o futuro agora
Redes sociais o futuro agoraRomante Rodrigues
 
Marketing digital para empresários
Marketing digital para empresáriosMarketing digital para empresários
Marketing digital para empresáriosD2b Comunicação
 
Marketing Digital
Marketing DigitalMarketing Digital
Marketing Digitalrenatofrigo
 
Comunicação Digital ACSP
Comunicação Digital ACSPComunicação Digital ACSP
Comunicação Digital ACSPLeandro Jordão
 
Apresentação TCC - Marketing Digital - Novas Mídias na Internet - Caso da Emp...
Apresentação TCC - Marketing Digital - Novas Mídias na Internet - Caso da Emp...Apresentação TCC - Marketing Digital - Novas Mídias na Internet - Caso da Emp...
Apresentação TCC - Marketing Digital - Novas Mídias na Internet - Caso da Emp...Diego Alexandre Santos Souza
 
Mobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídias
Mobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídiasMobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídias
Mobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídiasBruno Figueiredo
 
Marketing Digital - Goiania - maio 2010
Marketing Digital - Goiania - maio 2010Marketing Digital - Goiania - maio 2010
Marketing Digital - Goiania - maio 2010Sandra Turchi
 
Trabalho marketing-midia digital
Trabalho marketing-midia digitalTrabalho marketing-midia digital
Trabalho marketing-midia digitalCiro Viana
 
Historia, Fundamentos E Tendencias Da Comunicacao Digital Professor Flavio ...
Historia, Fundamentos E Tendencias Da Comunicacao Digital   Professor Flavio ...Historia, Fundamentos E Tendencias Da Comunicacao Digital   Professor Flavio ...
Historia, Fundamentos E Tendencias Da Comunicacao Digital Professor Flavio ...flaviohorta
 
Apresentação Modelos de Negócios Digitais - FEI - São Bernardo do Campo - 08/...
Apresentação Modelos de Negócios Digitais - FEI - São Bernardo do Campo - 08/...Apresentação Modelos de Negócios Digitais - FEI - São Bernardo do Campo - 08/...
Apresentação Modelos de Negócios Digitais - FEI - São Bernardo do Campo - 08/...Fabio Souza Damasceno
 
Publicidade Digital: Mídia Online
Publicidade Digital: Mídia OnlinePublicidade Digital: Mídia Online
Publicidade Digital: Mídia OnlineMarcel Ayres
 
Mídias Sociais Fabiano Simm
Mídias Sociais   Fabiano SimmMídias Sociais   Fabiano Simm
Mídias Sociais Fabiano SimmFabiano Simm
 
Marketing Digital - Novas Mídias Digitais e o Administrador
Marketing Digital - Novas Mídias Digitais e o AdministradorMarketing Digital - Novas Mídias Digitais e o Administrador
Marketing Digital - Novas Mídias Digitais e o AdministradorPaulo Milreu
 
Marketing Digital | Sebrae | Passo Fundo
Marketing Digital | Sebrae | Passo FundoMarketing Digital | Sebrae | Passo Fundo
Marketing Digital | Sebrae | Passo FundoRafael Comin
 
E-Book O Impacto dos Novos Canais na Comunicação Tradicional E-Consulting Co...
 E-Book O Impacto dos Novos Canais na Comunicação Tradicional E-Consulting Co... E-Book O Impacto dos Novos Canais na Comunicação Tradicional E-Consulting Co...
E-Book O Impacto dos Novos Canais na Comunicação Tradicional E-Consulting Co...E-Consulting Corp.
 
Estrategias Digitais Marketing, por Martha Gabriel, no HSM ExpoManagement 2009
Estrategias Digitais Marketing, por Martha Gabriel, no HSM ExpoManagement 2009Estrategias Digitais Marketing, por Martha Gabriel, no HSM ExpoManagement 2009
Estrategias Digitais Marketing, por Martha Gabriel, no HSM ExpoManagement 2009Martha Gabriel
 
Planejamento estratégico digital
Planejamento estratégico digitalPlanejamento estratégico digital
Planejamento estratégico digitalvictorazambuja
 

Mais procurados (20)

Redes sociais o futuro agora
Redes sociais o futuro agoraRedes sociais o futuro agora
Redes sociais o futuro agora
 
Marketing digital para empresários
Marketing digital para empresáriosMarketing digital para empresários
Marketing digital para empresários
 
Marketing Digital
Marketing DigitalMarketing Digital
Marketing Digital
 
Comunicação Digital ACSP
Comunicação Digital ACSPComunicação Digital ACSP
Comunicação Digital ACSP
 
Apresentação TCC - Marketing Digital - Novas Mídias na Internet - Caso da Emp...
Apresentação TCC - Marketing Digital - Novas Mídias na Internet - Caso da Emp...Apresentação TCC - Marketing Digital - Novas Mídias na Internet - Caso da Emp...
Apresentação TCC - Marketing Digital - Novas Mídias na Internet - Caso da Emp...
 
Mobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídias
Mobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídiasMobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídias
Mobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídias
 
Marketing Digital - Goiania - maio 2010
Marketing Digital - Goiania - maio 2010Marketing Digital - Goiania - maio 2010
Marketing Digital - Goiania - maio 2010
 
Publicidade Online
Publicidade OnlinePublicidade Online
Publicidade Online
 
Trabalho marketing-midia digital
Trabalho marketing-midia digitalTrabalho marketing-midia digital
Trabalho marketing-midia digital
 
Fundamentos de marketing digital
Fundamentos de marketing digitalFundamentos de marketing digital
Fundamentos de marketing digital
 
Historia, Fundamentos E Tendencias Da Comunicacao Digital Professor Flavio ...
Historia, Fundamentos E Tendencias Da Comunicacao Digital   Professor Flavio ...Historia, Fundamentos E Tendencias Da Comunicacao Digital   Professor Flavio ...
Historia, Fundamentos E Tendencias Da Comunicacao Digital Professor Flavio ...
 
Apresentação Modelos de Negócios Digitais - FEI - São Bernardo do Campo - 08/...
Apresentação Modelos de Negócios Digitais - FEI - São Bernardo do Campo - 08/...Apresentação Modelos de Negócios Digitais - FEI - São Bernardo do Campo - 08/...
Apresentação Modelos de Negócios Digitais - FEI - São Bernardo do Campo - 08/...
 
Publicidade Digital: Mídia Online
Publicidade Digital: Mídia OnlinePublicidade Digital: Mídia Online
Publicidade Digital: Mídia Online
 
Mídias Sociais Fabiano Simm
Mídias Sociais   Fabiano SimmMídias Sociais   Fabiano Simm
Mídias Sociais Fabiano Simm
 
Marketing Digital - Novas Mídias Digitais e o Administrador
Marketing Digital - Novas Mídias Digitais e o AdministradorMarketing Digital - Novas Mídias Digitais e o Administrador
Marketing Digital - Novas Mídias Digitais e o Administrador
 
Marketing Digital | Sebrae | Passo Fundo
Marketing Digital | Sebrae | Passo FundoMarketing Digital | Sebrae | Passo Fundo
Marketing Digital | Sebrae | Passo Fundo
 
E-Book O Impacto dos Novos Canais na Comunicação Tradicional E-Consulting Co...
 E-Book O Impacto dos Novos Canais na Comunicação Tradicional E-Consulting Co... E-Book O Impacto dos Novos Canais na Comunicação Tradicional E-Consulting Co...
E-Book O Impacto dos Novos Canais na Comunicação Tradicional E-Consulting Co...
 
Estrategias Digitais Marketing, por Martha Gabriel, no HSM ExpoManagement 2009
Estrategias Digitais Marketing, por Martha Gabriel, no HSM ExpoManagement 2009Estrategias Digitais Marketing, por Martha Gabriel, no HSM ExpoManagement 2009
Estrategias Digitais Marketing, por Martha Gabriel, no HSM ExpoManagement 2009
 
Marketing Digital
Marketing DigitalMarketing Digital
Marketing Digital
 
Planejamento estratégico digital
Planejamento estratégico digitalPlanejamento estratégico digital
Planejamento estratégico digital
 

Destaque

Empreendedorismo e ética profissional
Empreendedorismo e ética profissionalEmpreendedorismo e ética profissional
Empreendedorismo e ética profissionalDenis Carlos Sodré
 
Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de comprasDanilo Pires
 
O celular como meio de Comunicação Publicitária
O celular como meio de Comunicação PublicitáriaO celular como meio de Comunicação Publicitária
O celular como meio de Comunicação PublicitáriaJeanine Antunes
 
Marketing Na Internet 9525
Marketing Na Internet 9525Marketing Na Internet 9525
Marketing Na Internet 9525taniamaciel
 
Economia Brasileira - Da Economia Cafeeira ao Plano Real
Economia Brasileira - Da Economia Cafeeira ao Plano RealEconomia Brasileira - Da Economia Cafeeira ao Plano Real
Economia Brasileira - Da Economia Cafeeira ao Plano RealDiana Sampaio
 

Destaque (7)

Empreendedorismo e ética profissional
Empreendedorismo e ética profissionalEmpreendedorismo e ética profissional
Empreendedorismo e ética profissional
 
Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
 
O celular como meio de Comunicação Publicitária
O celular como meio de Comunicação PublicitáriaO celular como meio de Comunicação Publicitária
O celular como meio de Comunicação Publicitária
 
Marketing Na Internet 9525
Marketing Na Internet 9525Marketing Na Internet 9525
Marketing Na Internet 9525
 
Legislacao federal 2014 sinpeem
Legislacao federal 2014 sinpeemLegislacao federal 2014 sinpeem
Legislacao federal 2014 sinpeem
 
Anvisa
AnvisaAnvisa
Anvisa
 
Economia Brasileira - Da Economia Cafeeira ao Plano Real
Economia Brasileira - Da Economia Cafeeira ao Plano RealEconomia Brasileira - Da Economia Cafeeira ao Plano Real
Economia Brasileira - Da Economia Cafeeira ao Plano Real
 

Semelhante a Apostila de marketing digital

815 artigo marketing_digital
815 artigo marketing_digital815 artigo marketing_digital
815 artigo marketing_digitalTiagoBritoDias
 
MARKETING DIGITAL E AS REDES SOCIAIS: UM ESTUDO SOBRE AS FERRAMENTAS E ESTRAT...
MARKETING DIGITAL E AS REDES SOCIAIS: UM ESTUDO SOBRE AS FERRAMENTAS E ESTRAT...MARKETING DIGITAL E AS REDES SOCIAIS: UM ESTUDO SOBRE AS FERRAMENTAS E ESTRAT...
MARKETING DIGITAL E AS REDES SOCIAIS: UM ESTUDO SOBRE AS FERRAMENTAS E ESTRAT...Marcus Pessoa
 
Novas Tecnologias em Comunicação
Novas Tecnologias em ComunicaçãoNovas Tecnologias em Comunicação
Novas Tecnologias em ComunicaçãoElvis Fusco
 
Mkt digital
Mkt digitalMkt digital
Mkt digitaldiegocbe
 
Inteligencia Competitiva com auxilio da Tecnologia da Informação
Inteligencia Competitiva com auxilio da Tecnologia da InformaçãoInteligencia Competitiva com auxilio da Tecnologia da Informação
Inteligencia Competitiva com auxilio da Tecnologia da InformaçãoAlex Vieira, MBA
 
FIPP Digital Innovators´ Summit - Berlin, Março de 2010
FIPP Digital Innovators´ Summit - Berlin, Março de 2010FIPP Digital Innovators´ Summit - Berlin, Março de 2010
FIPP Digital Innovators´ Summit - Berlin, Março de 2010Content Stuff
 
Negócio Electrónico - Conceitos e Perspectivas de Desenvolvimento
Negócio Electrónico - Conceitos e Perspectivas de DesenvolvimentoNegócio Electrónico - Conceitos e Perspectivas de Desenvolvimento
Negócio Electrónico - Conceitos e Perspectivas de Desenvolvimentonesi
 
Monografia Marketing Digital - Caso Plakker
Monografia Marketing Digital - Caso PlakkerMonografia Marketing Digital - Caso Plakker
Monografia Marketing Digital - Caso PlakkerPh2art
 
Fluxo De Midias Sociais Integradas V1.1
Fluxo De Midias Sociais Integradas V1.1Fluxo De Midias Sociais Integradas V1.1
Fluxo De Midias Sociais Integradas V1.1C2C Balloon
 
O MARKETING DIGITAL NAS EMPRESAS
O MARKETING DIGITAL NAS EMPRESASO MARKETING DIGITAL NAS EMPRESAS
O MARKETING DIGITAL NAS EMPRESASRodrigo de Oliveira
 
Material produzido no Segundo encontro do BIG - Business Insights Group
Material produzido no Segundo encontro do BIG - Business Insights GroupMaterial produzido no Segundo encontro do BIG - Business Insights Group
Material produzido no Segundo encontro do BIG - Business Insights GroupSymnetics Business Transformation
 
Novas Tecnologias e as mudanças no mercado
Novas Tecnologias e as mudanças no mercadoNovas Tecnologias e as mudanças no mercado
Novas Tecnologias e as mudanças no mercadorenatofrigo
 
Palestra na SERASA sobre Tecnologia e Inovação
Palestra na SERASA sobre Tecnologia e InovaçãoPalestra na SERASA sobre Tecnologia e Inovação
Palestra na SERASA sobre Tecnologia e InovaçãoRichard Chaves
 
Artigo Científico - Marketing de Mídias Sócias para PMEs Em Meio as Mudanças...
Artigo Científico - Marketing de Mídias Sócias para PMEs Em Meio as Mudanças...Artigo Científico - Marketing de Mídias Sócias para PMEs Em Meio as Mudanças...
Artigo Científico - Marketing de Mídias Sócias para PMEs Em Meio as Mudanças...Caio César
 
Trabalho de informatica
Trabalho de informaticaTrabalho de informatica
Trabalho de informaticaRenata Luciana
 

Semelhante a Apostila de marketing digital (20)

Artigo redes sociais
Artigo redes sociaisArtigo redes sociais
Artigo redes sociais
 
815 artigo marketing_digital
815 artigo marketing_digital815 artigo marketing_digital
815 artigo marketing_digital
 
MARKETING DIGITAL E AS REDES SOCIAIS: UM ESTUDO SOBRE AS FERRAMENTAS E ESTRAT...
MARKETING DIGITAL E AS REDES SOCIAIS: UM ESTUDO SOBRE AS FERRAMENTAS E ESTRAT...MARKETING DIGITAL E AS REDES SOCIAIS: UM ESTUDO SOBRE AS FERRAMENTAS E ESTRAT...
MARKETING DIGITAL E AS REDES SOCIAIS: UM ESTUDO SOBRE AS FERRAMENTAS E ESTRAT...
 
Novas Tecnologias em Comunicação
Novas Tecnologias em ComunicaçãoNovas Tecnologias em Comunicação
Novas Tecnologias em Comunicação
 
Si 53740
Si 53740Si 53740
Si 53740
 
Agencia Hub
Agencia HubAgencia Hub
Agencia Hub
 
Mkt digital
Mkt digitalMkt digital
Mkt digital
 
Inteligencia Competitiva com auxilio da Tecnologia da Informação
Inteligencia Competitiva com auxilio da Tecnologia da InformaçãoInteligencia Competitiva com auxilio da Tecnologia da Informação
Inteligencia Competitiva com auxilio da Tecnologia da Informação
 
Modelos de negócios - Aula 1
Modelos de negócios - Aula 1Modelos de negócios - Aula 1
Modelos de negócios - Aula 1
 
FIPP Digital Innovators´ Summit - Berlin, Março de 2010
FIPP Digital Innovators´ Summit - Berlin, Março de 2010FIPP Digital Innovators´ Summit - Berlin, Março de 2010
FIPP Digital Innovators´ Summit - Berlin, Março de 2010
 
Fundamentos da Gestão de TI
Fundamentos da Gestão de TIFundamentos da Gestão de TI
Fundamentos da Gestão de TI
 
Negócio Electrónico - Conceitos e Perspectivas de Desenvolvimento
Negócio Electrónico - Conceitos e Perspectivas de DesenvolvimentoNegócio Electrónico - Conceitos e Perspectivas de Desenvolvimento
Negócio Electrónico - Conceitos e Perspectivas de Desenvolvimento
 
Monografia Marketing Digital - Caso Plakker
Monografia Marketing Digital - Caso PlakkerMonografia Marketing Digital - Caso Plakker
Monografia Marketing Digital - Caso Plakker
 
Fluxo De Midias Sociais Integradas V1.1
Fluxo De Midias Sociais Integradas V1.1Fluxo De Midias Sociais Integradas V1.1
Fluxo De Midias Sociais Integradas V1.1
 
O MARKETING DIGITAL NAS EMPRESAS
O MARKETING DIGITAL NAS EMPRESASO MARKETING DIGITAL NAS EMPRESAS
O MARKETING DIGITAL NAS EMPRESAS
 
Material produzido no Segundo encontro do BIG - Business Insights Group
Material produzido no Segundo encontro do BIG - Business Insights GroupMaterial produzido no Segundo encontro do BIG - Business Insights Group
Material produzido no Segundo encontro do BIG - Business Insights Group
 
Novas Tecnologias e as mudanças no mercado
Novas Tecnologias e as mudanças no mercadoNovas Tecnologias e as mudanças no mercado
Novas Tecnologias e as mudanças no mercado
 
Palestra na SERASA sobre Tecnologia e Inovação
Palestra na SERASA sobre Tecnologia e InovaçãoPalestra na SERASA sobre Tecnologia e Inovação
Palestra na SERASA sobre Tecnologia e Inovação
 
Artigo Científico - Marketing de Mídias Sócias para PMEs Em Meio as Mudanças...
Artigo Científico - Marketing de Mídias Sócias para PMEs Em Meio as Mudanças...Artigo Científico - Marketing de Mídias Sócias para PMEs Em Meio as Mudanças...
Artigo Científico - Marketing de Mídias Sócias para PMEs Em Meio as Mudanças...
 
Trabalho de informatica
Trabalho de informaticaTrabalho de informatica
Trabalho de informatica
 

Último

Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfLeandroTelesRocha2
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxGraycyelleCavalcanti
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaaCarolineFrancielle
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdfedjailmax
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorCasa Ciências
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxSolangeWaltre
 
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxEduardaMedeiros18
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 

Último (20)

Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
 
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docxCONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
CONTO-3º-4º-E-5ºANO-A-PRINCESA-E-A-ERVILHA[1] (1).docx
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 

Apostila de marketing digital

  • 2. www.indicacursos.tk 2 Lista de Siglas GE – General Eletrics GM - General Motors LBS - do Inglês Location Based Services MSN - do Inglês MICROSOFT NETWORK MMS - do Inglês Multi-Media Message System MP3 – do inglês MPEG Layer 3 RDF - Resouce Description Framework RSS - Really Simple Syndication SMS - Do Inglês Short message service SMP - Serviço Móvel Pessoal XML - EXtensible Markup Language W3C - World Wide Web Consortium WWW - Word-Wide-We
  • 4. www.indicacursos.tk 4 1.Importância, Contexto e Finalidade do Estudo 1.1.Introdução O presente estudo apresenta um estudo da importância das novas mídias na internet, para a construção de um método de comunicação direta e transparente com o cliente. Visando à colaboração em massa para contribuir na criação de bens e serviços. Neste contexto, nosso principal objetivo é mostrar como as novas mídias, na condição de ferramentas estratégicas de comunicação, podem criar uma imagem corporativa eficiente, concisa e confiável, através de suas diversas manifestações. Para isso, procura-se demonstrar de que forma as novas mídias podem agregar valor a um serviço ou produto oferecido por uma empresa, gerando diferencial competitivo. Ao verificar como as empresas percebem a necessidade de apresentar uma imagem corporativa confiável no seu plano de negócio, é possível utilizar as mídias como veículos de comunicação para os produtos ou serviços, de maneira que sejam eficientes e que revertam os esforços realizados de maneira positiva. O trabalho propõe ainda como instrumento para compreensão do termo, a análise da realidade da empresa TECNISA no mercado atual, em termos de uso das novas mídias na internet como forma de aproximação com o cliente, mostrando a transparência da empresa, além de verificar a eficácia deste, enquanto ferramenta estratégica de comunicação.
  • 5. www.indicacursos.tk 5 No mercado de hoje, é fato que as empresas estão utilizando diversas maneiras de comunicação direta com o cliente. Isto se deve, principalmente, ao avanço tecnológico alcançado na última década, o qual possibilitou o desenvolvimento de produtos e serviços que atendam mais as necessidades dos consumidores. Segundo Drucker (1999), um dos grandes desafios gerenciais a serem enfrentados pelas organizações atuais, é a necessidade de estarem preparadas para agir em um ambiente de mudanças constantes. Isto é, as empresas precisam ser receptivas a inovações em todos os aspectos, visualizando essas novas situações como oportunidades, de forma a torná-las eficazes dentro e fora da organização. Só assim, elas conseguirão garantir sua sobrevivência num mercado altamente competitivo. É fato que, muito do processo de escolha do produto deve-se à imagem da empresa no mercado e na mente do consumidor. Por este motivo, torna-se fundamental o desenvolvimento de uma imagem corporativa forte, capaz de gerar resultados tangíveis e obter diferencial competitivo. A metodologia aplicada na realização deste estudo foi o estudo de caso da empresa TECNISA, através de pesquisa bibliográfica em fontes primárias e secundárias. 1.2. Situação Problema As empresas Internacionais mantém uma comunicação direta com seus consumidores, clientes internos e externos através da
  • 6. www.indicacursos.tk 6 internet em diversas formas, sendo que o Blog é o que possui um melhor relacionamento com clientes, podendo dar sugestões, opiniões e reclamações, resultando em produtos melhores atendendo as expectativas nos quais eles procuram. Portanto o investimento em novas mídias e tecnologias no mercado são mais intensos e resultantes. Comparando com o mesmo cenário das empresas nacionais, os investimentos nas áreas tecnológicas apresentam defasagem, pois para os empresários brasileiros esse tipo de comunicação não possui o resultado desejado pela empresa. 1.3. Objetivo Central do Estudo Buscamos através deste estudo apresentar os benefícios resultantes, os problemas encontrados e recomendações sobre a implantação de novas mídias tais como Blog corporativo, Podcast`s e outras tecnologias que podem influenciar positivamente na colaboração em massa em busca de melhorar sua imagem e seu relacionamento com os clientes.
  • 8. www.indicacursos.tk 8 2. Referencial Teórico 2.1. Marketing Digital São muitas as definições sobre a utilização do marketing digital, porém, pretendemos aqui evidenciar apenas algumas a fim de darmos um panorama sobre o tema. Segundo Fascioni (2007), temos a definição de marketing digital com uma maneira de se fazer marketing através de ações de comunicação que as empresas utilizam com recursos digitais, podendo ser representados via Internet. Sempre lembrando que o conceito de marketing é muito mais amplo que marketing digital, ou do comercial e da propaganda, que é representado como marketing digital para algumas empresas. Segundo Sheth (2002,p.14-15), o marketing como função corporativa objetiva a satisfação do cliente, a internet propiciou uma visão radical de como a missão básica do marketing é realizada, embasando-se neste conceito, podemos verificar três mudanças de paradigmas fundamentais:. Em primeiro lugar, na era industrial, os profissionais de marketing iniciavam e controlavam o processo de troca. Já na era da internet, os clientes definem de que informações necessitam, qual a melhor oferta e a que preços estão dispostos a pagar, por determinado serviço, e ou produto para atender as suas necessidades. Em segundo lugar, os clientes estão mais exigentes, procurando produtos de qualidade a preços razoáveis, e serviços mais rápidos e melhores. Desta maneira, a tradicional troca entre eficácia e eficiência já não é tão relevante. O que se espera do
  • 9. www.indicacursos.tk 9 profissional de marketing na era da internet é satisfazer todas as necessidades presentes e futuras dos clientes de maneira eficaz e eficiente. Em terceiro lugar, as empresas com visão no futuro, estão focando a satisfação dos clientes, surgindo o “Espaço de Mercado”, “Um espaço de mercado é o contexto no qual os clientes estão ligados não só a produto, mas ao sistema por inteiro, e no qual as empresas podem fornecer um conjunto completo de serviços com valor agregado, como mecanismo para obter vantagem competitiva sustentável sobre suas concorrentes” (SHETH, 2002) Como por exemplo temos a GE, que não só fabrica e vende motores de avião, como também vende para Southwest Airlines o “Power By The Hour”, um serviço de monitoramento eletrônico do desempenho do motor durante o vôo e o rastreamento dos dados de manutenção e consertos.(SHETH, 2002) É visível que o Marketing Digital é uma das expressões mais utilizadas nos últimos anos e vem ganhando muita força na Internet, no e-commerce e no e- business. 2.2. Web 2.0 Segundo Sampaio (2007, p.04-09), a internet evoluiu desde os primórdios até atualmente da seguinte maneira: Os primórdios ou WEB 0.0 :
  • 10. www.indicacursos.tk 10 Março de 1989: Tim Berners-Lee lançou a primeira especificação sa Word-wide-web, composta pelo protocolo HTTP e a linguagem HTML. Início de 1993: Marc Andreessen e Eric Bina, ambos da National Center for Supercomputing Applications (NCSA) , criaram o navegador gráfico Mosaic. Junho de 1993: Thomas R. Bruce criou o primeiro browser para Windows: o Cello. Abril de 1994: A empresa Mosaic Communications Corporation, fundada por Andreessen e Jin Clark, muda seu nome para Netscape Communications. Abril de 1994: O website de Jerry Yang e David Filo muda seu nome para Yahoo. Outubro de 1994: O consorcio W3C é fundado. Maio de 1995: A linguagem Java é disponibilizada para o mercado pela Sun. Julho de 1995: A Amazon.com entra em funcionamento. Agosto de 1995: A Microsoft lança o navegador MS Internet Explorer, dentro do pacote PLUS para Windows. Outubro de 1995: Gustavo Viberti e Fábio Oliveira fundam o primeiro site de buscas brasileiro: o Cadê. Dezembro de 1995: A versão 2.0B3 do navegador Netscape traz a linguagem interpretada Javascript.
  • 11. www.indicacursos.tk 11 Final de 1995: Jack London cria a livraria virtual Booknet no Brasil. 1996: Nascem os primeiros jornais online: JB Online e Globo Online. Agosto de 1996: A Microsoft lança a versão 3 do Internet Explorer, com suporte a tecnologia ActiveX. A partir de 1996, começaram algumas iniciativas de e- Commerce, mas a internet ainda não era “educada” para este tipo de comercio, os “internautas” utilizavam tipicamente os seguintes recursos: Páginas Pessoais, Buscas, Noticias, Chat, Softwares e Novidades. A Comercialização ou WEB 1.0: Junho de 1995: É liberada a primeira versão do PHP. Junho de 1996: A Sun lança a especificação Java Servlet API. Dezembro de 1996: A Microsoft lança a tecnologia Active Server Pages ou ASP. Dezembro de 1996: A Macromedia lança o Flash 1.0. Outubro de 1997: O site eBay passa a ter oficialmente este nome. 1998: eBay se torna uma companhia de capital aberto. Outubro de 1998: O Google é Lançado. Entre 1998 e 1999: Bancos abrem sites para movimentação de contas na internet.
  • 12. www.indicacursos.tk 12 1999: A Sun lança a tecnologia JavaServer Pages e a especificação Java 2 Enterprise Edition. Março de 1999: A Microsoft lança o Internet Explorer versão 5.0 com o objeto XMLHttpRequest, o princípio do AJAX. Março de 1999: A primeira versão do RSS é lançada no portal Netscape. Outubro de 1999: Americanas.com entra no ar. Novembro de 1999: Submarino.com entra no ar. Janeiro de 2000: A America On Line(AOL) compra a Time Warner. Neste período, com a o surgimento das tecnologias como ASP, PHP, Servlets e JSP, facilitou a criação de websites dinâmicos e de e-Commerces. Muitas empresas começaram a entrar no mercado das Ponto.COM, e as pessoas (internautas) começaram a utilizar a internet de maneira maciça. O usuário típico desta época acessava: On-line Banking, Notícias, Compras, Serviços, Chat, Impostos, Concursos, e-Learning, Pesquisa de Preços, entre outros. O estouro da bolha da nova economia: Após o escândalo da MCI-WorldCom em 2001, a grande concorrência na Web e a ausência de retornos, as fornecedoras de “Venture Capital” pararam de investir. Outro importante fator foram os seis aumentos na taxa de juros básica, promovido pelo Federal Reserve entre 1999 e 2000.
  • 13. www.indicacursos.tk 13 Esses e outros fatores contribuíram para a perda de confiança neste tipo de modelo de negócios, fazendo com que muitas empresas fossem adquiridas ou fundidas com empresas da “velha economia”, pois as empresas não tinham como investir devido ao alto custo e sem um retorno previsível. Esse período – entre 2000 e 2002 – foi muito difícil para as empresas WEB, sem muitas inovações tecnológicas e mudanças de hábitos. A Web 2.0: Janeiro de 2001: A Wikipedia, versão em inglês, entra no ar. Fevereiro de 2003: A Google compra a Pyra Labs e lança o serviço Blogger. Janeiro de 2004: O Orkut entra no ar. Fevereiro de 2004: o Flickr.com entra no ar. 2004: Primeira conferência sobre WEB 2.0 (O’Reilly). 2004: Yahoo Maps API e Google Maps API são lançadas. Após o estouro da “bolha”, uma grande mudança comportamental foi iniciada com o crescimento das redes de relacionamento e do compartilhamento de informações. As pessoas deixaram a visão comercial da Web e voltaram às origens, buscando gerar novos portfólios através da utilização de conteúdos já existentes.
  • 14. www.indicacursos.tk 14 Segundo O’Reilly (2005), o conceito de Web 2.0 começou em uma conferência entre a MediaLive Internacional e a O’Reilly. Onde o vice-presidente da O’Reilly Dale Doughherty, notou que, após o estouro da bolha, ao contrário da web ter fracassado, ela estava sendo adotada como um dos principais meios de comunicação entre pessoas e empresas, no seu auge de acesso. Surgindo novas aplicações e sites com uma regularidade surpreendente. E que todas as empresas que sobreviveram tinham algo em comum. Acreditava- se que o colapso ponto-com marcou uma espécie de virada, dando sentido a uma convocação do tipo “WEB 2.0”, desta maneira surgi a Conferência Web 2.0.
  • 15. www.indicacursos.tk 15 Segundo Terra (2008, p.21), o termo Web 2.0 refere-se à segunda geração de serviços e aplicativos da web, aos recursos, tecnologias e novos conceitos que permitem que a internet seja mais interativa e colaborativa. A diferença entre a primeira geração, é principalmente pelo dinamismo das interfaces em contraposição as páginas estáticas da web 1.0 . “O termo Web 2.0 é utilizado para descrever a segunda geração da World Wide Web --tendência que reforça o conceito de troca de informações e colaboração dos internautas com sites e serviços virtuais. A idéia é que o ambiente on-line se torne mais dinâmico e que os usuários colaborem para a organização de conteúdo." (Folha Online 2006) “O importante é que não existe nenhuma inovação tecnológica na Web 2.0, mas apenas o reuso das tecnologias já consagradas com um novo enfoque.” SAMPAIO Segundo Edmundo(18/10/2007), a web 2.0 é caracterizada por aplicativos que podem ser incorporados - na maioria sem custos - em sites, a partir de pequenos pedaços de códigos , também conhecidos como widget’s. E os principais desses aplicativos são:
  • 16. www.indicacursos.tk 16 BLOGS : paginas pessoais que permitem o autor escrever e dialogar com seus leitores através de comentários, também utilizados por empresas. WIKIS : sites onde os visitantes podem colaborara com o conteúdo, alterando e incluindo informações sem a necessidade de cadastro, como o Wikipedia. Redes Sociais: redes onde os participantes criam seu perfil, participa de comunidades, fazendo troca de mensagens e conhecimentos entre os outros participantes, como o MySpace, Orkut, Facebook, Last.Fm,etc. Compartilhamento de Vídeos e Imagem: Sites como o YouTube e Flickr onde é permitido enviar fotos e vídeos, podendo comentar os mesmos, e outras funcionalidades. Mundos Virtuais: Ambientes virtuais onde os participantes criam seus avatares e interagem com os outros usuários, o mais famoso é o Second Life. Podcasting e VideoCasting: Programas virtuais de Rádio e TV que podem ser compartilhados e distribuídos para os usuários.
  • 17. www.indicacursos.tk 17 “Os microcomputadores trouxeram assim uma grande mudança no que diz respeito aos usuários do serviço on-line, que não são mais apenas os profissionais da informação, mas aqueles que, anteriormente, se valiam de um intermediário e agora fazem a sua busca independentemente. [...] os serviços on-line são idealmente adequados em termos de serviços oferecidos, tornando os seus usuários mais exigentes em questão de qualidade e mais cientes do valor do serviço.” (FIGUEIREDO, 1991) 2.3. Novas Mídias de Marketing Digital A seguir serão citados algumas das principais formas de se utilizar as novas mídias pela Internet. 2.3.1. Blog “O Termo Blog vem de uma palavra de origem inglesa composta pelas palavras Web que é uma página de Internet e log que é diário de bordo, com o tempo a palavra foi abreviada
  • 18. www.indicacursos.tk 18 para Blog e a grande diferença de um Blog para um site institucional, além dos conteúdos atuais ficando sempre acima dos conteúdos menos recentes é a interatividade, é o espaço para comentário então um blog necessariamente tem que abrir espaço para comentários.” (TERRA, 2008) Existem várias definições para a sigla BLOG, na enciclopédia on- line Wikipedia, o termo BLOG vem de "WEB LOG", concebido por Jorn Barger (autor de um dos primeiros FAQ - Frequently Asked Questions) em 1997, definindo-o como uma página da Web onde um diarista (da Web) relata todas as outras páginas interessantes que encontra, logo após, o termo foi alterado por Peter Merholz (http://www.peterme.com/), que decidiu pronunciar "wee-blog", que tornou inevitável o encurtamento para o termo definitivo "blog". "Blogs são páginas pessoais da Internet que têm mecanismos de interação e permitem manter conversas entre grupos. Essas páginas tornaram-se muito populares entre jovens, que transformaram o ciberespaço em seus diários pessoais. Algum tempo depois do surgimento desta febre, esse sistema foi descoberto por repórteres e editores de vários países, passando a servir de ferramentas para um novo gênero de jornalismo, uma tribuna para a exposição das opiniões que normalmente são deixadas de lado na cobertura noticiosa, ao mesmo tempo em que põem em contato direto leitores e jornalistas." (Site UltimoSegundo, 2008) Segundo o jornal Estado de São Paulo (2008), uma pesquisa do Ibope/NetRatings apontou 45% dos internautas acessam blogs , e 65% dos acessos, vem através de buscas no Google, o resto são internautas fiéis aos blogs.
  • 19. www.indicacursos.tk 19 “Ferramenta foi absorvida pelo mercado e pela mídia, mas grande parte dos blogs é produzida por internautas amadores”. MARTINS(2008) “A Blogosfera é um espaço que se alimenta do ‘mundo’ que rodeia seus autores, seja ele a instituição, o pais, etc., mas também da leitura de outros blogs e da crítica do que aí se lê. ” (CARDOSO 2007) O blog pode ter muitos objetivos, segundo o site BLOGGER, "O blog é um diário pessoal. Uma tribuna diária. Um espaço interativo. Um local para discussões políticas. Um canal com as últimas notícias. Um conjunto de links. Suas idéias. Mensagens para o mundo.". No Diário de Comunicação (RABAÇA e BARBOSA, 2002), afirma que os blogs podem ter objetivos de entretenimento, profissionais, entre outros, diz também que os blogs funcionam
  • 20. www.indicacursos.tk 20 como ferramentas comunicação que dão suporte à interação de pequenos grupos de uma maneira simples, fácil e prática por meio de um sistema de troca de mensagens, podendo ser utilizados pelos membros de uma família, uma empresa ou qualquer instituição. Cipriani (2006, p.30) diz que o um Blog corporativo pode ser um ponto de encontro entre clientes, parceiros e funcionários de uma organização, utilizando-o como um blog-portal de relacionamento, um blog-ponte de ligação entre as preocupações do mercado e a realidade interna corporativa, um blog-canal aberto com o presidente, ou até mesmo um blog-exposição da opinião de clientes atuais, onde basta ter criatividade e autenticidade, pois as possibilidades são infinitas. O mesmo autor(2006, p.34) diz também que um blog pode ser o agente transformador que dará inicio à admiração da empresa para o sucesso, pois o blog aproxima a visão da empresa para um tipo de estrutura organizacional obrigatória, para aquelas que desejam se tornar bem-sucedidas: ”a organização focada no cliente”. Para Terra(2008, p.73), os blogs corporativos são um canal de comunicação entre a empresa e seus públicos que permite uma conversa bilateral e mais informal, e a ferramenta pode ser explorada no mundo corporativo como relacionamento, divulgação, endosso de terceiros à reputação e imagem corporativas e diálogo. "os blog fazem o papel de catalizador de notícias ou fatos relevantes.
  • 21. www.indicacursos.tk 21 São um verdadeiro canal de marketing boca-a-boca. Contando com uma rede mundial de milhões de blogs, que cresce em ritmo assustador, tudo que é considerado interessante consegue se espalhar de um modo fenomenal por meio dos links." (Cipriani 2006) “O impacto dessa rápida disseminação de idéias e opiniões pode ser encarado como um problema ou uma grande oportunidade para as organizações - basta apenas que a empresa esteja atenta ao que acontece na Internet, sem jamais ignorar seus eventuais pontos negativos. Os blogs corporativos são mais do que uma tendência; são uma realidade que chegou para ficar, assim como a necessidade das empresas se adaptarem à ela.” (BEGARA,2006). Os blogs corporativos são divididos basicamente em dois tipos: externos e internos.
  • 22. www.indicacursos.tk 22 a) Externos Para Terra (2008), os blog corporativos externos são aqueles que a empresa pública para acesso de qualquer pessoa na internet, com o proposito de interação externa, seja como canal de comunicação, de reforço da marca, de feedback para desenvolvimento de produtos, de gerenciamento de crises, de relações públicas, de relacionamento com a mídia, de posicionamento estratégico, etc. Terra (2008, p.75) diz que o Blog externo não é o substituto da página Web tradicional, e afirma que a diferença entre a página web e o Blog é que a primeira funciona como uma biblioteca, onde o cliente conhece sobre a empresa , e no segundo, o cliente “conversa” com a empresa, além de consulta-la. b) Internos Begara (2006) diz que blogs corporativos internos são geralmente utilizados como uma ferramenta de interação entre funcionários. É um meio muito eficiente de conduzir as bases de uma comunicação interna, gerenciando conhecimento e projetos e reforçando as iniciativas dos recursos humanos. Cipriani (2006) diz que como o blog passará a ser o porta-voz de informação de dentro da empresa, é necessário haver alguns cuidados importantes ao convidar seus funcionários a escrever ao público da companhia, como ter alguém para monitorar o que os funcionários estão escrevendo, para evitar que não contenha palavrões ou textos impróprios, assuntos confidenciais, difamação de outros colegas de trabalho, enfim, definir regras que sigam o padrão ético-moral da empresa, mas
  • 23. www.indicacursos.tk 23 não sendo muito fechadas ou restritas, pois o que torna o blog um canal de sucesso é o conteúdo pessoal e o mais espontâneo possível. 2.3.2. Marketing Viral O conceito de Marketing Viral ou Marketing de Guerrilha é passar adiante a proposta de uma determinada marca, muitas vezes de forma bem humorada para o consumidor, difundindo- o como se fosse uma “epidemia” geralmente pela internet (blogs, e-mail, sites aparentemente amadores), mas também podem ser utilizadas anúncios e outdoors, tornando simples ideias, em grandes ações. “O marketing viral e a publicidade viral referem-se a técnicas de marketing que tentam explorar redes sociais pré-existentes para produzir aumentos exponenciais em conhecimento de marca, com processos similares a extensão de uma epidemia. A definição de marketing viral foi cunhada originalmente para descrever a prática de vários serviços livres de e-mail de adicionar sua publicidade ao e-mail que sai de seus usuários. O que se assume é que se tal anuncio alcança um usuário "susceptível", esse usuário "será infectado" (ou seja, se ativará uma conta) e pode então seguir infectando a outros usuários susceptíveis (...). Essa técnica muitas vezes esta patrocinada por uma marca, que busca construir conhecimento de um produto ou serviço. Os anúncios virais tomam muitas vezes a forma de vídeo clips ou jogos Flash interativos, imagens, e inclusive textos.” (Wikipedia, 2008)
  • 24. www.indicacursos.tk 24 Segundo Personi (2008) um dos pioneiros a utilizar o Marketing Viral através da internet foi o Hotmail. Que anunciava no rodapé das mensagens enviadas, convites a usuários não cadastrados para que pudessem se cadastrar no site e utilizar o serviços.
  • 25. www.indicacursos.tk 25 De acordo com o que observamos no nosso estudo, da mesma forma, o GOOGLE divulgou seus produtos (ORKUT / GMAIL). Fazendo que se espalhassem até chegar na popularidade em que esta hoje. 2.3.3. PodCasting O podcast (também conhecido como podcasting) são arquivos de áudio que são distribuídos via internet por meio do RSS. Os arquivos ficam em um servidor e cada vez que é gerado um novo arquivo é atualizado o RSS, assim as pessoas que assinam o mesmo já recebem as atualizações. Segundo Geoghegan e Klass (2005), o ex-VJ da MTV e desenvolvedor de mídia interativa Adam Curry procurou por vários anos caminhos para usar a internet para transmitir vídeo e audio, e em 2000, ele se reuniu com Dave Winer(um dos criadores do RSS) , que alterou o RSS para habilitar o envio de arquivos também. Uma matéria publicada na Folha Online(20/06/2008) fala que a palavra podcast vem da fusão da palavra iPod (Tocador de MP3 da Apple) com broadcast (Transmissão via rádio). Segundo o site Podcasting Brasil, o PodCasting é uma nova mídia digital onde você ouve seus programas preferidos onde e quando quiser.
  • 26. www.indicacursos.tk 26 Sauers(2006) ilustra isso da seguinte forma: “Podcasts são populares porque permitem que você crie sua própria estação de rádio, ouvindo apenas a narração e a música que você está interessado e no horário que você desejar.” SAUERS (2006, tradução nossa). O mesmo autor (2006) também diz que em 2005, “podcast” foi nomeada a palavra do ano pela New Oxford English Diccionary. Existem várias maneiras para ouvir os podcasts, desde baixar o arquivo MP3 para a máquina, ouvir no próprio website, até usar programas como os leitores de RSS. O programa mais comum, é o iTunes, que é um programa gratuito e também faz a sincronia com o iPod/iPhone.
  • 27. www.indicacursos.tk 27 Segundo o site da Apple, a iTunes Store (Loja online do iTunes onde você pode desde comprar músicas até se inscrever em podcasts) possui mais de 100 mil podcasts, desde criadores independentes até grandes nomes como HBO, ESPN, New York Times, etc. 2.3.4. RSS O RSS (do inglês “Really Simple Syndication”, algo como “publicação muito simples”) é um formato para distribuição de informações pela internet em tempo real. Esta maneira de distribuição (também conhecida como "feeds") é muito utilizada em blogs e portais de notícias devido à quantidade de informações e a velocidade em que elas precisam ser disponibilizadas.
  • 28. www.indicacursos.tk 28 Segundo o site RSS Especifications (2008), a história do RSS pode ser traçada desde 1997 com a criação do RDF (Resouce Description Framework), que é similar ao RSS. Em 1999, Dan Libby da empresa Netscape criou um padrão chamado RSS versão 0.90 e o release da versão 0.91, mas começou a ocorrer conflitos, pois Dave Winer da empresa Userland criou uma nova versão do RSS e também a chamou de RSS versão 0.91. A Netscape abandonou o projeto do RSS, e em 2000, pois acreditava não ser viável para o determinado momento. A Userland lançou a especificação do RSS versão 0.91. Após varias alterações, em 2002 é lançada a versão 2.0, que foi desenhada por Dave Winer após sair da Userland. Em 15/07/2003 a posse do RSS 2.0 foi passado para Harvard através da licença Creative Commons. A Locaweb explica o seu funcionamento do RSS da seguinte maneira: “Num arquivo RSS são incluídas informações como título, página (endereço URL), descrição da alteração, data e autor de todas as últimas atualizações do site ao qual ele está agregado. De poucos em poucos minutos, o arquivo RSS é atualizado, permitindo compartilhar conteúdo Web em tempo real. Ele permite, por exemplo, que o administrador de um site de
  • 29. www.indicacursos.tk 29 notícias crie um arquivo XML com as últimas manchetes publicadas, a fim de compartilhá-las mais rapidamente com seus leitores.” (LOCALWEB, 2008) Para que as pessoas possam ler as informações do RSS, é necessário que elas utilizem um leitor de RSS, também conhecido como ‘agregador de conteúdo’. Esse agregador interpreta as informações do RSS e exibe de maneira amigável para o usuário, entre os agregadores existentes estão o Google Reader, Bloglines, Newsgator, entre outros. O site RSSDay (2008), diz que o principal benefício do RSS, é que ele permite que as pessoas estejam sempre conectadas em seus web sites favoritos sem precisar visitar os mesmos. Pois quando a pessoa se inscreve no RSS de um site, ela vai receber automaticamente as atualizações daquele site.
  • 30. www.indicacursos.tk 30 2.3.5. Second Life Segundo Ferrari (2007, p.94-95), o Second Life foi criado em 2003 por uma empresa californiana chamada Linden Lab, é um jogo que simula um mundo real de maneira virtual, em 3 dimensões, com o direito de criar hoteis, lojas, boates, empresas, etc. Cada usuário cria seu avatar, compra roupas, acessórios, conversam e interagem com outros usuários. Os usuários podem criar seus próprios itens, de roupas a edifícios, obtendo todos os direitos sobre eles, podendo vende-los. Todas as transações são utilizadas em sua moeda local, o “linden”, E esses lindens podem ser trocados por dinheiro de real ($). Varias empresas descobriram que o jogo também é um local interessante para ações de marketing, a Adidas por exemplo criou uma loja virtual para lançar uma nova linha de tênis, assim como Toyota, Sony e IBM fizeram o mesmo. Empresas brasileiras estão investindo no Second Life, segundo Zmoginski(2008) na Info Online, a empresa BRSL, que administra ilhas e explora eventos no universo do Second Life, reproduziu alguns trechos da avenida Paulista, onde os avatares podem andar de metrô, passear pelo Conjunto Nacional e visitar construções históricas da avenida. Algumas empresas também usam o Second Life para encontrar profissionais, Balieiro (2008) na Info Online, mostra o caso da T- Systems do Brasil, que usou o
  • 31. www.indicacursos.tk 31 Second Life para selecionar possíveis candidatos para um processo real de seleção. “Lá, a funcionária virtual do RH Pink Spirit recebe as visitas e fornece informações sobre a companhia. Além de apresentar as vagas disponíveis e os benefícios oferecidos, Pink Spirit convida o visitante para uma mini- entrevista.”(BALIERO, 2008) 2.3.6. Redes Sociais Segundo o site G1(2008), rede social é a relação estabelecida entre indivíduos que tem os mesmos interesses em um mesmo ambiente. Na internet, as redes sociais são conhecidas como comunidades online, que permite que os internautas se comuniquem e compartilhe informações. Spyer (2007, p.71) diz que desde o final dos anos 90, era comum encontrar sites de relacionamento que ajudavam pessoas a encontrar parceiros. Mas o conceito evoluiu para atender a demanda para outros níveis como o profissional e social e por temas de interesses específicos. A principal diferença das novas redes sociais, é que elas não se limitam apenas a cruzar informações dos usuários para aproximar desconhecidos com potencial de relacionamento, mas também fazem as pessoas reconstruírem suas redes de familiares , amigos e colegas. Segundo Schnoor(2008), uma pesquisa do Ibope//NetRatings informou que 90% dos brasileiros usam redes sociais, o Orkut é a rede mais usada no Brasil, com cerca de 16 milhões de usuários únicos mensais, em segundo lugar está o Sonico, com 1,8 milhão e depois o MySpace, com 1,1 milhão.
  • 32. www.indicacursos.tk 32 Segundo o jornal Estadão em 07/01/2008 , o Myspace é o maior site de relacionamentos do mundo, com aproximadamente 110 milhões de usuários, mas atualmente, o Facebook vem ganhando mais espaço, conforme mostrado no gráfico abaixo retirado site Alexa.com , que mede a quantidade de acessos de um site da web.
  • 33. www.indicacursos.tk 33 No Brasil, o site mais acessado é o Orkut, seguido pelo Sônico e Myspace, e por ultimo o Facebook. No Brasil existem outras redes que estão aparecendo, como o Last.FM que é um site que agrega uma comunidade virtual com uma rádio on-line, o Twitter que é uma rede social e um servidor para miniblogging e o Flickr, que é um site onde você hospeda e compartilha fotos. Segundo informações Obtidas no site Last.fm(2008) , o site é um serviço que “aprende” com as musicas que o usuário ouve, onde cada faixa que você escuta é gravada em seu perfil, revelando um pouco do gosto musical. Através dele, os usuários poderão se conectar entre si, recomendando musicas e aumentando a rede. O site também indica bandas parecidas com o gosto musical do usuário, assim fazendo com que conheça bandas novas.
  • 34. www.indicacursos.tk 34 Twitter Segundo o portal de notícias G1 (09/04/2008), o Twitter é uma rede baseada em mensagens instantâneas curtas (máximo de 140 caracteres), e ele foi o primeiro a popularizar o conceito de microblogging. A ideia inicial do Twitter era permitir que os usuários de maneira rápida falassem o que estavam fazendo, mas atualmente a ferramenta também é usada para coberturas jornalísticas em tempo real. Flickr O Flickr é uma rede social voltada para imagens e vídeos, onde seus usuários hospedam e compartilham imagens e vídeos através do site. Segundo o site do Flickr (2008), o site tem dois
  • 35. www.indicacursos.tk 35 objetivos: o de ajudar as pessoas a disponibilizar seus conteúdos para as pessoas importantes para elas, e permitir novas maneiras de organizar as fotos e vídeos. Através do site os outros usuários podem dar notas, comentar e compartilhar seus conteúdos. YouTube O Youtube (2008) é um site que permite que seus usuários coloquem seus vídeos, assistam e compartilhem os mesmos em formato digital. Segundo informações obtidas no site do Youtube (2008), ele foi criado em 2005 por três funcionários da PayPal, que criaram o
  • 36. www.indicacursos.tk 36 site com a intenção de publicar seus vídeos pessoais, mas o site tornou-se um sucesso na internet rapidamente. No ano de 2006, o YouTube ganhou o título de “A invenção do Ano” pela revista TIME , e em outubro de 2006 foi comprado pelo GOOGLE, pelo valor de US$ 1.65 Bilhões em ações. Atualmente é o líder em vídeos online. Os vídeos podem ser vistos através do website, celulares, blogs e e-mails. “Todas as pessoas podem assistir vídeos no YouTube. Pessoas podem ver em primeira mão vídeos dos acontecimentos atuais, vídeos sobre seus hobbies e interesses. Quanto mais pessoas capturar momentos especiais em vídeos, o YouTube é encarregado de torna-los os organismos de radio de fusão de amanhã.” YOUTUBE (2008) "O que faz do YouTube e dos vídeos ferramentas poderosas de divulgação é o fator 'novidade'. O Youtube é um site que retrata os novos tempos de uma maneira genial. Faz com que nos tornemos Big Brothers da vida alheia através dos vídeos
  • 37. www.indicacursos.tk 37 postados. Permite que mostremos nossa criatividade para o mundo. Permite que empresas valorizem seus usuários por meio de campanhas específicas pra internet" . VAZ (2008). O YouTube é basicamente um compartilhador de vídeos , onde o usuário pode fazer o upload (enviar para o servidor) do vídeo e permitir que o mundo inteiro o assista, comentem, dêem notas , compartilhe seu vídeo exibindo-o em outras páginas Web, enviar para amigos, etc. A Importância dos Links Patrocinados (GOOGLE ADWORDS) Segundo Monteiro (2007, p-5), o link patrocinado é um modelo de propaganda onde o anunciante paga pelo clique no anúncio, e não pela exposição do mesmo. Este tipo de anúncio é também chamado de campanha por palavra chave ou PPC (pay-per-click), pois o anúncio é mostrado através de alguma palavra chave. O Adwords é um programa de publicidade do GOOGLE, onde os anúncios são exibidos em forma de links. Esses anuncios são exibidos nas pesquisas do site e nos sites que utilizam o adsense, um serviço de publicidade onde os donos de sites se inscrevem no serviço e disponibilizam os resultados em suas páginas, gerando lucro baseado na quantidade de cliques ou visualizações dos anúncios. Segundo Vaz (2008), dos formatos de publicidade oferecidos pelo Google no AdWords, o mais comum é o em forma de texto, seguido pelos anúncios gráficos e os de animação. Outros
  • 38. www.indicacursos.tk 38 formatos oferecidos também são anúncios em vídeos, anúncios de empresas locais e em celulares. “...Com o AdWords você pode criar anúncios simples e eficazes, e exibi-los para pessoas que estarão pesquisando informações relacionadas com seu negócio on-line.” VAZ (2008) Segundo Moraz (2006, p.83), o Google Adwords trata-se de um veiculo de publicidade que utiliza as as páginas de resultados das pesquisas e sites que utilizam o ad-sense para exibir links relacionados aos resultados da pesquisa. Segundo informações do site do AdWords Google (2008), os nlinks patrocinados funcionam porque o seu alcance é segmentado, pois a sua exibição será somente quando houver pesquisas relacionadas à sua palavra-chave cadastrada; maior controle, pois pode ser exibido de diversos formatos , inclusive por área geográfica e idiomas; e valor mensurável , pois não há compromisso de tempo ou requisito de gasto mínimo, com a opção de custo por clique, só é cobrado quando recebe um clique, isso significa que todo o seu orçamento é usado para clientes potenciais.
  • 40. www.indicacursos.tk 40 3. Pontos de Investigação do Estudo O objetivo central do estudo é investigar como as empresas utilizam as novas mídias na internet. Conforme o conteúdo apresentado no presente trabalho, foi realizado um Estudo de Caso da empresa TECNISA, baseando-se no material bibliográfico disponibilizado no portal da empresa e entrevista junto ao gestor responsável da utilização das mídias na internet. Os pontos de investigação do Estudo, organizados nas dimensões do composto das Novas mídias na Internet: 3.1. AS NOVAS MÍDIAS Como são empregadas o uso das novas mídias na internet: a) Tipos: Quais seriam os tipos de mídia na Internet foram utilizados pela empresa. b) Características das Mídias: Quais seriam os diferenciais competitivos, a segmentação para seu público alvo, abrangência das mídias utilizadas. c) Design: Qual seria o design diferenciado, na qual ao ser acessado é reconhecido.
  • 42. www.indicacursos.tk 42 4. Metodologia 4.1. Considerações gerais O presente estudo está enquadrado em termos de metodologia como num estudo exploratório e qualitativo no qual utilizaremos os métodos de levantamento de dados do: Estudo de Caso, da Entrevista e da Pesquisa Documental, servindo como técnicas de pesquisas para explorar nossos objetivos, e exemplificar o uso das novas mídias na internet no caso da empresa TECNISA (Empresa pioneira a utilizar BLOG corporativo no setor imobiliário). Investigando junto à empresa TECNISA, o foco da nossa pesquisa foi verificar como era o cenário antes da implantação de mídias na internet, e qual foi o impacto pós-implantação para a empresa; com esta experiência, comparamos as expectativas e os resultados obtidos. Para realizar o levantamento dos dados foram feitas analises nos casos disponíveis no portal da empresa TECNISA, assim verificando a implementação das novas mídias; e entrevista junto ao Roberto Loureiro responsável pelo setor de redes sociais da empresa. 4.2. Fundamentação Teórica de Metodologia Utilizada 4.2.1 Pesquisa Qualitativa Segundo Geargeoura (2008, p.26) a pesquisa qualitativa tem como função elencar quais são os parâmetros ou variáveis da
  • 43. www.indicacursos.tk 43 pesquisa que influência no fenômeno ou assunto abordado, podendo ser mensuráveis ou não. Como por exemplo, qual a sensação das pessoas em relação ao ambiente, quando adentram a uma determinada loja. A pesquisa qualitativa visa esclarecer a estrutura e as variáveis relevantes ao estudo, e não a relação entre causa e efeito ocorrido pelo fenômeno ou assunto abordado. 4.2.2. Estudo de Caso Segundo Geargeoura (2008, p.30) Estudo de Caso é um formato ou desenho (design) de pesquisa, técnica utilizada para organizar os dados em torno de uma unidade (objeto de pesquisa). Segundo Gil (1999, p.72-73), o estudo de caso é caracterizado pela profunda e exaustiva analise de um ou mais objetos de pesquisa. Desta maneira, proporcionar o conhecimento amplo e detalhado do estudo abordado, praticamente impossível de ser realizado em outros métodos de pesquisa. “... é uma abordagem que considera o desenvolvimento dessa unidade que pode ser uma pessoa, uma família ou outro grupo social, um conjunto de relações ou processos ( como crises familiares, ajustamento a doença, formação de amizade, invasão étnica de uma vizinhança, etc.) ou mesmo dentro de uma cultura”.(GOODE e HATT, 1975) De acordo com o autor Pádua (2004) é preciso ter consciência de que todo e qualquer objeto de estudo, seja físico, biológico ou social, sabe-se que não possuímos informações concretas
  • 44. www.indicacursos.tk 44 sobre o assunto. É uma técnica na qual se trabalha em uma construção intelectual por meio de coleta de dados. O estudo de caso não pode ser considerado a analise de um individuo como um todo, ela flexível, na qual utilizamos de um contexto descritivo para um contexto interpretativo. Segundo Castro (1977) quando não temos informações suficientes para um determinado objeto de estudo, é imprescindível analisar profundamente pelo menos uma parte de todo o universo pesquisado, tal pratica é uma das principais características do estudo de caso. Segundo Yin (1989) estudo de caso é um estudo que investiga um fenômeno atual, de acordo com seu contexto de realidade, quando as limitações entre um fenômeno e o contexto não são claramente definidas, sendo utilizadas varias fontes de evidencias. De acordo com Yin (1989) é adequado utilizar o método Estudo de Caso é quando: Quando o pesquisador não tem domínio do objeto de estudo; A análise de um determinado objeto de estudo esta em fase de experimento; Quando questões do tipo “como” e “por que” for o foco do problema de pesquisa; Quando o objeto de estudo for o foco do contexto da realidade; “... permite uma investigação para reter as características holísticas e significativas dos eventos da vida real...,...
  • 45. www.indicacursos.tk 45 habilidades em lidar com uma completa variedade de evidencias, documentos, artefatos, entrevistas e observações ”.(YIN, 1989) 4.2.3. Entrevista Segundo Gil (1999) Entrevista é a técnica onde o entrevistador se apresenta frente ao entrevistado realizando perguntas previamente formuladas com o objetivo de coleta dos dados e fontes de informação. A Entrevista é uma das técnicas mais utilizadas na área de ciências sociais, psicólogos, sociólogos, pedagogos, entre outros profissionais. Tratando dos problemas humanos, com o objetivo voltado para diagnósticos e orientação. Muitos autores acreditam que a entrevista é uma técnica dentro da investigação social na qual agrega valor, semelhante há um tubo de ensaio na área Química. Por sua flexibilidade, é utilizado como técnica de investigação, na qual seu desenvolvimento das ciências sociais, nas ultimas décadas, foram obtidos graças a sua aplicação. Segundo Pádua (2004) Entrevista é uma técnica realizada com o intuito de ser coletado o maior número de informações ainda não documentadas, a cerca de um determinado assunto. Devem-se considerar as limitações da entrevista dependendo da técnica escolhida, na qual os entrevistados podem passar as informações imprecisas, lembrando que é preciso levar em
  • 46. www.indicacursos.tk 46 consideração o entendimento do entrevistador sobre os dados coletados. A entrevista é usada nas seguintes técnicas: a) Entrevista pessoal/ Formal/ Estruturada A entrevista estruturada é quando o entrevistador utiliza-se de questões previamente formuladas sobre o tema abordado. b) Entrevista semi - Estruturada é quando o pesquisador organiza previamente as questões sobre o tema abordado, porém permite e influência o entrevistado a falar livremente sobre o assunto. c) Entrevista Livre Narrativa O entrevistado é convocado a falar livremente sobre o assunto abordado, sem nenhuma pergunta previamente formulada. d) Entrevista Orientada O entrevistador foca a atenção em experiências obtendo assim por antecipação as informações que deseja obter com a entrevista. e) Entrevista de Grupo Quando não é somente um entrevistado e sim um grupo de pessoas a serem entrevistadas, posteriormente as respostas são organizadas pelo entrevistador mediante de uma avaliação global. f) Entrevista Informal Preferencialmente é utilizada em pesquisas exploratórias, possibilitando ao entrevistador um conhecimento detalhado do assunto a ser trabalhado. Tais características favorecem pistas
  • 47. www.indicacursos.tk 47 para a evolução da pesquisa, possibilita também selecionar outras fontes ou mesmo informações com os dados inicialmente levantados. É imprescindível agendar com antecedência o horário e o local da entrevista a ser realizada. Caso o entrevistador não possa gravar a entrevista, é fundamental anotar todas as dúvidas que possivelmente possam surgir com o decorrer da entrevista, complementando o roteiro inicial. Segundo Selltiz (1974) as entrevistas são técnicas de coleta de dados para a elaboração dos trabalhos, na qual o entrevistado relata os dados necessários para acrescentar informações que possam ser observadas nos acontecimentos mencionados. “A descrição da pessoa pode ou não ser aceita por seu valor aparente; pode ser interpretada através de outros conhecimentos a seu respeito ou através de determinada teoria psicológica; é possível fazer inferências a respeito de aspectos de sua atuação que não descreveu” (Selltiz, 1974) Desse modo podemos ver algumas limitações, baseando-se nas distorções das informações colhidas, hora por bloqueios psicológicos do entrevistado, ou até mesmo na omissão dos fatos, pode-se referir a capacidade do entrevistador em formular as perguntas para o entrevistado. Selltiz (1974) também indica algumas das vantagens deste método: Estimulo e cooperação do entrevistado;
  • 48. www.indicacursos.tk 48 Abordagem para entrevistados emocionalmente envolvidos, ou não; Ausência de envolvimento pessoal do entrevistado; A possibilidade do entrevistador em esclarecer as perguntas nos casos de dúvidas; A possibilidade de o entrevistador checar a veracidade das informações, na medida em que o entrevistado possa respondê-las; A possibilidade de o entrevistado verificar o universo da pesquisa ao apresentar as perguntas. 4.2.4. Pesquisa Documental Segundo Pádua (2004, p.68-69) a Pesquisa Documental é aquela onde se analisa os documentos, autenticados e não fraudados. É frequentemente utilizada nas ciências sociais e nas investigações históricas com intuito de descrever e comparar fatos sociais estabelecendo suas características ou tendências. “E toda a base de conhecimento fixado materialmente e suscetível de ser utilizado para consulta, estudo ou prova”. Algumas fontes que ainda não existem no formato de texto escrito, podem ser objeto de estudo, afim de que possam ser documentadas como processo de desenvolvimento, mudanças de comportamento, entre outros. Segundo Gil (1999) a Pesquisa Documental é semelhante à Pesquisa Bibliográfica, diferenciando-as apenas na natureza de suas fontes, sendo que a Pesquisa Bibliográfica tem a utilização
  • 49. www.indicacursos.tk 49 basicamente das contribuições de diversos autores sobre um assunto especifico como, por exemplo: documentos de segunda mão que já foram analisados “tais como: relatórios de pesquisa, relatório de empresa, tabelas estatísticas, etc.”. Por outro lado, a Pesquisa Documental utiliza-se de matérias que não receberam qualquer tratamento analítico, ou que ainda podem ser reeditados de acordo com os objetivos da pesquisa; “tais como: documentos oficiais, reportagens de Jornal, cartas, contrato, diários, filmes, fotografias, gravações, etc.”. Segundo Geargeoura (2008) Pesquisa bibliográfica é realizada principalmente a partir de artigos e livros científicos. Já a pesquisa documental é realizada não somente em bibliotecas científicas, mas também, em outros tipos de dados já registrados, tornando-se uma pesquisa mais abrangente. 4.3.Justificativa da Escolha da Metodologia Através da pesquisa qualitativa, com o objetivo de verificar qual o impacto, a influência e as vantagens do uso das novas mídias da internet, foi utilizado o método de pesquisa estudo de caso sobre a empresa TECNISA, afim de que possamos obter detalhes e organizar todas as informações em torno do universo a ser pesquisado. Outro fator importante sobre a escolha do método, é a falta de informações sobre a abrangência e o impacto do uso das novas mídias da internet, tais informações são cruciais para realização do trabalho.
  • 50. www.indicacursos.tk 50 Atrelado ao método de pesquisa utilizado, utilizamos como técnicas de levantamento de dados : A entrevista: A técnica de Entrevista “semi-estruturada”, possibilita reunir informações ainda não documentadas. Através de questionários previamente formulados, o entrevistado responde e faz livres comentários sobre as questões, agregando informações relevantes para a pesquisa. Pesquisa Documental: Durante a pesquisa documental, o objetivo central é juntar todas as informações disponíveis sobre a empresa TECNISA, dentro dos estudo de casos sobre a implantação do blog, a WEB 2.0, e a utilização das novas mídias na internet disponibilizados no portal da empresa. 4.4. Caracterização do Ambiente do Estudo Escolhemos a empresa TECNISA como referencia para nosso trabalho pois ela foi a primeira empresa Imobiliária a ter um Blog Corporativo em 2006. Completou dia 1 de fevereiro 30 anos no mercado, na qual esta entre as maiores empresas do mercado imobiliário brasileiro. Além de ter uma Excelência em Serviços ao Cliente, é uma empresa que esta totalmente informatizada, com as melhores práticas de internet. Pelo 4º ano consecutivo, em 2007 a empresa ganhou o premio Consumidor Moderno de Excelência em Serviço ao consumidor. Com base nesse bom relacionamento com seus clientes uma pesquisa comprova que ao longo dos últimos “5 anos, se venderam 4.700 unidades de imóveis, sendo que 5% desse total foram vendidas para clientes da TECNISA que estão comprando
  • 51. www.indicacursos.tk 51 sua segunda residência”. Isto prova que o trabalho inconteste que fazem é realmente um relacionamento com o cliente de forma exemplar e única. No ano de 2007 á empresa fechou suas vendas de imoveis com aproximadamente 30% de vendas originadas na rede e estão planejando, para 2012, vender 100% de um empreendimento por meio da internet. É uma empresa com um referencial tecnológico muito bom, pois em 2007 foi a primeira empresa a entrar no Second Life, no Flickr, no SlideShare, no You Tube e ter um Podcast. Sendo que o Second Life foi o mair destaque da empresa na qual conseguiram recuperar todo o dinheiro investido e venderam 2 unidades de seus imóveis. O corretor da TECNISA consegue fazer um trabalho diário de follow-up com todos os clientes interessados nos empreendimentos, através de outra ferramenta que facilita o relacionamento com seus clientes e-contacts. Para que os colaboradores da empresa tenham maior seriedade com seus clientes periodicamente são feitas reuniões de qualidade na qual des de 2006 eles ganham um bonus que estimula bastante o bom relacionamento com os clientes. Por esses fatores escolhemos a TECNISA como a empresa para base do nosso trabalho, pois como se pode verificar com novas mídias na internet a empresa teve uma evolução muito rápida, a partir do momento em que implantou o novo sistema de Mídias Digitais.
  • 52. www.indicacursos.tk 52 4.5. Objetivo da Pesquisa Utilizamos como referencia para a pesquisa uma empresa que tem um alto relacionamento com seus clientes, por meio das mídias digitais, na qual se faz interessante pesquisar dentro dos objetivos propostos do estudo. Para esclarecimento, maiores informações e conclusões sobre o fenômeno pesquisado, entramos em contato com a empresa TECNISA, altamente qualificada no ramo de tecnologia e pelo fato de suas estratégias de marketing serem inovadoras, nunca antes adotadas no setor imobiliário, resultando em um retorno consideravelmente positivo no seu crescimento; atraindo novos clientes, oferecendo produtos e serviços cada vez mais eficaz. Atrelado ao conceito colaborativo da WEB 2.0, a empresa TECNISA obteve um grande destaque diante de suas concorrentes no mercado imobiliário, colhendo informações sobre os interesses e grau de satisfação de seus clientes. Contatamos diretamente o responsável pelo departamento de Redes Sociais, Roberto Loureiro, que nos passou as informações e quais são os procedimentos de amostragem necessários para a realização do estudo.
  • 53. www.indicacursos.tk 53 4.6. Instrumento de Coleta de Dados Para uma melhor avaliação deste trabalho elaboramos um roteiro de questionário para que possa ser feita uma analise e enfim concluirmos o trabalho, as perguntas estão a baixo, mais como foi feita uma entrevista Semi-Estruturada com Roberto Loureiro, o entrevistado fez alguns comentários, que estão no decorrer do trabalho. a) O que levou a empresa a investir na área de WEB 2.0 (como podcasting, blogs, second life, etc.)? b) Porque escolher o AdWords como ferramenta de publicidade? c) Como são elaborados os posts do Blog, qual o propósito do mesmo? d) Que tipo de usuário visita seu blog? e) Qual o feedback dos visitantes? f) Qual a média de visitantes/mês do Blog? Em qual período tem mais acesso? g) Referente aos PodCastings, qual o critério utilizado para a elaboração dos mesmos? h) Qual o objetivo da empresa em colocar os vídeos no YouTube? Como a empresa acompanha esses vídeos, pois como o YouTube é aberto ao público, pode ocorrer de colocarem vídeos 'contra' a empresa? i) A TECNISA está em várias redes sociais como o Orkut, YouTube, Twitter, etc., como a empresa vê esses novos canais
  • 54. www.indicacursos.tk 54 de comunicação? Qual critério a empresa utiliza para participar, ou não destas redes? j) No Second Life, como a empresa investe neste meio? Qual é o tipo de marketing utilizado no mesmo? k) A empresa atingiu o retorno esperado com o investimento na WEB 2.0? l) A empresa cometeu alguma ação que não foi conforme esperado, e que evitaria cometer novamente?
  • 56. www.indicacursos.tk 56 5. Apresentação e Analise dos Dados do Estudo 5.1. Apresentação Dos Dados Coletados 5.1.1 Entrevista a) O que levou a empresa a investir na área de WEB 2.0 (como podcasting, blogs, second life, etc.)? “O nosso diretor Romeu é uma pessoa antenado, e à sete anos atrás ele percebeu essa possibilidade de se vender imóveis pela internet, ele começou a brigar pelo site para conseguir ter toda essa estrutura, e utilizar a Web 2.0 é simplesmente pra aproveitar melhor estrategicamente a internet. Então se você tiver só um site não adianta nada, tem que agir 360º dentro da internet, foi assim que começou essa estratégia, pensando nessa atuação de marketing dentro da internet.” b) Porque escolher o AdWords como ferramenta de publicidade? “Nosso maior investimento são nos links patrocinados, que é um tipo de publicidade certeira, pois a pessoa que clica no link é porque quer saber sobre apartamento e você só paga por clique. Ter um banner é legal, muita gente vê, mas nem todos estão interessados, diferentemente dos links patrocinados, no Google, agente não está lá somente na pesquisa por TECNISA, por exemplo, a gente compra a palavra casamento, e uma pessoa digita na busca pela palavra casamento ou a palavra gravidez e vem um anúncio da TECNISA. Inclusive tem um caso legal onde nós compramos a palavra gravidez com “S”
  • 57. www.indicacursos.tk 57 (gravides), para caso alguém digitasse errado, e esta palavra teve apenas um clique, e esse clique virou uma venda. Então a gente conseguiu vender um apartamento gastando R$0,05 de investimento.” c) Como são elaborados os posts do Blog, qual o propósito do mesmo? “O Blog nasceu com a intenção de ajuda na busca orgânica do Google por conteúdo. O blog é uma ferramenta para gerar muito conteúdo que leva para uma área sua, por exemplo, se você digitar FGTS no GOOGLE, nosso blog aparece na segunda página levando em conta que os especialistas em FGTS são os bancos e agente aparecendo na segunda página é muito bom. Então o Blog surgiu com esse intuito, de fazer com que buscas relacionadas a compra de apartamentos redirecione a nosso blog. Agente procura colocar posts que tem a ver com o mercado imobiliário e são feitos pelos próprios funcionário da equipe, pela própria equipe do e-bussines ou por um jornalista. O jornalista fala um assunto mais genérico, coisa mais do mercado mesmo e agente fala mais sobre assuntos internos, então vem post de todo lado. As respostas das pessoas são encaminhadas para agente e sempre procuramos responder, dependendo a pergunta a gente encaminha para uma pessoa de dentro que saiba do que se trata. A gente também procura colocar palavras no post para ajudar nas buscas do Google.” d) Que tipo de usuário visita seu blog? “No blog agente disponibiliza muitas dicas de FGTS, financiamento e outros assuntos que as pessoas pesquisam na
  • 58. www.indicacursos.tk 58 hora de comprar um apartamento, pois provavelmente será o bem mais caro que comprará na sua vida, então você pesquisa muito para não cair em uma roubada e as coisas que podem acontecer. Então as pessoas invariavelmente acabam caindo no blog, clientes que já possuem apartamento e pessoas que estão procurando apartamento.” e) Qual o feedback dos visitantes? “Muito dos clientes utilizam o blog como ouvidoria da TECNISA, clientes que tentaram falar com relacionamento e não conseguiram resolver, falaram com o jurídico e não conseguiram resolver aí eles vão direto ao blog e temos que responder, desta maneira eles encontraram um novo canal mais “fácil” para resolver suas duvidas. Os outros visitantes entram para ter notícias de FGTS e eles agradecem porque a gente responde. Geralmente esse outro público acham o blog muito interessante e agradecem e falam bem.” f) Qual a média de visitantes/mês do Blog? Em qual período tem mais acesso? “Nossa média é entre 20 mil e 30 mil visitas por mês, depende muito do post, e de algum acontecimento esterno, por exemplo, no período de maio de 2008, o acesso chegou a quase 7000 visitas diárias, pois teve um atraso de obras. Então depende muito do que está acontecendo no momento, mas mantém a média constante de 1.500 e 2.500 visitas diárias. Como nós somo uma empresa de capital aberto às vezes as ações caem ou sobe, então aparece mais gente perguntando.” g) Referente aos PodCastings, qual o critério utilizado para a elaboração dos mesmos?
  • 59. www.indicacursos.tk 59 “Nos PodCasts, agente procura sempre colocar assuntos relevantes que possam interessar nossos visitantes no site. Desde a pessoa que já é cliente ou interessada por Web, pois nós somos muito focados em Web e entendemos bastante. Então, nós temos no PodCasts falando de 2.0, falando de decoração para os clientes que já compraram, dando dica de FGTS , entre outros. A gente procura sempre fazer PodCasts que interessam os visitantes. A maioria é dentro da construção civil, arquitetura, engenharia e dentro de Web na grande maioria das vezes.” h) Qual o objetivo da empresa em colocar os vídeos no YouTube? Como a empresa acompanha esses vídeos, pois como o YouTube é aberto ao público, pode ocorrer de colocarem vídeos 'contra' a empresa? “Os vídeos também são para conteúdo e gerar busca orgânica, é tudo muito focado para gerar resultado. O objetivo do Youtube é gerar conteúdo para os clientes, onde eles podem ver o apartamento em fase de obra, agente filma a construção das obras e faz vídeo sobre os empreendimentos. A utilização do Youtube tem como objetivo, gerar relevância no Google por causa da alta visitação, então lá você tem muitas vezes a palavra apartamento associada à palavra TECNISA, quando a pessoa fizer qualquer busca, vai acabar aparecendo agente.” “Assim como no blog, qualquer coisa que você colocar vai entrar, agente não apaga a não ser que seja mentira ou não tenha fundamento. Desde que estou aqui na TECNISA eu só apaguei dois posts, um a pessoa falava palavrão e nós mandamos um e-mail pra ela avisando que estava apagando o post por causa dos palavrões e a pessoa escreveu o mesmo post
  • 60. www.indicacursos.tk 60 sem os palavrões e dessa forma o post ficou e o outro foi uma pessoa que fez um monte de reclamações e não colocou o apartamento nem o prédio dele, nós mandamos um e-mail para ele perguntando qual era o prédio e o apartamento para a gente conversar e se você não avisar o seu prédio e apartamento nós iremos apagar o post aí ele não apareceu mais. Então a gente não pode ficar refém de qualquer pessoa que vai no site e escreve qualquer coisa, mas nós não temos esse controle no Youtube, o que a gente usa é o know-how de internet, vamos dizer assim, para ir jogando esses comentários pra baixo no Google, então a gente começa a atuar, colocar post e quando você procurar por TECNISA vai aparecer lá atrás, mas nós não temos poder para tirar ou mudar, apenas no Blog se a pessoa não de identificar nós podemos tirar, agora no Youtube não temos como tirar, o máximo que podemos fazer é usar a estratégia para fazer isso sumir, mas tirar não tem como.” i) A TECNISA está em várias redes sociais como o Orkut, YouTube, Twitter, etc., como a empresa vê esses novos canais de comunicação? Qual critério a empresa utiliza para participar, ou não destas redes? “Assim, o Orkut não é nosso a gente só monitora o que está acontecendo, se tiver muita reclamação a gente vai lá e responde, mas não é uma rede nossa, porém é muito válido e acreditamos que é uma nova tendência de exploração de rede social, o Google vai começar a fazer busca por rede social, um comentário da sua empresa em uma rede social vale muito mais porque é uma pessoa que está falando da sua empresa do que num blog ou em um site. Então se a pessoa tem um Twiter próprio e está falando de você, é uma indicação pessoal, isso
  • 61. www.indicacursos.tk 61 tem mais relevância do que um post que você coloca no blog. O critério de decisão vai muito por conhecimento e por indicação, não dá para a gente fazer tudo. Nós conhecemos o Twiter aí começamos a navegar para conhecer e ver como era. Desde que eu entrei aqui estou pensando como nós vamos fazer no Twiter, porque é uma ferramenta que pode ter futuro, aí começamos a pensar em alguma estratégia para usá-lo, foi assim quer surgiu a estratégia de fazer só divulgação de lançamentos. Nós pegamos apenas o que a gente acredita que vai bombar. O Twiter não foi o primeiro, mas é um dos mais famosos em questão de microblogging, então a gente já vai nele porque há possibilidade dele vingar é melhor que os outros.” j) No Second Life, como a empresa investe neste meio? Qual é o tipo de marketing utilizado no mesmo? “O Second Life, por exemplo, nós investimos e saímos. Hoje, nós não estamos mais no Second Life, na verdade nós entramos e conseguimos vender 2 apartamentos, mas serviu muito mais para aparecer na mídia. Então valeu muito a pena porque em primeiro lugar nós geramos vendas e em segundo gerou mídia espontânea, mas nós percebemos que foi só uma bolha, entramos e saímos. Na época contratamos uma empresa para desenvolver um Stand de venda online e investimos mais em mídia.” k) A empresa atingiu o retorno esperado com o investimento na WEB 2.0? “Nós tentamos estar sempre na frente, por isso que lançamos o Twiter, fomos a primeira a entrar no Second Life, fomos os primeiros a ter blog e no site novo estaremos fazendo
  • 62. www.indicacursos.tk 62 atendimento 24 horas e qualquer hora você pode ligar na TECNISA que vai ter um corretor para te atender. Então procuramos sempre inovar e acho que esse é o segredo porque no mercado imobiliário todas as empresas estão na internet, antigamente a TECNISA era a única agora todas querem entrar para vender apartamento na Internet, por esse motivo nós estamos procurando fazer alguma coisa nova e diferente que dê resultado. Buscamos sempre resultado, não vamos fazer nada só para chamar atenção e nossa estratégia é essa, buscar o que é novo e medir o retorno para ver se vale a pena continuar.” l) A empresa cometeu alguma ação que não foi conforme esperado, e que evitaria cometer novamente? “Teve o Second Life que nós entramos e saímos, mas isso acontece no mundo da comunicação e dos negócios, testamos e vimos os resultados, mas não vou dizer que foi um erro porque conseguimos vender dois apartamentos e gerou uma grande aparição na mídia, mas vimos que não estava rendendo mais e acabamos saindo. Então não tem nada que nós podemos dizer que foi uma besteira ou que não deveríamos ter investido, até porque nós pensamos muito antes de fazer e temos uma equipe com excelentes profissionais que ajudam a errar menos, mas errar é normal e a grande coisa é corrigir.” 5.1.2 Sobre o Google Adwords De acordo com pesquisas documentais da empresa TECNISA em 2005, com a precisão de aumentar a audiência de seu portal, e consequentemente, o número de cadastros efetuados pelos
  • 63. www.indicacursos.tk 63 visitantes, alavancando os recursos já existentes, sem dispor de novos investimentos. Em parceria com a empresa Mídia Digital, foi desenvolvido um plano de ação incluindo o site da empresa TECNISA nos links patrocinados do google adwords, inserindo 16 mil palavras-chaves. À medida que o usuário procurava uma das palavras registradas, o Google resultava no link patrocinado da empresa TECNISA; ao todo foram 30 mil anúncios. Segundo o gerente de Mídia on-line, Gustavo Reis “Dentro da nossa estratégia de mídia-online, a campanha de links patrocinados do Google teve um peso bastante significativo.” Além de gerar a 60% o trafego de acessos no site, no ano de 2007, as vendas pela internet atingiram um índice de 25% sobre o total das vendas. Para que seja feita a analise e contabilizar os resultados obtidos com os links patrocinados do Google adwords foi utilizada a ferramenta Google analytics. A ferramenta é de fácil implantação, confiável e permite o monitoramento das ações em tempo real, consequentemente; a obtenção de dados para tomadas de decisão. O Google tornou-se o principal meio de divulgação do portal da empresa, à cerca de 55% à 60% dos visitantes chegam através do Google, antes da implantação dos links patrocinados, o número era inferior a 30%.
  • 64. www.indicacursos.tk 64 5.1.3 Sobre o Blog Corporativo De acordo com pesquisas documentais da empresa TECNISA revolucionando suas ações de marketing pela internet, eles foram à primeira empresa do setor de imobiliário, e uma das pioneiras empresas brasileiras a possuir um blog corporativo, obtendo vantagem sobre seus concorrentes. Estima-se que no futuro, o blog seja uma ferramenta tão usual quanto às malas- diretas para comunicação e venda. Desde o início da implantação, foi possível notar a eficácia do serviço. Na medida em que os comentários eram enviados ao
  • 65. www.indicacursos.tk 65 blog, os administradores por sua vez, recebiam um aviso via sms e e-mail. Todas as informações eram avaliadas e respondidas em menos de 24 h, descartando somente os comentários de ofensas. O blog da empresa TECNISA, tem como objetivo demonstrar sua transparência empresarial, elevar o nível de governança corporativa, expor a relevância da marca, sua exposição e a relação com investidores; foco nos assuntos de construção civil e processos de compras de imóveis. Seu compromisso como empresa é responder com agilidade. Todos os colaboradores são responsáveis pelo conteúdo das respostas, quando, por exemplo, as perguntas envolvem mais de uma área dentro da empresa. Para isso, sua maior dificuldade é interagir com todos os colaboradores da empresa, a comunicação interna é imprescindível. Tabela 1 - Acessos ao Podcast em maio de 2008 Tabela 2 - Acessos ao podcast em 2008 5.1.4 Sobre o Podcast Após a eficácia da implantação do blog corporativo, mais precisamente um mês depois, foi iniciado o serviço de podcast da empresa TECNISA. Assim como todo serviço de podcast tem como objetivo oferecer uma “radio” virtual, a TECNISA oferece entrevistas e propagandas que podem ser baixados pelos internautas, sendo escutado no momento mais desejado.
  • 66. www.indicacursos.tk 66 Assim como o blog corporativo, a TECNISA busca estar cada vez mais próximo de seus clientes, cada vez mais personalizada e segmentada para cada público alvo. Os conteúdos não destinados são somente aos clientes, mas também aos stakeholders da TECNISA. Utilizando os melhores recursos a fim de proporcionar o melhor conforto aos usuários, a TECNISA oferece a opção de ouvir as matérias na própria página, ou até mesmo fazer o download do arquivo em mp3. A assinatura do podcast, é feita através de RSS ou pelo iTunes,da Apple. As entrevistas realizadas pela TECNISA são gravadas por um simples gravador mp3, posteriormente são tratadas com uma edição básica. O serviço gera um ótimo resultado, com informações relevantes e de baixo custo.
  • 67. www.indicacursos.tk 67 A integração entre o podcast e o blog corporativo é intensa, pois uma ferramenta é complementar da outra. Por exemplo, quando o usuário quer comentar uma reportagem, automaticamente é levado a um post tratando daquele assunto específico no blog. A fim de aprimorar suas estratégias de podcast, a TECNISA fez a uma parceria com a empresa PodCast One, divulgando seu canal. 5.1.5 Sobre o Youtube A TECNISA, mais uma vez aposta na inovação da internet, investindo em uma nova mídia, e mais uma nova maneira de interação junto aos seus clientes. A TECNISA considera o site YouTube como uma forte aliada do marketing de guerrilha. Seus ideais são divulgar propagandas dos lançamentos e materiais pertinentes. Os números obtidos com a divulgação das propagandas são animadores, somando 205 acessos em pouco mais de três semanas no ar, assim como a avaliação dos internautas no rating dos usuários cadastrados no portal.
  • 68. www.indicacursos.tk 68 5.1.6. Sobre o Second Life Dando continuidade ao ingresso na inovação da internet, a TECNISA analisa mais uma maneira de relacionamento com o cliente, divulgar sua marca e fechar possíveis negócios pela internet. No dia 30 de março de 2007, a empresa TECNISA torna-se a 1º construtora brasileira a entrar no second life. Sua primeira ação no mundo do second life, foi comprar um terreno na ilha Berrini, para posteriormente montar um stand para atender confortavelmente seus clientes. Adentrando no stand, é possível acompanhar e interagir com os lançamentos imobiliários, visitar um modelo decorado, ver as imagens da planta, assistir a vídeos explicativos do imóvel e tirar dúvidas com um dos corretores virtuais. Em menos de dois meses, o second life gerou a venda de um apartamento real a partir de uma visita virtual. O comprador na ocasião, foi orientado pelo corretor virtual, e encaminhado para o site da empresa, a fim de obter maiores informações,
  • 69. www.indicacursos.tk 69 para posteriormente fechar a compra (tema abordado na edição 505, de 30 de maio, da revista Isto É Dinheiro.) 5.2. Análise dos Resultados Obtidos Primeiramente com a implantação do Google Adwords, a empresa TECNISA aumentou seu índice de trafego de acessos provenientes a buscas no site Gooble.com em 60%, no ano de 2005. Fato promissor, ao compararmos o mesmo índice antes da implantação, que era inferior a 30%. Consequentemente, dois anos depois, em 2007; as vendas realizadas pela internet atingiram um índice de 25% sobre o total de vendas realizadas em todo o período. Após o sucesso da criação de seu Blog Corporativo, a empresa TECNISA contabilizou os seguintes dados satisfatórios durante o período de junho/2006 à maio/2007 (11 meses) de serviços prestados:
  • 70. www.indicacursos.tk 70 Sobre o Blog da empresa TECNISA, podemos destacar algumas vantagens intangíveis que oferecem a implantação do mesmo: Fidelidade com o relacionamento junto ao cliente; Exposição da Marca; Inovação da Marca; Relacionamento e fidelidade com parcerias estratégias; Aproveitando os excelentes resultados com os investimentos em mídias na internet, a empresa TECNISA novamente se mostra inovadora e cria o Podcast TECNISA, a fim de transmitir novidades e entrevistas aos interessados no portal. Houve um grande crescimento nos acessos aos podcasts desde maio de 2007 até maio de 2008 como mostra o gráfico abaixo:
  • 71. www.indicacursos.tk 71 Os vídeos da TECNISA postados no YouTube, obtiveram um índice de 205 acessos em pouco mais de 3 semanas no ar, e a aceitação do público mais uma vez a empresa TECNISA obteve exito nas suas ações de mídias na internet. Segundo informações cedidas pela Tecnisa, a audiência no YouTube em janeiro de 2007 era de 74.033 visitas, já em janeiro de 2008 passaram para 119.771 visitas.
  • 73. www.indicacursos.tk 73 6. Conclusões do Estudo Considerando todo o levantamento teórico e pesquisas realizadas durante o desenvolvimento do trabalho, e a realização do estudo de caso sobre a 1º empresa do setor imobiliário a criar um Blog Corporativo, TECNISA; podemos destacar algumas vantagens da implantação das novas mídias na internet: Resultados positivos obtidos em curto prazo; Requerem poucos investimentos; Facilita e baixa o custo da divulgação da marca; Obter vantagens competitivas; Proporcionam ferramentas eficazes, que influenciam nas tomadas de decisão; Obter vantagem competitiva; A empresa TECNISA no ano de 2006 completou seus 30 anos de atuação no mercado imobiliário brasileiro. Neste mesmo ano a empresa TECNISA determinou metas para seu relacionamento junto aos seus clientes por intermédio da internet. Fato proporcionou fortes parcerias para atingir seus objetivos. Hoje em dia a TECNISA, é a empresa do setor imobiliário que mais investe em mídias na internet, servindo como modelo de sucesso para outras organizações.