SlideShare uma empresa Scribd logo
DISCIPLINA             HISTÓRIA - EM

                     Antiguidade Clássica

Nº de Aulas para          01 AULAS
desenvolver o Tema

Data de início             02/2013

                      ADRIANA GOMES
Professor
                         MESSIAS
OBJETIVO

Compreender que a Antiguidade Oriental que foi
uma região onde se desenvolveram algumas das
mais antigas civilizações do mundo;
Caracterizar os diferentes povos que formaram
essas civilizações.
Descrever a cultura, a religião e os conhecimentos
científicos destes povos.
REFERÊNCIAS PARA
APROFUNDAMENTO, ESTUDO E
PESQUISA
http://www.youtube.com/watch?v=g-Nra3n-K4E

http://educacao.uol.com.br/historia/mesopotamia---cultura-a-biblioteca-de-
ninive-e-gilgamesh.jhtm

http://antigoegito.hd1.com.br/cotidiano.html


http://www.youtube.com/watch?v=jqTeDiFc4wY&feature=related livro
Dos mortos


http://super.abril.com.br/ciencia/fantastica-ciencia-antigo-egito-444035.shtml
O Egito Antigo
O DIA A DIA DOS EGÍPCIOS.
• A vida cotidiana no
  antigo Egito girava
  em torno do Nilo, e
  as terras férteis ao
  longo de suas
  margens. A
  inundação anual do
  Nilo enriquecia o
  solo e trazia boas
  colheitas e riquezas
  da terra.
“O EGITO É UMA DÁDIVA DO
      NILO” Heródoto
Assista o video e responda as questões

• http://www.youtube.com/watch?v=KT5CGTN
  7Q48
Política

Teocrática: centralizada no faraó
Períodos Políticos
Antigo Império: Esplendor, Construção
das pirâmides
Médio Império: invasão dos
 hicsos, decadência, chegada dos hebreus.

Novo Império: Expulsão dos hicsos,
Expansão territorial, êxodo hebraico
RELIGIÃO
 Anúbis:O deus-chacal, protetor
 do embalsamamento, Anúbis
 era a divindade protetora que
 preparava o morto e curava o
 vivo


Osíris: morto, destruído e ressuscitado
evoca o retorno da cheia todos os
anos, a morte, o renascimento da
vegetação e dos seres humanos. Por
essa razão, ele é o deus dos mortos e
do renascimento.
Ísis é conhecida como a mãe
divina e como esposa de
Osíris e mãe de Hórus; Ísis é
uma das quatro grandes
deusas da proteção

 THOTH:É O DEUS DA SABEDORIA E DO
 MISTÉRIO. PERMANECE IMUTÁVEL DESDE A SUA
 ORIGEM, AO CONTRÁRIO DOS OUTROS DEUSES
 QUE SOFRERAM ALTERAÇÕES NO DECORRER
 DAS DINASTIAS EGÍPCIAS. É O DEUS
 ESCREVENTE, O JUIZ, CUJA SABEDORIA E
 AUTORIDADE É MARCANTE SOBRE TODOS OS
 OUTROS DEUSES. ELE ANOTA TODOS OS
 PENSAMENTOS, PALAVRAS E AÇÕES DOS
 HOMENS DURANTE
Mesopotâmia
Meso= entre
Tâmia= águas

         Região histórica do
         Oriente
         Médio, incluída no
         Iraque e banhada
         pelos rios: Tigre e
         Eufrates.
Mesopotâmia hoje
Rio Eufrates
Principais Características
• Desenvolveram a escrita cuneiforme;
              A escrita cuneiforme foi uma forma de se
              expressar muito difícil de ser decifrada, pois
              possuía mais de 2000 sinais e seu uso era de
              uma dificuldade enorme. O seu principal uso
              foi na contabilidade e na administração, pois
              facilitavam no registro de bens, marcas de
              propriedade, cálculos e transações
              comerciais.
Economia
• A economia da Mesopotâmia baseava-se
  principalmente da agricultura, mas os povos
  da região desenvolveram também a criação de
  gado, o artesanato, a mineração e um ativo
  comércio à base de trocas que se estendia à
  Ásia Menor, ao Egito e à Índia.
Religião
• Politeistas: p sacerdote tinha a função de
  administrar a riqueza dos deuses;
• Os deuses da religião mesopotâmica
  representavam os elementos da natureza
  (água, ar, Sol, terra, etc).
• Os mesopotâmicos construíam
  zigurates, espécies de templos em formato de
  pirãmides, e acreditavam que os deuses
  habitavam estas construções.
Zigurate e Deuses
Deuses – Politeístas
Enlil – deus do ar e atmosféra –
Nippur
Enki – deus da água doce – Eridu
An – deus supremo – Uruk
En – grande sacerdote – Kish
Ky – deusa da terra – grande dama
que gera
Innana – deusa do amor – união de
An e Ky – “Afrodite” Sumeriana
Crescente Fértil
Crescente Fértil
 Constituía-se numa região do Antigo Oriente excelente
  para agricultura, exatamente num local onde a maior
  parte das terras vizinhas era muito árida para qualquer
  cultivo.
 Começa na Costa Leste do Mar Mediterrâneo , tomando a
  forma de uma meia-lua, avançando na direção do Golfo
  Pérsico.
 Algumas das terras mais ricas do Crescente Fértil
  situavam-se na faixa estreita entre os rios Tigre e
  Eufrates, "terra entre rios".
 As primeiras civilizações urbanas de que temos
  conhecimento e registros históricos surgiram nesta região.
Antiguidade oriental  em
PRINCIPAIS
CIVILIZAÇÕES
Povos
            Assírios


                             Amoritas


Fenícios
                   Acádios

                       Babilônia

                       Sumérios
                                    Ur
                                   Caldeus
SUMÉRIA


A primeira
  grande
civilização
Suméria
Ocuparam a baixa Caldéia por
volta de 3.000 a. C.
 Fundaram várias cidades (Ur,
 Uruk e Lagash).
 Governadas pelos patesi (reis).
 Criaram a escrita cuneiforme
 mesopotâmica.
Inventaram a roda.
Primeiros habitantes da
mesopotâmia.
Escrita cuneiforme.
Cidades-Estado (patesis).
Dominaram os semitas
(nômades).
Acabaram caindo sob domínio
dos Acádios.
ZIGURATES
Pirâmides de tijolos maciços que serviam de
santuários e acesso dos deuses quando
desciam até seu povo
Antiguidade oriental  em
Arte




       Jarra de oferenda a
       deusa Innama - Uruk
Acádios
 Grupos de nômades, vindos do deserto da
   Síria, de origem semita.
 Dominaram as cidades-estados da Suméria por
 volta de 2550 a.C.
 Comandados pelo rei Sargão I, ele conseguiu
 unificar politicamente o centro e sul da
 Mesopotâmia, dando origem ao primeiro império
 mesopotâmico, que expandiu desde o Golfo
 Pérsico até o norte da Mesopotâmia.
Com o declínio dos Acádios, os sumérios
recuperaram seu poder, até serem
conquistados pelos amoritas.
Caldeus
Povo de origem semita que se
estabeleceu na Mesopotâmico no
início do primeiro milênio a.C.

Responsáveis pela derrota dos
assírios.
Nabucodonosor foi o soberano
mais conhecido dos caldeus.



 Famoso pela construção dos
Jardins Suspensos da Babilônia e
daTorre de Babel.
As    grandes      muralhas    foram
reconstruídas, erigiram-se templos e
imensos palácios foram restaurados.

Nabucodonosor tomou Jerusalém
deixou-a em ruínas, aprisionando em
Babilônia o rei e muitos nobres; este
foi o chamado "cativeiro da Babilônia
" dos judeus.
Antiguidade oriental  em
Assírios
  De origem semita viviam do pastoreio habitavam
as margens do rio Tigre.

 A partir do final do segundo milênio a.C.,
 passaram a se organizar como sociedade
 altamente militar e expansionista.

  O exército assírio era um dos mais notáveis da
Antigüidade, fato que proporcionou aos assírios o
poder de conquistar diversos territórios.
Maior reinado: Assurbanípal;



Maior obra: biblioteca de Nínive;



Maior característica: crueldade com
 os vencidos;
FENÍCIOS
  *Fenícia: localizada ao norte da Palestina –
  civilização de navegantes comerciantes.
*Tinham cidades-estados autônomas –
  Biblos, Sídon, Tiro.
*Fundaram entrepostos comerciais e
  relacionavam-se com todos os povos da região.
  Feitoria impor-tante: Cartago.
 *Eram politeístas.
*Criaram ao alfabeto composto de
22 letras.
*Sociedade era dividida em
aristocratas e camadas
populares.
* Predominava o estado
 centralizado sob o comando dos
 ricos comerciantes marítimos
 (talassocracia).
*Desenvolveram a astronomia, mate
mática, as atividades comerciais e
marítimas.
Revisão
• http://www.youtube.com/watch?v=PJvsAI-
  5J0k

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Povos antigos
Povos antigosPovos antigos
Atividade3
Atividade3Atividade3
Atividade3
Delziene Jesus
 
Egito e mesopotâmia
Egito e mesopotâmiaEgito e mesopotâmia
Egito e mesopotâmia
Pitágoras
 
A nubia e o reino de kush
A nubia e o reino de kushA nubia e o reino de kush
A nubia e o reino de kush
Claudinei Ferreira Gundim
 
Egito e Kush
Egito e KushEgito e Kush
Egito e Kush
Paulo Alexandre
 
Egito 6 ano
Egito 6 anoEgito 6 ano
Egito 6 ano
Escolacsm
 
Cuxe
CuxeCuxe
áFrica antiga
áFrica antigaáFrica antiga
áFrica antiga
Juliana Zalamena
 
A áfrica antiga
A áfrica antigaA áfrica antiga
A áfrica antiga
fabio priore
 
5° civilizações do oriente médio
5° civilizações do oriente médio5° civilizações do oriente médio
5° civilizações do oriente médio
Ajudar Pessoas
 
O reino de kush
O reino de kushO reino de kush
O reino de kush
historiando
 
As primeiras civilizações
As primeiras civilizaçõesAs primeiras civilizações
As primeiras civilizações
Marcia Fernandes
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
Douglas Barraqui
 
Antiguidade Oriental
Antiguidade OrientalAntiguidade Oriental
Antiguidade Oriental
José Augusto Fiorin
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
evando hermes
 
Antiguidade oriental mesopotâmia net
Antiguidade oriental  mesopotâmia netAntiguidade oriental  mesopotâmia net
Antiguidade oriental mesopotâmia net
Karoline Oliveira
 
O reino de kush
O reino de kushO reino de kush
O reino de kush
Nelia Salles Nantes
 
Egito
EgitoEgito
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
Janayna Lira
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
Jorge Hermany Sobral
 

Mais procurados (20)

Povos antigos
Povos antigosPovos antigos
Povos antigos
 
Atividade3
Atividade3Atividade3
Atividade3
 
Egito e mesopotâmia
Egito e mesopotâmiaEgito e mesopotâmia
Egito e mesopotâmia
 
A nubia e o reino de kush
A nubia e o reino de kushA nubia e o reino de kush
A nubia e o reino de kush
 
Egito e Kush
Egito e KushEgito e Kush
Egito e Kush
 
Egito 6 ano
Egito 6 anoEgito 6 ano
Egito 6 ano
 
Cuxe
CuxeCuxe
Cuxe
 
áFrica antiga
áFrica antigaáFrica antiga
áFrica antiga
 
A áfrica antiga
A áfrica antigaA áfrica antiga
A áfrica antiga
 
5° civilizações do oriente médio
5° civilizações do oriente médio5° civilizações do oriente médio
5° civilizações do oriente médio
 
O reino de kush
O reino de kushO reino de kush
O reino de kush
 
As primeiras civilizações
As primeiras civilizaçõesAs primeiras civilizações
As primeiras civilizações
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
 
Antiguidade Oriental
Antiguidade OrientalAntiguidade Oriental
Antiguidade Oriental
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
Antiguidade oriental mesopotâmia net
Antiguidade oriental  mesopotâmia netAntiguidade oriental  mesopotâmia net
Antiguidade oriental mesopotâmia net
 
O reino de kush
O reino de kushO reino de kush
O reino de kush
 
Egito
EgitoEgito
Egito
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
 

Destaque

Fascismo
FascismoFascismo
Crise 1929, a crise do capitalismo
Crise 1929, a crise do capitalismoCrise 1929, a crise do capitalismo
Crise 1929, a crise do capitalismo
Adriana Gomes Messias
 
Politica externa no segundo reinado g paraguai
Politica externa no segundo reinado g paraguaiPolitica externa no segundo reinado g paraguai
Politica externa no segundo reinado g paraguai
Adriana Gomes Messias
 
Período das Regências no Brasil
Período das Regências no BrasilPeríodo das Regências no Brasil
Período das Regências no Brasil
Adriana Gomes Messias
 
Reforma protestante 2013
Reforma protestante 2013Reforma protestante 2013
Reforma protestante 2013
Adriana Gomes Messias
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
Adriana Gomes Messias
 
Nazismo
Nazismo Nazismo
Conceitos territoriais
Conceitos territoriaisConceitos territoriais
Conceitos territoriais
Adriana Gomes Messias
 
Crise do capitalismo
Crise do capitalismoCrise do capitalismo
Crise do capitalismo
Adriana Gomes Messias
 
Revoluçao francesa
Revoluçao francesaRevoluçao francesa
Revoluçao francesa
Adriana Gomes Messias
 
Crise do capitalismo
Crise do capitalismoCrise do capitalismo
Crise do capitalismo
Adriana Gomes Messias
 
China
ChinaChina
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Feudalismo 2013
Feudalismo 2013Feudalismo 2013
Feudalismo 2013
Adriana Gomes Messias
 
Expansão maritimas 2013
Expansão maritimas 2013Expansão maritimas 2013
Expansão maritimas 2013
Adriana Gomes Messias
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
A crise da república velha no brasil
A crise da república velha no brasilA crise da república velha no brasil
A crise da república velha no brasil
Adriana Gomes Messias
 
Juscelino kubitschek
Juscelino kubitschekJuscelino kubitschek
Juscelino kubitschek
Adriana Gomes Messias
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
Adriana Gomes Messias
 
R evolução russa2013
R evolução russa2013R evolução russa2013
R evolução russa2013
Adriana Gomes Messias
 

Destaque (20)

Fascismo
FascismoFascismo
Fascismo
 
Crise 1929, a crise do capitalismo
Crise 1929, a crise do capitalismoCrise 1929, a crise do capitalismo
Crise 1929, a crise do capitalismo
 
Politica externa no segundo reinado g paraguai
Politica externa no segundo reinado g paraguaiPolitica externa no segundo reinado g paraguai
Politica externa no segundo reinado g paraguai
 
Período das Regências no Brasil
Período das Regências no BrasilPeríodo das Regências no Brasil
Período das Regências no Brasil
 
Reforma protestante 2013
Reforma protestante 2013Reforma protestante 2013
Reforma protestante 2013
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
Nazismo
Nazismo Nazismo
Nazismo
 
Conceitos territoriais
Conceitos territoriaisConceitos territoriais
Conceitos territoriais
 
Crise do capitalismo
Crise do capitalismoCrise do capitalismo
Crise do capitalismo
 
Revoluçao francesa
Revoluçao francesaRevoluçao francesa
Revoluçao francesa
 
Crise do capitalismo
Crise do capitalismoCrise do capitalismo
Crise do capitalismo
 
China
ChinaChina
China
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
Feudalismo 2013
Feudalismo 2013Feudalismo 2013
Feudalismo 2013
 
Expansão maritimas 2013
Expansão maritimas 2013Expansão maritimas 2013
Expansão maritimas 2013
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
 
A crise da república velha no brasil
A crise da república velha no brasilA crise da república velha no brasil
A crise da república velha no brasil
 
Juscelino kubitschek
Juscelino kubitschekJuscelino kubitschek
Juscelino kubitschek
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
 
R evolução russa2013
R evolução russa2013R evolução russa2013
R evolução russa2013
 

Semelhante a Antiguidade oriental em

Antiguidade oriental
Antiguidade orientalAntiguidade oriental
Antiguidade oriental
Fatima Freitas
 
Mesopotamia
Mesopotamia Mesopotamia
Mesopotamia
Carlos Zaranza
 
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Soraya Gomes
 
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e EgitoAula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
Gerson Coppes
 
A mesopotâmia
A mesopotâmiaA mesopotâmia
A mesopotâmia
historiando
 
Colégio tiradentes da brigada militar mesopotâmia
Colégio tiradentes da brigada militar   mesopotâmiaColégio tiradentes da brigada militar   mesopotâmia
Colégio tiradentes da brigada militar mesopotâmia
Leonardo Leo
 
História - Mesopotâmia
História - MesopotâmiaHistória - Mesopotâmia
História - Mesopotâmia
Adriana Andrade
 
Povos mesopotamico
Povos mesopotamicoPovos mesopotamico
Povos mesopotamico
victor medeiros
 
Trabalho
Trabalho Trabalho
Trabalho
Mariane Souza
 
As civilizações da mesopotâmia
As civilizações da mesopotâmiaAs civilizações da mesopotâmia
As civilizações da mesopotâmia
Junior Silva
 
Aula-06-Mesopotamia_f5293bf22c454676b41f7b9b7b8b8611.pptx
Aula-06-Mesopotamia_f5293bf22c454676b41f7b9b7b8b8611.pptxAula-06-Mesopotamia_f5293bf22c454676b41f7b9b7b8b8611.pptx
Aula-06-Mesopotamia_f5293bf22c454676b41f7b9b7b8b8611.pptx
AndressaRodrigues294823
 
1° ano - Mesopotâmia
1° ano - Mesopotâmia1° ano - Mesopotâmia
1° ano - Mesopotâmia
Daniel Alves Bronstrup
 
Hebreus, Fenícios e Persas
Hebreus, Fenícios e PersasHebreus, Fenícios e Persas
Hebreus, Fenícios e Persas
Fabiane Santana
 
Primeiras civilizações sociedades africanas da antiguidade
Primeiras civilizações   sociedades africanas da antiguidadePrimeiras civilizações   sociedades africanas da antiguidade
Primeiras civilizações sociedades africanas da antiguidade
seixasmarianas
 
A pré história sul maericana
A pré história sul maericanaA pré história sul maericana
A pré história sul maericana
dinicmax
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
evando hermes
 
Egito Antigo - alunos Politécnico
Egito Antigo - alunos PolitécnicoEgito Antigo - alunos Politécnico
Egito Antigo - alunos Politécnico
evando hermes
 
História da mesopotâmia
História da mesopotâmiaHistória da mesopotâmia
História da mesopotâmia
guiurey
 
Povos da mesopotâmia
Povos da mesopotâmiaPovos da mesopotâmia
Povos da mesopotâmia
Lucas Reis
 
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Nefer19
 

Semelhante a Antiguidade oriental em (20)

Antiguidade oriental
Antiguidade orientalAntiguidade oriental
Antiguidade oriental
 
Mesopotamia
Mesopotamia Mesopotamia
Mesopotamia
 
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
Mesopotmiaslideshare 110316160606-phpapp02
 
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e EgitoAula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
Aula 4 [1-2022] - Mesopotâmia e Egito
 
A mesopotâmia
A mesopotâmiaA mesopotâmia
A mesopotâmia
 
Colégio tiradentes da brigada militar mesopotâmia
Colégio tiradentes da brigada militar   mesopotâmiaColégio tiradentes da brigada militar   mesopotâmia
Colégio tiradentes da brigada militar mesopotâmia
 
História - Mesopotâmia
História - MesopotâmiaHistória - Mesopotâmia
História - Mesopotâmia
 
Povos mesopotamico
Povos mesopotamicoPovos mesopotamico
Povos mesopotamico
 
Trabalho
Trabalho Trabalho
Trabalho
 
As civilizações da mesopotâmia
As civilizações da mesopotâmiaAs civilizações da mesopotâmia
As civilizações da mesopotâmia
 
Aula-06-Mesopotamia_f5293bf22c454676b41f7b9b7b8b8611.pptx
Aula-06-Mesopotamia_f5293bf22c454676b41f7b9b7b8b8611.pptxAula-06-Mesopotamia_f5293bf22c454676b41f7b9b7b8b8611.pptx
Aula-06-Mesopotamia_f5293bf22c454676b41f7b9b7b8b8611.pptx
 
1° ano - Mesopotâmia
1° ano - Mesopotâmia1° ano - Mesopotâmia
1° ano - Mesopotâmia
 
Hebreus, Fenícios e Persas
Hebreus, Fenícios e PersasHebreus, Fenícios e Persas
Hebreus, Fenícios e Persas
 
Primeiras civilizações sociedades africanas da antiguidade
Primeiras civilizações   sociedades africanas da antiguidadePrimeiras civilizações   sociedades africanas da antiguidade
Primeiras civilizações sociedades africanas da antiguidade
 
A pré história sul maericana
A pré história sul maericanaA pré história sul maericana
A pré história sul maericana
 
Egito antigo
Egito antigoEgito antigo
Egito antigo
 
Egito Antigo - alunos Politécnico
Egito Antigo - alunos PolitécnicoEgito Antigo - alunos Politécnico
Egito Antigo - alunos Politécnico
 
História da mesopotâmia
História da mesopotâmiaHistória da mesopotâmia
História da mesopotâmia
 
Povos da mesopotâmia
Povos da mesopotâmiaPovos da mesopotâmia
Povos da mesopotâmia
 
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
 

Mais de Adriana Gomes Messias

Iluminismo
IluminismoIluminismo
Doutrinas sociais
Doutrinas sociaisDoutrinas sociais
Doutrinas sociais
Adriana Gomes Messias
 
Guerra civil espanhola
Guerra civil espanholaGuerra civil espanhola
Guerra civil espanhola
Adriana Gomes Messias
 
Fascismo
FascismoFascismo
Racismo para debate e reflexão
Racismo para debate e reflexãoRacismo para debate e reflexão
Racismo para debate e reflexão
Adriana Gomes Messias
 
Absolutismo na França e Inglaterra
Absolutismo na França e InglaterraAbsolutismo na França e Inglaterra
Absolutismo na França e Inglaterra
Adriana Gomes Messias
 
Agropecuaria
AgropecuariaAgropecuaria
Agropecuaria
Adriana Gomes Messias
 
Problemas ambientais
Problemas  ambientais Problemas  ambientais
Problemas ambientais
Adriana Gomes Messias
 
Clima: Fatores e elementos
Clima: Fatores e elementos Clima: Fatores e elementos
Clima: Fatores e elementos
Adriana Gomes Messias
 
Terra planeta agua
Terra planeta aguaTerra planeta agua
Terra planeta agua
Adriana Gomes Messias
 
Diversidade e sustentabilidade
Diversidade e sustentabilidadeDiversidade e sustentabilidade
Diversidade e sustentabilidade
Adriana Gomes Messias
 
Ecotecnologia
EcotecnologiaEcotecnologia
Ecotecnologia
Adriana Gomes Messias
 
Cartografia
Cartografia Cartografia
Cartografia
Adriana Gomes Messias
 
As grandes navegacoes-portugal
As grandes navegacoes-portugalAs grandes navegacoes-portugal
As grandes navegacoes-portugal
Adriana Gomes Messias
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
Adriana Gomes Messias
 
Renascimento Cultural
Renascimento CulturalRenascimento Cultural
Renascimento Cultural
Adriana Gomes Messias
 
Império Árabe
Império ÁrabeImpério Árabe
Império Árabe
Adriana Gomes Messias
 
Imperio bizantino 3_ano
Imperio bizantino 3_anoImperio bizantino 3_ano
Imperio bizantino 3_ano
Adriana Gomes Messias
 
Biomas do mundo_e_brasil
Biomas do mundo_e_brasilBiomas do mundo_e_brasil
Biomas do mundo_e_brasil
Adriana Gomes Messias
 
Fontes de energia.i_ipptx
Fontes de energia.i_ipptxFontes de energia.i_ipptx
Fontes de energia.i_ipptx
Adriana Gomes Messias
 

Mais de Adriana Gomes Messias (20)

Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Doutrinas sociais
Doutrinas sociaisDoutrinas sociais
Doutrinas sociais
 
Guerra civil espanhola
Guerra civil espanholaGuerra civil espanhola
Guerra civil espanhola
 
Fascismo
FascismoFascismo
Fascismo
 
Racismo para debate e reflexão
Racismo para debate e reflexãoRacismo para debate e reflexão
Racismo para debate e reflexão
 
Absolutismo na França e Inglaterra
Absolutismo na França e InglaterraAbsolutismo na França e Inglaterra
Absolutismo na França e Inglaterra
 
Agropecuaria
AgropecuariaAgropecuaria
Agropecuaria
 
Problemas ambientais
Problemas  ambientais Problemas  ambientais
Problemas ambientais
 
Clima: Fatores e elementos
Clima: Fatores e elementos Clima: Fatores e elementos
Clima: Fatores e elementos
 
Terra planeta agua
Terra planeta aguaTerra planeta agua
Terra planeta agua
 
Diversidade e sustentabilidade
Diversidade e sustentabilidadeDiversidade e sustentabilidade
Diversidade e sustentabilidade
 
Ecotecnologia
EcotecnologiaEcotecnologia
Ecotecnologia
 
Cartografia
Cartografia Cartografia
Cartografia
 
As grandes navegacoes-portugal
As grandes navegacoes-portugalAs grandes navegacoes-portugal
As grandes navegacoes-portugal
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
Renascimento Cultural
Renascimento CulturalRenascimento Cultural
Renascimento Cultural
 
Império Árabe
Império ÁrabeImpério Árabe
Império Árabe
 
Imperio bizantino 3_ano
Imperio bizantino 3_anoImperio bizantino 3_ano
Imperio bizantino 3_ano
 
Biomas do mundo_e_brasil
Biomas do mundo_e_brasilBiomas do mundo_e_brasil
Biomas do mundo_e_brasil
 
Fontes de energia.i_ipptx
Fontes de energia.i_ipptxFontes de energia.i_ipptx
Fontes de energia.i_ipptx
 

Último

Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Falcão Brasil
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
helenawaya9
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Falcão Brasil
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 

Antiguidade oriental em

  • 1. DISCIPLINA HISTÓRIA - EM Antiguidade Clássica Nº de Aulas para 01 AULAS desenvolver o Tema Data de início 02/2013 ADRIANA GOMES Professor MESSIAS
  • 2. OBJETIVO Compreender que a Antiguidade Oriental que foi uma região onde se desenvolveram algumas das mais antigas civilizações do mundo; Caracterizar os diferentes povos que formaram essas civilizações. Descrever a cultura, a religião e os conhecimentos científicos destes povos.
  • 3. REFERÊNCIAS PARA APROFUNDAMENTO, ESTUDO E PESQUISA http://www.youtube.com/watch?v=g-Nra3n-K4E http://educacao.uol.com.br/historia/mesopotamia---cultura-a-biblioteca-de- ninive-e-gilgamesh.jhtm http://antigoegito.hd1.com.br/cotidiano.html http://www.youtube.com/watch?v=jqTeDiFc4wY&feature=related livro Dos mortos http://super.abril.com.br/ciencia/fantastica-ciencia-antigo-egito-444035.shtml
  • 5. O DIA A DIA DOS EGÍPCIOS. • A vida cotidiana no antigo Egito girava em torno do Nilo, e as terras férteis ao longo de suas margens. A inundação anual do Nilo enriquecia o solo e trazia boas colheitas e riquezas da terra.
  • 6. “O EGITO É UMA DÁDIVA DO NILO” Heródoto
  • 7. Assista o video e responda as questões • http://www.youtube.com/watch?v=KT5CGTN 7Q48
  • 9. Períodos Políticos Antigo Império: Esplendor, Construção das pirâmides
  • 10. Médio Império: invasão dos hicsos, decadência, chegada dos hebreus. Novo Império: Expulsão dos hicsos, Expansão territorial, êxodo hebraico
  • 11. RELIGIÃO Anúbis:O deus-chacal, protetor do embalsamamento, Anúbis era a divindade protetora que preparava o morto e curava o vivo Osíris: morto, destruído e ressuscitado evoca o retorno da cheia todos os anos, a morte, o renascimento da vegetação e dos seres humanos. Por essa razão, ele é o deus dos mortos e do renascimento.
  • 12. Ísis é conhecida como a mãe divina e como esposa de Osíris e mãe de Hórus; Ísis é uma das quatro grandes deusas da proteção THOTH:É O DEUS DA SABEDORIA E DO MISTÉRIO. PERMANECE IMUTÁVEL DESDE A SUA ORIGEM, AO CONTRÁRIO DOS OUTROS DEUSES QUE SOFRERAM ALTERAÇÕES NO DECORRER DAS DINASTIAS EGÍPCIAS. É O DEUS ESCREVENTE, O JUIZ, CUJA SABEDORIA E AUTORIDADE É MARCANTE SOBRE TODOS OS OUTROS DEUSES. ELE ANOTA TODOS OS PENSAMENTOS, PALAVRAS E AÇÕES DOS HOMENS DURANTE
  • 14. Meso= entre Tâmia= águas Região histórica do Oriente Médio, incluída no Iraque e banhada pelos rios: Tigre e Eufrates.
  • 17. Principais Características • Desenvolveram a escrita cuneiforme; A escrita cuneiforme foi uma forma de se expressar muito difícil de ser decifrada, pois possuía mais de 2000 sinais e seu uso era de uma dificuldade enorme. O seu principal uso foi na contabilidade e na administração, pois facilitavam no registro de bens, marcas de propriedade, cálculos e transações comerciais.
  • 18. Economia • A economia da Mesopotâmia baseava-se principalmente da agricultura, mas os povos da região desenvolveram também a criação de gado, o artesanato, a mineração e um ativo comércio à base de trocas que se estendia à Ásia Menor, ao Egito e à Índia.
  • 19. Religião • Politeistas: p sacerdote tinha a função de administrar a riqueza dos deuses; • Os deuses da religião mesopotâmica representavam os elementos da natureza (água, ar, Sol, terra, etc). • Os mesopotâmicos construíam zigurates, espécies de templos em formato de pirãmides, e acreditavam que os deuses habitavam estas construções.
  • 21. Deuses – Politeístas Enlil – deus do ar e atmosféra – Nippur Enki – deus da água doce – Eridu An – deus supremo – Uruk En – grande sacerdote – Kish Ky – deusa da terra – grande dama que gera Innana – deusa do amor – união de An e Ky – “Afrodite” Sumeriana
  • 23. Crescente Fértil  Constituía-se numa região do Antigo Oriente excelente para agricultura, exatamente num local onde a maior parte das terras vizinhas era muito árida para qualquer cultivo.  Começa na Costa Leste do Mar Mediterrâneo , tomando a forma de uma meia-lua, avançando na direção do Golfo Pérsico.  Algumas das terras mais ricas do Crescente Fértil situavam-se na faixa estreita entre os rios Tigre e Eufrates, "terra entre rios".  As primeiras civilizações urbanas de que temos conhecimento e registros históricos surgiram nesta região.
  • 26. Povos Assírios Amoritas Fenícios Acádios Babilônia Sumérios Ur Caldeus
  • 27. SUMÉRIA A primeira grande civilização
  • 28. Suméria Ocuparam a baixa Caldéia por volta de 3.000 a. C. Fundaram várias cidades (Ur, Uruk e Lagash). Governadas pelos patesi (reis). Criaram a escrita cuneiforme mesopotâmica. Inventaram a roda.
  • 29. Primeiros habitantes da mesopotâmia. Escrita cuneiforme. Cidades-Estado (patesis). Dominaram os semitas (nômades). Acabaram caindo sob domínio dos Acádios.
  • 30. ZIGURATES Pirâmides de tijolos maciços que serviam de santuários e acesso dos deuses quando desciam até seu povo
  • 32. Arte Jarra de oferenda a deusa Innama - Uruk
  • 33. Acádios  Grupos de nômades, vindos do deserto da Síria, de origem semita.  Dominaram as cidades-estados da Suméria por volta de 2550 a.C.  Comandados pelo rei Sargão I, ele conseguiu unificar politicamente o centro e sul da Mesopotâmia, dando origem ao primeiro império mesopotâmico, que expandiu desde o Golfo Pérsico até o norte da Mesopotâmia.
  • 34. Com o declínio dos Acádios, os sumérios recuperaram seu poder, até serem conquistados pelos amoritas.
  • 35. Caldeus Povo de origem semita que se estabeleceu na Mesopotâmico no início do primeiro milênio a.C. Responsáveis pela derrota dos assírios.
  • 36. Nabucodonosor foi o soberano mais conhecido dos caldeus. Famoso pela construção dos Jardins Suspensos da Babilônia e daTorre de Babel.
  • 37. As grandes muralhas foram reconstruídas, erigiram-se templos e imensos palácios foram restaurados. Nabucodonosor tomou Jerusalém deixou-a em ruínas, aprisionando em Babilônia o rei e muitos nobres; este foi o chamado "cativeiro da Babilônia " dos judeus.
  • 39. Assírios De origem semita viviam do pastoreio habitavam as margens do rio Tigre. A partir do final do segundo milênio a.C., passaram a se organizar como sociedade altamente militar e expansionista. O exército assírio era um dos mais notáveis da Antigüidade, fato que proporcionou aos assírios o poder de conquistar diversos territórios.
  • 40. Maior reinado: Assurbanípal; Maior obra: biblioteca de Nínive; Maior característica: crueldade com os vencidos;
  • 41. FENÍCIOS *Fenícia: localizada ao norte da Palestina – civilização de navegantes comerciantes. *Tinham cidades-estados autônomas – Biblos, Sídon, Tiro. *Fundaram entrepostos comerciais e relacionavam-se com todos os povos da região. Feitoria impor-tante: Cartago. *Eram politeístas.
  • 42. *Criaram ao alfabeto composto de 22 letras. *Sociedade era dividida em aristocratas e camadas populares. * Predominava o estado centralizado sob o comando dos ricos comerciantes marítimos (talassocracia). *Desenvolveram a astronomia, mate mática, as atividades comerciais e marítimas.