SlideShare uma empresa Scribd logo
25 de Abril de 1974
16 de Março Tentativa de golpe militar contra o regime. Só o Regimento de Infantaria 5 das Caldas da Rainha marcha sobre Lisboa. O golpe falhou. São presos cerca de 200 militares. 24 de Março Última reunião clandestina da Comissão Coordenadora do MFA, na qual foi decidido o derrube do regime e o golpe militar. 23 de Abril   Otelo Saraiva de Carvalho entrega, a capitães mensageiros, sobrescritos fechados contendo as instruções para as acções a desencadear na noite de 24 para 25 e um exemplar do jornal A Época, como identificação, destinada às unidades participantes. 24 de Abril O jornal República, em breve notícia, chama a atenção dos seus leitores para a emissão do programa Limite dessa noite, na Rádio Renascença .
  24 de Abril - 22:00 horas Otelo Saraiva de Carvalho  e outros cinco oficiais ligados ao MFA já estão no Regimento de Engenharia 1 na Pontinha onde, desde a véspera, fora clandestinamente preparado o Posto de Comando do Movimento. Será ele a comandar as operações militares contra o Regime.
  24 de Abril - 22:55 horas A transmissão da canção "   E depois do Adeus  ", interpretada por Paulo de Carvalho, aos microfones dos Emissores Associados de Lisboa, marca o início das operações militares contra o regime.    25 de Abril - 00:20 horas A transmissão da canção "   Grândola Vila Morena  " de José Afonso, no programa Limite da Rádio Renascença, é a senha escolhida pelo MFA, como sinal confirmativo de que as operações militares estão em marcha e são irreversíveis.
  25 de Abril - Das 00:30 às 16:00 horas Ocupação de pontos estratégicos considerados fundamentais (  RTP , Emissora Nacional, Rádio Clube Português, Aeroporto de Lisboa, Quartel General, Estado Maior do Exército, Ministério do Exército, Banco de Portugal e Marconi). Primeiro Comunicado do MFA difundido pelo Rádio Clube Português Forças da Escola Prática de Cavalaria de Santarém estacionam no Terreiro do Paço. As forças paramilitares leais ao regime começam a render-se: a Legião Portuguesa é a primeira. Desde a primeira hora o povo vem para a rua para expressar a sua alegria. Início do cerco ao Quartel do Carmo, chefiado por Salgueiro Maia, entre milhares de pessoas que apoiavam os militares revoltosos. Dentro do Quartel estão refugiados Marcelo Caetano e mais dois ministros do seu Gabinete.
  25 de Abril - 16:30 horas Expirado o prazo inicial para a rendição anunciado por megafone pelo Capitão Salgueiro Maia, e após algumas diligências feitas por mediadores civis, Marcelo Caetano faz saber que está disposto a render-se e pede a comparência no Quartel do Carmo de um oficial do MFA de patente não inferior a coronel.    25 de Abril - 17:45 horas Spínola, mandatado pelo MFA entra no Quartel do Carmo para negociar a rendição do Governo. O Quartel do Carmo hasteia a bandeira branca.    25 de Abril - 19:30 horas Rendição de Marcelo Caetano. A chaimite BULA entra no Quartel para retirar o ex-presidente do Conselho e os ministros que o acompanhavam, levando-os, à guarda do MFA para o Posto de Comando do Movimento no Quartel da Pontinha.
  25 de Abril - 20:00 horas Disparos de elementos da PIDE/DGS sobre manifestantes que começavam a afluir à sede daquela polícia na Rua António Maria Cardoso, fazem  quatro mortos  e 45 feridos.
26 de Abril A  PIDE/DGS rende-se  após conversa telefónica entre o General Spínola e Silva Pais director daquela corporação. Apresentação da  Junta de Salvação Nacional  ao país, perante as câmaras da RTP. Por ordem do MFA, Marcelo Caetano, Américo Tomás, César Moreira Baptista e outros elementos afectos ao antigo regime, são enviados para a Madeira. O General Spínola é designado Presidente da República. Libertação dos presos políticos  de Caxias e Peniche.
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Revolução do 25 de abril
A Revolução do 25 de abrilA Revolução do 25 de abril
A Revolução do 25 de abril
Escola Sec. de São João da Talha
 
O 25 de Abril de 1974
O 25 de  Abril de 1974 O 25 de  Abril de 1974
O 25 de Abril de 1974
AMLC
 
Trabalho 25 de abril 2
Trabalho 25 de abril   2 Trabalho 25 de abril   2
Trabalho 25 de abril 2
Joana Algodão Doce
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
Revolução dos Cravos
Revolução dos CravosRevolução dos Cravos
Revolução dos Cravos
Ilda Vázquez
 
Revolução do 25 de abril
Revolução do 25 de abrilRevolução do 25 de abril
Revolução do 25 de abril
isabel_boia
 
Dia 25 de abril
Dia 25 de abrilDia 25 de abril
Dia 25 de abril
Ricardo122
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
Revolução de 25 de Abril de 1974
Revolução de 25 de Abril de 1974Revolução de 25 de Abril de 1974
Revolução de 25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
25 de Abril
25 de Abril25 de Abril
25 de Abril
João Camacho
 
25 de abril de 1974 2
25 de abril de 1974 225 de abril de 1974 2
25 de abril de 1974 2
Jorge Almeida
 
A Revolução de 25 de abril de 1974
A Revolução de  25 de abril de 1974 A Revolução de  25 de abril de 1974
A Revolução de 25 de abril de 1974
bandeirolas
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
A Descoberta Do 25 De Abril
A Descoberta Do 25 De AbrilA Descoberta Do 25 De Abril
A Descoberta Do 25 De Abril
oalvarinho
 
Capitães de abril
Capitães de abrilCapitães de abril
Capitães de abril
Carla Teixeira
 
A Flor de Abril
A Flor de AbrilA Flor de Abril
A Flor de Abril
guida04
 
Era uma vez 25 de abril
Era uma vez 25 de abrilEra uma vez 25 de abril
Era uma vez 25 de abril
BE ESGN
 
A revolução dos cravos – 25 de abril
A revolução dos cravos – 25 de abrilA revolução dos cravos – 25 de abril
A revolução dos cravos – 25 de abril
AEDFL
 
Capitães de abril
Capitães de abrilCapitães de abril
Capitães de abril
berenvaz
 
Revolução do 25 de abril
Revolução do 25 de abrilRevolução do 25 de abril
Revolução do 25 de abril
franciscaf
 

Mais procurados (20)

A Revolução do 25 de abril
A Revolução do 25 de abrilA Revolução do 25 de abril
A Revolução do 25 de abril
 
O 25 de Abril de 1974
O 25 de  Abril de 1974 O 25 de  Abril de 1974
O 25 de Abril de 1974
 
Trabalho 25 de abril 2
Trabalho 25 de abril   2 Trabalho 25 de abril   2
Trabalho 25 de abril 2
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
 
Revolução dos Cravos
Revolução dos CravosRevolução dos Cravos
Revolução dos Cravos
 
Revolução do 25 de abril
Revolução do 25 de abrilRevolução do 25 de abril
Revolução do 25 de abril
 
Dia 25 de abril
Dia 25 de abrilDia 25 de abril
Dia 25 de abril
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
 
Revolução de 25 de Abril de 1974
Revolução de 25 de Abril de 1974Revolução de 25 de Abril de 1974
Revolução de 25 de Abril de 1974
 
25 de Abril
25 de Abril25 de Abril
25 de Abril
 
25 de abril de 1974 2
25 de abril de 1974 225 de abril de 1974 2
25 de abril de 1974 2
 
A Revolução de 25 de abril de 1974
A Revolução de  25 de abril de 1974 A Revolução de  25 de abril de 1974
A Revolução de 25 de abril de 1974
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
 
A Descoberta Do 25 De Abril
A Descoberta Do 25 De AbrilA Descoberta Do 25 De Abril
A Descoberta Do 25 De Abril
 
Capitães de abril
Capitães de abrilCapitães de abril
Capitães de abril
 
A Flor de Abril
A Flor de AbrilA Flor de Abril
A Flor de Abril
 
Era uma vez 25 de abril
Era uma vez 25 de abrilEra uma vez 25 de abril
Era uma vez 25 de abril
 
A revolução dos cravos – 25 de abril
A revolução dos cravos – 25 de abrilA revolução dos cravos – 25 de abril
A revolução dos cravos – 25 de abril
 
Capitães de abril
Capitães de abrilCapitães de abril
Capitães de abril
 
Revolução do 25 de abril
Revolução do 25 de abrilRevolução do 25 de abril
Revolução do 25 de abril
 

Destaque

25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
Lorredana Pereira
 
25 de abril - Revolução dos Cravos
25 de abril - Revolução dos Cravos25 de abril - Revolução dos Cravos
25 de abril - Revolução dos Cravos
becastanheiradepera
 
25 de Abril 1974 em Debate na Biblioteca Escolar
25 de Abril 1974 em Debate na Biblioteca Escolar25 de Abril 1974 em Debate na Biblioteca Escolar
25 de Abril 1974 em Debate na Biblioteca Escolar
EB 2,3 Rainha Santa Isabel - Carreira
 
1 apresentação
1 apresentação1 apresentação
1 apresentação
BIBFJ
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
Vitor Peixoto
 
Presidentes da republica
Presidentes da republicaPresidentes da republica
Presidentes da republica
susanabeicudo
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
Sara Catarina
 
4.4. o 25 de abril de 1974
4.4. o 25 de abril de 19744.4. o 25 de abril de 1974
4.4. o 25 de abril de 1974
Sónia Azevedo
 
Regicidio Joana (2)
Regicidio Joana (2)Regicidio Joana (2)
Regicidio Joana (2)
eb23cv
 
25 de abril de 1974 (2)
25 de abril de 1974 (2)25 de abril de 1974 (2)
25 de abril de 1974 (2)
adelaide1970
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
Regicídio
RegicídioRegicídio
Regicídio
eb23ja
 
Regicídio de 1908
Regicídio de 1908Regicídio de 1908
Regicídio de 1908
berenvaz
 
C.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de Abril
C.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de AbrilC.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de Abril
C.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de Abril
I.Braz Slideshares
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da RepúblicaDa queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Inês e Beatriz
 

Destaque (18)

25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
 
25 de abril - Revolução dos Cravos
25 de abril - Revolução dos Cravos25 de abril - Revolução dos Cravos
25 de abril - Revolução dos Cravos
 
25 de Abril 1974 em Debate na Biblioteca Escolar
25 de Abril 1974 em Debate na Biblioteca Escolar25 de Abril 1974 em Debate na Biblioteca Escolar
25 de Abril 1974 em Debate na Biblioteca Escolar
 
1 apresentação
1 apresentação1 apresentação
1 apresentação
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
 
Presidentes da republica
Presidentes da republicaPresidentes da republica
Presidentes da republica
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
 
4.4. o 25 de abril de 1974
4.4. o 25 de abril de 19744.4. o 25 de abril de 1974
4.4. o 25 de abril de 1974
 
Regicidio Joana (2)
Regicidio Joana (2)Regicidio Joana (2)
Regicidio Joana (2)
 
25 de abril de 1974 (2)
25 de abril de 1974 (2)25 de abril de 1974 (2)
25 de abril de 1974 (2)
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
 
Regicídio
RegicídioRegicídio
Regicídio
 
Regicídio de 1908
Regicídio de 1908Regicídio de 1908
Regicídio de 1908
 
C.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de Abril
C.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de AbrilC.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de Abril
C.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de Abril
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
 
Da queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da RepúblicaDa queda da Monarquia à Implantação da República
Da queda da Monarquia à Implantação da República
 

Semelhante a 25 de Abril de 1974

25 de abril
25 de abril 25 de abril
25 de abril
Ebji Fonte Santa
 
25 De Abril
25 De Abril25 De Abril
25 De Abril
conceicaomestre
 
25 De Abril
25 De Abril25 De Abril
25 De Abril
actualgest
 
As etapas da revolução
As etapas da revoluçãoAs etapas da revolução
As etapas da revolução
andreialag
 
O 25 de abril relato dos acontecimentos
O 25 de abril   relato dos acontecimentosO 25 de abril   relato dos acontecimentos
O 25 de abril relato dos acontecimentos
Escola Secundaria luis de freitas Branco
 
Boletim bib 25 abril ael
Boletim bib 25 abril aelBoletim bib 25 abril ael
Boletim bib 25 abril ael
AELPB
 
Portugal democrático
Portugal democráticoPortugal democrático
Portugal democrático
catariinandrade
 
Hgp 25 de abril de 1974 6º g ana f, daniela, const. e margarida
Hgp  25 de abril de 1974 6º g ana f, daniela, const. e  margaridaHgp  25 de abril de 1974 6º g ana f, daniela, const. e  margarida
Hgp 25 de abril de 1974 6º g ana f, daniela, const. e margarida
Rui Pinto
 
25 de abril de 1974 carina 9ºa
25 de abril de 1974 carina 9ºa25 de abril de 1974 carina 9ºa
25 de abril de 1974 carina 9ºa
beelvas
 
Cravos
CravosCravos
Cravos
dafgpt
 
Etapas da revolução do 25 de abril por Beatriz Bértolo e Catarina Fonseca
Etapas da revolução do  25 de abril por Beatriz Bértolo e Catarina FonsecaEtapas da revolução do  25 de abril por Beatriz Bértolo e Catarina Fonseca
Etapas da revolução do 25 de abril por Beatriz Bértolo e Catarina Fonseca
andreialag
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
O estado novo e o 25 de abril afonso
O estado novo e o 25 de abril  afonsoO estado novo e o 25 de abril  afonso
O estado novo e o 25 de abril afonso
Paula Morgado
 
Trabalho DAC História 25 de Abril de 1974
Trabalho DAC História 25 de Abril de 1974Trabalho DAC História 25 de Abril de 1974
Trabalho DAC História 25 de Abril de 1974
AnaRitaFreitas7
 
25 De Abril 1974 B
25 De Abril 1974 B25 De Abril 1974 B
25 De Abril 1974 B
jassis
 
25 de abril hora a hora
25 de abril hora  a hora25 de abril hora  a hora
25 de abril hora a hora
Lurdes Meneses
 
25 De Abril
25 De Abril25 De Abril
25 De Abril
Bruno Reimão
 
A revolução de 25 de abril de 1974
A  revolução de 25 de abril de 1974A  revolução de 25 de abril de 1974
A revolução de 25 de abril de 1974
bandeirolas
 
Apresentação 25 de abril
Apresentação 25 de abrilApresentação 25 de abril
Apresentação 25 de abril
Céu Silva
 
A Revolução de 25 de abril de 1974
A Revolução  de 25 de abril de 1974 A Revolução  de 25 de abril de 1974
A Revolução de 25 de abril de 1974
bandeirolas
 

Semelhante a 25 de Abril de 1974 (20)

25 de abril
25 de abril 25 de abril
25 de abril
 
25 De Abril
25 De Abril25 De Abril
25 De Abril
 
25 De Abril
25 De Abril25 De Abril
25 De Abril
 
As etapas da revolução
As etapas da revoluçãoAs etapas da revolução
As etapas da revolução
 
O 25 de abril relato dos acontecimentos
O 25 de abril   relato dos acontecimentosO 25 de abril   relato dos acontecimentos
O 25 de abril relato dos acontecimentos
 
Boletim bib 25 abril ael
Boletim bib 25 abril aelBoletim bib 25 abril ael
Boletim bib 25 abril ael
 
Portugal democrático
Portugal democráticoPortugal democrático
Portugal democrático
 
Hgp 25 de abril de 1974 6º g ana f, daniela, const. e margarida
Hgp  25 de abril de 1974 6º g ana f, daniela, const. e  margaridaHgp  25 de abril de 1974 6º g ana f, daniela, const. e  margarida
Hgp 25 de abril de 1974 6º g ana f, daniela, const. e margarida
 
25 de abril de 1974 carina 9ºa
25 de abril de 1974 carina 9ºa25 de abril de 1974 carina 9ºa
25 de abril de 1974 carina 9ºa
 
Cravos
CravosCravos
Cravos
 
Etapas da revolução do 25 de abril por Beatriz Bértolo e Catarina Fonseca
Etapas da revolução do  25 de abril por Beatriz Bértolo e Catarina FonsecaEtapas da revolução do  25 de abril por Beatriz Bértolo e Catarina Fonseca
Etapas da revolução do 25 de abril por Beatriz Bértolo e Catarina Fonseca
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
 
O estado novo e o 25 de abril afonso
O estado novo e o 25 de abril  afonsoO estado novo e o 25 de abril  afonso
O estado novo e o 25 de abril afonso
 
Trabalho DAC História 25 de Abril de 1974
Trabalho DAC História 25 de Abril de 1974Trabalho DAC História 25 de Abril de 1974
Trabalho DAC História 25 de Abril de 1974
 
25 De Abril 1974 B
25 De Abril 1974 B25 De Abril 1974 B
25 De Abril 1974 B
 
25 de abril hora a hora
25 de abril hora  a hora25 de abril hora  a hora
25 de abril hora a hora
 
25 De Abril
25 De Abril25 De Abril
25 De Abril
 
A revolução de 25 de abril de 1974
A  revolução de 25 de abril de 1974A  revolução de 25 de abril de 1974
A revolução de 25 de abril de 1974
 
Apresentação 25 de abril
Apresentação 25 de abrilApresentação 25 de abril
Apresentação 25 de abril
 
A Revolução de 25 de abril de 1974
A Revolução  de 25 de abril de 1974 A Revolução  de 25 de abril de 1974
A Revolução de 25 de abril de 1974
 

Mais de Sónia Cruz

EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!
EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!
EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!
Sónia Cruz
 
Prioridades para as Bibliotecas Escolares no contexto da flexibilidade curri...
Prioridades para as Bibliotecas Escolares no contexto da flexibilidade curri...Prioridades para as Bibliotecas Escolares no contexto da flexibilidade curri...
Prioridades para as Bibliotecas Escolares no contexto da flexibilidade curri...
Sónia Cruz
 
Tecnologias Emergentes na Educação: obstáculos e desafios à sua integração
Tecnologias Emergentes na Educação: obstáculos e desafios à sua integraçãoTecnologias Emergentes na Educação: obstáculos e desafios à sua integração
Tecnologias Emergentes na Educação: obstáculos e desafios à sua integração
Sónia Cruz
 
Aprendizagem Invertida: recursos para professores
Aprendizagem Invertida: recursos para professores Aprendizagem Invertida: recursos para professores
Aprendizagem Invertida: recursos para professores
Sónia Cruz
 
Ferramentas da Web: oportunidade para professores e alunos inverterem a apren...
Ferramentas da Web: oportunidade para professores e alunos inverterem a apren...Ferramentas da Web: oportunidade para professores e alunos inverterem a apren...
Ferramentas da Web: oportunidade para professores e alunos inverterem a apren...
Sónia Cruz
 
História na palma da mão
História na palma da mão História na palma da mão
História na palma da mão
Sónia Cruz
 
Ensinar e aprender a gostar de história na era digital
Ensinar e aprender a gostar de história na era digitalEnsinar e aprender a gostar de história na era digital
Ensinar e aprender a gostar de história na era digital
Sónia Cruz
 
Ensinar e aprender a gostar de história na era digital
Ensinar e aprender a gostar de história na era digitalEnsinar e aprender a gostar de história na era digital
Ensinar e aprender a gostar de história na era digital
Sónia Cruz
 
Da sala para a rua a utilização do geocaching na aprendizagem
Da sala para a rua  a utilização do geocaching na aprendizagemDa sala para a rua  a utilização do geocaching na aprendizagem
Da sala para a rua a utilização do geocaching na aprendizagem
Sónia Cruz
 
Percepção dos professores sobre a utilização do geocaching
Percepção dos professores sobre a utilização do geocachingPercepção dos professores sobre a utilização do geocaching
Percepção dos professores sobre a utilização do geocaching
Sónia Cruz
 
Dinamizar a biblioteca escolar com recurso a dispositivos móveis: uma experiê...
Dinamizar a biblioteca escolar com recurso a dispositivos móveis: uma experiê...Dinamizar a biblioteca escolar com recurso a dispositivos móveis: uma experiê...
Dinamizar a biblioteca escolar com recurso a dispositivos móveis: uma experiê...
Sónia Cruz
 
A importância da Avaliação Formativa e Formadora no uso de Recursos Educativo...
A importância da Avaliação Formativa e Formadora no uso de Recursos Educativo...A importância da Avaliação Formativa e Formadora no uso de Recursos Educativo...
A importância da Avaliação Formativa e Formadora no uso de Recursos Educativo...
Sónia Cruz
 
CRIAR, ORGANIZAR E PARTILHAR CONTEÚDO EM REDE. VANTAGENS DO PEARLTREES EM CO...
CRIAR, ORGANIZAR E PARTILHAR CONTEÚDO EM REDE.  VANTAGENS DO PEARLTREES EM CO...CRIAR, ORGANIZAR E PARTILHAR CONTEÚDO EM REDE.  VANTAGENS DO PEARLTREES EM CO...
CRIAR, ORGANIZAR E PARTILHAR CONTEÚDO EM REDE. VANTAGENS DO PEARLTREES EM CO...
Sónia Cruz
 
‘Pegada Digital. Que consciência tem da sua?’ – Um estudo com alunos portugueses
‘Pegada Digital. Que consciência tem da sua?’ – Um estudo com alunos portugueses‘Pegada Digital. Que consciência tem da sua?’ – Um estudo com alunos portugueses
‘Pegada Digital. Que consciência tem da sua?’ – Um estudo com alunos portugueses
Sónia Cruz
 
Se isto é história, então eu gosto!
Se isto é história, então eu gosto!Se isto é história, então eu gosto!
Se isto é história, então eu gosto!
Sónia Cruz
 
A formação de professores no formato de Workshop
A formação de professores no formato de WorkshopA formação de professores no formato de Workshop
A formação de professores no formato de Workshop
Sónia Cruz
 
A CAÇA AO TESOURO: O RENASCER DIGITAL DE ATIVIDADES ORIENTADAS. UM ESTUDO COM...
A CAÇA AO TESOURO: O RENASCER DIGITAL DE ATIVIDADES ORIENTADAS. UM ESTUDO COM...A CAÇA AO TESOURO: O RENASCER DIGITAL DE ATIVIDADES ORIENTADAS. UM ESTUDO COM...
A CAÇA AO TESOURO: O RENASCER DIGITAL DE ATIVIDADES ORIENTADAS. UM ESTUDO COM...
Sónia Cruz
 
A UTILIZAÇÃO DO JOGO DA GLÓRIA VIRTUAL: UM ESTUDO COM PROFESSORES E ALUNOS DE...
A UTILIZAÇÃO DO JOGO DA GLÓRIA VIRTUAL: UM ESTUDO COM PROFESSORES E ALUNOS DE...A UTILIZAÇÃO DO JOGO DA GLÓRIA VIRTUAL: UM ESTUDO COM PROFESSORES E ALUNOS DE...
A UTILIZAÇÃO DO JOGO DA GLÓRIA VIRTUAL: UM ESTUDO COM PROFESSORES E ALUNOS DE...
Sónia Cruz
 
Criminalidade invisível: os riscos das redes sociais
Criminalidade invisível: os riscos das redes sociaisCriminalidade invisível: os riscos das redes sociais
Criminalidade invisível: os riscos das redes sociais
Sónia Cruz
 
Promover o pensamento histórico com a Web 2.0
Promover o pensamento histórico com a Web 2.0Promover o pensamento histórico com a Web 2.0
Promover o pensamento histórico com a Web 2.0
Sónia Cruz
 

Mais de Sónia Cruz (20)

EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!
EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!
EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!
 
Prioridades para as Bibliotecas Escolares no contexto da flexibilidade curri...
Prioridades para as Bibliotecas Escolares no contexto da flexibilidade curri...Prioridades para as Bibliotecas Escolares no contexto da flexibilidade curri...
Prioridades para as Bibliotecas Escolares no contexto da flexibilidade curri...
 
Tecnologias Emergentes na Educação: obstáculos e desafios à sua integração
Tecnologias Emergentes na Educação: obstáculos e desafios à sua integraçãoTecnologias Emergentes na Educação: obstáculos e desafios à sua integração
Tecnologias Emergentes na Educação: obstáculos e desafios à sua integração
 
Aprendizagem Invertida: recursos para professores
Aprendizagem Invertida: recursos para professores Aprendizagem Invertida: recursos para professores
Aprendizagem Invertida: recursos para professores
 
Ferramentas da Web: oportunidade para professores e alunos inverterem a apren...
Ferramentas da Web: oportunidade para professores e alunos inverterem a apren...Ferramentas da Web: oportunidade para professores e alunos inverterem a apren...
Ferramentas da Web: oportunidade para professores e alunos inverterem a apren...
 
História na palma da mão
História na palma da mão História na palma da mão
História na palma da mão
 
Ensinar e aprender a gostar de história na era digital
Ensinar e aprender a gostar de história na era digitalEnsinar e aprender a gostar de história na era digital
Ensinar e aprender a gostar de história na era digital
 
Ensinar e aprender a gostar de história na era digital
Ensinar e aprender a gostar de história na era digitalEnsinar e aprender a gostar de história na era digital
Ensinar e aprender a gostar de história na era digital
 
Da sala para a rua a utilização do geocaching na aprendizagem
Da sala para a rua  a utilização do geocaching na aprendizagemDa sala para a rua  a utilização do geocaching na aprendizagem
Da sala para a rua a utilização do geocaching na aprendizagem
 
Percepção dos professores sobre a utilização do geocaching
Percepção dos professores sobre a utilização do geocachingPercepção dos professores sobre a utilização do geocaching
Percepção dos professores sobre a utilização do geocaching
 
Dinamizar a biblioteca escolar com recurso a dispositivos móveis: uma experiê...
Dinamizar a biblioteca escolar com recurso a dispositivos móveis: uma experiê...Dinamizar a biblioteca escolar com recurso a dispositivos móveis: uma experiê...
Dinamizar a biblioteca escolar com recurso a dispositivos móveis: uma experiê...
 
A importância da Avaliação Formativa e Formadora no uso de Recursos Educativo...
A importância da Avaliação Formativa e Formadora no uso de Recursos Educativo...A importância da Avaliação Formativa e Formadora no uso de Recursos Educativo...
A importância da Avaliação Formativa e Formadora no uso de Recursos Educativo...
 
CRIAR, ORGANIZAR E PARTILHAR CONTEÚDO EM REDE. VANTAGENS DO PEARLTREES EM CO...
CRIAR, ORGANIZAR E PARTILHAR CONTEÚDO EM REDE.  VANTAGENS DO PEARLTREES EM CO...CRIAR, ORGANIZAR E PARTILHAR CONTEÚDO EM REDE.  VANTAGENS DO PEARLTREES EM CO...
CRIAR, ORGANIZAR E PARTILHAR CONTEÚDO EM REDE. VANTAGENS DO PEARLTREES EM CO...
 
‘Pegada Digital. Que consciência tem da sua?’ – Um estudo com alunos portugueses
‘Pegada Digital. Que consciência tem da sua?’ – Um estudo com alunos portugueses‘Pegada Digital. Que consciência tem da sua?’ – Um estudo com alunos portugueses
‘Pegada Digital. Que consciência tem da sua?’ – Um estudo com alunos portugueses
 
Se isto é história, então eu gosto!
Se isto é história, então eu gosto!Se isto é história, então eu gosto!
Se isto é história, então eu gosto!
 
A formação de professores no formato de Workshop
A formação de professores no formato de WorkshopA formação de professores no formato de Workshop
A formação de professores no formato de Workshop
 
A CAÇA AO TESOURO: O RENASCER DIGITAL DE ATIVIDADES ORIENTADAS. UM ESTUDO COM...
A CAÇA AO TESOURO: O RENASCER DIGITAL DE ATIVIDADES ORIENTADAS. UM ESTUDO COM...A CAÇA AO TESOURO: O RENASCER DIGITAL DE ATIVIDADES ORIENTADAS. UM ESTUDO COM...
A CAÇA AO TESOURO: O RENASCER DIGITAL DE ATIVIDADES ORIENTADAS. UM ESTUDO COM...
 
A UTILIZAÇÃO DO JOGO DA GLÓRIA VIRTUAL: UM ESTUDO COM PROFESSORES E ALUNOS DE...
A UTILIZAÇÃO DO JOGO DA GLÓRIA VIRTUAL: UM ESTUDO COM PROFESSORES E ALUNOS DE...A UTILIZAÇÃO DO JOGO DA GLÓRIA VIRTUAL: UM ESTUDO COM PROFESSORES E ALUNOS DE...
A UTILIZAÇÃO DO JOGO DA GLÓRIA VIRTUAL: UM ESTUDO COM PROFESSORES E ALUNOS DE...
 
Criminalidade invisível: os riscos das redes sociais
Criminalidade invisível: os riscos das redes sociaisCriminalidade invisível: os riscos das redes sociais
Criminalidade invisível: os riscos das redes sociais
 
Promover o pensamento histórico com a Web 2.0
Promover o pensamento histórico com a Web 2.0Promover o pensamento histórico com a Web 2.0
Promover o pensamento histórico com a Web 2.0
 

25 de Abril de 1974

  • 1. 25 de Abril de 1974
  • 2. 16 de Março Tentativa de golpe militar contra o regime. Só o Regimento de Infantaria 5 das Caldas da Rainha marcha sobre Lisboa. O golpe falhou. São presos cerca de 200 militares. 24 de Março Última reunião clandestina da Comissão Coordenadora do MFA, na qual foi decidido o derrube do regime e o golpe militar. 23 de Abril Otelo Saraiva de Carvalho entrega, a capitães mensageiros, sobrescritos fechados contendo as instruções para as acções a desencadear na noite de 24 para 25 e um exemplar do jornal A Época, como identificação, destinada às unidades participantes. 24 de Abril O jornal República, em breve notícia, chama a atenção dos seus leitores para a emissão do programa Limite dessa noite, na Rádio Renascença .
  • 3.   24 de Abril - 22:00 horas Otelo Saraiva de Carvalho e outros cinco oficiais ligados ao MFA já estão no Regimento de Engenharia 1 na Pontinha onde, desde a véspera, fora clandestinamente preparado o Posto de Comando do Movimento. Será ele a comandar as operações militares contra o Regime.
  • 4.   24 de Abril - 22:55 horas A transmissão da canção " E depois do Adeus ", interpretada por Paulo de Carvalho, aos microfones dos Emissores Associados de Lisboa, marca o início das operações militares contra o regime.   25 de Abril - 00:20 horas A transmissão da canção " Grândola Vila Morena " de José Afonso, no programa Limite da Rádio Renascença, é a senha escolhida pelo MFA, como sinal confirmativo de que as operações militares estão em marcha e são irreversíveis.
  • 5.   25 de Abril - Das 00:30 às 16:00 horas Ocupação de pontos estratégicos considerados fundamentais ( RTP , Emissora Nacional, Rádio Clube Português, Aeroporto de Lisboa, Quartel General, Estado Maior do Exército, Ministério do Exército, Banco de Portugal e Marconi). Primeiro Comunicado do MFA difundido pelo Rádio Clube Português Forças da Escola Prática de Cavalaria de Santarém estacionam no Terreiro do Paço. As forças paramilitares leais ao regime começam a render-se: a Legião Portuguesa é a primeira. Desde a primeira hora o povo vem para a rua para expressar a sua alegria. Início do cerco ao Quartel do Carmo, chefiado por Salgueiro Maia, entre milhares de pessoas que apoiavam os militares revoltosos. Dentro do Quartel estão refugiados Marcelo Caetano e mais dois ministros do seu Gabinete.
  • 6.   25 de Abril - 16:30 horas Expirado o prazo inicial para a rendição anunciado por megafone pelo Capitão Salgueiro Maia, e após algumas diligências feitas por mediadores civis, Marcelo Caetano faz saber que está disposto a render-se e pede a comparência no Quartel do Carmo de um oficial do MFA de patente não inferior a coronel.   25 de Abril - 17:45 horas Spínola, mandatado pelo MFA entra no Quartel do Carmo para negociar a rendição do Governo. O Quartel do Carmo hasteia a bandeira branca.   25 de Abril - 19:30 horas Rendição de Marcelo Caetano. A chaimite BULA entra no Quartel para retirar o ex-presidente do Conselho e os ministros que o acompanhavam, levando-os, à guarda do MFA para o Posto de Comando do Movimento no Quartel da Pontinha.
  • 7.   25 de Abril - 20:00 horas Disparos de elementos da PIDE/DGS sobre manifestantes que começavam a afluir à sede daquela polícia na Rua António Maria Cardoso, fazem quatro mortos e 45 feridos.
  • 8. 26 de Abril A PIDE/DGS rende-se após conversa telefónica entre o General Spínola e Silva Pais director daquela corporação. Apresentação da Junta de Salvação Nacional ao país, perante as câmaras da RTP. Por ordem do MFA, Marcelo Caetano, Américo Tomás, César Moreira Baptista e outros elementos afectos ao antigo regime, são enviados para a Madeira. O General Spínola é designado Presidente da República. Libertação dos presos políticos de Caxias e Peniche.
  • 9. FIM