SlideShare uma empresa Scribd logo
 
As razões que levaram ao 25 de Abril. Quando Salazar já estava Idoso e doente em 1968 foi nomeado chefe o Prof. Marcelo Caetano. O seu Governo transformou-se rapidamente num governo de continuação do Salazarismo, mantendo-se : A censura e a falta de Liberdade; A Guerra colonial; A Proibição do aparecimento de novos partidos políticos; As condições de vida difícil que levaram à emigração de muitos Portugueses.
Como foi criado o (M.F.A). A  M.F.A foi criada por um grupo de jovens militares que começou a preparar um Golpe Militar. Foi no maior dos segredos que os Militares do M.F.A fizeram reuniões, estabeleceram contactos, prepararam documentos e estudaram estratégias. Para saber +: A primeira reunião deu-se em 1973, no monte do Sobral, em Évora. Seguindo-se por várias partes do País.
A Revolução do 25 de Abril. No dia  25 de Abril de 1974  o Movimento das forças Armadas(M.F.A)desencadeou uma “operação militar” que, pela força armada , acabou com a ditadura do estado novo e instaurou um Regime Democrático. O Aviso para o começo da revolução foi transmitido através da rádio. Os militares  saíram de vários pontos do País  em direcção a Lisboa.
Doc.2-O Inicio das operações militares No dia  25 de Abril de 1974  ás zero horas e vinte minutos. Portugal entra na “contagem decrescente” para o início da  queda do regime fascista.  Forças militares em vários pontos do País aguardam a palavra de ordem para o desencadear das operações. O sinal combinado(senha) chegou pela canção de Zeca Afonso, “ Grândola, vila morena ”, transmitida no programa “ Limite ”, difundido pela  Rádio Renascença . Entre as 00:30 e as 3 horas regista-se o eclodir das primeiras operações militares, decisivas para o  êxito final do golpe levado a cabo pela  M.F.A( …). Ás 3 horas vários pontos vitais da Capital são Ocupados simultaneamente: Rádio Clube Português , Comando da Região Militar de Lisboa, Emissora Nacional e Rádio Marconi.
Perante esta situação, o Primeiro Ministro Marcello Caetano em conjunto com os outros ministros refugiaram-se, no Quartel-General da GNR, situado no largo do Carmo, em Lisboa. Entretanto, já a  população estava na rua  a acompanhar  e a apoiar a movimentação dos militares. As tropas, comandadas pelo Capitão Salgueiro Maia, sempre com o apoio  da População, cercaram  o Quartel do Carmo e o  Governo acabou por se render , depois de algumas negociações. Mais tarde, Marcelo Caetano e Américo Tomás foram exilados para o Brasil. Povo em Revolução
Imagens
  Anexos: .
Trabalho Realizado por: Ana Dias nº1 Cristiana Teixeira nº6 Vânia Nunes nº23  Bibliografia: Manual da disciplina de H.G.P.  6ºE

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

25 Abril
25 Abril25 Abril
25 Abril
João Camacho
 
A Revolução do 25 de abril
A Revolução do 25 de abrilA Revolução do 25 de abril
A Revolução do 25 de abril
Escola Sec. de São João da Talha
 
C.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de Abril
C.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de AbrilC.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de Abril
C.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de Abril
I.Braz Slideshares
 
As opções totalitárias - IA
As opções totalitárias - IAAs opções totalitárias - IA
As opções totalitárias - IA
Carlos Vieira
 
25 de abril - Revolução dos Cravos
25 de abril - Revolução dos Cravos25 de abril - Revolução dos Cravos
25 de abril - Revolução dos Cravos
becastanheiradepera
 
25 De Abril
25 De Abril25 De Abril
25 De Abril
Sílvia Mendonça
 
Guerra Colonial Portuguesa
Guerra Colonial PortuguesaGuerra Colonial Portuguesa
Guerra Colonial Portuguesa
Luis Santos
 
25 de abril
25 de abril25 de abril
25 de abril
cattonia
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
Paula Morgado
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
A guerra fria
A guerra friaA guerra fria
A guerra fria
Joana Melo
 
O estalinismo
O estalinismoO estalinismo
O estalinismo
Douglas Valdo
 
Guerra Colonial Portuguesa
Guerra Colonial PortuguesaGuerra Colonial Portuguesa
Guerra Colonial Portuguesa
Jorge Almeida
 
Marcelismo
MarcelismoMarcelismo
Marcelismo
Frederico
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
Rainha Maga
 
A Guerra Fria
A Guerra FriaA Guerra Fria
A Guerra Fria
cattonia
 
Capitães de abril
Capitães de abrilCapitães de abril
Capitães de abril
berenvaz
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
Do autoritarismo à Democracia
Do autoritarismo à DemocraciaDo autoritarismo à Democracia
Do autoritarismo à Democracia
Carlos Vieira
 
25 abril
25 abril25 abril
25 abril
Ana Paiva
 

Mais procurados (20)

25 Abril
25 Abril25 Abril
25 Abril
 
A Revolução do 25 de abril
A Revolução do 25 de abrilA Revolução do 25 de abril
A Revolução do 25 de abril
 
C.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de Abril
C.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de AbrilC.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de Abril
C.L.C. 7 - Portugal antes e depois do 25 de Abril
 
As opções totalitárias - IA
As opções totalitárias - IAAs opções totalitárias - IA
As opções totalitárias - IA
 
25 de abril - Revolução dos Cravos
25 de abril - Revolução dos Cravos25 de abril - Revolução dos Cravos
25 de abril - Revolução dos Cravos
 
25 De Abril
25 De Abril25 De Abril
25 De Abril
 
Guerra Colonial Portuguesa
Guerra Colonial PortuguesaGuerra Colonial Portuguesa
Guerra Colonial Portuguesa
 
25 de abril
25 de abril25 de abril
25 de abril
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
 
A guerra fria
A guerra friaA guerra fria
A guerra fria
 
O estalinismo
O estalinismoO estalinismo
O estalinismo
 
Guerra Colonial Portuguesa
Guerra Colonial PortuguesaGuerra Colonial Portuguesa
Guerra Colonial Portuguesa
 
Marcelismo
MarcelismoMarcelismo
Marcelismo
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
A Guerra Fria
A Guerra FriaA Guerra Fria
A Guerra Fria
 
Capitães de abril
Capitães de abrilCapitães de abril
Capitães de abril
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
 
Do autoritarismo à Democracia
Do autoritarismo à DemocraciaDo autoritarismo à Democracia
Do autoritarismo à Democracia
 
25 abril
25 abril25 abril
25 abril
 

Semelhante a A Revolução de 25 de abril de 1974

A revolução de 25 de abril de 1974
A  revolução de 25 de abril de 1974A  revolução de 25 de abril de 1974
A revolução de 25 de abril de 1974
bandeirolas
 
História
HistóriaHistória
1 republica 25 abril
1 republica 25 abril1 republica 25 abril
1 republica 25 abril
Ministério da Educação
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
Sara Catarina
 
Revolução 25 de abril 6º ano
Revolução 25 de abril 6º anoRevolução 25 de abril 6º ano
Revolução 25 de abril 6º ano
Paula Morgado
 
25 de abril de 1974 carina 9ºa
25 de abril de 1974 carina 9ºa25 de abril de 1974 carina 9ºa
25 de abril de 1974 carina 9ºa
beelvas
 
Foi há 36 anos: a revolução do 25 de Abril de 1974
Foi há 36 anos: a revolução do 25 de Abril de 1974Foi há 36 anos: a revolução do 25 de Abril de 1974
Foi há 36 anos: a revolução do 25 de Abril de 1974
Escola Secundaria luis de freitas Branco
 
12º revolução do 25 de abril
12º   revolução do 25 de abril12º   revolução do 25 de abril
12º revolução do 25 de abril
Escola Secundaria luis de freitas Branco
 
Esquematização sobre a 1ª república portuguesa
Esquematização sobre a 1ª república portuguesaEsquematização sobre a 1ª república portuguesa
Esquematização sobre a 1ª república portuguesa
Júpiter Morais
 
25 De Abril 1974 B
25 De Abril 1974 B25 De Abril 1974 B
25 De Abril 1974 B
jassis
 
O estado novo e o 25 de abril afonso
O estado novo e o 25 de abril  afonsoO estado novo e o 25 de abril  afonso
O estado novo e o 25 de abril afonso
Paula Morgado
 
A RevoluçãO Dos Cravos
A RevoluçãO Dos CravosA RevoluçãO Dos Cravos
A RevoluçãO Dos Cravos
Sílvia Mendonça
 
Hgp 25 de abril 6º f martim e guilherme
Hgp  25 de abril  6º f martim e guilhermeHgp  25 de abril  6º f martim e guilherme
Hgp 25 de abril 6º f martim e guilherme
Rui Pinto
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
Jorge Almeida
 
ImplantaçãO RepúBlica
ImplantaçãO RepúBlicaImplantaçãO RepúBlica
ImplantaçãO RepúBlica
Margarida Moreira
 
Trabalho 25 de abril 2
Trabalho 25 de abril   2 Trabalho 25 de abril   2
Trabalho 25 de abril 2
Joana Algodão Doce
 
Capitães de abril
Capitães de abrilCapitães de abril
Capitães de abril
tomascm1
 
Capitães de abril
Capitães de abrilCapitães de abril
Capitães de abril
tomascm1
 
O 25 de Abril e a Construção da Democracia.docx
O 25 de Abril e a Construção da Democracia.docxO 25 de Abril e a Construção da Democracia.docx
O 25 de Abril e a Construção da Democracia.docx
Belmiramolar
 
25 De Abril De 1974
25 De Abril De 197425 De Abril De 1974
25 De Abril De 1974
Eunice Pereira
 

Semelhante a A Revolução de 25 de abril de 1974 (20)

A revolução de 25 de abril de 1974
A  revolução de 25 de abril de 1974A  revolução de 25 de abril de 1974
A revolução de 25 de abril de 1974
 
História
HistóriaHistória
História
 
1 republica 25 abril
1 republica 25 abril1 republica 25 abril
1 republica 25 abril
 
25 de abril de 1974
25 de abril de 197425 de abril de 1974
25 de abril de 1974
 
Revolução 25 de abril 6º ano
Revolução 25 de abril 6º anoRevolução 25 de abril 6º ano
Revolução 25 de abril 6º ano
 
25 de abril de 1974 carina 9ºa
25 de abril de 1974 carina 9ºa25 de abril de 1974 carina 9ºa
25 de abril de 1974 carina 9ºa
 
Foi há 36 anos: a revolução do 25 de Abril de 1974
Foi há 36 anos: a revolução do 25 de Abril de 1974Foi há 36 anos: a revolução do 25 de Abril de 1974
Foi há 36 anos: a revolução do 25 de Abril de 1974
 
12º revolução do 25 de abril
12º   revolução do 25 de abril12º   revolução do 25 de abril
12º revolução do 25 de abril
 
Esquematização sobre a 1ª república portuguesa
Esquematização sobre a 1ª república portuguesaEsquematização sobre a 1ª república portuguesa
Esquematização sobre a 1ª república portuguesa
 
25 De Abril 1974 B
25 De Abril 1974 B25 De Abril 1974 B
25 De Abril 1974 B
 
O estado novo e o 25 de abril afonso
O estado novo e o 25 de abril  afonsoO estado novo e o 25 de abril  afonso
O estado novo e o 25 de abril afonso
 
A RevoluçãO Dos Cravos
A RevoluçãO Dos CravosA RevoluçãO Dos Cravos
A RevoluçãO Dos Cravos
 
Hgp 25 de abril 6º f martim e guilherme
Hgp  25 de abril  6º f martim e guilhermeHgp  25 de abril  6º f martim e guilherme
Hgp 25 de abril 6º f martim e guilherme
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
 
ImplantaçãO RepúBlica
ImplantaçãO RepúBlicaImplantaçãO RepúBlica
ImplantaçãO RepúBlica
 
Trabalho 25 de abril 2
Trabalho 25 de abril   2 Trabalho 25 de abril   2
Trabalho 25 de abril 2
 
Capitães de abril
Capitães de abrilCapitães de abril
Capitães de abril
 
Capitães de abril
Capitães de abrilCapitães de abril
Capitães de abril
 
O 25 de Abril e a Construção da Democracia.docx
O 25 de Abril e a Construção da Democracia.docxO 25 de Abril e a Construção da Democracia.docx
O 25 de Abril e a Construção da Democracia.docx
 
25 De Abril De 1974
25 De Abril De 197425 De Abril De 1974
25 De Abril De 1974
 

A Revolução de 25 de abril de 1974

  • 1.  
  • 2. As razões que levaram ao 25 de Abril. Quando Salazar já estava Idoso e doente em 1968 foi nomeado chefe o Prof. Marcelo Caetano. O seu Governo transformou-se rapidamente num governo de continuação do Salazarismo, mantendo-se : A censura e a falta de Liberdade; A Guerra colonial; A Proibição do aparecimento de novos partidos políticos; As condições de vida difícil que levaram à emigração de muitos Portugueses.
  • 3. Como foi criado o (M.F.A). A M.F.A foi criada por um grupo de jovens militares que começou a preparar um Golpe Militar. Foi no maior dos segredos que os Militares do M.F.A fizeram reuniões, estabeleceram contactos, prepararam documentos e estudaram estratégias. Para saber +: A primeira reunião deu-se em 1973, no monte do Sobral, em Évora. Seguindo-se por várias partes do País.
  • 4. A Revolução do 25 de Abril. No dia 25 de Abril de 1974 o Movimento das forças Armadas(M.F.A)desencadeou uma “operação militar” que, pela força armada , acabou com a ditadura do estado novo e instaurou um Regime Democrático. O Aviso para o começo da revolução foi transmitido através da rádio. Os militares saíram de vários pontos do País em direcção a Lisboa.
  • 5. Doc.2-O Inicio das operações militares No dia 25 de Abril de 1974 ás zero horas e vinte minutos. Portugal entra na “contagem decrescente” para o início da queda do regime fascista. Forças militares em vários pontos do País aguardam a palavra de ordem para o desencadear das operações. O sinal combinado(senha) chegou pela canção de Zeca Afonso, “ Grândola, vila morena ”, transmitida no programa “ Limite ”, difundido pela Rádio Renascença . Entre as 00:30 e as 3 horas regista-se o eclodir das primeiras operações militares, decisivas para o êxito final do golpe levado a cabo pela M.F.A( …). Ás 3 horas vários pontos vitais da Capital são Ocupados simultaneamente: Rádio Clube Português , Comando da Região Militar de Lisboa, Emissora Nacional e Rádio Marconi.
  • 6. Perante esta situação, o Primeiro Ministro Marcello Caetano em conjunto com os outros ministros refugiaram-se, no Quartel-General da GNR, situado no largo do Carmo, em Lisboa. Entretanto, já a população estava na rua a acompanhar e a apoiar a movimentação dos militares. As tropas, comandadas pelo Capitão Salgueiro Maia, sempre com o apoio da População, cercaram o Quartel do Carmo e o Governo acabou por se render , depois de algumas negociações. Mais tarde, Marcelo Caetano e Américo Tomás foram exilados para o Brasil. Povo em Revolução
  • 9. Trabalho Realizado por: Ana Dias nº1 Cristiana Teixeira nº6 Vânia Nunes nº23 Bibliografia: Manual da disciplina de H.G.P. 6ºE