SlideShare uma empresa Scribd logo
   Abraham Harold Maslow nasceu no Brooklin, Nova Iorque, em
    primeiro de Abril de 1908;
   Descendente de pais russos, tinha seis irmãos;
   Iniciou sua vida acadêmica na faculdade de direito em Nova
    Iorque, mas desistiu um ano e meio depois;
   Após se casar com sua prima, mudou-se para Wisconsin, onde
    começou a se interessar pela psicologia, a qual fez questão de
    estudar na Universidade;
   Voltou à Nova Iorque em 1935 e começou a lecionar na faculdade
    do Brooklin;
   Passou a se interessar pela motivação humana e produziu
    diversos artigos que culminaram na Teoria da
    Hierarquização das necessidades humanas;
   Após se dedicar à administração da faculdade, criou a obra
    “Motivation and Personality”, aclamada até hoje;
   Na década de 60, Maslow se envolveu com a área de Gestão
    de Negócios e passou a relacionar seus estudos de gestão
    com suas teorias motivacionais;
   Morreu em 1970, aos 62 anos, vítima de ataque cardíaco.
 Maslow apresentou uma teoria da motivação segundo
  a qual as necessidades humanas estão organizadas e
  dispostas em níveis, em uma hierarquia de importância
  e de influenciação.
 Essa hierarquia de necessidades pode ser visualizada
  como uma pirâmide:
 Na base da pirâmide estão as necessidades mais
  simples (Fisiológicas) e no topo, as mais complexas
  (Auto-Realização).
 Para chegar ao topo da pirâmide, é necessário suprir
  todas as necessidades anteriores.
 Há a ideia de um ciclo motivacional, ou seja, a
  motivação é um estado cíclico e constante na vida
  pessoal.
 Quando o ciclo motivacional não se realiza, sobrevém
  a frustração do indivíduo.
A seguir, explicaremos cada uma das etapas da
    pirâmide propostas por Maslow:




   Neste nível estão as necessidades de alimentação
    (fome e sede), de sono e repouso (cansaço), de abrigo
    (frio ou calor), desejo sexual, etc.

   Estão relacionadas com a sobrevivência do indivíduo e
    com a preservação da espécie.

   Caso alguma dessas necessidades não for alcançada,
    o comportamento do indivíduo é dominado para
    satisfazê-la e, assim, aliviar a pressão.
   Baseiam-se na busca de segurança, estabilidade,
    proteção contra ameaça ou privação e fuga do
    perigo.

   Surgem apenas quando as necessidades fisiológicas já
    foram alcançadas.

   Têm grande importância no comportamento humano,
    já que decisões incoerentes ou ações arbitrárias dentro
    da empresa, podem provocar insegurança no
    empregado em relação a sua permanência no
    emprego.

OBS: Essas duas necessidades são consideradas
  primárias.
   Estão incluídas as necessidades de associação, de
    participação , de aceitação por parte dos
    companheiros, de troca de amizade, de afeto e de
    amor.

   Surgem no comportamento quando as necessidades
    primárias estão relativamente satisfeitas.

   Quando não são supridas, o indivíduo torna-se
    resistente, antagônico e hostil em relação às pessoas
    que o cercam.

   A sua frustração conduz à falta de adaptação social,
    ao isolamento e á solidão. É importante dar e receber
    afeto.
   Estão relacionadas com a maneira pela qual o
    indivíduo se vê e se avalia.

   Envolvem a auto-apreciação, a autoconfiança, a
    necessidade de aprovação social e de respeito, de
    status, de prestígio e de consideração.

   A sua satisfação conduz a sentimentos de força,
    capacidade, valor e utilidade.

   Já a sua frustração pode criar sentimentos de
    inferioridade, fraqueza, dependência e desânimo.
   São as necessidades humanas mais elevadas e estão
    no topo da hierarquia.

   Estão relacionadas com a realização do próprio
    potencial e autodesenvolvimento contínuo.

   Expressam-se por meio do impulso que a pessoa tem
    para tornar-se sempre mais do que é.

   O indivíduo vem a ser tudo o que pode ser.
   As necessidades humanas assumem formas e
    expressões que variam conforme o indivíduo.

   Nem todos conseguem chegar ao topo da pirâmide
    de necessidades.

   A frustração de certas necessidades passa a ser
    considerada ameaça psicológica.

   Quando alguma necessidade de nível mais baixo
    deixa de ser satisfeita, ela volta a predominar o
    comportamento, enquanto gerar tensão no organismo.
    Muito utilizada na administração (gestão) de pessoas.

    A abordagem comportamental na administração
     propõe a adoção de uma posição humanística, e não
     normativa.

    No Marketing:

1. Há uma segmentação psicológica baseada nos
   desejos e necessidades das pessoas.
2. Ajuda a entender o comportamento, os planos e
   metas dos consumidores.
3. Reconhece as necessidades e, portanto, o tipo de
   produto para cada consumidor.
“Um músico deve compor,
           um artista deve pintar,
          um poeta deve escrever,
caso pretendam deixar seu coração em paz.
  O que um homem pode ser, ele deve ser.
A essa necessidade podemos dar o nome de
              auto-realização.”
“... à medida que os aspectos básicos que
formam a qualidade de vida são preenchidos,
 podem deslocar seu desejo para aspirações
           cada vez mais elevadas.”

                 Abraham Harold Maslow (1908-1970)
   Livro: Introdução à Teoria Geral da Administração (Idalberto
    Chiavenato);

   Livro: Administração de Recursos Humanos (Jean Pierre Marras);

   http://www.merkatus.com.br/10_boletim/112.htm;

   http://www.marketbiz.com.br/universidades/conhecendo/maslow.
    htm;

   http://www.portaldomarketing.com.br/Artigos/maslow.htm.
Grupo:

Gabriel Cardoso, Nº 8
Getúlio Guardiano, Nº 10
Heidi Gonçalves, Nº 39

                  1ºET-Z
Agradecemos pela atenção de
          todos!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Teorias Motivacionais - Maslow e Alderfer
Teorias Motivacionais - Maslow e AlderferTeorias Motivacionais - Maslow e Alderfer
Teorias Motivacionais - Maslow e Alderfer
Odolir Reginatto dos Santos
 
Motivação necessidades básicas de maslow
Motivação necessidades básicas de maslowMotivação necessidades básicas de maslow
Motivação necessidades básicas de maslow
Josester Teixeira de Souza
 
Teorias da motivação
Teorias da motivaçãoTeorias da motivação
Teorias da motivação
Anderson Luiz Oliveira
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
Jorge Fantinel
 
Biografia de abraham maslow
Biografia de abraham maslowBiografia de abraham maslow
Biografia de abraham maslow
Ronaldo Pacheco .'.
 
Maslow - A Hierarquia das Necessidades
Maslow - A Hierarquia das NecessidadesMaslow - A Hierarquia das Necessidades
Maslow - A Hierarquia das Necessidades
Leticia Sousa
 
Necessidades do homem
Necessidades do homemNecessidades do homem
Necessidades do homem
Débora Morais
 
Teoria de erc
Teoria  de ercTeoria  de erc
Teoria de erc
Silas Tunzine
 
Motivação teorias de conteúdo
Motivação teorias de conteúdoMotivação teorias de conteúdo
Motivação teorias de conteúdo
Fábio Costa
 
Processos motivacionais
Processos motivacionaisProcessos motivacionais
Processos motivacionais
Ricardo Mendonça
 
Motivação..
Motivação..Motivação..
Motivação..
bia_chersoni
 
Teorias da motivação
Teorias da motivaçãoTeorias da motivação
Teorias da motivação
Jorge Fantinel
 
Trabalho de psicologia motivação
Trabalho de psicologia motivaçãoTrabalho de psicologia motivação
Trabalho de psicologia motivação
enfanhanguera
 
Maslow e teoria da auto realização
Maslow e teoria da auto realizaçãoMaslow e teoria da auto realização
Maslow e teoria da auto realização
Marcelo Anjos
 
2009 05-06 aula maslow
2009 05-06 aula maslow2009 05-06 aula maslow
2009 05-06 aula maslow
Luciano Orosco
 
Teoria de maslow
Teoria de maslowTeoria de maslow
Teoria de maslow
Tatiana Castelao
 
01 maslow herzberg vroom
01 maslow  herzberg vroom01 maslow  herzberg vroom
01 maslow herzberg vroom
Oswaldo Oliveira Filho
 
Aula 5 necessidades humanas básicas
Aula 5 necessidades humanas básicasAula 5 necessidades humanas básicas
Aula 5 necessidades humanas básicas
Jesiele Spindler
 

Mais procurados (18)

Teorias Motivacionais - Maslow e Alderfer
Teorias Motivacionais - Maslow e AlderferTeorias Motivacionais - Maslow e Alderfer
Teorias Motivacionais - Maslow e Alderfer
 
Motivação necessidades básicas de maslow
Motivação necessidades básicas de maslowMotivação necessidades básicas de maslow
Motivação necessidades básicas de maslow
 
Teorias da motivação
Teorias da motivaçãoTeorias da motivação
Teorias da motivação
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Biografia de abraham maslow
Biografia de abraham maslowBiografia de abraham maslow
Biografia de abraham maslow
 
Maslow - A Hierarquia das Necessidades
Maslow - A Hierarquia das NecessidadesMaslow - A Hierarquia das Necessidades
Maslow - A Hierarquia das Necessidades
 
Necessidades do homem
Necessidades do homemNecessidades do homem
Necessidades do homem
 
Teoria de erc
Teoria  de ercTeoria  de erc
Teoria de erc
 
Motivação teorias de conteúdo
Motivação teorias de conteúdoMotivação teorias de conteúdo
Motivação teorias de conteúdo
 
Processos motivacionais
Processos motivacionaisProcessos motivacionais
Processos motivacionais
 
Motivação..
Motivação..Motivação..
Motivação..
 
Teorias da motivação
Teorias da motivaçãoTeorias da motivação
Teorias da motivação
 
Trabalho de psicologia motivação
Trabalho de psicologia motivaçãoTrabalho de psicologia motivação
Trabalho de psicologia motivação
 
Maslow e teoria da auto realização
Maslow e teoria da auto realizaçãoMaslow e teoria da auto realização
Maslow e teoria da auto realização
 
2009 05-06 aula maslow
2009 05-06 aula maslow2009 05-06 aula maslow
2009 05-06 aula maslow
 
Teoria de maslow
Teoria de maslowTeoria de maslow
Teoria de maslow
 
01 maslow herzberg vroom
01 maslow  herzberg vroom01 maslow  herzberg vroom
01 maslow herzberg vroom
 
Aula 5 necessidades humanas básicas
Aula 5 necessidades humanas básicasAula 5 necessidades humanas básicas
Aula 5 necessidades humanas básicas
 

Destaque

Pássaros papua nova guiné
Pássaros papua nova guinéPássaros papua nova guiné
Pássaros papua nova guiné
Luzia Gabriele
 
El lugar de la tierra en el universo
El lugar de la tierra en el universoEl lugar de la tierra en el universo
El lugar de la tierra en el universo
Hebe Guarino
 
Projeto EA FURG
Projeto EA FURGProjeto EA FURG
Projeto EA FURG
Daniela Menezes
 
Proyecto resolución congreso concordia aprobado
Proyecto resolución congreso concordia aprobadoProyecto resolución congreso concordia aprobado
Proyecto resolución congreso concordia aprobado
José Antonio Artusi
 
Estrela verde
Estrela verdeEstrela verde
Estrela verde
Luzia Gabriele
 
Alimentação em cada país1
Alimentação em cada país1Alimentação em cada país1
Alimentação em cada país1
Luzia Gabriele
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
Luzia Gabriele
 
Penitenciária de dubai
Penitenciária de dubaiPenitenciária de dubai
Penitenciária de dubai
Luzia Gabriele
 
A procura
A procuraA procura
A procura
Luzia Gabriele
 
José maría velasco
José maría velascoJosé maría velasco
José maría velasco
Jesus Emanuel Cortez Moreno
 
Arco iris
Arco irisArco iris
Arco iris
Luzia Gabriele
 
A busca
A buscaA busca
Aprendizaje colavorativo. r olando samudio
Aprendizaje colavorativo. r olando samudioAprendizaje colavorativo. r olando samudio
Aprendizaje colavorativo. r olando samudio
Rolando Samudio
 
Desejo mereço agradeço
Desejo mereço agradeçoDesejo mereço agradeço
Desejo mereço agradeço
Luzia Gabriele
 
Cuadro de enfermedades
Cuadro de enfermedadesCuadro de enfermedades
Cuadro de enfermedades
Luis Felipe Jimenez Sanchez
 
Ciudades perdidas
Ciudades perdidasCiudades perdidas
Ciudades perdidas
Linda De la Barrera
 
Fortaleciendo nuestro idioma_de_la_mano_con_las tics
Fortaleciendo nuestro idioma_de_la_mano_con_las ticsFortaleciendo nuestro idioma_de_la_mano_con_las tics
Fortaleciendo nuestro idioma_de_la_mano_con_las tics
Tania Escudero
 
Mambo italiano
Mambo italianoMambo italiano
Mambo italiano
Luzia Gabriele
 
El_acoso_escolar_en_Puerto_rico_-_Copy-20120306-055801
El_acoso_escolar_en_Puerto_rico_-_Copy-20120306-055801El_acoso_escolar_en_Puerto_rico_-_Copy-20120306-055801
El_acoso_escolar_en_Puerto_rico_-_Copy-20120306-055801
noly2907
 
Ajude sempre
Ajude sempreAjude sempre
Ajude sempre
Luzia Gabriele
 

Destaque (20)

Pássaros papua nova guiné
Pássaros papua nova guinéPássaros papua nova guiné
Pássaros papua nova guiné
 
El lugar de la tierra en el universo
El lugar de la tierra en el universoEl lugar de la tierra en el universo
El lugar de la tierra en el universo
 
Projeto EA FURG
Projeto EA FURGProjeto EA FURG
Projeto EA FURG
 
Proyecto resolución congreso concordia aprobado
Proyecto resolución congreso concordia aprobadoProyecto resolución congreso concordia aprobado
Proyecto resolución congreso concordia aprobado
 
Estrela verde
Estrela verdeEstrela verde
Estrela verde
 
Alimentação em cada país1
Alimentação em cada país1Alimentação em cada país1
Alimentação em cada país1
 
Capoeira
CapoeiraCapoeira
Capoeira
 
Penitenciária de dubai
Penitenciária de dubaiPenitenciária de dubai
Penitenciária de dubai
 
A procura
A procuraA procura
A procura
 
José maría velasco
José maría velascoJosé maría velasco
José maría velasco
 
Arco iris
Arco irisArco iris
Arco iris
 
A busca
A buscaA busca
A busca
 
Aprendizaje colavorativo. r olando samudio
Aprendizaje colavorativo. r olando samudioAprendizaje colavorativo. r olando samudio
Aprendizaje colavorativo. r olando samudio
 
Desejo mereço agradeço
Desejo mereço agradeçoDesejo mereço agradeço
Desejo mereço agradeço
 
Cuadro de enfermedades
Cuadro de enfermedadesCuadro de enfermedades
Cuadro de enfermedades
 
Ciudades perdidas
Ciudades perdidasCiudades perdidas
Ciudades perdidas
 
Fortaleciendo nuestro idioma_de_la_mano_con_las tics
Fortaleciendo nuestro idioma_de_la_mano_con_las ticsFortaleciendo nuestro idioma_de_la_mano_con_las tics
Fortaleciendo nuestro idioma_de_la_mano_con_las tics
 
Mambo italiano
Mambo italianoMambo italiano
Mambo italiano
 
El_acoso_escolar_en_Puerto_rico_-_Copy-20120306-055801
El_acoso_escolar_en_Puerto_rico_-_Copy-20120306-055801El_acoso_escolar_en_Puerto_rico_-_Copy-20120306-055801
El_acoso_escolar_en_Puerto_rico_-_Copy-20120306-055801
 
Ajude sempre
Ajude sempreAjude sempre
Ajude sempre
 

Semelhante a 1°et z, 8, 10, 39

Teoria de Maslow.pptx
Teoria de Maslow.pptxTeoria de Maslow.pptx
Teoria de Maslow.pptx
Valquiria Jaques
 
Necessidades Humanas Básicas (1).pdf
Necessidades Humanas Básicas (1).pdfNecessidades Humanas Básicas (1).pdf
Necessidades Humanas Básicas (1).pdf
MuryelleBatista1
 
Pirâmide das necessidades de Maslow.pdf
Pirâmide das necessidades de Maslow.pdfPirâmide das necessidades de Maslow.pdf
Pirâmide das necessidades de Maslow.pdf
JacksonMedeiros8
 
Sandra Godoi - BM04 - 6 semana
Sandra Godoi - BM04 -  6 semanaSandra Godoi - BM04 -  6 semana
Sandra Godoi - BM04 - 6 semana
Complexo Educacional FMU
 
Análise da Sindrome de Burnout e a inversão da Pirâmide de Maslow no ambiente...
Análise da Sindrome de Burnout e a inversão da Pirâmide de Maslow no ambiente...Análise da Sindrome de Burnout e a inversão da Pirâmide de Maslow no ambiente...
Análise da Sindrome de Burnout e a inversão da Pirâmide de Maslow no ambiente...
Pricilla Abrantes
 
Trabalho de psicologia
Trabalho de psicologiaTrabalho de psicologia
Trabalho de psicologia
emersonmartinspires
 
Atividade 10
Atividade 10Atividade 10
Atividade 10
Tatiane Guedes Santos
 
Psicologia humanista
Psicologia humanistaPsicologia humanista
Psicologia humanista
Carolina Pacheco
 
a-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdf
a-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdfa-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdf
a-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdf
Telma Lima
 
Teorias da Motivação
Teorias da MotivaçãoTeorias da Motivação
Teorias da Motivação
Cursos Profissionalizantes
 
Motivacao lideranca empreendedorismo[1]
Motivacao lideranca empreendedorismo[1]Motivacao lideranca empreendedorismo[1]
Motivacao lideranca empreendedorismo[1]
Roberto Possarle
 
A Baixa Auto Estima No Cotidiano
A Baixa Auto Estima No CotidianoA Baixa Auto Estima No Cotidiano
A Baixa Auto Estima No Cotidiano
Thiago de Almeida
 
piramid-de-maslow.pdf
piramid-de-maslow.pdfpiramid-de-maslow.pdf
piramid-de-maslow.pdf
WESLEYFERNANDESDEAZE
 
Psicologia humanista fromm, rogers e maslow
Psicologia humanista fromm, rogers e maslowPsicologia humanista fromm, rogers e maslow
Psicologia humanista fromm, rogers e maslow
Alexandra Ramos Ramos
 
01 maslow herzberg vroom
01 maslow  herzberg vroom01 maslow  herzberg vroom
01 maslow herzberg vroom
Oswaldo Oliveira Filho
 
10-teoria-da-personalidade-segundo-carl-rogers.pptx
10-teoria-da-personalidade-segundo-carl-rogers.pptx10-teoria-da-personalidade-segundo-carl-rogers.pptx
10-teoria-da-personalidade-segundo-carl-rogers.pptx
sansandalila92
 
Os 27 subtipos de personalidade do sistema do eneagrama (1)
Os 27 subtipos de personalidade do sistema do eneagrama (1)Os 27 subtipos de personalidade do sistema do eneagrama (1)
Os 27 subtipos de personalidade do sistema do eneagrama (1)
Karolyna Borges
 
Teorias motivacionais pontifícia universidade católica de …
Teorias motivacionais pontifícia universidade católica de …Teorias motivacionais pontifícia universidade católica de …
Teorias motivacionais pontifícia universidade católica de …
alanahmar15
 
Alfred Adler
Alfred AdlerAlfred Adler
Alfred Adler
Luis C
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
Resenha: Hierarquização das Necessidades de MaslowResenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
admetz01
 

Semelhante a 1°et z, 8, 10, 39 (20)

Teoria de Maslow.pptx
Teoria de Maslow.pptxTeoria de Maslow.pptx
Teoria de Maslow.pptx
 
Necessidades Humanas Básicas (1).pdf
Necessidades Humanas Básicas (1).pdfNecessidades Humanas Básicas (1).pdf
Necessidades Humanas Básicas (1).pdf
 
Pirâmide das necessidades de Maslow.pdf
Pirâmide das necessidades de Maslow.pdfPirâmide das necessidades de Maslow.pdf
Pirâmide das necessidades de Maslow.pdf
 
Sandra Godoi - BM04 - 6 semana
Sandra Godoi - BM04 -  6 semanaSandra Godoi - BM04 -  6 semana
Sandra Godoi - BM04 - 6 semana
 
Análise da Sindrome de Burnout e a inversão da Pirâmide de Maslow no ambiente...
Análise da Sindrome de Burnout e a inversão da Pirâmide de Maslow no ambiente...Análise da Sindrome de Burnout e a inversão da Pirâmide de Maslow no ambiente...
Análise da Sindrome de Burnout e a inversão da Pirâmide de Maslow no ambiente...
 
Trabalho de psicologia
Trabalho de psicologiaTrabalho de psicologia
Trabalho de psicologia
 
Atividade 10
Atividade 10Atividade 10
Atividade 10
 
Psicologia humanista
Psicologia humanistaPsicologia humanista
Psicologia humanista
 
a-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdf
a-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdfa-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdf
a-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdf
 
Teorias da Motivação
Teorias da MotivaçãoTeorias da Motivação
Teorias da Motivação
 
Motivacao lideranca empreendedorismo[1]
Motivacao lideranca empreendedorismo[1]Motivacao lideranca empreendedorismo[1]
Motivacao lideranca empreendedorismo[1]
 
A Baixa Auto Estima No Cotidiano
A Baixa Auto Estima No CotidianoA Baixa Auto Estima No Cotidiano
A Baixa Auto Estima No Cotidiano
 
piramid-de-maslow.pdf
piramid-de-maslow.pdfpiramid-de-maslow.pdf
piramid-de-maslow.pdf
 
Psicologia humanista fromm, rogers e maslow
Psicologia humanista fromm, rogers e maslowPsicologia humanista fromm, rogers e maslow
Psicologia humanista fromm, rogers e maslow
 
01 maslow herzberg vroom
01 maslow  herzberg vroom01 maslow  herzberg vroom
01 maslow herzberg vroom
 
10-teoria-da-personalidade-segundo-carl-rogers.pptx
10-teoria-da-personalidade-segundo-carl-rogers.pptx10-teoria-da-personalidade-segundo-carl-rogers.pptx
10-teoria-da-personalidade-segundo-carl-rogers.pptx
 
Os 27 subtipos de personalidade do sistema do eneagrama (1)
Os 27 subtipos de personalidade do sistema do eneagrama (1)Os 27 subtipos de personalidade do sistema do eneagrama (1)
Os 27 subtipos de personalidade do sistema do eneagrama (1)
 
Teorias motivacionais pontifícia universidade católica de …
Teorias motivacionais pontifícia universidade católica de …Teorias motivacionais pontifícia universidade católica de …
Teorias motivacionais pontifícia universidade católica de …
 
Alfred Adler
Alfred AdlerAlfred Adler
Alfred Adler
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
Resenha: Hierarquização das Necessidades de MaslowResenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow
 

Mais de admetz01

Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e FlexívelResenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
admetz01
 
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
admetz01
 
Resenha: Teoria das Relações Humanas
Resenha: Teoria das Relações HumanasResenha: Teoria das Relações Humanas
Resenha: Teoria das Relações Humanas
admetz01
 
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da OrganizaçãoResenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
admetz01
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
admetz01
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
admetz01
 
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia OrganizacionalResenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
admetz01
 
Resenha: Teoria Contingencial: Ambiente
Resenha: Teoria Contingencial: AmbienteResenha: Teoria Contingencial: Ambiente
Resenha: Teoria Contingencial: Ambiente
admetz01
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois FatoresResenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
admetz01
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
admetz01
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e YResenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
admetz01
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das IdéiasResenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
admetz01
 
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e EspecializaçãoResenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
admetz01
 
Resenha - Teoria Clássica: Departamentalização
Resenha - Teoria Clássica: DepartamentalizaçãoResenha - Teoria Clássica: Departamentalização
Resenha - Teoria Clássica: Departamentalização
admetz01
 
Resenha - Teoria Clássica
Resenha - Teoria ClássicaResenha - Teoria Clássica
Resenha - Teoria Clássica
admetz01
 
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
admetz01
 
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e AutoridadeResenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
admetz01
 
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
admetz01
 
Resenha - Princípios da ADM Científica
Resenha - Princípios da ADM CientíficaResenha - Princípios da ADM Científica
Resenha - Princípios da ADM Científica
admetz01
 
Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana
Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana
Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana
admetz01
 

Mais de admetz01 (20)

Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e FlexívelResenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
Resenha - Fordismo/Toyotismo: Princípios da Produção em Massa e Flexível
 
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
Resenha - Teoria de Sistemas: Conceitos de Sistemas
 
Resenha: Teoria das Relações Humanas
Resenha: Teoria das Relações HumanasResenha: Teoria das Relações Humanas
Resenha: Teoria das Relações Humanas
 
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da OrganizaçãoResenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
Resenha - Teoria Neoclássica: Princípios Básicos da Organização
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [2]
 
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
Resenha: Hierarquização das Necessidades de Maslow [3]
 
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia OrganizacionalResenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
Resenha - Teoria Estruturalista: Estratégia Organizacional
 
Resenha: Teoria Contingencial: Ambiente
Resenha: Teoria Contingencial: AmbienteResenha: Teoria Contingencial: Ambiente
Resenha: Teoria Contingencial: Ambiente
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois FatoresResenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria dos Dois Fatores
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y [2]
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e YResenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
Resenha - Teoria Comportamental: Teorias X e Y
 
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das IdéiasResenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
Resenha - Teoria Comportamental: Teoria das Idéias
 
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e EspecializaçãoResenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
Resenha - Teoria Clássica: Divisão de Trabalho e Especialização
 
Resenha - Teoria Clássica: Departamentalização
Resenha - Teoria Clássica: DepartamentalizaçãoResenha - Teoria Clássica: Departamentalização
Resenha - Teoria Clássica: Departamentalização
 
Resenha - Teoria Clássica
Resenha - Teoria ClássicaResenha - Teoria Clássica
Resenha - Teoria Clássica
 
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
Resenha - Princípios da ADM Científica [2]
 
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e AutoridadeResenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade
 
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
Resenha - Teoria Burocrática: Tipos de Sociedade e Autoridade [2]
 
Resenha - Princípios da ADM Científica
Resenha - Princípios da ADM CientíficaResenha - Princípios da ADM Científica
Resenha - Princípios da ADM Científica
 
Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana
Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana
Resenha - ADM Científica: Estudo da Fadiga Humana
 

1°et z, 8, 10, 39

  • 1.
  • 2. Abraham Harold Maslow nasceu no Brooklin, Nova Iorque, em primeiro de Abril de 1908;  Descendente de pais russos, tinha seis irmãos;  Iniciou sua vida acadêmica na faculdade de direito em Nova Iorque, mas desistiu um ano e meio depois;  Após se casar com sua prima, mudou-se para Wisconsin, onde começou a se interessar pela psicologia, a qual fez questão de estudar na Universidade;  Voltou à Nova Iorque em 1935 e começou a lecionar na faculdade do Brooklin;
  • 3. Passou a se interessar pela motivação humana e produziu diversos artigos que culminaram na Teoria da Hierarquização das necessidades humanas;  Após se dedicar à administração da faculdade, criou a obra “Motivation and Personality”, aclamada até hoje;  Na década de 60, Maslow se envolveu com a área de Gestão de Negócios e passou a relacionar seus estudos de gestão com suas teorias motivacionais;  Morreu em 1970, aos 62 anos, vítima de ataque cardíaco.
  • 4.  Maslow apresentou uma teoria da motivação segundo a qual as necessidades humanas estão organizadas e dispostas em níveis, em uma hierarquia de importância e de influenciação.  Essa hierarquia de necessidades pode ser visualizada como uma pirâmide:
  • 5.  Na base da pirâmide estão as necessidades mais simples (Fisiológicas) e no topo, as mais complexas (Auto-Realização).  Para chegar ao topo da pirâmide, é necessário suprir todas as necessidades anteriores.  Há a ideia de um ciclo motivacional, ou seja, a motivação é um estado cíclico e constante na vida pessoal.  Quando o ciclo motivacional não se realiza, sobrevém a frustração do indivíduo.
  • 6. A seguir, explicaremos cada uma das etapas da pirâmide propostas por Maslow:  Neste nível estão as necessidades de alimentação (fome e sede), de sono e repouso (cansaço), de abrigo (frio ou calor), desejo sexual, etc.  Estão relacionadas com a sobrevivência do indivíduo e com a preservação da espécie.  Caso alguma dessas necessidades não for alcançada, o comportamento do indivíduo é dominado para satisfazê-la e, assim, aliviar a pressão.
  • 7.
  • 8. Baseiam-se na busca de segurança, estabilidade, proteção contra ameaça ou privação e fuga do perigo.  Surgem apenas quando as necessidades fisiológicas já foram alcançadas.  Têm grande importância no comportamento humano, já que decisões incoerentes ou ações arbitrárias dentro da empresa, podem provocar insegurança no empregado em relação a sua permanência no emprego. OBS: Essas duas necessidades são consideradas primárias.
  • 9.
  • 10. Estão incluídas as necessidades de associação, de participação , de aceitação por parte dos companheiros, de troca de amizade, de afeto e de amor.  Surgem no comportamento quando as necessidades primárias estão relativamente satisfeitas.  Quando não são supridas, o indivíduo torna-se resistente, antagônico e hostil em relação às pessoas que o cercam.  A sua frustração conduz à falta de adaptação social, ao isolamento e á solidão. É importante dar e receber afeto.
  • 11.
  • 12. Estão relacionadas com a maneira pela qual o indivíduo se vê e se avalia.  Envolvem a auto-apreciação, a autoconfiança, a necessidade de aprovação social e de respeito, de status, de prestígio e de consideração.  A sua satisfação conduz a sentimentos de força, capacidade, valor e utilidade.  Já a sua frustração pode criar sentimentos de inferioridade, fraqueza, dependência e desânimo.
  • 13.
  • 14. São as necessidades humanas mais elevadas e estão no topo da hierarquia.  Estão relacionadas com a realização do próprio potencial e autodesenvolvimento contínuo.  Expressam-se por meio do impulso que a pessoa tem para tornar-se sempre mais do que é.  O indivíduo vem a ser tudo o que pode ser.
  • 15.
  • 16. As necessidades humanas assumem formas e expressões que variam conforme o indivíduo.  Nem todos conseguem chegar ao topo da pirâmide de necessidades.  A frustração de certas necessidades passa a ser considerada ameaça psicológica.  Quando alguma necessidade de nível mais baixo deixa de ser satisfeita, ela volta a predominar o comportamento, enquanto gerar tensão no organismo.
  • 17. Muito utilizada na administração (gestão) de pessoas.  A abordagem comportamental na administração propõe a adoção de uma posição humanística, e não normativa.  No Marketing: 1. Há uma segmentação psicológica baseada nos desejos e necessidades das pessoas. 2. Ajuda a entender o comportamento, os planos e metas dos consumidores. 3. Reconhece as necessidades e, portanto, o tipo de produto para cada consumidor.
  • 18. “Um músico deve compor, um artista deve pintar, um poeta deve escrever, caso pretendam deixar seu coração em paz. O que um homem pode ser, ele deve ser. A essa necessidade podemos dar o nome de auto-realização.”
  • 19. “... à medida que os aspectos básicos que formam a qualidade de vida são preenchidos, podem deslocar seu desejo para aspirações cada vez mais elevadas.” Abraham Harold Maslow (1908-1970)
  • 20. Livro: Introdução à Teoria Geral da Administração (Idalberto Chiavenato);  Livro: Administração de Recursos Humanos (Jean Pierre Marras);  http://www.merkatus.com.br/10_boletim/112.htm;  http://www.marketbiz.com.br/universidades/conhecendo/maslow. htm;  http://www.portaldomarketing.com.br/Artigos/maslow.htm.
  • 21. Grupo: Gabriel Cardoso, Nº 8 Getúlio Guardiano, Nº 10 Heidi Gonçalves, Nº 39 1ºET-Z