SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
O MODERNISMO As vanguardas da pintura europeia
A Revolução Plástica  das  vanguardas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
O Fauvismo ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Nasce em Paris,  em 1905, com jovens pintores  que, ao exporem as suas obras, escandalizam a opinião pública.
Matisse   «les fauves» Uso arbitrário da cor Rejeição da pintura  tradicional e  académica Influência das artes  primitiva e infantil Contornos a negro
O Cubismo  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],«Foi o seu próprio rosto que  ele escolheu para nele fazer o maior dos ultrajes que iria tornar-se início de uma nova era na pintura.» Aqui nasceu o Cubismo…
Pablo Picasso ,[object Object],[object Object],[object Object]
GUERNICA
O Cubismo abstraccionista ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
O Expressionismo ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
A Pintura das emoções O Grito , Munch Conteúdos O drama interior do homem Um mundo dramático e apaixonado A miséria, angústia e vícios da sociedade moderna Um precursor  Formas Deformação das figuras Cores intensas e arbitrárias Pesados contornos Assombro Repulsa Medo «As cores são  paixão e amor, alma, sangue e morte.»
O Abstraccionismo ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],                                
Kandinsky  e  Mondrian  A pintura da realidade construída pelo espírito. O objecto desaparece, substituído por linhas e cores conjugadas por uma unidade que vale por si própria. Arte cromática Relação  entre música e pintura A Geometria Azul -  flauta Verde – violino Branco - silêncio
  O Futurismo ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Cão  pela trela Marinetti
A VELOCIDADE …. Movimento Multidões Motores Aviões Locomotivas Fábricas  Pontes A pintura da era das Máquinas e do futuro Cores agressivas e repetitivas Linhas circulares, elípticas, espirais e arabescos  O tumulto da  era  moderna
O Dadaísmo ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
O Surrealismo ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Figurativos e abstractos ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Salvador Dalí ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],ENIGMA SEM FIM
René Magritte  ,[object Object],[object Object],[object Object]
O rosto humano  QUAL DELAS É? A – A pintura que exalta a cor, que se inspira na arte primitiva e infantil. B – A pintura do intelecto, que revolucionou a forma de olhar. C – A pintura da realidade criada pelo espírito. D – A pintura da era moderna, da velocidade, do futuro. E –  A pintura da provocação. F –  A pintura do inconsciente, das relações enigmáticas entre os objectos.
[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismoPintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismo
Ana Barreiros
 
Modernismo e Fernando Pessoa
Modernismo e Fernando PessoaModernismo e Fernando Pessoa
Modernismo e Fernando Pessoa
Carla Luís
 
Memorial do Convento - linguagem e estilo
Memorial do Convento - linguagem e estiloMemorial do Convento - linguagem e estilo
Memorial do Convento - linguagem e estilo
FilipaFonseca
 
Exercícios sobre coerência e coesão
Exercícios sobre coerência e coesãoExercícios sobre coerência e coesão
Exercícios sobre coerência e coesão
ma.no.el.ne.ves
 
Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas
Lurdes Augusto
 

Mais procurados (20)

Pintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismoPintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismo
 
Modernismo e Fernando Pessoa
Modernismo e Fernando PessoaModernismo e Fernando Pessoa
Modernismo e Fernando Pessoa
 
Memorial do Convento - linguagem e estilo
Memorial do Convento - linguagem e estiloMemorial do Convento - linguagem e estilo
Memorial do Convento - linguagem e estilo
 
O Mito do Quinto Império
O Mito do Quinto ImpérioO Mito do Quinto Império
O Mito do Quinto Império
 
Valor modal das frases
Valor modal das frasesValor modal das frases
Valor modal das frases
 
Exercícios sobre coerência e coesão
Exercícios sobre coerência e coesãoExercícios sobre coerência e coesão
Exercícios sobre coerência e coesão
 
Predicativo do complemento direto
Predicativo do complemento diretoPredicativo do complemento direto
Predicativo do complemento direto
 
Alvaro de campos
Alvaro de camposAlvaro de campos
Alvaro de campos
 
"Mar Português" - Mensagem
"Mar Português" - Mensagem"Mar Português" - Mensagem
"Mar Português" - Mensagem
 
Análise do poema: "O que há em mim é sobretudo cansaço" - Álvaro de Campos
Análise do poema: "O que há em mim é sobretudo cansaço" - Álvaro de CamposAnálise do poema: "O que há em mim é sobretudo cansaço" - Álvaro de Campos
Análise do poema: "O que há em mim é sobretudo cansaço" - Álvaro de Campos
 
Cesário verde
Cesário verdeCesário verde
Cesário verde
 
Literatura trovadoresca
Literatura trovadoresca Literatura trovadoresca
Literatura trovadoresca
 
Fernando Pessoa-Ortónimo
Fernando Pessoa-OrtónimoFernando Pessoa-Ortónimo
Fernando Pessoa-Ortónimo
 
O Renascimento - 8ºano
O Renascimento - 8ºanoO Renascimento - 8ºano
O Renascimento - 8ºano
 
Sebastianismo - Frei Luís de Sousa
Sebastianismo - Frei Luís de SousaSebastianismo - Frei Luís de Sousa
Sebastianismo - Frei Luís de Sousa
 
ldia11_gramatica_funcoes_sintaticas_2.docx
ldia11_gramatica_funcoes_sintaticas_2.docxldia11_gramatica_funcoes_sintaticas_2.docx
ldia11_gramatica_funcoes_sintaticas_2.docx
 
Ficha de orações subordinadas
Ficha de orações subordinadasFicha de orações subordinadas
Ficha de orações subordinadas
 
Características Poéticas de Álvaro de Campos
Características Poéticas de Álvaro de CamposCaracterísticas Poéticas de Álvaro de Campos
Características Poéticas de Álvaro de Campos
 
O imaginário épico em _O sentimento dum Ocidental_.pptx
O imaginário épico em _O sentimento dum Ocidental_.pptxO imaginário épico em _O sentimento dum Ocidental_.pptx
O imaginário épico em _O sentimento dum Ocidental_.pptx
 
Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas
 

Semelhante a 12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres

Arte no Séc. XX
 Arte no Séc. XX Arte no Séc. XX
Arte no Séc. XX
omniblog
 
O desenvolvimento da tecnologia
O desenvolvimento da tecnologiaO desenvolvimento da tecnologia
O desenvolvimento da tecnologia
Sofia Oliveira
 
A arte da 1ª metade do séc beatriz
A arte da 1ª metade do séc   beatrizA arte da 1ª metade do séc   beatriz
A arte da 1ª metade do séc beatriz
Bioquinha
 
Vanguardas artísticas cubismo abst. futur., dadaismo e surre.
Vanguardas artísticas   cubismo   abst. futur., dadaismo e surre.Vanguardas artísticas   cubismo   abst. futur., dadaismo e surre.
Vanguardas artísticas cubismo abst. futur., dadaismo e surre.
Elsa Minck
 
As vanguardas do modernismo
As vanguardas do modernismoAs vanguardas do modernismo
As vanguardas do modernismo
Dedinha Ramos
 

Semelhante a 12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres (20)

Apresentação de História da Arte - G5 - Fovismo, Cubismo e Abstracionismo
Apresentação de História da Arte - G5 - Fovismo, Cubismo e AbstracionismoApresentação de História da Arte - G5 - Fovismo, Cubismo e Abstracionismo
Apresentação de História da Arte - G5 - Fovismo, Cubismo e Abstracionismo
 
Revisão para o Enem 2018 / Do moderno ao contemporâneo
Revisão para o Enem 2018 / Do moderno ao contemporâneoRevisão para o Enem 2018 / Do moderno ao contemporâneo
Revisão para o Enem 2018 / Do moderno ao contemporâneo
 
Aula História da Arte / Cursinho Novo Colégio 2018
Aula História da Arte / Cursinho Novo Colégio 2018Aula História da Arte / Cursinho Novo Colégio 2018
Aula História da Arte / Cursinho Novo Colégio 2018
 
Ruptura e inovação nas artes e na literatura
Ruptura e inovação nas artes e na literaturaRuptura e inovação nas artes e na literatura
Ruptura e inovação nas artes e na literatura
 
Mapa Mental de Arte - Vanguardas Europeias.docx
Mapa Mental de Arte - Vanguardas Europeias.docxMapa Mental de Arte - Vanguardas Europeias.docx
Mapa Mental de Arte - Vanguardas Europeias.docx
 
Arte no Séc. XX
 Arte no Séc. XX Arte no Séc. XX
Arte no Séc. XX
 
O desenvolvimento da tecnologia
O desenvolvimento da tecnologiaO desenvolvimento da tecnologia
O desenvolvimento da tecnologia
 
Arte
ArteArte
Arte
 
Aula 9
Aula 9Aula 9
Aula 9
 
Abstracionismo 05-03
Abstracionismo 05-03Abstracionismo 05-03
Abstracionismo 05-03
 
Mutações nos comportamentos e na cultura. As vanguardas, rutura na arte (part...
Mutações nos comportamentos e na cultura. As vanguardas, rutura na arte (part...Mutações nos comportamentos e na cultura. As vanguardas, rutura na arte (part...
Mutações nos comportamentos e na cultura. As vanguardas, rutura na arte (part...
 
A arte da 1ª metade do séc beatriz
A arte da 1ª metade do séc   beatrizA arte da 1ª metade do séc   beatriz
A arte da 1ª metade do séc beatriz
 
Cubismo, Abstraccionismo, Futurismo e Surrealismo
Cubismo, Abstraccionismo, Futurismo e SurrealismoCubismo, Abstraccionismo, Futurismo e Surrealismo
Cubismo, Abstraccionismo, Futurismo e Surrealismo
 
Arte abstrata 2019
Arte abstrata 2019Arte abstrata 2019
Arte abstrata 2019
 
Vanguardas artísticas cubismo abst. futur., dadaismo e surre.
Vanguardas artísticas   cubismo   abst. futur., dadaismo e surre.Vanguardas artísticas   cubismo   abst. futur., dadaismo e surre.
Vanguardas artísticas cubismo abst. futur., dadaismo e surre.
 
As vanguardas do modernismo
As vanguardas do modernismoAs vanguardas do modernismo
As vanguardas do modernismo
 
Movimentos artísticos
Movimentos artísticosMovimentos artísticos
Movimentos artísticos
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
 
23 arte abstrata 2020
23 arte abstrata 202023 arte abstrata 2020
23 arte abstrata 2020
 
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
História da Cultura e das Artes - 12.º ano - Módulo 9
 

Mais de Professores História

12º EvoluçãO Do Mundo No SéCulo Xx
12º   EvoluçãO Do Mundo No SéCulo Xx12º   EvoluçãO Do Mundo No SéCulo Xx
12º EvoluçãO Do Mundo No SéCulo Xx
Professores História
 
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres
12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres
Professores História
 
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
Professores História
 
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
Professores História
 

Mais de Professores História (20)

Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
 
Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
Luta política em Oeiras entre 1908 e 1926
 
12º EvoluçãO Do Mundo No SéCulo Xx
12º   EvoluçãO Do Mundo No SéCulo Xx12º   EvoluçãO Do Mundo No SéCulo Xx
12º EvoluçãO Do Mundo No SéCulo Xx
 
As experiências das vanguardas
As experiências das vanguardasAs experiências das vanguardas
As experiências das vanguardas
 
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres
12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres12º   O Modernismo Na Pintura  Ana Paula Torres
12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres
 
12º A Cultura De Massas Ii
12º   A Cultura De Massas   Ii12º   A Cultura De Massas   Ii
12º A Cultura De Massas Ii
 
12º A Cultura De Massas Ii
12º   A Cultura De Massas   Ii12º   A Cultura De Massas   Ii
12º A Cultura De Massas Ii
 
20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal
 
20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal
 
20 Datas Da História De Portugal
20  Datas Da  História De  Portugal20  Datas Da  História De  Portugal
20 Datas Da História De Portugal
 
20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal
 
20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal20 Datas Da HistóRia De Portugal
20 Datas Da HistóRia De Portugal
 
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
 
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –I  O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
I O Iluminismo FrancêS, Voltaire – Montesquieu –
 
Guerra Civil Portuguesa
Guerra Civil PortuguesaGuerra Civil Portuguesa
Guerra Civil Portuguesa
 
A Crise Religiosa
A Crise ReligiosaA Crise Religiosa
A Crise Religiosa
 
A Crise Religiosa
A Crise ReligiosaA Crise Religiosa
A Crise Religiosa
 
A Crise Religiosa
A Crise ReligiosaA Crise Religiosa
A Crise Religiosa
 
A Pintura Do Renascimento
A Pintura Do RenascimentoA Pintura Do Renascimento
A Pintura Do Renascimento
 
A Reconquista
A ReconquistaA Reconquista
A Reconquista
 

12º O Modernismo Na Pintura Ana Paula Torres

  • 1. O MODERNISMO As vanguardas da pintura europeia
  • 2.
  • 3.
  • 4. Matisse «les fauves» Uso arbitrário da cor Rejeição da pintura tradicional e académica Influência das artes primitiva e infantil Contornos a negro
  • 5.
  • 6.
  • 8.
  • 9.
  • 10. A Pintura das emoções O Grito , Munch Conteúdos O drama interior do homem Um mundo dramático e apaixonado A miséria, angústia e vícios da sociedade moderna Um precursor Formas Deformação das figuras Cores intensas e arbitrárias Pesados contornos Assombro Repulsa Medo «As cores são paixão e amor, alma, sangue e morte.»
  • 11.
  • 12. Kandinsky e Mondrian A pintura da realidade construída pelo espírito. O objecto desaparece, substituído por linhas e cores conjugadas por uma unidade que vale por si própria. Arte cromática Relação entre música e pintura A Geometria Azul - flauta Verde – violino Branco - silêncio
  • 13.
  • 14. A VELOCIDADE …. Movimento Multidões Motores Aviões Locomotivas Fábricas Pontes A pintura da era das Máquinas e do futuro Cores agressivas e repetitivas Linhas circulares, elípticas, espirais e arabescos O tumulto da era moderna
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20. O rosto humano QUAL DELAS É? A – A pintura que exalta a cor, que se inspira na arte primitiva e infantil. B – A pintura do intelecto, que revolucionou a forma de olhar. C – A pintura da realidade criada pelo espírito. D – A pintura da era moderna, da velocidade, do futuro. E – A pintura da provocação. F – A pintura do inconsciente, das relações enigmáticas entre os objectos.
  • 21.