SlideShare uma empresa Scribd logo
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS
EDUCAÇÃO FÍSICA
Professor Marcelo Borges Amorim
Ensino Médio
1ª SÉRIE
2022
HABILIDADE ESPECÍFICA
HABILIDADE DO COMPONENTE CURRICULAR
OBJETIVO DE APRENDIZAGEM
2022
Compreender os processos de produção e negociação de sentidos nas práticas corporais, reconhecendo-as e
vivenciando-as como formas de expressão de valores e identidades, em uma perspectiva democrática e de
respeito à diversidade.
(GO-EMLGG501J) Comparar as características (códigos, rituais, elementos, indumentárias, materiais,
instalações e instituições) das lutas, aplicando de forma autônoma em seu projeto de vida.
TEMA INTEGRADOR
(EM13LGG301) Participação de processos de experimentação e criação nas práticas de linguagem para a
produção de sentidos em diferentes contextos.
Utilizar diferentes linguagens (artísticas, corporais e verbais) para exercer, com autonomia e colaboração,
protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva, de forma crítica, criativa, ética e solidária, defendendo
pontos de vista que respeitem o outro e promovam os Direitos Humanos, a consciência socioambiental e o
consumo responsável, em âmbito local, regional e global.
CULTURA DO MOVIMENTO HUMANO
2022
ARTES MARCIAIS E LUTAS: Origem, conceitos, HUKA-HUKA e CAPOEIRA
Disponível
em:
br.pinterest.com
Acesso
em:
23
jun.
2022
..
2022
ORIGEM DAS ARTES MARCIAIS E LUTAS
Disponível em: http://gg.gg/12gwzn. Acesso em: 04 out. 2022
Disponível
em:
http://www.pinterest.com.br.
04
out.
2022
..
As lutas são práticas corporais muito antigas e
visavam a defesa e o ataque. Já as artes marciais são
práticas de lutas mais elaboradas e permeadas de
filosofia e preceitos éticos e morais.
As “artes marciais”, também chamadas de Wushu,
têm seu nome derivado de Marte, deus romano da
guerra. Já o conceito de luta envolve simplesmente o
combate em oposição direta.
As lutas e as Artes Marciais são formas de combate
e, ao mesmo tempo, são desenvolvidas como
esporte, com certas diferenças e peculiaridades em
cada prática.
2022
ARTES MARCIAIS E LUTAS NAS AULAS
DE EDUCAÇÃO FÍSICA
A riqueza de gestos motores nos vários tipos de Lutas
e Artes Marciais, contribui imensamente para que os
estudantes ampliem seus conhecimentos e adquiram
mais cultura por meio das aulas do componente
curricular de Educação Física, assim como melhorar
cada vez mais seu repertório motor através da
diversidade de gestos.
Os jogos de luta e atividades recreativas organizadas
que utilizam elementos do conteúdo lutas, adaptados
em forma de brincadeiras, são uma ótima opção para
se trabalhar e ensinar os conteúdos de Lutas e Artes
Marciais nas aulas de Educação Física.
Disponível
em:
http://br.pinterest.com.
Acesso
em:
04
out
2022
.
2022
HUKA-HUKA
Entre os povos indígenas do Alto Xingu, destaca-
se um tipo de luta que em diferentes etnias,
como Kuikuro, Mehinako, Kamaiurá e Wauja,
entre outras, pode ser reconhecido por meio da
expressão huka-huka, que representa uma
onomatopeia em referência ao rugido da onça.
Contudo, essa mesma matriz de luta recebe
uma denominação específica de acordo com o
idioma de cada etnia e, no caso do povo
Kalapalo, o huka-huka é denominado ikindene,
que remete ao significado de uma espécie de
“luta esportiva” ou “guerra contida”.
Disponível
em:
http://www.cob.org.com.
.
Acesso
em:
04
out
2022
.
2022
HUKA-HUKA
O ikindene é disputado sempre entre dois
lutadores, que se desafiam encarando-se e
girando simultaneamente no mesmo sentido até
que um dos oponentes se ajoelhe, e o outro
repita o gesto para, em seguida, se agarrarem
nas regiões do tronco, dos ombros, do pescoço
ou da cabeça. O objetivo do jogo é derrubar o
adversário de modo que ele toque as costas no
solo. No entanto, um simples toque de mão
atrás do joelho do oponente também pode
encerrar a luta.
Disponível
em:
http://www.cob.org.com.
Acesso
em:
04
out
2022
.
2022
HUKA-HUKA
Trata-se de uma luta relacionada com um
evento maior, o Kwarup – celebração da vida e
da morte que congrega as variadas etnias do
Alto Xingu. No Kwarup, apenas os homens lutam
o ikindene. É durante esse evento que os jovens
são apresentados publicamente após um longo
período de reclusão pubertária e se enfrentam
também em lutas de ikindene. As mulheres têm
a sua oportunidade de lutar em outra
celebração, o jamugikumalu.
Disponível
em:
http://br.pinterest.com.
Acesso
em:
04
out
2022
.
2022
CAPOEIRA
A roda de capoeira pode ser feita em
qualquer ambiente, seja em salão, praça, área
coberta ou descoberta, ou em quadras de
esporte, desde que não forneça riscos aos
capoeiristas.
O capoeirista participa da roda de capoeira
jogando com muita vivacidade e
descomprometimento dos movimentos, os
quais podem ser técnicos ou não.
RIBEIRO,1992, p. 26.
Disponível
em:
http://br.pinterest.com.
Acesso
em:
04
out
2022
.
2022
CAPOEIRA
Existem evidências sobre o nascimento da
Capoeira relacionado com a luta dos escravos
africanos pela libertação de trabalhos forçados
(africanos trazidos pelos Portugueses para o trabalho
escravo no Brasil). Ribeiro diz que: “Ouviu-se falar de
Capoeira durante as invasões holandesas, em 1624,
quando escravos e índios, aproveitando-se da
confusão gerada, fugiram para as matas. Os negros
criaram os quilombos, entre os quais o famoso
Palmares, cujo líder Zumbi era capoeirista, o mais
forte e ágil.
RIBEIRO,1992, p. 26.
Disponível
em:
http://br.pinterest.com.
Acesso
em:
04
out
2022
.
2022
CAPOEIRA
Por isso, a Capoeira é uma modalidade que
pode ser vivida dentro e fora da escola, como
uma atividade da cultura corporal, pois: “A
capoeira, como educação física, faz parte da
nossa história; contribui na formação de valores
das crianças, jovens e adultos [...]”
SANTOS, 1990, p. 29.
Disponível
em:
http://br.pinterest.com.
Acesso
em:
04
out
2022
.
2022
CAPOEIRA
Por isso, a Capoeira é uma modalidade que
pode ser vivida dentro e fora da escola, como
uma atividade da cultura corporal, pois: “A
capoeira, como educação física, faz parte da
nossa história; contribui na formação de valores
das crianças, jovens e adultos [...]”
SANTOS, 1990, p. 29.
Disponível
em:
http://br.pinterest.com.
Acesso
em:
04
out
2022
.
Por que é importante entendermos e praticarmos as Lutas e as
Artes Marciais e saber diferenciar de violência?
2022
Disponível
em:
http://pinterest.com.br
.
Acesso
em:
04
out
2022.
A violência desumaniza o homem, as Lutas e Artes
Marciais tem o objetivo de estimular a capacidade do
ser humano em controlar suas emoções e a dominar
a raiva, a ansiedade e o medo. Promovendo uma
atitude positiva e desenvolvendo a autoestima, o
autocontrole, o respeito e o cuidado com o próximo.
2022
2022

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 1ª série Educação Física Marcelo PPT TBC 25 10.pptx

A CAPOEIRA COMO INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA N...
A CAPOEIRA COMO INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA N...A CAPOEIRA COMO INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA N...
A CAPOEIRA COMO INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA N...
VernicaHolandaSantos
 
A LITERATURA INDÍGENA NA ESCOLA: UM CAMINHO PARA A REFLEXÃO SOBRE A PLURALID...
A LITERATURA INDÍGENA NA ESCOLA: UM CAMINHO PARA A  REFLEXÃO SOBRE A PLURALID...A LITERATURA INDÍGENA NA ESCOLA: UM CAMINHO PARA A  REFLEXÃO SOBRE A PLURALID...
A LITERATURA INDÍGENA NA ESCOLA: UM CAMINHO PARA A REFLEXÃO SOBRE A PLURALID...
Instituto Uka
 
PLANO DE CURSO 2º agora tô fazendo um negócio
PLANO DE CURSO 2º agora tô fazendo um negócioPLANO DE CURSO 2º agora tô fazendo um negócio
PLANO DE CURSO 2º agora tô fazendo um negócio
VanderleySantana4
 
A CAPOEIRA É INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA E...
A CAPOEIRA É INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA E...A CAPOEIRA É INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA E...
A CAPOEIRA É INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA E...
VernicaHolandaSantos
 
Mística
MísticaMística
Festa_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdf
Festa_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdfFesta_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdf
Festa_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdf
ssuser9b9df31
 
Paper africa
Paper africaPaper africa
Paper africa
barbaramartinez2016
 
Capoiera e sua importância
Capoiera e sua importânciaCapoiera e sua importância
Capoiera e sua importância
Matheus_Alexandre
 
Capoiera e sua importância
Capoiera e sua importânciaCapoiera e sua importância
Capoiera e sua importância
Matheus_Alexandre
 
Capoiera e sua importância
Capoiera e sua importânciaCapoiera e sua importância
Capoiera e sua importância
Matheus_Alexandre
 
Capoiera e sua importância
Capoiera e sua importânciaCapoiera e sua importância
Capoiera e sua importância
Matheus_Alexandre
 
Capoiera e sua importância
Capoiera e sua importânciaCapoiera e sua importância
Capoiera e sua importância
Matheus_Alexandre
 
Capoiera e sua importância
Capoiera e sua importânciaCapoiera e sua importância
Capoiera e sua importância
Matheus_Alexandre
 
Povoado cruz contribuições aos estudos dos quilombos
Povoado cruz   contribuições aos estudos dos quilombosPovoado cruz   contribuições aos estudos dos quilombos
Povoado cruz contribuições aos estudos dos quilombos
Alunos da UNEB
 
PLANO_ANUAL_EF_2023_2_Ano.pdf
PLANO_ANUAL_EF_2023_2_Ano.pdfPLANO_ANUAL_EF_2023_2_Ano.pdf
PLANO_ANUAL_EF_2023_2_Ano.pdf
Leonardo de Arruda Delgado
 
151432 valoresafrobrasileiros na educação
151432 valoresafrobrasileiros na educação151432 valoresafrobrasileiros na educação
151432 valoresafrobrasileiros na educação
Ali Nogueira
 
Cultura negra e educação
Cultura negra e educaçãoCultura negra e educação
Cultura negra e educação
Geraa Ufms
 
Arte, Cultura E Filosofia Enade
Arte, Cultura E Filosofia EnadeArte, Cultura E Filosofia Enade
Arte, Cultura E Filosofia Enade
alesteves
 
Reunião pedagógica 03 06 2016
Reunião pedagógica 03 06 2016Reunião pedagógica 03 06 2016
Reunião pedagógica 03 06 2016
Fábio Peixoto
 
O Caminho do simbólico ao mercado cultural
O Caminho do simbólico ao mercado culturalO Caminho do simbólico ao mercado cultural
O Caminho do simbólico ao mercado cultural
BabiBrasileiro
 

Semelhante a 1ª série Educação Física Marcelo PPT TBC 25 10.pptx (20)

A CAPOEIRA COMO INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA N...
A CAPOEIRA COMO INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA N...A CAPOEIRA COMO INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA N...
A CAPOEIRA COMO INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA N...
 
A LITERATURA INDÍGENA NA ESCOLA: UM CAMINHO PARA A REFLEXÃO SOBRE A PLURALID...
A LITERATURA INDÍGENA NA ESCOLA: UM CAMINHO PARA A  REFLEXÃO SOBRE A PLURALID...A LITERATURA INDÍGENA NA ESCOLA: UM CAMINHO PARA A  REFLEXÃO SOBRE A PLURALID...
A LITERATURA INDÍGENA NA ESCOLA: UM CAMINHO PARA A REFLEXÃO SOBRE A PLURALID...
 
PLANO DE CURSO 2º agora tô fazendo um negócio
PLANO DE CURSO 2º agora tô fazendo um negócioPLANO DE CURSO 2º agora tô fazendo um negócio
PLANO DE CURSO 2º agora tô fazendo um negócio
 
A CAPOEIRA É INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA E...
A CAPOEIRA É INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA E...A CAPOEIRA É INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA E...
A CAPOEIRA É INSTRUMENTO DE INCLUSÃO SOCIAL NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA E...
 
Mística
MísticaMística
Mística
 
Festa_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdf
Festa_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdfFesta_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdf
Festa_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdf
 
Paper africa
Paper africaPaper africa
Paper africa
 
Capoiera e sua importância
Capoiera e sua importânciaCapoiera e sua importância
Capoiera e sua importância
 
Capoiera e sua importância
Capoiera e sua importânciaCapoiera e sua importância
Capoiera e sua importância
 
Capoiera e sua importância
Capoiera e sua importânciaCapoiera e sua importância
Capoiera e sua importância
 
Capoiera e sua importância
Capoiera e sua importânciaCapoiera e sua importância
Capoiera e sua importância
 
Capoiera e sua importância
Capoiera e sua importânciaCapoiera e sua importância
Capoiera e sua importância
 
Capoiera e sua importância
Capoiera e sua importânciaCapoiera e sua importância
Capoiera e sua importância
 
Povoado cruz contribuições aos estudos dos quilombos
Povoado cruz   contribuições aos estudos dos quilombosPovoado cruz   contribuições aos estudos dos quilombos
Povoado cruz contribuições aos estudos dos quilombos
 
PLANO_ANUAL_EF_2023_2_Ano.pdf
PLANO_ANUAL_EF_2023_2_Ano.pdfPLANO_ANUAL_EF_2023_2_Ano.pdf
PLANO_ANUAL_EF_2023_2_Ano.pdf
 
151432 valoresafrobrasileiros na educação
151432 valoresafrobrasileiros na educação151432 valoresafrobrasileiros na educação
151432 valoresafrobrasileiros na educação
 
Cultura negra e educação
Cultura negra e educaçãoCultura negra e educação
Cultura negra e educação
 
Arte, Cultura E Filosofia Enade
Arte, Cultura E Filosofia EnadeArte, Cultura E Filosofia Enade
Arte, Cultura E Filosofia Enade
 
Reunião pedagógica 03 06 2016
Reunião pedagógica 03 06 2016Reunião pedagógica 03 06 2016
Reunião pedagógica 03 06 2016
 
O Caminho do simbólico ao mercado cultural
O Caminho do simbólico ao mercado culturalO Caminho do simbólico ao mercado cultural
O Caminho do simbólico ao mercado cultural
 

Mais de GernciadeProduodeMat

SEMANA 02 | BIOLOGIA – BIOLOGIA – 2ª SÉRIE – TEMA: FEUDALISMO E IDADE MÉDIA.
SEMANA 02 | BIOLOGIA – BIOLOGIA – 2ª SÉRIE – TEMA: FEUDALISMO E IDADE MÉDIA.SEMANA 02 | BIOLOGIA – BIOLOGIA – 2ª SÉRIE – TEMA: FEUDALISMO E IDADE MÉDIA.
SEMANA 02 | BIOLOGIA – BIOLOGIA – 2ª SÉRIE – TEMA: FEUDALISMO E IDADE MÉDIA.
GernciadeProduodeMat
 
SEMANA 02 | LÍNGUA PORTUGUESA| IVAIR | 1ª SÉRIE | CONTEXTO DE PRODUÇÃO DO GÊN...
SEMANA 02 | LÍNGUA PORTUGUESA| IVAIR | 1ª SÉRIE | CONTEXTO DE PRODUÇÃO DO GÊN...SEMANA 02 | LÍNGUA PORTUGUESA| IVAIR | 1ª SÉRIE | CONTEXTO DE PRODUÇÃO DO GÊN...
SEMANA 02 | LÍNGUA PORTUGUESA| IVAIR | 1ª SÉRIE | CONTEXTO DE PRODUÇÃO DO GÊN...
GernciadeProduodeMat
 
Semana 02 | Matemática | 1ª série| Notação científica e arredondamento de dados
Semana 02 | Matemática | 1ª série| Notação científica e arredondamento de dados Semana 02 | Matemática | 1ª série| Notação científica e arredondamento de dados
Semana 02 | Matemática | 1ª série| Notação científica e arredondamento de dados
GernciadeProduodeMat
 
Semana 01 - Língua Portuguesa - 3ª Série - Estratégias de leitura e compreens...
Semana 01 - Língua Portuguesa - 3ª Série - Estratégias de leitura e compreens...Semana 01 - Língua Portuguesa - 3ª Série - Estratégias de leitura e compreens...
Semana 01 - Língua Portuguesa - 3ª Série - Estratégias de leitura e compreens...
GernciadeProduodeMat
 
Semana 01 - Língua Portuguesa - 2ª Série - Gêneros discursivos
Semana 01 - Língua Portuguesa - 2ª Série - Gêneros discursivos Semana 01 - Língua Portuguesa - 2ª Série - Gêneros discursivos
Semana 01 - Língua Portuguesa - 2ª Série - Gêneros discursivos
GernciadeProduodeMat
 
Semana 01- Matemática - 2ª Série - Polígonos regulares e suas características
Semana 01-  Matemática - 2ª Série - Polígonos regulares e suas característicasSemana 01-  Matemática - 2ª Série - Polígonos regulares e suas características
Semana 01- Matemática - 2ª Série - Polígonos regulares e suas características
GernciadeProduodeMat
 
Semana 01 - HISTÓRIA - 1ª Série - Identidade Cultural
Semana 01 - HISTÓRIA -  1ª Série - Identidade Cultural Semana 01 - HISTÓRIA -  1ª Série - Identidade Cultural
Semana 01 - HISTÓRIA - 1ª Série - Identidade Cultural
GernciadeProduodeMat
 
Semana 01 - Biologia - 1ª Série - Biodiversidade
Semana 01 - Biologia - 1ª Série - BiodiversidadeSemana 01 - Biologia - 1ª Série - Biodiversidade
Semana 01 - Biologia - 1ª Série - Biodiversidade
GernciadeProduodeMat
 
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS - LÍNGUA PORTUGUESA 2ª Série Port Ivair PPT TB...
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS -  LÍNGUA PORTUGUESA 2ª Série Port Ivair PPT TB...LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS -  LÍNGUA PORTUGUESA 2ª Série Port Ivair PPT TB...
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS - LÍNGUA PORTUGUESA 2ª Série Port Ivair PPT TB...
GernciadeProduodeMat
 
CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS APLICADAS 1ª Séries Hist. TBC Fernanda 18 10 Seman...
CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS APLICADAS 1ª Séries Hist. TBC Fernanda 18 10 Seman...CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS APLICADAS 1ª Séries Hist. TBC Fernanda 18 10 Seman...
CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS APLICADAS 1ª Séries Hist. TBC Fernanda 18 10 Seman...
GernciadeProduodeMat
 
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Port TBC Ivair 14 11 Semana 33.pptx
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Port TBC Ivair 14 11 Semana 33.pptxLINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Port TBC Ivair 14 11 Semana 33.pptx
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Port TBC Ivair 14 11 Semana 33.pptx
GernciadeProduodeMat
 
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Mat TBC Silvio 17 10 Semana 29.pptx
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Mat TBC Silvio 17 10 Semana 29.pptxMATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Mat TBC Silvio 17 10 Semana 29.pptx
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Mat TBC Silvio 17 10 Semana 29.pptx
GernciadeProduodeMat
 
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 2ª Série 28-10-2022 semana 30.pptx
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 2ª Série 28-10-2022 semana 30.pptxMATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 2ª Série 28-10-2022 semana 30.pptx
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 2ª Série 28-10-2022 semana 30.pptx
GernciadeProduodeMat
 
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 1ª SÉRIE
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 1ª SÉRIE CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 1ª SÉRIE
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 1ª SÉRIE
GernciadeProduodeMat
 
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 3ª SÉRIE
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 3ª SÉRIE CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 3ª SÉRIE
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 3ª SÉRIE
GernciadeProduodeMat
 
CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - BIOLOGIA – MURILO – 2ª SÉRIE – ZOOL...
CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - BIOLOGIA – MURILO – 2ª SÉRIE – ZOOL...CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - BIOLOGIA – MURILO – 2ª SÉRIE – ZOOL...
CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - BIOLOGIA – MURILO – 2ª SÉRIE – ZOOL...
GernciadeProduodeMat
 
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA –1ª SÉR...
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA –1ª SÉR...CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA –1ª SÉR...
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA –1ª SÉR...
GernciadeProduodeMat
 
MATEMÁTICAS E SUAS TECNOLOGIAS – MATEMÁTICA – 1ª SÉRIE –POLÍGONOS REGULARES (...
MATEMÁTICAS E SUAS TECNOLOGIAS – MATEMÁTICA – 1ª SÉRIE –POLÍGONOS REGULARES (...MATEMÁTICAS E SUAS TECNOLOGIAS – MATEMÁTICA – 1ª SÉRIE –POLÍGONOS REGULARES (...
MATEMÁTICAS E SUAS TECNOLOGIAS – MATEMÁTICA – 1ª SÉRIE –POLÍGONOS REGULARES (...
GernciadeProduodeMat
 
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA– 1ª SÉR...
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA– 1ª SÉR...CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA– 1ª SÉR...
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA– 1ª SÉR...
GernciadeProduodeMat
 
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE –PLANEJAMENTO E ...
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE –PLANEJAMENTO E ...LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE –PLANEJAMENTO E ...
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE –PLANEJAMENTO E ...
GernciadeProduodeMat
 

Mais de GernciadeProduodeMat (20)

SEMANA 02 | BIOLOGIA – BIOLOGIA – 2ª SÉRIE – TEMA: FEUDALISMO E IDADE MÉDIA.
SEMANA 02 | BIOLOGIA – BIOLOGIA – 2ª SÉRIE – TEMA: FEUDALISMO E IDADE MÉDIA.SEMANA 02 | BIOLOGIA – BIOLOGIA – 2ª SÉRIE – TEMA: FEUDALISMO E IDADE MÉDIA.
SEMANA 02 | BIOLOGIA – BIOLOGIA – 2ª SÉRIE – TEMA: FEUDALISMO E IDADE MÉDIA.
 
SEMANA 02 | LÍNGUA PORTUGUESA| IVAIR | 1ª SÉRIE | CONTEXTO DE PRODUÇÃO DO GÊN...
SEMANA 02 | LÍNGUA PORTUGUESA| IVAIR | 1ª SÉRIE | CONTEXTO DE PRODUÇÃO DO GÊN...SEMANA 02 | LÍNGUA PORTUGUESA| IVAIR | 1ª SÉRIE | CONTEXTO DE PRODUÇÃO DO GÊN...
SEMANA 02 | LÍNGUA PORTUGUESA| IVAIR | 1ª SÉRIE | CONTEXTO DE PRODUÇÃO DO GÊN...
 
Semana 02 | Matemática | 1ª série| Notação científica e arredondamento de dados
Semana 02 | Matemática | 1ª série| Notação científica e arredondamento de dados Semana 02 | Matemática | 1ª série| Notação científica e arredondamento de dados
Semana 02 | Matemática | 1ª série| Notação científica e arredondamento de dados
 
Semana 01 - Língua Portuguesa - 3ª Série - Estratégias de leitura e compreens...
Semana 01 - Língua Portuguesa - 3ª Série - Estratégias de leitura e compreens...Semana 01 - Língua Portuguesa - 3ª Série - Estratégias de leitura e compreens...
Semana 01 - Língua Portuguesa - 3ª Série - Estratégias de leitura e compreens...
 
Semana 01 - Língua Portuguesa - 2ª Série - Gêneros discursivos
Semana 01 - Língua Portuguesa - 2ª Série - Gêneros discursivos Semana 01 - Língua Portuguesa - 2ª Série - Gêneros discursivos
Semana 01 - Língua Portuguesa - 2ª Série - Gêneros discursivos
 
Semana 01- Matemática - 2ª Série - Polígonos regulares e suas características
Semana 01-  Matemática - 2ª Série - Polígonos regulares e suas característicasSemana 01-  Matemática - 2ª Série - Polígonos regulares e suas características
Semana 01- Matemática - 2ª Série - Polígonos regulares e suas características
 
Semana 01 - HISTÓRIA - 1ª Série - Identidade Cultural
Semana 01 - HISTÓRIA -  1ª Série - Identidade Cultural Semana 01 - HISTÓRIA -  1ª Série - Identidade Cultural
Semana 01 - HISTÓRIA - 1ª Série - Identidade Cultural
 
Semana 01 - Biologia - 1ª Série - Biodiversidade
Semana 01 - Biologia - 1ª Série - BiodiversidadeSemana 01 - Biologia - 1ª Série - Biodiversidade
Semana 01 - Biologia - 1ª Série - Biodiversidade
 
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS - LÍNGUA PORTUGUESA 2ª Série Port Ivair PPT TB...
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS -  LÍNGUA PORTUGUESA 2ª Série Port Ivair PPT TB...LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS -  LÍNGUA PORTUGUESA 2ª Série Port Ivair PPT TB...
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS - LÍNGUA PORTUGUESA 2ª Série Port Ivair PPT TB...
 
CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS APLICADAS 1ª Séries Hist. TBC Fernanda 18 10 Seman...
CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS APLICADAS 1ª Séries Hist. TBC Fernanda 18 10 Seman...CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS APLICADAS 1ª Séries Hist. TBC Fernanda 18 10 Seman...
CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS APLICADAS 1ª Séries Hist. TBC Fernanda 18 10 Seman...
 
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Port TBC Ivair 14 11 Semana 33.pptx
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Port TBC Ivair 14 11 Semana 33.pptxLINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Port TBC Ivair 14 11 Semana 33.pptx
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Port TBC Ivair 14 11 Semana 33.pptx
 
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Mat TBC Silvio 17 10 Semana 29.pptx
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Mat TBC Silvio 17 10 Semana 29.pptxMATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Mat TBC Silvio 17 10 Semana 29.pptx
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 1ª Série Mat TBC Silvio 17 10 Semana 29.pptx
 
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 2ª Série 28-10-2022 semana 30.pptx
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 2ª Série 28-10-2022 semana 30.pptxMATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 2ª Série 28-10-2022 semana 30.pptx
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 2ª Série 28-10-2022 semana 30.pptx
 
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 1ª SÉRIE
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 1ª SÉRIE CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 1ª SÉRIE
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 1ª SÉRIE
 
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 3ª SÉRIE
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 3ª SÉRIE CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 3ª SÉRIE
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS - HISTÓRIA – FERNANDA – 3ª SÉRIE
 
CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - BIOLOGIA – MURILO – 2ª SÉRIE – ZOOL...
CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - BIOLOGIA – MURILO – 2ª SÉRIE – ZOOL...CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - BIOLOGIA – MURILO – 2ª SÉRIE – ZOOL...
CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - BIOLOGIA – MURILO – 2ª SÉRIE – ZOOL...
 
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA –1ª SÉR...
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA –1ª SÉR...CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA –1ª SÉR...
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA –1ª SÉR...
 
MATEMÁTICAS E SUAS TECNOLOGIAS – MATEMÁTICA – 1ª SÉRIE –POLÍGONOS REGULARES (...
MATEMÁTICAS E SUAS TECNOLOGIAS – MATEMÁTICA – 1ª SÉRIE –POLÍGONOS REGULARES (...MATEMÁTICAS E SUAS TECNOLOGIAS – MATEMÁTICA – 1ª SÉRIE –POLÍGONOS REGULARES (...
MATEMÁTICAS E SUAS TECNOLOGIAS – MATEMÁTICA – 1ª SÉRIE –POLÍGONOS REGULARES (...
 
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA– 1ª SÉR...
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA– 1ª SÉR...CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA– 1ª SÉR...
CIÊNCIAS DA HUMANAS SOCIAIS E APLICADAS E SUAS TECNOLOGIAS - HISTÓRIA– 1ª SÉR...
 
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE –PLANEJAMENTO E ...
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE –PLANEJAMENTO E ...LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE –PLANEJAMENTO E ...
LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS - LÍNGUA PORTUGUESA – 2ª SÉRIE –PLANEJAMENTO E ...
 

Último

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
Estuda.com
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 

1ª série Educação Física Marcelo PPT TBC 25 10.pptx

  • 1. LINGUAGENS E SUAS TECNOLOGIAS EDUCAÇÃO FÍSICA Professor Marcelo Borges Amorim Ensino Médio 1ª SÉRIE 2022
  • 2. HABILIDADE ESPECÍFICA HABILIDADE DO COMPONENTE CURRICULAR OBJETIVO DE APRENDIZAGEM 2022 Compreender os processos de produção e negociação de sentidos nas práticas corporais, reconhecendo-as e vivenciando-as como formas de expressão de valores e identidades, em uma perspectiva democrática e de respeito à diversidade. (GO-EMLGG501J) Comparar as características (códigos, rituais, elementos, indumentárias, materiais, instalações e instituições) das lutas, aplicando de forma autônoma em seu projeto de vida. TEMA INTEGRADOR (EM13LGG301) Participação de processos de experimentação e criação nas práticas de linguagem para a produção de sentidos em diferentes contextos. Utilizar diferentes linguagens (artísticas, corporais e verbais) para exercer, com autonomia e colaboração, protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva, de forma crítica, criativa, ética e solidária, defendendo pontos de vista que respeitem o outro e promovam os Direitos Humanos, a consciência socioambiental e o consumo responsável, em âmbito local, regional e global.
  • 3. CULTURA DO MOVIMENTO HUMANO 2022 ARTES MARCIAIS E LUTAS: Origem, conceitos, HUKA-HUKA e CAPOEIRA Disponível em: br.pinterest.com Acesso em: 23 jun. 2022 ..
  • 4. 2022 ORIGEM DAS ARTES MARCIAIS E LUTAS Disponível em: http://gg.gg/12gwzn. Acesso em: 04 out. 2022 Disponível em: http://www.pinterest.com.br. 04 out. 2022 .. As lutas são práticas corporais muito antigas e visavam a defesa e o ataque. Já as artes marciais são práticas de lutas mais elaboradas e permeadas de filosofia e preceitos éticos e morais. As “artes marciais”, também chamadas de Wushu, têm seu nome derivado de Marte, deus romano da guerra. Já o conceito de luta envolve simplesmente o combate em oposição direta. As lutas e as Artes Marciais são formas de combate e, ao mesmo tempo, são desenvolvidas como esporte, com certas diferenças e peculiaridades em cada prática.
  • 5. 2022 ARTES MARCIAIS E LUTAS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA A riqueza de gestos motores nos vários tipos de Lutas e Artes Marciais, contribui imensamente para que os estudantes ampliem seus conhecimentos e adquiram mais cultura por meio das aulas do componente curricular de Educação Física, assim como melhorar cada vez mais seu repertório motor através da diversidade de gestos. Os jogos de luta e atividades recreativas organizadas que utilizam elementos do conteúdo lutas, adaptados em forma de brincadeiras, são uma ótima opção para se trabalhar e ensinar os conteúdos de Lutas e Artes Marciais nas aulas de Educação Física. Disponível em: http://br.pinterest.com. Acesso em: 04 out 2022 .
  • 6. 2022 HUKA-HUKA Entre os povos indígenas do Alto Xingu, destaca- se um tipo de luta que em diferentes etnias, como Kuikuro, Mehinako, Kamaiurá e Wauja, entre outras, pode ser reconhecido por meio da expressão huka-huka, que representa uma onomatopeia em referência ao rugido da onça. Contudo, essa mesma matriz de luta recebe uma denominação específica de acordo com o idioma de cada etnia e, no caso do povo Kalapalo, o huka-huka é denominado ikindene, que remete ao significado de uma espécie de “luta esportiva” ou “guerra contida”. Disponível em: http://www.cob.org.com. . Acesso em: 04 out 2022 .
  • 7. 2022 HUKA-HUKA O ikindene é disputado sempre entre dois lutadores, que se desafiam encarando-se e girando simultaneamente no mesmo sentido até que um dos oponentes se ajoelhe, e o outro repita o gesto para, em seguida, se agarrarem nas regiões do tronco, dos ombros, do pescoço ou da cabeça. O objetivo do jogo é derrubar o adversário de modo que ele toque as costas no solo. No entanto, um simples toque de mão atrás do joelho do oponente também pode encerrar a luta. Disponível em: http://www.cob.org.com. Acesso em: 04 out 2022 .
  • 8. 2022 HUKA-HUKA Trata-se de uma luta relacionada com um evento maior, o Kwarup – celebração da vida e da morte que congrega as variadas etnias do Alto Xingu. No Kwarup, apenas os homens lutam o ikindene. É durante esse evento que os jovens são apresentados publicamente após um longo período de reclusão pubertária e se enfrentam também em lutas de ikindene. As mulheres têm a sua oportunidade de lutar em outra celebração, o jamugikumalu. Disponível em: http://br.pinterest.com. Acesso em: 04 out 2022 .
  • 9. 2022 CAPOEIRA A roda de capoeira pode ser feita em qualquer ambiente, seja em salão, praça, área coberta ou descoberta, ou em quadras de esporte, desde que não forneça riscos aos capoeiristas. O capoeirista participa da roda de capoeira jogando com muita vivacidade e descomprometimento dos movimentos, os quais podem ser técnicos ou não. RIBEIRO,1992, p. 26. Disponível em: http://br.pinterest.com. Acesso em: 04 out 2022 .
  • 10. 2022 CAPOEIRA Existem evidências sobre o nascimento da Capoeira relacionado com a luta dos escravos africanos pela libertação de trabalhos forçados (africanos trazidos pelos Portugueses para o trabalho escravo no Brasil). Ribeiro diz que: “Ouviu-se falar de Capoeira durante as invasões holandesas, em 1624, quando escravos e índios, aproveitando-se da confusão gerada, fugiram para as matas. Os negros criaram os quilombos, entre os quais o famoso Palmares, cujo líder Zumbi era capoeirista, o mais forte e ágil. RIBEIRO,1992, p. 26. Disponível em: http://br.pinterest.com. Acesso em: 04 out 2022 .
  • 11. 2022 CAPOEIRA Por isso, a Capoeira é uma modalidade que pode ser vivida dentro e fora da escola, como uma atividade da cultura corporal, pois: “A capoeira, como educação física, faz parte da nossa história; contribui na formação de valores das crianças, jovens e adultos [...]” SANTOS, 1990, p. 29. Disponível em: http://br.pinterest.com. Acesso em: 04 out 2022 .
  • 12. 2022 CAPOEIRA Por isso, a Capoeira é uma modalidade que pode ser vivida dentro e fora da escola, como uma atividade da cultura corporal, pois: “A capoeira, como educação física, faz parte da nossa história; contribui na formação de valores das crianças, jovens e adultos [...]” SANTOS, 1990, p. 29. Disponível em: http://br.pinterest.com. Acesso em: 04 out 2022 .
  • 13. Por que é importante entendermos e praticarmos as Lutas e as Artes Marciais e saber diferenciar de violência? 2022 Disponível em: http://pinterest.com.br . Acesso em: 04 out 2022. A violência desumaniza o homem, as Lutas e Artes Marciais tem o objetivo de estimular a capacidade do ser humano em controlar suas emoções e a dominar a raiva, a ansiedade e o medo. Promovendo uma atitude positiva e desenvolvendo a autoestima, o autocontrole, o respeito e o cuidado com o próximo.
  • 14. 2022
  • 15. 2022