O Ativo mais relevante de um Empreendimento.  Ronaldo de Castro – 6º Semestre- Ciências Contábeis.       www.cienciasconta...
CAPITAL HUMANOINTRODUÇÃO:O conceito de Capital humano remonta desde a Década de 1950, o qual foi desenvolvido epopularizad...
CAPITAL HUMANOASPECTOS CONCEITUAIS:O capital humano como elemento estratégico na economia da sociedade do conhecimentosob ...
CAPITAL HUMANOA RELAÇÃO COM A ECONOMIA:O tema Capital Humano, vem ganhando maior destaque na atualidade, e sempreacompanho...
CAPITAL HUMANOUM ASPECTO POSITIVO:Acreditamos que com as palavras preliminares, podemos concluir que o capital humano, tra...
CAPITAL HUMANOMENSURANDO O CAPITAL HUMANO:Como já foi demonstrado nos slides anteriores, vimos que o Capital Humano é, hoj...
CAPITAL HUMANOMENSURANDO O CAPITAL HUMANO (continuação):O Capital humano, é um ativo que se for registrado deverá compor o...
CAPITAL HUMANOMENSURANDO O CAPITAL HUMANO (Continuação):Porém existe o registro contábil, de custos com os Recursos Humano...
CAPITAL HUMANOMENSURANDO O CAPITAL HUMANO (Continuação):
CAPITAL HUMANOMENSURANDO O CAPITAL HUMANO (Continuação):Assim é nota-se que os moldes contábeis atuais não dispõe de mecan...
CAPITAL HUMANOMENSURANDO O CAPITAL HUMANO (Continuação):E se E se continuarmos a investigar as determinações propostas pel...
CAPITAL HUMANOCALCULANDO O VALOR ECONÔMICO DO CAPITAL HUMANO:Hoje existem vários modelos que foram desenvolvidos para calc...
CAPITAL HUMANOCALCULANDO O VALOR ECONÔMICO DO CAPITAL HUMANO (continuação)Onde o valor condicional de um indivíduo pode se...
CAPITAL HUMANOCALCULANDO O VALOR ECONÔMICO DO CAPITAL HUMANO (continuação)Outro modelo que podemos destacar é o proposto p...
CAPITAL HUMANOCONCLUSÃOO conhecimento passou a ocupar lugar de destaque, imprescindível, em todas as atividadeshumanas. De...
CAPITAL HUMANOREFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICASBRÁS, Filomena Antunes. Necessidade e Dificuldades em Valorizar o Capital Humano. ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Capital Humano - O Ativo mais relevante de um Empreendimento

7.170 visualizações

Publicada em

Esta apresentação aborda o tema Capital Humano, e disserta sobre a possibilidade ce mensuração desse Ativo, como componente do Ativo Não Circulanto no Grupo de Intagíveis. Trata-se de um estudo inicial com base em artigos que foram encontrado na Web.

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.170
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
115
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Capital Humano - O Ativo mais relevante de um Empreendimento

  1. 1. O Ativo mais relevante de um Empreendimento. Ronaldo de Castro – 6º Semestre- Ciências Contábeis. www.cienciascontabeis-brasil.blogspot.com
  2. 2. CAPITAL HUMANOINTRODUÇÃO:O conceito de Capital humano remonta desde a Década de 1950, o qual foi desenvolvido epopularizado pro Gary Becker, e em 1980, houve uma retomada pelo organismos multilateraisvinculados ao pensamento Neoliberal, em resumo consiste em demandas resultantes dareestruturação produtiva.Como o próprio termo já nos fornece uma prévia definição, Capital Humano, indica capitalincorporado à pessoa, relacionada na forma de educação e saúde.Hoje vivenciamos a era do conhecimento, onde está em destaque a avaliação do poderlucrativo e da continuidade de uma entidade empresarial, onde se busca a aplicabilidade realdo verdadeiro conceito de Capital Humano, que também é denominado como CapitalIntelectual, e que vem ganhando cada vez mais destaque nos estudos da Contabilidade eGestão Administrativa. Entretanto trata-se de um valor de poder empresarial., imaterial, compossibilidade de mensuração.Todavia existem dois fatores deste Campo que podem ser destacados: Conhecimento Individual; Conhecimento Coletivo.
  3. 3. CAPITAL HUMANOASPECTOS CONCEITUAIS:O capital humano como elemento estratégico na economia da sociedade do conhecimentosob a perspectiva da teoria do agir comunicativo.As pessoas possuem um valor especifico e particular, as empresas necessitam compreenderque as pessoas, os seus colaboradores no desempenho de suas funções, não são apenasindivíduos movimentado ativos, mas são de certa forma ativos que podem servalorizados/mensurados, desenvolvidos como qualquer outro ativo da corporação. Há ainda adenotação de que não são apenas ativos, mais os ativos mais importantes doempreendimento, porque são eles que fazem a “engrenagem produzir”.Na atualidade os métodos utilizados para o recrutamento, desenvolvimento, e formas derecompensar o trabalhador, formam uma parte importante de valoração de qualquer empresa,podendo até mesmo afirmar que esta acima de outros ativos, como dinheiro, imobilizados,equipamentos, propriedade intelectual. E quando há uma má gestão do Capital Humano,ocorre também uma depreciação na valoração das ações, ou da conceito, de uma empresa,provocando resultados insatisfatórios quando não déficits propriamente ditos.
  4. 4. CAPITAL HUMANOA RELAÇÃO COM A ECONOMIA:O tema Capital Humano, vem ganhando maior destaque na atualidade, e sempreacompanhou o processo construtivo da teoria econômica. O que vemos hoje, é asimultaneidade existente entre as atuais análises do crescimento e desenvolvimentoeconômico com a o fator indispensável do trabalho que evidencia o alto grau de importânciado Capital Humano nesse conjunto.Portanto o grau de relevância da Teoria do Capital Humano e sua abrangência relacionada aocampo de ação da Ciência Econômica, faz necessário que sejam alinhados dois paradigmas:Tornar demonstrável a estreita relação entre o Capital Humano e os atuais índices decrescimento e desenvolvimento.;Reavaliar a abrangência que tal conceito ocupa na análise Econômica Tradicional.Assim podemos ter como base de conceito e definição de Capital Humano, o que foi propostopor Sandroni, 1994, p. 41:“Capital humano é o conjunto de investimentos destinados à formação educacional eprofissional de determinada população. (...) O termo é utilizado também para designar asaptidões e habilidades pessoais que permitem ao indivíduo auferir uma renda. Esse capitalderiva de aptidões naturais ou adquiridas no processo de aprendizagem. Nesse sentido, oconceito de capital humano corresponde ao de capacidade de trabalho.”
  5. 5. CAPITAL HUMANOUM ASPECTO POSITIVO:Acreditamos que com as palavras preliminares, podemos concluir que o capital humano, trata-se da mensuração de um valor para cada indivíduo, sendo que essa mensuração ouvaloração pode ser agregada em benefício do crescimento da entidade empresarial,obedecendo as medidas políticas e pragmáticas de cada gestão empresarial.No universo empresarial, as pessoas trabalham muito mais se comparado à décadasanteriores, e esse “a mais”, vem sendo uma dos grandes causadores de estresse e dessaforma reduzindo a produtividade empresarial como um todo. Por isso os empreendedores vemse preocupando cada vez mais em melhorar as relações de trabalho no sentido qualitativoambiental, investindo no capital humano onde se observa a conceitualização de uma novamatriz que demonstra a diferenciação mercadológica e conceitual da empresa, e dessa formarevertendo o clima organizacional interno para um patamar mais produtivo, positivo equalitativo.O economista norte-americano Milton Fiedaman, relata sobre a educação profissional: “ Umaforma de investimento em capital humano precisamente análoga ao investimento emmaquinaria, instalações ou outra forma qualquer de capital não humano. Sua função éaumentar a produtividade econômica do ser humano(…. )Os trabalhadores transformaram-seem capitalistas, não pela difusão da propriedade das ações da empresa (…), mas pelaaquiição de conhecimentos e de capacidades que possuem valor econômico”
  6. 6. CAPITAL HUMANOMENSURANDO O CAPITAL HUMANO:Como já foi demonstrado nos slides anteriores, vimos que o Capital Humano é, hoje,indispensável na avaliação das empresas, e na conjuntura atual, o administrador deve terconsciência de que para manter clientes fieis e seguros, precisa não apenas manter aqualidade do empreendimento mas melhorá-la progressivamente e para isso é imprescindívelmanter a entidade competitiva, alcançando as metas e objetivos predeterminados, e que ashabilidades humanas, o Capital Humano, envolvido, necessita estar altamente qualificado pormeio da instrução e conhecimento, reconhecimento que possivelmente manterão o estimulo ea motivação, coletivas.É sabido que cada dia mais, nós, vimos a desempenhar nossas atividades como um todo emuma economia alicerçada no conhecimento e saberes; e os avanços tecnológicos, conceituaise científicos, vem exigindo cada vez mais dos profissionais que desejam se destacar nomercado de trabalho, não permitindo que haja estagnação em relação a continuidadeeducacional.
  7. 7. CAPITAL HUMANOMENSURANDO O CAPITAL HUMANO (continuação):O Capital humano, é um ativo que se for registrado deverá compor o grupo de intangíveis, atéaqui digamos que foi fácil, a conta poderia ser nomenclaturada como: InvestimentosProfissionais, Capital Humano, Gestão do Desempenho Humano, etc.Dessa maneira, sabendo que os recursos humanos, é na verdade o Capital Humanopropriamente dito, fica a questão como mensurá-lo?Segundo Hamermesh e Rees, 1993; Becker 1962, este capital pode ser definido como oconjunto de características imersas no indivíduo, tais como conhecimentos, experiências,perícias, atitudes, aprendizagem, fatores estes que tornam o ser humano produtivo.Se tomarmos como base a IAS 38 (IASB, 2004) que se refere aos Ativo Intangíveis, e sendoa proposta de mensuração do Capital Humano, como um Ativo Intángivel, no grupo do AtivoNão Circulante; é sabido que até o presente não há qualquer base sólida quanto a adoção detal conceito de Intangível – Capital Humano – isto por não se tratar de um ativo identificável,sendo que a única referencia quanto à recursos humanos e pela existência de Dívidas de (doprofissional para com a empresa), ou, Dividas a (da empresa com o Profissional).
  8. 8. CAPITAL HUMANOMENSURANDO O CAPITAL HUMANO (Continuação):Porém existe o registro contábil, de custos com os Recursos Humanos, tipo Custos comPessoal, porém apenas evidencia a relação contratual, e não especificamente o CapitalHumano. Essa mensuração de Custos abrange, não apenas as remunerações, mas também osinvestimentos com desenvolvimento e treinamentos profissionais, fatores esses que agregamvalor ao Capital Humano. Vide quadro a seguir:
  9. 9. CAPITAL HUMANOMENSURANDO O CAPITAL HUMANO (Continuação):
  10. 10. CAPITAL HUMANOMENSURANDO O CAPITAL HUMANO (Continuação):Assim é nota-se que os moldes contábeis atuais não dispõe de mecanismos que possibilitemo registros das interações relativas ao Capital Humano, ocultando o real desempenhoorganizacional das empresas que promovem uma boa gestão deste Capital.Problematizando a o registro contábil do Capital Humano, destacaremos: Existe, de fato, a possibilidade do Capital Humano ser tratado de forma contábil como umAtivo? Somente os investimentos em Capital Humano, como por exemplo a formação/treinamento,é que deverão ser levados em conta?De acordo com o conceito proposto pela IASB (IAS 38, 2004), diz que uma empresa empregahabitualmente seus ativos para a produção de bens ou serviços que resultaram na satisfaçãodos desejos ou necessidades de seus clientes... A existência de um ativo não significa odireito de propriedade (IASB, EC: § 57).
  11. 11. CAPITAL HUMANOMENSURANDO O CAPITAL HUMANO (Continuação):E se E se continuarmos a investigar as determinações propostas pela IASB, com relação aoAtivo, constataremos que o Capital Humano, satisfaz plenamente os requisitos de ativo, poistrata-se da ação humana, somada com os recursos físicos da empresa, cujo resultado será ageração de benefícios econômicos futuros.Porém como existe a problemática da identificação do fluxo de caixa gerado por esse recurso(ativo), não possibilitando que haja uma separação mensurável, o que tem tornado difícil ouquase impossível identificar o valor participativo do Capital Humano em todo esse processo,mesmo sabendo que o nível de desempenho da empresa esta intimamente ligado à qualidadeproduzida por seus Recursos Humanos, Capital Humano, porque são as decisões dessesindivíduos que executam suas funções que geram o valor, resultado financeiro, para aempresa.
  12. 12. CAPITAL HUMANOCALCULANDO O VALOR ECONÔMICO DO CAPITAL HUMANO:Hoje existem vários modelos que foram desenvolvidos para calcular o valor dos recursoshumanos, entre eles, podemos citar:Brummet et al (1968), trouxeram a proposta de um sistema de contabilização dos encargosenvolvidos com os gestores, definindo regras que distinguem as despesas do Ativo.Eric Falmholtz (1971, 1972), propôs o modelo de avaliação dos recursos humanos, comatenção a sua mobilidade/progressão, no seu desenvolvimento dentro da organização, ondelançou mão de um modelo estocástico, que parte do estudo da permanência do profissionalno desempenho de determinada função, “estado de serviço”, e se o mesmo atende a “vidaesperada do serviço” (capacidade e desempenho). E, considera também que o valor doindivíduo para a organização demonstra duas variáveis interativas: O valor condicional [E(CV)], e a, Probabilidade de manter-se na empresa.
  13. 13. CAPITAL HUMANOCALCULANDO O VALOR ECONÔMICO DO CAPITAL HUMANO (continuação)Onde o valor condicional de um indivíduo pode ser definido como:
  14. 14. CAPITAL HUMANOCALCULANDO O VALOR ECONÔMICO DO CAPITAL HUMANO (continuação)Outro modelo que podemos destacar é o proposto por Lev e Schwartz (1971) qu visadeterminar o valor do Capital Humano dentro de uma empresa, onde os recursos humanosserão divididos em grupos homogêneos e elaborados com os respectivos perfis médios derendimento, tendo como base dados dos censos internos, para que depois se possa calcular ovalor atual ou real do Capital Humano; sendo que nesse modelo o valor econômico de umtrabalhador é o valor real (atual) de seus rendimentos, durante sua vida útil, ajustada pelaprobabilidade de óbito:
  15. 15. CAPITAL HUMANOCONCLUSÃOO conhecimento passou a ocupar lugar de destaque, imprescindível, em todas as atividadeshumanas. Dessa forma, o Capital Humano ou Intelectual, não pode ser ignorado, ou utilizadode forma tão desvalorizada no seio empresarial, já que esse fator (Ativo Intangível) é um dosgrandes responsáveis pelo aumento da rentabilidade da entidades empresariais, e por nãomencionar a economia global como um todo.Devido a crescente importância que hoje vem sendo dada ao Capital Humano, como AtivosIntangíveis, bem como seu impacto financeiro direto nos resultados da empresa. Porém nosdeparamos com a insuficiência de técnicas ou modelos mensurativos que proporcione calcularum valor digno, real, objetivo e racional na questão da valoração do Capital Humano, e dessaforma não poderemos preencher a lacuna da questão de quanto é esse valor enquanto nãochegarmos a um consenso plausível de medidas cabíveis à tamanha grandeza. Porémacreditamos que os profissionais da Contabilidade e irão em breve conceber a metodologiaconceitual eficaz para estimar tal magnitude econômica, e dessa maneira chegarmos a umaresposta eficaz e convincente de quanto pode Valer a participação do Capital Humano no seioempresarial, e não apenas mensurá-lo, mas também apresentá-lo nas DemonstraçõesContábeis e Financeiras exigidas na atualidade.Mas o que fica para refletirmos é que ainda fica a plena certeza de que serão necessárioshoras de estudos e dedicação a respeito desse assunto, e isso cabe aos Cientistas Contábeis,por que não simplificar Contadores, que sem sombra de duvidas em breve trarão a respostadefinitiva a esta questão.
  16. 16. CAPITAL HUMANOREFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICASBRÁS, Filomena Antunes. Necessidade e Dificuldades em Valorizar o Capital Humano. Disponivel em:http://www.scielo.oces.mctes.pt/pdf/tek/n7/v4n7a11.pdf Acesso em: 09/03/2011.Capital Humano. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/ Capital_humano. Acesso em 03/04/2011.ESTECHE, Ana Maria Cavassin. LOZECKYI, Jeferson. Um estudo exploratório sobre a importância do Capital Humano para asEmpresas. Disponível em:http://web03.unicentro.br/especializacao/Revista_Pos/P%C3%A1ginas/2%20Edi%C3%A7%C3%A3o/Aplicadas/PDF/33-Ed2_CS-EstudoE.pdf Acesso em 23/03/2011.HERCKERT, Werno. Capital Humano. Disponível em:http://br.monografias.com/trabalhos/caphum/caphum.shtml#INTRO. Acesso em 02/04/2011.MORETTO, Cleide Fátima. O Capital Humano e a Ciência Econômica: Algumas Considerações. Disponível em:http://www.upf.br/cepeac/download/rev_n09_1997_art4.pdf Acesso em 11/04/2011PAIVA, Vanilda. Sobre o Conceito de Capital Humano. Disponível em:http://www.pedeverba.com.br/literatura_arquivos.php?id=39 Acesso em 10/04/2011PONCHIROLLI, Osmar. O capital humano como elemento estratégico na economia da sociedade do conhecimento sob aperspectiva da teoria do agir comunicativo. Disponivel em:http://www.fae.edu/publicacoes/pdf/revista_da_fae/fae_v5_n1/o_capital_humano_como.pdf Acesso em 05/04/2011SANDRONI, Paulo, org. Novo dicionário de economia. 4. ed. São Paulo: Best Seller,1994.ESTECHE, Ana Maria Cavassin. LOZECKYI, Jeferson. Um estudo exploratório sobre a importância do Capital Humano para asEmpresas. Disponível em:http://web03.unicentro.br/especializacao/Revista_Pos/P%C3%A1ginas/2%20Edi%C3%A7%C3%A3o/Aplicadas/PDF/33-Ed2_CS-EstudoE.pdf Acesso em 23/03/2011.

×