Integridade em Tempos de Crise

770 visualizações

Publicada em

Lição 7 - 4º Trimestre de 2014 - CPAD - Integridade Moral e Espiritual: O Legado do Livro de Daniel para a Igreja Hoje. Comentário Pr Elienai Cabral

Publicada em: Espiritual
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Integridade em Tempos de Crise

  1. 1. INTEGRIDADE EM TEMPOS DE CRISE EBD PRA LUCIANA EVANGELISTA
  2. 2. TEXTO ÁUREO “Então, os príncipes e os presidentes procuravam achar ocasião contra Daniel a respeito do reino; mas não podiam achar ocasião ou culpa alguma; porque ele era fiel, e não se achava nele nenhum vício nem culpa” (Dn 6.4)
  3. 3. VERDADE PRÁTICA A integridade deve ser a nossa marca, compreendendo igualmente coração, mente e vontade.
  4. 4. Significado de Integridade Integridade é um substantivo feminino com origem no latim integritate que significa a qualidade ou estado do que é íntegro ou completo. É sinônimo dehonestidade, retidão, imparcialidade. http://www.significados.com.br/integridade/
  5. 5. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE Daniel 6.3-5,10,11,15,16,20. 3 - Então o mesmo Daniel se distinguiu destes príncipes e presidentes, porque nele havia um espírito excelente; e o rei pensava constituí-lo sobre todo o reino. 4 - Então os príncipes e os presidentes procuraram achar ocasião contra Daniel a respeito do reino; mas não podiam achar ocasião ou culpa alguma; porque ele era fiel, e não se achava nele nenhum vício nem culpa. 5 - Então estes homens disseram: Nunca acharemos ocasião alguma contra este Daniel, se não a procurarmos contra ele na lei do seu Deus. 10 - Daniel, pois, quando soube que a escritura estava assinada, entrou em sua casa (ora havia no seu quarto janelas abertas da banda de Jerusalém), e três vezes no dia se punha de joelhos, e orava, e dava graças, diante do seu Deus, como também antes costumava fazer. 11 - Então aqueles homens foram juntos, e acharam a Daniel orando e suplicando diante do seu Deus. 15 - Então aqueles homens foram juntos ao rei, e disseram ao rei: Sabe, ó rei, que é uma lei dos medos e dos persas que nenhum edito ou ordenança, que o rei determine, se pode mudar. 16 - Então o rei ordenou que trouxessem a Daniel, e o lançaram na cova dos leões. E, falando o rei, disse a Daniel: O teu Deus, a quem tu continuamente serves, ele te livrará. 20 - E, chegando-se à cova, chamou por Daniel com voz triste; e, falando o rei, disse a Daniel: Daniel, servo do Deus vivo! dar-se-ia o caso que o teu Deus, a quem tu continuamente serves, tenha podido livrar-te dos leões?
  6. 6. INTRODUÇÃO O capítulo seis do livro de Daniel, objeto de estudo desta lição, destaca o valor da integridade moral e espiritual de Daniel e seus amigos durante o reinado de Dario. Daniel agora era um homem idoso, todavia, sua fé em Deus e sua fidelidade permaneceram inabaláveis, mesmo diante das falsas acusações e da condenação que fizeram com que ele enfrentasse a cova dos leões.
  7. 7. OS REIS A QUEM DANIEL SERVIU Nome Império Relato da História Acontecimentos Memoráveis Nabucodonosor Babilônia Cap. 1-4 Sadraque, Mesaque e Abede-Nego lançados na fornalha ardente; Nabucodonosor tornou- se insano por 7 anos. Belsazar Babilônia Cap. 5, 7, 8 Daniel leu a escritura na parede, a qual avisava sobre o fim do Império Babilônico. Dario Medo-Persa Cap 6, 9 Daniel é lançado na cova dos leões. Ciro Medo-Persa Cap 10-12 Os exilados retornam a sua terra natal, em Judá, e à capital Jerusalém.
  8. 8. I. DANIEL, UM HOMEM ÍNTEGRO EM UM MEIO POLÍTICO CORRUPTO (Dn 6.1-6) Mais de sessenta anos já haviam se passado desde que Daniel e seus companheiros foram levados para o palácio babilônio. Apesar disso, eles permaneceram íntegros, e mantiveram a fé inabalável no Deus vivo, mesmo vivendo em meio à idolatria e corrupção. Eles não se corromperam com as ofertas palacianas. 1. Dario reorganiza o governo e delega autoridade administrativa (Dn 6.1-3) 2. Daniel se torna alvo de uma conspiração (Dn 6.4,5) 3. O perigo das confabulações políticas.
  9. 9. II. DANIEL, UM HOMEM ÍNTEGRO QUE NÃO TRANSIGIU COM SUA FÉ EM DEUS (Dn 6.10-16) 1. Nenhuma trama política mudaria em Daniel o seu hábito devocional de oração (Dn 6.10). 2. A momentânea vitória dos conspiradores. 3. Preservando a integridade (Dn 6.18-22).
  10. 10. III. DANIEL NA COVA DOS LEÕES (Dn 6.16-24) 1. Daniel preferiu morrer a se dobrar diante de um edito maligno (Dn 6.16,17). 2. Daniel foi protegido da morte pelo anjo de Deus (Dn 6.22,23). 3. Deus mais uma vez foi glorificado através da vida de Daniel (Dn 6.22,23,25-28).
  11. 11. CONCLUSÃO Daniel foi próspero e abençoado durante todo o reinado de Dario e no reinado de Ciro, o persa (v.28). Deus honrou a fé do seu servo. Ele também vai honrar a sua fé e o livrará de todo o mal. Confie! Atualmente, os inimigos dos servos de Deus também procuram, mediante articulações ardilosas, caluniar e mentir contra aqueles que servem ao Senhor fielmente e se destacam no cenário político e eclesiástico. Estes lançam calúnias a fim de denegrir a integridade daqueles que legislam e realizam seu trabalho com excelência. Muitas vezes os íntegros também padecem diante de leis injustas. A fé do profeta fez com que ele mantivesse sua comunhão com Deus mesmo em tempo de crise. A fé em Deus nos dá paz e convicção interior para enfrentar as situações adversas da vida. Como crentes, estaríamos dispostos a sacrificar nossa vida e até morrer pelo nome de Jesus? O Mestre declarou que no final dos tempos os verdadeiros discípulos seriam odiados, atormentados e levados à morte. Temos pessoas como Daniel? Oremos a Deus para que sejamos como este profeta.

×