A RESSURREIÇÃO
DE JESUS
EBD
LIÇÃO 13
PRA LUCIANA EVANGELISTA
Texto Áureo
"E, estando elas muito
atemorizadas e abaixando o rosto
para o chão, eles lhe disseram:
Por que buscais o vive...
Verdade Prática
A ressurreição de Jesus é a garantia de que todos os que
morreram em Cristo se levantarão do pó da terra.
Leitura Bíblica em Classe
Lucas 24.1-8
1 - E, no primeiro dia da semana, muito de madrugada, foram elas ao sepulcro, levan...
Introdução
As Escrituras ensinam que Deus fez o homem à sua imagem e semelhança (Gn 1.26). Antes da
Queda a morte não tinh...
“Porque eu sei que o meu Redentor vive, e que
por fim se levantará sobre a terra.” Jó 19.25
Verbo que significa redimir ou...
I- A Doutrina da Ressurreição
1. No contexto do Antigo Testamento: Já na Antiga Aliança, Deus revela seu poder para dar vi...
II- A Natureza da Ressurreição de Jesus
1. Uma ressurreição literal
2. Uma ressurreição corporal
“E, se Cristo não ressusc...
III- Evidências da Ressurreição de Jesus
1. Evidências diretas: As pessoas as quais o Senhor apareceu viram o seu corpo, c...
IV- O Propósito da Ressurreição de Jesus
1. Salvação e Justificação
2. A redenção do corpo
Ele é o Deus que se fez carne ...
Conclusão
Sem dúvida uma das maiores notícias, e que foi dada por um anjo, foi que Jesus havia
ressuscitado (Lc 24.6). Nos...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Ressurreição de Jesus

368 visualizações

Publicada em

Lição 13 - Revista da CPAD - 2º Trimestre de 2015: Jesus, O Homem Perfeito - O Evangelho de Lucas, o médico amado. Comentários: José Gonçalves.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
368
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Ressurreição de Jesus

  1. 1. A RESSURREIÇÃO DE JESUS EBD LIÇÃO 13 PRA LUCIANA EVANGELISTA
  2. 2. Texto Áureo "E, estando elas muito atemorizadas e abaixando o rosto para o chão, eles lhe disseram: Por que buscais o vivente entre os mortos?" (Lc 24.5)
  3. 3. Verdade Prática A ressurreição de Jesus é a garantia de que todos os que morreram em Cristo se levantarão do pó da terra.
  4. 4. Leitura Bíblica em Classe Lucas 24.1-8 1 - E, no primeiro dia da semana, muito de madrugada, foram elas ao sepulcro, levando as especiarias que tinham preparado. 2 - E acharam a pedra do sepulcro removida. 3 - E, entrando, não acharam o corpo do Senhor Jesus. 4 - E aconteceu que, estando elas perplexas a esse respeito, eis que pararam junto delas dois varões com vestes resplandecentes. 5 - E, estando elas muito atemorizadas e abaixando o rosto para o chão, eles lhe disseram: Por que buscais o vivente entre os mortos? 6 - Não está aqui, mas ressuscitou. Lembrai-vos como vos falou, estando ainda na Galileia, 7 - dizendo: Convém que o Filho do Homem seja entregue nas mãos de homens pecadores, e seja crucificado, e, ao terceiro dia, ressuscite. 8 - E lembraram-se das suas palavras.
  5. 5. Introdução As Escrituras ensinam que Deus fez o homem à sua imagem e semelhança (Gn 1.26). Antes da Queda a morte não tinha domínio sobre o homem. Todavia, como um ser moralmente livre, o homem pecou fazendo com que o pecado entrasse no mundo e, com ele, a morte. A morte passou então a todos os homens. Ainda na Antiga Aliança, o Senhor deu vida aos mortos para revelar o seu poder sobre a morte. E mesmo ainda não estando totalmente revelada, a doutrina da ressurreição já era crida por santos do Antigo Testamento (Jó 19.25). Eles anelavam pela redenção do corpo. Jesus se revelou como o Messias prometido e a sua morte e ressurreição garantiram que a penalidade do pecado - a morte -, fosse vencida. Em Cristo, o direito de viver eternamente em um corpo físico tornou-se novamente real.
  6. 6. “Porque eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra.” Jó 19.25 Verbo que significa redimir ou atuar como um parente-remidor. A palavra significa atuar como um remidor em favor de um parente falecido (Rt 3.13); remir ou resgatar da escravidão (Lv 25.48); remir os resgatar as possessões de um parente (Lv 25.26); vingar o assassinato de um parente (Nm 35.19); resgatar um objeto mediante pagamento (Lv 27.13). Em termos teológicos, esta palavra é usada para expressar a ação de Deus ao resgatar pessoas da morte espiritual, e a libertação que Ele traz à nação de Israel da escravidão do Egito e também do exílio. Fonte: Bíblia de Estudo Palavras Chave Hebraico-Grego
  7. 7. I- A Doutrina da Ressurreição 1. No contexto do Antigo Testamento: Já na Antiga Aliança, Deus revela seu poder para dar vida aos mortos. “Pela fé ofereceu Abraão a Isaque, quando foi provado; sim, aquele que recebera as promessas ofereceu o seu unigênito. Sendo-lhe dito: Em Isaque será chamada a tua descendência, considerou que Deus era poderoso para até dentre os mortos o ressuscitar;” Hb 11.17,18 2. No contexto do Novo Testamento: Com o advento da Nova Aliança, a doutrina da ressurreição é demonstrada em sua plenitude. “E que é manifesta agora pela aparição de nosso Salvador Jesus Cristo, o qual aboliu a morte, e trouxe à luz a vida e a incorrupção pelo evangelho;” 2Tm 1.10
  8. 8. II- A Natureza da Ressurreição de Jesus 1. Uma ressurreição literal 2. Uma ressurreição corporal “E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé. E assim somos também considerados como falsas testemunhas de Deus, pois testificamos de Deus, que ressuscitou a Cristo, ao qual, porém, não ressuscitou, se, na verdade, os mortos não ressuscitam.” 1 Co 15.14,15
  9. 9. III- Evidências da Ressurreição de Jesus 1. Evidências diretas: As pessoas as quais o Senhor apareceu viram o seu corpo, conversaram com Ele e até mesmo chegaram a tocá-lo. Não se tratava, portanto, de uma visão ou sonho, mas de um encontro real! 2. Evidências Indiretas: A ressurreição de Jesus se tornou o tema central da pregação dos apóstolos.
  10. 10. IV- O Propósito da Ressurreição de Jesus 1. Salvação e Justificação 2. A redenção do corpo Ele é o Deus que se fez carne (Jo 1.14); O segundo Adão, representando a humanidade caída (Rm 5.12; 1 Co 15.45); O único mediador entre Deus e os homens (1 Tm 2.5); Que nos salva de nossos pecados (1 Tm 1.15); Ele morreu por causa de nossas transgressões (Rm 4.25); Seu sacrifício foi em resgate de todos (1 Tm 2.6); Sua ressurreição foi por "causa de nossa justificação" (Rm 4.25) Ele foi designado filho de Deus com poder pela ressurreição dos mortos (Rm 1.4).
  11. 11. Conclusão Sem dúvida uma das maiores notícias, e que foi dada por um anjo, foi que Jesus havia ressuscitado (Lc 24.6). Nos dias de Jesus, a crença na ressurreição dos mortos não era consenso. Os fariseus acreditavam nela, mas os saduceus a rejeitavam, e os gregos a ridicularizavam. Até mesmo os discípulos de Jesus se mostraram incrédulos e lentos em aceitá-la. Quando ressuscitou dos mortos, o Senhor Jesus se apresentou a seus discípulos com provas incontestáveis a fim de que nenhum deles ficasse com dúvida. A ressurreição de Jesus era uma realidade inconteste para a Igreja Apostólica a ponto de se tornar o principal tema de sua pregação.

×