SlideShare uma empresa Scribd logo
CICLOS DE VIDA
    Margarida Barbosa Teixeira
Ciclo de vida
2




    O ciclo de vida é a sequência de transformações que podem
    ocorrer na vida de um ser vivo, desde que se forma até que produz
    descendência, para assegurar a sua continuidade.


    O ciclo de vida comporta 2 fases:
    desenvolvimento desde o ovo até à formação de um ser adulto.
    reprodução, ou seja, formação de novos indivíduos, os quais
    transportam a informação genética dos progenitores, transferida
    através dos gâmetas.
Ciclo de vida
3


    O ciclo de vida apresenta dois fenómenos complementares: meiose e
    fecundação.




     Durante a reprodução sexuada, no ciclo de vida ocorre uma
     alternância de fases nucleares – entidades de núcleo haploide
     alternam com entidades de núcleo diploide (a haplofase alterna com a
     diplofase).
     A haplofase (resultante da meiose) está compreendida entre a meiose
     e o momento da fecundação e a diplofase (resultante da fecundação)
     entre a fecundação e o momento da meiose.
Ciclo de vida
4




    O desenvolvimento da fase haploide em relação ao desenvolvimento da
    fase diploide depende do momento em que ocorre a meiose:
    meiose pós-zigótica (A) – ocorre no núcleo do zigoto;
    meiose pré-gamética (B) – ocorre na formação de gâmetas;
    meiose pré-espórica (C) – ocorre na produção de esporos.
Ciclo de vida
5




       A meiose pós-zigótica        A meiose pré-gamética          A meiose pré-espórica
    ocorre em ciclos de vida     ocorre em ciclos de vida em    ocorre em ciclos de vida em
    em que:                      que:                           que há:
       a entidade multicelular      a entidade multicelular é     uma entidade
    é haplonte,                  diplonte,                      multicelular haplonte,
       predomina a haplofase        predomina a diplofase          uma entidade
                                                                multicelular diplonte.
                                                                   Não há predomínio de
          Ciclos                       Ciclos diplontes         nenhuma fase sobre a outra.
    haplontes
                                                                      Ciclos
Ciclo de vida
6




       Atendendo ao desenvolvimento relativo das duas fases nucleares, os
     seres vivos classificam-se em seres haplontes (A), seres diplontes (B)
     haplodiplontes (C).
Ciclo de vida
7




    Meiose pós-zigótica   Meiose pré-espórica   Meiose pré-gamética
    Ser haplonte          Ser haplodiplonte     Ser diplonte
Ciclo de vida - Espirogira
8




    Alga verde, filamentosa, não ramificada.
    Habitat - água doce, formando massas flutuantes densas.
    Formada por agregados de células dispostas topo a topo.
    Cloroplasto em espiral.
    Reprodução:
    assexuada por fragmentação (em condições favoráveis – Primavera);
    sexuada (em condições desfavoráveis).
Ciclo de vida - Espirogira
9




    Dois filamentos colocam-se lado a lado e emitem protuberâncias;
    A união das protuberâncias, origina o tubo de conjugação;
    O conteúdo celular de uma célula desloca-se (gâmeta dador) pelo tubo
    de conjugação e une-se ao conteúdo da célula (gâmeta receptor) do
    outro filamento;
    Ocorre fecundação;
    Forma-se o ovo ou zigoto.
Ciclo de vida - Espirogira
10




     O zigoto rodeia-se de uma parede espessa e entra em latência –
     zigósporo, até que as condições do meio sejam favoráveis;
     Quando as condições são favoráveis o zigoto sofre meiose (meiose pós-
     zigótica), dando 4 núcleos;
     3 núcleos degeneram;
     1 núcleo sofre mitoses e origina novo filamento.
Ciclo de vida - Espirogira
11


                       Meiose pós-zigótica
                       Alternância de fases nucleares
                       (haplóide mais desenvolvida)
                       Fase haplóide multicelular
                       Fase diplóide unicelular (zigoto)
                       Organismo haplonte
                    
                           Ciclo de vida haplonte
Ciclo de vida - Espirogira
12




      Reprodução:
      assexuada por fragmentação (em condições favoráveis – Primavera);
      sexuada (em condições desfavoráveis).
Ciclo de vida - Espirogira
13
Ciclo de vida - Polipódio
14




     Habitat - locais húmidos.
     Planta sem sementes nem flores e com um caule subterrâneo (rizoma).
     Reprodução assexuada por fragmentação do rizoma.
     A planta adulta constitui o esporófito.
     Em determinadas alturas do ano, observam-se na página inferior das
     folhas, pontuações granulosas constituídas por pequenos sacos – os
     esporângios.
     O conjunto de vários esporângios denomina-se de soro.
Ciclo de vida - Polipódio
15




        Nos esporângios, as células-mãe dos esporos, por meiose, dão origem
        a esporos.
        A rutura do esporângio permite a dispersão dos esporos.
        O esporo ao cair na terra germina (início da geração gametófita) e dá
        origem ao gametófito – protalo – que possui vida livre.

     Nota: geração é a parte do ciclo de vida que se inicia com a germinação de uma célula, esporo ou
       zigoto, e termina com a produção de outro tipo de célula, zigoto ou esporo, diferente daquele
       que lhe deu início.
Ciclo de vida - Polipódio
16




     No protalo diferenciam-se os gametângios – arquegónios e anterídios
     que originam as oosferas e os anterozoides flagelados.
     A fecundação, dependente da água, origina um ovo ou zigoto (início da
     geração esporófita).
     O ovo, por mitoses e diferenciação celular origina a planta adulta -
     entidade mais representativa da geração esporófita.
Ciclo de vida - Polipódio
17




      Ocorre alternância de gerações – uma geração produtora de esporos
      (geração esporófita) alterna com uma geração produtora de gâmetas
      (geração gametófita).
Ciclo de vida - Polipódio
18




                        Meiose pré-espórica
                        Alternância de fases nucleares
                        (diploide mais desenvolvida)
                        Fases haploide e diploide com
                        entidades multicelulares
                        Alternância de gerações
                        Organismo haplodiplonte
                       
                       Ciclo de vida haplodiplonte
Ciclo de vida – Planta com flor
19




                       M
Ciclos de vida das plantas
20
Ciclos de vida das plantas
21




                     M
Ciclo de vida doHomem
22



                  Nas gónadas do adulto, ovário
                  e testículo, formam-se, por
                  meiose, os gâmetas, óvulos e
                  espermatozoides.
                  Por fecundação forma-se o
                  zigoto.
                  O zigoto sofre mitoses
                  sucessivas e diferenciação,
                  originando o embrião e
                  posteriormente o indivíduo
                  adulto.
Ciclo de vida doHomem
23



                    Meiose pré-gamética
                    Alternância de fases nucleares
                    (diploide mais desenvolvida).
                    Fases haploide unicelular
                    (gâmetas)
                    Fase diploide multicelular
                    Organismo diplonte
                   
                  Ciclo de vida diplonte
Em síntese…
24



     Ciclo de vida haplonte
                              Meiose pós-zigótica;
                              Os gâmetas são produzidos
                              por mitose;
                              O zigoto é a única célula
                              diploide;
                              Indivíduo adulto com células
                              haploides;
                              Maior extensão da haplofase;
                              Ocorre em alguns fungos e
                              protistas (ex: alga espirogira).
Em síntese…
25



     Ciclo de vida diplonte
                              Meiose pré-gamética;
                              Os gâmetas são as únicas
                              células haploides;
                              Indivíduo adulto constituído
                              por células diploides;
                              Maior extensão da diplofase;
                              Ocorre em animais e em alguns
                              protistas (Ex: alga bodelha).
Em síntese…
26



     Ciclo de vida haplodiplonte
                                   Meiose pré-espórica;
                                   Existem estruturas multicelulares
                                   haplóides e diplóides;
                                   A entidade multicelular diplóide é o
                                   esporófito, no qual se formam os
                                   esporos por meiose;
                                   A entidade multicelular haplóide é o
                                   gametófito, formado, por mitose, a
                                   partir do esporo;
                                   O gametófito produz gâmetas por
                                   mitose;
Em síntese…
27



     Ciclo de vida haplodiplonte
                                   Existe alternância de gerações – uma
                                   geração esporófita e uma geração
                                   gametófita
                                   Geração gametófita (n) – resulta do
                                   desenvolvimento de um esporo (n) e
                                   termina com a formação de gâmetas
                                   (n);
                                   Geração esporófita (2n) – inicia-se
                                   com o desenvolvimento do zigoto (2n)
                                   e termina aquando da formação dos
                                   esporos;
                                   Ocorre em plantas e em alguns
                                   protistas.
Em síntese…
28


                                           Ciclo de vida
                        Haplonte            Diplonte             Haplodiplonte
     Meiose             Pós-zigótica        Pré-gamética         Pré-espórica
     Indivíduo adulto   Haploide            Diploide             Haploide e dipoóide


     Alternância de     Haplófase mais      Diplófase mais     Haplofase e diplofase
     fases nucleares    desenvolvida        desenvolvida       desenvolvidas
                                                               (ambas incluem
                                                               estruturas
     Alternância de     ____________        ____________       multicelulares)
                                                                 Existe
     gerações
     Estruturas         Indivíduo adulto    Gâmetas              Ind. adulto
     haploides          Gâmetas                                  (gametófito)
                                                                 Esporos
                                                                 Gâmetas
     Estruturas         Zigoto              Indivíduo adulto     Ind. adulto
     diploides                              zigoto               (esporófito)
                                                                 Zigoto

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reprodução sexuada e meiose
Reprodução sexuada e meioseReprodução sexuada e meiose
Reprodução sexuada e meiose
margaridabt
 
Síntese proteica
Síntese proteicaSíntese proteica
Síntese proteica
Ana Arsénio
 
4 reprodução assexuada
4   reprodução assexuada4   reprodução assexuada
4 reprodução assexuada
margaridabt
 
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
Hugo Martins
 
4 reprodução assexuada
4   reprodução assexuada4   reprodução assexuada
4 reprodução assexuada
margaridabt
 
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
Hugo Martins
 
Alterações do material genético
Alterações do material genéticoAlterações do material genético
Alterações do material genético
Isabel Lopes
 
9 evolucionismo
9  evolucionismo9  evolucionismo
9 evolucionismo
margaridabt
 
Biologia 11 reprodução assexuada
Biologia 11   reprodução assexuadaBiologia 11   reprodução assexuada
Biologia 11 reprodução assexuada
Nuno Correia
 
Ppt 15 ReproduçãO Sexuada E Variabilidade GenéTica
Ppt 15    ReproduçãO Sexuada E Variabilidade GenéTicaPpt 15    ReproduçãO Sexuada E Variabilidade GenéTica
Ppt 15 ReproduçãO Sexuada E Variabilidade GenéTica
Nuno Correia
 
Biologia 11 unicelularidade e multicelularidade
Biologia 11   unicelularidade e multicelularidadeBiologia 11   unicelularidade e multicelularidade
Biologia 11 unicelularidade e multicelularidade
Nuno Correia
 
áCidos nucleicos e síntese proteínas power point(2)
áCidos nucleicos e síntese proteínas   power point(2)áCidos nucleicos e síntese proteínas   power point(2)
áCidos nucleicos e síntese proteínas power point(2)
margaridabt
 
(4) biologia e geologia 10º ano - diversidade na biosfera
(4) biologia e geologia   10º ano - diversidade na biosfera(4) biologia e geologia   10º ano - diversidade na biosfera
(4) biologia e geologia 10º ano - diversidade na biosfera
Hugo Martins
 
Ppt 4 RespiraçãO AeróBia
Ppt 4   RespiraçãO AeróBiaPpt 4   RespiraçãO AeróBia
Ppt 4 RespiraçãO AeróBia
Nuno Correia
 
Obtenção de matéria seres heterotróficos
Obtenção de matéria   seres heterotróficosObtenção de matéria   seres heterotróficos
Obtenção de matéria seres heterotróficos
Isabel Lopes
 
8 fotossíntese e quimiossíntese
8   fotossíntese e quimiossíntese8   fotossíntese e quimiossíntese
8 fotossíntese e quimiossíntese
margaridabt
 
3 ciclo celular
3  ciclo celular3  ciclo celular
3 ciclo celular
margaridabt
 
(3) ciclos de vida
(3) ciclos de vida(3) ciclos de vida
(3) ciclos de vida
Hugo Martins
 
4 biomoléculas
4   biomoléculas4   biomoléculas
4 biomoléculas
margaridabt
 
Biologia 11 evolução - exercícios
Biologia 11   evolução - exercíciosBiologia 11   evolução - exercícios
Biologia 11 evolução - exercícios
Nuno Correia
 

Mais procurados (20)

Reprodução sexuada e meiose
Reprodução sexuada e meioseReprodução sexuada e meiose
Reprodução sexuada e meiose
 
Síntese proteica
Síntese proteicaSíntese proteica
Síntese proteica
 
4 reprodução assexuada
4   reprodução assexuada4   reprodução assexuada
4 reprodução assexuada
 
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
 
4 reprodução assexuada
4   reprodução assexuada4   reprodução assexuada
4 reprodução assexuada
 
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
 
Alterações do material genético
Alterações do material genéticoAlterações do material genético
Alterações do material genético
 
9 evolucionismo
9  evolucionismo9  evolucionismo
9 evolucionismo
 
Biologia 11 reprodução assexuada
Biologia 11   reprodução assexuadaBiologia 11   reprodução assexuada
Biologia 11 reprodução assexuada
 
Ppt 15 ReproduçãO Sexuada E Variabilidade GenéTica
Ppt 15    ReproduçãO Sexuada E Variabilidade GenéTicaPpt 15    ReproduçãO Sexuada E Variabilidade GenéTica
Ppt 15 ReproduçãO Sexuada E Variabilidade GenéTica
 
Biologia 11 unicelularidade e multicelularidade
Biologia 11   unicelularidade e multicelularidadeBiologia 11   unicelularidade e multicelularidade
Biologia 11 unicelularidade e multicelularidade
 
áCidos nucleicos e síntese proteínas power point(2)
áCidos nucleicos e síntese proteínas   power point(2)áCidos nucleicos e síntese proteínas   power point(2)
áCidos nucleicos e síntese proteínas power point(2)
 
(4) biologia e geologia 10º ano - diversidade na biosfera
(4) biologia e geologia   10º ano - diversidade na biosfera(4) biologia e geologia   10º ano - diversidade na biosfera
(4) biologia e geologia 10º ano - diversidade na biosfera
 
Ppt 4 RespiraçãO AeróBia
Ppt 4   RespiraçãO AeróBiaPpt 4   RespiraçãO AeróBia
Ppt 4 RespiraçãO AeróBia
 
Obtenção de matéria seres heterotróficos
Obtenção de matéria   seres heterotróficosObtenção de matéria   seres heterotróficos
Obtenção de matéria seres heterotróficos
 
8 fotossíntese e quimiossíntese
8   fotossíntese e quimiossíntese8   fotossíntese e quimiossíntese
8 fotossíntese e quimiossíntese
 
3 ciclo celular
3  ciclo celular3  ciclo celular
3 ciclo celular
 
(3) ciclos de vida
(3) ciclos de vida(3) ciclos de vida
(3) ciclos de vida
 
4 biomoléculas
4   biomoléculas4   biomoléculas
4 biomoléculas
 
Biologia 11 evolução - exercícios
Biologia 11   evolução - exercíciosBiologia 11   evolução - exercícios
Biologia 11 evolução - exercícios
 

Destaque

1 biodiversidade
1   biodiversidade1   biodiversidade
1 biodiversidade
margaridabt
 
Biomoléculas
BiomoléculasBiomoléculas
Biomoléculas
margaridabt
 
10 unicelularidade e multicelularidade
10  unicelularidade e multicelularidade10  unicelularidade e multicelularidade
10 unicelularidade e multicelularidade
margaridabt
 
Biomoléculas
BiomoléculasBiomoléculas
Biomoléculas
margaridabt
 
3 ciclo celular
3  ciclo celular3  ciclo celular
3 ciclo celular
margaridabt
 
1 biodiversidade
1   biodiversidade1   biodiversidade
1 biodiversidade
margaridabt
 
Transporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas pptTransporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas ppt
margaridabt
 
Biosfera power point
Biosfera  power point Biosfera  power point
Biosfera power point
margaridabt
 
10 unicelularidade e multicelularidade
10  unicelularidade e multicelularidade10  unicelularidade e multicelularidade
10 unicelularidade e multicelularidade
margaridabt
 
Transporte nos animais
Transporte nos animaisTransporte nos animais
Transporte nos animais
margaridabt
 
Ciclo celular
Ciclo celularCiclo celular
Ciclo celular
margaridabt
 
10 unicelularidade e multicelularidade
10  unicelularidade e multicelularidade10  unicelularidade e multicelularidade
10 unicelularidade e multicelularidade
margaridabt
 
Movimentos transmembranares
Movimentos transmembranaresMovimentos transmembranares
Movimentos transmembranares
margaridabt
 
Célula
CélulaCélula
Célula
margaridabt
 
Biomoléculas
BiomoléculasBiomoléculas
Biomoléculas
margaridabt
 
2 microscópio
2   microscópio2   microscópio
2 microscópio
margaridabt
 
Transporte nos animais
Transporte nos animaisTransporte nos animais
Transporte nos animais
margaridabt
 
Movimentos transmembranares
Movimentos transmembranaresMovimentos transmembranares
Movimentos transmembranares
margaridabt
 
9 transporte nas plantas
9   transporte nas plantas9   transporte nas plantas
9 transporte nas plantas
margaridabt
 
1 biodiversidade (2017)
1   biodiversidade (2017)1   biodiversidade (2017)
1 biodiversidade (2017)
margaridabt
 

Destaque (20)

1 biodiversidade
1   biodiversidade1   biodiversidade
1 biodiversidade
 
Biomoléculas
BiomoléculasBiomoléculas
Biomoléculas
 
10 unicelularidade e multicelularidade
10  unicelularidade e multicelularidade10  unicelularidade e multicelularidade
10 unicelularidade e multicelularidade
 
Biomoléculas
BiomoléculasBiomoléculas
Biomoléculas
 
3 ciclo celular
3  ciclo celular3  ciclo celular
3 ciclo celular
 
1 biodiversidade
1   biodiversidade1   biodiversidade
1 biodiversidade
 
Transporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas pptTransporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas ppt
 
Biosfera power point
Biosfera  power point Biosfera  power point
Biosfera power point
 
10 unicelularidade e multicelularidade
10  unicelularidade e multicelularidade10  unicelularidade e multicelularidade
10 unicelularidade e multicelularidade
 
Transporte nos animais
Transporte nos animaisTransporte nos animais
Transporte nos animais
 
Ciclo celular
Ciclo celularCiclo celular
Ciclo celular
 
10 unicelularidade e multicelularidade
10  unicelularidade e multicelularidade10  unicelularidade e multicelularidade
10 unicelularidade e multicelularidade
 
Movimentos transmembranares
Movimentos transmembranaresMovimentos transmembranares
Movimentos transmembranares
 
Célula
CélulaCélula
Célula
 
Biomoléculas
BiomoléculasBiomoléculas
Biomoléculas
 
2 microscópio
2   microscópio2   microscópio
2 microscópio
 
Transporte nos animais
Transporte nos animaisTransporte nos animais
Transporte nos animais
 
Movimentos transmembranares
Movimentos transmembranaresMovimentos transmembranares
Movimentos transmembranares
 
9 transporte nas plantas
9   transporte nas plantas9   transporte nas plantas
9 transporte nas plantas
 
1 biodiversidade (2017)
1   biodiversidade (2017)1   biodiversidade (2017)
1 biodiversidade (2017)
 

Semelhante a 7 ciclos de vida

9 ciclos de vida
9   ciclos de vida9   ciclos de vida
9 ciclos de vida
margaridabt
 
Ciclos de vida
Ciclos de vidaCiclos de vida
Ciclos de vida
Patrícia Silva
 
9 ciclos de vida
9   ciclos de vida9   ciclos de vida
9 ciclos de vida
margaridabt
 
Ciclos de vida Fernando Bação
Ciclos de vida  Fernando BaçãoCiclos de vida  Fernando Bação
Ciclos de vida Fernando Bação
cienciasbio1geo2
 
Frente 3 módulo 1 classificação dos vegetais
Frente 3 módulo 1 classificação dos vegetaisFrente 3 módulo 1 classificação dos vegetais
Frente 3 módulo 1 classificação dos vegetais
Colégio Batista de Mantena
 
Frente 3 Módulo 1 Classificação dos vegetais
Frente 3 Módulo 1 Classificação dos vegetaisFrente 3 Módulo 1 Classificação dos vegetais
Frente 3 Módulo 1 Classificação dos vegetais
Colégio Batista de Mantena
 
Ciclos De Vida 3
Ciclos De Vida 3Ciclos De Vida 3
Ciclos De Vida 3
Cidalia Aguiar
 
Ciclos de vida
Ciclos de vidaCiclos de vida
Ciclos de vida
Claudia Martins
 
Algas e sua importância ecológica, econômica
Algas e sua importância ecológica, econômicaAlgas e sua importância ecológica, econômica
Algas e sua importância ecológica, econômica
Universidade Federal do Pará - UFPA
 
Ciclos vegetais
Ciclos vegetaisCiclos vegetais
Ciclos vegetais
savaro
 
Reprodução e desenvolvimento
Reprodução e desenvolvimentoReprodução e desenvolvimento
Bg 19 ciclos de vida
Bg 19   ciclos de vidaBg 19   ciclos de vida
Bg 19 ciclos de vida
Nuno Correia
 
Ciclos De Vida
Ciclos De VidaCiclos De Vida
Ciclos De Vida
Maria Almeida
 
Reprodução humana
Reprodução humanaReprodução humana
Reprodução humana
Claudia Leite
 
Excelente material para ministra aulas sobre vegetais indico aos colegas.
Excelente material para ministra aulas sobre vegetais indico aos colegas.Excelente material para ministra aulas sobre vegetais indico aos colegas.
Excelente material para ministra aulas sobre vegetais indico aos colegas.
diasferraciolli
 
Reprodução das plantas
Reprodução das plantasReprodução das plantas
Reprodução das plantas
supertrabalhos4
 
Reprodução
Reprodução Reprodução
Reprodução
ReproduçãoReprodução
Polipodium (Feto)
Polipodium (Feto)Polipodium (Feto)
Polipodium (Feto)
Mariana Ferreira
 
Ciclos de vida II.pptx
Ciclos de vida II.pptxCiclos de vida II.pptx
Ciclos de vida II.pptx
mariagrave
 

Semelhante a 7 ciclos de vida (20)

9 ciclos de vida
9   ciclos de vida9   ciclos de vida
9 ciclos de vida
 
Ciclos de vida
Ciclos de vidaCiclos de vida
Ciclos de vida
 
9 ciclos de vida
9   ciclos de vida9   ciclos de vida
9 ciclos de vida
 
Ciclos de vida Fernando Bação
Ciclos de vida  Fernando BaçãoCiclos de vida  Fernando Bação
Ciclos de vida Fernando Bação
 
Frente 3 módulo 1 classificação dos vegetais
Frente 3 módulo 1 classificação dos vegetaisFrente 3 módulo 1 classificação dos vegetais
Frente 3 módulo 1 classificação dos vegetais
 
Frente 3 Módulo 1 Classificação dos vegetais
Frente 3 Módulo 1 Classificação dos vegetaisFrente 3 Módulo 1 Classificação dos vegetais
Frente 3 Módulo 1 Classificação dos vegetais
 
Ciclos De Vida 3
Ciclos De Vida 3Ciclos De Vida 3
Ciclos De Vida 3
 
Ciclos de vida
Ciclos de vidaCiclos de vida
Ciclos de vida
 
Algas e sua importância ecológica, econômica
Algas e sua importância ecológica, econômicaAlgas e sua importância ecológica, econômica
Algas e sua importância ecológica, econômica
 
Ciclos vegetais
Ciclos vegetaisCiclos vegetais
Ciclos vegetais
 
Reprodução e desenvolvimento
Reprodução e desenvolvimentoReprodução e desenvolvimento
Reprodução e desenvolvimento
 
Bg 19 ciclos de vida
Bg 19   ciclos de vidaBg 19   ciclos de vida
Bg 19 ciclos de vida
 
Ciclos De Vida
Ciclos De VidaCiclos De Vida
Ciclos De Vida
 
Reprodução humana
Reprodução humanaReprodução humana
Reprodução humana
 
Excelente material para ministra aulas sobre vegetais indico aos colegas.
Excelente material para ministra aulas sobre vegetais indico aos colegas.Excelente material para ministra aulas sobre vegetais indico aos colegas.
Excelente material para ministra aulas sobre vegetais indico aos colegas.
 
Reprodução das plantas
Reprodução das plantasReprodução das plantas
Reprodução das plantas
 
Reprodução
Reprodução Reprodução
Reprodução
 
Reprodução
ReproduçãoReprodução
Reprodução
 
Polipodium (Feto)
Polipodium (Feto)Polipodium (Feto)
Polipodium (Feto)
 
Ciclos de vida II.pptx
Ciclos de vida II.pptxCiclos de vida II.pptx
Ciclos de vida II.pptx
 

Mais de margaridabt

1 a terra e os subsistemas terrestres
1   a terra e os subsistemas terrestres1   a terra e os subsistemas terrestres
1 a terra e os subsistemas terrestres
margaridabt
 
Critérios de avaliação
Critérios de avaliação Critérios de avaliação
Critérios de avaliação
margaridabt
 
Programação 11ºC - 2017-18
Programação 11ºC - 2017-18Programação 11ºC - 2017-18
Programação 11ºC - 2017-18
margaridabt
 
Regulação nervosa e hormonal nos animais
Regulação nervosa e hormonal nos animaisRegulação nervosa e hormonal nos animais
Regulação nervosa e hormonal nos animais
margaridabt
 
Kahoot biomoléculas e alimentação
Kahoot   biomoléculas e alimentaçãoKahoot   biomoléculas e alimentação
Kahoot biomoléculas e alimentação
margaridabt
 
8 vulcanologia
8   vulcanologia8   vulcanologia
8 vulcanologia
margaridabt
 
7 métodos estudo interior da terra
7   métodos estudo interior da terra7   métodos estudo interior da terra
7 métodos estudo interior da terra
margaridabt
 
Programação Anual 10º 2016/17
Programação Anual 10º 2016/17Programação Anual 10º 2016/17
Programação Anual 10º 2016/17
margaridabt
 
2 as rochas
2   as rochas2   as rochas
2 as rochas
margaridabt
 
1 intervenção do homem ...
1   intervenção do homem ...1   intervenção do homem ...
1 intervenção do homem ...
margaridabt
 
Critérios de classificação dos testes
Critérios de classificação dos testesCritérios de classificação dos testes
Critérios de classificação dos testes
margaridabt
 
Criterios avaliação 10 e 11 biologia geologia12biologia 2016 17
Criterios avaliação 10 e 11 biologia geologia12biologia 2016 17Criterios avaliação 10 e 11 biologia geologia12biologia 2016 17
Criterios avaliação 10 e 11 biologia geologia12biologia 2016 17
margaridabt
 
Temas 10ºano testes 11º
Temas 10ºano testes 11ºTemas 10ºano testes 11º
Temas 10ºano testes 11º
margaridabt
 
Programação anual 11ºB
Programação anual 11ºBProgramação anual 11ºB
Programação anual 11ºB
margaridabt
 
Criterios av. 10 11º biologia geologia 15-16
Criterios av. 10 11º biologia geologia 15-16Criterios av. 10 11º biologia geologia 15-16
Criterios av. 10 11º biologia geologia 15-16
margaridabt
 
Critérios classificação testes BG
Critérios classificação testes BGCritérios classificação testes BG
Critérios classificação testes BG
margaridabt
 
Programação anual 10º C
Programação anual 10º CProgramação anual 10º C
Programação anual 10º C
margaridabt
 
Trabalho biomoléculas
Trabalho biomoléculasTrabalho biomoléculas
Trabalho biomoléculas
margaridabt
 
Matriz exame bg 2015
Matriz exame bg 2015Matriz exame bg 2015
Matriz exame bg 2015
margaridabt
 
Programação 11º B 2014 15
Programação 11º B 2014 15Programação 11º B 2014 15
Programação 11º B 2014 15
margaridabt
 

Mais de margaridabt (20)

1 a terra e os subsistemas terrestres
1   a terra e os subsistemas terrestres1   a terra e os subsistemas terrestres
1 a terra e os subsistemas terrestres
 
Critérios de avaliação
Critérios de avaliação Critérios de avaliação
Critérios de avaliação
 
Programação 11ºC - 2017-18
Programação 11ºC - 2017-18Programação 11ºC - 2017-18
Programação 11ºC - 2017-18
 
Regulação nervosa e hormonal nos animais
Regulação nervosa e hormonal nos animaisRegulação nervosa e hormonal nos animais
Regulação nervosa e hormonal nos animais
 
Kahoot biomoléculas e alimentação
Kahoot   biomoléculas e alimentaçãoKahoot   biomoléculas e alimentação
Kahoot biomoléculas e alimentação
 
8 vulcanologia
8   vulcanologia8   vulcanologia
8 vulcanologia
 
7 métodos estudo interior da terra
7   métodos estudo interior da terra7   métodos estudo interior da terra
7 métodos estudo interior da terra
 
Programação Anual 10º 2016/17
Programação Anual 10º 2016/17Programação Anual 10º 2016/17
Programação Anual 10º 2016/17
 
2 as rochas
2   as rochas2   as rochas
2 as rochas
 
1 intervenção do homem ...
1   intervenção do homem ...1   intervenção do homem ...
1 intervenção do homem ...
 
Critérios de classificação dos testes
Critérios de classificação dos testesCritérios de classificação dos testes
Critérios de classificação dos testes
 
Criterios avaliação 10 e 11 biologia geologia12biologia 2016 17
Criterios avaliação 10 e 11 biologia geologia12biologia 2016 17Criterios avaliação 10 e 11 biologia geologia12biologia 2016 17
Criterios avaliação 10 e 11 biologia geologia12biologia 2016 17
 
Temas 10ºano testes 11º
Temas 10ºano testes 11ºTemas 10ºano testes 11º
Temas 10ºano testes 11º
 
Programação anual 11ºB
Programação anual 11ºBProgramação anual 11ºB
Programação anual 11ºB
 
Criterios av. 10 11º biologia geologia 15-16
Criterios av. 10 11º biologia geologia 15-16Criterios av. 10 11º biologia geologia 15-16
Criterios av. 10 11º biologia geologia 15-16
 
Critérios classificação testes BG
Critérios classificação testes BGCritérios classificação testes BG
Critérios classificação testes BG
 
Programação anual 10º C
Programação anual 10º CProgramação anual 10º C
Programação anual 10º C
 
Trabalho biomoléculas
Trabalho biomoléculasTrabalho biomoléculas
Trabalho biomoléculas
 
Matriz exame bg 2015
Matriz exame bg 2015Matriz exame bg 2015
Matriz exame bg 2015
 
Programação 11º B 2014 15
Programação 11º B 2014 15Programação 11º B 2014 15
Programação 11º B 2014 15
 

7 ciclos de vida

  • 1. CICLOS DE VIDA Margarida Barbosa Teixeira
  • 2. Ciclo de vida 2 O ciclo de vida é a sequência de transformações que podem ocorrer na vida de um ser vivo, desde que se forma até que produz descendência, para assegurar a sua continuidade. O ciclo de vida comporta 2 fases: desenvolvimento desde o ovo até à formação de um ser adulto. reprodução, ou seja, formação de novos indivíduos, os quais transportam a informação genética dos progenitores, transferida através dos gâmetas.
  • 3. Ciclo de vida 3 O ciclo de vida apresenta dois fenómenos complementares: meiose e fecundação. Durante a reprodução sexuada, no ciclo de vida ocorre uma alternância de fases nucleares – entidades de núcleo haploide alternam com entidades de núcleo diploide (a haplofase alterna com a diplofase). A haplofase (resultante da meiose) está compreendida entre a meiose e o momento da fecundação e a diplofase (resultante da fecundação) entre a fecundação e o momento da meiose.
  • 4. Ciclo de vida 4 O desenvolvimento da fase haploide em relação ao desenvolvimento da fase diploide depende do momento em que ocorre a meiose: meiose pós-zigótica (A) – ocorre no núcleo do zigoto; meiose pré-gamética (B) – ocorre na formação de gâmetas; meiose pré-espórica (C) – ocorre na produção de esporos.
  • 5. Ciclo de vida 5 A meiose pós-zigótica A meiose pré-gamética A meiose pré-espórica ocorre em ciclos de vida ocorre em ciclos de vida em ocorre em ciclos de vida em em que: que: que há: a entidade multicelular a entidade multicelular é uma entidade é haplonte, diplonte, multicelular haplonte, predomina a haplofase predomina a diplofase uma entidade multicelular diplonte. Não há predomínio de Ciclos Ciclos diplontes nenhuma fase sobre a outra. haplontes Ciclos
  • 6. Ciclo de vida 6 Atendendo ao desenvolvimento relativo das duas fases nucleares, os seres vivos classificam-se em seres haplontes (A), seres diplontes (B) haplodiplontes (C).
  • 7. Ciclo de vida 7 Meiose pós-zigótica Meiose pré-espórica Meiose pré-gamética Ser haplonte Ser haplodiplonte Ser diplonte
  • 8. Ciclo de vida - Espirogira 8 Alga verde, filamentosa, não ramificada. Habitat - água doce, formando massas flutuantes densas. Formada por agregados de células dispostas topo a topo. Cloroplasto em espiral. Reprodução: assexuada por fragmentação (em condições favoráveis – Primavera); sexuada (em condições desfavoráveis).
  • 9. Ciclo de vida - Espirogira 9 Dois filamentos colocam-se lado a lado e emitem protuberâncias; A união das protuberâncias, origina o tubo de conjugação; O conteúdo celular de uma célula desloca-se (gâmeta dador) pelo tubo de conjugação e une-se ao conteúdo da célula (gâmeta receptor) do outro filamento; Ocorre fecundação; Forma-se o ovo ou zigoto.
  • 10. Ciclo de vida - Espirogira 10 O zigoto rodeia-se de uma parede espessa e entra em latência – zigósporo, até que as condições do meio sejam favoráveis; Quando as condições são favoráveis o zigoto sofre meiose (meiose pós- zigótica), dando 4 núcleos; 3 núcleos degeneram; 1 núcleo sofre mitoses e origina novo filamento.
  • 11. Ciclo de vida - Espirogira 11 Meiose pós-zigótica Alternância de fases nucleares (haplóide mais desenvolvida) Fase haplóide multicelular Fase diplóide unicelular (zigoto) Organismo haplonte   Ciclo de vida haplonte
  • 12. Ciclo de vida - Espirogira 12 Reprodução: assexuada por fragmentação (em condições favoráveis – Primavera); sexuada (em condições desfavoráveis).
  • 13. Ciclo de vida - Espirogira 13
  • 14. Ciclo de vida - Polipódio 14 Habitat - locais húmidos. Planta sem sementes nem flores e com um caule subterrâneo (rizoma). Reprodução assexuada por fragmentação do rizoma. A planta adulta constitui o esporófito. Em determinadas alturas do ano, observam-se na página inferior das folhas, pontuações granulosas constituídas por pequenos sacos – os esporângios. O conjunto de vários esporângios denomina-se de soro.
  • 15. Ciclo de vida - Polipódio 15 Nos esporângios, as células-mãe dos esporos, por meiose, dão origem a esporos. A rutura do esporângio permite a dispersão dos esporos. O esporo ao cair na terra germina (início da geração gametófita) e dá origem ao gametófito – protalo – que possui vida livre. Nota: geração é a parte do ciclo de vida que se inicia com a germinação de uma célula, esporo ou zigoto, e termina com a produção de outro tipo de célula, zigoto ou esporo, diferente daquele que lhe deu início.
  • 16. Ciclo de vida - Polipódio 16 No protalo diferenciam-se os gametângios – arquegónios e anterídios que originam as oosferas e os anterozoides flagelados. A fecundação, dependente da água, origina um ovo ou zigoto (início da geração esporófita). O ovo, por mitoses e diferenciação celular origina a planta adulta - entidade mais representativa da geração esporófita.
  • 17. Ciclo de vida - Polipódio 17 Ocorre alternância de gerações – uma geração produtora de esporos (geração esporófita) alterna com uma geração produtora de gâmetas (geração gametófita).
  • 18. Ciclo de vida - Polipódio 18 Meiose pré-espórica Alternância de fases nucleares (diploide mais desenvolvida) Fases haploide e diploide com entidades multicelulares Alternância de gerações Organismo haplodiplonte    Ciclo de vida haplodiplonte
  • 19. Ciclo de vida – Planta com flor 19 M
  • 20. Ciclos de vida das plantas 20
  • 21. Ciclos de vida das plantas 21 M
  • 22. Ciclo de vida doHomem 22 Nas gónadas do adulto, ovário e testículo, formam-se, por meiose, os gâmetas, óvulos e espermatozoides. Por fecundação forma-se o zigoto. O zigoto sofre mitoses sucessivas e diferenciação, originando o embrião e posteriormente o indivíduo adulto.
  • 23. Ciclo de vida doHomem 23 Meiose pré-gamética Alternância de fases nucleares (diploide mais desenvolvida). Fases haploide unicelular (gâmetas) Fase diploide multicelular Organismo diplonte   Ciclo de vida diplonte
  • 24. Em síntese… 24 Ciclo de vida haplonte Meiose pós-zigótica; Os gâmetas são produzidos por mitose; O zigoto é a única célula diploide; Indivíduo adulto com células haploides; Maior extensão da haplofase; Ocorre em alguns fungos e protistas (ex: alga espirogira).
  • 25. Em síntese… 25 Ciclo de vida diplonte Meiose pré-gamética; Os gâmetas são as únicas células haploides; Indivíduo adulto constituído por células diploides; Maior extensão da diplofase; Ocorre em animais e em alguns protistas (Ex: alga bodelha).
  • 26. Em síntese… 26 Ciclo de vida haplodiplonte Meiose pré-espórica; Existem estruturas multicelulares haplóides e diplóides; A entidade multicelular diplóide é o esporófito, no qual se formam os esporos por meiose; A entidade multicelular haplóide é o gametófito, formado, por mitose, a partir do esporo; O gametófito produz gâmetas por mitose;
  • 27. Em síntese… 27 Ciclo de vida haplodiplonte Existe alternância de gerações – uma geração esporófita e uma geração gametófita Geração gametófita (n) – resulta do desenvolvimento de um esporo (n) e termina com a formação de gâmetas (n); Geração esporófita (2n) – inicia-se com o desenvolvimento do zigoto (2n) e termina aquando da formação dos esporos; Ocorre em plantas e em alguns protistas.
  • 28. Em síntese… 28 Ciclo de vida Haplonte Diplonte Haplodiplonte Meiose Pós-zigótica Pré-gamética Pré-espórica Indivíduo adulto Haploide Diploide Haploide e dipoóide Alternância de Haplófase mais Diplófase mais Haplofase e diplofase fases nucleares desenvolvida desenvolvida desenvolvidas (ambas incluem estruturas Alternância de ____________ ____________ multicelulares) Existe gerações Estruturas Indivíduo adulto Gâmetas Ind. adulto haploides Gâmetas (gametófito) Esporos Gâmetas Estruturas Zigoto Indivíduo adulto Ind. adulto diploides zigoto (esporófito) Zigoto