Apresentação do projeto

797 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
797
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
350
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação do projeto

  1. 1. Enquadramento do Projeto Forma de dar uma resposta eficaz às necessidades educativas apresentadas por alguns alunos do Agrupamento, no que se refere ao material a utilizar na leitura, introduzindo obras adequadas aos diferentes níveis de leitura e à diversidade dos perfis leitores, nomeadamente, dos que não têm acesso aos usuais suportes de leitura, por inibição física, mental ou outra. Permitir dotar as “Bibliotecas AEAljustrel”, de recursos adequados, em diferentes formatos acessíveis aos alunos com Necessidades Educativas Especiais e, simultaneamente, desenvolver boas práticas de promoção da leitura, respeitando as características e necessidades individuais dos seus utilizadores.
  2. 2. Grupo alvo Vinte alunos, os quais apresentam necessidades específicas: atraso global de desenvolvimento, perturbações específicas da linguagem (PEL), paralisia cerebral (PC) e perturbações do espectro do autismo. Problemáticas apresentadas/Materiais de Leitura Centro Escolar Vipasca Problemática Atraso Global de Desenvolvimento Nº de Alunos 1 Materiais de Leitura - Histórias simples; -Exploração de imagens; -Exploração de sons e rimas; -Histórias com símbolos; -Livros Digitais, -Audiolivros.
  3. 3. E.B2,3 Dr. Manuel de Brito Camacho Ciclo Problemática Nº de Alunos 2 1 Défice Cognitivo/Deficiência Auditiva 2ºciclo Défice Cognitivo Atraso Global de Desenvolvimento 1 Materiais de Leitura -Histórias simples; -Histórias curtas; -Exploração de imagens; -Exploração de sons e rimas; -Livros digitais; - Livros em SPC; -Audiolivros. Défice Cognitivo 3ºciclo 4 Perturbação do Desenvolvimento 1 Défice Cognitivo/Baixa Visão 2 -Histórias simples; -Exploração de imagens; -Exploração de sons e rimas; -Livros Digitais; - Histórias com carateres aumentados; -Audiolivros. Escola Secundária Problemática Nº de Alunos 2 Défice Cognitivo Materiais de Leitura - Histórias simples; - Histórias curtas; - Exploração de imagens; -Livros Digitais; -Audiolivros.
  4. 4. Unidade de Apoio Especializado à Multideficiência e Surdocegueira Congénita Ciclo Problemática Nº de Alunos Materiais de Leitura - Histórias em SPC; - Histórias com imagens; - Histórias com carateres aumentados; - Histórias audiovisuais; - Livros de iniciação à leitura e escrita (com ilustrações adequadas à faixa etária); - Exploração de imagens. 1ºciclo Multideficiência 1 1ºciclo Trissomia 21 1 2ºciclo Comprometimento Completo na Linguagem Atraso Psicomotor Perturbação do espectro do Autismo Défice cognitivo/Perturbação Global de Desenvolvimento Défice Cognitivo/Displasia Cortical 3ºciclo 3ºciclo 3ºciclo 1 1 1 1
  5. 5. Organização do Projeto Objetivos Gerais Proporcionar oportunidades de aprendizagem a todos os alunos;  Desenvolver o espírito de inclusão dos alunos com NEE, nas atividades desenvolvidas na Biblioteca; Elevar os sentimentos de autoconfiança e autoestima, nos alunos com NEE;  Motivar os alunos com NEE para a leitura;  Promover o desenvolvimento de competências leitoras dos alunos com NEE, em diversos tipos de suporte; Promover a interação entre a linguagem verbal, por símbolos e outras;  Promover o desenvolvimento de competências ao nível da linguagem;  Desenvolver o processamento auditivo da informação.
  6. 6. Estratégias/Atividades Estabelecimento de uma calendarização regular das atividades, ao longo do ano; Planificação conjunta de atividades, de caráter regular e sistemático, pelos professores das turmas, pelos professores de Educação Especial e pela Professora Bibliotecária;  Realização de atividades específicas para alunos com NEE, de acordo com as suas capacidades e necessidades e com recurso a materiais de leitura adequados às mesmas; Recurso a equipamentos e software específico, adequados à especificidade dos alunos envolvidos e com vista ao desenvolvimento de competências ao nível da leitura;  Promoção de atividades lúdicas de leitura, com recurso e exploração de livros diversificados;  Aumento da requisição domiciliária de obras que possam ser lidas/observadas e comentadas pelos alunos com NEE, no seu contexto familiar; Conversas regulares com os alunos acerca dos livros que leem ou ouvem contar; Apoio e acompanhamento das turmas em que os alunos estão integrados procurando que as atividades a desenvolver na Biblioteca, com os grupos, possam ser executadas pelos alunos com NEE de forma adequada às suas problemáticas; Elaboração de histórias simples pelos alunos do ensino regular e sua transposição para SPC;  Constituição de grupos de dimensão variável, de acordo com as suas competências e necessidades, para a adequação das atividades e a sua realização de forma regular.
  7. 7. Implementação 2013/2014 e 2014/2015; De forma contínua e de acordo com os horários dos alunos;  Divulgação sistemática. Recursos Humanos/Intervenientes Trabalho contínuo e articulado entre os seguintes intervenientes:  Professores de Educação Especial; Professores titulares de turma/diretores de turma; Professora Bibliotecária;  Equipa da Biblioteca;  Assistente operacional da Unidade;  Animadora da Biblioteca Municipal que se encontra a desenvolver uma Tese de Mestrado neste âmbito; Pais/Encarregados de Educação.
  8. 8. Recursos Materiais  Audiolivros;  Livros digitais;  Livros em SPC; Livros adaptados à faixa etária dos alunos, devido à heterogeneidade do grupo ao nível do seu estado de desenvolvimento;  Hardware e software adaptado e outros materiais de apoio; Jogos específicos à aprendizagem da leitura e da escrita; Jogos específicos de estimulação da capacidade de concentração/atenção;  Programa SPC. Avaliação A avaliação do projeto realizar-se-á através de uma observação naturalista, da análise dos relatórios produzidos pelos docentes de Educação Especial, da apreciação dos materiais produzidos e da aplicação de questionários a todos os adultos envolvidos e aos alunos com capacidade de resposta; Trimestralmente, aquando da avaliação do PAA em Conselho Pedagógico;  No final do ano letivo, através da elaboração de um relatório final.
  9. 9. Para uma educação inclusiva!

×