SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 110
Baixar para ler offline
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
Professora: LILA DONATO 
Aula 01
“ O passado é uma lição para se meditar, não para se reproduzir.” 
Mário de Andrade (1893-1945) 
Apresentação 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
1 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
Retrato de Mário de Andrade, pelo pintor Lasar Segall.
Apresentação 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
1 
PréHistória 
Antiguidade 
Antiguidade clássica 
Idade Moderna 
Atualidade 
Idade Média 
Idade Contemporânea 
-mesolítico 
-neolítico 
-Grécia antiga 
-Roma antiga 
-jardins renascentistas 
-jardins barrocos 
-jardins rococó & neoclássicos 
-Egito 
-Mesopotâmia 
(Babilônios & Persas) 
-jardins monacais 
-jardins mouriscos 
(Persas + Romanos) 
-jardins de castelos 
-jardins modernos 
-jardins modernistas 
LINHA DO TEMPO ●LINHA DO TEMPO ●LINHA DO TEMPO 
antes de 3500 a.C. 
700 a.C. –300 d.C. 
séc. XVI ao séc. XIX 
depois do séc. XX 
3500 a.C. –500 a.C 
500 –1500 d.C. 
séc. XX
“A história da humanidade é escrita sobre a paisagem. Cada civilização, cada império que passou deixou sua marca de alguma maneira importante. As pessoas há milênios sentem a necessidade de construir e criar, não apenas para atender às necessidades primárias de alimentação, abrigo e companhia, mas também para edificar monumentos gloriosos que simbolizem suas ambições coletivas.” 
Apresentação 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
1 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
WATERMAN, Tim. Fundamentos de paisagismo. PA: Bookman, 2010. 
The Garden ofEden.
“A paisagemé um conjunto de cenários naturais ou artificiais onde o homem é, além de um observador, um transformadordesses elementos que compõe o sítio” 
Conceitos 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
2 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
LIMBERGEER, Santos. 
2000, pg.1
Conceitos 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
2 
latim 
pagus 
francês 
paysage 
território rural 
ou 
Paisagem: 
•tudo aquilo que vemos ou que nossa visão alcança; 
•domínio do visível e de natureza heterogênea, que é constituído por formas, volumes, cores, movimentos, sons e odores. 
PAISAGEM
Conceitos 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
2 
De modo mais específico, paisagemé uma combinação dinâmica de elementos naturais e antrópicos, inter-relacionados e interdependentes, que, em determinado espaço, tempo e momento social, formam um conjunto único e indissociável, em equilíbrio ou não; produzindo sensações estéticas.
Conceitos 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
2 
Quando ainda não foi mudada pelo esforço humano, e é resultado da evolução das condições naturais (estrutura geológica, relevo, clima, hidrografia, etc.), sem qualquer interferência antrópica, então diz-se que é uma paisagemnatural.
Conceitos 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
2 
Quando ela é inteira ou parcialmente produzida pelo homem, que altera o espaço natural, então diz-se que é uma paisagem artificial.
“Paisagismoé uma ciência e uma arte que estuda o ordenamento do espaço exterior em função das necessidades atuais e futuras, e dos desejos estéticos do homem” 
Conceitos 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
2 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
LIMBERGEER, Santos. 
2000, pg.1
Conceitos 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
2 
OpaisagismocorrespondeaoconjuntodetrabalhosdeconfiguraçãoqueoHomemfaznoentornoaberto,istoé,detodaconfiguraçãodapaisagemcircundante,nãosóemtermosdevegetação,mastambémemrelaçãoàágua,aomobiliárioeequipamentosurbanos,aosserviçosdecomunicaçãovisualdacidade,entreoutros. 
vegetação 
água 
escultura 
passeios 
mobiliário 
iluminação
Espaços livressão todos os espaços não edificados – ruas, pátios, largos, praças, parques, etc. 
Conceitos 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
2 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO
Conceitos 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
2 
Os espaços livres são criados quando dois ou mais edifícios são erguidos próximos uns aos outros. 
Também são espaços livresos espaços que circundam uma casa, dentro dos limites do lote.
Conceitos 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
2 
PRAÇAS 
São um dos elementos principais da configuração urbana, tendo as edificações mais importantes, da cidade, implantadas ao seu redor. 
JARDINS 
Podem ser públicos ou privados, e desde a antiguidade faziam parte da composição das residências de nobres e dos palácios. 
PARQUES 
São espaços livres públicos, estruturados por vegetação, e dedicados ao lazer da massa urbana. 
Comportam muitas variações: parque temático, parque de diversões, parque ecológico, etc. 
ESPAÇOS LIVRES
Os jardins... 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
3 
8EplantouoSenhorDeusumjardimnoÉden,doladooriental;epôsaliohomemquetinhaformado.9EoSenhorDeusfezbrotardaterratodaaárvoreagradávelàvista,eboaparacomida;eaárvoredavidanomeiodojardim,eaárvoredoconhecimentodobemedomal. 10EsaíaumriodoÉdenpararegarojardim;edalisedividiaesetornavaemquatrobraços.11OnomedoprimeiroéPisom;esteéoquerodeiatodaaterradeHavilá,ondeháouro.12Eoourodessaterraébom;aliháobdélio,eapedrasardônica.13EonomedosegundorioéGiom;esteéoquerodeiatodaaterradeCuxe.14EonomedoterceirorioéTigre;esteéoquevaiparaoladoorientaldaAssíria;eoquartorioéoEufrates.15EtomouoSenhorDeusohomem,eopôsnojardimdoÉdenparaolavrareoguardar.16EordenouoSenhorDeusaohomem,dizendo:Detodaaárvoredojardimcomeráslivremente, 17masdaárvoredoconhecimentodobemedomal,delanãocomerás; porquenodiaemquedelacomeres,certamentemorrerás.(Genesis2) 
BÍBLIA SAGRADA ●BÍBLIA SAGRADA ●BÍBLIA SAGRADA
Os jardins... 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
3 
BÍBLIA SAGRADA ●BÍBLIA SAGRADA ●BÍBLIA SAGRADA 
Jan Brueghel. Adãoe Eva no paraíso. (c.1610-15)
Os jardins... 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
3 
hebraico 
gar 
(proteger, defender) 
hebraico 
eden 
(prazer, encantamento) 
Jardim: 
•um lugar perfeito, de harmonia, beleza e satisfação, onde uma pessoa se sente segura e confortável. 
inglês 
garden 
(jardim) 
JARDIM
Os jardins... 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
3 
“Areuniãodeelementosvivoseinertes,arranjadoscombasetécnicaeestética,comafinalidadedeornamentaretornaroambienteagradávelaohomem.” 
“Osjardinscorrespondemaoenquadramentodepaisagenscultivadaspelosehumanocomamarcantepresençadavegetaçãonoimaginárioocidental.”(SEGAWA) 
“Fazerumjardimémuitasvezescriarmicroclimas,harmonizá- los,mantendosemprevivaaconcepçãodequenessasassociaçõesasplantassecolocamladoalado,quasequenumarelaçãodenecessidade”(BURLEMARX) 
JARDIM
Os jardins... 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
3 
A história da arte dos jardins, em sua trajetória, tem suas origens no oriente, com posterior difusão para o ocidente. Fatores econômicos, sociais, religiosos, em cada momento, influenciam na história dos jardins. 
JARDIM
Os jardins... 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
3 
UTILITÁRIOS 
FUNÇÕES DOS JARDINS 
ORNAMENTAIS 
são determinados pela sociedade, relativamente ao aspecto do suprimento de sua necessidades básicas 
são voltados para o estético
Os jardins... 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
3 
PRESERVATIVA 
de espécies vegetais e animais 
(ambientalismo) 
ATENUANTE 
ajuda a amenizar e controlar os fatores ambientais como o calor, os ruídos, os ventos, etc. 
DECORATIVA 
contribui para o resultado plástico de um conjunto arquitetônico ou urbanístico 
ESTRUTURAL 
-contenção de terra (taludes); 
-cercas vivas 
(muros vegetais) 
RECREATIVA 
qualifica uma área como adequada para a recreação e o lazer –passivo (lúdico) ou ativo (esportivo) 
LUCRATIVA 
valoriza economicamente uma propriedade imobiliária 
FUNÇÕES DOS JARDINS
Os jardins... 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
3 
aqueles cuja manutenção está a cargo dos poderes públicos e se destinam ao uso e deleite do povo 
aqueles de propriedade privada, de uso familiar ou de uma comunidade específica 
aqueles construídos para atender às necessidades de um grupo social, estando vinculados a instituições específicas (igrejas, condomínios, clubes, cemitérios...) 
TIPOS DE JARDINS 
PÚBLICOS 
PRIVADOS 
COLETIVOS
Pré-História(antes de 3500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
4 
as ocupações humanas mais primitivas já alteravam a paisagem natural, conferindo-lhe significado simbólico 
os primeiros jardins surgem com o surgimento da agricultura no período Neolítico, cerca de 10.000 a.C. 
Assentamento neolítico de SkaraBrae, Ilhas Orkney, Escócia, 5000 a.C.
Pré-História 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
4 
Dolmende São Geraldo, Portugal.
Pré-História 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
4 
Stonehenge, Wiltshare, Inglaterra –c. 3100-1900 a.C.
Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
5 
Mapa do paraíso terrestre. 
Mapa da Mesopotâmia.
Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
5 
A Babilônia de Nabucodonosor. Muros de Ishtar. 
BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA 
BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA
Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
5 
Os jardins suspensos com a Torre de Babel ao fundo. (séc. XIX) 
BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA 
BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA 
JARDINS SUSPENSOS
Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
5 
Jardins suspensos em zigurat... 
BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA ●NÍNIVE 
Jardins suspensos em zigurat... 
JARDINS SUSPENSOS
Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
5 
(abaixo) Croqui de um baixo relevo no Palácio Norte de Ashurbanipal 
(669-631 a.C.), em Nínive. 
(acima) Jardins suspensos, segundo a interpretação do sécXX. 
BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA 
BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA 
JARDINS SUSPENSOS
Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
5 
•reprodução de um cenário natural distante 
•busca do paraíso terreno 
•jardins encerrados em muros altos 
•irrigados por um complexo sistema de bombeamento de água e canais de irrigação 
•utilização de espécies exóticas 
Gravura ilustrando as prováveis ruínas do Palácio de Nabucodonosor, que teria várias plataformas elevadas, exuberantemente ajardinadas. 
BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA 
BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA 
JARDINS SUSPENSOS
Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
5 
•jardins encerrados em muros 
•proteção 
•relaxamento, contemplação, meditação, lazer, luxo, amor 
Ilustração de um jardim persa. 
(ou iranianos) 
JARDINS PERSAS 
Iraniano 
pari-daiza 
(paraíso) 
tradição literária
Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
5 
•ênfase nas estruturas edificadas 
Diagrama esquemático de um jardim persa. 
1-palácio; 2-canteiros de flores; 3-fonte ou espelho d’água; 4-calçadas e passeios; 5-árvores. 
(ou iranianos) 
JARDINS PERSAS 
FORMAIS 
CASUAIS 
•ênfase nos elementos da natureza 
•seguem regras básicas de composição que têm por objetivo maximizar os efeitos emocionais e os resultados funcionais do que pode ser feito no jardim 
1 
2 
3 
4 
5
Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
5 
ELEMENTOS: 
•água 
•luz e sombra 
•pavilhões e coretos 
•sistemas de irrigação 
•qanat(irrigação por calhas enterradas); 
•aquíferos (reservatórios de água); 
•poços 
•pátios com colunas e arcos 
Ilustração de um jardim persa. 
(ou iranianos) 
JARDINS PERSAS 
PREOCUPAÇÃO ESTÉTICA
Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
5 
(ou iranianos) 
JARDINS PERSAS 
Hayāt 
-público 
-ênfase na estética (sobre a função) 
Meidān 
-público 
-formal 
-ênfase nas espécies vegetais 
ChaharBāgh 
-privado 
-formal 
-quadrantes definidos por caminhos 
-funcionais 
Parque 
-público 
-lazer público 
-socialização e relaxamento 
-poucos equipamentos 
Bāgh 
-ênfase na vegetação 
-anexo à habitação 
-funcionais (lazer e relaxamento em família) 
ESTILOS:
Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
5 
(ou iranianos) 
JARDINS PERSAS 
Eram Garden, Shiraz, Irã.
Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
5 
(ou iranianos) 
JARDINS PERSAS 
Jardim do Palácio de Golestan. Complexo de Qajar, Irã.
Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
5 
(ou iranianos) 
JARDINS PERSAS 
Jardins do mausoléu Taj Mahal
Egito (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
6 
•Rio Nilo →enchentes →fertilização do solo 
•complexo sistema de canais de irrigação a partir do Nilo
Egito (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
6 
•inicialmente os jardins eram apenas pomares e hortas, para subsistência familiar 
•com o enriquecimento do país, os jardins passaram a ser grandiosos, chegando a níveis de monumentalidade e majestade superiores às próprias habitações
Egito (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
6 
PALACIANOS 
-grandes 
-planta geométrica 
-piscinas grandes e em grande número 
-plantas exóticas 
RECREATIVOS 
-típicos nas residências de luxo 
-forma padronizada: tanque central com peixes coloridos, rodeado por flores, e por árvores 
RELIGIOSOS 
-nos templos 
-grande variação de espécies vegetais –em especial as plantas com valor simbólico- religioso 
-podiam ser longilíneos, conectando dois templos 
ESTILOS: 
FUNERÁRIOS 
-versões em miniatura dos jardins residenciais
Egito (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
6 
ELEMENTOS: 
•tanques e piscinas 
•sombras 
•cores 
•aromas 
•árvores frutíferas 
•plantas exóticas 
GEOMETRIA E SIMETRIA
Egito (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
6 
Jardins de Sennefer.
Egito (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
6 
Jardins do túmulo de Nebamun.
Egito (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
6 
As colunas eram decoradas com capitéis que representavam formas vegetais. 
Palmiforme 
Papiroforme
Egito (3500 a.C. –500 a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
6 
As colunas eram decoradas com capitéis que representavam formas vegetais. 
Lotiforme 
Império Novo
Grécia Antiga (séc. VII –V a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
7 
Afrescos no Palácio de Cnossosmostrando uma vegetação exótica e abundante. 
PERÍODO EGEU 
PERÍODO CLÁSSICO 
•Civilização Minóica 
•pinturas - afrescos 
•paisagens silvestres 
•possível influência egípcia 
•centrado no homem – racional e sóbrio 
•figuras geométricas 
•proporções matemáticas 
•simetria 
•mais ornamental que utilitário
Grécia Antiga (séc. VII –V a.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
7 
Jardins ao redor do templo de Hephaestus, em Atenas. As plantas atuais seguem a modulação original das golas. 
PERÍODO CLÁSSICO 
•pátios internos –os peristilos 
•plantas em grandes vasos cerâmicos dispostas no pátio em intervalos regulares, de forma simétrica 
•residências com aberturas voltadas para o pátio interno 
•vegetação ao redor dos templos, em grandes vasos ou golas 
•aarquitetura é parte do tratamento paisagístico 
•influências egípcias e persas 
Tesouro de Atenas, Delfos.
Roma Antiga (séc. I –III d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
8 
HORTUS 
JARDINS RECREATIVOS 
•destinados ao cultivo de legumes, ervas, frutas e flores. 
•horta 
•residências variadas (grandes e pequenas, ricas e pobres) 
•subsistência 
•apareceram somente no final do séc. II a.C. 
•estátuas 
•pergolados 
•fontes 
•bancos 
•balneários 
•residências de alto poder aquisitivo
Roma Antiga (séc. I –III d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
8 
John William Waterhouse(1849-1917). No peristilo. 
Os jardins romanosforam, em essência, releituras e aperfeiçoamentos dos jardins gregos. 
•peristilos 
•plantas em vasos ou golas 
•composições geométricas e simétricas 
•mais ornamental que utilitário 
•voltados para o lazer, meditação e contemplação 
•definiam o status e a importância da família
Roma Antiga (séc. I –III d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
8 
Peristilode uma domusromana.
Roma Antiga (séc. I –III d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
8 
Peristiloda domusromana.
Roma Antiga (séc. I –III d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
8 
CASA DO FAUNO 
POMPÉIA
Roma Antiga (séc. I –III d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
8 
CASA DO FAUNO (POMPÉIA)
Roma Antiga (séc. I –III d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
8 
CASA DO FAUNO (POMPÉIA)
Roma Antiga (séc. I –III d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
8 
•clima e topografia acidentada 
•jardins terraceadose escalonados 
•sequência de pátios ajardinados 
•ojardimé uma extensão das arquiteturas nas villasna periferia nobre de Roma 
•harmonia entre a natureza ordenada e a silvestre 
•uso de estatuária 
•vegetação de formas expressivas 
JARDINS RECREATIVOS 
Ruínas da Villa Jovis, Capri (início do séc. I d.C.)
Roma Antiga (séc. I –III d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
8 
VILLA ADRIANA 
•300 ha nas cercanias de Roma 
•sequência de espaços interligados e autônomos 
•pátios e jardins justapostos com sentido de finitude 
•construções e espaços livres interdependentes 
•adaptação à topografia local 
•jogos e práticas esportivas 
Maquete de reconstrução da Villa Adriana (118-38 d.C.)
Roma Antiga (séc. I –III d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
8 
Villa Adriana (118-38 d.C.)
Roma Antiga (séc. I –III d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
8
Roma Antiga (séc. I – III d.C.) 
A u l a 0 1 
Prof. Lila Donato 
B R E V E H I S T Ó R I C O D O P A I S A G I SMO N O MU N D O 
8
Roma Antiga (séc. I –III d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
8
Roma Antiga (séc. I –III d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
8
Roma Antiga (séc. I –III d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
8
Roma Antiga (séc. I –III d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
8
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
Na Idade Média, os jardins praticamente desapareceram, reduzindo-se a áreas confinadas em claustrose destinadas ao cultivo. 
O luxo e o requinte do Império Romano foram abandonados, e uma nova hierarquia de valores surgiu. 
Ilustração de uma cidade medieval.
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
Detalhe de um jardim mourico. 
JARDINS MONACAIS 
JARDINS MOURISCOS 
•nos claustros dos mosteiros. 
•essencialmente funcionais 
•composições geométricas e simétricas 
•subsistência 
•nos grandes palácios e/ou castelos 
•hispano-árabes 
•composições livres de regras, orgânicas ou geométricas 
•água – elemento essencial
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
•as igrejas e mosteiros eram os centros de toda a atividade social 
•qualquer espaço útil tinha um uso funcional: 
•alimentos e hortaliças 
•ervas aromáticas e medicinais 
•árvores frutíferas 
•flores 
•viveiros de peixes 
•pássaros (livres ou em gaiolas) 
•locais para banho 
Planta ilustrativa de um jardim monacal. 
JARDINS MONACAIS
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
Claustro e jardim do Mosteiro de Tibães, Portugal. 
JARDINS MONACAIS
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
Claustro e jardim do Mosteiro da Batalha, Portugal. 
JARDINS MONACAIS
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
Atual praça do Mosteiro dos Jerónimos, Portugal. 
JARDINS MONACAIS
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
Claustro do Mosteiro dos Jerónimos, Portugal. 
JARDINS MONACAIS
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
Jardins do Palácio de Alhambra, Granada, Espanha. 
JARDINS MOURISCOS 
•hispano-árabes –fusão das culturas árabe e espanhola, em decorrência da fixação dos árabes na Espanha 
•água –elemento essencial de composição (climatização e paisagem sonora) 
•plantas aromáticas – paisagem olfativa 
•variação de cores (plantas e flores) 
•uso de azulejaria
“No século VI, na Espanha, os árabes criaram os chamados "jardins da sensibilidade" que se caracterizavam pela água, cor e perfume, com os objetivos de sedução e encantamento. O emprego de canais, fontes e pequenos regatos formavam um aspecto hidráulico para a irrigação e para amenizar o calor, além do aspecto de ornamentação destes jardins. A cerâmica e o azulejo eram bastante utilizados. As espécies vegetais mais cultivadas foram os jasmins, os cravos, os jacintos, as alfazemas, as rosas, as primaveras e as anêmonas.” 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
in: http://www.jardimdeflores.com.br/ 
Pergolado colorido do Palácio de Alhambra. 
Idade Média (500-1500 d.C.) 
9 
JARDINS MOURISCOS
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
Jardins do Palácio de Alhambra, Granada, Espanha. 
JARDINS MOURISCOS
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
JARDINS MOURISCOS 
Jardins do Palácio de Alhambra, Granada, Espanha.
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
JARDINS MOURISCOS 
Jardins do Palácio de Alhambra, Granada, Espanha.
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
JARDINS MOURISCOS 
Jardins do Palácio de Alhambra, Granada, Espanha.
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
JARDINS MOURISCOS 
Jardins do Palácio de Alhambra, Granada, Espanha.
Idade Média (500-1500 d.C.) 
A u l a 0 1 
Prof. Lila Donato 
B R E V E H I S T Ó R I C O D O P A I S A G I SMO N O MU N D O 
9 
Enquanto os jardins 
desapareceram da 
paisagem urbana, e 
passaram a ficar 
confinados entre muros, 
por sua vez, apareceram 
as praças, que se 
tornaram espaços 
importantes na cidade, 
devido às funções que 
desempenhavam. 
PRAÇAS 
Piazza del Campo, Siena, Itália.
Idade Média (500-1500 d.C.) 
A u l a 0 1 
Prof. Lila Donato 
B R E V E H I S T Ó R I C O D O P A I S A G I SMO N O MU N D O 
9 
PRAÇAS 
Piazza dele Erbe e dei Signori, Verona, Itália. 
PRAÇA DO 
MERCADO 
PRAÇA DA 
IGREJA 
• no centro da 
urbe ou junto à 
rua principal 
• rodeada de 
edifícios de 
altura 
semelhante 
•galerias por 
baixo dos 
edifícios 
• formas muito 
variáveis 
•ampliação da 
área de alcance 
das missas 
• reunião e 
convívio de fiéis
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
PRAÇAS 
Piazza Garibaldi, Carpi, Itália.
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
PRAÇAS 
Piazza dell'Anfiteatro,Lucca, Itália.
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
PRAÇAS 
Praça do Comércio, Lisboa, Portugal.
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
PRAÇAS 
Praça do Comércio, Lisboa, Portugal.
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
PRAÇAS 
Praça do Comércio, Lisboa, Portugal.
Idade Média (500-1500 d.C.) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
9 
PRAÇAS 
Praça do Comércio, Lisboa, Portugal.
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
Leonardo da Vinci, Leda e o Cisne. 
A partir do século XVI as praças e os jardins passaram a ter maior importância no espaço urbano. 
Nessa fase adquiriram valor estético e utilitário, principalmente na Itália, Françae Inglaterra, onde se transformaram em elementos fundamentais de composição da cidaderenascentista e barroca.
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
Rafael, Sonho do cavaleiro. 
•período de transição dos jardins murados para os jardins abertos 
•fontes de inspiração: 
•domuse villasromanas 
•técnica hidráulica espanhola 
•influência medieval –pomares e hortas (subsistência); plantas de valor utilitário e ornamental 
•projeto anterior à execução 
•modulação classicista e antropocentrismo
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
Châteauet Jardins de Villandry. 
FRANCESES 
INGLESES 
ITALIANOS 
Jardim Giusti, Verona, Itália. 
Jardim inglês.
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
Jardim do Palácio Giusti, Verona, Vêneto. 
JARDINS ITALIANOS 
•eraminspiradosnosjardinsdaRomaAntiga; 
•colinaseencostas–vistaspanorâmicasebomclima; 
•manteneçãodorelevonatural-usodeescadariaseterraçosacompanhadosdecorredeirasdeágua; 
•eramtidoscomocentrosderetirointelectual;
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
Villa Lante, Bagnaia, Itália. 
JARDINS ITALIANOS 
•união dos jardins à casa por meio de galerias externas e prolongamentos arquitetônicos; 
•projeto feito com régua e compasso → simetria de linhas geométricas; 
•fortes contrastes entre as formas naturais e as criadas pelo homem; 
•vegetação tinha importância secundária 
estátuas 
fontes monumentais
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
Villa Lante, Bagnaia, Itália. 
JARDINS ITALIANOS
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
Villa Lante, Bagnaia, Itália. 
JARDINS ITALIANOS
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
Villa Giulia, Roma, Itália. 
JARDINS ITALIANOS
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
Villa Giulia, Roma, Itália. 
JARDINS ITALIANOS
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
Villa Giulia, Roma, Itália. 
JARDINS ITALIANOS
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
JARDINS FRANCESES 
•inicialmente inspirados nos jardins medievais –canteiros com flores, ervas medicinais e hortas de subsistência; 
•novas ideias foram introduzidas por arquitetos italianos que trabalhavam na corte francesa; 
•em termos de desenho de canteiros os jardins franceses tiveram características semelhantes aos jardins italianos, porém, sem o abundante uso de estátuas e fontes –a vegetação ganha importância. 
Jardim do Châteaude Villandry, Vale do Loire, França.
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
JARDINS FRANCESES 
•rígida distribuição axial, simetria e perspectiva; 
•geometria: nos caminhos e passeios, bem como na vegetação; 
•topiarias 
•magestadee monumentalidade; 
•André Le Notrê–Palácio de Versalhes. 
Jardim do Palácio de Versailles, Paris, França.
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
JARDINS FRANCESES 
Jardins do Châteaude Villandry, Vale do Loire, França.
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
JARDINS FRANCESES 
Jardins do Châteaude Villandry, Vale do Loire, França.
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
JARDINS FRANCESES 
Jardins do Palácio de Versailles, Paris, França.
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
JARDINS FRANCESES 
Jardins do Palácio de Versailles, Paris, França.
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
JARDINS FRANCESES 
Jardins do Palácio de Versailles, Paris, França.
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
JARDINS INGLESES 
•imitação da natureza em seu traçado livre e sinuoso 
•água: lagos ou riachos, naturais ou artificiais; 
•ainspiração vem dos nos jardins chineses, tidos como "jardins paisagísticos”; 
•irregularidade e a falta de simetria nos caminhos, que passam a ser planejados com maior liberdade; 
Jardim Inglês. 
Criar paisagens mais naturais do que a própria natureza!
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
JARDINS INGLESES 
•jardim lírico 
•gosto pelo exótico –busca de plantas oriundas de várias partes do mundo 
•os parques urbanos são valorizados como ilhas verdes em meio à árida malha urbana 
•valorização do natural, minimização dos elementos arquitetônicos 
•objetivo: que as pessoas percebessem como jardim toda a natureza que estava ao seu redor.
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
Aula 01 
Prof. Lila Donato 
BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 
10 
JARDINS INGLESES 
Sir William Chambers. 
Pagode no Royal BotanicalGardens, Londres, Inglaterra.
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
A u l a 0 1 
Prof. Lila Donato 
B R E V E H I S T Ó R I C O D O P A I S A G I SMO N O MU N D O 
10 
JARDINS INGLESES 
Henry Hoare (1705-1785). 
Stourhead (1725-43), Wiltshire, Inglaterra.
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
A u l a 0 1 
Prof. Lila Donato 
B R E V E H I S T Ó R I C O D O P A I S A G I SMO N O MU N D O 
10 
JARDINS INGLESES 
William Kent (1685-1748). 
Rousham Park, Oxforshire, Inglaterra.
Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) 
A u l a 0 1 
Prof. Lila Donato 
B R E V E H I S T Ó R I C O D O P A I S A G I SMO N O MU N D O 
10 
JARDINS INGLESES 
Humphry Repton (1752-1818). 
Sheringam Park, Norfolk, Inglaterra.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.Lila Donato
 
Jardins dos Estados Unidos – Século XIX
Jardins dos Estados Unidos – Século XIXJardins dos Estados Unidos – Século XIX
Jardins dos Estados Unidos – Século XIXARQ210AN
 
Tipos vegetais aplicados ao paisagismo
Tipos vegetais aplicados ao paisagismoTipos vegetais aplicados ao paisagismo
Tipos vegetais aplicados ao paisagismoAngélica Vidal
 
2. paisagismo evol hist
2. paisagismo   evol hist2. paisagismo   evol hist
2. paisagismo evol histAna Cunha
 
Historia dos jardins
Historia dos jardins Historia dos jardins
Historia dos jardins ANTONIO NETTO
 
1. Introdução e jardins clássicos.pdf
1. Introdução e jardins clássicos.pdf1. Introdução e jardins clássicos.pdf
1. Introdução e jardins clássicos.pdfsusana942908
 
Estudo preliminar terreno e seus condicionantes
Estudo preliminar   terreno e seus condicionantesEstudo preliminar   terreno e seus condicionantes
Estudo preliminar terreno e seus condicionantesRômulo Marques
 
3. Franceses, ingleses, japoneses e portugueses (1).pdf
3. Franceses, ingleses, japoneses e portugueses (1).pdf3. Franceses, ingleses, japoneses e portugueses (1).pdf
3. Franceses, ingleses, japoneses e portugueses (1).pdfsusana942908
 
Elementos utilizados para fazer um jardim
Elementos utilizados para fazer um jardimElementos utilizados para fazer um jardim
Elementos utilizados para fazer um jardimAna Cunha
 
AULA 3 - PAISAGISMO NO BRASIL - ECLETICO.pdf
AULA 3 - PAISAGISMO NO BRASIL - ECLETICO.pdfAULA 3 - PAISAGISMO NO BRASIL - ECLETICO.pdf
AULA 3 - PAISAGISMO NO BRASIL - ECLETICO.pdfPaulaMariaMagalhesTe
 
Análise da forma na arquitetura
Análise da forma na arquiteturaAnálise da forma na arquitetura
Análise da forma na arquiteturaViviane Marques
 
Pracas-brasileiras-fabio-robba
Pracas-brasileiras-fabio-robbaPracas-brasileiras-fabio-robba
Pracas-brasileiras-fabio-robbaUrban Acabamentos
 
Estatuto da cidade
Estatuto da cidadeEstatuto da cidade
Estatuto da cidadePablo Pessoa
 
Apresentaçao diagnostico
Apresentaçao diagnosticoApresentaçao diagnostico
Apresentaçao diagnosticoSteves Rocha
 
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interioresPrincípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interioresMariana Azevedo
 

Mais procurados (20)

Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
 
Jardins dos Estados Unidos – Século XIX
Jardins dos Estados Unidos – Século XIXJardins dos Estados Unidos – Século XIX
Jardins dos Estados Unidos – Século XIX
 
Tipos vegetais aplicados ao paisagismo
Tipos vegetais aplicados ao paisagismoTipos vegetais aplicados ao paisagismo
Tipos vegetais aplicados ao paisagismo
 
Jardins renascentistas
Jardins renascentistasJardins renascentistas
Jardins renascentistas
 
Conceito de paisagismo
Conceito de paisagismoConceito de paisagismo
Conceito de paisagismo
 
2. paisagismo evol hist
2. paisagismo   evol hist2. paisagismo   evol hist
2. paisagismo evol hist
 
Historia dos jardins
Historia dos jardins Historia dos jardins
Historia dos jardins
 
1. Introdução e jardins clássicos.pdf
1. Introdução e jardins clássicos.pdf1. Introdução e jardins clássicos.pdf
1. Introdução e jardins clássicos.pdf
 
1 paisagismo - introdução
1 paisagismo - introdução1 paisagismo - introdução
1 paisagismo - introdução
 
Estudo preliminar terreno e seus condicionantes
Estudo preliminar   terreno e seus condicionantesEstudo preliminar   terreno e seus condicionantes
Estudo preliminar terreno e seus condicionantes
 
3. Franceses, ingleses, japoneses e portugueses (1).pdf
3. Franceses, ingleses, japoneses e portugueses (1).pdf3. Franceses, ingleses, japoneses e portugueses (1).pdf
3. Franceses, ingleses, japoneses e portugueses (1).pdf
 
Elementos utilizados para fazer um jardim
Elementos utilizados para fazer um jardimElementos utilizados para fazer um jardim
Elementos utilizados para fazer um jardim
 
Jardim hist 1
Jardim hist 1Jardim hist 1
Jardim hist 1
 
AULA 3 - PAISAGISMO NO BRASIL - ECLETICO.pdf
AULA 3 - PAISAGISMO NO BRASIL - ECLETICO.pdfAULA 3 - PAISAGISMO NO BRASIL - ECLETICO.pdf
AULA 3 - PAISAGISMO NO BRASIL - ECLETICO.pdf
 
Análise da forma na arquitetura
Análise da forma na arquiteturaAnálise da forma na arquitetura
Análise da forma na arquitetura
 
A Forma Urbana
A Forma UrbanaA Forma Urbana
A Forma Urbana
 
Pracas-brasileiras-fabio-robba
Pracas-brasileiras-fabio-robbaPracas-brasileiras-fabio-robba
Pracas-brasileiras-fabio-robba
 
Estatuto da cidade
Estatuto da cidadeEstatuto da cidade
Estatuto da cidade
 
Apresentaçao diagnostico
Apresentaçao diagnosticoApresentaçao diagnostico
Apresentaçao diagnostico
 
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interioresPrincípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
Princípios para um bom projeto de arquitetura e interiores
 

Semelhante a Breve histórico do paisagismo no mundo_parte 01

Menegat lugar da_cognição_montecristo
Menegat lugar da_cognição_montecristoMenegat lugar da_cognição_montecristo
Menegat lugar da_cognição_montecristoAline da Rosa
 
Aula 05 o mundo egeu
Aula 05   o mundo egeuAula 05   o mundo egeu
Aula 05 o mundo egeuLila Donato
 
Aula 09 de ciências naturais e suas tecnologias
Aula 09 de ciências naturais e suas tecnologiasAula 09 de ciências naturais e suas tecnologias
Aula 09 de ciências naturais e suas tecnologiasHomero Alves de Lima
 
40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pdf
40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pdf40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pdf
40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pdfADRIANECARDOSO13
 
Apresentação Resumo expandido - Sítios arqueológicos de alagoas
Apresentação Resumo expandido - Sítios arqueológicos de alagoasApresentação Resumo expandido - Sítios arqueológicos de alagoas
Apresentação Resumo expandido - Sítios arqueológicos de alagoasJeesiel Temóteo
 
Apresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.ppt
Apresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.pptApresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.ppt
Apresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.pptRafaelXavierChaves
 
40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pptx
40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pptx40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pptx
40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pptxEdsonYouTube
 
11h00 aline rocha 24 08 barra
11h00 aline rocha 24 08 barra11h00 aline rocha 24 08 barra
11h00 aline rocha 24 08 barraslides-mci
 
Aula 02 grecia e as primeiras cidades [revisado em 20160821]
Aula 02 grecia e as primeiras cidades [revisado em 20160821]Aula 02 grecia e as primeiras cidades [revisado em 20160821]
Aula 02 grecia e as primeiras cidades [revisado em 20160821]glauci coelho
 
AULA ONLINE - GEOGRAFIA - PAISAGEM - Copia.pptx
AULA ONLINE - GEOGRAFIA - PAISAGEM - Copia.pptxAULA ONLINE - GEOGRAFIA - PAISAGEM - Copia.pptx
AULA ONLINE - GEOGRAFIA - PAISAGEM - Copia.pptxRenataKarlaDosSantos
 
HISTORIA_EM_1ªSÉRIE_SLIDES_AULA02 (1).pptx
HISTORIA_EM_1ªSÉRIE_SLIDES_AULA02 (1).pptxHISTORIA_EM_1ªSÉRIE_SLIDES_AULA02 (1).pptx
HISTORIA_EM_1ªSÉRIE_SLIDES_AULA02 (1).pptxmariapimenttel
 
A Paisagem do Sítio Histórico de Olinda: Conceito e Conservação (Ana Rita Sá ...
A Paisagem do Sítio Histórico de Olinda: Conceito e Conservação (Ana Rita Sá ...A Paisagem do Sítio Histórico de Olinda: Conceito e Conservação (Ana Rita Sá ...
A Paisagem do Sítio Histórico de Olinda: Conceito e Conservação (Ana Rita Sá ...Prefeitura de Olinda
 
2. a cidade, 2011
2. a cidade, 20112. a cidade, 2011
2. a cidade, 2011Ana Cunha
 

Semelhante a Breve histórico do paisagismo no mundo_parte 01 (20)

Unidade 1
Unidade 1Unidade 1
Unidade 1
 
AULA CONCEITOS DE PAISAGEM.pdf
AULA CONCEITOS DE PAISAGEM.pdfAULA CONCEITOS DE PAISAGEM.pdf
AULA CONCEITOS DE PAISAGEM.pdf
 
Unidade 1 sexto ano
Unidade 1 sexto anoUnidade 1 sexto ano
Unidade 1 sexto ano
 
Menegat lugar da_cognição_montecristo
Menegat lugar da_cognição_montecristoMenegat lugar da_cognição_montecristo
Menegat lugar da_cognição_montecristo
 
Fundamentos interdisciplinares de arqueologia
Fundamentos interdisciplinares de arqueologia Fundamentos interdisciplinares de arqueologia
Fundamentos interdisciplinares de arqueologia
 
Clc 6 10_12
Clc 6 10_12Clc 6 10_12
Clc 6 10_12
 
Aula 05 o mundo egeu
Aula 05   o mundo egeuAula 05   o mundo egeu
Aula 05 o mundo egeu
 
Telhados verdes da pré história ao velho oeste.compressed
Telhados verdes da pré história ao velho oeste.compressedTelhados verdes da pré história ao velho oeste.compressed
Telhados verdes da pré história ao velho oeste.compressed
 
Aula 09 de ciências naturais e suas tecnologias
Aula 09 de ciências naturais e suas tecnologiasAula 09 de ciências naturais e suas tecnologias
Aula 09 de ciências naturais e suas tecnologias
 
40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pdf
40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pdf40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pdf
40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pdf
 
Apresentação Resumo expandido - Sítios arqueológicos de alagoas
Apresentação Resumo expandido - Sítios arqueológicos de alagoasApresentação Resumo expandido - Sítios arqueológicos de alagoas
Apresentação Resumo expandido - Sítios arqueológicos de alagoas
 
Apresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.ppt
Apresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.pptApresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.ppt
Apresentação em Aula 1 Antropologia versão 97-2003.ppt
 
40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pptx
40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pptx40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pptx
40553_ca4c6d9263280b49500daaac7bc3ba80.pptx
 
11h00 aline rocha 24 08 barra
11h00 aline rocha 24 08 barra11h00 aline rocha 24 08 barra
11h00 aline rocha 24 08 barra
 
Aula 02 grecia e as primeiras cidades [revisado em 20160821]
Aula 02 grecia e as primeiras cidades [revisado em 20160821]Aula 02 grecia e as primeiras cidades [revisado em 20160821]
Aula 02 grecia e as primeiras cidades [revisado em 20160821]
 
AULA ONLINE - GEOGRAFIA - PAISAGEM - Copia.pptx
AULA ONLINE - GEOGRAFIA - PAISAGEM - Copia.pptxAULA ONLINE - GEOGRAFIA - PAISAGEM - Copia.pptx
AULA ONLINE - GEOGRAFIA - PAISAGEM - Copia.pptx
 
HISTORIA_EM_1ªSÉRIE_SLIDES_AULA02 (1).pptx
HISTORIA_EM_1ªSÉRIE_SLIDES_AULA02 (1).pptxHISTORIA_EM_1ªSÉRIE_SLIDES_AULA02 (1).pptx
HISTORIA_EM_1ªSÉRIE_SLIDES_AULA02 (1).pptx
 
ECOLBAS_1.pptx
ECOLBAS_1.pptxECOLBAS_1.pptx
ECOLBAS_1.pptx
 
A Paisagem do Sítio Histórico de Olinda: Conceito e Conservação (Ana Rita Sá ...
A Paisagem do Sítio Histórico de Olinda: Conceito e Conservação (Ana Rita Sá ...A Paisagem do Sítio Histórico de Olinda: Conceito e Conservação (Ana Rita Sá ...
A Paisagem do Sítio Histórico de Olinda: Conceito e Conservação (Ana Rita Sá ...
 
2. a cidade, 2011
2. a cidade, 20112. a cidade, 2011
2. a cidade, 2011
 

Mais de Lila Donato

Aula 05 arquitetura gótica
Aula 05 arquitetura góticaAula 05 arquitetura gótica
Aula 05 arquitetura góticaLila Donato
 
Aula 04 arquitetura românica parte 2
Aula 04 arquitetura românica parte 2Aula 04 arquitetura românica parte 2
Aula 04 arquitetura românica parte 2Lila Donato
 
Aula 04 arquitetura românica parte 1
Aula 04 arquitetura românica parte 1Aula 04 arquitetura românica parte 1
Aula 04 arquitetura românica parte 1Lila Donato
 
Aula 03 arquitetura e arte bizantina
Aula 03 arquitetura e arte bizantinaAula 03 arquitetura e arte bizantina
Aula 03 arquitetura e arte bizantinaLila Donato
 
Aula 02 arquitetura e arte paleocristã
Aula 02 arquitetura e arte paleocristãAula 02 arquitetura e arte paleocristã
Aula 02 arquitetura e arte paleocristãLila Donato
 
Aula 01 revisão e contextualização
Aula 01 revisão e contextualizaçãoAula 01 revisão e contextualização
Aula 01 revisão e contextualizaçãoLila Donato
 
Aula 02 a pré-história
Aula 02   a pré-históriaAula 02   a pré-história
Aula 02 a pré-históriaLila Donato
 
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 2b
Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 2bAula 07   idade média - a arte cristã primitiva 2b
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 2bLila Donato
 
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 4
Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 4Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 4
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 4Lila Donato
 
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 3
Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 3Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 3
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 3Lila Donato
 
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 2a
Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 2aAula 07   idade média - a arte cristã primitiva 2a
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 2aLila Donato
 
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 1
Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 1Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 1
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 1Lila Donato
 
Aula 06 os engenhos de açúcar
Aula 06 os engenhos de açúcarAula 06 os engenhos de açúcar
Aula 06 os engenhos de açúcarLila Donato
 
Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.
Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.
Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.Lila Donato
 
Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.
Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.
Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.Lila Donato
 
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo GombrichAula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo GombrichLila Donato
 
Aula História da Arte_As funções da arte
Aula História da Arte_As funções da arteAula História da Arte_As funções da arte
Aula História da Arte_As funções da arteLila Donato
 

Mais de Lila Donato (18)

Aula 05 arquitetura gótica
Aula 05 arquitetura góticaAula 05 arquitetura gótica
Aula 05 arquitetura gótica
 
Aula 04 arquitetura românica parte 2
Aula 04 arquitetura românica parte 2Aula 04 arquitetura românica parte 2
Aula 04 arquitetura românica parte 2
 
Aula 04 arquitetura românica parte 1
Aula 04 arquitetura românica parte 1Aula 04 arquitetura românica parte 1
Aula 04 arquitetura românica parte 1
 
Aula 03 arquitetura e arte bizantina
Aula 03 arquitetura e arte bizantinaAula 03 arquitetura e arte bizantina
Aula 03 arquitetura e arte bizantina
 
Aula 02 arquitetura e arte paleocristã
Aula 02 arquitetura e arte paleocristãAula 02 arquitetura e arte paleocristã
Aula 02 arquitetura e arte paleocristã
 
Aula 01 revisão e contextualização
Aula 01 revisão e contextualizaçãoAula 01 revisão e contextualização
Aula 01 revisão e contextualização
 
Aula 03 o egito
Aula 03   o egitoAula 03   o egito
Aula 03 o egito
 
Aula 02 a pré-história
Aula 02   a pré-históriaAula 02   a pré-história
Aula 02 a pré-história
 
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 2b
Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 2bAula 07   idade média - a arte cristã primitiva 2b
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 2b
 
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 4
Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 4Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 4
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 4
 
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 3
Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 3Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 3
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 3
 
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 2a
Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 2aAula 07   idade média - a arte cristã primitiva 2a
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 2a
 
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 1
Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 1Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 1
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 1
 
Aula 06 os engenhos de açúcar
Aula 06 os engenhos de açúcarAula 06 os engenhos de açúcar
Aula 06 os engenhos de açúcar
 
Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.
Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.
Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.
 
Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.
Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.
Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.
 
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo GombrichAula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
 
Aula História da Arte_As funções da arte
Aula História da Arte_As funções da arteAula História da Arte_As funções da arte
Aula História da Arte_As funções da arte
 

Breve histórico do paisagismo no mundo_parte 01

  • 1. BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO Professora: LILA DONATO Aula 01
  • 2. “ O passado é uma lição para se meditar, não para se reproduzir.” Mário de Andrade (1893-1945) Apresentação Aula 01 Prof. Lila Donato 1 BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO Retrato de Mário de Andrade, pelo pintor Lasar Segall.
  • 3. Apresentação Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 1 PréHistória Antiguidade Antiguidade clássica Idade Moderna Atualidade Idade Média Idade Contemporânea -mesolítico -neolítico -Grécia antiga -Roma antiga -jardins renascentistas -jardins barrocos -jardins rococó & neoclássicos -Egito -Mesopotâmia (Babilônios & Persas) -jardins monacais -jardins mouriscos (Persas + Romanos) -jardins de castelos -jardins modernos -jardins modernistas LINHA DO TEMPO ●LINHA DO TEMPO ●LINHA DO TEMPO antes de 3500 a.C. 700 a.C. –300 d.C. séc. XVI ao séc. XIX depois do séc. XX 3500 a.C. –500 a.C 500 –1500 d.C. séc. XX
  • 4. “A história da humanidade é escrita sobre a paisagem. Cada civilização, cada império que passou deixou sua marca de alguma maneira importante. As pessoas há milênios sentem a necessidade de construir e criar, não apenas para atender às necessidades primárias de alimentação, abrigo e companhia, mas também para edificar monumentos gloriosos que simbolizem suas ambições coletivas.” Apresentação Aula 01 Prof. Lila Donato 1 BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO WATERMAN, Tim. Fundamentos de paisagismo. PA: Bookman, 2010. The Garden ofEden.
  • 5. “A paisagemé um conjunto de cenários naturais ou artificiais onde o homem é, além de um observador, um transformadordesses elementos que compõe o sítio” Conceitos Aula 01 Prof. Lila Donato 2 BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO LIMBERGEER, Santos. 2000, pg.1
  • 6. Conceitos Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 2 latim pagus francês paysage território rural ou Paisagem: •tudo aquilo que vemos ou que nossa visão alcança; •domínio do visível e de natureza heterogênea, que é constituído por formas, volumes, cores, movimentos, sons e odores. PAISAGEM
  • 7. Conceitos Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 2 De modo mais específico, paisagemé uma combinação dinâmica de elementos naturais e antrópicos, inter-relacionados e interdependentes, que, em determinado espaço, tempo e momento social, formam um conjunto único e indissociável, em equilíbrio ou não; produzindo sensações estéticas.
  • 8. Conceitos Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 2 Quando ainda não foi mudada pelo esforço humano, e é resultado da evolução das condições naturais (estrutura geológica, relevo, clima, hidrografia, etc.), sem qualquer interferência antrópica, então diz-se que é uma paisagemnatural.
  • 9. Conceitos Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 2 Quando ela é inteira ou parcialmente produzida pelo homem, que altera o espaço natural, então diz-se que é uma paisagem artificial.
  • 10. “Paisagismoé uma ciência e uma arte que estuda o ordenamento do espaço exterior em função das necessidades atuais e futuras, e dos desejos estéticos do homem” Conceitos Aula 01 Prof. Lila Donato 2 BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO LIMBERGEER, Santos. 2000, pg.1
  • 11. Conceitos Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 2 OpaisagismocorrespondeaoconjuntodetrabalhosdeconfiguraçãoqueoHomemfaznoentornoaberto,istoé,detodaconfiguraçãodapaisagemcircundante,nãosóemtermosdevegetação,mastambémemrelaçãoàágua,aomobiliárioeequipamentosurbanos,aosserviçosdecomunicaçãovisualdacidade,entreoutros. vegetação água escultura passeios mobiliário iluminação
  • 12. Espaços livressão todos os espaços não edificados – ruas, pátios, largos, praças, parques, etc. Conceitos Aula 01 Prof. Lila Donato 2 BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO
  • 13. Conceitos Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 2 Os espaços livres são criados quando dois ou mais edifícios são erguidos próximos uns aos outros. Também são espaços livresos espaços que circundam uma casa, dentro dos limites do lote.
  • 14. Conceitos Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 2 PRAÇAS São um dos elementos principais da configuração urbana, tendo as edificações mais importantes, da cidade, implantadas ao seu redor. JARDINS Podem ser públicos ou privados, e desde a antiguidade faziam parte da composição das residências de nobres e dos palácios. PARQUES São espaços livres públicos, estruturados por vegetação, e dedicados ao lazer da massa urbana. Comportam muitas variações: parque temático, parque de diversões, parque ecológico, etc. ESPAÇOS LIVRES
  • 15. Os jardins... Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 3 8EplantouoSenhorDeusumjardimnoÉden,doladooriental;epôsaliohomemquetinhaformado.9EoSenhorDeusfezbrotardaterratodaaárvoreagradávelàvista,eboaparacomida;eaárvoredavidanomeiodojardim,eaárvoredoconhecimentodobemedomal. 10EsaíaumriodoÉdenpararegarojardim;edalisedividiaesetornavaemquatrobraços.11OnomedoprimeiroéPisom;esteéoquerodeiatodaaterradeHavilá,ondeháouro.12Eoourodessaterraébom;aliháobdélio,eapedrasardônica.13EonomedosegundorioéGiom;esteéoquerodeiatodaaterradeCuxe.14EonomedoterceirorioéTigre;esteéoquevaiparaoladoorientaldaAssíria;eoquartorioéoEufrates.15EtomouoSenhorDeusohomem,eopôsnojardimdoÉdenparaolavrareoguardar.16EordenouoSenhorDeusaohomem,dizendo:Detodaaárvoredojardimcomeráslivremente, 17masdaárvoredoconhecimentodobemedomal,delanãocomerás; porquenodiaemquedelacomeres,certamentemorrerás.(Genesis2) BÍBLIA SAGRADA ●BÍBLIA SAGRADA ●BÍBLIA SAGRADA
  • 16. Os jardins... Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 3 BÍBLIA SAGRADA ●BÍBLIA SAGRADA ●BÍBLIA SAGRADA Jan Brueghel. Adãoe Eva no paraíso. (c.1610-15)
  • 17. Os jardins... Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 3 hebraico gar (proteger, defender) hebraico eden (prazer, encantamento) Jardim: •um lugar perfeito, de harmonia, beleza e satisfação, onde uma pessoa se sente segura e confortável. inglês garden (jardim) JARDIM
  • 18. Os jardins... Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 3 “Areuniãodeelementosvivoseinertes,arranjadoscombasetécnicaeestética,comafinalidadedeornamentaretornaroambienteagradávelaohomem.” “Osjardinscorrespondemaoenquadramentodepaisagenscultivadaspelosehumanocomamarcantepresençadavegetaçãonoimaginárioocidental.”(SEGAWA) “Fazerumjardimémuitasvezescriarmicroclimas,harmonizá- los,mantendosemprevivaaconcepçãodequenessasassociaçõesasplantassecolocamladoalado,quasequenumarelaçãodenecessidade”(BURLEMARX) JARDIM
  • 19. Os jardins... Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 3 A história da arte dos jardins, em sua trajetória, tem suas origens no oriente, com posterior difusão para o ocidente. Fatores econômicos, sociais, religiosos, em cada momento, influenciam na história dos jardins. JARDIM
  • 20. Os jardins... Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 3 UTILITÁRIOS FUNÇÕES DOS JARDINS ORNAMENTAIS são determinados pela sociedade, relativamente ao aspecto do suprimento de sua necessidades básicas são voltados para o estético
  • 21. Os jardins... Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 3 PRESERVATIVA de espécies vegetais e animais (ambientalismo) ATENUANTE ajuda a amenizar e controlar os fatores ambientais como o calor, os ruídos, os ventos, etc. DECORATIVA contribui para o resultado plástico de um conjunto arquitetônico ou urbanístico ESTRUTURAL -contenção de terra (taludes); -cercas vivas (muros vegetais) RECREATIVA qualifica uma área como adequada para a recreação e o lazer –passivo (lúdico) ou ativo (esportivo) LUCRATIVA valoriza economicamente uma propriedade imobiliária FUNÇÕES DOS JARDINS
  • 22. Os jardins... Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 3 aqueles cuja manutenção está a cargo dos poderes públicos e se destinam ao uso e deleite do povo aqueles de propriedade privada, de uso familiar ou de uma comunidade específica aqueles construídos para atender às necessidades de um grupo social, estando vinculados a instituições específicas (igrejas, condomínios, clubes, cemitérios...) TIPOS DE JARDINS PÚBLICOS PRIVADOS COLETIVOS
  • 23. Pré-História(antes de 3500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 4 as ocupações humanas mais primitivas já alteravam a paisagem natural, conferindo-lhe significado simbólico os primeiros jardins surgem com o surgimento da agricultura no período Neolítico, cerca de 10.000 a.C. Assentamento neolítico de SkaraBrae, Ilhas Orkney, Escócia, 5000 a.C.
  • 24. Pré-História Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 4 Dolmende São Geraldo, Portugal.
  • 25. Pré-História Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 4 Stonehenge, Wiltshare, Inglaterra –c. 3100-1900 a.C.
  • 26. Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 5 Mapa do paraíso terrestre. Mapa da Mesopotâmia.
  • 27. Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 5 A Babilônia de Nabucodonosor. Muros de Ishtar. BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA
  • 28. Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 5 Os jardins suspensos com a Torre de Babel ao fundo. (séc. XIX) BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA JARDINS SUSPENSOS
  • 29. Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 5 Jardins suspensos em zigurat... BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA ●NÍNIVE Jardins suspensos em zigurat... JARDINS SUSPENSOS
  • 30. Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 5 (abaixo) Croqui de um baixo relevo no Palácio Norte de Ashurbanipal (669-631 a.C.), em Nínive. (acima) Jardins suspensos, segundo a interpretação do sécXX. BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA JARDINS SUSPENSOS
  • 31. Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 5 •reprodução de um cenário natural distante •busca do paraíso terreno •jardins encerrados em muros altos •irrigados por um complexo sistema de bombeamento de água e canais de irrigação •utilização de espécies exóticas Gravura ilustrando as prováveis ruínas do Palácio de Nabucodonosor, que teria várias plataformas elevadas, exuberantemente ajardinadas. BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA BABILÔNIA ●NÍNIVE ●BABILÔNIA JARDINS SUSPENSOS
  • 32. Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 5 •jardins encerrados em muros •proteção •relaxamento, contemplação, meditação, lazer, luxo, amor Ilustração de um jardim persa. (ou iranianos) JARDINS PERSAS Iraniano pari-daiza (paraíso) tradição literária
  • 33. Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 5 •ênfase nas estruturas edificadas Diagrama esquemático de um jardim persa. 1-palácio; 2-canteiros de flores; 3-fonte ou espelho d’água; 4-calçadas e passeios; 5-árvores. (ou iranianos) JARDINS PERSAS FORMAIS CASUAIS •ênfase nos elementos da natureza •seguem regras básicas de composição que têm por objetivo maximizar os efeitos emocionais e os resultados funcionais do que pode ser feito no jardim 1 2 3 4 5
  • 34. Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 5 ELEMENTOS: •água •luz e sombra •pavilhões e coretos •sistemas de irrigação •qanat(irrigação por calhas enterradas); •aquíferos (reservatórios de água); •poços •pátios com colunas e arcos Ilustração de um jardim persa. (ou iranianos) JARDINS PERSAS PREOCUPAÇÃO ESTÉTICA
  • 35. Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 5 (ou iranianos) JARDINS PERSAS Hayāt -público -ênfase na estética (sobre a função) Meidān -público -formal -ênfase nas espécies vegetais ChaharBāgh -privado -formal -quadrantes definidos por caminhos -funcionais Parque -público -lazer público -socialização e relaxamento -poucos equipamentos Bāgh -ênfase na vegetação -anexo à habitação -funcionais (lazer e relaxamento em família) ESTILOS:
  • 36. Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 5 (ou iranianos) JARDINS PERSAS Eram Garden, Shiraz, Irã.
  • 37. Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 5 (ou iranianos) JARDINS PERSAS Jardim do Palácio de Golestan. Complexo de Qajar, Irã.
  • 38. Mesopotâmia (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 5 (ou iranianos) JARDINS PERSAS Jardins do mausoléu Taj Mahal
  • 39. Egito (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 6 •Rio Nilo →enchentes →fertilização do solo •complexo sistema de canais de irrigação a partir do Nilo
  • 40. Egito (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 6 •inicialmente os jardins eram apenas pomares e hortas, para subsistência familiar •com o enriquecimento do país, os jardins passaram a ser grandiosos, chegando a níveis de monumentalidade e majestade superiores às próprias habitações
  • 41. Egito (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 6 PALACIANOS -grandes -planta geométrica -piscinas grandes e em grande número -plantas exóticas RECREATIVOS -típicos nas residências de luxo -forma padronizada: tanque central com peixes coloridos, rodeado por flores, e por árvores RELIGIOSOS -nos templos -grande variação de espécies vegetais –em especial as plantas com valor simbólico- religioso -podiam ser longilíneos, conectando dois templos ESTILOS: FUNERÁRIOS -versões em miniatura dos jardins residenciais
  • 42. Egito (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 6 ELEMENTOS: •tanques e piscinas •sombras •cores •aromas •árvores frutíferas •plantas exóticas GEOMETRIA E SIMETRIA
  • 43. Egito (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 6 Jardins de Sennefer.
  • 44. Egito (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 6 Jardins do túmulo de Nebamun.
  • 45. Egito (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 6 As colunas eram decoradas com capitéis que representavam formas vegetais. Palmiforme Papiroforme
  • 46. Egito (3500 a.C. –500 a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 6 As colunas eram decoradas com capitéis que representavam formas vegetais. Lotiforme Império Novo
  • 47. Grécia Antiga (séc. VII –V a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 7 Afrescos no Palácio de Cnossosmostrando uma vegetação exótica e abundante. PERÍODO EGEU PERÍODO CLÁSSICO •Civilização Minóica •pinturas - afrescos •paisagens silvestres •possível influência egípcia •centrado no homem – racional e sóbrio •figuras geométricas •proporções matemáticas •simetria •mais ornamental que utilitário
  • 48. Grécia Antiga (séc. VII –V a.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 7 Jardins ao redor do templo de Hephaestus, em Atenas. As plantas atuais seguem a modulação original das golas. PERÍODO CLÁSSICO •pátios internos –os peristilos •plantas em grandes vasos cerâmicos dispostas no pátio em intervalos regulares, de forma simétrica •residências com aberturas voltadas para o pátio interno •vegetação ao redor dos templos, em grandes vasos ou golas •aarquitetura é parte do tratamento paisagístico •influências egípcias e persas Tesouro de Atenas, Delfos.
  • 49. Roma Antiga (séc. I –III d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 8 HORTUS JARDINS RECREATIVOS •destinados ao cultivo de legumes, ervas, frutas e flores. •horta •residências variadas (grandes e pequenas, ricas e pobres) •subsistência •apareceram somente no final do séc. II a.C. •estátuas •pergolados •fontes •bancos •balneários •residências de alto poder aquisitivo
  • 50. Roma Antiga (séc. I –III d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 8 John William Waterhouse(1849-1917). No peristilo. Os jardins romanosforam, em essência, releituras e aperfeiçoamentos dos jardins gregos. •peristilos •plantas em vasos ou golas •composições geométricas e simétricas •mais ornamental que utilitário •voltados para o lazer, meditação e contemplação •definiam o status e a importância da família
  • 51. Roma Antiga (séc. I –III d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 8 Peristilode uma domusromana.
  • 52. Roma Antiga (séc. I –III d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 8 Peristiloda domusromana.
  • 53. Roma Antiga (séc. I –III d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 8 CASA DO FAUNO POMPÉIA
  • 54. Roma Antiga (séc. I –III d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 8 CASA DO FAUNO (POMPÉIA)
  • 55. Roma Antiga (séc. I –III d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 8 CASA DO FAUNO (POMPÉIA)
  • 56. Roma Antiga (séc. I –III d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 8 •clima e topografia acidentada •jardins terraceadose escalonados •sequência de pátios ajardinados •ojardimé uma extensão das arquiteturas nas villasna periferia nobre de Roma •harmonia entre a natureza ordenada e a silvestre •uso de estatuária •vegetação de formas expressivas JARDINS RECREATIVOS Ruínas da Villa Jovis, Capri (início do séc. I d.C.)
  • 57. Roma Antiga (séc. I –III d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 8 VILLA ADRIANA •300 ha nas cercanias de Roma •sequência de espaços interligados e autônomos •pátios e jardins justapostos com sentido de finitude •construções e espaços livres interdependentes •adaptação à topografia local •jogos e práticas esportivas Maquete de reconstrução da Villa Adriana (118-38 d.C.)
  • 58. Roma Antiga (séc. I –III d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 8 Villa Adriana (118-38 d.C.)
  • 59. Roma Antiga (séc. I –III d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 8
  • 60. Roma Antiga (séc. I – III d.C.) A u l a 0 1 Prof. Lila Donato B R E V E H I S T Ó R I C O D O P A I S A G I SMO N O MU N D O 8
  • 61. Roma Antiga (séc. I –III d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 8
  • 62. Roma Antiga (séc. I –III d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 8
  • 63. Roma Antiga (séc. I –III d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 8
  • 64. Roma Antiga (séc. I –III d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 8
  • 65. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 Na Idade Média, os jardins praticamente desapareceram, reduzindo-se a áreas confinadas em claustrose destinadas ao cultivo. O luxo e o requinte do Império Romano foram abandonados, e uma nova hierarquia de valores surgiu. Ilustração de uma cidade medieval.
  • 66. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 Detalhe de um jardim mourico. JARDINS MONACAIS JARDINS MOURISCOS •nos claustros dos mosteiros. •essencialmente funcionais •composições geométricas e simétricas •subsistência •nos grandes palácios e/ou castelos •hispano-árabes •composições livres de regras, orgânicas ou geométricas •água – elemento essencial
  • 67. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 •as igrejas e mosteiros eram os centros de toda a atividade social •qualquer espaço útil tinha um uso funcional: •alimentos e hortaliças •ervas aromáticas e medicinais •árvores frutíferas •flores •viveiros de peixes •pássaros (livres ou em gaiolas) •locais para banho Planta ilustrativa de um jardim monacal. JARDINS MONACAIS
  • 68. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 Claustro e jardim do Mosteiro de Tibães, Portugal. JARDINS MONACAIS
  • 69. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 Claustro e jardim do Mosteiro da Batalha, Portugal. JARDINS MONACAIS
  • 70. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 Atual praça do Mosteiro dos Jerónimos, Portugal. JARDINS MONACAIS
  • 71. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 Claustro do Mosteiro dos Jerónimos, Portugal. JARDINS MONACAIS
  • 72. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 Jardins do Palácio de Alhambra, Granada, Espanha. JARDINS MOURISCOS •hispano-árabes –fusão das culturas árabe e espanhola, em decorrência da fixação dos árabes na Espanha •água –elemento essencial de composição (climatização e paisagem sonora) •plantas aromáticas – paisagem olfativa •variação de cores (plantas e flores) •uso de azulejaria
  • 73. “No século VI, na Espanha, os árabes criaram os chamados "jardins da sensibilidade" que se caracterizavam pela água, cor e perfume, com os objetivos de sedução e encantamento. O emprego de canais, fontes e pequenos regatos formavam um aspecto hidráulico para a irrigação e para amenizar o calor, além do aspecto de ornamentação destes jardins. A cerâmica e o azulejo eram bastante utilizados. As espécies vegetais mais cultivadas foram os jasmins, os cravos, os jacintos, as alfazemas, as rosas, as primaveras e as anêmonas.” Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO in: http://www.jardimdeflores.com.br/ Pergolado colorido do Palácio de Alhambra. Idade Média (500-1500 d.C.) 9 JARDINS MOURISCOS
  • 74. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 Jardins do Palácio de Alhambra, Granada, Espanha. JARDINS MOURISCOS
  • 75. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 JARDINS MOURISCOS Jardins do Palácio de Alhambra, Granada, Espanha.
  • 76. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 JARDINS MOURISCOS Jardins do Palácio de Alhambra, Granada, Espanha.
  • 77. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 JARDINS MOURISCOS Jardins do Palácio de Alhambra, Granada, Espanha.
  • 78. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 JARDINS MOURISCOS Jardins do Palácio de Alhambra, Granada, Espanha.
  • 79. Idade Média (500-1500 d.C.) A u l a 0 1 Prof. Lila Donato B R E V E H I S T Ó R I C O D O P A I S A G I SMO N O MU N D O 9 Enquanto os jardins desapareceram da paisagem urbana, e passaram a ficar confinados entre muros, por sua vez, apareceram as praças, que se tornaram espaços importantes na cidade, devido às funções que desempenhavam. PRAÇAS Piazza del Campo, Siena, Itália.
  • 80. Idade Média (500-1500 d.C.) A u l a 0 1 Prof. Lila Donato B R E V E H I S T Ó R I C O D O P A I S A G I SMO N O MU N D O 9 PRAÇAS Piazza dele Erbe e dei Signori, Verona, Itália. PRAÇA DO MERCADO PRAÇA DA IGREJA • no centro da urbe ou junto à rua principal • rodeada de edifícios de altura semelhante •galerias por baixo dos edifícios • formas muito variáveis •ampliação da área de alcance das missas • reunião e convívio de fiéis
  • 81. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 PRAÇAS Piazza Garibaldi, Carpi, Itália.
  • 82. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 PRAÇAS Piazza dell'Anfiteatro,Lucca, Itália.
  • 83. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 PRAÇAS Praça do Comércio, Lisboa, Portugal.
  • 84. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 PRAÇAS Praça do Comércio, Lisboa, Portugal.
  • 85. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 PRAÇAS Praça do Comércio, Lisboa, Portugal.
  • 86. Idade Média (500-1500 d.C.) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 9 PRAÇAS Praça do Comércio, Lisboa, Portugal.
  • 87. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 Leonardo da Vinci, Leda e o Cisne. A partir do século XVI as praças e os jardins passaram a ter maior importância no espaço urbano. Nessa fase adquiriram valor estético e utilitário, principalmente na Itália, Françae Inglaterra, onde se transformaram em elementos fundamentais de composição da cidaderenascentista e barroca.
  • 88. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 Rafael, Sonho do cavaleiro. •período de transição dos jardins murados para os jardins abertos •fontes de inspiração: •domuse villasromanas •técnica hidráulica espanhola •influência medieval –pomares e hortas (subsistência); plantas de valor utilitário e ornamental •projeto anterior à execução •modulação classicista e antropocentrismo
  • 89. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 Châteauet Jardins de Villandry. FRANCESES INGLESES ITALIANOS Jardim Giusti, Verona, Itália. Jardim inglês.
  • 90. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10
  • 91. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 Jardim do Palácio Giusti, Verona, Vêneto. JARDINS ITALIANOS •eraminspiradosnosjardinsdaRomaAntiga; •colinaseencostas–vistaspanorâmicasebomclima; •manteneçãodorelevonatural-usodeescadariaseterraçosacompanhadosdecorredeirasdeágua; •eramtidoscomocentrosderetirointelectual;
  • 92. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 Villa Lante, Bagnaia, Itália. JARDINS ITALIANOS •união dos jardins à casa por meio de galerias externas e prolongamentos arquitetônicos; •projeto feito com régua e compasso → simetria de linhas geométricas; •fortes contrastes entre as formas naturais e as criadas pelo homem; •vegetação tinha importância secundária estátuas fontes monumentais
  • 93. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 Villa Lante, Bagnaia, Itália. JARDINS ITALIANOS
  • 94. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 Villa Lante, Bagnaia, Itália. JARDINS ITALIANOS
  • 95. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 Villa Giulia, Roma, Itália. JARDINS ITALIANOS
  • 96. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 Villa Giulia, Roma, Itália. JARDINS ITALIANOS
  • 97. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 Villa Giulia, Roma, Itália. JARDINS ITALIANOS
  • 98. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 JARDINS FRANCESES •inicialmente inspirados nos jardins medievais –canteiros com flores, ervas medicinais e hortas de subsistência; •novas ideias foram introduzidas por arquitetos italianos que trabalhavam na corte francesa; •em termos de desenho de canteiros os jardins franceses tiveram características semelhantes aos jardins italianos, porém, sem o abundante uso de estátuas e fontes –a vegetação ganha importância. Jardim do Châteaude Villandry, Vale do Loire, França.
  • 99. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 JARDINS FRANCESES •rígida distribuição axial, simetria e perspectiva; •geometria: nos caminhos e passeios, bem como na vegetação; •topiarias •magestadee monumentalidade; •André Le Notrê–Palácio de Versalhes. Jardim do Palácio de Versailles, Paris, França.
  • 100. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 JARDINS FRANCESES Jardins do Châteaude Villandry, Vale do Loire, França.
  • 101. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 JARDINS FRANCESES Jardins do Châteaude Villandry, Vale do Loire, França.
  • 102. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 JARDINS FRANCESES Jardins do Palácio de Versailles, Paris, França.
  • 103. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 JARDINS FRANCESES Jardins do Palácio de Versailles, Paris, França.
  • 104. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 JARDINS FRANCESES Jardins do Palácio de Versailles, Paris, França.
  • 105. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 JARDINS INGLESES •imitação da natureza em seu traçado livre e sinuoso •água: lagos ou riachos, naturais ou artificiais; •ainspiração vem dos nos jardins chineses, tidos como "jardins paisagísticos”; •irregularidade e a falta de simetria nos caminhos, que passam a ser planejados com maior liberdade; Jardim Inglês. Criar paisagens mais naturais do que a própria natureza!
  • 106. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 JARDINS INGLESES •jardim lírico •gosto pelo exótico –busca de plantas oriundas de várias partes do mundo •os parques urbanos são valorizados como ilhas verdes em meio à árida malha urbana •valorização do natural, minimização dos elementos arquitetônicos •objetivo: que as pessoas percebessem como jardim toda a natureza que estava ao seu redor.
  • 107. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) Aula 01 Prof. Lila Donato BREVE HISTÓRICO DO PAISAGISMO NO MUNDO 10 JARDINS INGLESES Sir William Chambers. Pagode no Royal BotanicalGardens, Londres, Inglaterra.
  • 108. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) A u l a 0 1 Prof. Lila Donato B R E V E H I S T Ó R I C O D O P A I S A G I SMO N O MU N D O 10 JARDINS INGLESES Henry Hoare (1705-1785). Stourhead (1725-43), Wiltshire, Inglaterra.
  • 109. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) A u l a 0 1 Prof. Lila Donato B R E V E H I S T Ó R I C O D O P A I S A G I SMO N O MU N D O 10 JARDINS INGLESES William Kent (1685-1748). Rousham Park, Oxforshire, Inglaterra.
  • 110. Renascimento (séc. XIV ao séc. XVI) A u l a 0 1 Prof. Lila Donato B R E V E H I S T Ó R I C O D O P A I S A G I SMO N O MU N D O 10 JARDINS INGLESES Humphry Repton (1752-1818). Sheringam Park, Norfolk, Inglaterra.