2. paisagismo evol hist

14.097 visualizações

Publicada em

2a aula da disciplina de Paisagismo II, curso de Arquitetura e Urbanismo, Faculdade da Amazônia Ocidental

Publicada em: Educação

2. paisagismo evol hist

  1. 1. PAISAGISMO Evolução Histórica Profa. Arq. Ana Cunha Araújo
  2. 2. JARDINS SUSPENSOS DA BABILÔNIA Desde a Antiguidade, o verde esteve associado às atividades lúdicas do ser humano . Os jardins suspensos da babilônia foram construídos em 800 a.C., sendo considerados uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo. Eles eram compostos por terraços arborizados alimentados por irrigação.
  3. 3. JARDINS SUSPENSOS DA BABILÔNIA Esse nome não retrata a realidade. Na verdade, os jardins eram construídos em andares , ao invés de serem suspensos, como o nome indica. A construção dos jardins em terraços, fazia com que estes se parecessem com pequenas elevações, ou montanhas, com as árvores ao topo, sendo vistas de uma distância considerável . Sem dúvida, este fato fez perpetuar o sentido de ilusão e maravilha se perpetuasse.
  4. 4. JARDINS SUSPENSOS DA BABILÔNIA Os jardins botânicos com flores e esculturas surgiam dentre piscinas e fontes . Árvores frutíferas acentuavam as áreas retangulares cultivadas, sob a sombra das árvores. A água descia em cascata do lago reservatório por sobre a vegetação localizada em baixo.
  5. 5. <ul><li>Fonte: </li></ul><ul><li>http://pre-vestibular.arteblog.com.br/r557/HISTORIA/5/ </li></ul><ul><li>Fonte: </li></ul><ul><li>http://blogdolele.blog.uol.com.br/arch2009-05-01_2009-05-31.html </li></ul>JARDINS SUSPENSOS DA BABILÔNIA
  6. 6. JARDINS PERSAS Os antigos persas criaram jardins de grande exuberância, destinados à diversão , ao prazer e ao luxo , compostos por árvores frutíferas e flores aromáticas , carregados de valores religiosos e simbólicos. De traçado cruciforme , possuíam um cana d’água circundado por áreas verdes ornamentais.
  7. 7. JARDINS PERSAS Os jardins persas tinham configuração baseada em plano quadrado , rodeados por muros altos com estilo bem formal. Quatro canais simbolizando os quatro rios da vida dividiam o plano: cada canal tinha em sua borda fileiras de ciprestes que representavam a eternidade . Cada parte era adornados com árvores frutíferas, símbolo do renascimento da vida na primavera.
  8. 8. JARDINS PERSAS Um pavilhão coberto na parte central se constituía em um lugar para descanso e meditação ao abrigo do sol. Todo o conjunto possuía rosas e outras flores perfumadas , como complemento de poesia , de introspecção e de muita beleza .
  9. 9. <ul><li>Fonte: </li></ul><ul><li>http://jardinagemepaisagismo.com/jardins-culturas-e-estilos-1/ </li></ul><ul><li>Fonte: </li></ul><ul><li>http://pt.wikipedia.org/wiki/Jardim_persa </li></ul>JARDINS PERSAS
  10. 10. JARDINS INDIANOS Na Índia, o jardim possuía traçado geométrico e simétrico , composto por canais, repuxos e canteiros de vegetação, de inspiração persa. Suas características mais marcantes eram a modulação , a decoração profusa e a temática fantástica (animais, deuses e monstros).
  11. 11. JARDINS INDIANOS A Índia tem um clima tropical , o que influencia bastante no paisagismo, com variadas topografias incluindo picos de montanhas, grandes rochas, rios, e vastas florestas. A paixão pelos jardins e o simbolismo foi herdado dos persas e podem ser vistos pelo uso constante de lagos em formas geométricas, fontes, percursos de águas e plataformas de pedra para que o  Rajah  (imperador) possa se sentar.
  12. 12. JARDINS INDIANOS O espaço ao ar livre é muito valorizado para o descanso, a meditação e a contemplação. É prática comum na Índia a larga utilização de canais de água elevados .
  13. 13. <ul><li>Fonte: </li></ul><ul><li>http://www.jardineiro.net/br/artigos/jardim_indiano.php </li></ul><ul><li>Fonte: </li></ul><ul><li>http://www.rppaisagismo.com.br/novo/index.php?option=com_phocagallery&view=category&id=40:indiano&Itemid=39 </li></ul>JARDINS INDIANOS
  14. 14. <ul><li>Fonte: </li></ul><ul><li>http://jronaldoleite.blogspot.com/2011/02/taj-maha-conheca.html </li></ul><ul><li>Fonte: </li></ul><ul><li>http://www.tripadvisor.com.br/ShowUserReviews-g297683-d317329-r22887479-Taj_Mahal-Agra_Uttar_Pradesh.html </li></ul>JARDINS INDIANOS
  15. 15. JARDINS CHINESES O paisagismo chinês procurava evidenciar , de forma simbólica, os elementos da natureza , da qual o homem era subordinado. Explorando os diferentes desníveis do terreno e baseado em um traçado curvilíneo e suave , expressava equilíbrio e harmonia .
  16. 16. JARDINS CHINESES O jardim chinês é irregular, assimétrico e misterioso . Não tem um eixo central nem um panorama geral. É um passeio variado, cada vez diferente para o próprio visitante; nunca revela por completo a sua composição e assim conserva o encanto do seu segredo.
  17. 17. JARDINS CHINESES Ele procura um contato com a natureza , e a combinação de diversos elementos: luzes e sombras, construções e plantas; lagos e pedras. E embora estejam cercados oferecem uma permanente sensação de liberdade . Todo encanto reside na troca de paisagem de acordo com as mudanças de estações .
  18. 18. <ul><li>Fonte: </li></ul><ul><li>http://portuguese.cri.cn/152/2007/08/01/1@72324.htm </li></ul><ul><li>Fonte: </li></ul><ul><li>http://www.jardimdasideias.com.br/299-os_jardins_da_china </li></ul>JARDINS CHINESES
  19. 19. JARDIM EGIPCIO No Egito antigo, os jardins repetiam as linhas retas e formas geométricas em simetria do Oriente Médio. Eles eram situados próximos a templos e residências , formados por palmeiras, sicômoros, figueiras e parreiras, tendo caráter mais prático que ornamental .
  20. 20. JARDIM EGIPCIO Os jardins mais antigos de que se tem notícia foram os egípcios – há cerca de 4000 anos. Eram influenciados pela crença deste povo em astrologia, ocupavam grandes espaços às margens do rio Nilo e tinham traçados geométricos . As plantas usadas eram, em sua maioria, úteis e frutíferas. Algumas tinham um significado simbólico, como o lótus e o papiro.
  21. 21. JARDIM EGIPCIO Os antigos egípcios gostavam imensamente de possuir jardins em suas residências . Os que tinham poucas posses plantavam pelo menos algumas árvores nos quintais de suas moradias. As pessoas abastadas mandavam construir jardins que rivalizavam com as próprias residências.  Os jardins egípcios influenciaram os gregos que, no entanto, não usavam formas geométricas devido à topografia da região . 
  22. 22. <ul><li>Fonte: </li></ul><ul><li>http://portuguese.cri.cn/152/2007/08/01/1@72324.htm </li></ul><ul><li>Fonte: </li></ul><ul><li>http://www.fascinioegito.sh06.com/jardins.htm </li></ul>JARDIM EGIPCIO
  23. 23. JARDIM GREGO Os jardins gregos, apesar de fortemente influenciados pelos jardins egípcios , apresentaram diferenças notáveis em razão da topografia acidentada da região e o tipo de clima. Eles possuíam características próximas das naturais, fugindo da simetria dos egípcios. Desenvolviam-se em recintos fechados, onde eram cultivadas plantas úteis, principalmente maçãs, peras, figos, romãs, azeitonas, uva e até horta.
  24. 24. JARDIM GREGO A introdução de colunas e pórticos fazia uma transição harmoniosa entre o exterior e interior e o jardim era um prolongamento das partes da casa, às quais ele se ligava. A sua principal característica era a simplicidade. Os jardins também ficaram marcados por possuir esculturas humanas e de animais mais próximas da realidade.
  25. 25. JARDIM GREGO Os gregos tendiam a recusar as linhas rígidas , buscando a simplicidade e respeitando a topografia. Seus jardins ocorriam em recintos fechados , onde cultivavam plantas aromáticas e medicinais. Foi a partir deles que surgiu a ideia dos pomares .
  26. 26. JARDIM GREGO

×