Nos jardins de Burle Marx

1.141 visualizações

Publicada em

Trabalho de pesquisa sobre os jardins de burle marx em Fortaleza, e sua contribuição na história da arquitetura moderna brasileira

Publicada em: Design
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.141
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
49
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nos jardins de Burle Marx

  1. 1. NOS JARDINS DE BURLE MARX
  2. 2.  Nasce em São Paulo no dia 04 de Agosto de 1909;  Herda da mãe o amor pela música e pelas plantas , e do pai, o gosto pela literatura européia;  Aprende com a ama, Ana Piascek, a preparar canteiros e a observar a germinação das sementes nos jardins e na horta;  Por dificuldades financeiras muda-se para o Rio de Janeiro em 1913; Estuda teatro na adolescencia;  Escola de Belas Artes 1927;  Com um problema de saúde vai para a Alemanha (1928- 1929)  A pintura influencia na criação de seus jardins;
  3. 3. BURLE MARX E O THEATRO
  4. 4. 1970
  5. 5. 1950
  6. 6. 1911 JARDIM NOGUEIRA ACCIOLY
  7. 7. REFORMA DE 73
  8. 8. CARACTERÍSTICAS DO PROJETO • Linhas retas, paralelas, oblíquas e arcos de circunferência; • Definição de canteiros, áreas pavimentadas, elementos aquáticos e mobiliários; • Grande espelho d’água com fonte luminosa. PARTIDO URBANÍSTICO • Valorização do aspecto contemplativo do conjunto; • Diversidade de espécimes de plantas ; • Águaem movimento.
  9. 9. REFORMA DE 90
  10. 10. 2011
  11. 11. CARACTERÍSTICAS DO PROJETO • Extenso piso de recorte ortogonal em tijolo cerâmico e ladrilhos hidráulicos; • Bancos em concreto delimitando o piso; • Pátio de múltiplos usos. PARTIDO URBANÍSTICO • Jardim Utilitário, onde o espaço pudesse ter diversos usos.
  12. 12. CARACTERÍSTICAS PECULIARES • Paginação de piso; • Espelhos d’água; • Canteiros sinuosos; • Elevação na topografia; • Desenho c/ geometria sofisticada. • Sobriedade e singeleza de linhas e volumes; • Vegetação com atributo de isolamento; • Espaço produzido para diversidade de usos.
  13. 13. CENTRO ADMINISTRATIVO 1983/1984 BANCO DO NORDESTE
  14. 14. DADOS DO PROJETO Arquiteto: Marcos Thé e Wesson Nóbrega Paisagista: Burle Marx Área Total: 265.000m² Área Construída: 36.000m² Área de Jardins sob a Coberta: 18.000m² Área de Jardins Externos: 200.000m²
  15. 15. O trabalho de Burle Marx em Fortaleza contribuiu imensamente para o desenvolvimento do paisagismo e de um novo entendimento , onde a arquitetura está intimamente ligada a natureza através da valorização das espécies vegetais.
  16. 16. ”Um bom jardim é aquele que revela compreensão espacial e justaposição de formas e volumes, como na pintura e na arquitetura (...)” Burle Marx
  17. 17. BEZERRA, Ricardo [et al.]. Roberto Burle Marx e o Theatro José de Alencar - um projeto em dois tempos. Fortaleza: LEAU, UFC; Laboratório da Paisagem, UNIFOR, 2012. Disponível: http://issuu.com/nortonfalcao/docs/livro_de_bule_marx_07-07-2009 Acesso: 24/03/14. LOPES , Almerinda da Silva; PACHECO , Renato; SIMÕES, Rafael. Burle Marx e sua obra. Disponível: http://www.sefaz.es.gov.br/painel/bmarx01.htm. Acesso: 29/03/14. PAIVA, Ricardo Alexandre; DIÓGENES, Beatriz Helena Nogueira. Caminhos da Arquitetura Moderna em Fortaleza: A Contribuição do Paisagista Roberto Burle Marx. Disponível: http://www.docomomo.org.br/seminario%208%20pdfs/066.pdf. Acesso:29/03/14.

×