SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Baixar para ler offline
Aula 07 
Profª. Lila Donato 
IDADE MÉDIA 
a produção artística 
CRISTÃ 
PARTE 2b 
Aula 07 
Prof. Lila Donato 
AA AARRTTEE 
BIZANTINA
Aula 07 
Prof. Lila Donato 5. O ESTILO BIZANTINO: os ícones 
Além dos mosaicos , os artistas bizantinos criaram os ícones, 
que se tornaram numa nova forma de expressão artística. 
ÍCONES 
O termo vem de uma palavra grega que significa imagem. 
No trabalho artístico os ícones são quadros luxuosos que 
representam figuras sagradas. 
Essas figuras pode ser: Jesus Cristo, a Virgem Maria, os 
apóstolos, os santos e os mártires. 
Aula 07 
Prof. Lila Donato 5. O ESTILO BIZANTINO: os ícones
Aula 07 
Prof. Lila Donato 5. O ESTILO BIZANTINO: os ícones 
Aula 07 
Prof. Lila Donato 5. O ESTILO BIZANTINO: os ícones 
Na pintura dos ícones os artistas faziam uso de algumas 
técnicas para realçar os efeitos de luxo e riqueza: 
• revestiam as superfícies de madeira ou da placa de metal 
com uma camada dourada, sobre a qual pintavam a 
iimmaaggeemm;; 
• para fazer as dobras das vestimentas, as rendas e os 
bordados, retiravam com uma lâmina a película de tinta da 
pintura – sobressaindo assim o dourado do fundo 
Também foram utilizadas jóias aplicadas às pinturas ou 
mosaicos.
Aula 07 
Prof. Lila Donato 5. O ESTILO BIZANTINO: os ícones 
Os ícones das igrejas eram venerados, e portanto é nestas 
edificações que mais se encontram exemplares. Porém, não 
era raro encontrá-los nos oratórios familiares. 
Estes popularizaram-se entre os gregos, bbaallccâânniiccooss,, eessllaavvooss ee 
asiáticos, mantendo-se muito tempo como uma expressão 
artística e religiosa. 
Os ícones russos tornaram-se famosos, particularmente os de 
Novgorod, do início do século XV, onde viveu Andrei Rublev, 
um célebre pintor desse gênero de arte. 
Aula 07 
Prof. Lila Donato 5. O ESTILO BIZANTINO: os ícones
Aula 07 
Prof. Lila Donato 6. O ESTILO BIZANTINO: arte sacra 
ARTE SACRA 
®exuberância, riqueza e suntuosidade dos templos. 
®cores vivas, cores chapadas, sem meios tons: não existia a 
preocupação em representar a natureza 
®uma forma de se redimir pela morte de centenas de cristãos 
Aula 07 
Prof. Lila Donato 6. O ESTILO BIZANTINO: arte sacra
Aula 07 
Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura 
A EVOLUÇÃO DOS ESPAÇOS ATÉ À BASÍLICA 
MORADIAS PRIVADAS 
MISSAS 
triclinium (s. jantar) 
EUCARISTIA 
mesa 
OFERENDAS 
mesa 
CEMITÉRIOS 
TERRENOS 
APROPRIADOS 
subterrâneos 
CATACUMBAS 
pedreiras abandonadas 
Aula 07 
Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura 
A EVOLUÇÃO DOS ESPAÇOS ATÉ À BASÍLICA 
“Após 313, a arquitetura cristã derivou, em grande parte, dos 
precedentes romanos, e as edificações paleocristãs e bizantinas 
seguem certos aspectos da antiguidade clássica... As mudanças 
de estilo desse período contribuíram para as edificações 
posteriores do estilo medieval, criando, então, uma transição do 
passado clássico para a era medieval nnaa EEuurrooppaa OOcciiddeennttaall..”” 
“O processo trilhado pela arte primitiva cristã, que, de simples e 
grosseira nas catacumbas passa a ser rica e apurada nas 
basílicas, prediz mudanças que determinam uma nova época na 
História da Humanidade, e indica o grau de 
comprometimento entre arte e doutrina cristã, que se 
tornará maior a cada dia e se consolidará na Idade Média.”
Aula 07 
Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura 
A EVOLUÇÃO DOS ESPAÇOS ATÉ À BASÍLICA 
BASÍLICA ROMANA BASÍLICA BIZANTINA 
• vem das gregas ágoras 
colunadas, porém a basílica é uma 
espaço fechado 
• edifícios multifuncionais 
• áreas públicas políticas, 
• baseadas nas basílicas romanas 
• interior espaçoso, adaptado à 
realização de assembléias – 
atende bem às necessidades das 
liturgias cristãs, que focalizam a 
comerciais e sociais 
• espaços destinados a 
assembléias cívicas 
•podiam funcionar como tribunais 
ou espaços comerciais (leilões) 
• indispensável à cidade romana 
• localizadas no fórum 
reunião das largas congregações 
Aula 07 
Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura 
BASÍLICA ROMANA 
Basílica Emília
Aula 07 
Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura 
BASÍLICA BIZANTINA 
Aula 07 
Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura 
planta e corte da basílica romana 
planta e corte da basílica bizantina
Aula 07 
Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura 
planta típica da basílica bizantina 
SEÇÃO A 
®crentes 
®átrio: 
• fonte 
• nártex 
SEÇÃO B 
®cristãos batizados 
®naves 
®coro 
®arco do triunfo 
SEÇÃO C 
®hierarquia religiosa 
®altar 
®transcepto 
®ábside 
Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura 
nártex 
fonte 
Aula 07 
arco triunfal 
ábside 
naves laterais 
nave central
Aula 07 
Prof. Lila Donato 8. O ESTILO BIZANTINO: as basílicas 
TIPOS DE PLANTAS 
RETANGULAR 
Santa Sofia 
CENTRAL 
San Vital 
CRUZ GREGA 
São Marcos 
Aula 07 
Prof. Lila Donato 8. O ESTILO BIZANTINO: as basílicas 
EXTERNAMENTE: 
Têm as características das basílicas romanas. 
INTERNAMENTE: 
Adaptação dos espaços internos de acordo com as exigências de 
culto. 
Paredes internas ricamente ornamentadas com pinturas e 
mosaicos cuja temática era bíblica –– uumm mmeeccaanniissmmoo ddee 
doutrinar os fiéis que não sabiam ler. 
A nave central termina num arco, chamado Arco Triunfal, que 
normalmente era decorado com pinturas ou mosaicos com 
temas cristãos. 
Por detrás do Arco Triunfal localiza-se o Altar-Mor, coberto por 
uma ábside, também decorada com pinturas ou mosaicos com 
temas cristãos.
Aula 07 
Prof. Lila Donato 8. O ESTILO BIZANTINO: as basílicas 
As igrejas que revelam uma arte mais madura são as da época 
de Justiniano. 
Neste período os bizantinos tinham contato ccoomm ooss áárraabbeess,, qquuee 
influenciaram o modo romano de executar os mosaicos – o 
estilo de desenho mais rendilhado, com minúcias de detalhes é 
uma característica típica mente árabe que os bizantinos 
incorporaram à sua arte. 
Aula 07 
Prof. Lila Donato 9. BASÍLICA DE SÃO VITAL – Ravena, Itália
Aula 07 
Prof. Lila Donato 9. BASÍLICA DE SÃO VITAL – Ravena, Itália 
Aula 07 
Prof. Lila Donato 9. BASÍLICA DE SÃO BASÍLIO – Moscou, Rússia
Aula 07 
Prof. Lila Donato 9. BASÍLICA DE SÃO BASÍLIO – Moscou, Rússia 
Aula 07 
Prof. Lila Donato 9. BASÍLICA DE SÃO BASÍLIO – Moscou, Rússia
Aula 07 
Prof. Lila Donato 9. BASÍLICA DE SÃO BASÍLIO – Moscou, Rússia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Arte Românica
Arte RomânicaArte Românica
Arte RomânicaHca Faro
 
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 4
Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 4Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 4
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 4Lila Donato
 
HISTÓRIA DA ARTE: CRISTÃ PRIMITIVA E ARTE BIZANTINA
HISTÓRIA DA ARTE: CRISTÃ PRIMITIVA E ARTE BIZANTINAHISTÓRIA DA ARTE: CRISTÃ PRIMITIVA E ARTE BIZANTINA
HISTÓRIA DA ARTE: CRISTÃ PRIMITIVA E ARTE BIZANTINACarlos Benjoino Bidu
 
Arte Românica e Gótica
Arte Românica e GóticaArte Românica e Gótica
Arte Românica e Góticacarollynha
 
7o. ano- - Arte Românica
7o. ano-  - Arte Românica7o. ano-  - Arte Românica
7o. ano- - Arte RomânicaArtesElisa
 
arte bizantina, gótica, barroca e art nouveau
arte bizantina,  gótica, barroca e art nouveauarte bizantina,  gótica, barroca e art nouveau
arte bizantina, gótica, barroca e art nouveauBeatriz Otto Ramos
 
A europa sob o signo de alá
A europa sob o signo de aláA europa sob o signo de alá
A europa sob o signo de alácattonia
 
imagens arte românica e gótica (7º ano)
imagens arte românica e gótica (7º ano)imagens arte românica e gótica (7º ano)
imagens arte românica e gótica (7º ano)professoramariaraquel
 
2. a cultura do mosteiro e da catedral
2. a cultura do mosteiro e da catedral2. a cultura do mosteiro e da catedral
2. a cultura do mosteiro e da catedralcattonia
 
Cultura,arte e religião
Cultura,arte e religiãoCultura,arte e religião
Cultura,arte e religiãoTeresa Maia
 
Módulo 2 (EAD) - Arte Bizantina, Românica, Gótica, Renascimento, Barroco
Módulo 2 (EAD) - Arte Bizantina, Românica, Gótica, Renascimento, BarrocoMódulo 2 (EAD) - Arte Bizantina, Românica, Gótica, Renascimento, Barroco
Módulo 2 (EAD) - Arte Bizantina, Românica, Gótica, Renascimento, BarrocoVania Vieira
 
ARTE NA EUROPA OCIDENTAL, NA IDADE MÉDIA E ARTE ROMÂNICA
ARTE NA EUROPA OCIDENTAL, NA IDADE MÉDIA E ARTE ROMÂNICAARTE NA EUROPA OCIDENTAL, NA IDADE MÉDIA E ARTE ROMÂNICA
ARTE NA EUROPA OCIDENTAL, NA IDADE MÉDIA E ARTE ROMÂNICAcrisseibt
 
Cultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantina
Cultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantinaCultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantina
Cultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantinaCarlos Vieira
 
Cultura do mosteiro_2_arquitetura
Cultura do mosteiro_2_arquiteturaCultura do mosteiro_2_arquitetura
Cultura do mosteiro_2_arquiteturaVítor Santos
 

Mais procurados (19)

Arte Românica
Arte RomânicaArte Românica
Arte Românica
 
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 4
Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 4Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 4
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 4
 
HISTÓRIA DA ARTE: CRISTÃ PRIMITIVA E ARTE BIZANTINA
HISTÓRIA DA ARTE: CRISTÃ PRIMITIVA E ARTE BIZANTINAHISTÓRIA DA ARTE: CRISTÃ PRIMITIVA E ARTE BIZANTINA
HISTÓRIA DA ARTE: CRISTÃ PRIMITIVA E ARTE BIZANTINA
 
Arte medieval
Arte medievalArte medieval
Arte medieval
 
Arte Românica e Gótica
Arte Românica e GóticaArte Românica e Gótica
Arte Românica e Gótica
 
7o. ano- - Arte Românica
7o. ano-  - Arte Românica7o. ano-  - Arte Românica
7o. ano- - Arte Românica
 
arte bizantina, gótica, barroca e art nouveau
arte bizantina,  gótica, barroca e art nouveauarte bizantina,  gótica, barroca e art nouveau
arte bizantina, gótica, barroca e art nouveau
 
A europa sob o signo de alá
A europa sob o signo de aláA europa sob o signo de alá
A europa sob o signo de alá
 
imagens arte românica e gótica (7º ano)
imagens arte românica e gótica (7º ano)imagens arte românica e gótica (7º ano)
imagens arte românica e gótica (7º ano)
 
Arte românica
Arte românicaArte românica
Arte românica
 
Arte românica
Arte românicaArte românica
Arte românica
 
2. a cultura do mosteiro e da catedral
2. a cultura do mosteiro e da catedral2. a cultura do mosteiro e da catedral
2. a cultura do mosteiro e da catedral
 
Cultura,arte e religião
Cultura,arte e religiãoCultura,arte e religião
Cultura,arte e religião
 
Arte gótica
Arte góticaArte gótica
Arte gótica
 
Módulo 2 (EAD) - Arte Bizantina, Românica, Gótica, Renascimento, Barroco
Módulo 2 (EAD) - Arte Bizantina, Românica, Gótica, Renascimento, BarrocoMódulo 2 (EAD) - Arte Bizantina, Românica, Gótica, Renascimento, Barroco
Módulo 2 (EAD) - Arte Bizantina, Românica, Gótica, Renascimento, Barroco
 
Arquitetura Religiosa
Arquitetura ReligiosaArquitetura Religiosa
Arquitetura Religiosa
 
ARTE NA EUROPA OCIDENTAL, NA IDADE MÉDIA E ARTE ROMÂNICA
ARTE NA EUROPA OCIDENTAL, NA IDADE MÉDIA E ARTE ROMÂNICAARTE NA EUROPA OCIDENTAL, NA IDADE MÉDIA E ARTE ROMÂNICA
ARTE NA EUROPA OCIDENTAL, NA IDADE MÉDIA E ARTE ROMÂNICA
 
Cultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantina
Cultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantinaCultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantina
Cultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantina
 
Cultura do mosteiro_2_arquitetura
Cultura do mosteiro_2_arquiteturaCultura do mosteiro_2_arquitetura
Cultura do mosteiro_2_arquitetura
 

Destaque

Aula 03 arquitetura e arte bizantina
Aula 03 arquitetura e arte bizantinaAula 03 arquitetura e arte bizantina
Aula 03 arquitetura e arte bizantinaLila Donato
 
Aula 02 arquitetura e arte paleocristã
Aula 02 arquitetura e arte paleocristãAula 02 arquitetura e arte paleocristã
Aula 02 arquitetura e arte paleocristãLila Donato
 
Aula 05 o mundo egeu
Aula 05   o mundo egeuAula 05   o mundo egeu
Aula 05 o mundo egeuLila Donato
 
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 1
Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 1Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 1
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 1Lila Donato
 
Aula 01 revisão e contextualização
Aula 01 revisão e contextualizaçãoAula 01 revisão e contextualização
Aula 01 revisão e contextualizaçãoLila Donato
 
Aula 04 arquitetura românica parte 1
Aula 04 arquitetura românica parte 1Aula 04 arquitetura românica parte 1
Aula 04 arquitetura românica parte 1Lila Donato
 
Aula 02 a pré-história
Aula 02   a pré-históriaAula 02   a pré-história
Aula 02 a pré-históriaLila Donato
 
Aula 04 arquitetura românica parte 2
Aula 04 arquitetura românica parte 2Aula 04 arquitetura românica parte 2
Aula 04 arquitetura românica parte 2Lila Donato
 
Aula 05 arquitetura gótica
Aula 05 arquitetura góticaAula 05 arquitetura gótica
Aula 05 arquitetura góticaLila Donato
 
Escravidão
EscravidãoEscravidão
EscravidãoRodrigo
 
Arte cristã primitiva
Arte cristã primitivaArte cristã primitiva
Arte cristã primitivaGrazi Schemes
 
O padrão anatômico dos hominídeos e sua evolução(1) 29 09-08
O padrão anatômico dos hominídeos e sua evolução(1) 29 09-08O padrão anatômico dos hominídeos e sua evolução(1) 29 09-08
O padrão anatômico dos hominídeos e sua evolução(1) 29 09-08Mauro Sousa
 
Navio Negreiro - Castro Alves
Navio Negreiro - Castro AlvesNavio Negreiro - Castro Alves
Navio Negreiro - Castro AlvesKleber Brito
 
Os primeiros hominídeos e o estilo de vida no Paleolítico.
Os primeiros hominídeos e o estilo de vida no Paleolítico.Os primeiros hominídeos e o estilo de vida no Paleolítico.
Os primeiros hominídeos e o estilo de vida no Paleolítico.Dalton Lopes Reis Jr.
 
05 por que estudamos história
05   por que estudamos história05   por que estudamos história
05 por que estudamos históriaRenata Telha
 
Navios Negreiros - Castro Alves
Navios Negreiros - Castro AlvesNavios Negreiros - Castro Alves
Navios Negreiros - Castro AlvesIsabella Ruas
 
O que é Tuberculose?
O que é Tuberculose?O que é Tuberculose?
O que é Tuberculose?Renata Telha
 

Destaque (20)

Aula 03 arquitetura e arte bizantina
Aula 03 arquitetura e arte bizantinaAula 03 arquitetura e arte bizantina
Aula 03 arquitetura e arte bizantina
 
Aula 02 arquitetura e arte paleocristã
Aula 02 arquitetura e arte paleocristãAula 02 arquitetura e arte paleocristã
Aula 02 arquitetura e arte paleocristã
 
Aula 05 o mundo egeu
Aula 05   o mundo egeuAula 05   o mundo egeu
Aula 05 o mundo egeu
 
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 1
Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 1Aula 07   idade média - a arte cristã primitiva 1
Aula 07 idade média - a arte cristã primitiva 1
 
Aula 01 revisão e contextualização
Aula 01 revisão e contextualizaçãoAula 01 revisão e contextualização
Aula 01 revisão e contextualização
 
Aula 04 arquitetura românica parte 1
Aula 04 arquitetura românica parte 1Aula 04 arquitetura românica parte 1
Aula 04 arquitetura românica parte 1
 
Aula 02 a pré-história
Aula 02   a pré-históriaAula 02   a pré-história
Aula 02 a pré-história
 
Aula 03 o egito
Aula 03   o egitoAula 03   o egito
Aula 03 o egito
 
Aula 04 arquitetura românica parte 2
Aula 04 arquitetura românica parte 2Aula 04 arquitetura românica parte 2
Aula 04 arquitetura românica parte 2
 
Aula 05 arquitetura gótica
Aula 05 arquitetura góticaAula 05 arquitetura gótica
Aula 05 arquitetura gótica
 
Escravidão
EscravidãoEscravidão
Escravidão
 
Arte cristã primitiva
Arte cristã primitivaArte cristã primitiva
Arte cristã primitiva
 
O padrão anatômico dos hominídeos e sua evolução(1) 29 09-08
O padrão anatômico dos hominídeos e sua evolução(1) 29 09-08O padrão anatômico dos hominídeos e sua evolução(1) 29 09-08
O padrão anatômico dos hominídeos e sua evolução(1) 29 09-08
 
Navio Negreiro - Castro Alves
Navio Negreiro - Castro AlvesNavio Negreiro - Castro Alves
Navio Negreiro - Castro Alves
 
Os primeiros hominídeos e o estilo de vida no Paleolítico.
Os primeiros hominídeos e o estilo de vida no Paleolítico.Os primeiros hominídeos e o estilo de vida no Paleolítico.
Os primeiros hominídeos e o estilo de vida no Paleolítico.
 
2 Navio Negreiro
2  Navio Negreiro2  Navio Negreiro
2 Navio Negreiro
 
05 por que estudamos história
05   por que estudamos história05   por que estudamos história
05 por que estudamos história
 
Navios Negreiros - Castro Alves
Navios Negreiros - Castro AlvesNavios Negreiros - Castro Alves
Navios Negreiros - Castro Alves
 
O que é Tuberculose?
O que é Tuberculose?O que é Tuberculose?
O que é Tuberculose?
 
Varíola
VaríolaVaríola
Varíola
 

Semelhante a Arte Bizantina e Ícones

Semelhante a Arte Bizantina e Ícones (20)

Aula 02 arte-crista- id_media
Aula 02 arte-crista- id_mediaAula 02 arte-crista- id_media
Aula 02 arte-crista- id_media
 
Arte Medieval
Arte MedievalArte Medieval
Arte Medieval
 
Arte cris..2
Arte cris..2Arte cris..2
Arte cris..2
 
Arquitetura Brasileira
Arquitetura BrasileiraArquitetura Brasileira
Arquitetura Brasileira
 
5 arte crista 2020
5 arte crista 20205 arte crista 2020
5 arte crista 2020
 
5 arte crista 2020
5 arte crista 20205 arte crista 2020
5 arte crista 2020
 
Arte cristã primitiva e arte bizantina
Arte cristã primitiva e arte bizantinaArte cristã primitiva e arte bizantina
Arte cristã primitiva e arte bizantina
 
Arte bizantina
Arte bizantinaArte bizantina
Arte bizantina
 
História da Arte: Arte Medieval
História da Arte: Arte MedievalHistória da Arte: Arte Medieval
História da Arte: Arte Medieval
 
Resumo idade media- CBG
Resumo idade media- CBGResumo idade media- CBG
Resumo idade media- CBG
 
Aula 5 arte crista 2020
Aula 5 arte crista 2020Aula 5 arte crista 2020
Aula 5 arte crista 2020
 
Arte bizantina
Arte bizantinaArte bizantina
Arte bizantina
 
ARTE NA EUROPA OCIDENTAL NA IDADE MÉDIA & ARTE ROMÂNICA
ARTE NA EUROPA OCIDENTAL NA IDADE MÉDIA & ARTE ROMÂNICAARTE NA EUROPA OCIDENTAL NA IDADE MÉDIA & ARTE ROMÂNICA
ARTE NA EUROPA OCIDENTAL NA IDADE MÉDIA & ARTE ROMÂNICA
 
Apostila barroco no Brasil 8o ano 2019
Apostila barroco no Brasil 8o ano 2019Apostila barroco no Brasil 8o ano 2019
Apostila barroco no Brasil 8o ano 2019
 
Aula Arte Bizantina - Ensino Fundamental II
Aula Arte Bizantina - Ensino Fundamental IIAula Arte Bizantina - Ensino Fundamental II
Aula Arte Bizantina - Ensino Fundamental II
 
Apostila arte brasil colonial 2013
Apostila arte brasil colonial 2013Apostila arte brasil colonial 2013
Apostila arte brasil colonial 2013
 
A arte no Brasil colonial 2015
A arte no Brasil colonial 2015A arte no Brasil colonial 2015
A arte no Brasil colonial 2015
 
Arte cristã
Arte cristãArte cristã
Arte cristã
 
Arte Barroca no Brasil
Arte Barroca no BrasilArte Barroca no Brasil
Arte Barroca no Brasil
 
História da Arte - Barroco
História da Arte - BarrocoHistória da Arte - Barroco
História da Arte - Barroco
 

Mais de Lila Donato

Aula 06 os engenhos de açúcar
Aula 06 os engenhos de açúcarAula 06 os engenhos de açúcar
Aula 06 os engenhos de açúcarLila Donato
 
Breve histórico do paisagismo no mundo_parte 01
Breve histórico do paisagismo no mundo_parte 01Breve histórico do paisagismo no mundo_parte 01
Breve histórico do paisagismo no mundo_parte 01Lila Donato
 
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.Lila Donato
 
Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.
Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.
Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.Lila Donato
 
Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.
Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.
Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.Lila Donato
 
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo GombrichAula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo GombrichLila Donato
 
Aula História da Arte_As funções da arte
Aula História da Arte_As funções da arteAula História da Arte_As funções da arte
Aula História da Arte_As funções da arteLila Donato
 

Mais de Lila Donato (7)

Aula 06 os engenhos de açúcar
Aula 06 os engenhos de açúcarAula 06 os engenhos de açúcar
Aula 06 os engenhos de açúcar
 
Breve histórico do paisagismo no mundo_parte 01
Breve histórico do paisagismo no mundo_parte 01Breve histórico do paisagismo no mundo_parte 01
Breve histórico do paisagismo no mundo_parte 01
 
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
Elaboração de plano conceitual no Projeto Paisagístico.
 
Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.
Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.
Urbanismo medieval e renascentista - breves abordagens.
 
Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.
Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.
Sistemas construtivos tradicionais no brasil - arquitetura indígena.
 
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo GombrichAula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
Aula História da Arte_Introdução à história da arte segundo Gombrich
 
Aula História da Arte_As funções da arte
Aula História da Arte_As funções da arteAula História da Arte_As funções da arte
Aula História da Arte_As funções da arte
 

Arte Bizantina e Ícones

  • 1. Aula 07 Profª. Lila Donato IDADE MÉDIA a produção artística CRISTÃ PARTE 2b Aula 07 Prof. Lila Donato AA AARRTTEE BIZANTINA
  • 2. Aula 07 Prof. Lila Donato 5. O ESTILO BIZANTINO: os ícones Além dos mosaicos , os artistas bizantinos criaram os ícones, que se tornaram numa nova forma de expressão artística. ÍCONES O termo vem de uma palavra grega que significa imagem. No trabalho artístico os ícones são quadros luxuosos que representam figuras sagradas. Essas figuras pode ser: Jesus Cristo, a Virgem Maria, os apóstolos, os santos e os mártires. Aula 07 Prof. Lila Donato 5. O ESTILO BIZANTINO: os ícones
  • 3. Aula 07 Prof. Lila Donato 5. O ESTILO BIZANTINO: os ícones Aula 07 Prof. Lila Donato 5. O ESTILO BIZANTINO: os ícones Na pintura dos ícones os artistas faziam uso de algumas técnicas para realçar os efeitos de luxo e riqueza: • revestiam as superfícies de madeira ou da placa de metal com uma camada dourada, sobre a qual pintavam a iimmaaggeemm;; • para fazer as dobras das vestimentas, as rendas e os bordados, retiravam com uma lâmina a película de tinta da pintura – sobressaindo assim o dourado do fundo Também foram utilizadas jóias aplicadas às pinturas ou mosaicos.
  • 4. Aula 07 Prof. Lila Donato 5. O ESTILO BIZANTINO: os ícones Os ícones das igrejas eram venerados, e portanto é nestas edificações que mais se encontram exemplares. Porém, não era raro encontrá-los nos oratórios familiares. Estes popularizaram-se entre os gregos, bbaallccâânniiccooss,, eessllaavvooss ee asiáticos, mantendo-se muito tempo como uma expressão artística e religiosa. Os ícones russos tornaram-se famosos, particularmente os de Novgorod, do início do século XV, onde viveu Andrei Rublev, um célebre pintor desse gênero de arte. Aula 07 Prof. Lila Donato 5. O ESTILO BIZANTINO: os ícones
  • 5. Aula 07 Prof. Lila Donato 6. O ESTILO BIZANTINO: arte sacra ARTE SACRA ®exuberância, riqueza e suntuosidade dos templos. ®cores vivas, cores chapadas, sem meios tons: não existia a preocupação em representar a natureza ®uma forma de se redimir pela morte de centenas de cristãos Aula 07 Prof. Lila Donato 6. O ESTILO BIZANTINO: arte sacra
  • 6. Aula 07 Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura A EVOLUÇÃO DOS ESPAÇOS ATÉ À BASÍLICA MORADIAS PRIVADAS MISSAS triclinium (s. jantar) EUCARISTIA mesa OFERENDAS mesa CEMITÉRIOS TERRENOS APROPRIADOS subterrâneos CATACUMBAS pedreiras abandonadas Aula 07 Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura A EVOLUÇÃO DOS ESPAÇOS ATÉ À BASÍLICA “Após 313, a arquitetura cristã derivou, em grande parte, dos precedentes romanos, e as edificações paleocristãs e bizantinas seguem certos aspectos da antiguidade clássica... As mudanças de estilo desse período contribuíram para as edificações posteriores do estilo medieval, criando, então, uma transição do passado clássico para a era medieval nnaa EEuurrooppaa OOcciiddeennttaall..”” “O processo trilhado pela arte primitiva cristã, que, de simples e grosseira nas catacumbas passa a ser rica e apurada nas basílicas, prediz mudanças que determinam uma nova época na História da Humanidade, e indica o grau de comprometimento entre arte e doutrina cristã, que se tornará maior a cada dia e se consolidará na Idade Média.”
  • 7. Aula 07 Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura A EVOLUÇÃO DOS ESPAÇOS ATÉ À BASÍLICA BASÍLICA ROMANA BASÍLICA BIZANTINA • vem das gregas ágoras colunadas, porém a basílica é uma espaço fechado • edifícios multifuncionais • áreas públicas políticas, • baseadas nas basílicas romanas • interior espaçoso, adaptado à realização de assembléias – atende bem às necessidades das liturgias cristãs, que focalizam a comerciais e sociais • espaços destinados a assembléias cívicas •podiam funcionar como tribunais ou espaços comerciais (leilões) • indispensável à cidade romana • localizadas no fórum reunião das largas congregações Aula 07 Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura BASÍLICA ROMANA Basílica Emília
  • 8. Aula 07 Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura BASÍLICA BIZANTINA Aula 07 Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura planta e corte da basílica romana planta e corte da basílica bizantina
  • 9. Aula 07 Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura planta típica da basílica bizantina SEÇÃO A ®crentes ®átrio: • fonte • nártex SEÇÃO B ®cristãos batizados ®naves ®coro ®arco do triunfo SEÇÃO C ®hierarquia religiosa ®altar ®transcepto ®ábside Prof. Lila Donato 7. O ESTILO BIZANTINO: arquitetura nártex fonte Aula 07 arco triunfal ábside naves laterais nave central
  • 10. Aula 07 Prof. Lila Donato 8. O ESTILO BIZANTINO: as basílicas TIPOS DE PLANTAS RETANGULAR Santa Sofia CENTRAL San Vital CRUZ GREGA São Marcos Aula 07 Prof. Lila Donato 8. O ESTILO BIZANTINO: as basílicas EXTERNAMENTE: Têm as características das basílicas romanas. INTERNAMENTE: Adaptação dos espaços internos de acordo com as exigências de culto. Paredes internas ricamente ornamentadas com pinturas e mosaicos cuja temática era bíblica –– uumm mmeeccaanniissmmoo ddee doutrinar os fiéis que não sabiam ler. A nave central termina num arco, chamado Arco Triunfal, que normalmente era decorado com pinturas ou mosaicos com temas cristãos. Por detrás do Arco Triunfal localiza-se o Altar-Mor, coberto por uma ábside, também decorada com pinturas ou mosaicos com temas cristãos.
  • 11. Aula 07 Prof. Lila Donato 8. O ESTILO BIZANTINO: as basílicas As igrejas que revelam uma arte mais madura são as da época de Justiniano. Neste período os bizantinos tinham contato ccoomm ooss áárraabbeess,, qquuee influenciaram o modo romano de executar os mosaicos – o estilo de desenho mais rendilhado, com minúcias de detalhes é uma característica típica mente árabe que os bizantinos incorporaram à sua arte. Aula 07 Prof. Lila Donato 9. BASÍLICA DE SÃO VITAL – Ravena, Itália
  • 12. Aula 07 Prof. Lila Donato 9. BASÍLICA DE SÃO VITAL – Ravena, Itália Aula 07 Prof. Lila Donato 9. BASÍLICA DE SÃO BASÍLIO – Moscou, Rússia
  • 13. Aula 07 Prof. Lila Donato 9. BASÍLICA DE SÃO BASÍLIO – Moscou, Rússia Aula 07 Prof. Lila Donato 9. BASÍLICA DE SÃO BASÍLIO – Moscou, Rússia
  • 14. Aula 07 Prof. Lila Donato 9. BASÍLICA DE SÃO BASÍLIO – Moscou, Rússia