Hipersensibilidade tipo I

24.204 visualizações

Publicada em

Aula Imunologia ICS 045 - UFBA - Hipersensibilidade tipo I

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
24.204
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
365
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
434
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hipersensibilidade tipo I

  1. 1. Hipersensibilidade
  2. 2. • Resposta imune adaptativa, exagerada ou inadequada, resultando em reação inflamatória e/ou dano tecidual Reações de HipersensibilidadeReações de Hipersensibilidade Asma Urticaria Renite EczemaConjutivite Introdução
  3. 3. Introdução HipersensibilidadeHipersensibilidade Fatores genéticos e ambientais contribuem para o desenvolvimento da alergia mediada por IgE Fatores genéticos e ambientais contribuem para o desenvolvimento da alergia mediada por IgE Janeway. Imunobiologia , 2010
  4. 4. Classificação http://www.ncbi.nlm.nih.gov/bookshelf/picrender.fcgi?book=imm&part=A1719&blobname=CH12F2.jpg
  5. 5. Introdução Hipersensibilidade do Tipo I: Hipersensibilidade do Tipo I: AlergiaAlergia • Caracterizada por uma reação alérgica que se estabelece imediatamente após o contato com o antígeno por indivíduo sensibilizado. • Mediada por IgE • Caracterizada por uma reação alérgica que se estabelece imediatamente após o contato com o antígeno por indivíduo sensibilizado. • Mediada por IgE AtopiaAtopia
  6. 6. O que são alérgenos? O que são alérgenos?
  7. 7. Introdução http://dustmiteallergysympt oms.com/ images /cp/dust- mite-allergy- symptoms_1.jpg http://www.mabtech.se/Graphics/Uplo ad/pollen.gif http:// viajeaqui.abril.com.br/ national- geographic/imagens/papeis-de- parede/800/ papel-parede-96-abelhas-meliferas_800.jpg AlérgenosAlérgenos http://nickmartins.com.br/ atualidades/wp- content /uploads/ 2009 / 08 /alergia- alimentar- sintomas-e-tratamento-60-156.jpg
  8. 8. • Alérgenos • IgE • Mastócitos e Basófilos • Receptores para Fc de IgE Hipersensibilidade tipo I
  9. 9. • Caracterizada por vasodilatação, aumento da permeabilidade capilar, espasmo das células musculares lisas e secreção glandular, iniciada 5-30 min após a exposição do indivíduo sensibilizado ao alérgeno específico. Reação Imediata
  10. 10. • Caracterizada por infiltração de eosinófilos, basófilos, neutrófilos, monócitos, células Th1, podendo haver dano tecidual Reação Tardia
  11. 11. Seqüência de EventosSeqüência de Eventos -- Fase de Sensibilização - Fase de Ativação - Fase Efetora Sequência de Eventos
  12. 12. Ativação da célula efetora
  13. 13. Fase efetora
  14. 14. Primários:  Histamina: bronquioconstrição, secreção de muco, permeabilidade vascular, vasodilatação  Triptase: proteólise  Cininogenase: cininas - permeabilidade vascular, vasodilatação, edema Secundários: Leucotrienos B4: atrai neutrofilos e basófilos Leucotrieno C4 & D4: igual a histamina mas 1.000 x mais potente Prostaglandina D2: cininas - permeabilidade vascular, vasodilatação, edema Primários:  Histamina: bronquioconstrição, secreção de muco, permeabilidade vascular, vasodilatação  Triptase: proteólise  Cininogenase: cininas - permeabilidade vascular, vasodilatação, edema Secundários: Leucotrienos B4: atrai neutrofilos e basófilos Leucotrieno C4 & D4: igual a histamina mas 1.000 x mais potente Prostaglandina D2: cininas - permeabilidade vascular, vasodilatação, edema Produtos da ativação dos mástócitos
  15. 15. • Sistêmicas - choque anafilático • Localizada - rinite alérgica - asma - alergia alimentar - eczema Manifestações Clínicas
  16. 16. Anafilaxia sistêmica • Alérgenos na corrente sanguínea • Mastócitos do tecido conjuntivo associados aos vasos sanguíneos • ↑ permeabilidade vascular e constrição da musculatura lisa • Extravasamento do líquido e queda da pressão arterial urticaria (Inchaço da lingua, dif p engolir)
  17. 17. Rinite alérgica • Mastócitos da mucosa nasal • Edema local, secreção nasal de muco e obstrução das vias aéreas
  18. 18. Pele Urticária
  19. 19. Pele eczema Dermatite atópica (eczema) • Mastócitos da pele • Resposta inflamatória que causa exantema crônico pruriginoso, com erupções cutâneas
  20. 20. Olhos conjuntivite
  21. 21. Pulmões Asma • Mastócitos submucosos das vias aéreas inferiores • ↑ muco/constrição brônquica/dificuldade na respiração
  22. 22. Resposta anafilática ao veneno da abelha
  23. 23. Alergia alimentar • Mastócitos do trato gastro-intestinal • Contração da musculatura lisa/vômitos/diarréia • ↑ Permeabilidade das mucosas – alérgenos corrente sanguínea - urticária
  24. 24. DIAGNÓSTICO
  25. 25. Teste cutâneo para alergia http://www.herbalgranny.com/wp- content/uploads/2009/05/eczema-skin-patch- test-on-a-back.jpg http://relentlesspursuitofhealth.com/wp- content/uploads/2009/06/patchtesting.jpg http://bulhufando.files.wordpress.com /2008/06/untitled.jpg
  26. 26. Testes Laboratoriais para Alergia Ex: IgE no soro IgE total no soroIgE total no soro Elisa competitivoElisa competitivo IgE contra Alérgeno específicoIgE contra Alérgeno específico Placas sensibilizadas com o alérgenoPlacas sensibilizadas com o alérgeno
  27. 27. Abordagens Terapêuticas Sintomáticos Bloqueio dos receptores Antihistamínicos, antileucotrienos Broncodilatores β-agonistas (inalados) Evitar a degranulação de mastócitos Inibir o influxo de Ca (Cromolin sódico) Fosfodiesterases (teofilinas) Imunoterapia Hiposensibilização Administração de Anti-IgE(Fc) Sintomáticos Bloqueio dos receptores Antihistamínicos, antileucotrienos Broncodilatores β-agonistas (inalados) Evitar a degranulação de mastócitos Inibir o influxo de Ca (Cromolin sódico) Fosfodiesterases (teofilinas) Imunoterapia Hiposensibilização Administração de Anti-IgE(Fc)
  28. 28. Princípios dos tratamentos para alergia baseados em anti-IgE Princípios dos tratamentos para alergia baseados em anti-IgE Os mastócitos são sensibilizados por ligação de IgE Bloqueio da sensibilização dos mastócitos por anti-IgE

×