Hipersensibilidade tipo I

43.330 visualizações

Publicada em

Aula teorica de Imunologia ICS - 045 - UFBA : Hipersensibilidade tipo I

0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
43.330
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
238
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
586
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hipersensibilidade tipo I

  1. 1. REAÇÕES DE HIPERSENSIBILIDADE SISSI CARNEIRO Mestranda- Imunologia-PPGim
  2. 2. ▪ Resposta imune adaptativa prejudicial contra antígenos não associados a agentes infecciosos, resultando em reação inflamatória e/ou dano tecidual; ▪ Produzida em resposta a antígenos ambientais inofensivos; Ex. grãos de pólen, comida e medicamentos Conceito
  3. 3. Classificação <ul><li>Combs e Gell, </li></ul><ul><li>Tipo I – mediada pelas IgE, ativando mastócitos (anafilática) </li></ul><ul><li>Tipo II – mediada pela IgG, fagócitos e complemento (citotóxica) </li></ul><ul><li>Tipo III – mediada por IgG, complexos imunes e fagócitos (mediada por complexos imunes) </li></ul><ul><li>Tipo IV – mediada por linfócitos T (Th1, Th2 ou Tc) (celular ou tardia) </li></ul>
  4. 4. Reações de Hipersensibilidade
  5. 5. Hipersensibilidade Tipo I <ul><li>Alérgenos </li></ul><ul><li>IgE </li></ul><ul><li>Mastócitos, Basófilos e eosinófilos </li></ul><ul><li>Receptores para Fc de IgE </li></ul>
  6. 6. IgE <ul><li>- Isotipo que contém a cadeia pesada ε ; </li></ul><ul><li>Presente no soro em baixas concentrações; </li></ul><ul><li>Níveis elevados em condições patológicas como nas infecções helmintícas e atopias; </li></ul><ul><li>Localiza-se predominantemente nos tecidos, onde liga-se a mastócitos e basófilos por receptores específicos de alta afinidade- </li></ul><ul><li>Fc ε RI </li></ul>
  7. 7. CÉLULAS EFETORAS MATÓCITOS:- derivados de progenitores da Medula Óssea - Localizados predominantemente nas proximidades dos vasos sanguíneos e dos nervos e nos órgãos linfóides; - Contém grânulos em seu citoplasma que funcionam como mediadores com conteúdos e funções distintas; BASÓFILOS: - granulócitos inflamatórios semelhantes aos mastócitos;
  8. 8. ATOPIA
  9. 9. Exposição Inicial ao Antígeno IgE ALÉRGENO APC ALÉRGENO PROCESSADO NA APC CÉLULA T CD4+ CÉLULA TH2 IL-4 CÉLULA B PLASMÓCITO ANTICORPOS PRODUZIDOS VÃO PARTICIPAR DA FASE EFETORA
  10. 10. Reexposição + ALÉRGENO MASTÓCITO COM IgE MEDIADORES LIBERADOS INFLAMAÇÃO
  11. 11. Fase Imediata ▪ 5-30 min após a exposição ao alérgeno ▪ Secreção de mediadores químicos armazenados nos grânulos dos mastócitos; ▪ Síntese de prostaglandinas, leucotrienos e citocinas; ▪ Vasodilatação, aumento da permeabilidade capilar, espasmo das células musculares lisas e secreção glandular; OBS. As consequências da ativação dos mastócitos, mediada por IgE, dependem da dose do antígeno e da via de entrada.
  12. 12. Fase tardia <ul><li>Caracterizada por infiltração de eosinófilos, basófilos, neutrófilos, monócitos, células Th1, podendo haver dano tecidual </li></ul>
  13. 14. Manifestações clínicas <ul><li>Sistêmica - choque anafilático </li></ul><ul><li>Localizada - rinite alérgica </li></ul><ul><li> - asma </li></ul><ul><li> - alergia alimentar </li></ul><ul><li> - eczema </li></ul>
  14. 15. Choque Anafilático <ul><li>Hipersensibilidade imediata sistêmica; </li></ul><ul><li>Presença sistêmica de um antígeno introduzido por injeção; </li></ul><ul><li>Os mediadores dos mastócitos e basófilos alcançam a circulação, causando vasodilatação e exsudação de plasma; </li></ul><ul><li>Queda de pressão sanguínea ou choque; </li></ul><ul><li>Constrição das vias aéreas superiores e inferiores, hipersensibilidade do intestino, efusão do muco intestinal e lesões de urticária na pele; </li></ul>
  15. 16. Choque Anafilático <ul><li>MEDIADOR - TNF </li></ul><ul><li>TRATAMENTO: </li></ul><ul><li>Adrenalina Sistêmica; </li></ul><ul><li>Anti histamínicos; </li></ul><ul><li>Corticóides; </li></ul><ul><li>Reposição de fluidos; </li></ul><ul><li>Traqueostomia; </li></ul>
  16. 17. Rinite alérgica <ul><li>Alérgenos comuns: </li></ul><ul><li>ólen de plantas </li></ul><ul><li>Ácaros </li></ul><ul><li>Mastócitos da mucosa nasal </li></ul><ul><li>Edema local, secreção nasal de muco e obstrução das vias aéreas </li></ul>
  17. 18. Asma <ul><li>Reação de hipersensibilidade </li></ul><ul><li>no pulmão; </li></ul><ul><li>Mastócitos submucosos das vias </li></ul><ul><li>aéreas inferiores; </li></ul><ul><li>Obstrução intermitente e reversível </li></ul><ul><li>das vias aéreas; </li></ul><ul><li>Inflamação brônquica crônica; </li></ul><ul><li>Hipertrofia das células dos músculos lisos brônquicos; </li></ul><ul><li>-  muco/constrição brônquica/dificuldade na respiração </li></ul>
  18. 19. Alergia alimentar <ul><li>- Mastócitos do trato gastro-intestinal </li></ul><ul><li>- Contração da musculatura lisa/vômitos/diarréia </li></ul><ul><li> Permeabilidade das mucosas – alérgenos corrente sanguínea - urticária </li></ul>
  19. 20. Pele Urticária Dermatite atópica (eczema)
  20. 21. Testes cutâneos para alergia

×