Vinícius de Moraes

512 visualizações

Publicada em

Vida e obra do autor: Vinícius de Moraes

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
512
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vinícius de Moraes

  1. 1. Vinícius de Moraes
  2. 2. Biografia Marcus Vinícius da Cruz de Mello Moraes nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 19 de outubro de 1913. Foi um diplomata, dramaturgo, jornalista, poeta e compositor brasileiro. Vinicius de Moraes ingressou em 1924 no Colégio Santo Inácio, de padres jesuítas, onde passou a cantar no coral e começou a montar pequenas peças de teatro. Três anos mais tarde, tornou-se amigo dos irmãos Haroldo e Paulo Tapajós, com quem começou a fazer suas primeiras composições e a se apresentar em festas de amigos.
  3. 3. Em 1929, concluiu o ginásio e no ano seguinte, ingressou na Faculdade de Direito do Catete, hoje integrada à Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Na chamada “Faculdade do Catete”, conheceu e tornou-se amigo do romancista Otavio Faria, que o incentivou na vocação literária. Vinicius de Moraes graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais em 1933. Além da diplomacia, do teatro e dos livros, sua carreira musical começou a deslanchar em meados da década de 1950, época em que conheceu Tom Jobim. Na década seguinte, Vinicius de Moraes viveu um período áureo na MPB, no qual foram gravadas cerca de 60 composições de sua autoria.
  4. 4. Vinícius morreu aos 66 anos, no dia 9 de julho de 1980, em sua casa, no Rio de Janeiro.
  5. 5. Características estilísticas •Predomina a temática de cunho religioso, há um confronto entre matéria e espírito, o texto é melancólico e o verso, livre. •Toques de sensualidade e erotismo, que são marca de sua obra.
  6. 6. Principais Obras
  7. 7. Poesia • O caminho para a distância; • Forma e exegese; • Ariana, a mulher; • Novos poemas; • Cinco elegias; • Poemas, sonetos e baladas; • Pátria minha; • Livro de sonetos.
  8. 8. Prosa • Para Viver um Grande Amor; • Para uma Menina como uma Flor; • O Amor dos Homens.
  9. 9. Teatro • Orfeu da Conceição; • Procura-se uma rosa.
  10. 10. Músicas • Garota de Ipanema; • Chega de saudade; • Felicidade; • Minha namorada; • Se todos fossem iguais a você.
  11. 11. Biografia  Filho de Sebastião Ramos e Maria Amélia Ramos, Graciliano viveu toda sua infância nas cidades Viçosa, Buíque e Palmeiras dos Índios, localizadas no estado de Alagoas. Na juventude, após concluir seus estudos, vai morar no Rio de Janeiro para trabalhar na área do jornalismo onde começou a escrever.  Graciliano Ramos de Oliveira foi um romancista, cronista, contista e jornalista do século XX, mais conhecido por seu livro “Vidas Secas”.  Anos depois retorna para Palmeiras dos Índios, trabalha no comércio de seu pai e depois consegue candidatar-se a prefeito, porém, depois de 2 anos desiste do cargo. Em 1934 é preso por acusações de ser comunista e conduzido para a Ilha Grande no Rio de Janeiro, publicando dentro do presídio Angústia. Passado alguns anos, é solto e em 1951 e consagrado presidente da Associação Brasileira de Escritores. Falece na cidade do Rio de Janeiro no dia 20 de março de 1953, vítima de câncer, pois fumava demais.
  12. 12. Características estilísticas São obras de estilo seco, conciso, sintético, impessoal e repleto de senso psicológico. Graciliano deixa de lado o sentimentalismo a favor de uma objetividade e clareza.
  13. 13. Principais obras
  14. 14. Romances  Caetés;  São Bernardo;  Angústia;  Vidas Secas;  Infância;  Insônia;  Memórias do cárcere;  Viagem;  Alexandre e outros heróis;  Linhas tortas;  Viventes das Alagoas.
  15. 15. •Fim •Por: Joemille

×