Primeira guerra mundial 1914 1918

19.075 visualizações

Publicada em

A 1ª Guerra foi um conflito imperialista e marcou uma época em que a economia e a política tinham se fundido num só movimento. A característica mais importante da guerra foi a sua universalidade, envolvendo países de todos os continentes. Outra característica foi o alto poder de destruição, resultado das novas armas tecnológicas – avião, submarino, canhão de longo alcance. A guerra não matava apenas soldados, mas a população civil vitimas de bombardeios aéreos ou submarinos. A fome também provocou muitas mortes já que o inimigo bloqueava os suprimentos que garantiam a sobrevivência da população.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
19.075
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
107
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Primeira guerra mundial 1914 1918

  1. 1. HYPERLINK "http://profalberto-historia.blogspot.com/2010/09/primeira-guerra-mundial-1914-1918.html" Primeira Guerra Mundial (1914-1918)<br />A Belle Époque<br />Toulouse-Lautrec e a Belle Èpoque<br />o O século XX inicia-se num estado de euforia. A Europa estava rica com os lucros da Revolução Industrial e com as riquezas vindas de suas colônias na África e Ásia.o A conseqüência foi o progresso cientifico e tecnológico e o aproveitamento de novas fontes de energia – o homem inventando e criando novos produtos.o Era o período da Belle Époque (1871-1914), caracterizado pelo otimismo e certeza da estabilidade e paz duradouras.As vanguardas da arteo Belle Époque – período marcado por profundas transformações culturais que influenciaram o pensamento e a vida das pessoas. Novidades como o avião, o rádio e o cinema transformaram a visão da realidade.<br />Assim era um estúdio de filmagens em 1902...<br />Um Café-Concerto (hoje "Boate") nos anos de 1900,obra do francês Toulouse-Lautrec<br />o Paris, com seus cafés-concertos, balés, óperas, livrarias e teatros, era o centro cultural da época. Dela vinham todas as novidades da arte – as vanguardas da arte que pretendiam antecipar a arte do futuro, transformar e promover atitudes que rompiam com tudo o que era passado.Pintura: Van Gogh, Munch, James Ensor, Toulose-Lautrec, Gaugin, Monet, Cézanne, Braque, Picabia, Mondrian e Pablo Picasso; Paul Klee (Ângelus Novus, 1920).<br />Van Gogh - auto retrato<br />Música: Debussy (La Mer - 1905); Schoenberg (Pierrot Lunaire - 1912); Stravinsky (A Sagração da Primavera, 1913); em Nova Orleans, o jazz se tornava popular, enquanto no Brasil surgia o 1º samba gravado – Pelo Telefone, de Donga e Mauro Almeida.Arquitetura: Frank L. Wright construía a Robie House, 1907, imponente estrutura de portas e janelas de vidro abertas à visitação.<br />O compositor brasileiro Donga (Ernestodos Santos), autor de Pelo Telefone,1º samba gravadono Brasil<br />Dança: o balé russo de Sergei Diaghilev conquista a Europa.<br />Vaslav Nijinski (1889-1950) mais famosobailarino russo do início do século<br />Fatores da 1ª Guerra Mundialo Competição entre as nações em busca de mercados e capitais<br />Mapa mostrando a partilha da África pelas potênciaseuropéias. Reparem na extensão colonial de França e Inglaterra e na insignificância das colônias de Itália eAlemanha<br />o Conflitos imperialistas – A Grã-Bretanha (Inglaterra) perdeu a supremacia econômica mundial para o rápido crescimento industrial da Alemanha, originando uma rivalidade anglo-germânica; a França nutria um sentimento de revanche por ter perdido as ricas regiões da Alsácia e da Lorena para a Alemanha (Guerra Franco-Prussiana, 1870-71). A disputa entre Inglaterra, França e Alemanha por colônias na África também geraram tensões.<br />Infantaria prussiana - 1870<br />o A política de alianças – por meio de acordos econômicos, políticos e militares foram criados dos blocos antagônicos a Tríplice Aliança (Alemanha, Áustria-Hungria e Itália) e a Tríplice Entente (Rússia, França e Inglaterra). Esse sistema de blocos tornou-se uma bomba-relógio quando as tensões entre os países tornaram-se irreconciliáveis. <br />Os tratados de aliança durante a 1ª Guerra - Países da Entente(marrom) X Países da Aliança (Verde)<br />o Corrida armamentista – os anos que antecederam a guerra foram chamados de “Paz Armada”. A indústria bélica aumentou os seus recursos, produzindo novas tecnologias para a guerra. Quase todos os países adotaram o serviço militar obrigatório, incentivando o sentimento nacionalista e militarista.A 1ª Guerra foi um conflito imperialista e marcou uma época em que a economia e a política tinham se fundido num só movimento. A característica mais importante da guerra foi a sua universalidade, envolvendo países de todos os continentes. Outra característica foi o alto poder de destruição, resultado das novas armas tecnológicas – avião, submarino, canhão de longo alcance. A guerra não matava apenas soldados, mas a população civil vitimas de bombardeios aéreos ou submarinos. A fome também provocou muitas mortes já que o inimigo bloqueava os suprimentos que garantiam a sobrevivência da população. A faísca no barril de pólvora o Motivo imediato da 1ª Guerra Mundial – crises nacionais na Península Balcânica, foco de tensões que envolvia interesses de três impérios: Turco-Otomano, Russo e Austro-Húngaro.<br />Domínio austro-húngaro nos Balcãs<br />o Início do século XIX – o Império Turco-Otomano ocupava a maior parte da Península Balcânica; daí, a forte presença islâmica na Bósnia, em Kosovo e na Albânia. o 1828 – com o apoio da Rússia, a Grécia foi o 1º país a se libertar do domínio turco; depois dela, outros povos balcânicos começara a tentar a independência em relação ao Império Turco-Otomano.<br />O Império Turco-Otomano nas vésperas da Grande Guerra (1914)<br />o 1878 – o Tratado de Berlim colocava fim aos conflitos na região e reconhecia a independência da Sérvia, Romênia e Montenegro.o 1908 – a Bósnia-Herzegovina foi anexada pela Áustria-Hungria, contrariando os interesses nacionalistas da Sérvia que buscava a união de todos os povos eslavos da Península Balcânica e ambicionava uma saída para o Mar Adriático, incorporando a Bósnia-Herzegovina.<br />Ilustração mostrando o assassinato doherdeiro austro-húngaro, Francisco Ferdinando,em junho de 1914<br />o 28/6/1914 – as intensas disputas entre sérvios e austro-húngaros resultaram no atentado de Saravejo, capital da Bósnia, quando jovens militantes sérvios (grupo terrorista “Mão Negra”) assassinaram o arquiduque Francisco Ferdinando, herdeiro do Império Austro-Húngaro.Explode o barril de pólvorao Desconfiando da participação da Sérvia no atentado, a Áustria exigiu que as investigações sobre o atentado fossem feitas por agentes austríacos. Não sendo atendida, imediatamente declarou guerra à Sérvia.o A Alemanha, líder da Tríplice Aliança, em apoio à Áustria declara guerra à Sérvia;o Turquia e Bulgária também se aliam à Alemanha e Áustria-Hungria; o Do lado de Tríplice Entente se juntam Grécia, Portugal, Romênia e Japão.o 1915 – em troca de ganhos territoriais, a Itália se passa para o lado da Tríplice Entente (França, Inglaterra, Rússia). o O sistema de alianças – Tríplice Entente X Tríplice Aliança – transforma um conflito regional (problemas entre Áustria-Hungria e Sérvia) numa guerra mundial. Incentivados por um nacionalismo exaltado (patriotismo exagerado) acreditava na superioridade de seu país em relação ao inimigo.Da guerra rápida à guerra de trincheiraso Para invadir a França, sua antiga inimiga desde a Guerra Franco-Prussiana (1870-71), a Alemanha invadiu a Bélgica, país neutro. Encontrando a resistência dos franceses, próximo a Paris, inicia-se uma guerra de trincheiras, redes de valas cavadas no solo para proteção dos soldados contra tiros e bombardeios inimigos. <br />Soldados nas trincheiras<br />o Isso causou uma guerra estática com poucos avanços e recuos, mas milhares de massacres.o Frente Ocidental – combates realizados em território francês, belga e suíço.o Não conseguindo vencer o inimigo por terra, a guerra se expande para o mar. Submarinos e navios alemães e ingleses procuravam afundar a carga de alimentos destinada às populações civis. A idéia era matar o inimigo pela fome, fosse ele soldado ou habitantes de vilas e cidades.<br />Pela 1ª vez a guerra nos ares...<br />Os combates na Frente Orientalo Na Frente Oriental, os Impérios Centrais (T. Aliança) impunha pesadas derrotas aos russos (T.Entente).o Na Península Balcânica, Áustria-Hungria e Turquia tinham o controle da situação.o Novembro de 1917 – uma revolução na Rússia leva os socialistas ao poder. O novo governo estabelece um tratado de paz com a Alemanha e retira a Rússia da guerra.<br />Vladmir Lenin toma o poder na Rússia (1917) tirando-ada Guerra...<br />o Sem a Rússia em seu caminho, a Alemanha planejava derrotar franceses e ingleses na Frente Ocidental.Os Estados Unidos entram na guerra<br />"eu quero você para o exercito dos Estados Unidos" - cartaz usado para convocar os americanos a lutar na Primeira Guerra.<br />o Abril de 1917 – submarinos alemães atacam navios norte-americanos. Era o pretexto que os EUA precisavam para entrar na guerra ao lado da Tríplice Entente. Com poder bélico arrasador, os EUA contribuíram para quebrar o equilíbrio de forças entre os blocos, garantindo a vitória dos aliados e assegurando o mercado consumidor para seus produtos na Europa.A paz dos vencedoreso Janeiro de 1919 – realiza-se a Conferência de Paris, com a participação de 32 países. As decisões mais importantes foram tomadas pela França, EUA, Grã-Bretanha e Itália.<br />Líderes da Conferência de Paris (1919) - Lloyd George (Inglaterra), Vittorio Emanuele Orlando (Itália), Georges Clemenceau (França), Woodrow Wilson (EUA).<br />o Foi criada a Sociedade das Nações, destinada a evitar uma nova guerra mundial. Tratados em separado foram firmados com os países vencidos.<br />O Pacto da Sociedade das Nações 1919«Art. 1.º – Os membros da Sociedade das Nações comprometem-se a respeitar e a manter contra qualquer agressão exterior a integridade territorial e a independência política de todos os membros da Sociedade. (...)» <br />o Sobre a Alemanha recaiu toda a culpa da guerra, sendo obrigada a assinar o Tratado de Versalhes (1919) e pagar todos os prejuízos aos demais países. Por ele, a Alemanha deveria devolver a rica região mineradora da Alsácia e Lorena à França, pagar pesada indenização aos aliados e ceder seus territórios coloniais. Essa humilhação alimentou o sentimento de vingança e o nacionalismo do povo alemão, uma das causas da II Guerra Mundial (1939-45).<br />Berlim - manifestação popular contra o Tratado de Versalhes (1919)<br />O BRASIL NA PRIMEIRA GUERRANo dia 5 de abril de 1917, o vapor brasileiro "Paraná", que navegava de acordo com as exigências feitas a países neutros, foi torpedeado, supostamente por um submarino alemão. No dia 11 de abril o Brasil rompeu relações diplomáticas com os países do bloco liderado pela Alemanha. Em 20 de maio, o navio "Tijuca" foi torpedeado perto da costa francesa. Nos meses seguintes, o governo Brasileiro confiscou 42 navios alemães, austro-húngaros e turco-otomanos que estavam em portos brasileiros, como uma indenização de guerra. No dia 23 de outubro de 1917, o cargueiro nacional "Macau", um dos navios arrestados, foi torpedeado por um submarino alemão, perto da costa da Espanha, e seu comandante feito prisioneiro. Com a pressão popular contra a Alemanha, no dia 26 de outubro de 1917 o país declarou guerra aos Poderes Centrais.A partir deste momento, por um lado, sob a liderança de políticos como Ruy Barbosa recrudesceram agitações de caráter nacionalista, com comícios exigindo a "imperiosa necessidade de se apoiar os Aliados com ações" para por fim ao conflito. Por outro lado, sindicalistas, anarquistas e intelectuais como Monteiro Lobato criticavam essa postura e a possibilidade de grande convocação militar, pois segundo estes, entre outros efeitos negativos isto desviava a atenção do país em relação a seus problemas internos.Assim, devido a várias razões, de conflitos internos à falta de uma estrutura militar adequada, a participação militar do Brasil no conflito foi muito pequena; resumindo-se no envio ao front ocidental em 1918 de um grupo de aviadores do Exército e da Marinha que foram integrados à Força Aérea Real Britânica e de um corpo médico-militar, composto por oficiais e sargentos do exército que foram integrados ao exército francês, tendo seus membros tanto prestado serviços na retaguarda como participado de combates no front. A Marinha também enviou uma divisão naval com a incumbência de patrulhar a costa noroeste da África a partir de Dakar e o Mediterrâneo desde o estreito de Gibraltar, evitando a ação de submarinos inimigos.<br />O presidente do Brasil, Venceslau Brás, declara guerra à Tríplice Aliança. Ao seu lado, o ministro interino das Relações Exteriores Nilo Peçanha (em pé) e o presidente de Minas Gerais, Delfim Moreira (sentado).<br />O mundo após a guerrao Terríveis perdas humanas e danos ambientais: morte de 9 milhões de soldados e 11 milhões de civiso Empobrecimento e endividamento da Europa junto aos EUA - $ 10 bilhões de dólares;o Os EUA se tornam a nova potência mundial;o Influência da Revolução Socialista russa pelo mundo; nos anos 20, vários partidos comunistas surgem pelo mundo, inclusive no Brasil.<br />Membros do Partido Comunista Brasileiro - 1922<br />o Europa – descontentamento social e greves operarias; maior participação da mulher no mundo do trabalho devido à presença dos homens na guerra;o Formação de governos autoritários e militarizados na Europa ; nacionalismo extremado;o Fim dos impérios centrais – Alemanha, Áustria-Hungria e Turco-Otomano – surgindo novos países (Áustria, Hungria, Tchecoslováquia, Iugoslávia);<><><><><><><><><><><><><><><><><><><br /><><br /><><><><><><><><><><><><><><><><><><><br />A Europa e seus novos países ao final da 1ª Guerra<br />o Fim do Império Russo que se divide em Rússia Soviética, Finlândia, Estônia, Letônia, Lituânia e Polônia. o Alemanha derrotada, Itália vencedora, mas com graves problemas sociais e econômicos. Tudo isso cria um ambiente favorável à eclosão da II Guerra Mundial.<br />Atividades1. Faça um fichamento com as seguintes informações sobre o período 1871-1914, seguindo o roteiro: a) nome do períodob) centro cultural da época:c) algumas inovações tecnológicas:d) artistas inovadores:2. Relacione os principais fatores e resultados da Primeira Guerra Mundial.  3. Leia o texto e responda:“As luzes se apagam em toda a Europa. Não voltaremos a vê-las ascender-se em nosso tempo de vida”.Edward Grey, secretario das Relações Exteriores da Grã-Bretanha em 1914a) A que acontecimento o autor se refere?b) Como é possível comprovar sua resposta?<br />c) Por que, segundo o autor, ele e seus contemporâneos não veriam a luz reacender-se no seu tempo de vida?<br />4. Analise o esquema: <br />a) alianças estabelecidas antes da guerra representadas nas cores azul e vermelho:b) principais mudanças na composição dos dois blocos durante o conflito:c) No decorrer do conflito, esse bloco recebeu a adesão de um país fora da Europa. Qual foi? Que país foi esse?5. Observe os dois mapas do texto – Europa em 1914 e Europa depois da Guerra: a) países existentes em 1914:b) países que se formaram depois da guerra:<br />c) impérios que desapareceram:<br />d) fatores que provocaram essas mudanças no mapa da Europa:<br />

×