Fungos
Prof.Gildemar Crispim
Introdução
 Durante muito tempo – Fungos – Vegetais
 1969 – Reino Fungi
Introdução
 Fungos ≠ Plantas
Não sintetizam clorofila;
Não tem celulose na parede celular;
Não armazenam amido (reserv...
Fungos
 São seres eucarióticos;
 Unicelulares ou multicelulares;
Principais estruturas da célula
fungica:
• parede celu...
Estrutura celular
Parede celular
Membrana celular
Núcleo
Septo
Fungos
 São aeróbios obrigatórios ou anaeróbios
facultativos;
 São heterotróficos;
 Reprodução: sexuada ou assexuada;
...
Fungos
 Distribuição: solo, água, alimentos, ar,
vegetais, detritos, animais, homem.
 Importância:
Indústria: produtos ...
Morfologia
 Hifas : é o nome que se usa para
designar os filamentos dos fungos.
 Micélio é o conjunto das hifas.
Morfologia
 Classificação das Hifas:
Quanto à presença de septos:
• Asseptadas ou cenocítica
• Septadas
Morfologia
 Classificação das Hifas:
As hifas podem ser encaradas ainda
como verdadeiras e falsas
• As hifas verdadeiras...
Morfologia
Morfologia
 Classificação das Hifas:
Quanto a coloração:
• As hifas hialinas de cores claras são
chamadas mucedíneas.
• ...
Morfologia
 Esporos – Via assexuada
Artroconídios
• São esporos que se formam
pelo simples desmembramento
das hifas sept...
Morfologia
 Esporos– Via assexuada
Blastoconídio
• É o esporo que se forma por gemulação
(brotamento)- leveduras.
• O mi...
Morfologia
 Esporos – Via assexuada
 Conídios
• São os esporos mais freqüentes entre os fungos.
• Para sua formação, há ...
Morfologia
 Esporos – Via assexuada
Esporangiósporo
• É o equivalente assexuado do conídio na
classe dos Zigomicetos.
• ...
Esporangióforo
Morfologia
 Esporos – Via sexuada
 Oósporo e o Zigospório - classe dos
Zigomicetos.
 Basidiósporo - classe dos Basidiom...
Dismorfismo fungico
 Crescimento micelial entre 22 e 28º C
e leveduriforme entre 33 e 37 º C –
reversível.
23ºC 37ºC
micé...
Classificação
 O Reino Fungi é dividido em seis filos
ou divisões dos quais quatro são de
importância médica:
Zygomycota...
Classificação
 DIVISÃO ZYGOMYCOTA
 Inclui fungos de micélio cenocítico, ainda
que septos podem separar estruturas como
o...
Classificação
 DIVISÃO ASCOMYCOTA
 Agrupa fungos de hifas septadas.
 A sua principal característica é o asco, estrutura...
Classificação
 DIVISÃO BASIDIOMYCOTA
Fungos superiores ou cogumelos;
Compreende fungos de hifas
septadas, que se caract...
Classificação
 DIVISÃO DEUTEROMYCOTA
Engloba fungos de hifas septadas que
se multiplicam apenas por conídios.
Os conídi...
Micoses
 Segundo os tecidos e órgãos atingidos, as
micoses são classificadas em:
 Micoses Superficiais (pele ou pelos);
...
Micoses Superficiais...
Piedras
Nódulos irregulares aderentes ao pelo, e visível a olho nu
Piedra negra (Piedraia hortae) ...
Tinha negra
Phaeoannelomyces werneckii
Assintomática
Palmas da mãos, nas plantas dos
pés e outras partes do corpo
Mancha e...
Micoses Cutâneas ou
Dermatomicoses (Tinhas)...
Dermatomicoses
Trichophyton, Microsporum, Epidermophyton, Candida
Pelo: sem...
Micoses Subcutâneas...
Esporotricose
Sporothrix schenkii
Lesões ulceradas
Cromomicose
Fonsecae pedrosoi
Nódulos cutâneos v...
Micoses Sistêmicas ou
Profundas...
Paracoccidioidomicose
Paracoccidioides brasiliensis
Criptococose
Cryptococcus neoformans
Diagnostico laboratorial
 Coleta
Diagnostico laboratorial
 Coleta
Diagnostico laboratorial
 Exame microscópico direto
Diagnóstico laboratorial
 Exame microscópico direto
Solução de KOH a 10%-20%; Azul
algodão, Lactofenol
Tinta Nankin – C...
Diagnóstico laboratorial
 Cultura e Identificação
Agar Sabouraud dextrose
Agar Micosel
Agar batata
Cultivo em lamina
...
Aula   11 fungos
Aula   11 fungos
Aula   11 fungos
Aula   11 fungos
Aula   11 fungos
Aula   11 fungos
Aula   11 fungos
Aula   11 fungos
Aula   11 fungos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 11 fungos

26.439 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Aula 11 fungos

  1. 1. Fungos Prof.Gildemar Crispim
  2. 2. Introdução  Durante muito tempo – Fungos – Vegetais  1969 – Reino Fungi
  3. 3. Introdução  Fungos ≠ Plantas Não sintetizam clorofila; Não tem celulose na parede celular; Não armazenam amido (reserva).  Fungos = Animais Presença de quitina na parede celular; Armazenam glicogênio (reserva).
  4. 4. Fungos  São seres eucarióticos;  Unicelulares ou multicelulares; Principais estruturas da célula fungica: • parede celular, membrana citoplasmática, núcleo, ribossomos, mitocôndrias, RE e aparelho de Golgi.
  5. 5. Estrutura celular
  6. 6. Parede celular Membrana celular Núcleo Septo
  7. 7. Fungos  São aeróbios obrigatórios ou anaeróbios facultativos;  São heterotróficos;  Reprodução: sexuada ou assexuada;  São saprófitos; parasitas; simbiontes;  Nutrição: absorção;  São psicrofilos; mesofilos e termofilos;  Crescimento lento – 7 a 15 dias ou mais;
  8. 8. Fungos  Distribuição: solo, água, alimentos, ar, vegetais, detritos, animais, homem.  Importância: Indústria: produtos químicos e farmacêuticos, comestíveis, laticínios, bebidas alcoólicas de todos os tipos; Agricultura; Veterinária; Medicina humana;
  9. 9. Morfologia  Hifas : é o nome que se usa para designar os filamentos dos fungos.  Micélio é o conjunto das hifas.
  10. 10. Morfologia  Classificação das Hifas: Quanto à presença de septos: • Asseptadas ou cenocítica • Septadas
  11. 11. Morfologia  Classificação das Hifas: As hifas podem ser encaradas ainda como verdadeiras e falsas • As hifas verdadeiras são as que crescem sem interrupção, a partir de germinação de um esporo. • As falsas hifas ou hifas gemulantes ou pseudo-hifas são as que crescem por gemulação ou por brotamento sucessivo (leveduras).
  12. 12. Morfologia
  13. 13. Morfologia  Classificação das Hifas: Quanto a coloração: • As hifas hialinas de cores claras são chamadas mucedíneas. • As hifas de tonalidade escura ou negra são hifas demácias;
  14. 14. Morfologia  Esporos – Via assexuada Artroconídios • São esporos que se formam pelo simples desmembramento das hifas septadas.
  15. 15. Morfologia  Esporos– Via assexuada Blastoconídio • É o esporo que se forma por gemulação (brotamento)- leveduras. • O micélio gemulante ou pseudomicélio das leveduras também produz blastoconídio.
  16. 16. Morfologia  Esporos – Via assexuada  Conídios • São os esporos mais freqüentes entre os fungos. • Para sua formação, há necessidade de uma hifa diferenciada chamada conidióforo. • O conidióforo pode ser uma simples hifa, na extremidade da qual se implantam os conídios ou, então, vão aumentando em complexidade, de modo a constituir um verdadeiro aparelho produtor de conídios. • Os conidióforos podem ser uni, bi ou multicelulares.
  17. 17. Morfologia  Esporos – Via assexuada Esporangiósporo • É o equivalente assexuado do conídio na classe dos Zigomicetos. • É assim denominado porque se forma num esporangióforo, que termina por uma formação arredondada chamada esporângio, dentro da qual se formam os esporangiósporos.
  18. 18. Esporangióforo
  19. 19. Morfologia  Esporos – Via sexuada  Oósporo e o Zigospório - classe dos Zigomicetos.  Basidiósporo - classe dos Basidiomicetos.  Ascósporo - classe dos Ascomicetos.  A classe Deuteromicetos não apresenta esporos sexuados, por isso é chamada de classe dos Fungi Imperfecti – fungos imperfeitos.
  20. 20. Dismorfismo fungico  Crescimento micelial entre 22 e 28º C e leveduriforme entre 33 e 37 º C – reversível. 23ºC 37ºC micélio levedura
  21. 21. Classificação  O Reino Fungi é dividido em seis filos ou divisões dos quais quatro são de importância médica: Zygomycota, Ascomycota, Basidiomycota Deuteromycota.
  22. 22. Classificação  DIVISÃO ZYGOMYCOTA  Inclui fungos de micélio cenocítico, ainda que septos podem separar estruturas como os esporângios.  A reprodução pode ser sexuada, pela formação de zigospórios e assexuada com a produção de esporos, os esporangiósporos, no interior dos esporângios.  Os fungos de interesse médico se encontram nas ordens Mucorales e Entomophthorales.
  23. 23. Classificação  DIVISÃO ASCOMYCOTA  Agrupa fungos de hifas septadas.  A sua principal característica é o asco, estrutura em forma de saco ou bolsa, no interior do qual são produzidos os ascósporos, esporos sexuados, com forma, número e cor variáveis para cada espécie.  Algumas espécies produzem ascocarpos e ascostromas no interior dos quais se formam os ascos - conídios, propágulos assexuados.  As espécies patogênicas para o homem se classificam em três classes: Hemiascomycetes, Loculoascomycetes e Plectomycetes.
  24. 24. Classificação  DIVISÃO BASIDIOMYCOTA Fungos superiores ou cogumelos; Compreende fungos de hifas septadas, que se caracterizam pela produção de esporos sexuados, os basidiósporos, típicos de cada espécie. A espécie patogênica mais importante se enquadra na classe Teliomycetes.
  25. 25. Classificação  DIVISÃO DEUTEROMYCOTA Engloba fungos de hifas septadas que se multiplicam apenas por conídios. Os conídios podem ser exógenos ou estar contidos em estruturas como os picnídios. Entre os Deuteromycota se encontra a maior parte dos fungos de importância médica.
  26. 26. Micoses  Segundo os tecidos e órgãos atingidos, as micoses são classificadas em:  Micoses Superficiais (pele ou pelos);  Micoses Cutâneas ou Dermatomicoses (pele, pelos, unhas e mucosas);  Micoses Subcutâneas (pele e tecido subcutâneo);  Micoses Sistêmicas ou Profundas (tecidos, órgãos e vísceras).
  27. 27. Micoses Superficiais... Piedras Nódulos irregulares aderentes ao pelo, e visível a olho nu Piedra negra (Piedraia hortae) – cabelo, nódulos escuros, duro Piedra branca (Trichosporon beigelii) – pelos escrotais e pubianos, raramente barba, bigode, axila e cabelos, nódulos claros.
  28. 28. Tinha negra Phaeoannelomyces werneckii Assintomática Palmas da mãos, nas plantas dos pés e outras partes do corpo Mancha escura, marrom ou negra de aspecto fuliginoso Pitiriase versicolor Malassezia furfur Assintomática Lesões hipo ou hiperpigmentadas, bordos delimitados, tórax, abdome, pescoço, face, membros, axilas, virilhas e coxas
  29. 29. Micoses Cutâneas ou Dermatomicoses (Tinhas)... Dermatomicoses Trichophyton, Microsporum, Epidermophyton, Candida Pelo: sem brilho, quebradiço, alopecia; Pele: lesões descamativas, circulares, bordos eritrematosos – lesões úmidas, esbranquiçadas ou avermelhadas; Unhas: branco-amarelada, porosas e quebradiças – sem brilho, espessada, endurecida, escuras
  30. 30. Micoses Subcutâneas... Esporotricose Sporothrix schenkii Lesões ulceradas Cromomicose Fonsecae pedrosoi Nódulos cutâneos verrugosos -ulceras
  31. 31. Micoses Sistêmicas ou Profundas... Paracoccidioidomicose Paracoccidioides brasiliensis Criptococose Cryptococcus neoformans
  32. 32. Diagnostico laboratorial  Coleta
  33. 33. Diagnostico laboratorial  Coleta
  34. 34. Diagnostico laboratorial  Exame microscópico direto
  35. 35. Diagnóstico laboratorial  Exame microscópico direto Solução de KOH a 10%-20%; Azul algodão, Lactofenol Tinta Nankin – Cryptococcus neoformans Coloração de Giemsa Imunofluorescencia Histopatologico
  36. 36. Diagnóstico laboratorial  Cultura e Identificação Agar Sabouraud dextrose Agar Micosel Agar batata Cultivo em lamina Auxanograma Provas bioquímicas

×