A organização do espaço urbano
As áreas funcionais
- Terciárias;
- Residenciais;
- Industriais.
Em função
Do valor do solo...
No espaço urbano, de um modo geral, o preço dos terrenos e,
consequentemente, dos imóveis e das rendas diminui do centro d...
Ao analisarmos o espaço de uma cidade, constatamos a existência de
funções, que se organizam em zonas específicas que apre...
Na área central predomina a função
comercial e nele é possível encontrar:
Comércio de pequena superfície (quer
seja especi...
Na área central predomina a função
comercial e nele é possível encontrar:
Centros de decisão da administração
pública, com...
As atividades terciárias andam associadas à área central da cidade.
Cada vez mais, a sua localização acompanha o crescimen...
O centro das cidades tem perdido população. Esta tem procurado bairros,
de construção mais recentes e funcionais, localiza...
Os fatores responsáveis pelo abandono
do centro estão relacionadas com:
O aumento do congestionamento de trânsito e
das di...
Atualmente, a função industrial localiza-se
sobretudo, nas periferias, devido a fatores
como:
A grande necessidade de espa...
Contudo podemos encontrar pequenas unidades industriais
no interior do tecido urbano já que:
Necessitam de pouco espaço pa...
As áreas residenciais estão presentes por toda a cidade,
distribuindo-se por diferentes áreas, desde o centro até à perife...
AS ÁREAS FUNCIONAIS NO ESPAÇO URBANO
3. AS ÁREAS RESIDENCIAIS
As áreas residenciais da classe mais favorecida caracterizam...
AS ÁREAS FUNCIONAIS NO ESPAÇO URBANO
3. AS ÁREAS RESIDENCIAIS
As áreas residenciais da classe média caracterizam-se por:
L...
• Habitações antigas e degradadas onde ainda
vivem pessoas, sobretudo idosos e
imigrantes, de fracos recursos económicos.
...
• Bairros de construção clandestina,
conhecidos como bairros de lata.
AS ÁREAS FUNCIONAIS NO ESPAÇO URBANO
3. AS ÁREAS RES...
A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia 11º Ano
A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia 11º Ano
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia 11º Ano

717 visualizações

Publicada em

A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia 11º Ano

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
717
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A organização das áreas urbanas em Portugal: as áreas funcionais - Geografia 11º Ano

  1. 1. A organização do espaço urbano As áreas funcionais - Terciárias; - Residenciais; - Industriais. Em função Do valor do solo - Acessibilidade; - Transportes.
  2. 2. No espaço urbano, de um modo geral, o preço dos terrenos e, consequentemente, dos imóveis e das rendas diminui do centro da cidade para a periferia, devido: À diminuição da acessibilidade; Ao aumento dos terrenos disponíveis; À diminuição da procura. Variação, do centro para a periferia, do custo do solo para as três funções urbanas
  3. 3. Ao analisarmos o espaço de uma cidade, constatamos a existência de funções, que se organizam em zonas específicas que apresentam uma certa homogeneidade em termos de funções e que por isso se chamam: ÁREAS FUNCIONAIS A forma como se distribuem estas áreas funcionais nas cidades faz com que elas sejam diferentes umas das outras, sendo por isso um factor de identidade da cidade. As áreas funcionais que compõe a cidade são: 1. Área central 2. Áreas industriais 3. Áreas residenciais
  4. 4. Na área central predomina a função comercial e nele é possível encontrar: Comércio de pequena superfície (quer seja especializado, associado a produtos de luxo, ou vulgar e acessível à população em geral); Hotéis, cafés e restaurantes de luxo; Espaços de cultura e lazer, como teatros e museus; AS ÁREAS FUNCIONAIS NO ESPAÇO URBANO 1. A ÁREA CENTRAL
  5. 5. Na área central predomina a função comercial e nele é possível encontrar: Centros de decisão da administração pública, como ministérios, tribunais superiores, governos regionais ou municipais; Sedes de bancos, de empresas, de companhias de seguros, bolsas de valores, entre outros. AS ÁREAS FUNCIONAIS NO ESPAÇO URBANO 1. A ÁREA CENTRAL Lisboa, Assembleia da República
  6. 6. As atividades terciárias andam associadas à área central da cidade. Cada vez mais, a sua localização acompanha o crescimento das cidades. As cidades crescem e com elas assiste-se a uma descentralização das atividades terciárias, para outras áreas da cidade, mais espaçosas e bem servidas de transportes. Estas fixam-se preferencialmente ao longo de grandes eixos de circulação radiais, logo de grande acessibilidade. A MIGRAÇÃO DAS ATIVIDADES TERCIÁRIAS NO ESPAÇO URBANO A migração das atividades terciárias para outras áreas da cidade devem-se a vários fatores como: • Elevado congestionamento funcional; • A escassez de espaço para expansão das atividades; • As ruas estreitas e a saturação das vias de acesso (elevada intensidade de tráfego); • As dificuldades de estacionamento.
  7. 7. O centro das cidades tem perdido população. Esta tem procurado bairros, de construção mais recentes e funcionais, localizados noutras áreas da cidade ou na sua periferia, com a qualidade de vida que o centro já não lhes oferece. Os fatores responsáveis pelo abandono do centro estão relacionadas com: A crescente ocupação do centro pelas atividades terciárias; O desenvolvimento dos transportes urbanos e suburbanos (que aumenta a mobilidade da população e a sua fixação em áreas afastadas do local de trabalho); Porto O CENTRO DAS CIDADES: UM ESPAÇO EM DESPOVOAMENTO...
  8. 8. Os fatores responsáveis pelo abandono do centro estão relacionadas com: O aumento do congestionamento de trânsito e das dificuldades de estacionamento; O aumento da poluição sonora e atmosférica; A degradação das habitações antigas, que cada vez mais apresentam condições de habitabilidade precárias. Lisboa O CENTRO DAS CIDADES: UM ESPAÇO EM DESPOVOAMENTO...
  9. 9. Atualmente, a função industrial localiza-se sobretudo, nas periferias, devido a fatores como: A grande necessidade de espaço; A necessidade de se localizar em áreas de grande acessibilidade, próximo dos grandes eixos de comunicação; Os elevados índices de poluição a que está associada. AS ÁREAS FUNCIONAIS NO ESPAÇO URBANO 2. AS ÁREAS INDUSTRIAIS
  10. 10. Contudo podemos encontrar pequenas unidades industriais no interior do tecido urbano já que: Necessitam de pouco espaço para laborarem; Necessitam de estar muito próximo do mercado consumidor; Não provocam poluição significativa. AS ÁREAS FUNCIONAIS NO ESPAÇO URBANO 2. AS ÁREAS INDUSTRIAIS
  11. 11. As áreas residenciais estão presentes por toda a cidade, distribuindo-se por diferentes áreas, desde o centro até à periferia. As áreas residenciais refletem o nível socioeconómico dos seus residentes. Assim existem áreas residenciais de: a) Classe social mais favorecida. b) Classe média. c) Classe social mais desfavorecida. AS ÁREAS FUNCIONAIS NO ESPAÇO URBANO 3. AS ÁREAS RESIDENCIAIS
  12. 12. AS ÁREAS FUNCIONAIS NO ESPAÇO URBANO 3. AS ÁREAS RESIDENCIAIS As áreas residenciais da classe mais favorecida caracterizam-se por: Existência de vivendas ou apartamentos de luxo, com acesso a equipamentos e serviços como porteiro, piscina, posto médico, ginásio, etc.; Elevada acessibilidade; Existência de jardins e espaços verdes; Baixos índices de poluição. a) Classe social mais favorecida
  13. 13. AS ÁREAS FUNCIONAIS NO ESPAÇO URBANO 3. AS ÁREAS RESIDENCIAIS As áreas residenciais da classe média caracterizam-se por: Localizações algo diversas no espaço urbano mas procura áreas mais baratas e com boas acessibilidades; Estes bairros são plurifamiliares e não apresentam a harmonia e qualidade arquitetónica dos bairros das classes mais elevadas, registando as habitações uma área inferior; São os bairros de classe média que ocupam a maior parte do solo urbano. A diminuição do preço do solo com o aumento da distância em relação ao centro tornam possível à classe média suportar os preços da habitação. b) Classe média
  14. 14. • Habitações antigas e degradadas onde ainda vivem pessoas, sobretudo idosos e imigrantes, de fracos recursos económicos. • Bairros de habitação social, construídas pelas autarquias, para pessoas de mais fracos recursos; • Constituídos por blocos de apartamentos de áreas pequenas e de fraca qualidade de construção. AS ÁREAS FUNCIONAIS NO ESPAÇO URBANO 3. AS ÁREAS RESIDENCIAIS I - No centro da cidade c) Classe social mais desfavorecida II - Nas áreas afastadas do centro
  15. 15. • Bairros de construção clandestina, conhecidos como bairros de lata. AS ÁREAS FUNCIONAIS NO ESPAÇO URBANO 3. AS ÁREAS RESIDENCIAIS III - Nos subúrbios, em áreas muito poluídas, e mal servidas de transportes c) Classe social mais desfavorecida Estas áreas residenciais caracterizam-se: Por não terem as condições mínimas de habitabilidade; Pela maioria não ter água canalizada, eletricidade e esgotos; Pela sua dimensão ser muito reduzida.

×