A conversão de registros
na implantação de repositórios
institucionais: o caso do
Repositório Institucional UNESP
Fabrício...
 Repositório da Produção
Científica do CRUESP
 Lançamento em outubro de 2013
 Portaria UNESP 88, de 28 fev.
2013, que i...
Primo
 repositorio.unesp.br
 Interface de busca
DSpace
 base.repositorio.unesp.br
Aspectos tecnológicos
 Perfil de Aplicação de Metadados (Dublin
Core).
 DSpace: importação em XML (“pacotes”) e
em CSV (“planilha”).
Aspectos ...
 Meta para a implantação do Repositório:
 Incluir o máximo possível da produção científica
da Universidade.
Web of Scien...
 Web of Science: web service
 SciELO: programa desenvolvido pelo analista
 Coleta do registro e do arquivo PDF
 Scopus...
 A XML e as tecnologias relacionadas a ela.
 XSLT (Extensible Stylesheet Language for
Transformation)
 Linguagem Extens...
Percurso da conversão
Registros da Web
of Science em XML
Registros
em Dublin
Core/XML
Folha de estilo
XSLT
Web of Science
...
<titles count="6">
<title type="source">NANOTECHNOLOGY</title>
<title type="source_abbrev">NANOTECHNOLOGY</title>
<title t...
<dublin_core schema="dc">
<dcvalue element="contributor" qualifier="author">Paupitz, R. [UNESP]
</dcvalue>
<dcvalue elemen...
Registros em CSV
Mapeamento
Web of Science
(origem)
Perfil de Aplicação
(destino)
Repetível Observações
names/name/last_name
names/name/fir...
Antes da importação:
 Remoção dos registros duplicados
 Localização dos documentos e coleta dos links
 Verificação das ...
 Importação da planilha CSV contendo os
registros
 Inclusão automática do arquivo PDF
correspondente a cada registro
 P...
Após a importação:
 Distribuição entre as coleções
 Padronização
 Verificação constante
Verificação
Resultados alcançados
Web of Science
2008-2012
Quantidade de registros
Resultados alcançados
SciELO
1976-2013
Quantidade de registros
Resultados alcançados
Web of Science
1976-2007
Quantidade de registros
Quantidade de registros
Resultados alcançados
Scopus
1976-2013
Quantidade de registros
Resultados alcançados
Dissertações e
teses
 Alcance das metas (considerando o tempo e
tamanho da equipe)
 Apresentar para a comunidade da UNESP os
benefícios da ex...
 Parceria com os profissionais de TI
 Bibliotecários:
 Conhecimentos sobre os dados, produção e
comunicação científica....
 Autoarquivamento de dissertações e teses.
 Ações para o crescimento contínuo do
Repositório com o apoio da comunidade d...
ASSUMPÇÃO, F. S. Conversão de registros em XML para MARC 21: um modelo baseado em folhas de estilo XSLT. 135 f.
Dissertaçã...
Repositório Institucional UNESP
repositorio.unesp.br
repositoriounesp@reitoria.unesp.br
SNBU 2014, Belo Horizonte – MG, 16...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A conversão de registros na implantação de repositórios institucionais: o caso do Repositório Institucional UNESP

1.130 visualizações

Publicada em

Fabrício Silva Assumpção; Renata Eleuterio da Silva; Jaider Andrade Ferreira; Flávia Maria Bastos (Coordenadoria Geral de Bibliotecas da UNESP (CGB))

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.130
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
699
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A conversão de registros na implantação de repositórios institucionais: o caso do Repositório Institucional UNESP

  1. 1. A conversão de registros na implantação de repositórios institucionais: o caso do Repositório Institucional UNESP Fabrício Silva Assumpção; Renata Eleuterio da Silva Jaider Andrade Ferreira; Flávia Maria Bastos Coordenadoria Geral de Bibliotecas da UNESP (CGB) SNBU 2014, Belo Horizonte – MG, 16 a 21 de novembro
  2. 2.  Repositório da Produção Científica do CRUESP  Lançamento em outubro de 2013  Portaria UNESP 88, de 28 fev. 2013, que instituiu o Grupo Gestor da Política do Repositório Institucional UNESP repositorio.unesp.br Introdução
  3. 3. Primo  repositorio.unesp.br  Interface de busca DSpace  base.repositorio.unesp.br Aspectos tecnológicos
  4. 4.  Perfil de Aplicação de Metadados (Dublin Core).  DSpace: importação em XML (“pacotes”) e em CSV (“planilha”). Aspectos tecnológicos
  5. 5.  Meta para a implantação do Repositório:  Incluir o máximo possível da produção científica da Universidade. Web of Science, SciELO e Scopus Web of Science (2008-2012)  Para alcançar essa meta de maneira eficiente foram utilizados processos de coleta, de conversão e de importação automática dos registros. Meta inicial
  6. 6.  Web of Science: web service  SciELO: programa desenvolvido pelo analista  Coleta do registro e do arquivo PDF  Scopus: compra de um pacote de registros  Coleta dos registros em XML Coleta
  7. 7.  A XML e as tecnologias relacionadas a ela.  XSLT (Extensible Stylesheet Language for Transformation)  Linguagem Extensível para Folhas de Estilo de Transformação  Transformar (converter) documentos XML para atender propósitos específicos XML e XSLT
  8. 8. Percurso da conversão Registros da Web of Science em XML Registros em Dublin Core/XML Folha de estilo XSLT Web of Science  Dublin Core Folha de estilo XSLT Dublin Core/XML  Dublin Core/CSV Registros em CSV
  9. 9. <titles count="6"> <title type="source">NANOTECHNOLOGY</title> <title type="source_abbrev">NANOTECHNOLOGY</title> <title type="abbrev_iso">Nanotechnology</title> <title type="abbrev_11">NANOTECHNOL</title> <title type="abbrev_29">NANOTECHNOL</title> <title type="item">Graphene to fluorographene and fluorographane: a theoretical study</title> </titles> <names count="6"> <name dais_id="16326329" reprint="Y" role="author“ seq_no="1" addr_no="1"> <display_name>Paupitz, R.</display_name> <full_name>Paupitz, R.</full_name> <wos_standard>Paupitz, R</wos_standard> <first_name>R.</first_name> <last_name>Paupitz</last_name> <email_addr>paupitz@rc.unesp.br</email_addr> </name> Registro da Web of Science em XML
  10. 10. <dublin_core schema="dc"> <dcvalue element="contributor" qualifier="author">Paupitz, R. [UNESP] </dcvalue> <dcvalue element="contributor" qualifier="author">Autreto, P. A. S.</dcvalue> <dcvalue element="contributor" qualifier="institution">Universidade Estadual Paulista (UNESP)</dcvalue> <dcvalue element="contributor" qualifier="institution">Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)</dcvalue> <dcvalue element="date" qualifier="issued">2013-01-25</dcvalue> <dcvalue element="description" qualifier="sponsorship">Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)</dcvalue> <dcvalue element="identifier" qualifier="issn">0957-4484</dcvalue> <dcvalue element="language" qualifier="iso">en</dcvalue> <dcvalue element="relation" qualifier="isPartOf">Nanotechnology</dcvalue> <dcvalue element="title" language="en">Graphene to fluorographene and fluorographane: a theoretical study</dcvalue> </dublin_core> Registro em Dublin Core/XML
  11. 11. Registros em CSV
  12. 12. Mapeamento Web of Science (origem) Perfil de Aplicação (destino) Repetível Observações names/name/last_name names/name/first_name dc.contributor.author Sim Unir os dois metadados; separar com vírgula. pub_info/@sortdate pub_info/@pubyear dc.date.issued Não Utilizar o @pubyear apenas se o @sortdate não constar. abstracts/abstract/abstrac t_text dc.description.abstract Sim fund_ack/grants/grant/gra nt_agency dc.description.sponsorship Sim identifiers/identifier[@typ e='issn'] dc.identifier.issn Sim
  13. 13. Antes da importação:  Remoção dos registros duplicados  Localização dos documentos e coleta dos links  Verificação das licenças  Coleta dos arquivos PDF Verificação
  14. 14.  Importação da planilha CSV contendo os registros  Inclusão automática do arquivo PDF correspondente a cada registro  Programa criado pelo analista dc.identifier.wos - WOS:000312672700023 dc.identifier.scielo - S1413-99362012000100006 dc.identifier.scopus - 2-s2.0-0035647910 Importação Nome do arquivo PDF
  15. 15. Após a importação:  Distribuição entre as coleções  Padronização  Verificação constante Verificação
  16. 16. Resultados alcançados Web of Science 2008-2012 Quantidade de registros
  17. 17. Resultados alcançados SciELO 1976-2013 Quantidade de registros
  18. 18. Resultados alcançados Web of Science 1976-2007 Quantidade de registros
  19. 19. Quantidade de registros Resultados alcançados Scopus 1976-2013
  20. 20. Quantidade de registros Resultados alcançados Dissertações e teses
  21. 21.  Alcance das metas (considerando o tempo e tamanho da equipe)  Apresentar para a comunidade da UNESP os benefícios da existência de um repositório institucional.  Fomentar na comunidade uma cultura de depósito da produção científica que auxilie no desenvolvimento do Repositório enquanto produto e serviço de informação que representa a Universidade.  Diálogo com os gestores. Benefícios
  22. 22.  Parceria com os profissionais de TI  Bibliotecários:  Conhecimentos sobre os dados, produção e comunicação científica.  Transpor o tradicional espaço de atuação. Atuação do bibliotecário
  23. 23.  Autoarquivamento de dissertações e teses.  Ações para o crescimento contínuo do Repositório com o apoio da comunidade da UNESP.  Estabelecimento de políticas. Ações futuras
  24. 24. ASSUMPÇÃO, F. S. Conversão de registros em XML para MARC 21: um modelo baseado em folhas de estilo XSLT. 135 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2013. Disponível em: <http://base.repositorio.unesp.br/handle/11449/93658>. Acesso em: 14 maio 2014. KEENAN, T. M. Why Purchase When You Can Repurpose? Using Crosswalks to Enhance User Access. Code4Lib Journal, n. 11, 2010. Disponível em: <http://journal.code4lib.org/articles/3604>. Acesso em: 14 maio 2014. KEITH, C. Using XSLT to manipulate MARC metadata. Library Hi Tech, v. 22, n. 2, p. 122-130, 2004. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1108/07378830410524549>. Acesso em: 14 maio 2014. KURTH, M.; RUDDY, D.; RUPP, N. Repurposing MARC metadata: using digital project experience to develop a metadata management design. Library Hi Tech, v. 22, n. 2, p. 153-165, 2004. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1108/07378830410524585>. Acesso em: 14 maio 2014. RUDIĆ, G.; SURLA, D. Conversion of bibliographic records to MARC 21 format. The Electronic Library, v. 27, n. 6, p. 950-967, 2009. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1108/02640470911004057>. Acesso em: 14 maio 2014. ST. PIERRE, M.; LAPLANT, W. P. Issues in Crosswalking Content Metadata Standards. Baltimore: National Information Standards Organization, 1998. Disponível em: <http://www.niso.org/publications/white_papers/crosswalk>. Acesso em: 14 maio 2014. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA. Portaria n.º 88, de 28 de fevereiro de 2013. Diário Oficial do Estado de São Paulo, Executivo, São Paulo, 01 mar. 2013. Caderno 1, p. 47. W3C. XML. Last modified: 2012/01/24. Cambridge, 2012. Disponível em: <http://www.w3.org/XML>. W3C. XSL Transformations (XSLT) Version 2.0: W3C Recommendation 23 January 2007. Cambridge, 2007. Disponível em: <http://www.w3.org/TR/xslt20>. Acesso em: 14 maio 2014. WOODLEY, M. S. Crosswalks, Metadata Harvesting, Federated Searching, Metasearching: Using Metadata to Connect Users and Information. In: BACA, Murtha (Org.). Introduction to Metadata. 2nd ed. Los Angeles: Getty Research Institute, 2008. Disponível em: <http://www.getty.edu/research/publications/electronic_publications/intrometadata/path.pdf>. Acesso em: 14 maio 2014. Referências
  25. 25. Repositório Institucional UNESP repositorio.unesp.br repositoriounesp@reitoria.unesp.br SNBU 2014, Belo Horizonte – MG, 16 a 21 de novembro Fabrício Silva Assumpção - fabricio@reitoria.unesp.br Flávia Maria Bastos - fmbastos@reitoria.unesp.br Jaider Andrade Ferreira - jaider@marilia.unesp.br Renata Eleuterio da Silva - renata_silva@marilia.unesp.br

×