Planejamento Financeiro e      Orçamentário Prof. Douglas de Medeiros Franco      RISCO E RETORNO
Objetivos1. Entender o significado e os fundamentos   do risco e do retorno;2. Aplicar procedimentos de avaliação e   mens...
Mapa da Estrada1.1 Definição de Risco1.2 Definição de Retorno1.3 Fontes de Risco1.4 Avaliação de Risco  Análise de Cenári...
Definição de risco• No contexto dos negócios e das finanças,  risco é a chance de perda financeira• Ativos (reais ou finan...
Relação Risco-Retorno:          • Risco x Retorno:          Quanto maior o risco, maior o retorno esperado.               ...
Definição de retorno• Retorno Esperado: (ex-ante) remuneração que os  investidores solicitam para manter suas aplicações n...
Definição de retorno• Retorno é o ganho ou prejuízo total que se tem com  um investimento.• A forma mais básica de calcula...
Exemplo:Robin, dona do fliperama Gameroom, deseja aferir o retorno de duas desuas máquinas, a Conqueror e a Demolition. A ...
Exemplo:Título                           Casabella MatofeioPreço atual do ativo         Pt       1,20      1,10Preço inici...
Risco de um ativo                    individualA Norman Company, uma fabricante de equipamentos de golfe sobmedida, quer e...
Risco de um ativo individual:       distribuição de probabilidadesGráficos de barras
Risco de um ativo individual:        distribuição de probabilidade                   contínuaFigura 5.3 Distribuições de p...
Mensuração de risco            de um ativo individual:              retorno esperado• O indicador estatístico mais comum d...
Valores esperados dos retornos dosativos A e B
Mensuração de risco de        um ativo individual:           desvio padrão• A expressão do desvio padrão dos retornos, σr,...
Mensuração de risco de        um ativo individual:       coeficiente de variação• O coeficiente de variação, CV, consiste ...
Elaboração de cenários• Para incorporar a variabilidade de retornos, a forma  mais usual é a elaboração de cenários.• Exem...
Elaboração de cenários• Cenário A: A economia da região vai continuar crescendo          A  acima da média nacional, os ba...
Risco e retorno   pfo
Risco e retorno   pfo
Risco e retorno   pfo
Risco e retorno   pfo
Risco e retorno   pfo
Risco e retorno   pfo
Risco e retorno   pfo
Risco e retorno   pfo
Risco e retorno   pfo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Risco e retorno pfo

13.160 visualizações

Publicada em

Aula sobre noções de risco e retorno em finanças.

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.160
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
372
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Risco e retorno pfo

  1. 1. Planejamento Financeiro e Orçamentário Prof. Douglas de Medeiros Franco RISCO E RETORNO
  2. 2. Objetivos1. Entender o significado e os fundamentos do risco e do retorno;2. Aplicar procedimentos de avaliação e mensuração de retorno e do risco de um ativo individual.3. Estruturar uma análise de cenários.
  3. 3. Mapa da Estrada1.1 Definição de Risco1.2 Definição de Retorno1.3 Fontes de Risco1.4 Avaliação de Risco  Análise de Cenários  Distribuição de probabilidades 1.5 Mensuração de risco: desvio-padrão
  4. 4. Definição de risco• No contexto dos negócios e das finanças, risco é a chance de perda financeira• Ativos (reais ou financeiros) que apresentam maior chance de perda são considerados mais arriscados do que os que trazem uma chance menor.• O risco pode ser usado de forma intercambiável com o termo incerteza em referência à variabilidade dos retornos associados a um determinado ativo• Outras fontes de risco são relacionadas no slide a seguir.
  5. 5. Relação Risco-Retorno: • Risco x Retorno: Quanto maior o risco, maior o retorno esperado. risco/retorno 15% 10%retorno 5% 0% 0% 10% 20% 30% 40% 50% risco
  6. 6. Definição de retorno• Retorno Esperado: (ex-ante) remuneração que os investidores solicitam para manter suas aplicações no ativo considerado.• Retorno Exigido: em um mercado eficiente, corresponde ao retorno esperado.• Retorno Real: (ex-post) é o retorno efetivo do investimento ou da aplicação. O retorno do investimento, tanto em ativos físicos como em títulos, tem duas origens: o valor do ativo e o fluxo de caixa esperado.
  7. 7. Definição de retorno• Retorno é o ganho ou prejuízo total que se tem com um investimento.• A forma mais básica de calcular o retorno é: é
  8. 8. Exemplo:Robin, dona do fliperama Gameroom, deseja aferir o retorno de duas desuas máquinas, a Conqueror e a Demolition. A Conqueror foi compradahá um ano por $ 20.000 e tem valor atual de mercado de $ 21.500.Durante o ano, gerou $ 800 em receitas após impostos. A Demolition foicomprada há quatro anos; seu valor no ano recém-encerrado caiu de$ 12.000 para $ 11.800. Durante o ano, gerou $ 1.700 em receitas apósimpostos.
  9. 9. Exemplo:Título Casabella MatofeioPreço atual do ativo Pt 1,20 1,10Preço inicial do ativo Pt-1 0,80 0,75receita no período Ct 0,50 0,45taxa de retorno: k 1,125 = 1,0667 = 112,50% 106,67% As ações da empresa Casabella S A apresentaram melhor retorno no período
  10. 10. Risco de um ativo individualA Norman Company, uma fabricante de equipamentos de golfe sobmedida, quer escolher entre dois investimentos, A e B. Cada um exigedesembolso inicial de $ 10.000 e tem taxa de retorno anual maisprovável de 15%. A administração estimou os retornos associados aosresultados pessimista e otimista de cada investimento. As trêsestimativas de cada ativo e sua amplitude podem ser encontradas naTabela abaixo. O ativo A parece menos arriscado do que o B. Otomador de decisões, avesso ao risco, preferiria o ativo A ao B, umavez que o A oferece o mesmo retorno mais provável, porém commenor risco (menor amplitude).
  11. 11. Risco de um ativo individual: distribuição de probabilidadesGráficos de barras
  12. 12. Risco de um ativo individual: distribuição de probabilidade contínuaFigura 5.3 Distribuições de probabilidades contínuas
  13. 13. Mensuração de risco de um ativo individual: retorno esperado• O indicador estatístico mais comum de risco de um ativo é o desvio padrão, σr, que mede a dispersão em torno do valor esperado• O valor esperado de um retorno, ou r, é o retorno mais provável de um ativo.
  14. 14. Valores esperados dos retornos dosativos A e B
  15. 15. Mensuração de risco de um ativo individual: desvio padrão• A expressão do desvio padrão dos retornos, σr, é dada na Equação a seguir.
  16. 16. Mensuração de risco de um ativo individual: coeficiente de variação• O coeficiente de variação, CV, consiste em uma medida de dispersão relativa que é útil na comparação dos riscos de ativos com diferentes retornos esperados.• A Equação 5.4 dá a expressão do coeficiente de variação:
  17. 17. Elaboração de cenários• Para incorporar a variabilidade de retornos, a forma mais usual é a elaboração de cenários.• Exemplo: A rede varejista Sol Levante SA atua prioritariamente nas Exemplo regiões sul e sudeste do Brasil. Considerando a expansão econômica dos Estados do nordeste, os subsídios sociais e os incentivos fiscais da região a equipe de planejamento estratégico acredita que esse é o momento de re-ativar os projetos de expansão, temporariamente suspensos, quando ocorreu a crise financeira internacional, a partir de outubro de 2008. – A equipe se reuniu e estabeleceu critérios econômicos e financeiros para a elaboração de cenários: – Crescimento da economia nos Estados Paraíba e Pernambuco. – Expansão das linhas de crédito para consumo popular. – Aumento do salário mínimo e do Bolsa Família. – Taxa de juros medida pela taxa SELIC.
  18. 18. Elaboração de cenários• Cenário A: A economia da região vai continuar crescendo A acima da média nacional, os bancos públicos vão continuar a expandir a oferta de crédito e devem ser seguidos pelos bancos privados. A renda da população deve continuar aumentando e a taxa de juros vai continuar caindo.• Cenário B: A economia da região vai crescer em paridade com B a média nacional, os bancos públicos vão manter a oferta de crédito e devem ser seguidos pelos bancos privados. A renda da população deve se manter, assim como a taxa de juros vai parar sua tendência de queda e irá se estabilizar.• Cenário C: A economia da região já esgotou sua capacidade C de crescimento e irá se estabilizar, a oferta de crédito irá diminuir, A renda da população irá manter-se e as taxas de juros retomam a sequência de altas.

×