280712 Missa SP

784 visualizações

Publicada em

Aula 4: Mão na massa.

Publicada em: Educação
0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
784
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

280712 Missa SP

  1. 1. Modernizar o passadoÉ uma evolução musicalCadê as notas que estavam aqui?Não preciso delas!Basta deixar tudo soando bem aos ouvidosO medo dá origem ao malO homem coletivo sente a necessidade de lutarO orgulho, a arrôgancia, a glóriaEnche a imaginação de domínioSão demônios os que destroem o poderBravio da humanidadeViva Zapata!Viva Sandino!Viva ZumbiAntônio conselheiro!Todos os panteras negrasLampião sua imagem e semelhançaEu tenho certeza eles também cantaram um dia.
  2. 2. FAIL HARD AND FAST
  3. 3. 10000 KILLERS
  4. 4. http://www.youtube.com/watch?v=dNhxUitBDcI
  5. 5. MANIFESTOPINBOWLING
  6. 6. A nossa crença é na capacidade de nos reinventarmos. Juntos. De nos adaptarmos, para continuarmos relevantes.Com projetos cada vez mais completos, com fichas técnicas idem e com expertises cada vez mais variadas. Porque a gente quer que o nosso mercado incorpore de fato, sem bullshitagem, a tal da inovação, palavra gasta detão abusada ultimamente. Inovação enfiada no dia-a-dia, não como um hobby, um cargo num organograma ou um departamento isolado dentro de uma empresa. A gente se diverte fazendo essa campanha no meio dacorreria diária. Meio atrasilda. Assim como a gente se diverte tentando reinventar nosso negócio todo mês. Porque atemporada de boliche acabou. Estamos em plena temporada de pinball...
  7. 7. DIREÇÃO DE CRIAÇÃO VSGESTÃO DE CRIAÇÃO
  8. 8. OS SETE SEGREDOS DE UM BRAINSTORM DECENTE
  9. 9. 1 AFIE O FOCOProblema claro estabelecido, focar uma necessidade das pessoas ou uma parte da jornada delas ajudam na qualidade do resultado
  10. 10. 2 ESTABELEÇA REGRAS E AS CUMPRAQuantidade, Selvageria, Não-ao-julgamento, Uma-conversa-por-vez
  11. 11. 3 ENUMERE AS IDEIASMotiva, dá ritmo e impõe um pouco de estrutura pra coisa. 100 ideias por hora é uma ótima meta.
  12. 12. 4 APLIQUE OU MATE Ao chegar no limite, pessoas e/ou ideias se tornam repetitivas. Aí é hora de mudar de marcha: “E se a gente aplicasse isso pra... ?”.Volte pra uma ideia lá de trás pra manter momentum e trazer energia de volta.
  13. 13. 5 USE O ESPAÇO A sala é parte do time.Escreva, desenhe, capture, tire fotos, projete. Memória espacial é foda.
  14. 14. 6 COMECE COM UM BOM ALONGAMENTO Uma lição de casa na noite anterior ajuda. Um jogo antes de começar também ajuda um começo fresco.Free association: alguém põe uma palavra ou ideia, outrem constrói algo em cima. Alongue antes de sair correndo.
  15. 15. 7 TANGIBILIZE Fita crepe, durex, cola quente. Esquematize, diagrame, modele. Prototipe.Tudo por uma suruba mais divertida.
  16. 16. POWERNAPPING
  17. 17. AS DEZ PERSONAS DA IDEO
  18. 18. não são signos do zodíaco
  19. 19. não são orixás
  20. 20. mas é tipo um tarô
  21. 21. LEMBRANDO SEMPRE QUESER CRIATIVO É O PEDAGIO DE ENTRADA
  22. 22. INIMIGOS 11O ADVOGADO DO DIABO
  23. 23. INIMIGOS 12A AUTOCRÍTICA
  24. 24. A RAINHA DA INGLATERRA 13O BASTARDO CÍNICO
  25. 25. APRENDIZES 1 O ANTROPÓLOGO ...é raramente imutável. Ao contrário, é a persona que se aventura a campo praobservar como as pessoas interagem com produtos, serviços e experiências, pra chegar com jeitos novos de provocá-las. O antropólogo é muito bom emreformatar um problema pra um outro jeito, humanizando o método científicopra apliá-lo ao dia a dia. Sabedoria para observar, empatia, intuição, a habilidade de ver coisas que passavam desapercebidas; uma tendência a criar listas de conceitos e problemas que precisam ser resolvidos; e um jeitinho manhoso de procurar inspiração em lugares inusitados.
  26. 26. APRENDIZES 2O EXPERIMENTALISTA ...celebra o processo, não a ferramenta, ttestando e retestando cenarios potenciais pra tornar as ideias tangíveis. Um calculated risk-taker, essa persona modela de tudo um pouco, pra chegar numa solução. Pra compartilhar a descoberta, ele convida outros pra colaborarem, mas ao mesmo tempo assegurando que o processo é economicamente viável.
  27. 27. APRENDIZES 3O CROSS-POLLINATOR ...desenha associações e conexões entre ideias ou conceitos aparentemente impossiveis. Armado com um grande arsenal de interesses, um curioso ávido, e com uma atitude pra aprender e ensinar, esse cara traz grandes ideias de fora pra chacoalhar a organização. Pessoas nesse papel podem ser identificadas por sua cabeça aberta, anotações impecáveis, uma tendência de pensar através de metáforas, e uma certa habilidade pra arrancar inspiração de situações difíceis.
  28. 28. ORGANIZADORES 4O CORREDOR DE 100M COM BARREIRAS ...é um incansável problem-solver que adora derrubar problemas com coisas que nunca foram feitas antes. Frente a um desafio, ele dribla os obstáculos mantendo uma determinação calma e positiva. Esse otimismo e perseverança pode ajudar grandes ideias saírem do limbo e ao mesmo tempo transformar barreiras em aceleradores. Apesar do pessimismo de experts de visão curta.
  29. 29. ORGANIZADORES 5 O COLABORADOR ...pra ele, o time é mais importante do que o indivíduo. Pra fazer as coisasacontecerem, ele incomoda as pessoas tirando elas dos lugares clássicos e forma times multidiscuplinares. Dissolve fronteiras tradicionais e cria oportunidades pras pessoas assumirem novos papéis. mais um técnico do que um chefe, eleinjeta confiança no time e e destaca as habilidades necessárias pra se completar a jornada
  30. 30. ORGANIZADORES 6 O DIRETOR... é o cara que entende a big picture, e tem os dedos no pulso da equipe. Montar o palco, enxergar e setar oportunidades pra tirar o melhor das pessoas, e entregar. Empowerment, inspiração: esse cara motiva quem está em volta pra serem protagonistas da parada, abraçando o inesperado.
  31. 31. CONSTRUTORES 7 O ARQUITETO DE EXPERIÊNCIAS...focado incansavelmente em criar experiências individuais incriveis. Interações, espaços, eventos. Seja um arquiteto mesmo ou um chef de sushis, ele mapeia como tornar algo ordinario em algo incrivel, a toda chance que tem.
  32. 32. CONSTRUTORES 8 O SET DESIGNER ...looks at every day as a chance to liven up their workspace. They promote energetic, inspired cultures by creating work environments that celebrate the individual and stimulate creativity. To keep up with shifting needs and fostercontinuous innovation, the Set Designer makes adjustments to a physical spaceto balance private and collaborative work opportunities. In doing so, this person makes space itself one of an organizations most versatile and powerful tools.
  33. 33. CONSTRUTORES 9 O CAREGIVER...is the foundation of human-powered innovation. Through empathy, they work to understand each individual customer and create a relationship. Whether a nurse in a hospital, a salesperson in a retail shop, or a teller at an international financial institution, the Caregiver guides the client through the process to provide them with a comfortable, human-centered experience.
  34. 34. CONSTRUTORES 10O CONTADOR DA HISTÓRIA ...captures our imagination with compelling narratives of initiative, hard work, and innovation. This person goes beyond oral tradition to work in whatever medium best fits their skills and message: video, narrative, animation, even comic strips. By rooting their stories in authenticity, the Storyteller can spark emotion and action, transmit values and objectives, foster collaboration, create heroes, and lead people and organizations into the future.
  35. 35. T-SHAPED PEOPLE
  36. 36. THE CONCEPT OF T-SHAPED SKILLS, OR T-SHAPEDPERSONS IS A METAPHOR USED IN JOB RECRUITMENT TO DESCRIBE THE ABILITIES OF PERSONS IN THE WORKFORCE. THE VERTICAL BAR ON THE T REPRESENTS THE DEPTH OF RELATED SKILLS AND EXPERTISE IN A SINGLE FIELD, WHEREAS THE HORIZONTAL BAR IS THE ABILITY TO COLLABORATEACROSS DISCIPLINES WITH EXPERTS IN OTHER AREASAND TO APPLY KNOWLEDGE IN AREAS OF EXPERTISE OTHER THAN ONES OWN.
  37. 37. I SEE YOU ON THE DARK SIDE OF THE MOON
  38. 38. OS SETE SEGREDOS DE UM BRAINSTORM DECENTE

×