AS IDEIAS SÃO COMO BEBÉS  Precisam de um obstetra  quando estão para nascer.
NASCEM DE UM CASALdo copy                     e do director de arteO director de arte deixa uma semente no copy (ou vice-v...
- LOREM IPSUM.- SUPER.  A dupla discute  e da discussão aparece um embrião.
FECUNDOU? DEIXA VER.    A ideia começa a tomar forma.    Com uma frase ou um visual, a dupla aponta    várias ideias num p...
A PRIMEIRAECOGRAFIA     A dupla mostra esboços de várias ideias.     O director criativo vê qual delas tem     pernas para...
SÃO GÉMEOS!Às vezes, o director criativo vê mais que uma ideia na ecografia.É preciso alimentá-las para ver qual fica mais...
SOCORRO!Outras vezes, o director criativo vêgenes de campeão num embrião enfezado.Com alguma reabilitação,ideias que parec...
A GRAVIDEZHISTÉRICAPode acontecer que a ecografia nãomostre nada.Em vez de ideias,a dupla ainda só tem intenções.É preciso...
É UMA MENINA!Mas o mais comum é os embriões saírem da ecografia              já em forma de ideia.  Com cabeça, braços e p...
NÃO ATIREM PEDRAS AOBEBÉO tempo é curtona maternidade da publicidade.Por isso, as ideias sãomostradas aos accountse aos pl...
ACREDITEM. VAI PARAR OQuando apresenta as ideias dentro da agência, o director criativo defende osTRÂNSITO. das pedradas, ...
AS VACINAS   Mas dentro da agência, nem todas as   pedras que atiram às ideias são para   matar. Algumas são veneno útil  ...
AS IDEIAS PRECISAM DE MIMOS         Depois de aprovada por todos na agência,         a ideia é penteada e perfumada,      ...
O director de arte escolhe a roupa da ideia                  e faz-lhe um layout. O copy dá-lhe voz e um                  ...
Chegou o dia da apresentação. A ideia veste roupas bonitas e cheira a perfume. Na reunião com o cliente, faz gracinhas pel...
O CLIENTE NÃO GOSTOUAlgumas ideias morrem aqui.A epidemia mais frequenteé o critério do cliente.                        O ...
O CLIENTE APROVOUMuitos bebés recebema benção do cliente.Mas…há sempre um MAS.Este MAS é umaabreviatura para“Minas À Super...
CABUM!Há minas que explodeme deixam a ideia irreconhecível.                                   “Afinal,                    ...
ER... FIQUEI ASSIM?              O director criativo detecta as minas              e desarma-as como pode.              Me...
JOVEM PROCURA COMPANHEIRO                           A produção                           é a adolescência.                ...
TODOS QUEREMO BEBÉ DO ANO(mas poucos querem mudar fraldas)
DC, O PROFISSIONAL DODOT                                 Pelo caminho, nem                                 tudo são minas....
TCHARAN! A IDEIA SAI À RUARecebeu a bênção do director criativo, do contacto,do planeamento estratégico, da agência de mei...
Será que alguém vai reparar nela?
“O queé um director criativo?”Outubro 2011 @ INPSusana Albuquerquedesenhosda Ana Magalhães
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

As ideias sao como bebes

416 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
416
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As ideias sao como bebes

  1. 1. AS IDEIAS SÃO COMO BEBÉS Precisam de um obstetra quando estão para nascer.
  2. 2. NASCEM DE UM CASALdo copy e do director de arteO director de arte deixa uma semente no copy (ou vice-versa)
  3. 3. - LOREM IPSUM.- SUPER. A dupla discute e da discussão aparece um embrião.
  4. 4. FECUNDOU? DEIXA VER. A ideia começa a tomar forma. Com uma frase ou um visual, a dupla aponta várias ideias num papel. Quando a ideia tem cabeça, tronco e membros, chega o momento de mostrar ao director criativo.
  5. 5. A PRIMEIRAECOGRAFIA A dupla mostra esboços de várias ideias. O director criativo vê qual delas tem pernas para andar.
  6. 6. SÃO GÉMEOS!Às vezes, o director criativo vê mais que uma ideia na ecografia.É preciso alimentá-las para ver qual fica mais forte.
  7. 7. SOCORRO!Outras vezes, o director criativo vêgenes de campeão num embrião enfezado.Com alguma reabilitação,ideias que pareciam acanhadastransformam-se em ideias fortes.
  8. 8. A GRAVIDEZHISTÉRICAPode acontecer que a ecografia nãomostre nada.Em vez de ideias,a dupla ainda só tem intenções.É preciso continuara pensar para procriar.
  9. 9. É UMA MENINA!Mas o mais comum é os embriões saírem da ecografia já em forma de ideia. Com cabeça, braços e pernas (e algum músculo).
  10. 10. NÃO ATIREM PEDRAS AOBEBÉO tempo é curtona maternidade da publicidade.Por isso, as ideias sãomostradas aos accountse aos planners como vêm aomundo:nuas, pequenitas, sujase engelhadas.
  11. 11. ACREDITEM. VAI PARAR OQuando apresenta as ideias dentro da agência, o director criativo defende osTRÂNSITO. das pedradas, faz um quadro clínico optimistabebés como seus. Protege-ose mostra a todos o potencial da ideia.
  12. 12. AS VACINAS Mas dentro da agência, nem todas as pedras que atiram às ideias são para matar. Algumas são veneno útil que reforça o sistema imunitário.No meio das pedras, se o director criativovê uma vacina, deixa-a passar.O bebé apanha-a e mastiga-a,cresce e fica mais forte.
  13. 13. AS IDEIAS PRECISAM DE MIMOS Depois de aprovada por todos na agência, a ideia é penteada e perfumada, dá os primeiros passos e começa a fazer gracinhas. Aparecem as primeiras maquetes. Accounts embevecidos olham para os layouts e soltam gargalhadas quando os pais da ideia lhes contam o filme.
  14. 14. O director de arte escolhe a roupa da ideia e faz-lhe um layout. O copy dá-lhe voz e um tom, escreve-lhe graças e dá-lhe espírito. O director criativo agora é o pediatra, orienta as escolhas da criação. Quando chega ao percentil certo, a ideia está pronta para sair da maternidade.LET’S DO ITE começam os perigos.
  15. 15. Chegou o dia da apresentação. A ideia veste roupas bonitas e cheira a perfume. Na reunião com o cliente, faz gracinhas pela mão do director criativo. Na mesa comprida há croissants.Nofim acaba tudo de parabéns. Ou não.LADIES AND GENTLEMEN
  16. 16. O CLIENTE NÃO GOSTOUAlgumas ideias morrem aqui.A epidemia mais frequenteé o critério do cliente. O director criativo chora a morte da ideia como se ela fosse sua. Mas acorda no dia seguinte a saber que há mais ideias de onde esta veio (tão boas ou melhores).
  17. 17. O CLIENTE APROVOUMuitos bebés recebema benção do cliente.Mas…há sempre um MAS.Este MAS é umaabreviatura para“Minas À Superfície”. MAS é preciso fazer algumas alterações. MAS tem que estar pronto para a semana. MAS custa 3 vezes mais do que o nosso orçamento.
  18. 18. CABUM!Há minas que explodeme deixam a ideia irreconhecível. “Afinal, o realizador queria fazer o filme dele e não o nosso.” “Era para ficar parecido com a campanha da Nike, só que tivemos que fazer tudo numa semana.” Era uma boa história para contar num minuto mas afinal só temos 20” mais 10” de packshot.” “Só temos que alterar uma frase. É a frase de conceito que fecha todas as peças. Mas é só uma frase.”
  19. 19. ER... FIQUEI ASSIM? O director criativo detecta as minas e desarma-as como pode. Mesmo assim, muitas ideias ficam coxas e desfiguradas e perdem os lindos olhos azuis que nos tinham feito reparar nelas no início.
  20. 20. JOVEM PROCURA COMPANHEIRO A produção é a adolescência. A ideia já tem idade para namorar.As alterações do cliente O director criativosão a infância da ideia. procura realizadores e fotógrafos e tentaO director criativo que o namoro resultedá-lhe a mão e evita num bom casamento.que ela vá por mauscaminhos.
  21. 21. TODOS QUEREMO BEBÉ DO ANO(mas poucos querem mudar fraldas)
  22. 22. DC, O PROFISSIONAL DODOT Pelo caminho, nem tudo são minas. Às vezes é só uma fralda com cocó que cheira mal e ninguém sabe por onde pegar.O director criativo tem kms defraldas mudadas no currículo.Limpa cocó atrás de cocósem dar pelo cheiro.
  23. 23. TCHARAN! A IDEIA SAI À RUARecebeu a bênção do director criativo, do contacto,do planeamento estratégico, da agência de meios, dos estudos de mercado,do cliente, da administração, da secretária da administraçãoe das esposas da administração.Atravessou campos de minassem perder braços nem pernas.Usou fraldas até começar a cheirara perfume.Namorou com fotógrafos e realizadores.E sobreviveu.Agora caminha na rua, é bonitae tem personalidade.
  24. 24. Será que alguém vai reparar nela?
  25. 25. “O queé um director criativo?”Outubro 2011 @ INPSusana Albuquerquedesenhosda Ana Magalhães

×