SlideShare uma empresa Scribd logo
DESIGN THINKING
DESIGN THINKING
Eixo: Inovação
DESIGN THINKING
DESIGN THINKING
Solução de problemas e desafios de
forma criativa e colaborativa!
DESIGN THINKING
OFICINA DE
CAPACITAÇÃO
ESESP
1
#quemsomosnós
#apresentação
2
#soues
#forçafocofé
#façaobem
#família
André Luiz Souza
da Silva
#Natureza
#AprenderFazendo
#EmpreendedorismoCriativo
#NegóciosDeImpacto
4
JULIANA COLLI
#quemévocê
#4TagsQueTeDescrevem
#compartilhe
>>apresentação
2 mim
5
expectativas?
6
DESIGN THINKING
Design thinking é uma
forma de entender
pessoas e criar soluções
criativas
por meio de um
processo colaborativo.
Procura criar algo com
foco no ser humano.
7
Por que o design thinking?
8
Por que usar
Design Thinking?
● Abordagem definida pelo
LAB.ges e LAB.esesp para
promover a inovação
● Valorização e “aproveitamento”
de todas as trajetórias, saberes,
histórias
● Ajuda a fazer melhores
perguntas sobre os desafios;
● Apresenta e trabalha conceitos
como empatia, colaboração e
experimentação;
9
Por que usar
Design Thinking?
● Permite que qualquer pessoa
possa usar ferramentas criativas
para resolver problemas;
● Identifica as melhores ideias e
torna as experiências mais
efetivas;
● Une uma perspectiva técnica
com pensamento criativo;
● Muda a forma de desenvolver
produtos e serviços.
10
DIA1
1. Check-in
2. Aquecimento
3. Inovação
4. Design thinking como
processo
5. Definição dos desafios
6. Imersão
7. Ideação
8. Prototipação
9. Pitch
10. Check-out
DIA2
11
aquecimento
2.
12
Desenho em dupla
3 mim
13
● Estar presente;
● Perguntar e interagir sempre;
● Compartilhar suas experiências;
● Respeitar o tempo das
atividades;
● Confiar no método para
experimentar tudo;
● Fazer uma jornada divertida!
14
inovação
3.
15
16
17
18
resolve problemas das pessoas
19
E nesse cenário,
quais são as
principais
competências
para inovar?
20
insurgência
21
alfabetização em dados
22
foco no ser humano
23
iteração
24
storytelling
25
curiosidade
26
design
4.
27
DESIGN
Design é tornar um serviço
ou produto que é oferecido
às pessoas
útil, eficiente e desejável.
alternativas
(técnica)
viabilidade
(negócio)
desejo
(pessoas)
solução
28
Design não é isso
29
Isso é design (thinking)
https://www.youtube.com/watch?v=2HfRKHAnkUQ 30
31
TRADICIONAL
THINKING
A descoberta do que funciona. Uma
infinidade de respostas possíveis.
= 4 + 4
= 2 + 6
= 16 - 8
= 4 x 2
= 24 / 3
A descoberta do que é "certo".
A chama "resposta certa".
DESIGN
THINKING
8
= 4 + 4
32
Abordagem do Design Thinking
Definir
desafio
IMERSÃO IDEAÇÃO PROTOTIPAÇÃO
33
ter empatia
34
processo integrador
35
viés da ação
36
conforto com a ambiguidade
37
criar por iteração
38
pensamento visual
39
É BOM
LEMBRAR
Design Thinking tem foco:
HUMANO: preocupado com as
pessoas
COLABORATIVO: cocriado a várias
mãos
ITERATIVO: avance e retorne - teste
- até implementar
REAL: necessidades devem ser
pesquisadas e ideias testadas na
realidade
40
definição dos desafios
5.
41
Complicado
Simples Complexo
42
nem simples
43
nem complexo
44
Escolha do Tema
>>Definição dos Desafios
45
TEMAS
● Sustentabilidade de longo
prazo
● Retorno para a sociedade
● Processos internos
● Modernização Fazendária
● Capital humano
5 min
46
EMPATIZAR
DEFINIR
47
Bora pro Desafio...
● Tem impacto na Organização?
● Permite uma variedade de soluções?
● Fomenta a colaboração na Organização?
25 min
48
imersão
6.
49
IMERSÃO IDEAÇÃO PROTOTIPAÇÃO
Abordagem do Design Thinking
Definir
desafio
50
Pesquisa
Documentos
Entrevistas
Imergir é sobre ter empatia.
51
IMERGIR = EMPATIA
Para criar experiências
significativas, você deve
conhecer as pessoas e
preocupar-se com
a vida delas.
>>Imersão
52
pesquisar
53
observar
54
etnografia
55
um dia na vida
56
entrevistar
57
ouvir sem julgar
58
Suspender os julgamentos
59
https://www.youtube.com/watch?v=VZK7H6buyZ0&t=3s
Prepare um roteiro;
Entreviste em duplas;
Pergunte “por que”;
Dê espaço para que as histórias sejam
contadas;
Preste atenção à postura corporal e
linguagem não-verbal;
Não sugira respostas às suas perguntas;
Faça perguntas neutras: “o que você acha
disso?”.
DICAS
PARA AS
ENTREVISTAS
60
61
ESTRUTURA DO
ROTEIRO
Etapa 1. Criar conexão
Etapa 2. Introduzir o assunto
Etapa 3. Buscar histórias
Etapa 4. Explorar emoções e opiniões
GNOVA, 2018
62
PERGUNTAS
ABERTAS
Como você se sente quando...
O que você faz quando...
Conte como você trabalha com...
Como você gostaria que fosse...
63
Partiu Entrevistas
● organizar roteiro e dividir tarefas (10min)
● ir a campo, ligar, mandar msg, ouvir;
● pesquisa documental
60 min
64
IMERSÃO IDEAÇÃO PROTOTIPAÇÃO
Abordagem do Design Thinking
Definir
desafio
Pesquisa
Documentos
Entrevistas
Síntese
Insights entrevistas
Personas
Mapa de Empatia 65
Síntese Entrevistas
● Compartilhar percepções;
● Organizar informações coletadas;
● Identificar temas e padrões;
● Destacar informações mais relevantes.
10 min
66
PERSONAS
são uma representação
fictícia, de forma
humanizada, de seus
clientes ou outros
envolvidos
67
usuários extremos
68
quem
são suas
persona
69
Criar 2 personas
● “Usuários extremos”
● nome, comportamento, necessidades e
características relevantes para o desafio
● o que gosta, o que faz
● pense visualmente!
20min
70
EMPATIZAR
DEFINIR
71
Mapa da Empatia
● Explicita dores, frases recorrentes, emoções
da(s) persona(s);
● Ajuda a esclarecer necessidades e
comportamentos do(s) cliente(s).
30 min
72
Reavaliar o desafio
● Considerar informações relevantes do
processo de imersão;
● O desafio precisa ser revisado?
5 min
73
DESIGN
THINKING
DESIGN
THINKING Checkout!
● como foi?
até amanhã ;)
74
DESIGN THINKING
Solução de problemas e desafios de
forma criativa e colaborativa!
DESIGN THINKING
OFICINA DE
CAPACITAÇÃO
ESESP
1
DIA1
1. Check-in
2. Introdução
3. Inovação
4. Design
5. Definição dos desafios
6. Imersão
7. Ideação
8. Prototipação
9. Pitch
10. Check-out
DIA2
2
Recapitulando...
3
resolve problemas das pessoas
4
interação entre as pessoas
5
E nesse cenário,
quais são as
principais
competências
para inovar?
6
(OECD, 2017)
7
Forma de projetar com foco no ser
humano. Procura entender as pessoas e
desenvolver soluções criativas através
de um processo colaborativo.
8
ideação
7.
9
IMERSÃO IDEAÇÃO PROTOTIPAÇÃO
Abordagem do Design Thinking
Definir
desafio
Pesquisa
Documentos
Entrevistas
Síntese
Insights entrevistas
Personas
Mapa de Empatia 10
Ideação
Ei, me dá uma ideia
Braindump
Choque de Ideias
Mapa de calor
6 chapéus
Avaliação
"O melhor jeito
de ter uma boa
ideia é ter
muitas ideias".
Linus Pauling,
Nobel da Paz
11
De onde vêm as boas ideias
12
https://www.youtube.com/watch?v=_2X-VAhSFsM&t=19s
"Eu não falhei, apenas
encontrei 10 mil soluções
que não funcionaram."
Thomas Edison 13
que tipo de
soluções
14
soluções inclusivas
15
responsabilidade
compartilhada
16
mútua compreensão
17
aprender e construir
18
como
encontrá-las?
19
uma conversa por vez
20
quantidade importa
21
construa a partir
de outras ideias
22
encoraje ideias
malucas
23
seja visual
24
mantenha o foco
25
sem julgamentos
26
27
Ideias malucas
28
https://www.youtube.com/watch?v=9sm0VJPZ3kc&t=5s
Partiu brainstorm ;)
● Ideação individual
● Silêncio é importante
● 1 ideia por post-it
5 min
29
Ideação coletiva ;)
● apresentar e fixar
● choque de ideias
● 1 ideia por post-it
● rever, avaliar e agrupar ideias.
25 mim
30
Termômetro de ideias...
● Mapa de calor - 2 votos por pessoa em
silêncio
● selecionar as 3 ideias mais votadas
5 mim
31
Método para auxiliar na
análise de uma situação
ou tomada de decisão.
Avaliação rica e
acurada.
6 formas diferentes de
observar a situação.
32
Avaliação das ideias...
● Avaliar individualmente
● Comparar as ideias mais votadas
● Considerar um critério por vez (nota de 0 a 3)
● Somar o total de cada ideia proposta
10 mim
33
34
EMPATIZAR
DEFINIR
Considerando os recursos disponíveis
atualmente, essa proposta é viável?
Essa proposta é atrativa
e desejável para o cliente?
Essa proposta é diferente de outras
que tenha visto sobre o tema ?
0 3
0 3
0 3
35
C1
C2
C3
Para o
desafio………………..
A ideia mais votada
foi…………………….
36
prototipação
8.
37
IMERSÃO IDEAÇÃO PROTOTIPAÇÃO
Abordagem do Design Thinking
Definir
desafio
Pesquisa
Documentos
Entrevistas
Síntese
Insights entrevistas
Personas
Mapa de Empatia 38
Ideação
Ei, me dá uma ideia
Braindump
Choque de Ideias
Mapa de calor
6 chapéus
Avaliação
Prototipação
Protótipo
Pitch
39
PrototipAAAAAÇÃO
Fome de Poder - 2016 ‧ Drama/Ficção histórica ‧ 1h 55m
PROTÓTIPO
Uma forma de projetar
para evoluir ideias antes
de comprometer recursos
em larga escala na
implementação.
40
41
42
43
44
45
46
pode errar!!
47
Ajuda a fazer
perguntas melhores
sobre a proposta de
solução e pode levar o
time de volta para
etapas anteriores
(ideação).
48
49
50
51
52
53
54
55
56
57
58
59
Para prototipar...
● Audiência
● Fidelidade
● Contexto
● Hipóteses
● Noção de sucesso
● Método
60
61
PrototipAÇÃO!!!!!
● Mão na massa, pessoal!
1:15h
62
● Foco no impacto
● Desenvolva a solução;
● Estabeleça indicadores;
● Avalie a solução;
● Itere.
63
Implementando
soluções
Implementando
soluções
64
● Sinalizar inovação como prioridade;
● Fundamentar valores: colaboração,
experimentação, teste, erro e
aprendizado;
● Conectar-se a atores;
● Promover a confiança com
comunicação clara;
● Fortalecer as parcerias.
65
pitch
9.
66
67
Para o desafio…………………..
Tivemos a ideia………………
que é um(a)...........................
68
Preparar a apresentação
>>Pitch
5mim / time
5mim
Realizar pitch
69
check-out
10.
70
Como gerar mais empatia com o
usuário dos serviços públicos?
Como manter a mentalidade de
aprendizado na minha
organização?
Como fortalecer ações
colaborativas ?
71
DESIGN
THINKING
DESIGN
THINKING
até logo ;)
72
Neutro e objetivo.
A informação que eu preciso existe?
“Que dados tenho sobre esse problema?”
“Onde posso buscar informações?”
“Quem faz melhor?”
5 minutos! 73
Argumentar positivamente.
Pontos fortes e esperança.
“Isso nós fazemos bem. Visão positiva.”
74
5 minutos!
Expor emoções.
Como eu me sinto.
“Eu amo essa ideia!”
“Eu tenho medo do que pode acontecer.”
75
5 minutos!
Apontar os riscos e perigos.
“É proibido! Não dá para fazer.”
“Não podemos fazer isto.”
“Já tentamos antes.”
76
5 minutos!
Terreno fértil.
Novas ideias.
Futuro impossível.
77
5 minutos!
Cuida dos demais chapéus.
Planeja a ação.
“Como foi fazer este processo?”
78

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a APOSTILA - DESIGN THINKING (2).pdf

Oficina de-design-thinking-elaine-andrade
Oficina de-design-thinking-elaine-andradeOficina de-design-thinking-elaine-andrade
Oficina de-design-thinking-elaine-andrade
Elaine Andrade
 
Como o Design Thinking acelera o desenvolvimento das Startups
Como o Design Thinking acelera o desenvolvimento das StartupsComo o Design Thinking acelera o desenvolvimento das Startups
Como o Design Thinking acelera o desenvolvimento das Startups
Escola Design de Negócios
 
Oficina básica de Design Thinking - Rio de Janeiro 22/05/2015
Oficina básica de Design Thinking - Rio de Janeiro 22/05/2015Oficina básica de Design Thinking - Rio de Janeiro 22/05/2015
Oficina básica de Design Thinking - Rio de Janeiro 22/05/2015
Instituto Educadigital
 
Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências - SEC
Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências  - SEC Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências  - SEC
Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências - SEC
Natalia Lion
 
Design thinking weekend+sua jornada 14.10.14
Design thinking weekend+sua jornada 14.10.14Design thinking weekend+sua jornada 14.10.14
Design thinking weekend+sua jornada 14.10.14
Gabriel Coelho
 
Design thinking para quem trabalha em agências de publicidade
Design thinking para quem trabalha em agências de publicidadeDesign thinking para quem trabalha em agências de publicidade
Design thinking para quem trabalha em agências de publicidade
Bruno Araldi
 
Design Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtos
Design Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtosDesign Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtos
Design Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtos
Venícios Gustavo
 
Design Estratégico - Inovação em Projetos, Processos e Negócios
Design Estratégico - Inovação em Projetos, Processos e NegóciosDesign Estratégico - Inovação em Projetos, Processos e Negócios
Design Estratégico - Inovação em Projetos, Processos e Negócios
Victor Gonçalves
 
Metodologia ativação projetos prototipação slideshare
Metodologia ativação projetos prototipação slideshareMetodologia ativação projetos prototipação slideshare
Metodologia ativação projetos prototipação slideshare
Dobra Inova
 
Fundamentos do Design Thinking
Fundamentos do Design ThinkingFundamentos do Design Thinking
Fundamentos do Design Thinking
Igor Drudi
 
YOU Educação: Apresentação - Euripedes Magalhães
YOU Educação: Apresentação - Euripedes MagalhãesYOU Educação: Apresentação - Euripedes Magalhães
YOU Educação: Apresentação - Euripedes Magalhães
YOU Núcleo de Inteligência Digital
 
Design Thinking Process
Design Thinking ProcessDesign Thinking Process
Design Thinking Process
Ologia
 
Desig thinking e confiança criativa
Desig thinking e confiança criativaDesig thinking e confiança criativa
Desig thinking e confiança criativa
Colaborativismo
 
Workshop HBR
Workshop HBRWorkshop HBR
Workshop HBR
mjvinovacao
 
Treinamento Design Thinking - 2016
Treinamento Design Thinking - 2016Treinamento Design Thinking - 2016
Treinamento Design Thinking - 2016
.add
 
Treinamento Design Thinking - Chico Adelano
Treinamento Design Thinking - Chico AdelanoTreinamento Design Thinking - Chico Adelano
Treinamento Design Thinking - Chico Adelano
Chico Adelano
 
Quebrando o Gelo por Rodrigo Narcizo
Quebrando o Gelo por Rodrigo NarcizoQuebrando o Gelo por Rodrigo Narcizo
Quebrando o Gelo por Rodrigo Narcizo
Rodrigo Narcizo
 
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design ThinkingProcesso de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
Coletivo Mola
 
Design thinking weekend+SUA Jornada
Design thinking weekend+SUA JornadaDesign thinking weekend+SUA Jornada
Design thinking weekend+SUA Jornada
Gabriel Coelho
 
Startup Sorocaba: Design Thinking para Startups
Startup Sorocaba: Design Thinking para StartupsStartup Sorocaba: Design Thinking para Startups
Startup Sorocaba: Design Thinking para Startups
Startup Sorocaba
 

Semelhante a APOSTILA - DESIGN THINKING (2).pdf (20)

Oficina de-design-thinking-elaine-andrade
Oficina de-design-thinking-elaine-andradeOficina de-design-thinking-elaine-andrade
Oficina de-design-thinking-elaine-andrade
 
Como o Design Thinking acelera o desenvolvimento das Startups
Como o Design Thinking acelera o desenvolvimento das StartupsComo o Design Thinking acelera o desenvolvimento das Startups
Como o Design Thinking acelera o desenvolvimento das Startups
 
Oficina básica de Design Thinking - Rio de Janeiro 22/05/2015
Oficina básica de Design Thinking - Rio de Janeiro 22/05/2015Oficina básica de Design Thinking - Rio de Janeiro 22/05/2015
Oficina básica de Design Thinking - Rio de Janeiro 22/05/2015
 
Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências - SEC
Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências  - SEC Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências  - SEC
Treinamento Design Inovação: EEL-USP - Simpósio Ensino de Ciências - SEC
 
Design thinking weekend+sua jornada 14.10.14
Design thinking weekend+sua jornada 14.10.14Design thinking weekend+sua jornada 14.10.14
Design thinking weekend+sua jornada 14.10.14
 
Design thinking para quem trabalha em agências de publicidade
Design thinking para quem trabalha em agências de publicidadeDesign thinking para quem trabalha em agências de publicidade
Design thinking para quem trabalha em agências de publicidade
 
Design Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtos
Design Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtosDesign Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtos
Design Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtos
 
Design Estratégico - Inovação em Projetos, Processos e Negócios
Design Estratégico - Inovação em Projetos, Processos e NegóciosDesign Estratégico - Inovação em Projetos, Processos e Negócios
Design Estratégico - Inovação em Projetos, Processos e Negócios
 
Metodologia ativação projetos prototipação slideshare
Metodologia ativação projetos prototipação slideshareMetodologia ativação projetos prototipação slideshare
Metodologia ativação projetos prototipação slideshare
 
Fundamentos do Design Thinking
Fundamentos do Design ThinkingFundamentos do Design Thinking
Fundamentos do Design Thinking
 
YOU Educação: Apresentação - Euripedes Magalhães
YOU Educação: Apresentação - Euripedes MagalhãesYOU Educação: Apresentação - Euripedes Magalhães
YOU Educação: Apresentação - Euripedes Magalhães
 
Design Thinking Process
Design Thinking ProcessDesign Thinking Process
Design Thinking Process
 
Desig thinking e confiança criativa
Desig thinking e confiança criativaDesig thinking e confiança criativa
Desig thinking e confiança criativa
 
Workshop HBR
Workshop HBRWorkshop HBR
Workshop HBR
 
Treinamento Design Thinking - 2016
Treinamento Design Thinking - 2016Treinamento Design Thinking - 2016
Treinamento Design Thinking - 2016
 
Treinamento Design Thinking - Chico Adelano
Treinamento Design Thinking - Chico AdelanoTreinamento Design Thinking - Chico Adelano
Treinamento Design Thinking - Chico Adelano
 
Quebrando o Gelo por Rodrigo Narcizo
Quebrando o Gelo por Rodrigo NarcizoQuebrando o Gelo por Rodrigo Narcizo
Quebrando o Gelo por Rodrigo Narcizo
 
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design ThinkingProcesso de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
 
Design thinking weekend+SUA Jornada
Design thinking weekend+SUA JornadaDesign thinking weekend+SUA Jornada
Design thinking weekend+SUA Jornada
 
Startup Sorocaba: Design Thinking para Startups
Startup Sorocaba: Design Thinking para StartupsStartup Sorocaba: Design Thinking para Startups
Startup Sorocaba: Design Thinking para Startups
 

Mais de JaneNi5

livro importancia da linguagem....pdf
livro importancia da linguagem....pdflivro importancia da linguagem....pdf
livro importancia da linguagem....pdf
JaneNi5
 
PLANOS_DOS_COMPONENTES_CURRICULARES.pdf
PLANOS_DOS_COMPONENTES_CURRICULARES.pdfPLANOS_DOS_COMPONENTES_CURRICULARES.pdf
PLANOS_DOS_COMPONENTES_CURRICULARES.pdf
JaneNi5
 
Planejamento-Anual-–-1-2-e-3°-Ano-–-Ensino-Medio-Linguagens-e-Suas-Tecnologia...
Planejamento-Anual-–-1-2-e-3°-Ano-–-Ensino-Medio-Linguagens-e-Suas-Tecnologia...Planejamento-Anual-–-1-2-e-3°-Ano-–-Ensino-Medio-Linguagens-e-Suas-Tecnologia...
Planejamento-Anual-–-1-2-e-3°-Ano-–-Ensino-Medio-Linguagens-e-Suas-Tecnologia...
JaneNi5
 
Planejamento-Anual-9°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
Planejamento-Anual-9°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdfPlanejamento-Anual-9°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
Planejamento-Anual-9°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
JaneNi5
 
Planejamento-Anual-8°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
Planejamento-Anual-8°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdfPlanejamento-Anual-8°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
Planejamento-Anual-8°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
JaneNi5
 
Planejamento-Anual-7°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
Planejamento-Anual-7°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdfPlanejamento-Anual-7°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
Planejamento-Anual-7°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
JaneNi5
 
Planejamento-Anual-6°-Ano-–-Lingua-Portuguesa 1.pdf
Planejamento-Anual-6°-Ano-–-Lingua-Portuguesa 1.pdfPlanejamento-Anual-6°-Ano-–-Lingua-Portuguesa 1.pdf
Planejamento-Anual-6°-Ano-–-Lingua-Portuguesa 1.pdf
JaneNi5
 
Planejamento-1°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa1.pdf
Planejamento-1°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa1.pdfPlanejamento-1°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa1.pdf
Planejamento-1°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa1.pdf
JaneNi5
 
Planejamento-2°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa.pdf
Planejamento-2°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa.pdfPlanejamento-2°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa.pdf
Planejamento-2°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa.pdf
JaneNi5
 

Mais de JaneNi5 (9)

livro importancia da linguagem....pdf
livro importancia da linguagem....pdflivro importancia da linguagem....pdf
livro importancia da linguagem....pdf
 
PLANOS_DOS_COMPONENTES_CURRICULARES.pdf
PLANOS_DOS_COMPONENTES_CURRICULARES.pdfPLANOS_DOS_COMPONENTES_CURRICULARES.pdf
PLANOS_DOS_COMPONENTES_CURRICULARES.pdf
 
Planejamento-Anual-–-1-2-e-3°-Ano-–-Ensino-Medio-Linguagens-e-Suas-Tecnologia...
Planejamento-Anual-–-1-2-e-3°-Ano-–-Ensino-Medio-Linguagens-e-Suas-Tecnologia...Planejamento-Anual-–-1-2-e-3°-Ano-–-Ensino-Medio-Linguagens-e-Suas-Tecnologia...
Planejamento-Anual-–-1-2-e-3°-Ano-–-Ensino-Medio-Linguagens-e-Suas-Tecnologia...
 
Planejamento-Anual-9°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
Planejamento-Anual-9°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdfPlanejamento-Anual-9°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
Planejamento-Anual-9°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
 
Planejamento-Anual-8°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
Planejamento-Anual-8°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdfPlanejamento-Anual-8°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
Planejamento-Anual-8°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
 
Planejamento-Anual-7°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
Planejamento-Anual-7°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdfPlanejamento-Anual-7°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
Planejamento-Anual-7°-Ano-–-Lingua-Portuguesa (1).pdf
 
Planejamento-Anual-6°-Ano-–-Lingua-Portuguesa 1.pdf
Planejamento-Anual-6°-Ano-–-Lingua-Portuguesa 1.pdfPlanejamento-Anual-6°-Ano-–-Lingua-Portuguesa 1.pdf
Planejamento-Anual-6°-Ano-–-Lingua-Portuguesa 1.pdf
 
Planejamento-1°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa1.pdf
Planejamento-1°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa1.pdfPlanejamento-1°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa1.pdf
Planejamento-1°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa1.pdf
 
Planejamento-2°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa.pdf
Planejamento-2°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa.pdfPlanejamento-2°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa.pdf
Planejamento-2°-Bimestre-–-6°-Ano-Lingua-Portuguesa.pdf
 

Último

Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 

APOSTILA - DESIGN THINKING (2).pdf