Universidade de Santiago 
Departamento de Ciência, Saúde, Ambiente, e Tecnologias 
Tecnologias de Informação e Comunicação...
Agenda 
 Introdução 
 História da Reengenharia 
 Essência da Reengenharia 
 Reengenharia vs Downsizing 
 Enfoque da R...
Introdução 
3 
A cada dia que passa torna-se mais difícil para uma 
organização ou uma empresa se manter com um alto 
núme...
Qual a essência da 
Reengenharia 
4
5 
Dentro da reengenharia existe a noção do 
pensamento descontínuo. 
A não ser que se mudem essas regras. Não 
poderemos ...
Reengenharia 
vs 
6 
Downsizing
Reengenharia é o redesenho dos processos, que 
em alguns casos leva à redução de pessoal e de 
níveis hierárquicos, mas co...
8 
Hammer, propôs sete princípios 
ou regras para a Reengenharia e 
sua integração nas 
organizações
9 
1. Organizar os processos com base nos resultados e não nas 
tarefas. 
 De acordo com este princípio é preferível term...
2. Colocar aqueles que vão utilizar o output do processo a 
executá-lo 
10 
 Com este princípio, as empresas podem contin...
11 
3. Colocar o processamento da informação nas mãos de quem a 
produz 
 Até aqui, por falta de confiança, por falta de ...
12 
4. Tratar os recursos dispersos geograficamente como se estivessem 
centralizados 
 O conflito entre centralização e ...
13 
6. Colocar o ponto de decisão onde o trabalho é executado, 
permanecendo o controle implícito no processo 
 Segundo e...
14 
Exemplo de um caso de sucesso 
da implementação da 
Reengenharia 
VS
15 
A Ford é uma empresa Americana bastante conhecida, e com 
o intuito de rentabilizar o seu departamento de contabilidad...
16 
A Ford estava bastante contente com o plano até olhar para a 
Mazda. Enquanto que a Ford aspirava a 400 pessoas, a Maz...
Caso da Ford antes da 
Reengenharia 
17
Caso da Ford depois da 
Reengenharia 
18
Conclusão 
19 
 Avaliando todo o processo de reengenharia, percebe-se tal 
impacto provocado pelas mudanças dentro da emp...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Reengenharia de sistemas

402 visualizações

Publicada em

Reengenharia de sistemas

Publicada em: Dados e análise
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Reengenharia de sistemas

  1. 1. Universidade de Santiago Departamento de Ciência, Saúde, Ambiente, e Tecnologias Tecnologias de Informação e Comunicação Reengenharia de Sistemas Participantes: Éder Pereira Frediane Correia Ravi Lopes
  2. 2. Agenda  Introdução  História da Reengenharia  Essência da Reengenharia  Reengenharia vs Downsizing  Enfoque da Reengenharia  Características da Reengenharia  Princípios da Reengenharia  Exemplo de um caso de sucesso da Reengenharia  Conclusão 2
  3. 3. Introdução 3 A cada dia que passa torna-se mais difícil para uma organização ou uma empresa se manter com um alto número de vendas e consequentemente lucro no final do mês. Tudo isso devido ao facto de existirem muitas empresas a prestar o mesmos serviços e não esquecendo que a exigência do cliente é cada vez maior, com tudo isso dificultando a vida de uma organização viu-se necessário criar algo para que garantisse a sobrevivência da mesma no mercado, surgiu a Reengenharia que servira de auxílio para que as organizações alcançam a sua meta.
  4. 4. Qual a essência da Reengenharia 4
  5. 5. 5 Dentro da reengenharia existe a noção do pensamento descontínuo. A não ser que se mudem essas regras. Não poderemos alcançar grandes melhoramentos cortando o orçamento ou simplesmente automatizando processos já existentes, teremos que desafiar as antigas e impostas concepções para dar lugar a uma nova e produtiva concepção.
  6. 6. Reengenharia vs 6 Downsizing
  7. 7. Reengenharia é o redesenho dos processos, que em alguns casos leva à redução de pessoal e de níveis hierárquicos, mas como consequência da reformulação dos processos. No Downsizing, como o nome já indica, é uma redução no tamanho da empresa, especialmente na redução de pessoal e de níveis é o próprio objetivo, não havendo, reformulação de processos. 7
  8. 8. 8 Hammer, propôs sete princípios ou regras para a Reengenharia e sua integração nas organizações
  9. 9. 9 1. Organizar os processos com base nos resultados e não nas tarefas.  De acordo com este princípio é preferível termos uma pessoa a desempenhar todos os passos de um processo, criando o trabalho dessa pessoa à volta de um objetivo ou de um resultado. Através da aplicação deste princípio podem evitar-se os erros causados pela passagem de informação de tarefa para tarefa o que, além de atrasar o processo total.
  10. 10. 2. Colocar aqueles que vão utilizar o output do processo a executá-lo 10  Com este princípio, as empresas podem continuar a beneficiar das vantagens dos departamentos especializados, no entanto, esses departamentos passam a disponibilizar aos outros, não os produtos que aqueles necessitam, mas a informação necessária para que de uma forma mais eficiente e eficaz os obtenham.
  11. 11. 11 3. Colocar o processamento da informação nas mãos de quem a produz  Até aqui, por falta de confiança, por falta de tempo, ou ainda por motivos relacionados com a especialização das tarefas, as empresas criavam departamentos que apenas processavam algo que outros geravam. Com as novas tecnologias e com colaboradores mais informados, é hoje possível e desejável colocar o próprio processamento da informação nas mãos de quem a cria.
  12. 12. 12 4. Tratar os recursos dispersos geograficamente como se estivessem centralizados  O conflito entre centralização e descentralização é um conflito clássico. Descentralizar um recurso (humano, equipamento, ou matéria prima) oferece um melhor serviço a quem o utiliza. 5. Ligar atividades paralelas em vez de integrar apenas os seus resultados  Este princípio sugere que se criem ligações entre funções paralelas de modo a poder coordena-las enquanto as suas atividades decorrem. Isto evita que o resultado de uma tarefa efetuada por um departamento não encaixe com o resultado da tarefa paralela efetuada por outro departamento, eliminando-se assim os custos do redesenho.
  13. 13. 13 6. Colocar o ponto de decisão onde o trabalho é executado, permanecendo o controle implícito no processo  Segundo este princípio, as pessoas que fazem o trabalho devem poder tomar as decisões e o processo pode ter o controle implícito. Este princípio permite que os níveis piramidais de gestão sejam comprimidos e que as organizações se tornem mais "planas". 7. Recolher a informação apenas uma vez e na fonte  Este princípio é simples de entender. Quando havia dificuldade na transmissão de informação, fazia sentido recolhê-la repetidamente. As empresas tinham de viver com os atrasos associados, erros de entrada e custos de overhead.
  14. 14. 14 Exemplo de um caso de sucesso da implementação da Reengenharia VS
  15. 15. 15 A Ford é uma empresa Americana bastante conhecida, e com o intuito de rentabilizar o seu departamento de contabilidade fez um estudo de todo o processo desde a compra de material até ao seu pagamento. Só na América do Norte existem mais de 500 empregados neste departamento. Era sabido pelos gestores que racionalizando alguns processos e instalando um novo sistema de computadores conseguiriam um corte nos custos de cerca de 20%.
  16. 16. 16 A Ford estava bastante contente com o plano até olhar para a Mazda. Enquanto que a Ford aspirava a 400 pessoas, a Mazda conseguia que na totalidade do departamento de contabilidade trabalhassem apenas 5 empregados. Mesmo olhando ao tamanho da Mazda, que é bastante mais pequena, proporcionalmente a Ford tinha 5 vezes mais empregados do que deveria ter. Para isso, em primeiro lugar foi analisado o sistema existente:
  17. 17. Caso da Ford antes da Reengenharia 17
  18. 18. Caso da Ford depois da Reengenharia 18
  19. 19. Conclusão 19  Avaliando todo o processo de reengenharia, percebe-se tal impacto provocado pelas mudanças dentro da empresa, ficou claro que uma reengenharia bem implantada possibilita melhorias em vários aspectos como no desenvolvimento de novos produtos e serviços oferecidos pela Empresa. O uso de tecnologias também é um fator importante, pois torna os processos mais rápidos e diminui a decorrência de erros devido á falhas humanas, porém todo é processo só pode ser colocado em prática quando se avalia todo o processo da Empresa.

×