SlideShare uma empresa Scribd logo
Relatório da Aula Laboratorial
Observação de cromossomas das células de ápices de
      raízes jovens de cebola ao microscópio




                          Trabalho realizado, no âmbito da disciplina de
                          Ciências Naturais, por:

                                                       Maria Inês Ribeiro nº 18
                                                          Mariana Costa nº 19

                            EB 2,3 de Viana do Castelo,19 de Janeiro de 2013




                                                                      1
Índice


Introdução: ...................................................................................... Error! Bookmark not defined.
Objetivo:......................................................................................................................................... 4
Material Utilizado: ......................................................................................................................... 3
Procedimento Experimental ......................................................................................................... 5
Resultados .................................................................................................................................... 6
Conclusão ..................................................................................................................................... 6
Bibliografia .................................................................................................................................... 7




                                                                                                                                                  2
Introdução
         Os seres vivos, dentro de uma determinada espécie, apresentam características
semelhantes de geração em geração. Essa informação pode ser passada de duas formas
distintas: reprodução assexuada e reprodução sexuada. Na reprodução sexuada há células
especializadas, eucarióticas, com núcleo organizado, que são reprodutoras. Estas células
chamam-se gâmetas e têm metade do património genético da espécie. Esse património está
localizado no núcleo em estruturas chamadas cromossomas. Tal como nas células germinativas,
todas as outras células possuem cromossomas que asseguram a passagem desse património
genético em cada divisão celular.
         Os cromossomas são formados por ácido desoxirribonucleico (ADN) associado a
proteínas. Cada cromossoma está dividido em genes. Cada gene é constituído por um fragmento
de ADN e é responsável por uma dada característica, por exemplo a cor dos olhos.
          Cada espécie tem um número constante de cromossomas.
         Nesta aula laboratorial o material a observar são células de ápices de raízes jovens de
cebola. Uma vez que estas células estão em divisão, os cromossomas estão visíveis.




         Figura 1- Representação esquemática
         de um cromossoma                                    Figura 2- Cromossoma




                                                                                              3
Objetivo

        O objetivo desta atividade laboratorial é a observação dos cromossomas de células de ápices de
raízes jovens de uma cebola ao microscópio ótico.




Material Utilizado

        - Vidro de relógio                                            - Ápices de raízes de cebola

        - Lamparina e fósforos

        - Microscópio ótico

        - Lâminas e lamelas

        - Papel de filtro

        - Material de dissecação (agulha e bisturi)

        - Luvas de látex

        - Orceína acética

        - Ácido clorídrico

        - Tesoura
                                                                     Figura 3- Material Utilizado




                                                                                                     4
Procedimento Laboratorial

     1º - No vidro de relógio colocámos 4 a 5 gotas de orceína acética e 1 gota
     de ácido clorídrico (figura 4);



                                                                                       Figura 4

                        2º - Usando a tesoura cortámos os ápices da cebola, com dimensão
                        relativamente igual a 1mm, e colocámo-los no vidro de relógio (figura 5);

Figura 5

     3º - Passámos o vidro de relógio com a mistura 3 ou 4 vezes pela
     lamparina, fazendo movimentos circulares, até se libertarem vapores
     (figura 6);

                                                                                  Figura 6



                        4º - Depois retirámos os ápices e colocámo-los na lâmina, cobrindo-os com
                        uma gota de orceína acética e aguardámos 3 minutos (figura 7);


Figura 7



      5º - Com a agulha separámos os tecidos vegetais (figura 8);

                                                                                                              Figura 8

                             6º - Depois colocámos uma lamela e pressionámos com o dedo;




                            Figura 9

     7º - Colocámos a lamela no microscópio e observámos o resultado.


                                                                                              Figura 10

                                 8º- Por fim, lavámos e limpámos todo o material utilizado.


                              Figura 11
                                                                                                          5
Resultados

                                                     Cromossomas

                                                                          Núcleo




                                                                                   Parede celular




Figura 12




        A figura 12 representa os cromossomas no núcleo das células da raiz da cebola. O
tecido é formado por células que, quando coradas com a orceína acética, evidenciam o seu
núcleo.




Conclusão

        As células quando se dividem dão origem a novas células semelhantes às originais. Isto
acontece devido ao facto de se formarem seguindo uma espécie de programa: sempre que se
forma uma nova célula, esse programa, conhecido como informação genética é transmitido. Por
isso, os cromossomas são importantes porque contém a informação que passará ao longo das
gerações.

       Com a realização desta actividade prática tivemos a possibilidade de visualizar os
cromossomas, uma vez que as células do ápice radicular da cebola estão em divisão.

            O trabalho decorreu sem problemas e os objetivos iniciais foram cumpridos.




                                                                                                    6
Bibliografia

FRANCO, N., FRANCO, E. & BORGES, M. (2011). BIOS Viver melhor na Terra,9º ano. ASA.
Lisboa.

BAILEY, J. (1997). A nova Enciclopédia das Ciências – A genética. Círculo de leitores. Braga.

NAVARRO, J. (2006). Biologia, Ediciones Credimar. Lisboa.




                                                                                                7

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Síntese de Aspirina
Síntese de AspirinaSíntese de Aspirina
Síntese de Aspirina
Luís Rita
 
Aula de Fotossíntese (Power Point)
Aula de Fotossíntese (Power Point)Aula de Fotossíntese (Power Point)
Aula de Fotossíntese (Power Point)
Bio
 
Relatório biologia 10ºano - membrana celular
Relatório biologia 10ºano - membrana celularRelatório biologia 10ºano - membrana celular
Relatório biologia 10ºano - membrana celular
AMLDRP
 
DNA
DNADNA
1 método científico - power point
1  método científico - power point1  método científico - power point
1 método científico - power point
margaridabt
 
Biologia 11 reprodução assexuada
Biologia 11   reprodução assexuadaBiologia 11   reprodução assexuada
Biologia 11 reprodução assexuada
Nuno Correia
 
Método Científico
Método CientíficoMétodo Científico
Método Científico
margaridabt
 
Relatório sobre-fermentação-alcoólica
Relatório sobre-fermentação-alcoólicaRelatório sobre-fermentação-alcoólica
Relatório sobre-fermentação-alcoólica
Aldo Henrique
 
Resumo Genética | Biologia 12º Ano
Resumo Genética | Biologia 12º AnoResumo Genética | Biologia 12º Ano
Resumo Genética | Biologia 12º Ano
Instituto Superior Técnico, UTL
 
Biologia - Relatório da Extração de DNA do Kiwi (11º Ano)
Biologia - Relatório da Extração de DNA do Kiwi (11º Ano)Biologia - Relatório da Extração de DNA do Kiwi (11º Ano)
Biologia - Relatório da Extração de DNA do Kiwi (11º Ano)
Mountain Expedition
 
Reprodução assexuada e sexuada
Reprodução assexuada  e sexuadaReprodução assexuada  e sexuada
Reprodução assexuada e sexuada
Matheus Faria do Valle
 
Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)
Karol Maia
 
Roteiro de aula prática de Biologia Celular
Roteiro de aula prática de Biologia CelularRoteiro de aula prática de Biologia Celular
Roteiro de aula prática de Biologia Celular
Nathália Vasconcelos
 
Extração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11º
Extração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11ºExtração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11º
Extração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11º
Francisco Palaio
 
Medição em Química
Medição em Química Medição em Química
Medição em Química
Rui Barqueiro
 
Transmissão do impulso nervoso
Transmissão do impulso nervosoTransmissão do impulso nervoso
Transmissão do impulso nervoso
Acqua Blue Fitnnes
 
O tempo em geologia - datação relativa e absoluta
O tempo em geologia - datação relativa e absolutaO tempo em geologia - datação relativa e absoluta
O tempo em geologia - datação relativa e absoluta
Ana Castro
 
Aula sobre células
Aula sobre célulasAula sobre células
Aula sobre células
cienciasdinamica
 
Células Procariontes e Eucariontes
Células Procariontes e EucariontesCélulas Procariontes e Eucariontes
Células Procariontes e Eucariontes
Fábio Santos
 
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: PREPARO DE SOLUÇÃO
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: PREPARO DE SOLUÇÃORELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: PREPARO DE SOLUÇÃO
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: PREPARO DE SOLUÇÃO
Ezequias Guimaraes
 

Mais procurados (20)

Síntese de Aspirina
Síntese de AspirinaSíntese de Aspirina
Síntese de Aspirina
 
Aula de Fotossíntese (Power Point)
Aula de Fotossíntese (Power Point)Aula de Fotossíntese (Power Point)
Aula de Fotossíntese (Power Point)
 
Relatório biologia 10ºano - membrana celular
Relatório biologia 10ºano - membrana celularRelatório biologia 10ºano - membrana celular
Relatório biologia 10ºano - membrana celular
 
DNA
DNADNA
DNA
 
1 método científico - power point
1  método científico - power point1  método científico - power point
1 método científico - power point
 
Biologia 11 reprodução assexuada
Biologia 11   reprodução assexuadaBiologia 11   reprodução assexuada
Biologia 11 reprodução assexuada
 
Método Científico
Método CientíficoMétodo Científico
Método Científico
 
Relatório sobre-fermentação-alcoólica
Relatório sobre-fermentação-alcoólicaRelatório sobre-fermentação-alcoólica
Relatório sobre-fermentação-alcoólica
 
Resumo Genética | Biologia 12º Ano
Resumo Genética | Biologia 12º AnoResumo Genética | Biologia 12º Ano
Resumo Genética | Biologia 12º Ano
 
Biologia - Relatório da Extração de DNA do Kiwi (11º Ano)
Biologia - Relatório da Extração de DNA do Kiwi (11º Ano)Biologia - Relatório da Extração de DNA do Kiwi (11º Ano)
Biologia - Relatório da Extração de DNA do Kiwi (11º Ano)
 
Reprodução assexuada e sexuada
Reprodução assexuada  e sexuadaReprodução assexuada  e sexuada
Reprodução assexuada e sexuada
 
Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)
 
Roteiro de aula prática de Biologia Celular
Roteiro de aula prática de Biologia CelularRoteiro de aula prática de Biologia Celular
Roteiro de aula prática de Biologia Celular
 
Extração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11º
Extração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11ºExtração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11º
Extração do ADN / DNA do kiwi - Relatório biologia 11º
 
Medição em Química
Medição em Química Medição em Química
Medição em Química
 
Transmissão do impulso nervoso
Transmissão do impulso nervosoTransmissão do impulso nervoso
Transmissão do impulso nervoso
 
O tempo em geologia - datação relativa e absoluta
O tempo em geologia - datação relativa e absolutaO tempo em geologia - datação relativa e absoluta
O tempo em geologia - datação relativa e absoluta
 
Aula sobre células
Aula sobre célulasAula sobre células
Aula sobre células
 
Células Procariontes e Eucariontes
Células Procariontes e EucariontesCélulas Procariontes e Eucariontes
Células Procariontes e Eucariontes
 
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: PREPARO DE SOLUÇÃO
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: PREPARO DE SOLUÇÃORELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: PREPARO DE SOLUÇÃO
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: PREPARO DE SOLUÇÃO
 

Destaque

03 ObservaçãO Da CéLula Da Cebola Ao Microscopio Tc0809
03 ObservaçãO Da CéLula Da Cebola Ao Microscopio Tc080903 ObservaçãO Da CéLula Da Cebola Ao Microscopio Tc0809
03 ObservaçãO Da CéLula Da Cebola Ao Microscopio Tc0809
Teresa Monteiro
 
Relatório actividade experimental - batata & cebola
Relatório   actividade experimental - batata & cebolaRelatório   actividade experimental - batata & cebola
Relatório actividade experimental - batata & cebola
Inês Fernandes
 
Aula 02 Microscopio de Luz e Técnicas de Observação e Coloração
Aula 02   Microscopio de Luz e Técnicas de Observação e ColoraçãoAula 02   Microscopio de Luz e Técnicas de Observação e Coloração
Aula 02 Microscopio de Luz e Técnicas de Observação e Coloração
Hamilton Nobrega
 
rsrsrOsmose
rsrsrOsmosersrsrOsmose
rsrsrOsmose
Edson Leão
 
www.aulasapoio.com - Biologia - Membrana Plasmática
www.aulasapoio.com - Biologia -  Membrana Plasmáticawww.aulasapoio.com - Biologia -  Membrana Plasmática
www.aulasapoio.com - Biologia - Membrana Plasmática
Aulas Apoio
 
Trocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantasTrocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantas
Tânia Reis
 
(9) biologia e geologia 10º ano - trocas gasosas em seres multicelulares
(9) biologia e geologia   10º ano - trocas gasosas em seres multicelulares(9) biologia e geologia   10º ano - trocas gasosas em seres multicelulares
(9) biologia e geologia 10º ano - trocas gasosas em seres multicelulares
Hugo Martins
 
Relatorio 4 efeito do dioxido de carbono na abertura22222
Relatorio 4  efeito do dioxido de carbono na abertura22222Relatorio 4  efeito do dioxido de carbono na abertura22222
Relatorio 4 efeito do dioxido de carbono na abertura22222
Credencio Maunze
 
B8 exercícios de osmose
B8   exercícios de osmoseB8   exercícios de osmose
B8 exercícios de osmose
Nuno Correia
 
Apresentação Cenoura & Bronze - TCC
Apresentação Cenoura & Bronze - TCCApresentação Cenoura & Bronze - TCC
Apresentação Cenoura & Bronze - TCC
Thais Pastén
 
Sales Pitch - Presentation Layout
Sales Pitch - Presentation LayoutSales Pitch - Presentation Layout
Sales Pitch - Presentation Layout
Thais Pastén
 
Relatório aula prática modificação dos pigmentos
Relatório aula prática   modificação dos pigmentosRelatório aula prática   modificação dos pigmentos
Relatório aula prática modificação dos pigmentos
J10I27
 
A célula pp[1]
A célula pp[1]A célula pp[1]
A célula pp[1]
Angela Boucinha
 
Frutas
FrutasFrutas
Frutas
FrutasFrutas
Aula métodos de cocção
Aula métodos de cocçãoAula métodos de cocção
Aula métodos de cocção
katsan
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
Isabel Lopes
 
Estomas
EstomasEstomas
Estomas
adriana53h
 
Actividade experimental célula
Actividade experimental célulaActividade experimental célula
Actividade experimental célula
Carlos Moutinho
 

Destaque (20)

03 ObservaçãO Da CéLula Da Cebola Ao Microscopio Tc0809
03 ObservaçãO Da CéLula Da Cebola Ao Microscopio Tc080903 ObservaçãO Da CéLula Da Cebola Ao Microscopio Tc0809
03 ObservaçãO Da CéLula Da Cebola Ao Microscopio Tc0809
 
Relatório actividade experimental - batata & cebola
Relatório   actividade experimental - batata & cebolaRelatório   actividade experimental - batata & cebola
Relatório actividade experimental - batata & cebola
 
Aula 02 Microscopio de Luz e Técnicas de Observação e Coloração
Aula 02   Microscopio de Luz e Técnicas de Observação e ColoraçãoAula 02   Microscopio de Luz e Técnicas de Observação e Coloração
Aula 02 Microscopio de Luz e Técnicas de Observação e Coloração
 
Prazer, somos a Osmose
Prazer, somos a OsmosePrazer, somos a Osmose
Prazer, somos a Osmose
 
rsrsrOsmose
rsrsrOsmosersrsrOsmose
rsrsrOsmose
 
www.aulasapoio.com - Biologia - Membrana Plasmática
www.aulasapoio.com - Biologia -  Membrana Plasmáticawww.aulasapoio.com - Biologia -  Membrana Plasmática
www.aulasapoio.com - Biologia - Membrana Plasmática
 
Trocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantasTrocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantas
 
(9) biologia e geologia 10º ano - trocas gasosas em seres multicelulares
(9) biologia e geologia   10º ano - trocas gasosas em seres multicelulares(9) biologia e geologia   10º ano - trocas gasosas em seres multicelulares
(9) biologia e geologia 10º ano - trocas gasosas em seres multicelulares
 
Relatorio 4 efeito do dioxido de carbono na abertura22222
Relatorio 4  efeito do dioxido de carbono na abertura22222Relatorio 4  efeito do dioxido de carbono na abertura22222
Relatorio 4 efeito do dioxido de carbono na abertura22222
 
B8 exercícios de osmose
B8   exercícios de osmoseB8   exercícios de osmose
B8 exercícios de osmose
 
Apresentação Cenoura & Bronze - TCC
Apresentação Cenoura & Bronze - TCCApresentação Cenoura & Bronze - TCC
Apresentação Cenoura & Bronze - TCC
 
Sales Pitch - Presentation Layout
Sales Pitch - Presentation LayoutSales Pitch - Presentation Layout
Sales Pitch - Presentation Layout
 
Relatório aula prática modificação dos pigmentos
Relatório aula prática   modificação dos pigmentosRelatório aula prática   modificação dos pigmentos
Relatório aula prática modificação dos pigmentos
 
A célula pp[1]
A célula pp[1]A célula pp[1]
A célula pp[1]
 
Frutas
FrutasFrutas
Frutas
 
Frutas
FrutasFrutas
Frutas
 
Aula métodos de cocção
Aula métodos de cocçãoAula métodos de cocção
Aula métodos de cocção
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
 
Estomas
EstomasEstomas
Estomas
 
Actividade experimental célula
Actividade experimental célulaActividade experimental célula
Actividade experimental célula
 

Semelhante a Relatório da aula experimental cn células da cebola

Relatório observação de cromossomas 9D
Relatório  observação de cromossomas 9DRelatório  observação de cromossomas 9D
Relatório observação de cromossomas 9D
António Morais
 
Apostila bce
Apostila bceApostila bce
Apostila bce
wilkinson1
 
praticas de Biologia microscopia e analise
praticas de Biologia microscopia e analisepraticas de Biologia microscopia e analise
praticas de Biologia microscopia e analise
julimarapires
 
1S_Roteiro pratica de célula
1S_Roteiro pratica de  célula1S_Roteiro pratica de  célula
1S_Roteiro pratica de célula
Ionara Urrutia Moura
 
Citologia
CitologiaCitologia
Relatório de aula prática: visualização de organelas de uma célula vegetal
Relatório de aula prática: visualização de organelas de uma célula vegetalRelatório de aula prática: visualização de organelas de uma célula vegetal
Relatório de aula prática: visualização de organelas de uma célula vegetal
Claudiney C. Rodrigues
 
Relatório de ciências
Relatório de ciências Relatório de ciências
Relatório de ciências
Sasuke Sakura
 
Celula
CelulaCelula
Celula
Pelo Siro
 
Celula
 Celula Celula
A celula
A celulaA celula
A celula
Maria30031999
 
Prática cells
Prática cellsPrática cells
Prática cells
CotucaAmbiental
 
aula02-microscopioetcnicasdeobservaoecolorao-160322183217.pptx
aula02-microscopioetcnicasdeobservaoecolorao-160322183217.pptxaula02-microscopioetcnicasdeobservaoecolorao-160322183217.pptx
aula02-microscopioetcnicasdeobservaoecolorao-160322183217.pptx
LuisFelipeFerreirada3
 
Trabalhos 4bim 1 s
Trabalhos 4bim 1 sTrabalhos 4bim 1 s
Trabalhos 4bim 1 s
Ionara Urrutia Moura
 
Plano aula 9
Plano aula 9Plano aula 9
Plano aula 9
naymarques
 
RESUMO SOBRE O MICROSCOPIO E SUAS CARACTERÍSTICAS
RESUMO SOBRE O MICROSCOPIO E SUAS CARACTERÍSTICASRESUMO SOBRE O MICROSCOPIO E SUAS CARACTERÍSTICAS
RESUMO SOBRE O MICROSCOPIO E SUAS CARACTERÍSTICAS
Caitano José
 
Prática cells abril 2014- PARA OS PRIMEIROS ANOS_ IMPRIMIR E LEVAR PARA A AULA
Prática cells abril 2014- PARA OS PRIMEIROS ANOS_ IMPRIMIR E LEVAR PARA A AULA Prática cells abril 2014- PARA OS PRIMEIROS ANOS_ IMPRIMIR E LEVAR PARA A AULA
Prática cells abril 2014- PARA OS PRIMEIROS ANOS_ IMPRIMIR E LEVAR PARA A AULA
Ionara Urrutia Moura
 
Ciclos de vida
Ciclos de vidaCiclos de vida
Ciclos de vida
Neuza Carvalho
 
Introdução à vida microbiana: Bacteriologia
Introdução à vida microbiana: BacteriologiaIntrodução à vida microbiana: Bacteriologia
Introdução à vida microbiana: Bacteriologia
Rodrigo Caixeta
 
betelgeuse
betelgeusebetelgeuse
betelgeuse
andrepaiva7a
 
Poligrafo histologia i
Poligrafo histologia iPoligrafo histologia i
Poligrafo histologia i
kaiorochars
 

Semelhante a Relatório da aula experimental cn células da cebola (20)

Relatório observação de cromossomas 9D
Relatório  observação de cromossomas 9DRelatório  observação de cromossomas 9D
Relatório observação de cromossomas 9D
 
Apostila bce
Apostila bceApostila bce
Apostila bce
 
praticas de Biologia microscopia e analise
praticas de Biologia microscopia e analisepraticas de Biologia microscopia e analise
praticas de Biologia microscopia e analise
 
1S_Roteiro pratica de célula
1S_Roteiro pratica de  célula1S_Roteiro pratica de  célula
1S_Roteiro pratica de célula
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Relatório de aula prática: visualização de organelas de uma célula vegetal
Relatório de aula prática: visualização de organelas de uma célula vegetalRelatório de aula prática: visualização de organelas de uma célula vegetal
Relatório de aula prática: visualização de organelas de uma célula vegetal
 
Relatório de ciências
Relatório de ciências Relatório de ciências
Relatório de ciências
 
Celula
CelulaCelula
Celula
 
Celula
 Celula Celula
Celula
 
A celula
A celulaA celula
A celula
 
Prática cells
Prática cellsPrática cells
Prática cells
 
aula02-microscopioetcnicasdeobservaoecolorao-160322183217.pptx
aula02-microscopioetcnicasdeobservaoecolorao-160322183217.pptxaula02-microscopioetcnicasdeobservaoecolorao-160322183217.pptx
aula02-microscopioetcnicasdeobservaoecolorao-160322183217.pptx
 
Trabalhos 4bim 1 s
Trabalhos 4bim 1 sTrabalhos 4bim 1 s
Trabalhos 4bim 1 s
 
Plano aula 9
Plano aula 9Plano aula 9
Plano aula 9
 
RESUMO SOBRE O MICROSCOPIO E SUAS CARACTERÍSTICAS
RESUMO SOBRE O MICROSCOPIO E SUAS CARACTERÍSTICASRESUMO SOBRE O MICROSCOPIO E SUAS CARACTERÍSTICAS
RESUMO SOBRE O MICROSCOPIO E SUAS CARACTERÍSTICAS
 
Prática cells abril 2014- PARA OS PRIMEIROS ANOS_ IMPRIMIR E LEVAR PARA A AULA
Prática cells abril 2014- PARA OS PRIMEIROS ANOS_ IMPRIMIR E LEVAR PARA A AULA Prática cells abril 2014- PARA OS PRIMEIROS ANOS_ IMPRIMIR E LEVAR PARA A AULA
Prática cells abril 2014- PARA OS PRIMEIROS ANOS_ IMPRIMIR E LEVAR PARA A AULA
 
Ciclos de vida
Ciclos de vidaCiclos de vida
Ciclos de vida
 
Introdução à vida microbiana: Bacteriologia
Introdução à vida microbiana: BacteriologiaIntrodução à vida microbiana: Bacteriologia
Introdução à vida microbiana: Bacteriologia
 
betelgeuse
betelgeusebetelgeuse
betelgeuse
 
Poligrafo histologia i
Poligrafo histologia iPoligrafo histologia i
Poligrafo histologia i
 

Mais de António Morais

Condicoes comercializacaopaineissolares
Condicoes comercializacaopaineissolaresCondicoes comercializacaopaineissolares
Condicoes comercializacaopaineissolares
António Morais
 
Ninho joão de barro
Ninho joão de barroNinho joão de barro
Ninho joão de barro
António Morais
 
Relatorio cn
Relatorio cnRelatorio cn
Relatorio cn
António Morais
 
Tectónica de placas
Tectónica de placasTectónica de placas
Tectónica de placas
António Morais
 
Leão marinho
Leão marinhoLeão marinho
Leão marinho
António Morais
 
Trabalho realizado por : Marcos Teixeira
Trabalho realizado por : Marcos TeixeiraTrabalho realizado por : Marcos Teixeira
Trabalho realizado por : Marcos Teixeira
António Morais
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
António Morais
 
Violência Doméstica
Violência DomésticaViolência Doméstica
Violência Doméstica
António Morais
 
Violência Doméstica 9º C Grupo 1
Violência Doméstica 9º C Grupo 1Violência Doméstica 9º C Grupo 1
Violência Doméstica 9º C Grupo 1
António Morais
 
Eutanasia
EutanasiaEutanasia
Eutanasia
António Morais
 
Nº17 Manuela 9 F
Nº17 Manuela 9 FNº17 Manuela 9 F
Nº17 Manuela 9 F
António Morais
 
Riscos/Benefícios decorrentes da aplicação da tecnologia
Riscos/Benefícios decorrentes da aplicação da tecnologiaRiscos/Benefícios decorrentes da aplicação da tecnologia
Riscos/Benefícios decorrentes da aplicação da tecnologia
António Morais
 
Aplicação da Engenharia Genética na Medicina
Aplicação da Engenharia Genética na MedicinaAplicação da Engenharia Genética na Medicina
Aplicação da Engenharia Genética na Medicina
António Morais
 
Alimentação e Saúde
Alimentação e SaúdeAlimentação e Saúde
Alimentação e Saúde
António Morais
 
Tabagismo
TabagismoTabagismo
Tabagismo
António Morais
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
António Morais
 
Relatorio Avaliacao 2008 09
Relatorio Avaliacao 2008 09Relatorio Avaliacao 2008 09
Relatorio Avaliacao 2008 09
António Morais
 
Tipos de Nós - Ivan 7d
Tipos de Nós - Ivan 7dTipos de Nós - Ivan 7d
Tipos de Nós - Ivan 7d
António Morais
 
Energias RenováVeis JoãO Lages Nº11 JoãO LeitãO Nº12 JoãO Ferreira Nº13
Energias RenováVeis JoãO Lages Nº11 JoãO LeitãO Nº12 JoãO Ferreira Nº13Energias RenováVeis JoãO Lages Nº11 JoãO LeitãO Nº12 JoãO Ferreira Nº13
Energias RenováVeis JoãO Lages Nº11 JoãO LeitãO Nº12 JoãO Ferreira Nº13
António Morais
 

Mais de António Morais (20)

Condicoes comercializacaopaineissolares
Condicoes comercializacaopaineissolaresCondicoes comercializacaopaineissolares
Condicoes comercializacaopaineissolares
 
Ninho joão de barro
Ninho joão de barroNinho joão de barro
Ninho joão de barro
 
Relatorio cn
Relatorio cnRelatorio cn
Relatorio cn
 
Tectónica de placas
Tectónica de placasTectónica de placas
Tectónica de placas
 
Leão marinho
Leão marinhoLeão marinho
Leão marinho
 
Trabalho realizado por : Marcos Teixeira
Trabalho realizado por : Marcos TeixeiraTrabalho realizado por : Marcos Teixeira
Trabalho realizado por : Marcos Teixeira
 
Catástrofes naturais
Catástrofes naturaisCatástrofes naturais
Catástrofes naturais
 
Violência Doméstica
Violência DomésticaViolência Doméstica
Violência Doméstica
 
Violência Doméstica 9º C Grupo 1
Violência Doméstica 9º C Grupo 1Violência Doméstica 9º C Grupo 1
Violência Doméstica 9º C Grupo 1
 
Eutanasia
EutanasiaEutanasia
Eutanasia
 
Nº17 Manuela 9 F
Nº17 Manuela 9 FNº17 Manuela 9 F
Nº17 Manuela 9 F
 
Riscos/Benefícios decorrentes da aplicação da tecnologia
Riscos/Benefícios decorrentes da aplicação da tecnologiaRiscos/Benefícios decorrentes da aplicação da tecnologia
Riscos/Benefícios decorrentes da aplicação da tecnologia
 
Aplicação da Engenharia Genética na Medicina
Aplicação da Engenharia Genética na MedicinaAplicação da Engenharia Genética na Medicina
Aplicação da Engenharia Genética na Medicina
 
Alimentação e Saúde
Alimentação e SaúdeAlimentação e Saúde
Alimentação e Saúde
 
Tabagismo
TabagismoTabagismo
Tabagismo
 
Sexualidade
SexualidadeSexualidade
Sexualidade
 
Relatorio Avaliacao 2008 09
Relatorio Avaliacao 2008 09Relatorio Avaliacao 2008 09
Relatorio Avaliacao 2008 09
 
Nós
NósNós
Nós
 
Tipos de Nós - Ivan 7d
Tipos de Nós - Ivan 7dTipos de Nós - Ivan 7d
Tipos de Nós - Ivan 7d
 
Energias RenováVeis JoãO Lages Nº11 JoãO LeitãO Nº12 JoãO Ferreira Nº13
Energias RenováVeis JoãO Lages Nº11 JoãO LeitãO Nº12 JoãO Ferreira Nº13Energias RenováVeis JoãO Lages Nº11 JoãO LeitãO Nº12 JoãO Ferreira Nº13
Energias RenováVeis JoãO Lages Nº11 JoãO LeitãO Nº12 JoãO Ferreira Nº13
 

Relatório da aula experimental cn células da cebola

  • 1. Relatório da Aula Laboratorial Observação de cromossomas das células de ápices de raízes jovens de cebola ao microscópio Trabalho realizado, no âmbito da disciplina de Ciências Naturais, por: Maria Inês Ribeiro nº 18 Mariana Costa nº 19 EB 2,3 de Viana do Castelo,19 de Janeiro de 2013 1
  • 2. Índice Introdução: ...................................................................................... Error! Bookmark not defined. Objetivo:......................................................................................................................................... 4 Material Utilizado: ......................................................................................................................... 3 Procedimento Experimental ......................................................................................................... 5 Resultados .................................................................................................................................... 6 Conclusão ..................................................................................................................................... 6 Bibliografia .................................................................................................................................... 7 2
  • 3. Introdução Os seres vivos, dentro de uma determinada espécie, apresentam características semelhantes de geração em geração. Essa informação pode ser passada de duas formas distintas: reprodução assexuada e reprodução sexuada. Na reprodução sexuada há células especializadas, eucarióticas, com núcleo organizado, que são reprodutoras. Estas células chamam-se gâmetas e têm metade do património genético da espécie. Esse património está localizado no núcleo em estruturas chamadas cromossomas. Tal como nas células germinativas, todas as outras células possuem cromossomas que asseguram a passagem desse património genético em cada divisão celular. Os cromossomas são formados por ácido desoxirribonucleico (ADN) associado a proteínas. Cada cromossoma está dividido em genes. Cada gene é constituído por um fragmento de ADN e é responsável por uma dada característica, por exemplo a cor dos olhos. Cada espécie tem um número constante de cromossomas. Nesta aula laboratorial o material a observar são células de ápices de raízes jovens de cebola. Uma vez que estas células estão em divisão, os cromossomas estão visíveis. Figura 1- Representação esquemática de um cromossoma Figura 2- Cromossoma 3
  • 4. Objetivo O objetivo desta atividade laboratorial é a observação dos cromossomas de células de ápices de raízes jovens de uma cebola ao microscópio ótico. Material Utilizado - Vidro de relógio - Ápices de raízes de cebola - Lamparina e fósforos - Microscópio ótico - Lâminas e lamelas - Papel de filtro - Material de dissecação (agulha e bisturi) - Luvas de látex - Orceína acética - Ácido clorídrico - Tesoura Figura 3- Material Utilizado 4
  • 5. Procedimento Laboratorial 1º - No vidro de relógio colocámos 4 a 5 gotas de orceína acética e 1 gota de ácido clorídrico (figura 4); Figura 4 2º - Usando a tesoura cortámos os ápices da cebola, com dimensão relativamente igual a 1mm, e colocámo-los no vidro de relógio (figura 5); Figura 5 3º - Passámos o vidro de relógio com a mistura 3 ou 4 vezes pela lamparina, fazendo movimentos circulares, até se libertarem vapores (figura 6); Figura 6 4º - Depois retirámos os ápices e colocámo-los na lâmina, cobrindo-os com uma gota de orceína acética e aguardámos 3 minutos (figura 7); Figura 7 5º - Com a agulha separámos os tecidos vegetais (figura 8); Figura 8 6º - Depois colocámos uma lamela e pressionámos com o dedo; Figura 9 7º - Colocámos a lamela no microscópio e observámos o resultado. Figura 10 8º- Por fim, lavámos e limpámos todo o material utilizado. Figura 11 5
  • 6. Resultados Cromossomas Núcleo Parede celular Figura 12 A figura 12 representa os cromossomas no núcleo das células da raiz da cebola. O tecido é formado por células que, quando coradas com a orceína acética, evidenciam o seu núcleo. Conclusão As células quando se dividem dão origem a novas células semelhantes às originais. Isto acontece devido ao facto de se formarem seguindo uma espécie de programa: sempre que se forma uma nova célula, esse programa, conhecido como informação genética é transmitido. Por isso, os cromossomas são importantes porque contém a informação que passará ao longo das gerações. Com a realização desta actividade prática tivemos a possibilidade de visualizar os cromossomas, uma vez que as células do ápice radicular da cebola estão em divisão. O trabalho decorreu sem problemas e os objetivos iniciais foram cumpridos. 6
  • 7. Bibliografia FRANCO, N., FRANCO, E. & BORGES, M. (2011). BIOS Viver melhor na Terra,9º ano. ASA. Lisboa. BAILEY, J. (1997). A nova Enciclopédia das Ciências – A genética. Círculo de leitores. Braga. NAVARRO, J. (2006). Biologia, Ediciones Credimar. Lisboa. 7