Programa 5S
No Japão o programa 5S foi formalizado no ambiente empresarial no início da
década de 50, apesar de sua longa ...
SEIRI – Utilização, Organização, Liberação da Área
Senso: "A arte de colocar fora coisas inúteis sem uso".
O primeiro sens...
SEITON – Ordem e Arrumação
Senso: "A arte de cada coisa em seu lugar para pronto uso".
É uma atividade para arrumarmos as ...
SEISO – Limpeza
Senso: "A arte de tirar o pó".
Limpar é eliminar qualquer tipo de sujeira, cumprindo um conjunto de ações
...
SEIKETSU - Padronização, Asseio e Saúde
Senso: "A arte de manter em estado de limpeza".
Seiketsu ou Senso de Higiene ou Sa...
SHITSUKE - Disciplina ou Autodisciplina
Senso: "A arte de fazer as coisas certas, naturalmente".
Disciplina é à base de um...
Implantação do Programa 5S
1. Criação da comissão de implantação: esta equipe será responsável pela
elaboração da metodolo...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Programa 5 s trabalho 1

250 visualizações

Publicada em

Programa 5 s

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Programa 5 s trabalho 1

  1. 1. Programa 5S No Japão o programa 5S foi formalizado no ambiente empresarial no início da década de 50, apesar de sua longa existência informal. Surgiu da necessidade de ajudar na reconstrução de um país arrasado pela Segunda Guerra Mundial. Os 5 Sensos, comumente chamados de 5S, podem ser considerados a “porta de entrada” de um Programa de Qualidade Total. Devido à simplicidade de compreensão e implementação, os seus resultados são rápidos e visíveis, otimizando a confiança dos colaboradores envolvidos no programa. Entretanto deve-se ter cuidado para que um Programa 5S não se limite a melhorar a aparência do local de trabalho. Na verdade a essência dos 5S é outra: mudar atitudes e comportamento. Sua prática contínua e persistente procura construir uma mudança interior nas pessoas que resultará ao final, em uma disposição mental para a prática de um programa onde os resultados são de médio ou longo prazo, como a Qualidade Total. De fácil assimilação no significado de cada “senso”, os 5S são um convite para que se crie sinergia em torno de um processo de implementação de qualidade tornando-se, portanto, aplicável a qualquer tipo de empresa, independente do porte e de seu negócio. Esse programa pode ser conhecido com outros nomes, porém 5S é o mais utilizado e vem das iniciais das cinco técnicas que o compõe: Seiri - organização, utilização, liberação da área; Seiton - ordem, arrumação; Seiso - limpeza; Seiketsu - padronização, asseio, saúde; Shitsuke - disciplina, autodisciplina. Alguns objetivos desse programa são:  Melhoria do ambiente de trabalho.  Prevenção de acidentes.  Incentivo à criatividade.  Redução de custos.  Eliminação de desperdício.  Desenvolvimento do trabalho em equipe.  Melhoria das relações humanas.  Melhoria da qualidade de produtos e serviços.
  2. 2. SEIRI – Utilização, Organização, Liberação da Área Senso: "A arte de colocar fora coisas inúteis sem uso". O primeiro senso do Programa 5S é o chamado Seiri ou Senso de Utilização. É o nosso ponto inicial para colocar o trabalho em ordem. É saber, antes de tudo, separar o que é útil do que é inútil e o que é necessário do que é desnecessário. Atente que inútil não significa que pode ser jogado fora, e sim que no momento não tem utilidade. O Senso de Utilização consiste em analisar os locais de trabalho e classificar todos os itens (objetos, materiais, informações, etc.) segundo critérios de utilidade ou frequência de uso, para depois retirar do ambiente tudo o que não precisa estar ali. Veja abaixo como separar e selecionar: IDENTIFICAÇÃO PROVIDÊNCIAS Se for usado toda hora Colocar no próprio local de trabalho Se for usado todo dia Colocar próximo ao local de trabalho Se for usado toda semana Colocar no almoxarifado, etc. Se não é necessário Descartar, disponibilizar As principais vantagens do Seiri são:  Ganho de espaço.  Facilidade de limpeza e manutenção.  Melhor controle dos estoques.  Redução de custos.  Preparação do ambiente para aplicação dos demais conceitos de 5S. Para a execução do Seiri devem ser definidas e instaladas áreas de descarte. Essas áreas devem ser devidamente sinalizadas para evitar que se tornem "áreas de bagunça". Todo material descartado deve ser etiquetado e controlado (materiais para recuperação, alienação, almoxarifado, materiais para outros órgãos, reciclagem ou para lixo ou sucata). A responsabilidade da pessoa que está descartando só termina no momento do destino final do material descartado.
  3. 3. SEITON – Ordem e Arrumação Senso: "A arte de cada coisa em seu lugar para pronto uso". É uma atividade para arrumarmos as coisas que sobraram depois do Seiri. Seu conceito chave é a simplificação. Os materiais devem ser colocados em locais de fácil acesso e de maneira que seja simples verificar quando estão fora de lugar. O objetivo é identificar e arrumar tudo, para que qualquer pessoa possa localizar facilmente o que precisa e a visualização seja facilitada. Nesta fase é importante:  Padronizar as nomenclaturas.  Usar rótulos e cores vivas para identificar os objetos, seguindo um padrão.  Guardar objetos diferentes em locais diferentes.  Expor visualmente os pontos críticos, tais como extintores de incêndio, locais de alta voltagem, partes de máquinas que exijam atenção, etc.  Onde for possível, eliminar as portas.  Não deixar objetos ou móveis no meio do caminho, atrapalhando a locomoção no local. As Vantagens:  Rapidez e facilidade para encontrar documentos, materiais, ferramentas e outros objetos.  Economizar tempo.  Facilitar a comunicação.  Estimular a criatividade.  Controlar do uso de equipamentos e documentos necessários.  Diminuir risco de acidentes.
  4. 4. SEISO – Limpeza Senso: "A arte de tirar o pó". Limpar é eliminar qualquer tipo de sujeira, cumprindo um conjunto de ações preventivas, de forma a manter o ambiente sempre limpo. Devemos executar a rigorosa inspeção dos locais de trabalho, máquinas, objetos, equipamentos e ferramentas de forma a detectar possíveis problemas. Geralmente a atividade de limpeza é considerada como de responsabilidade exclusiva do “pessoal da limpeza” quando na verdade todos são responsáveis por manter a sua área limpa, pois “ambiente limpo não é aquele que mais se limpa, mas aquele que menos se suja”. A prática do Seiso inclui:  Não desperdiçar materiais.  Não forçar equipamentos.  Deixar banheiros e outros recintos em ordem após o uso, etc. Como vantagens da aplicação desse terceiro S, temos:  Melhoria do local de trabalho.  Satisfação dos empregados por trabalharem em ambiente limpo.  Maior segurança e controle sobre equipamentos, máquinas e ferramentas.  Eliminação de desperdício.
  5. 5. SEIKETSU - Padronização, Asseio e Saúde Senso: "A arte de manter em estado de limpeza". Seiketsu ou Senso de Higiene ou Saúde visa à melhoria da qualidade de vida, criando condições que favoreçam a saúde física, mental e emocional, a partir de práticas de higiene. O senso de higiene reforça a necessidade de uma mudança comportamental. É chegado o momento de organizar as suas atividades diárias: dedique um tempo só para você, um tempo para a família e os amigos e um tempo para organizar as ideias, os planos pessoais e os objetivos de vida. Cuidar da higiene é, além da sua limpeza pessoal, também cuidar da sua imagem e da mente. Para ter uma boa imagem pessoal, corte os cabelos, a barba e as unhas, e use sempre roupas e sapatos limpos. É também cuidar do cheiro que você exala. E, no aspecto psicológico, trabalhe a sua autoestima, administre problemas e conflitos emocionais, expulse os maus sentimentos e tenha empatia. Além disso, é preciso estar atento ao bem estar coletivo: mantenha um bom clima organizacional, zele pela qualidade das relações de trabalho e mantenha o local de trabalho e as áreas comuns organizados e limpos. Como principais vantagens do estabelecimento do Seiketsu, temos:  Equilíbrio físico e mental.  Melhoria do ambiente de trabalho.  Melhoria de áreas comuns (banheiros, refeitórios, etc.).  Melhoria nas condições de segurança.
  6. 6. SHITSUKE - Disciplina ou Autodisciplina Senso: "A arte de fazer as coisas certas, naturalmente". Disciplina é à base de uma civilização e o mínimo para que a sociedade funcione em harmonia. A disciplina é o caminho para a melhoria do caráter dos funcionários e bom funcionamento dos processos de trabalho. E quando se quer fazer algo bem feito e com habilidade. Temos que praticar, repetir. Atletas repetem os lances, o estudante que almeja uma vaga na Universidade estuda, estuda, e estuda. Artistas repetem o ensaio. Disciplinar é praticar e praticar para que as pessoas façam a coisa certa naturalmente, logo da primeira vez e sempre. É uma forma de criar bons hábitos e melhorias contínuas em pessoas e processos de trabalho. O compromisso pessoal com o cumprimento dos padrões éticos, morais e técnicos, definidos pelo programa 5S, define a última etapa desse programa. Se o Shitsuke está sendo executado significa que todas as etapas do 5S estão se consolidando. Quando as pessoas passam a fazer o que tem que ser feito e da maneira como deve ser feito, mesmo que ninguém veja, significa que existe disciplina. Para que esse estágio seja atingido todas as pessoas envolvidas devem discutir e participar da elaboração de normas e procedimentos que forem adotados no programa 5S. As vantagens são:  Trabalho diário agradável.  Melhoria nas relações humanas.  Valorização do ser humano.  Cumprimento dos procedimentos operacionais e administrativos.  Melhor qualidade, produtividade e segurança no trabalho.
  7. 7. Implantação do Programa 5S 1. Criação da comissão de implantação: esta equipe será responsável pela elaboração da metodologia de implantação do programa na organização e deverá se reunir periodicamente; 2. Reunião com Gerentes: definida a metodologia, a comissão de implantação deve se reunir com os gerentes para explicar a eles o programa, sua forma de implantação, e focos de melhoria; 3. Preparação do Lançamento do Programa: esse é o momento de acertar os últimos detalhes antes do lançamento do programa para todos os servidores. É interessante criar um clima de suspense também, a fim de motivar os servidores e prepará-los para a hora da implantação dos sensos. Um evento marcante deve ser produzido para apresentar o Programa 5’S; 4. Implantação Senso a Senso: os Sensos devem ser primeiramente apresentados à equipe, explicando seus objetivos, resultados esperados e caminhos a serem seguidos. Logo depois deve ser feita a implantação propriamente dita; 5. Realização da auto avaliação: previamente às reuniões, peça a todos os servidores que realizem uma avaliação de seu órgão, tomando por base o “Formulário Padrão de Avaliação”. Essa avaliação deve ser relativa aos sensos que serão detalhados na Implantação Senso a Senso. A mesma lista deve ser novamente avaliada por todos depois de implantado cada senso; 6. Ajustes Finais: deve-se definir um local específico para o descarte dos materiais desnecessários, a “Área de Descarte” e garantir que o registro por foto ou vídeo foi realizado. Fase de Sustentação 1. Criação da Comissão de Qualidade 5’S: a Comissão de Implantação encerra suas atividades assim que a fase de implantação é encerrada. A partir daí, a Comissão de Qualidade 5’S assume a condução do programa. Esta última comissão é composta pelos líderes definidos pelos gerentes. Eles têm papel crucial nas avaliações dos sensos e na validação dessas avaliações; 2. Avaliação dos 5 Sensos: depois de implantados os sensos, eles serão avaliados. A avaliação terá como base o Formulário de Avaliação, criado pela Comissão de Qualidade, com os itens a serem avaliados divididos pro senso e o detalhamento de cada um dos requisitos, para orientar o avaliador nas características a serem avaliadas; 3. Critérios de Pontuação e Certificação: São dadas notas por cada requisito correspondente a cada senso, de 0 (zero) a 2(dois), quanto aos critérios pedidos e enquadrados nas práticas 5’S. Na soma dos pontos as unidades podem receber Certificados Ouro, Prata ou Bronze dependendo de seu desempenho; 4. Reinicio do Ciclo: No mês seguinte, o processo é reiniciado, a partir da Fase de Sustentação, seguindo novamente o cronograma mensal da Comissão de Qualidade.

×